Top PDF Determinação da atividade aeróbia específica de lodo de ETE por respirometria

Determinação da atividade aeróbia específica de lodo de ETE por respirometria

Determinação da atividade aeróbia específica de lodo de ETE por respirometria

Os tratamentos biológicos por processos aeróbios devem criar e manter um ambiente favorável à reprodução e crescimento dos microrganismos envolvidos na degradação da matéria orgânica. No processo de respiração aeróbia os microrganismos tem como base a decomposição de substrato na presença de oxigênio. O consumo desse substrato pelos microrganismos transforma a matéria orgânica em produtos finais mais estáveis como dióxido de carbono, novas células e água. A respirometria é a medida e a interpretação da taxa de respiração da biomassa aeróbia, definida como a quantidade de oxigênio que é consumida, ou a produção de CO 2 , pelos microrganismos por unidade de volume e tempo. A respirometria é uma técnica que pode ser utilizada para o acompanhamento dos microrganismos, baseado na análise do consumo de oxigênio ou a produção de dióxido de carbono originário da atividade metabólica dos microrganismos. Tal acompanhamento em sistemas de tratamento ou remediação possibilita a melhoria dos processos aeróbios empregados. No presente trabalho buscou-se avaliar a atividade biológica aeróbia de microrganismos do lodo de uma ETE na remoção da matéria orgânica carbonácea do efluente de laticínio através de um sistema respirométrico em escala de bancada. A velocidade de degradação da matéria orgânica carbonácea pela comunidade microbiana aeróbia neste trabalho foi denominada como atividade aeróbia específica (AAE). A eficiência de redução da carga orgânica no experimento promovida pelo tratamento aeróbio por meio do processo de lodos ativados atingiu até 88% da DQO total. A AAE dos microrganismos presentes no lodo variou 0,0206 a 0,2290 mgCO 2 /mg SSV.h. Através deste trabalho, pode-se verificar que a respirometria é uma ferramenta eficiente na obtenção de dados do comportamento da biomassa presente no lodo aeróbio com baixo tempo de resposta.
Mostrar mais

51 Ler mais

Determinação da pozolanicidade por condutividade elétrica do lodo de Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) para adição ao cimento Portland

Determinação da pozolanicidade por condutividade elétrica do lodo de Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) para adição ao cimento Portland

do material como pozolana nesse parâmetro. Este resultado segue o comportamento do aumento da intensidade dos picos de óxido de silício, do aumento diâmetro médio das partículas, e da diminuição da superfície específica das cinzas com a temperatura. Assim, pode-se constatar através dos difratogramas que a elevação da temperatura de calcinação das CLE promoveu a cristalização da sílica amorfa, reduzindo a consequentemente a atividade pozolânica. Ademais, evidenciou- se a importância da finura para a pozolanicidade do material, uma vez que as cinzas de menores diâmetros médios e maiores superfícies específicas obtiveram os melhores desempenhos. Quanto ao ensaio de condutividade elétrica, a perda de condutividade da solução indicou o consumo de hidróxido de cálcio pelas cinzas, sendo as maiores variações de condutividade obtidas pelas CLE700 e CLE600, respectivamente. Além disso, apesar de suas limitações devido a interferência dos íons dispersos na solução na medição da condutividade, o método se mostrou efetivo na avaliação da pozolanicidade das CLE, pois existe uma tendência a linearidade entre este método e o ensaio apresentado na NBR 5751, com índice de determinação de 0,9664, e os resultados de ambos ensaios indicarem que as cinzas calcinadas a 600 e 700°C possuem a maior atividade pozolânica. Portanto, este pode utilizado como um método expedito de avaliação da pozolanicidade da atividade pozolânica das cinzas de lodo de esgoto.
Mostrar mais

100 Ler mais

Respirometria e determinação das exigências de energia e produção de metano de fêmeas bovinas leiteiras de diferentes genótipos

Respirometria e determinação das exigências de energia e produção de metano de fêmeas bovinas leiteiras de diferentes genótipos

de e mantença e variam e com e o e peso, e oe nível e de e produção, e a e atividade e e e oe ambiente. e Diversos e fatores e sãoe utilizadoseparaealterareessaeestimativae básica e de e acordo e com e ase característicasegenéticaseeeambientais.e Por e exemplo, e considera-se e que e oe Holandês e possua e exigências e dee mantença e 12% e superiores e e e ose zebuínos e 11% e inferiores e em e relaçãoe ao e valor e básico. e O e modelo e requere estimativas e representativas e dee condições e ambientais e (temperatura,e velocidade e do e vento, e superfíciee específica e e e isolamento e térmico e doe animal), e tipo e (carne e ou e leite, eBos tauruse ou eBos indicus) e e e históriae nutricionaleprévia,eestimadaeaepartiredoe escore e de e condição e corporal e (Fox e ete al., e 1995). e Desta e forma, e segundo e oe CNCPSe5.0e(Foxeeteal.,e2004)etem-se:
Mostrar mais

61 Ler mais

Estudo da influência da relação S0/X0 na determinação da atividade específica de bactérias nitrificantes

Estudo da influência da relação S0/X0 na determinação da atividade específica de bactérias nitrificantes

Nos processos de remoção biológica de nitrogênio, a etapa de nitrificação, que consiste na oxidação do amônio a nitrato, é considerada, muitas vezes, como a etapa limitante na eliminação deste nutriente. Tendo isto em vista, executar um estudo acerca da capacidade das bactérias nitrificantes torna-se uma tarefa de vital importância para o projeto e controle de biorreatores. Um modo de se realizar a medida desta atividade se dá através de métodos que envolvem a repirometria, que, apesar de ser uma técnica bem conhecida, tem suas particularidades, merecendo um estudo de forma a estabelecer as principais diretrizes de execução dos respectivos ensaios. Esta metodologia possibilita a determinação de parâmetros cinéticos de modelos consagrados na literatura, que permitem então caracterizar a atividade dessas células. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo verificar a influência da concentração celular sobre a metodologia adotada de respirometria, promovendo a escolha de uma relação entre substrato e biomassa para a realização de testes de atividade específica. Para os ensaios, utilizou-se como material biológico um lodo proveniente de uma unidade de tratamento de esgotos domésticos da cidade de Florianópolis – CASAN, que foi previamente adaptado de forma a obter-se um lodo enriquecido com as bactérias nitrificantes. Os experimentos foram realizados utilizando-se um erlenmeyer adaptado para permitir o acoplamento de um eletrodo de pH e um sensor para a medida da concentração de oxigênio dissolvido e temperatura. Utilizou-se um agitador magnético com aquecimento par manter o sistema sob agitação constante (300 rpm) e a temperatura de 35ºC. O pH foi mantido em torno de 7,5. Uma solução sintética contendo NH4Cl foi utilizada como fonte de substrato. A concentração celular utilizada nos ensaios foram de 0,5 até 5,8 gSST/L, sendo que para cada uma dessas a concentração de substrato a qual a biomassa foi exposta também sofreu variação de 0 a aproximadamente 1000 mgN-NH4/L. A partir dos resultados obtidos observou-se a ocorrência de inibição da atividade nitrificante quando a biomassa era exposta a altas quantidades de substrato e, sendo assim, o modelo de Andrews foi utilizado para o ajuste aos pontos experimentais. O valor máximo de atividade da biomassa foi atingido em uma faixa de S0/X0 entre 50 e 100 mg N- NH4/gSST.
Mostrar mais

123 Ler mais

Eficiência de uma ETE em escala real composta por reator UASB seguido de lodo ativado

Eficiência de uma ETE em escala real composta por reator UASB seguido de lodo ativado

Como as amostras foram compostas proporcionalmente as vazões afluentes, foram perceptíveis no momento das coletas, que as maiores contribuições de SST se deram nos períodos de maior vazão, assim como Carvalho et al (2008) apresentaram em estudo aplicando variações senoidais cíclicas da vazão, observando maior arraste de sólidos nos períodos de aumento da velocidade ascensional. Entretanto a velocidade ascencional do esgoto nos reatores foi muito baixa em média de 0,4 m/h, devido à vazão média afluente ainda estar longe da de projeto. Assim a variação pode ter relação com as rotinas de recirculação de lodo dos decantadores secundários para os UASB, bem como o descarte para a linha de tratamento de lodo. A linha de tratamento de sólidos (lodo) ainda não havia entrado em operação e haviam impasses quanto a destinação desse lodo, ou seja, o descarte de lodo em excesso estava sendo realizado esporadicamente promovendo uma alta concentração de sólidos nos reatores UASB.
Mostrar mais

