Top PDF Determinantes do desempenho acadêmico na área de negócios: uma análise de variáveis comportamentais

Determinantes do desempenho acadêmico na área de negócios: uma análise de variáveis comportamentais

Determinantes do desempenho acadêmico na área de negócios: uma análise de variáveis comportamentais

Existem muitos fatores que podem afetar o desempenho dos alunos, alguns destes podem ser psicológicos e estarem relacionados ao comportamento dos discentes. Este estudo teve como objetivo identificar se as variáveis comportamentais influenciam o desempenho acadêmico dos alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Administração de uma IES pública. A pesquisa é classificada como quantitativa e descritiva. Os dados foram coletados de forma primária por meio de um questionário baseado em cinco constructos psicológicos: Autoestima, Autoeficácia, Autocontrole, Otimismo e Lócus de Controle, que foi aplicado a 74 alunos do curso de Ciências Contábeis e 57 alunos do curso de Administração. Os principais resultados sugerem que: (i) as mulheres possuem melhor desempenho em relação aos homens; (ii) a variável comportamental Autocontrole apresentou relação com o rendimento acadêmico no sentido que, alunos que consomem bebidas alcóolicas não somente aos finais de semana apresentam um rendimento inferior aos alunos que não consomem bebidas alcóolicas ou o fazem apenas aos finais de semana; (iii) a idade do respondente não influencia o seu rendimento acadêmico; (iv) a variável comportamental Autoestima não apresentou relação com o desempenho do aluno; e, (v) o estado civil do acadêmico também não apresentou relação como seu rendimento. De forma geral, percebeu-se que, nos cursos objetos deste estudo, a maior parte das variáveis comportamentais pesquisadas não apresentam relação significativa com o desempenho dos alunos, contudo, no caso da variável Autocontrole, que indicou influência no desempenho, percebe-se que pensar nas consequências das ações antes de tomar uma decisão e conseguir fazer a melhor escolha frente às situações conflitantes, se mostra um aliado dos estudantes para que possam obter um melhor rendimento acadêmico.
Mostrar mais

68 Ler mais

Síndrome de Burnout, ansiedade e desempenho acadêmico: uma análise dos estudantes dos cursos da área de negócios

Síndrome de Burnout, ansiedade e desempenho acadêmico: uma análise dos estudantes dos cursos da área de negócios

A acadêmica GABRIELI ALVES DE LIMA, regularmente matriculada no Curso Superior de Ciências Contábeis, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR Câmpus Pato Branco, está em fase de elaboração de seu projeto de pesquisa para o Trabalho de Conclusão de Curso, sob orientação do Prof. Me. Ricardo A. Antonelli, intitulado “SÍNDROME DE BURNOUT, ANSIEDADE E DESEMPENHO ACADÊMICO: UMA ANÁLISE DOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DA ÁREA DE NEGÓCIOS”, e para isso, está realizando a coleta de dados de sua pesquisa de campo, a qual consiste em obter dados por meio de questionário.
Mostrar mais

97 Ler mais

Desempenho acadêmico e características discentes: uma análise dos acadêmicos dos cursos da área de negócios

Desempenho acadêmico e características discentes: uma análise dos acadêmicos dos cursos da área de negócios

Com relação à facilidade que os acadêmicos possuem Oliveira e Caggy (2013, p. 23) desenvolveram um estudo capaz de identificar através da visão de um grupo de docentes, quais os fatores hábeis que apresentavam influências para um bom desempenho acadêmico, neste caso em questão o curso pesquisado era o de Administração. É importante atentar-se para a resposta de dois dos docentes entrevistados, categorizados como P1 e P2 quando perguntados a respeito da facilidade que os acadêmicos possuem nas disciplinas, segundo P2 “uma coisa é o aluno ter facilidade e outra coisa é não saber utilizar a facilidade que ele tem, porque se ele não tem comprometimento e não tem assiduidade...” e P1 complementa “mas se ele não tiver maturidade, mesmo que tenha facilidade, ele vai acabar tendo insucesso”.
Mostrar mais

82 Ler mais

DESEMPENHO ACADÊMICO E CARACTERÍSTICAS SOCIODEMOGRÁFICAS, COMPORTAMENTAIS, PSICOLÓGICAS E DE FORMAÇÃO DOCENTE: ANÁLISE DE ALUNOS PORTUGUESES DA ÁREA DE NEGÓCIOS

DESEMPENHO ACADÊMICO E CARACTERÍSTICAS SOCIODEMOGRÁFICAS, COMPORTAMENTAIS, PSICOLÓGICAS E DE FORMAÇÃO DOCENTE: ANÁLISE DE ALUNOS PORTUGUESES DA ÁREA DE NEGÓCIOS

No âmbito profissional, o desempenho acadêmico tem sido relacionado com a postura do discente no mercado de trabalho (Meriac, 2012). Assim, fomentar maiores níveis de aprendizagem colabora para a formação de profissionais mais competentes e aptos para desenvolverem as funções profissionais (Miranda, Lemos, Pimenta & Ferreira, 2015). Em termos acadêmicos, a análise conjunta de variáveis sociodemográficas, comportamentais, psicológicas e de formação docente apresenta-se como um fator de ineditismo quando comparado com estudos desenvolvidos sobre a temática na área analisada podendo enriquecer as discussões sobre a temática e consolidar resultados de variáveis que tem se mostrado inconclusivas. De modo adicional, esta investigação apresenta-se como um convite que permite o fornecimento de um panorama geral de como essas variáveis se interrelacionam.
Mostrar mais

29 Ler mais

Desempenho Acadêmico de Discentes do Curso de Ciências Contábeis: uma Análise dos seus Fatores Determinantes em uma IES Privada

Desempenho Acadêmico de Discentes do Curso de Ciências Contábeis: uma Análise dos seus Fatores Determinantes em uma IES Privada

Já a variável tipo de disciplina (TPDISC) revelou que, mantendo constantes as outras variáveis, a variação de 0 para 1 nesta variável (de formação básica para específica), acarreta um aumento de 0,088 desvio-padrão para um desvio- padrão de aumento da nota. Assim, o desempenho foi melhor nas disciplinas com conteúdo relacionado à prática profissional do curso, seguindo em direção aos resultados de Sancovschi, Fernandes e Siqueira (2009). Possivelmente, os alunos têm maior interesse e procuram se aperfeiçoar com mais afinco nas disciplinas pertinentes à área que atuam ou pretendem atuar no exercício da profissão de Contador, visualizando, assim, a necessidade de conferir maior atenção a elas, pois isso poderia auxiliá-los na inserção no mercado de trabalho, quando recém- formados ou no crescimento profissional futuro. Ou seja, esses fatores podem levar os alunos a terem empenho superior nessas disciplinas e seu desempenho tenderia a ser ampliado.
Mostrar mais

24 Ler mais

Determinantes de competitividade no turismo de negócios internacionais: Uma análise exploratória de dados espaciais

Determinantes de competitividade no turismo de negócios internacionais: Uma análise exploratória de dados espaciais

e turismo de negócios a nível mundial totalizaram 1175.67 biliões de US$ e representaram, no mesmo ano, cerca de 31% das receitas resultantes das vi- agens e turismo de lazer. De acordo com esta organização, o turismo de negócios, no contexto internacional, é um segmento turístico em grande crescimento que revelou, na década passada, um crescimento que excedeu os 10%. Além da im- portância do turismo na produção e emprego dos países, a comunidade científica tem realçado que o turismo de negócios tem concedido aos países uma multiplicidade de benefícios de natureza econó- mica, social e cultural (Wootton & Stevens, 1995; Bradley, Hall & Harrison, 2002; Crouch & Lou- viere, 2004; Haven-Tang, Jones & Webb, 2007; Bernini, 2009). Importa também salientar que, são vários os investigadores que expressam a ne- cessidade de se desenvolverem mais estudos nesta área do saber, evocando que a investigação já de- senvolvida noutros segmentos do turismo, pode não ser a mais adequada atendendo às especifi- cidades associadas ao turismo de negócios inter- nacionais (Oppermann, 1996; Kulendran & Witt, 2003; Hankinson, 2005; DiPietro, Breitner, Rompf & Godlewska, 2008; Pike, 2008; Judith & Thomp- son, 2009; Bernini, 2009).
Mostrar mais

13 Ler mais

VARIÁVEIS QUE INFLUENCIAM A ESCOLHA DOS ESTUDANTES POR CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A DISTÂNCIA NA ÁREA DE NEGÓCIOS

VARIÁVEIS QUE INFLUENCIAM A ESCOLHA DOS ESTUDANTES POR CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A DISTÂNCIA NA ÁREA DE NEGÓCIOS

Foram identificados os cursos lato sensu a distância nas áreas de administração, estatística, marke- ting, gestão de empresas, gestão pública, gestão hospitalar, gestão de pessoas e economia. Essas especialida- des são aquelas definidas pela The Association to Advance Collegiate Schools of Business como pertencentes à área de negócios (business). Foram encontrados 64 cursos de formação executiva a distância, ofertados em todo o país. Ao final do período de coleta de dados, a amostra ficou constituída pelos 361 estudantes que responderam ao questionário no período de 24 de setembro de 2010 a 28 de abril de 2011, sendo que 354 respostas foram consideradas válidas para produzir o relatório da pesquisa. Os sete questionários des- cartados apresentavam informações parciais, ora com respostas somente na primeira parte, ora somente na segunda, inviabilizando a análise. Inicialmente foi realizado, sobre os dados coletados, o teste de consis- tência interna da escala por meio do Alfa de Cronbach, que apresentou resultado de 0,9311 e para verifica- ção da significância das diferenças de média o Teste t Student, com o intuito de rejeitar ou não as hipóteses apresentadas, considerando que o teste de distribuição normal da amostra foi estatisticamente significativa, tanto pelos testes feitos de Shapiro-Wilk (p = 0,0000) quanto pelo Shapiro-Francia (p = 0,00001).
Mostrar mais

23 Ler mais

Análise de fatores determinantes no desempenho de municípios brasileiros

Análise de fatores determinantes no desempenho de municípios brasileiros

Para isso, três teorias distintas foram utilizadas: 1) Federalismo , descrevendo, sucintamente, o formato do federalismo brasileiro, as características do federalismo fiscal brasileiro, com suas respectivas distribuições de recursos (tendência à centralização por parte da União), além das transferências governamentais realizadas por meio do FPM e Fundeb; 2) Teoria da Dependência dos Recursos, alertando que as organizações são dependentes de recursos externos para sobreviverem e se desenvolverem; e 3) Desempenho no Setor Público, na qual discorre-se sobre o uso de indicadores para medir o desempenho, a seleção dos indicadores de três dimensões do desempenho (eficiência, eficácia e efetividade), os fatores que influenciam o desempenho no setor público e a seleção das variáveis que possivelmente influencia m o desempenho no setor público. As três teorias permitiram selecionar inicialmente nove variáveis: Fundeb; FPM; Recursos Orçamentários; Fundeb / Recursos Orçamentários; FPM / Recursos Orçamentários; Escolaridade do Prefeito; Experiência do Prefeito; Idade do Prefeito; e População.
Mostrar mais

104 Ler mais

ANSIEDADE X DESEMPENHO ACADÊMICO: UMA ANÁLISE ENTRE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

ANSIEDADE X DESEMPENHO ACADÊMICO: UMA ANÁLISE ENTRE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

No que concerne aos resultados obtidos e analisados na tabela acima, verifi- cou-se que estudantes com ansiedade mínima apresentam desempenho acadêmico médio de 7,87 pontos, sendo inferior se comparado a estudantes com ansiedade leve que apresentam desempenho acadêmico médio de 8,05 pontos. Quanto aos estu- dantes com ansiedade moderada e estudantes com ansiedade grave, apresentaram desempenho acadêmico médio de 7,85 e 7,49 respectivamente. Corroborando com esse resultado, em um estudo realizado por Miranda, Reis e Freitas (2017) do tipo ex- ploratório quantitativo com 205 estudantes universitários do curso de Ciências Con- tábeis matriculados entre o 2º e 10º período, sugeriu que os discentes mais ansiosos no momento das avaliações tendem a possuir menor desempenho acadêmico.
Mostrar mais

14 Ler mais

Análise da Retenção do Alunado da UFBA via Desempenho Acadêmico

Análise da Retenção do Alunado da UFBA via Desempenho Acadêmico

A n˜ao conclus˜ao no per´ıodo m´edio ´e reflexo da retenc¸˜ao propiciada por determina- dos componentes curriculares no desempenho do alunado, prejudicando a semestralizac¸˜ao do discente. A n˜ao semestralizac¸˜ao causa preju´ızos `a Universidade, principalmente em cursos em implantac¸˜ao, que devem oferecer obrigatoriamente os componentes curricula- res do semestre em quest˜ao. Al´em disso, a retenc¸˜ao propiciada por componentes curricu- lares traz como consequˆencia imediata a reprovac¸˜ao. Segundo [5], apesar dos potenciais efeitos positivos da reprovac¸˜ao, pode-se destacar dois efeitos negativos referente aos dis- centes: i) a repetˆencia emperra o fluxo educacional, elevando o custo do discente do ponto de vista da Universidade, no qual cerca do dobro do recurso seria economizado, caso n˜ao houvesse repetentes; ii) repetˆencia tem um efeito negativo sobre a auto-estima e motivac¸˜ao dos alunos, al´em de aumentar a probabilidade de reprovac¸˜oes futuras, com a sua maioria concentrando-se em um pequeno grupo de alunos.
Mostrar mais

602 Ler mais

Variáveis que influenciam a escolha dos estudantes por cursos de pós-graduação Lato Sensu a distância na área de negócios

Variáveis que influenciam a escolha dos estudantes por cursos de pós-graduação Lato Sensu a distância na área de negócios

menor grau de importância a essa variável quando comparados aos outros estudantes. A análise do grau de importância atribuído pelos estudantes à variável testada nessas hipóteses inicialmente já indicava que ela não poderia ser considerada um fator de pouca importância para eles. A variável acessibilidade ao polo obteve média 8,5, o que a posicionou em 10º lugar. Assim sendo, o referido fator ficou à frente de outros seis na classificação geral. O teste de hipótese entre a média da nota atribuída à variável acessibilidade ao polo de apoio e as médias dessas outras seis variáveis indicou que a primeira era estatisticamente maior do que a média de cinco das seis variáveis: contato com professores e pessoal técnico-administrativo, participação dos colegas, interação entre estudantes e financiamento de equipamentos. Consequentemente, a terceira hipótese foi rejeitada.
Mostrar mais

133 Ler mais

Determinantes da Alfabetização Financeira: Análise da Influência de Variáveis Socioeconômicas e Demográficas.

Determinantes da Alfabetização Financeira: Análise da Influência de Variáveis Socioeconômicas e Demográficas.

O Relatório do Banco Mundial publicado em 2014 cor- robora que a falta de conhecimento inanceiro pode ser uma grande barreira para o acesso inanceiro entre os pobres, apontando a educação inanceira como a melhor opção po- lítica para melhorar o acesso dos indivíduos de baixa renda ao inanciamento (World Bank, 2014). Iniciativas para me- lhorias do conhecimento inanceiro da população de baixa renda poderiam, inclusive, contribuir para o mercado das microinanças, dado que empreendedores informais teriam melhores noções sobre as questões inanceiras do seu negó- cio e melhor compreensão dos benefícios e consequências do inanciamento obtido. Da mesma forma, as instituições de microcrédito, a partir da aplicação do modelo proposto, poderiam identiicar os microempresários com maiores ní- veis de alfabetização inanceira e, portanto, mais propensos ao entendimento de todo o processo de concessão do crédito. Do ponto de vista da academia, o foco central até então tem sido identiicar isoladamente o papel das variáveis so- cioeconômicas e demográicas na alfabetização inanceira. Este trabalho inova ao inserir diversas variáveis em um úni- co modelo, permitindo identiicar a contribuição marginal das variáveis e estabelecer ordens de importância.
Mostrar mais

16 Ler mais

Determinantes sociais e comportamentais do consumo de álcool

Determinantes sociais e comportamentais do consumo de álcool

As estimativas do consumo de álcool feitas com base nas estatísticas oficiais de venda de bebidas alcoólicas não permitem obter informação importante sobre os padrões de consumo de álcool e seus determinantes sociais e comportamentais. Esta informação é necessária para a implementação de acções e programas de prevenção que pretendam reduzir estes factores de risco.

7 Ler mais

Finanças comportamentais e jogos: simulações no ambiente acadêmico

Finanças comportamentais e jogos: simulações no ambiente acadêmico

A contribuição deste estudo está na refl exão a respeito dos fatores que infl uenciam o mercado, que exige uma visão multidisciplinar para análise dos fatores intervenientes que impactam nos resultados do sistema fi nanceiro; na refl exão da necessidade de novas abordagens para formação e treinamento dos profi ssionais que irão atuar na área de fi nanças e correlatas, preparando-os com diferentes técnicas de análise fi nanceira; nas refl exões a respeito de que as práticas de análise recebem a infl uência de aspectos sociais, cognitivos e emocionais, possibilitando aos alunos o preparo mais adequado para atuação no mercado fi nanceiro; na apresentação de variadas possibilidades técnicas, oportunizando um conhecimento mais abrangente para escolha da que melhor se adeque ao objeto de análise e às suas preferências; nas refl exões a respeito de modos diferentes de percepção sobre oportunidades de investimento e risco, o que poderá ser aprofundado em outros estudos sobre a segmentação de clientes de acordo com suas preferências no mercado investidor. O objetivo deste estudo foi analisar de que maneira os aspectos sociais e psicológicos infl uenciaram nas decisões de operações simuladas de trading. A relevância está na discussão do posicionamento fi losófi co e epistemológico em fi nanças, que se empobrece com a visão focada apenas na racionalidade dos meios e não explica as anomalias verifi cadas no mercado fi nanceiro. O estudo originou-se da aplicação de um jogo de empresa na simulação do trabalho de operadores em mesa de operações fi nanceiras, na disciplina de Operações em Mercado de Ações, com a utilização das análises fundamentalista, técnica e gráfi ca. A população foi intencional e constituiu-se de alunos de graduação e pós-graduação de uma das quatro melhores universidades federais brasileiras. A análise dos dados foi realizada por meio da análise de conteúdo dos questionários aplicados e das anotações do diário durante a observação participante.
Mostrar mais

15 Ler mais

Procrastinação e desempenho acadêmico: indícios por meio da análise de correspondência

Procrastinação e desempenho acadêmico: indícios por meio da análise de correspondência

Em outras oportunidades, alguns autores analisaram também a relação da variável gênero do indivíduo com o com- portamento procrastinador (COSTA, 2007; BALKIS; DURU, 2009; ISKENDER, 2011). Contudo, os dados desses estudos não apresentam resultados consensuais: em alguns resultados as mulheres se mostram mais propensas à procrastinação e em outros os homens são mais procrastinadores. Quanto à variável idade, Costa (2007) admite a redução da procrasti- nação com seu avanço, argumentando que níveis maiores de procrastinação concentram-se nas populações mais jovens. No Brasil, Sampaio e Bariani (2011) já confirmaram que 82% dos estudantes apresentaram comportamento pro- crastinador. Com foco específico em Ciências Contábeis, estudo recente de Ribeiro et al. (2014) investigou a relação entre o comportamento procrastinador e o desempenho acadêmico de graduandos em Ciências Contábeis de três instituições de ensino superior utilizando como instrumento de pesquisa a escala psicométrica elaborada por Lay, em 1986. Os auto- res verificaram, também, se a variável gênero interfere no comportamento procrastinador. Os resultados indicaram baixo desempenho escolar associado a altos níveis de procrastinação, mas não rejeitaram a hipótese nula de inexistência de diferença entre o nível de procrastinação e os gêneros dos acadêmicos.
Mostrar mais

16 Ler mais

Cursos de mestrado acadêmico na área de enfermagem: análise da carga horária.

Cursos de mestrado acadêmico na área de enfermagem: análise da carga horária.

O estudo propicia avanços no conhecimento da enfermagem, já que não foram identiicadas investigações pregressas que tratem de tal tema. Espera-se que os dados apresentados estimulem os responsáveis pelos cursos a se perceberem nesse processo e a reverem suas decisões pedagógicas à luz dos novos modelos de formação/capacitação dos proissionais de enfermagem, centrados na ciência, tecnologia e inovação na área, evidenciando compromisso ético, político e técnico com a melhor qualidade de vida e saúde da sociedade e destaque cientíico do país.

8 Ler mais

Escolas de ensino médio profissionalizante no Ceará: uma análise de desempenho acadêmico

Escolas de ensino médio profissionalizante no Ceará: uma análise de desempenho acadêmico

As variáveis socioeconômicas são as que mais afetam o desempenho acadêmico dos alunos. Essa constatação ocorreu inicialmente a partir do Relatório Coleman, um estudo realizado nos Estados Unidos nos anos 60 que visava analisar a segregação racial no sistema educacional norte-americano e concluiu que a diferença de desempenho acadêmico entre alunos negros e brancos devia-se mais às diferenças socioeconômicas de suas famílias e comunidades do que às diferenças de qualidade das escolas. A principal conclusão do Relatório Coleman foi que os insumos escolares têm fraca relação com desempenho dos alunos nos testes padronizados (FELÍCIO & FERNANDES, 2003) (BETTS, 1996). Geralmente alunos de famílias mais pobres tem desempenho acadêmico inferior aos de famílias mais ricas (MIZALA, ROMAGUERA, & FARREN, 2002) (HANUSHEK, 1986) (MENEZES FILHO, 2007). Adicionalmente, as famílias com maior nível de renda e educação tendem a valorizar mais a educação e consequentemente buscar escolas de maior qualidade para seus filhos, estabelecendo uma correlação positiva entre condição socioeconômica das famílias e qualidade da escola frequentada pelos seus filhos (HANUSHEK & TAYLOR, 1990).
Mostrar mais

67 Ler mais

Problemas emocionais e comportamentais associados ao baixo rendimento acadêmico.

Problemas emocionais e comportamentais associados ao baixo rendimento acadêmico.

ças avaliadas pelo sistema escolar como tendo problemas de aprendizagem, outro por crianças diagnosticadas por pedia- tras como sendo hiperativas e/ou desatentas e um terceiro grupo que incluía crianças encaminhadas a um centro de saú- de mental devido a problemas de comportamento. O autor encontrou que entre 26 e 41% das crianças com dificuldades na aprendizagem eram também hiperativas e/ou desatentas, 92% daquelas classificadas como hiperativas e/ou desaten- tas tinham problemas de aprendizagem e, nestes dois grupos, 80% tinham problemas emocionais. Ele concluiu que essas crianças desenvolveram secundariamente problemas emoci- onais como uma conseqüência da frustração e deficiência em sua experiência. Postulou, então, que os problemas na apren- dizagem e comportamentos caracterizados por hiperatividade e/ou desatenção favorecem o estabelecimento de problemas emocionais e/ou comportamentais.
Mostrar mais

9 Ler mais

Análise do comportamento das variáveis de capital humano que afetam os negócios em Laranjeiras do Sul-PR

Análise do comportamento das variáveis de capital humano que afetam os negócios em Laranjeiras do Sul-PR

O estudo analisa o comportamento das variáveis de capital humano que podem afetar os negócios no município de Laranjeiras do Sul, com o intuito de identificar possíveis oportunidades e/ou gargalos para o desenvolvimento dos negócios (novos e existentes). Considera-se no estudo dez indicadores que balizam a qualidade do ambiente de negócios na perspectiva do capital humano: População Economicamente Ativa, Expectativa de anos de estudo, Saldo de empregos formais, Renda média dos trabalhadores formais, Funcionários/PEA, Porcentagem de trabalhadores formais com ensino superior, Matriculas no ensino superior, Porcentagem de adultos com ensino médio completo, Jovens matriculados no ensino técnico e Despesa municipal com educação em termos per capita. A pesquisa caracteriza-se, quanto aos seus objetivos, como uma pesquisa exploratório-descritiva. Quanto a coleta de dados, trata-se de uma pesquisa bibliográfica e documental e, com relação ao procedimento de análise de dados, trata-se de um pesquisa predominantemente qualitativa. Os principais resultados apontam uma diferença desfavóravel ao Município em relação ao Capital Humano do Estado, entretanto evidência a grande possibilidade de melhoria, visto que o investimento em pessoas vem sendo contínuo e em crescente expansão.
Mostrar mais

13 Ler mais

Análise antropométrica, dietética e de desempenho acadêmico de estudantes de Educação Física

Análise antropométrica, dietética e de desempenho acadêmico de estudantes de Educação Física

avaliação dos 45 alunos foi por meio de exame de impedância elétrica, averiguando o nível de gordura visceral (NGV), percentual de gordura corporal (PGC), IMC, circunferência da cintura (CC), consumo alimentar pelo recordatório de 24h, e desempenho pelas notas semestrais. Resultados e discussão: Foi encontrado obesidade grau I, no primeiro e quarto período, em 13% dos alunos, o sobrepeso em todos os períodos (31%), o NGV, PGC, CC e IMC

12 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados