Top PDF Determinação de metais pesados em amostras de água em área de lixao de Francisco Beltrão

Determinação de metais pesados em amostras de água em área de lixao de Francisco Beltrão

Determinação de metais pesados em amostras de água em área de lixao de Francisco Beltrão

Quando dispostos de forma inadequada em lixões, os resíduos sólidos urbanos (RSU) impactam o meio ambiente devido ao seu potencial poluidor, principalmente quando depositados juntamente com resíduos industriais e hospitalares, provocando sérios problemas, mesmo depois da desativação dessas áreas. Decorrente de diversos fatores que facilitam a chegada do material lixiviado oriundo do processo de degradação até mananciais de água, os lixões acabam promovendo desequilíbrios ecológicos por disseminarem contaminantes no ambiente como metais pesados, trazendo prejuízos como bioacumulação e biomagnificação em organismos presentes nas proximidades. Quando localizados a montante dos sistemas de captação de águas para o abastecimento público, esses lixões podem oferecer impactos significativos, tendo em vista a baixa capacidade de remoção destes contaminantes como metais pesados, por parte das estações de tratamento de água existentes no Brasil. Dentre esses metais, alguns podem ser encontrados em maiores concentrações em áreas de lixões, como Cr, Cd, Cu, Pb e Mn, trazendo efeitos deletérios ao homem quando em concentrações elevadas. Mediante essa problemática, objetiva-se nesse trabalho a determinação de metais pesados em amostras de água que permeiam a área do antigo lixão de Francisco Beltrão, empregando a técnica de FAAS, visando fornecer informações sobre a possível presença de metais pesados na água e o respectivo grau de contribuição do Lixão Água Branca. Além disso, busca-se a determinação da composição gravimétrica dos resíduos dispostos no lixão desativado. Nesse sentido, observou a predominância de resíduos de difícil degradação como plástico, metal, vidro, tecido e borracha. A ocorrência de Pb e Cr se deu em todos os pontos de amostragem, com forte ocorrência de Mn na nascente. Assim, esses metais apresentaram concentrações acima dos limites da resolução CONAMA 357/2005, fato agravado incluir as águas captadas pela Sanepar. O lixão Água Branca, ainda representa uma fonte de contaminação pela alta concentração de Pb e Cr, mesmo em níveis mais baixos que na nascente, a qual mostra-se em situação preocupante devido à alta pressão antrópica que vem sofrendo. Dados de condutividade elétrica do lixão indicam alta presença de algum outro contaminante inorgânico, sendo esta uma sugestão para trabalhos futuros.
Mostrar mais

61 Ler mais

Teores de metais pesados em cambissolo irrigado com água residuária doméstica e água de poço.

Teores de metais pesados em cambissolo irrigado com água residuária doméstica e água de poço.

O aporte de nutrientes das águas residuárias doméstica estimula a prática do reuso na produção agrícola, porém a presença de metais pesados, mesmo que em baixas concentrações, pode acarretar problemas ambientais no longo prazo. O presente trabalho objetivou analisar os efeitos da aplicação da água residuária doméstica e água de poço na alteração dos teores de metais pesados em um cambissolo cultivado com pimenta malagueta. Para isso, uma área experimental de 744 m² foi montada no assentamento Milagres em Apodi-RN. Essa área é composta de estação de tratamento de esgoto e de sistema de irrigação por gotejamento. Os tratamentos utilizados foram T1 - 100% de aplicação água residuária doméstica tratada (ART) e 0% de água de poço (AP), T2 - 75% de ART e 25% de AP, T3 - 50% de ART e 50% de AP, T4 - 25% de ART e 75% de AP e T5 - 0% de ART e 100% de AP. No período experimental foram realizadas análises químicas da ART e AP, enquanto do solo foram coletadas amostras nas camadas de 0 a 0,20 m, 0,20 a 0,40 m e 0,40 a 0,60 m para determinação dos valores de pH e do conteúdo de cobre, zinco, ferro e manganês. Os resultados indicaram que os teores de cobre, zinco, ferro e manganês do cambissolo não foram influenciados pelas proporções de água residuária doméstica tratada e de água de poço. Os valores de pH do solo apresentaram tendência de redução nas proporções com mais água residuária doméstica tratada em relação a água de poço.
Mostrar mais

11 Ler mais

Determinação e avaliação de riscos de metais pesados no solo de um

Determinação e avaliação de riscos de metais pesados no solo de um

A disposição incorreta dos resíduos sólidos influencia negativamente a qualidade de vida da população e traz prejuízos ao meio ambiente. Muitos dos materiais dispostos em local inadequado possuem elementos potencialmente tóxicos e danosos à saúde. Os metais pesados têm grande potencial poluidor pela sua capacidade de alterar as características do solo e contaminar outros compartimentos ambientais por migração ou mobilização sob certas condições. O presente trabalho visa avaliar os possíveis riscos do lixão do Bairro Água Branca, no município de Francisco Beltrão – PR, este que por sua vez recebeu os resíduos sólidos urbanos municipais por mais de quinze anos e encontra-se desativado há dezoito anos. Contudo está localizado dentro da bacia hidrográfica do Rio Marrecas, à montante da captação de água para abastecimento do município. O solo foi caracterizado por meio de ensaios físicos e químicos, enfatizando a análise dos metais alumínio (Al), ferro (Fe), cobre (Cu), manganês (Mn) e zinco (Zn). A partir dos resultados encontrados e com o auxílio da geoestatística foi possível determinar a presença desses metais na área de influência do lixão. Foram encontradas concentrações de Mn e Zn (média de 545,27 mg.kg -1 e 21,86 mg.kg -1 , nesta ordem) relativamente maiores do que no solo de referência (média de 185 mg.kg -1 e 3,85 mg.kg -1 , para Mn e Zn respectivamente), o que indica uma possível contaminação. Espera-se que o presente trabalho contribua para o monitoramento da atividade do lixão desativado e para futuras pesquisas e tomadas de decisão quanto à recuperação da área degradada.
Mostrar mais

67 Ler mais

Determinação de metais pesados no caranguejo comestível Ucides cordatus (Crustacea: Decapoda)

Determinação de metais pesados no caranguejo comestível Ucides cordatus (Crustacea: Decapoda)

A região da Baixada Santista comporta hoje, cerca de 1110 indústrias de diferentes ramos de atividades entre as quais destacam- se as indústrias químicas, petroquímicas e de fertilizantes, além de uma grande siderúrgica (COSIPA). Estas indústrias, por sua vez lançam substancias tóxicas no sistema estuarino, tais como: metais, compostos orgânicos, hidrocarbonetos de petróleo e entre outros (BRAGA et al., 2000). Segundo Martins (2005), as principais fontes atuais de contaminação do Estuário de Santos e São Vicente são: o Porto de Santos, o Pólo Industrial de Cubatão, os lixões e os despejos de esgoto. Sendo que as indústrias são as maiores responsáveis pelo lançamento de elementos e substâncias químicas para o estuário, descarregando cerca de 100.000 kg/mês de vários poluentes, como metais e derivados do petróleo.
Mostrar mais

41 Ler mais

Determinação de metais pesados em leite integral bovino pasteurizado no estado de Goiás

Determinação de metais pesados em leite integral bovino pasteurizado no estado de Goiás