79 Ler mais

Viabilidade da incorporação do lodo de estação de tratamento de esgoto (ETE) em massa cerâmica para produção de blocos.

Viabilidade da incorporação do lodo de estação de tratamento de esgoto (ETE) em massa cerâmica para produção de blocos.

The sludge generated in sewage treatment plants has become a growing problem and it is considered waste. This work aims to verify the feasibility of incorporating the sludge from sewage treatment plants (STP) in the ceramic slurry for the production of bricks. In order to do so, sludge samples were collected at the ETE Verde SANEPAR (a sewage treatment plant) in the city of Ponta Grossa, PR, Brazil, and clay samples at S. Gerônimo Ceramics in Prudentópolis, PR, Brazil. The sludge at the ETE Verde undergoes a cleaning process, significantly reducing the concentration of pathogens in the waste. The process used is ‘liming’, which promotes stabilization, thermal and chemical disinfection through the addition and mixing of lime into the sludge in a percentage from 30% to 50% of the dry weight of the sludge. For the characterization of sludge and clay, X-ray diffraction, differential thermal and thermogravimetric analysis, X-ray fluorescence and particle size distribution were carried out. The compositions studied were made with additions from 5 to 50% per weight of the sludge in the ceramic slurry. After the mixing of the sludge with the clay, the samples were processed by uniaxial pressing and sintered at temperatures of 900 °C, 1000 °C e 1100 °C. The sintered samples were characterized by measurements of apparent density, water absorption, apparent porosity, mechanical strength, X -ray diffraction and scanning electron microscopy. The results showed that the addition of sludge up to 20% of the slurry of the clay meets all parameters recommended by current standards for production of bricks.
Mostrar mais

10 Ler mais

ESPECTROSCOPIA APLICADA AO MONITORAMENTO DAS MUDANÇAS ESTRUTURAIS DE COMPOSTOS ORGÂNICOS OBTIDOS NA COMPOSTAGEM DO LODO DE ETE

ESPECTROSCOPIA APLICADA AO MONITORAMENTO DAS MUDANÇAS ESTRUTURAIS DE COMPOSTOS ORGÂNICOS OBTIDOS NA COMPOSTAGEM DO LODO DE ETE

Este trabalho teve por objetivo estudar o processo de compostagem de lodo de esgoto de uma indústria alimentícia com dois substratos diferentes, poda de jardinagem e serragem. Para o monitoramento e caracterização dos compostos obtidos foram utilizados métodos convencionais e espectroscópicos. Montou-se duas leiras, uma com lodo e serragem (LS) e outra com lodo e poda (LP), na proporção de 1:3 em volume. Acompanhou-se durante 210 dias o processo de compostagem com medições periódicas da temperatura, pH, umidade, análise elementar, germinação de sementes, teor de metais e análises espectroscópicas de UV/Vis e IV. Como resultado das análises realizadas pode-se concluir que os compostos obtidos na LS e LP estão estabilizados e maturados, porém com tempos diferentes de compostagem.
Mostrar mais

69 Ler mais

Determinação da potência aeróbia de crianças e adolescentes a partir de ajustes ...

Determinação da potência aeróbia de crianças e adolescentes a partir de ajustes ...

Em outro estudo longitudinal, McMURRAY, HARRELL, BRADLEY, DENG e BANGDIWALA (2002) avaliaram a potência aeróbia indiretamente através de um teste escalonado em cicloergômetro (PWC 195) de 1279 moças e 1261 rapazes de 8 a 16 anos. Mesmo que o protocolo de estudo não se assemelhe aos diferentes estudos apresentados até o momento, sua relevância é devida ao grande número de indivíduos participantes e da faixa etária incluir a da presente amostra. Os resultados demonstraram que a potência aeróbia absoluta (L·min -1 ) aumentou em ambos os sexos e grupos étnicos, sendo mais elevado entre os rapazes do que entre as moças, em qualquer idade. Entretanto, dos 10 aos 16 anos, os rapazes apresentaram um aumento médio de 81%, enquanto que nas moças, o aumento foi de 28%. No caso das moças, o aumento na potência aeróbia ocorreu apenas até os 14 anos (por volta de 32%), quando os valores médios estabilizaram-se em aproximadamente 1,90 L·min -1 . Esses resultados apresentaram valores médios mais baixos dentre os diferentes estudos, provavelmente, devido ao tipo de ergômetro utilizado e pelos valores serem obtidos indiretamente, entretanto, ao analisarmos o comportamento geral para ambos os sexos, os resultados apontam para um comportamento semelhante, em todos eles.
Mostrar mais

148 Ler mais

ete

ete

b) Punido com prisão até um ano nos restantes casos. A pena de prisão pode igualmente ser reduzida até seis meses e a de multa a dois a cinco dias ou o agente ser mesmo isento de pena, [r]

22 Ler mais

Comparação entre ergômetros específico e convencionais na determinação da capacidade aeróbia de mesatenistas

Comparação entre ergômetros específico e convencionais na determinação da capacidade aeróbia de mesatenistas

O comportamento da lactacidemia no exercício incremental no tênis de mesa não era ainda conhecido, mas era acreditado respon- der similarmente ao exercício incremental realizado nos ergômetros convencionais. O comportamento da lactacidemia é utilizado para determinar o limiar anaeróbio (LAn), sendo o LAn correspondente à intensidade de exercício na qual ocorre aumento abrupto desse metabólito ou à maior intensidade de exercício onde ocorre equilí- brio entre a produção e remoção de lactato, representando o limite da predominância da via metabólica aeróbia; o procedimento para determinação do LAn e o teste de LAC min utilizados neste estudo
Mostrar mais

5 Ler mais

Aplicação da digestão anaeróbia na redução de volume de lodo de estação de tratamento de esgoto (ETE)

Aplicação da digestão anaeróbia na redução de volume de lodo de estação de tratamento de esgoto (ETE)

A geração de lodo em estações de tratamento de esgoto sanitário é um problema de ordem mundial. A disposição final deste resíduo repre- senta até 60% dos custos operacionais das ETEs. Por esse motivo, a redu- ção do volume de lodo torna-se um importante parâmetro a se considerar nos projetos para tratamento de esgotos. Além disso, devido à crescente preocupação com temas ambientais, o tratamento deste tipo de resíduo já é considerado imprescindível. Dentre as diversas formas de tratamento do lodo tem-se a digestão anaeróbia, que consiste na degradação da matéria orgânica na ausência de oxigênio molecular livre. Neste contexto, o pre- sente trabalho analisou a redução do volume de lodo adensado produzido pela ETE tipo lodos ativados, a ETE Insular da CASAN, a partir da apli- cação da digestão anaeróbia em condições mesofílicas (35°C). Para isso, foi instalado na ETE Insular um digestor anaeróbio piloto de volume ope- racional de 100L, operado em condições de temperatura mesofílicas. O desempenho do digestor foi avaliado em diferentes cargas orgânicas vo- lumétricas (COV) que variaram de 0,5 a 4,5 kgSV/m³.d. Como resultado o digestor apresentou eficiências entre 14,3 e 66,5% de remoção de sólidos voláteis, o que refletiu em uma redução média de 42% da massa de sóli- dos a ser destinada ao descarte.
Mostrar mais

67 Ler mais

Avaliação geotécnica de lodo de ETE e ETA para reaproveitamento como cobertura final de aterro sanotário

Avaliação geotécnica de lodo de ETE e ETA para reaproveitamento como cobertura final de aterro sanotário

Os lodos gerados nas estações de tratamento de água (ETA) e de esgotos (ETE) são classificados como resíduos sólidos e quando não dispostos adequadamente contribuem para a poluição do ambiente. Lodos são gerados em grandes volumes nos aglomerados urbanos que dispõe de sistemas de tratamento de esgotos e de água, desta maneira gerando a problemática da sua disposição final e tendo como conseqüência a saturação dos aterros sanitários e a poluição ambiental. Neste contexto, o presente trabalho objetivou avaliar o comportamento geotécnico do lodo ao se adicionar solo natural, com finalidade de reaproveitá-lo como material alternativo em cobertura final de aterro sanitário. O desenvolvimento do trabalho consistiu primeiramente na estabilização alcalina da mistura de partes iguais de lodo de ETE e de ETA (compondo 85% do total da mistura), mais 15% de alcalinizante (cal virgem) e posterior cura em estufa. Na segunda etapa realizou-se a mistura do lodo estabilizado com 10%, 30% e 50% de solo natural e realizados ensaios relacionados à mecânica dos solos a fim de determinar o comportamento geotécnico das misturas. Os ensaios foram realizados conforme as normas da ABNT para determinação dos índices físicos de solos. Os resultados geotécnicos das misturas solo-lodo foram comparados com as características geotécnicas de solos naturais utilizados em cobertura final de aterro sanitário.
Mostrar mais

78 Ler mais

Compostagem aeróbia conjugada de lodo de tanque séptico e resíduos sólidos vegetais.

Compostagem aeróbia conjugada de lodo de tanque séptico e resíduos sólidos vegetais.

Teoricamente, a relação C/N inicial ótima do substrato deve se situar em torno de 30. Na realidade, constata-se que ela pode variar de 20 a 70 de acordo com a maior ou me- nor biodegradabilidade do substrato. Tanto a falta de nitrogênio quanto a falta de carbono limitam a atividade microbiológica (Andreoli et al, 2001). Observa-se a partir das Figuras 12, 13 e 14; que a redução da relação C/N em todos os reatores se mostrou bas- tante tênue, fato este ocasionado pela baixa relação C/N inicial na massa de resíduos sólidos orgânicos utilizada. Tal tendência se deve ao fato de que, tanto os resíduos orgânicos vegetais quanto o lodo de esgoto sanitário apresentam em sua constituição altos teores de NTK. Como resultado, o processo de com- postagem se desenvolveu de forma mais lenta. A relação C/N considerada ideal ao início do processo de compostagem, de acordo com os autores Haug (1993) e Pereira Neto (1996) é 25:1 e 30:1, respectivamente.
Mostrar mais

9 Ler mais

Determinação de lodo e de metais pesados em vegetais bociogénicos

Determinação de lodo e de metais pesados em vegetais bociogénicos

O iodo, como componente estrutural, é o principal requisito para a síntese da hormona da tiróide e respetiva regulação. A carência em iodo é um problema mundial, sendo o bócio o principal a nível clínico. A deficiência em iodo leva à diminuição da produção hormonal da tiróide, resultando em proliferação celular, o bócio está relacionado com o aumento da secreção de TSH. Esta estimula o crescimento e atividade metabólica das células foliculares da tiróide, estimulando cada célula para o aumento da captação de iodo e síntese e secreção da hormona da tiróide. Este processo tende a conservar a quantidade de iodo e consequentemente manter o funcionamento normal da tiróide. Portanto, o aumento da glândula da tiróide começa como uma hiperplasia adaptativa à baixa ingestão de iodo. Quanto à sua absorção, nas zonas geográficas onde o fornecimento de iodo na dieta é adequado, o indivíduo adulto ingere cerca de 150 μg por dia [29].
Mostrar mais

100 Ler mais

Determinação das concentrações séricas IgE específica para o leite de vaca e suas...

Determinação das concentrações séricas IgE específica para o leite de vaca e suas...

entre anafiláticos e não anafiláticos foi bastante alto, especialmente se comparado ao valor obtido considerando-se o conjunto de alérgicos como um todo. Algumas inferências são possíveis: primeiro, este resultado ressalta mais uma vez as informações da literatura relacionadas aos valores de IgE específica e gravidade e, segundo, considerando a intensidade das manifestações clínicas de um paciente com anafilaxia, pode-se concluir que uma adequada anamnese pode ser suficiente para seu diagnóstico na maior parte dos casos, sendo a IgE específica útil para a confirmação do alérgeno. Esta observação é corroborada pelos próprios critérios propostos de anafilaxia que incluem informações obtidas exclusivamente através de anamnese e exame físico (Joint Task Force on Practice Parameters, 2005). Então, não há necessidade de se discriminar esta população, elevando-se de maneira importante o ponto de corte.
Mostrar mais

135 Ler mais

Avaliação das unidades de tratamento do lodo em uma ete de lodos ativados convencional submetida a distintas estratégias operacionais.

Avaliação das unidades de tratamento do lodo em uma ete de lodos ativados convencional submetida a distintas estratégias operacionais.

A finalidade deste trabalho é apresentar uma avaliação da etapa de tratamento de lodos da Estação de Tratamento de Esgotos do Arrudas (Belo Horizonte), em especial os teores de sólidos ao longo do sistema, as principais variáveis de projeto e operação. O processo de tratamento é o de lodos ativados convencional com adensamento por gravidade, di- gestão anaeróbia e desidratação mecânica. Desde sua entrada em operação até o momento, a estação passou por três fases operacionais quanto ao adensamento dos lodos. A maior concentração média do lodo primário (4,8%) foi atingida no adensador por gravidade quando esse recebia apenas lodo primário. O lodo misto alcançou uma concentração média de 2,7% enquanto o valor esperado de projeto era 5,0%. O lodo secundário excedente, concentrado no adensador por gravidade não ultrapassou 1,8%. A maior concentração média da torta do lodo desidratado (28,3%) foi obtida quando o lodo digerido era proveniente do tratamento primário.
Mostrar mais

7 Ler mais

Efeitos da disposição de lodo de estações de tratamento de efluentes (ETE) de indústria alimentícia no solo: estudo de caso.

Efeitos da disposição de lodo de estações de tratamento de efluentes (ETE) de indústria alimentícia no solo: estudo de caso.

O lodo foi gerado na ETE localizada em uma indústria do ramo alimentício de transformação de produtos agrícolas (frutas e legumes), localizada na região metropolitana de Goiânia (Goiânia). A ETE é constituída de tratamento primário — peneira rotativa e flotador — e secundário — lodos ativados —, e apresenta vazão média mensal de 3.607 m³, 3 a 4% da qual é constituída por efluentes sanitários e o res- tante por efluentes industriais, provenientes do processo produtivo. O lodo que foi aplicado no solo era uma mistura de lodo primário e lodo secundário, e a quantidade média gerada por mês pela ETE é de 437,5 tone- ladas, em base seca. Antes da aplicação no solo, o lodo foi desaguado em centrífuga até atingir umidade aproximada de 70% e recebeu a adição de cal em quantidade suficiente para elevação do pH do resíduo a 12. O lodo foi aplicado superficialmente no solo nas entrelinhas dos eucaliptos (nas faixas adubadas com lodo) e posteriormente incorporado ao solo.
Mostrar mais

8 Ler mais

Determinação da massa específica de silagens de milho por método indireto.

Determinação da massa específica de silagens de milho por método indireto.

Houve relação linear e positiva entre a ME da silagem e a resistência à penetração do cone metálico nos dois estudos (Figura 1). No entanto, no segundo estudo, a equação linear ajustada teve um coeficiente de determinação baixo, explicando apenas 33% das variações observadas. Este baixo coeficiente pode ser atribuído às conformações superficiais dos silos utilizados n este segundo experimento, por proporcionarem uma menor compactação do material ensilado, alterando a correlação física de massa volume que pode ter influenciado a relação ME/ Resistência à penetração do cone metálico. Sendo assim, utilizou-se, neste experimento, a massa específica estimada do material verde (MEEmv) e do material seco (MEEms) das silagens em função da resistência (x 1 ) oferecida pela massa ensilada à penetração do cone metálico (MPa) e da posiçao (x 2 ) ocupada no silo, em que x 2 =1 para o estrato superior, x 2 =2 para o estrato mediano e x 2 =3 para o estrato basal. Para isso, empregaram-se as equações de regressão y=94,5358+137,968x 1 +121,364x 2 para o material verde, em que o modelo linear descreveu melh or a var iação dos dados e y=36,9859+155,215x 1 +217,425(x 1 ) 2 +30,8919x
Mostrar mais

4 Ler mais

Validade do teste de 30 minutos (T-30) na determinação da capacidade aeróbia, parâmetros de braçada e performance aeróbia de nadadores treinados.

Validade do teste de 30 minutos (T-30) na determinação da capacidade aeróbia, parâmetros de braçada e performance aeróbia de nadadores treinados.

A grande vantagem de utilizar métodos indiretos no cotidiano do treinamento de nadadores está principalmente relacionada ao baixo custo e fácil aplicabilidade. Embora o T-30 seja uma metodo- logia muito utilizada na determinação da VLan em natação, essa apresenta algumas limitações, pois os nadadores devem ser ins- truídos a nadar a máxima distância dentro do tempo predetermi- nado (30 minutos), o que muitas vezes é influenciado pelo grau de motivação. Além disso, essa metodologia desconsidera a partici- pação do metabolismo anaeróbio envolvido. Desse modo, é pos- sível que determinado nadador apresente evolução na velocidade média obtida no T-30 (V-T30) como resultado da aplicação de ses- sões de treinamento objetivando o desenvolvimento da tolerância ao lactato. No entanto, os efeitos do treinamento anaeróbio sobre a V-T30 parecem ser modestos com relação aos efeitos do treina- mento aeróbio (10) .
Mostrar mais

5 Ler mais

ANÁLISE DA INCORPORAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO (ETE) NA MASSA CERÂMICA PARA PRODUÇÃO DE BLOCOS CERÂMICOS

ANÁLISE DA INCORPORAÇÃO DO LODO DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO (ETE) NA MASSA CERÂMICA PARA PRODUÇÃO DE BLOCOS CERÂMICOS

O CONAMA 357/05 determina as condições e padrões de emissão adotados para o controle de lançamentos de efluentes no corpo receptor. Os sistemas de tratamento de esgoto buscam diminuir o impacto do lançamento dos efluentes nos corpos d’água receptores, atendendo a esta Resolução. Por outro lado o lodo gerado nas estações de tratamento de esgoto tem se tornado um problema crescente sendo considerado como resíduo. Este trabalho busca verificar a viabilidade da incorporação do lodo de estação de tratamento de esgoto (ETE) na massa cerâmica para produção de blocos cerâmicos. Para isso, amostras de lodo foram coletadas na ETE Verde da SANEPAR no Município de Ponta Grossa-PR e de argila da Cerâmica São Gerônimo no Município de Prudentópolis-PR. O lodo na ETE Verde é submetido a um processo de higienização, reduzindo significativamente a concentração de patógenos no resíduo. O processo utilizado é a caleação, que promove a estabilização, desinfecção química e térmica através da adição e mistura da cal ao lodo numa porcentagem de 30% a 50% do peso seco de lodo. Para a caracterização do lodo e da argila foram realizadas análises de difração de raios X, análise térmica diferencial e termogravimétrica, espectroscopia de fluorescência de raios X e distribuição granulométrica. As composições estudadas foram feitas com adições de 5 a 50% em peso do lodo na massa cerâmica. Após a mistura do lodo com as argilas, as amostras foram conformadas por prensagem uniaxial e sinterizadas nas temperaturas de 900 o C, 1000 o C e 1100 o C. As amostras sinterizadas foram caracterizadas por medidas de densidade aparente, absorção de água, porosidade aparente, resistência mecânica, difração de raios X e microscopia eletrônica de varredura. Após verificar a viabilidade do uso do lodo de ETE na massa cerâmica, essas foram conformadas por extrusão e sinterizadas na Cerâmica São Gerônimo no Município de Prudentópolis-PR. Os resultados mostraram que a adição do lodo até 15% da massa da argila atende a todos os parâmetros preconizados pelas normas vigentes.
Mostrar mais

93 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados