Top PDF Determinação de ácido benzóico e ácido sórbico em iogurtes comerciais.

Determinação de ácido benzóico e ácido sórbico em iogurtes comerciais.

Determinação de ácido benzóico e ácido sórbico em iogurtes comerciais.

High performance liquid chromatographic determina- tion of low levels of benzoic acid and sorbic acid in yoghurts. Spectrophotometry determination of some preservatives in milk.[r]

10 Ler mais

Presença dos ácidos benzóico e sórbico em vinhos e sidras produzidos no Brasil.

Presença dos ácidos benzóico e sórbico em vinhos e sidras produzidos no Brasil.

O objetivo do presente trabalho foi a determinação dos níveis de ácido benzóico e ácido sórbico em uma variedade de vinhos e sidras brasileiros, de modo a comparar os valores com os máximos permitidos pela legislação. Um total de 49 amostras (sendo 35 vinhos tintos, 11 vinhos brancos e 3 sidras), disponíveis comercialmente, foram analisadas por CLAE com detector de arranjo de diodos. Apesar do uso de ácido benzóico em vinhos e sidras não ser permitido, esse conservador foi detectado em 3 amostras: 1 vinho e 2 sidras em níveis de 295,6, 424,7 e 608,4 mg.L –1 , respectivamente. O ácido sórbico foi detectado em 49% das amostras analisadas com níveis variando de
Mostrar mais

4 Ler mais

Avaliação do comportamento reológico de diferentes iogurtes comerciais.

Avaliação do comportamento reológico de diferentes iogurtes comerciais.

A consistência e a viscosidade do iogurte são uns dos principais fatores envolvidos na qualidade e aceitação do produto. Dessa forma, este trabalho apresenta um estudo de comparação reológica entre iogurtes comerciais do Rio de Janeiro, Brasil, em cujas formulações constam diferentes espessantes. Foram utilizadas três grandes marcas do mercado e, entre os espessantes utilizados, estão: goma guar, goma xantana, goma carragena, goma alfarroba e carboximetilcelulose. Previamente às análises reológicas, as amostras de iogurtes foram submetidas à determinação do pH, da acidez (expressa em ácido láctico) e da umidade. As curvas de fluxo e de viscosidade foram obtidas em reômetro rotacional Thermo Haake Mars com geometria placa/placa (35 mm de diâmetro), com variação de taxa de cisalhamento entre 0,02 e 100 s –1 (curva ascendente),
Mostrar mais

9 Ler mais

Desenvolvimento de procedimento analítico para a determinação de ácido salicílico...

Desenvolvimento de procedimento analítico para a determinação de ácido salicílico...

Nestas condições, o procedimento gera 8 mL de efluente, aproximadamente o dobro do volume gerado em outras determinações por SIC [45]. Este aumento é justificado pela EFS em linha e pela necessidade de limpeza em diferentes partes do módulo de análises para evitar contaminação e permitir que o sistema esteja pronto para a próxima determinação. Mesmo com este volume de efluente, um reduzido volume de acetonitrila (320 µL) foi utilizado por determinação, portanto qualificando este procedimento como ambientalmente amigável. O baixo consumo de solvente orgânico foi especialmente devido à baixa proporção de solvente orgânico na fase móvel. Além disso, em SIC, o fluxo da FM é descontínuo (por exemplo, não se consome fase móvel durante a etapa de EFS), o que favorece ao menor consumo de solvente. A vazão da fase móvel não foi otimizada (o aumento poderia resultar em maior contra-pressão, podendo superar o valor limite de 500 psi para uso da bomba
Mostrar mais

63 Ler mais

Revalidação do método titulométrico para determinação do ácido ascórbico.

Revalidação do método titulométrico para determinação do ácido ascórbico.

Foram analisados os seguintes volumes de suco de limão: 2,5; 2,0; 1,5; 1,0; 0,5; 0,1; 0,09; 0,05; 0,03 e 0,01 mL, com os quais foram calculadas as suas respectivas con- centrações de ácido ascórbico, obtidas na titulação. Os resultados foram analisados para determinação do limiar de perda de confiabilidade do método, ou seja, do ponto em que o método passa a apresentar resultados não de- tectados para amostras. Nesse caso, o menor nível de concentração estudado, no qual o material analisado foi detectado para todas as repetições, foi considerado como limite de detecção do método.
Mostrar mais

7 Ler mais

Polímeros  vol.19 número3

Polímeros vol.19 número3

co, temperatura e tempo de imersão. Da Figura 2a, amos- tra sem condicionamento, observa-se uma superfície relati- vamente lisa, com baixa rugosidade, com Ra = 0,05 µm e Rz = 0,67 µm. Nota-se ainda a presença de linhas ocasiona- das provavelmente pelas imperfeições no molde de injeção. Das Figuras 2b, c, d, observa-se que o condicionamento com solução de ácidos crômico e sulfúrico ocasionou alterações significativas na superfície das amostras. Verifica-se a pre- sença de microporos bem distribuídos, com diferentes tama- nhos e formas, e rugosidade que são ausentes na amostra sem condicionamento. Um acréscimo na concentração de ácido crômico não ocasionou variação na rugosidade média, porém houve um aumento da amplitude total da rugosidade super- ficial, sendo Ra = 0,11 µm e Rz = 0,87 µm para a condição (b), Ra = 0,07 µm e Rz = 0,97 µm para a condição (c) e Ra = 0,11 µm e Rz = 1,07 µm para a condição (d). Segundo Villamizar et al. [15] , essas modificações contribuem para um
Mostrar mais

7 Ler mais

Estudo da intercalação de compostos orgânicos em caulins na forma ácida.

Estudo da intercalação de compostos orgânicos em caulins na forma ácida.

filtro quantitativo e lavado com 10 mL de metanol para retirar o excesso de DMSO e centrifugando-se por 20 min a 4000 rpm (em duplicata), deixando-se secar por 24 h em capela sob exaustão. Em erlenmeyers de 250 mL foram adicionados 1 g de caulins na forma ácida, 50 mL de ácido oxálico 0,128 mol.L -1 , deixando-se sob agitação orbital por

6 Ler mais

Determinação de compostos bioativos e atividades biológicas, de extratos aquosos de folhas de Actinidia deliciosa

Determinação de compostos bioativos e atividades biológicas, de extratos aquosos de folhas de Actinidia deliciosa

Este neurotransmissor permanece armazenado em vesículas sinápticas e, quando um impulso nervoso chega ao terminal do axónio, é libertado por exocitose do neurónio pré- sináptico para a região sináptica, onde é então atraído pelos recetores colinérgicos que estão localizados na membrana do neurónio pós-sináptico. Quando a ACh interage com os recetores regenera o impulso nervoso no neurónio, levando assim à continuidade da transmissão. Uma vez transmitido o impulso nervoso, é importante que o processo de interação da ACh com o recetor seja interrompido, para evitar o excesso de transmissão nervosa, que pode levar ao mal funcionamento do organismo, para tal a acetilcolina move-se para o centro catalítico da AChE que está presente no neurónio pós-sináptico, onde se dá a hidrólise da acetilcolina, produzindo colina e ácido acético (Figura 15). A colina formada liga-se ao recetor do neurónio pré-sináptico, entra na célula para continuar o ciclo [58] . A AChE possui uma alta eficiência
Mostrar mais

165 Ler mais

Estudo da origem biossintética do ácido acético e determinação da acidez em amostras de vinagres comerciais via RMN de 2H e 1H.

Estudo da origem biossintética do ácido acético e determinação da acidez em amostras de vinagres comerciais via RMN de 2H e 1H.

No presente trabalho descrevemos o uso da RMN no estudo da origem biossintética do ácido acético e na determinação da acidez em amostras de vinagres comerciais. A razão isotópica natural de hidrogênio foi estudada utilizando a espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear de 2 H e 1 H (SNIF-NMR – Site Specific Natural Isotopic Fractionation studied by Nuclear Magnetic Resonance). Essa técnica está baseada na relação do conteúdo isotópico entre 2 H e 1 H, em partes por milhão - ppm, em uma posição específica, sítio da metila, na molécula de ácido acético. O etanol que o origina é obtido a partir dos açúcares de diferentes plantas seguindo os mecanismos biossintéticos C 3 , C 4 ou CAM e resultando,
Mostrar mais

82 Ler mais

Efeito da acidificação, fermentação e adição de cálcio na qualidade de couve-flor (Brassica oleraceae L.) processada pelo calor.

Efeito da acidificação, fermentação e adição de cálcio na qualidade de couve-flor (Brassica oleraceae L.) processada pelo calor.

A avaliação sensorial indicou a seguinte ordem decrescente de intensidade de sabor (mais intenso para menos intenso): ácido acético, ácido lático, ácido tartárico, ácido cítrico, ácido m[r]

13 Ler mais

Análise de açúcares e ácidos orgânicos em sumos comerciais: aplicação de HPLC-SEC-UV-IR e língua eletrónica

Análise de açúcares e ácidos orgânicos em sumos comerciais: aplicação de HPLC-SEC-UV-IR e língua eletrónica

Estudou-se também a capacidade dos perfis de sinais da língua eletrónica em classificar as diferentes amostras tendo em conta intervalos de concentração para cada um dos compostos: sacarose, glucose, frutose e ácido cítrico. Estes compostos foram selecionados para este estudo em detrimento dos outros por terem as concentrações mais elevadas e por estarem presentes em todas as amostras. A través da ADL “stepwise” com “backward eliminarion”, concluiu-se que o melhor modelo de classificação das amostras em dois grupos, considerando os resultados da validação cruzada, diz respeito à glucose, com 97% das amostras bem classificadas. O pior modelo de previsão foi obtido no estudo da classificação das amostras com base em informação do ácido cítrico.
Mostrar mais

79 Ler mais

Determinação do nitrato em solos pelo método do ácido cromotrópico.

Determinação do nitrato em solos pelo método do ácido cromotrópico.

trações de 10 a 90 microgramas de nitrato por 10 mililitros, in dicando que nessas condições o sistema segue perfeitamente a lei de Beer. 0 Quadro n9 2 apresenta os dados referentes ã [r]

16 Ler mais

Atuação de ácido 'beta'-naftoxiacético, ácido indolbutírico e ácido giberélico na...

Atuação de ácido 'beta'-naftoxiacético, ácido indolbutírico e ácido giberélico na...

Inúmeros trabalhos apontavam a auxina βNOA como uma substância responsável pela rizogênese e florescimento de espécies vegetais. Contudo, devido a sua origem metabólica estar associada ao ácido 2,4 Diclorofenoxiacético (2,4-D), o qual apresenta forte atuação herbicida, seu uso foi muito discutido na década de 50 por fisiologistas e quase abolido por cerca de vinte anos, por apresentarem resultados conflitantes de indução e inibição e também por que não ofereciam garantias de sucesso no enraizamento, além disso, acreditava-se que tal regulador pudesse ser tóxico às plantas, ao manipulador e ao meio ambiente. Ainda assim, nos últimos 30 anos alguns pesquisadores fazem referências ao seu uso, comumente aplicado na obtenção de calos, e em alguns casos, no enraizamento de espécies recalcitrantes, desmitificando dessa forma os problemas enumerados na década de 50.
Mostrar mais

74 Ler mais

Hiperlipidemias e fatores dietéticos: estudo transversal entre nipo-brasileiros

Hiperlipidemias e fatores dietéticos: estudo transversal entre nipo-brasileiros

A composição dos ácidos graxos da dieta pode provocar mudanças nas concentrações plasmáticas de colesterol (76). Estudos epidemiológicos anteriores sugerem associação positiva entre consumo de ácidos graxos trans e a ocorrência de doenças cardiovas- culares. Esse tipo de ácido graxo reduz os níveis de HDL e aumenta o de LDL, e já há evidências de que estes aumentam as concentrações plasmáticas de triglicérides (77-80). O estudo prospectivo Nurse’s Health Study mostrou que mulheres que consumiam mais que 3% das calorias totais diárias de ácidos graxos trans apresentavam 50% mais chances de desenvolver alguma doença cardíaca quando comparadas àquelas que consumiam a quantidade recomendada desse tipo de gordura (até 1% das calorias totais diárias) (81).
Mostrar mais

12 Ler mais

Ácido ascórbico como agente redutor para determinação de fósforo por colorimetria.

Ácido ascórbico como agente redutor para determinação de fósforo por colorimetria.

solos para as análises utilizando o ANS e AA, respectivamente. Os valores de P quantifi cados com o uso do redutor ANS correlacionaram signifi cativamente com os do redutor AA, tanto para os extratos do M1 e do M3, com coefi cientes de correlação entre o teor de P determinado com ANS e AA nos extratos de M1 e M3 de, respectivamente, 0,99 e 0,97 (Figura 1). Assim, em virtude do alto grau de associação e signifi cância entre os agentes redutores, o AA pode ser usado para determinação do P disponível em amostras de solo em substituição ao redutor ANS pelos laboratórios de análises de solo, tanto nos extratos do M1 quanto do M3.
Mostrar mais

4 Ler mais

Otimização da metodologia de determinação voltamétrica dos isômeros do ácido butenodióico

Otimização da metodologia de determinação voltamétrica dos isômeros do ácido butenodióico

O anidrido maleico é produzido industrialmente através de oxidação catalítica de hidrocarbonetos adequados, como benzeno ou n- butano, em fase gasosa. A catálise é baseada na utilização do vanádio e óxidos fosforosus, neste processo a água formada como bioproduto pode ser diretamente liquefeita por reação do gás de condensação parcial, sendo que mais de 98% do anidrido pode ser absorvido desta forma (ENGEL et al, 2008). A mistura solvente anidrido é submetida a destilação fracionada para separar o anidrido maleico do solvente e este último retorna a coluna de absorção, sendo o anidrido maleico hidrolisado a ácido maleico:
Mostrar mais

87 Ler mais

Importância de Conservação de tomate por tratamento Térmico e dos Antioxidantes na Dieta Alimentar

Importância de Conservação de tomate por tratamento Térmico e dos Antioxidantes na Dieta Alimentar

Preparou-se 100μL (100 mg) de amostra de tomate (variedade Rama) para determinação de licopeno, com a mistura de extracção constituído por Hexano-Etanol-Acetona (HEA) na proporção de 2:1:1. Depois de 10 minutos de incubação, adiciona-se 1.1 ml de água destilada para a separação de fase. Finalmente as absorvências das amostras são analisadas no espectrofotometro com comprimento de onda λ = 503 nm.

10 Ler mais

A polivalent flow system for the spectrophotometric determination of pharmaceuticals.

A polivalent flow system for the spectrophotometric determination of pharmaceuticals.

Com o objetivo de facilitar o emprego em análises de rotina, foi proposto um módulo de análises com coniguração simples e robusta, além de explorar um mesmo método para a determinação dos dife- rentes analitos. O sistema de análises em luxo foi projetado com coniguração em linha única, utilizando um injetor proporcional para a inserção simultânea de amostras e reagentes. A estratégia de amos- tragem adotada foi intercalar a alíquota de amostra entre as alíquotas dos reagentes (técnica sanduíche). 19 Desta forma, a interação entre o

6 Ler mais

Tuberculostáticos potenciais planejados com base na estrutura de maltosiltransferase...

Tuberculostáticos potenciais planejados com base na estrutura de maltosiltransferase...

O procedimento reacional em si é simples, pois consiste em dissolver a glicose acetilada em solução de ácido bromídrico (33%) e, em curto período de tempo, cerca de 30 minutos, com a dissolução completa da mesma, a reação pode ser extraída e purificada, para a obtenção do produto desejado em forma de xarope transparente. O único inconveniente observado é a alta instabilidade do brometo de glicose, sendo necessário armazenamento em baixa temperatura e, se possível, em pressão reduzida ou seu uso imediato em outras reações. Tendo em vista essa instabilidade do brometo de glicose, até o momento não foi possível caracterizar o mesmo de forma satisfatória, somente por placas de CCD, RMN de hidrogênios. O mecanismo reacional é apresentado à Figura 12.
Mostrar mais

97 Ler mais

Show all 10000 documents...