Top PDF Design colaborativo: a personalização no vestuário feminino e masculino

Design colaborativo: a personalização no vestuário feminino e masculino

Design colaborativo: a personalização no vestuário feminino e masculino

Os estudos direcionados ao comportamento do consumidor estão ganhando ênfase no mercado, devido à necessidade de compreender todos os aspectos que englobam as preferências desse novo perfil denominado de consumidor inovador ou hipermoderno. Eles buscam liberdade de expressão e satisfação de suas necessidades emocionais em produtos únicos que transmitem sua personalidade. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo propor ao consumidor a personalização de produtos do vestuário através da colaboração entre designer e usuário. Utilizou- se a pesquisa exploratória com aplicação de questionário destinado aos indivíduos que tem interesse em participar da colaboração da sua peça de roupa e, a análise dos dados obtidos na pesquisa demonstrou a viabilidade do projeto, possibilitando o desenvolvimento de uma marca de moda.
Mostrar mais

125 Ler mais

O comportamento do consumidor feminino na compra online de vestuário

O comportamento do consumidor feminino na compra online de vestuário

Ana Sofia Fernandes Ferreira 40 enquanto que as mulheres são o contrário (Khana, Khesharwani & Rajput et al. 2012). As compras online como elemento de interação social são pouco comparadas às lojas tradicionais. Devido à falta de contacto cara a cara as mulheres não consideravam compras online como sendo tão práticas e convenientes como o são para os seus parceiros do sexo masculino. Isso reflecte-se por exemplo em programas de fidelização em que os homens valorizam programas que concedem status e as mulheres personalização e compensação psicológica (Melnyk & Osselare, 2012). Uma outra razão está relacionada com a tecnologia associada. Alguns estudos afirmam que existem diferenças entre géneros na forma como usam tecnologias (Venkatesh & Morris, 2000 citados por Zhou et al., 2007). As mulheres reportaram ter o maior nível de apreensão no uso da Internet. Sendo mais cépticas em relação ao e-commerce do que os seus parceiros as mulheres estavam emocionalmente menos satisfeitas do que os homens e faziam menos compras online (Rodgers & Harris 2003, citados por Zhou et al., 2007).
Mostrar mais

103 Ler mais

Design funcional de vestuário interior

Design funcional de vestuário interior

Numa segunda fase, e tendo em conta a pesquisa bibliográfica e a avaliação do desempenho realizada, fez-se a concepção e desenvolvimento dos protótipos, tendo igualmente em consideração o conceito de “patchwork”, onde as fibras foram distribuídas, em cada um deles, de acordo com as necessidades da área do corpo com a qual estaria em contacto. Assim, foi desenvolvida uma colecção de vestuário interior multifuncional num conjunto de 7 peças, 4 para o mercado feminino (Tanga, short, top e t-shirt) e 3 para o masculino (cueca, boxer e t- shirt), a partir da tecnologia seamless que permitiu distribuir as fibras de acordo com o design proposto e, simultaneamente, poupar em operações adicionais de corte e costura, e em materiais. A produção das peças decorreu na empresa SONICARLA, recorrendo há tecnologia Seamless disponível na empresa.
Mostrar mais

237 Ler mais

O FEMININO, O MASCULINO E A BICICLETA: PARADIGMAS DE GÊNERO CONSTRUÍDOS NO VESTUÁRIO OCIDENTAL

O FEMININO, O MASCULINO E A BICICLETA: PARADIGMAS DE GÊNERO CONSTRUÍDOS NO VESTUÁRIO OCIDENTAL

As roupas femininas e masculinas atravessaram diversos momentos de aproximação e distinção, entretanto foi o vestuário masculino que passou a ter possibilidades mais restritas. Podem ser destacados, a partir de então, para ilus- trar alguns desses momentos, a masculinização e simplificação da moda feminina nos anos 1940, ocasionadas pelas restrições da guerra, e o uso da saia-calça e das bolsas a tiracolo para andarem de bicicleta, que na época tornou-se o principal meio de transporte (BRAGA, 2005). Segundo Santucci (2011, p. 42), “no ves- tuário feminino [dos anos 1950], a silhueta com cintura fina e saias volumosas remetia ao século XIX, como uma releitura da mulher ideal vitoriana”, mas, indi- ferente à nostalgia desse modelo, estabelecido pelo New Look lançado em 1947 por Christian Dior, a transexualidade no vestuário e a simplificação das roupas passou a ter cada vez mais espaço. Na mesma década, no Brasil, o artista plástico Flávio de Carvalho, que publicava artigos sobre moda no Diário de São Paulo, realizou a Experiência nº3, propondo um novo traje de verão para os homens, que incluía uma saia. Para Lotufo,
Mostrar mais

17 Ler mais

Uma questão de gênero: onde o masculino e o feminino se cruzam.

Uma questão de gênero: onde o masculino e o feminino se cruzam.

domínio político; por isso na base de regimes totalitários ou ditatoriais as relações de gênero são estreitamente codificadas e vigiadas. Mesmo sem uma justificativa imediata e pragmática, como no caso de dissidentes políticos ou minorias étnicas e religiosas, nos regimes de exceção as minorias sexuais, mulheres e desviantes, são controlados e conformados a uma moral estrita. Há algo mais aí, além de simples preconceito ou desejo masculino de controle. Com relação à homossexualidade dá-se o mesmo, assim, entender as origens da interdição nos faz refletir sobre a democracia e seus limites. “A homofobia é irmã do racismo e da misoginia” 56 , e sua superação está ligada ao processo de
Mostrar mais

26 Ler mais

Estágio na empresa Sacoor Brothers : “evolução e inovação no vestuário masculino”

Estágio na empresa Sacoor Brothers : “evolução e inovação no vestuário masculino”

Segundo o artigo de Gil (2017), a linha principal da marca tem como público-alvo duas faixas de clientes distintas, o que se aplica a ambos os sexos, uma com idades compreendidas entre os 20 e os 30 e a outra onde se encontram clientes na casa dos 40 anos respetivamente designados por Young Generation X e Older Millenial. No entanto, a definição de cliente Sacoor não se limita a agrupar gerações, mas está dependente de muitos outros fatores, como o modo de vida, comportamento, gosto, entre outros. Como já foi referido anteriormente, a Sacoor Brothers não vende somente vestuário, mas sim um estilo de vida, que se insere sobretudo na classe média-alta, sendo esta uma das características do público-alvo que se pretende atingir. Este pode ser descrito como alguém socialmente bem posicionado, que apresenta estabilidade na sua vida pessoal e profissional e exibe interesse cultural. O cliente Sacoor procura vestir-se de forma discreta, mas de aspeto elegante e moderno; gosta de exibir marcas como forma de mostrar as suas posses e por isso procura peças com o logótipo da marca visível.
Mostrar mais

128 Ler mais

O MASCULINO E O FEMININO NA LITERATURA DE CORDEL PUBLICADA EM SÃO PAULO

O MASCULINO E O FEMININO NA LITERATURA DE CORDEL PUBLICADA EM SÃO PAULO

Em relação à inserção de novas temáticas, os trabalhos mostram que na criação de folhetos por parte das cordelistas, ocorre a denúncia do domínio masculino nas relações e as opressões sofridas pelas mulheres, abrindo um universo novo com assuntos relativos aos problemas da mulher contemporânea, como a saúde feminina, a dupla jornada de trabalho, o meio ambiente e a política. Da nova safra de autoras, destaca-se a produção da cearense Sebastiana Gomes de Almeida, também conhecida como Bastinha. Professora aposentada de Língua Portuguesa e Literatura Popular da Universidade Regional do Cariri - URCA, ela tem publicado títulos voltados a temas atuais como a ecologia, e a tabus sociais, como o “corno”, as “solteironas” e as “sogras”, transitando entre uma mobilização política e o gênero satírico, utilizando-se de humor e malícia ao trabalhar com as mazelas sociais, a crítica política e aos costumes, sendo de sua autoria A sogra no folclore, Dona Flor e seus namorados, A safa do professor, Lula cadê? 26 (QUEIROZ, 2006)
Mostrar mais

188 Ler mais

Masculino e feminino: Alguns aspectos da perspectiva psicanalítica

Masculino e feminino: Alguns aspectos da perspectiva psicanalítica

Este novo papel do pai remete para a reformu- lação do processo de separação-individuação, num contexto de triangularidade e relacionamentos precoces múltiplos, bem como levanta questões em relação à necessidade de um objecto transac- cional, quando existem muitos objectos disponíveis. É também importante perceber a sequência da situação edipiana, quando o pai é um prestador de cuidados primários, isto para os rapazes e para as raparigas. Neubauer (1987), sugere que, neste cenário, o desenvolvimento não se dá de um mundo objectal diádico para um triádico, mas sim que a escolha objectal é ampla e múltipla, ocorrendo laços objectais primários que conduzem ao passado edipiano dos pais. Assim ganhou destaque, na pesquisa do masculino, o pai pré-edipiano e a sua relação com o masculino: ser homem passa por reencontrar esse aspecto.
Mostrar mais

12 Ler mais

Aspectos do feminino e masculino na arte de Ismael Nery.

Aspectos do feminino e masculino na arte de Ismael Nery.

Na idade média, muito antes de os filósofos [e cientistas] terem demostrado que trazemos em nós, devido a nossa estrutura glandular, ambos os elementos – o masculino e o feminino –, dizia-se que “todo homem traz dentro de si uma mulher”. É a este elemento feminino, que há em todo homem, que chamei “anima” . Este aspecto “feminino” é essencialmente, uma certa maneira, inferior, que tem o homem de se relacionar com seu ambiente sobretudo com as mulheres, e que ele esconde tanto de outras pessoas quanto dele mesmo. Em outras palavras, apesar de a personalidade visível do indivíduo parecer normal, ele poderá estar escondendo dos outros – e mesmo dele próprio – a deplorável condição de sua “mulher interior”. 24
Mostrar mais

22 Ler mais

Coleção de fascículos sobre a história do vestuário feminino

Coleção de fascículos sobre a história do vestuário feminino

A escolha desse projeto é embasada em dois argumentos principais: primeiro o hábito que muitas pessoas possuem de carregar os livros que estão lendo. Para isso em sua maioria são no formato A5, alguns até um pouco menores, visando melhorar questões de formato, peso e transporte; segundo, o transcendentalismo da moda, o aumento da procura de cursos ligados a moda e vestuário, o conceito cíclico de moda, o retorno de muitas tendências, as diversas manifestações da moda, a quantidade crescente de blogs e sites sobre moda e vestuário de pessoas diretas e indiretamente ligados a ela, assim cada vez mais impressos sobre moda são lançados.
Mostrar mais

89 Ler mais

A LINGUAGEM DO VESTUÁRIO FEMININO NAS FESTAS RAVE EM FORTALEZA

A LINGUAGEM DO VESTUÁRIO FEMININO NAS FESTAS RAVE EM FORTALEZA

O presente trabalho versa sobre o público feminino que frequenta festas rave em Fortaleza, com foco na festa denominada „‟Ziohm‟‟, que possui maior influência na cena de música eletrônica da cidade. Nele foi abordado a linguagem do vestuário desse grupo com o objetivo de compreender até que ponto a construção do corpo e do vestuário refletem os ideais de naturalidade, exaltação da natureza, busca por energização e escapismo propostas por esse cenário. A fonte de inspiração desse estudo surgiu ao ser observada a existência de padrões de estética que se opõem ao uso de drogas e entorpecentes, comuns no campo da música eletrônica. Denotou-se que a busca pelo corpo belo e „‟sarado‟‟ é muito mais do que uma moda refletindo diretamente na aceitação do meio. Através do estudo etnográfico, baseado na observação, foi desenvolvido este projeto que passou a ser construído a partir de conhecimento prévio e da observação in loco, além de levantamentos bibliográficos e questionários.
Mostrar mais

27 Ler mais

A exploração da técnica do patchwork no vestuário feminino contemporâneo

A exploração da técnica do patchwork no vestuário feminino contemporâneo

A técnica do quilt e patchwork serviram essencialmente o vestuário, na época conturbada por questões religiosas. Os movimentos militares de inspiração cristã sucediam-se na busca da salvação, motivo de grandes incursões entre a Europa Ocidental em direção à Terra Santa, persistindo por longos anos e proporcionando trocas comerciais significativas, nomeadamente com os têxteis, “but' almost' one' third of their trade consisted of textiles-silks' and' cotton' chintzes” 17 (Stapel, et al., 2000 p. 51). Materiais, que devido à sua riqueza e de custo elevado, beneficiavam principalmente o clero e a igreja ortodoxa (Harris, 1993 p. 236).
Mostrar mais

133 Ler mais

O design colaborativo direcionado à sustentabilidade

O design colaborativo direcionado à sustentabilidade

Este Trabalho de Conclusão de Curso foi apresentado aos vinte e oito dias do mês de julho do ano de dois mil e quatorze, às vinte e uma horas, como requisito parcial para a obtenção do título de Tecnólogo em Design de Moda, Linha de pesquisa Processo de Desenvolvimento do Produto, do Curso Superior em Tecnologia em Design de Moda da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. A candidata foi arguida pela Banca Examinadora composta pelos professores abaixo assinados. Após deliberação, a Banca Examinadora considerou o trabalho aprovado.

139 Ler mais

A utilização de peças íntimas do vestuário para valorização do corpo masculino

A utilização de peças íntimas do vestuário para valorização do corpo masculino

No caso especifico, onde fora introduzido no trabalho, o mesmo visa o estudo e conhecimento das características presentes no vestuário íntimo através dos tempos e acompanhando sua evolução e desenvolvimento, gerenciando estes fatores a fim de utilizar técnicas de conhecimentos absorvidos através do estudo de materiais e conhecimento tácito para a confecção de peças utilizando-se de tecidos que favoreçam a valorização do corpo através destes materiais empregados nas peças a fim de proporcionar o bem-estar ao seu usuário.

96 Ler mais

Design de vestuário para desportistas deficientes motores

Design de vestuário para desportistas deficientes motores

obstáculos que pudessem contribuir na não adesão da equipa ao estudo. Foi referido que a participação seria voluntária, podendo haver desistências no decorrer do estudo. É importante observar que esse primeiro inquérito teve como objectivo, a identificação do perfil da equipa, bem como durabilidade dos equipamentos, preocupação com imagem e estilo pessoal e a satisfação das necessidades e das situações desfavoráveis do seu vestuário. Foram, também, consideradas sugestões para melhoria da camisola e das calças. Um segundo inquérito foi desenvolvido com o objectivo de avaliar o tipo de camisola e de calças usadas no jogo. É importante referir, que também, foi feito um pré-teste para aplicação desse inquérito. Foram tidas em consideração as questões referentes à sensação de conforto térmico e ergonómico, à resistência ao rebentamento, e à satisfação em relação ao design.
Mostrar mais

174 Ler mais

O design centrado no humano conectado e colaborativo

O design centrado no humano conectado e colaborativo

A educação formal é uma importante dimensão onde os estudantes de de- sign aprendem um modo de falar e de pensar próprio aos designers (KRIPPEN- DORFF, 2000b). A prática e habilidade de retórica do designer é essencial para que ocorram a inter e a multidisciplinaridade de forma plena, assim como o tra- balho em equipe e em parceria, características comuns e intrínsecas ao ensino e à prática do Design. Em sua pesquisa sobre o ensino das disciplinas projetuais em design, Alvares (2004) apontou os principais problemas observados, sendo três deles os seguintes: 1. a não transferência espontânea do que é aprendido em uma disciplina para as outras matérias, tampouco a utilização do aprendido numa disciplina para enfrentar situações reais nas quais esse conhecimento torna-se mais preciso; 2. problemas de relacionamento entre professor e aluno do processo tradicional do ensino aprendizagem que dificultam a ação interdisciplinar aberta e criativa e 3. o perfil dos docentes envolvidos no desenvolvimento da interdis- ciplinaridade depende consideravelmente da vontade, da atitude, da habilidade do professor pesquisador para sair de sua órbita intelectual, profissional e social rotineira e trabalhar estreitamente com colegas de outras disciplinas.
Mostrar mais

315 Ler mais

Os tradicionais bordados portugueses no design de vestuário

Os tradicionais bordados portugueses no design de vestuário

Cunha (2011) aponta que, atualmente, as principais dificuldades dos artesãos e das unidades produtivas artesanais são os escassos canais de comercialização, a forte e desleal concorrência de produções portuguesas, asiáticas e da América Latina, as dificuldades associadas à produção, à promoção e à distribuição pela pequena escala das produções e dos rendimentos, e a falta de introdução de elementos inovadores e contemporâneos que confiram aos produtos um design mais contemporâneo. Acre- dita-se que o reduzido nível de competências, de conhecimento e até de motivação no que tange às questões associadas à comercialização por parte de muitos artesãos cause um estrangulamento do setor.
Mostrar mais

7 Ler mais

Ergonomia e Design de Emoção no Desenvolvimento do Vestuário

Ergonomia e Design de Emoção no Desenvolvimento do Vestuário

Conforme Iida (2005, p. 313) “Do ponto de vista ergonômico, os produtos são considerados como meios para que o homem possa executar determinadas funções”. Para isso se faz uso da ergonomia para a criação de produtos capazes de unir a forma do corpo humano com materiais ideais para a construção de peças de vestuário. Esses produtos são compostos por apelo estético e econômico, o que caracteriza um produto diretamente ligado à qualidade, e que pode apresentar um diferencial perante produtos convencionais, gerando assim, um consumo emocional.
Mostrar mais

13 Ler mais

INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO:  O DESIGN COMO FATOR ESTRATÉGICO

INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO: O DESIGN COMO FATOR ESTRATÉGICO

Para compreender a importância do design na indústria e seu potencial fator competitivo, faz-se importante, em primeira instância, apresentar o termo e conceito. Design é uma palavra inglesa que em latim significa designar, em português, projeto, plano, propósito. Popularmente está associado à estética dos objetos, ou seja, às formas, cores e texturas dos produtos, mas em seu sentido mais amplo, conceituar a atividade de design é uma tarefa difícil quando se pretende abordar o design em toda sua plenitude, pois, esta é uma atividade em constante mudança e transformação. Na tentativa de definir o design, transcrevemos alguns conceitos de alguns autores:
Mostrar mais

12 Ler mais

Alcebíades… de Assis: uma análise machadiana sobre o vestuário masculino moderno

Alcebíades… de Assis: uma análise machadiana sobre o vestuário masculino moderno

sobre o vestuário masculino desde o século XIX e que inspirou os posteriores estudos sobre esse vestuário, relegando-o a uma posição apenas funcional: “(…) do ponto de vista da diferença de vestuário entre os sexos (...) pode-se dizer que os homens sofreram uma grande derrota e uma repentina redução das variáveis decorativas em seu vestuário, o que aconteceu no fim do século XVIII. Por esta época aconteceu um dos eventos mais memoráveis em toda a história da moda (...): os homens abriram mão de seu direito ao brilho, à alegria, às mais elaboradas e variadas formas de ornamentação, deixando-as inteiramente para o uso feminino, e desta forma tornando seu próprio vestuário a mais austera e ascética das artes. Considerando os usos do vestir, este evento tem certamente o direito de ser considerado como ‘A grande renúncia masculina’. O homem abandonou seu direito de ser considerado belo. Doravante ele espera apenas ser funcional” (1950, p. 110-111, tradução nossa).
Mostrar mais

6 Ler mais

Show all 8660 documents...