Entretanto, sua concentração encontra-se bastante distribuída em várias amostras de todas as mesorregiões, com indicativo de contamina- ção pelo elemento. Segundo MURTA (1993), amostras com teores a partir de 0,0174 mg/L devem ser consideradas contaminadas, pois o elemento tem caráter acumulativo. Mas em todas as mesorregiões estudadas no Estado de Goiás foram obtidos resultados de amostras em que não se observou contaminação, e amostras contaminadas com teores baixos. Dessa forma, pode-se inferir que o leite goiano apresenta bai- xa contaminação por cádmio. No entanto, não foi encontrada nenhuma referência de estudos sobre os teores de cádmio e chumbo nas várias regiões do Brasil, particularmente no Estado de Goiás, sendo o presente estudo o primeiro a identificar, de maneira sistematizada, a presença desses metais no leite integral pasteurizado pro- duzido no Estado de Goiás. Valores de cádmio mais elevados em leite integral pasteurizado, encontrados na literatura, foram os de AMODIO et al. (1987), que obtiveram teores entre 0,020 e 0,025 mg/kg, utilizando também espectrofoto- metria de absorção atômica.
Mostrar mais

10 Ler mais

Poluição do Solo por Pilhas e Baterias: Identificação de Metais Pesados em Amostras de Solo Contaminados

Poluição do Solo por Pilhas e Baterias: Identificação de Metais Pesados em Amostras de Solo Contaminados

O teor total de metais pesados na solução do solo é determinado usando técnicas de espectrofotometria, cromatografia e colorimetria. A determinação dos teores totais de elementos em solo é uma importante ferramenta para monitorar a poluição ambiental. A previsão da quantidade de metais pesados presentes em solos, que se encontra na forma disponível, é uma tarefa complicada e depende das características do solo, do metal avaliado e de outros elementos presentes, sendo extremamente difícil definir uma forma única de avaliação capaz de levar em conta todas essas variáveis (DOMINGUES, 2009).
Mostrar mais

9 Ler mais

Desenvolvimento de modelos metrológicos detalhados da determinação de metais pesados em corretivos orgânicos

Desenvolvimento de modelos metrológicos detalhados da determinação de metais pesados em corretivos orgânicos

textura do solo, matéria orgânica, capacidade de troca catiónica, teor de Fe e Mn, pH e a fração da argila no solo. A redução do pH diminui a solubilidade do Cd no solo [2.21]. A adsorção do cádmio no solo diminui com aumento da concentração de outros metais como Cu, Zn e Pb, e também com aumento da matéria orgânica [2.20]. Apesar do Cd ser considerado como um elemento não essencial para o metabolismo das plantas, ele é absorvido através das raízes e folhas. Devido à sua forte afinidade para a ligação a grupos sulfidrilo de diversos compostos, o Cd é encontrado ligado às proteínas das plantas. Segundo Ben Amur et al 2008, o Cd acumula-se sobre a forma de complexos fitoquelatina-Cd nas raízes dos tomates [2.21]. A presença do Cd nas plantas é a principal via de entrada de Cd na cadeia alimentar e, mesmo em baixas concentrações, é potencialmente tóxico para as plantas. Este é responsável pela redução das atividades enzimáticas, desnaturação das proteínas e stress oxidativo resultando em danos na membrana celular. Também diminui a fotossíntese e níveis de clorofila produzida [2.21]. Algumas plantas apresentam tolerância ao Cd por formação de quelatos a partir de grupos tióis de algumas proteínas como glutationa, fitoquelatinas e metalotioneinas [2.23].
Mostrar mais

97 Ler mais

A Criança e os metais pesados

A Criança e os metais pesados

Face ao exposto justifica-se a avaliação do grau de risco de exposição a metais pesados. A área estudada, foi industrializada em larga escala, desde a década de 50. O mercúrio é um metal referenciado nos trabalhos realizados na área, como apresentando níveis elevados nos ecossistemas(águas e solos). Por outro lado, o chumbo foi utilizado maciçamente na industria ao longo de décadas e não sendo um material biodegradável, tem capacidade de se manter indefinidamente nos locais onde se deposita. Consensualmente, a literatura cientifica, considera o chumbo, um importante poluente na faixa etária considerada para estudo.
Mostrar mais

106 Ler mais

Capacidade da Lemna aequinoctialis para acumular metais pesados de água contaminada.

Capacidade da Lemna aequinoctialis para acumular metais pesados de água contaminada.

A capacidade das plantas em tolerar e absorver quantidades elevadas de metais pesados é usada como uma tecnologia promissora para limpeza de resíduos perigosos em ambientes altamente contaminados. O desempenho da macrófita L. aequinoctialis em absorver metais pesados foi estudado durante sua floração em dois períodos de amostragem diferentes. As amostras de L. aequinoctialis e água foram coletadas por 800 horas em intervalos de 48 horas. A quantidade de Ni, Cu, Co, Cr, Mn, Zn e Fe presente na L. aequinoctialis e água foram determinados por espectrometria de absorção atômica com chama (FAAS). Os resultados foram avaliados pelas técnicas de estatística de componentes principais (PCA), análise de agrupamento hierárquico (HCA) e boxplot. Os resultados mostram que a rizofiltração da L. aequinoctialis remove altas quantidades de metais pesados na seguinte ordem Cr > Ni > Cu > Fe > Zn > Mn. No entanto, observou-se que mudanças significativas na composição química, pH e condutividade elétrica da água alteram a capacidade de absorção da L. aequinoctialis.
Mostrar mais

8 Ler mais

Metais pesados em solos de área de rejeitos de indústria de processamento de zinco.

Metais pesados em solos de área de rejeitos de indústria de processamento de zinco.

Although widely reported, studies on chemical forms and concentrations of heavy metals in polluted soils and their effects upon ecosystems are still not much emphasized in the tropics. The present study was developed in a waste area of a zinc processing industry owned by the Companhia Mineira de Metais-CMM at Três Marias (MG), Brazil, to evaluate heavy metal quantities and forms in seven representative sites, selected according to differences in form of contamination, pedological aspects, topography and current vegetation status. Chemical analyses were carried out using a fractionation scheme as well as simple extractions using DTPA and Mehlich-1, aiming to determine the metal concentrations and forms on the surface and deep layers in order to make inferences about the environmental risk potential of these elements. Total element contents in the top layer were 13,533 mg kg -1 for Zn, 170 for Cd, 865 for Cu and 612 for Pb. The exchangeable
Mostrar mais

12 Ler mais

Amostragem de água para análise de nitrato e metais pesados. - Portal Embrapa

Amostragem de água para análise de nitrato e metais pesados. - Portal Embrapa

O primeiro passo para amostrar corpos de água para análise de nitrato e metais pesados é elaborar o planejamento de amostragem, identificando o local e a freqüência em que esta deverá ser feita. É importante destacar que o conjunto de pontos amostrados deve representar uma zona de influência bem definida e que a freqüência de amostragem deverá ser determinada baseada nas variações temporais da adição do contaminante, caso a fonte seja conhecida. Se a fonte é desconhecida recomenda-se realizar um plano de monitoramento com o objetivo de identificar estas variações temporais.
Mostrar mais

6 Ler mais

Avaliação de parâmetros limnológicos, parasitas, bactérias e metais pesados em água...

Avaliação de parâmetros limnológicos, parasitas, bactérias e metais pesados em água...

A água é elemento fundamental para a vida. Seus múltiplos usos são indispensáveis a um largo espectro das atividades humanas, entre as que se destacam, o abastecimento público e industrial, a irrigação agrícola, a produção de energia elétrica e as atividades de lazer e recreação. Sabe-se que o Brasil ainda tem uma situação privilegiada com relação à quantidade e à qualidade de água, porém seu uso não tem se dado de maneira responsável e muitas vezes resulta no comprometimento dessa qualidade. O presente estudo visa avaliar parâmetros limnológicos, parasitológicos e bacteriológicos, assim como as concentrações de Cd, Pb, Cu, Cr, Mn Hg e Zn da água superficial do córrego Ribeirão Preto. As leituras de pH, Temperatura, Oxigênio Dissolvido, Condutividade e Transparência foram realizadas no local de coleta, com equipamentos específicos (PHmetro, Medidor de Oxigênio Dissolvido, Condutivímetro e Disco de Secchi, portáteis e devidamente calibrados). As análises parasitológicas (Método de Sedimentação e sua quantificação realizada na Câmara de Sedgwick-Rafter) e bacteriológicas (Técnica de Tubos Múltiplos com Substrato Definido) foram realizadas no Laboratório de Ecotoxicologia e Parasitologia Ambiental (LEPA) da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / USP, e as análises de metais pesados (Espectrofotometria de Absorção Atômica) no Laboratório de Pediatria - Setor de Metais do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto / FMRP / USP. Os resultados mostraram que o nível de oxigênio dissolvido apresentou valores inferiores dos estabelecidos na Resolução CONAMA Nº 357/2005. A leitura da condutividade apresentou valores acima dos que a CETESB considera como de ambientes impactados. A análise parasitológica evidenciou a presença de larvas de nematóide e dois cistos de Entamoeba coli. A análise bacteriológica apresentou valores maiores, para coliformes totais e E. coli, que os estabelecidos na Resolução CONAMA Nº 357/2005 para córregos categorizados como classe 3. Os metais pesados, no geral, apresentaram concentrações de acordo com os estabelecidos na Resolução CONAMA Nº 357/2005 para a classe 3. O córrego Ribeirão Preto está localizado em área urbana e sob forte influência de ação antrópica. Os resultados encontrados fornecem dados sobre a qualidade de suas águas e evidencia a necessidade de proteger esse curso de água de fontes pontuais de contaminação, recomendando-se a continuidade de seu monitoramento.
Mostrar mais

112 Ler mais

ÁREA DE RESERVA LEGAL: A PERCEPÇÃO DOS PEQUENOS PROPRIETÁRIOS RURAIS DE FRANCISCO BELTRÃO

ÁREA DE RESERVA LEGAL: A PERCEPÇÃO DOS PEQUENOS PROPRIETÁRIOS RURAIS DE FRANCISCO BELTRÃO

A legislação ambiental brasileira normatizou a proteção ao meio ambiente por meio do Código Florestal. A versão mais recente entrou em vigor no ano de 2012 e passou a ser chamada de Lei de Proteção da Vegetação Nativa. Além da reserva legal oriunda do antigo código florestal, o cadastro ambiental rural surge como instrumento imprescindível para o funcionamento da nova lei. Esta pesquisa teve como objetivo verificar a percepção dos pequenos proprietários rurais do município de Francisco Beltrão - PR sobre a área de reserva legal. Através de pesquisa qualitativa com caráter descritivo, foram aplicados questionários com dez proprietários de imóveis rurais, e realizada uma entrevista com responsável pela EMATER regional. Como principais resultados, foi possível verificar que os proprietários possuem conhecimento sobre a legislação e tem uma percepção positiva sobre a área de reserva legal, visto que, existe uma preocupação com o meio ambiente, e a compreensão sobre a necessidade de destinar áreas para reserva ambiental. Porém, ainda acreditam que por serem pequenas propriedades, acabam sendo prejudicados, pela diminuição da área de cultivo.
Mostrar mais

14 Ler mais

Caracterização da contaminação por metais pesados em área de mangüezal, Município de Santos (SP)

Caracterização da contaminação por metais pesados em área de mangüezal, Município de Santos (SP)

A amostragem das águas subterrâneas dos poços de monitoramento foi feita com amostrado- res descartáveis do tipo bailer, após esgotar os po- ços 3 vezes. As técnicas de amostragem das águas superficiais do Rio saboó (R), do estuário (E) (Fi- gura 2E) e dos poços de monitoramento seguiram as normas da American Public Health Association (APHA 2005). Após a coleta foram determinados, in situ, os parâmetros temperatura, condutividade elétrica (CE), oxigênio dissolvido (OD) (Eletrodo P3-oxi/cond da WTW), pH e Eh (Eletrodo Mul- tiline da WTW) e alcalinidade (HYPOlITO et al 2008). As amostras foram acondicionadas em fras- cos plásticos em três alíquotas: uma sem preser- vante e mantida a 4 ºC e as outras com HNO 3 (até pH<2) e H 2 sO 4 (até pH <2).
Mostrar mais

13 Ler mais

Metais pesados em solos de área de mineração e metalurgia de chumbo: I - Fitoextração.

Metais pesados em solos de área de mineração e metalurgia de chumbo: I - Fitoextração.

Após a germinação, foi realizado o desbaste, permanecendo duas plântulas de girassol e cinco de aveia-preta por vaso. Após 33 dias do desbaste, metade dos vasos recebeu a primeira aplicação de ácido cítrico, na dose de 20 mmol/vaso de quelante, cuja função foi aumentar a biodisponibilidade dos metais pesados nos solos (Nascimento & Xing, 2006; Melo et al., 2008). Decorridos 20 dias após a primeira dose, foi realizada uma segunda aplicação de agente quelante na mesma concentração. Após 71 dias da semeadura e do plantio dos estolões (início da fase reprodutiva para girassol e aveia-preta), as plantas foram coletadas e separadas em parte aérea e raízes. As amostras foram lavadas, secas em estufa com circulação forçada a 60 °C até massa constante e moídas em moinho tipo Wiley.
Mostrar mais

10 Ler mais

Concentração de metais pesados em espécies arbóreas utilizadas para revegetação de área contaminada.

Concentração de metais pesados em espécies arbóreas utilizadas para revegetação de área contaminada.

RESUMO - O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial das espécies arbóreas Cordia africana Lam., Mimosa caesalpineafolia Benth., Acacia angustissima (Mill.) Ktze. e Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan na fitoestabilização de metais pesados presentes em um substrato contaminado. Foram selecionados, aleatoriamente, quatro exemplares de cada espécie para realização do estudo. Amostras de substrato na projeção da copa de cada exemplar arbóreo foram coletadas nas profundidades de 0-10; 10-30 e 30-50 cm, para determinação da concentração pseudototal e fracionamento químico de metais pesados. De cada indivíduo, foram coletados dados referentes à profundidade das raízes, DAP (diâmetro a altura do peito), diâmetro de copa e altura das plantas. Amostras de folha, caule, casca e raiz foram coletadas para determinação dos metais pesados zinco (Zn), manganês (Mn), cádmio (Cd), chumbo (Pb) e cobre (Cu) nas diferentes partes da planta. A concentração de Cd no substrato foi acima do valor de investigação definido pelo CONAMA (3,0 mg kg -1 ), evidenciando contaminação com esse
Mostrar mais

7 Ler mais

Determinação de agrotóxicos em alfaces orgânica e convencionais produzidas no Município de Francisco Beltrão – PR

Determinação de agrotóxicos em alfaces orgânica e convencionais produzidas no Município de Francisco Beltrão – PR

A cadeia produtiva das hortaliças se destaca como um dos principais sistemas de produção da agricultura sob plantio convencional. O atendimento à demanda do consumo da população intensifica a sua produção e a caracteriza como um sistema de grande utilização de produtos químicos, haja vista a sazonalidade de produção e as condições climáticas. Com o aumento da preocupação da sociedade diante das questões ambientais e em busca de uma alimentação mais saudável, a produção orgânica tem se destacado como um sistema produtivo alternativo que possibilita o equilíbrio entre o homem e o meio ambiente. O consumo de hortaliças folhosas e em especial a alface (Latuca sativa L.) têm se destacado pela suas qualidades nutricionais e a praticidade no preparo e consumo. Entretanto, o consumidor não distingue nas gôndolas dos supermercados quais as folhosas produzidas no sistema orgânico e convencional de cultivo, a não ser pela presença do selo de certificação de produção a que estão sujeitos os produtos de cultivo orgânico. Partindo dessas premissas, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a presença de agrotóxicos em alfaces orgânicas e convencionais produzidas e comercializadas no município de Francisco Beltrão – PR. Foram avaliadas três amostras de alface, as quais eram compostas por alface orgânica com certificação, alface orgânica sem certificação e alface convencional, por cromatografia gasosa com detector por captura de elétrons. As amostras foram preparadas nos laboratórios da Universidade Tecnológica Federal do Paraná e encaminhadas para o Instituto Mineiro de Agropecuária para realização das análises cromatográficas. As amostras de alfaces orgânica certificada, orgânica não certificada e convencional avaliadas não apresentaram contaminação pelos pesticidas estudados, azoxistrobina, beta-ciflutrina, difenoconazol e iprodiona .
Mostrar mais

56 Ler mais

Determinação e quantificação de metais pesados e elementos traço num vinho da Região Demarcada do Douro

Determinação e quantificação de metais pesados e elementos traço num vinho da Região Demarcada do Douro

Neste trabalho de investigação foram utilizadas três técnicas laboratoriais distintas. Para a análise das amostras da viticultura utilizou-se a Espectroscopia de Fluorescência de Raios-X Dispersiva em Energia (EDFRX), a qual detecta e quantifica simultaneamente todos os elementos presentes na amostra. No entanto, devido a dificuldades que se prendem com a análise de amostras líquidas, as amostras da vinificação foram analisadas por Espectroscopia de Absorção Atómica (EAA), mais especificamente por EAA em forno de câmara de grafite para o Pb e Cd (expressos em ug/l), e por EAA com chama para o Cu, Fe, Mn, Zn, Ca, Na, K e Mg (expressas em mg/l). Uma terceira técnica foi ainda desenvolvida e utilizada (Técnica de Digestão de Amostras) na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP). O objectivo era permitir uma adequada análise das amostras de mosto inicial e mosto meio da fermentação por EAA, dada a sua heterogeneidade provocada por partículas em suspensão (películas e graínhas de uvas) características da etapa em questão do processo de vinificação.
Mostrar mais

89 Ler mais

PROBLEMAS COM METAIS PESADOS

PROBLEMAS COM METAIS PESADOS

Em 262 análises, apenas uma água possuía concentração superior ao VMA (0.050 mg/L). Esta água (já referida em 1.2.1) é caracterizada por valores anómalos tais como: pH 5.0; condutividade 4670 µ S/cm; 1522 mg/L de cloretos e, 642 mg/L de sulfatos. Este ponto de água localiza-se no concelho de Odemira (Figura 1.5).

18 Ler mais

Desenvolvimento de métodos de preparo de amostras para a subsequente determinação de metais em macroalgas.

Desenvolvimento de métodos de preparo de amostras para a subsequente determinação de metais em macroalgas.

risco de contaminação e consequentemente menores valores dos brancos analíticos. A decomposição de amostras orgânicas e biológicas em que o ácido nítrico é utilizado como agente oxidante, tem a sua ação potencializada com uma quantidade mínima de oxigênio dentro do frasco reacional, possibilitando assim as reações de regeneração do ácido (TREVIZAN et al., 2007; GONZALEZ et al., 2009; BIZZI et al., 2010). Para a técnica de MW-UV-AD foi desenvolvida uma lâmpada que pode ser imersa dentro do frasco reacional. A emissão da radiação na região UV, ocorre por meio da interação com a radiação micro-ondas, que é transmitida para a antena da lâmpada liberando uma descarga elétrica no interior do bulbo desta, que se encontra preenchida com vapor de Cd a baixa pressão (FLORIAN; KNAPP, 2001). Esta técnica tem como vantagem o uso de pequenas quantidades de reagentes, o que evita a diluição da amostra após a decomposição, além de melhorar os limites de detecção.
Mostrar mais

149 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados