Top PDF Diagnóstico da fertilidade do solo em áreas de agricultura familiar do sudoeste paranaense

Diagnóstico da fertilidade do solo em áreas de agricultura familiar do sudoeste paranaense

Diagnóstico da fertilidade do solo em áreas de agricultura familiar do sudoeste paranaense

A agricultura familiar é uma das principais atividades agrícolas do Sudoeste do Paraná. De maneira geral, as famílias investem no sistema de integração lavoura pecuária (ILP) onde realizam duas atividades principais: a bovinocultura de leite e a produção de grão de cereais, como o milho e a soja. Muitos produtores, além de não conhecerem as reais condições químicas dos solos da propriedade, não têm o hábito de utilizar práticas corretivas e de adubação na propriedade, provavelmente por desconhecer a importância desta prática. Este trabalho teve como objetivo realizar um diagnóstico da atual condição do solo, em termos de fertilidade, tendo como base o manual de calagem e adubação para o estado do Paraná lançado em 2017, bem como, estudar a variabilidade espacial dos atributos químicos do solo em área de agricultura familiar a partir de técnicas de interpolação de dados. O trabalho foi realizado em 16 propriedades de agricultores familiares do Sudoeste do Paraná que são cooperadas na Cooperativa Agrícola Mista de São Cristóvão (CAMISC). Foram coletadas amostras de solos de várias glebas na profundidade de 0-20 e também as coordenadas do local. As amostras foram encaminhadas para o laboratório de solos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Câmpus Pato Branco, onde foram destorroadas e peneiradas, sendo em seguida analisados o pH em CaCl 2. Os teores de K, Ca, Mg, P e Al. A partir dos dados obtidos citados, foram
Mostrar mais

39 Ler mais

AGRICULTURA FAMILIAR E PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA NA REGIÃO DE LAGES, SC: ASPECTOS DE FERTILIDADE DO SOLO

AGRICULTURA FAMILIAR E PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA NA REGIÃO DE LAGES, SC: ASPECTOS DE FERTILIDADE DO SOLO

O estudo foi desenvolvido em São José do Cerrito SC, na região de Lages no Planalto Catarinense, na comunidade de Santo Antônio dos Pinhos. O clima regional é do tipo mesotérmico úmido com verão ameno segundo a classificação Köppen. A temperatura média anual na cidade de Lages é de 15,6 o C e a precipitação pluviométrica média anual é de 1.408 mm. A região em grande parte é representada pela unidade geomorfológica Planalto de Lages, caracterizada por um relevo de dissecação homogênea em forma de colina, com altitudes entre 850 e 900m, chegando até 1.200m nos morros mais elevados (SANTA CATARINA, 1991). A vegetação faz parte do bioma Mata Atlântica, caracterizada como Floresta Ombrófila Mista ou Subtropical Perenifólia, já intensamente substituída pelos diferentes usos agropecuários. Nas áreas desmatadas ou de solos mais rasos, ocorre vegetação de campo subtropical caracterizada por agrupamentos herbáceos formados por gramíneas, ciperáceas, compostas, leguminosas e verbenáceas (EMBRAPA, 2004). Os solos predominantes na região são Nitossolos Háplicos e Cambissolos Húmicos, sendo desenvolvido a partir de rochas basálticas (EMBRAPA, 1999).
Mostrar mais

14 Ler mais

Manejo do solo em estabelecimentos referência da agricultura familiar

Manejo do solo em estabelecimentos referência da agricultura familiar

grãos ou de forragens, e consequentemente os animais que necessitam das plantas para se alimentarem. Empiricamente, tem-se a concepção de que a introdução de animais em uma área de lavoura trará consequências que levarão à perda da fertilidade dos solos, pois haverá a remoção de biomassa e de nutrientes da área pelo pastejo dos animais, reduzindo a palhada necessária para a realização do sistema plantio direto (SPD) e a ciclagem de nutrientes. Além disto, pressupõem-se alterações nas características físicas do solo em função do pisoteio animal, com o aumento da densidade do solo e formação de selamento superficial que acarretam na sua degradação. Porém estudos demonstram que quando há a adoção de práticas como adubação do sistema e não da cultura, ajuste da carga animal de pastejo de forma a evitar o superpastejo, diferimento das áreas ao final do ciclo das pastagens, entre outros manejos, não há perdas de produção e produtividade das lavouras e das pastagens. Pelo contrário, observa-se boa produtividade e produção vegetal e animal, não havendo problemas de solos, sejam eles químicos, físicos ou biológicos. Ou seja, o sistema de ILP, quando manejado adequadamente, proporciona ganhos em produtividade vegetal e animal, sem prejudicar a fertilidade dos solos e a viabilidade do sistema produtivo.
Mostrar mais

98 Ler mais

Amostragem do solo para incremento da base de dados e diagnóstico da fertilidade do solo das propriedades familiares no Circuito das Frutas (SP).

Amostragem do solo para incremento da base de dados e diagnóstico da fertilidade do solo das propriedades familiares no Circuito das Frutas (SP).

oportunidades de negócios para os produtores e, consequentemente, incrementar sua renda. A excelente malha viária, aliada às menores distâncias de centros de distribuição e comercialização, representam importantes vantagens para os produtores regionais em comparação às demais áreas produtoras do estado e do País. No entanto, os produtores dessas regiões próximas aos grandes centros urbanos sofrem continuamente a pressão imobiliária, e outros efeitos advindos da expansão urbana sobre as áreas rurais, a qual, associada ao desconhecimento das condições de fertilidade do solo e ao aparecimento de novas pragas e doenças, eleva o custo de produção e pode provocar queda de produtividade e colocar em risco a sustentabilidade da agricultura.
Mostrar mais

9 Ler mais

Diagnóstico da fertilidade dos solos em áreas para produção de silagem de milho

Diagnóstico da fertilidade dos solos em áreas para produção de silagem de milho

No estado do Paraná a atividade leiteira assume papel fundamental na manutenção e na viabilização econômica das propriedades, especialmente aquelas voltadas a agricultura familiar. Esta atividade tem na silagem de milho seu principal volumoso, nas épocas de carência alimentar, e para a maioria dos produtores é usada na alimentação do gado de leite o ano todo. O diagnóstico foi realizado na safra 2014/2015, em 14 áreas tradicionalmente utilizadas para produzir milho para silagem, coletando-se informações sobre o histórico de produção, além da observação sobre o espaçamento entre linhas das plantas de milho. Foram amostradas plantas inteiras de milho silagem para quantificação da produção de matéria verde (MV) e seca (MS) e teor e exportação de nutrientes. Também foram coletadas amostras de solo nas camadas de 0-10, 10-20 e 20-40 cm, coletando-se oito amostras simples de cada talhão estudado; nessas amostras foram determinados a matéria orgânica (MO), pH em CaCl 2 , alumínio trocável, fósforo,
Mostrar mais

56 Ler mais

Aplicação da geoestatística na análise da fertilidade do solo em propriedade familiar do Circuito das Frutas do Estado de São Paulo.

Aplicação da geoestatística na análise da fertilidade do solo em propriedade familiar do Circuito das Frutas do Estado de São Paulo.

Como parte de uma das atividades do projeto da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) “Geotecnologias para incrementar a com- petitividade e sustentabilidade da Agricultura Familiar no Circuito das Frutas do Estado de São Paulo”, as propriedades familiares dos municípios de Itatiba, Atibaia, Jundiaí, Valinhos, Indaiatuba, Jarinú foram selecionadas para o diagnóstico da fertilidade do solo por meio da aplicação de questionários com as associações, cooperativas e sindicatos. As propriedades rurais foram classificadas como familiares, ou seja, onde os membros da família são pro- prietários e residem ou trabalham no estabelecimento como forma principal de fonte de renda. A grade amostral georreferenciada foi planejada para ser de no mínimo 30 pontos de amostragem de solo distanciados de 10 a 30 m, dependendo do tamanho do talhão com a cultura predominante de cada propriedade familiar. As amostras de solo foram coletadas georreferenciadas, nas profundidades de 0 – 20 cm, 20 – 40 cm de profundidade conforme ilustra a Figura 1 para cada município amostrado.
Mostrar mais

20 Ler mais

Fertilidade do solo e características produtivas de propriedades familiares de produção de leite do sudoeste paranaense

Fertilidade do solo e características produtivas de propriedades familiares de produção de leite do sudoeste paranaense

A agricultura brasileira passou por importantes transformações entre as décadas de 70 e 80, período em que o cenário era similar ao de países capitalistas avançados, onde se acreditava que a atividade agrícola havia sido superada pela modernização e mecanização da atividade, aproximando a agricultura das questões comerciais e industriais que a ela estavam ligadas (Buainnain et al., 2003). Assim, para ser competitivo era preciso adaptar-se a um modelo de produção que envolvesse altos investimentos e área relativamente grande. Em função disso, ocorreu a concentração da produção agrícola em um número cada vez menor de estabelecimentos cada vez maiores. O setor buscava estabelecer um modelo empresarial e alavancar um proletariado originado de um mercado específico e unificado. No entanto, os agricultores com menores condições de investimento e adaptação pareciam desviados desse futuro próspero, surgindo então preocupação com a degeneração ou consequente submissão às novas formas de capital no campo (Buainnain et al., 2003). O resultado disso foi o surgimento de uma forma social de produção não homogeneizada, em que ainda hoje se discute a conceituação de agricultura familiar (Wanderley, 2014).
Mostrar mais

64 Ler mais

<b>Políticas públicas para a agricultura familiar na região Sudoeste mato-grossense: realidade e perspectivas

<b>Políticas públicas para a agricultura familiar na região Sudoeste mato-grossense: realidade e perspectivas

Buianain et al. (2003) relataram que a agricultura familiar é composta por famílias pluriativas e compreende um modelo de agricultura no qual as atividades de gestão e trabalho estão relacionadas à própria família ou pessoas associadas; sendo esta a principal responsável pelo processo produtivo. Cabe salientar também que, segundo o Incra/FAO (1999), a agricultura familiar é responsável por 80% da produção de alimentos e matérias-primas que abastecem todo o território brasileiro, assim como, nos últimos anos, as políticas públicas direcionadas para a agricultura familiar têm revelado um crescimento considerável do setor, redefinindo os usos e remodelando novos produtos (ABROMAVAY, 1998).
Mostrar mais

11 Ler mais

A agroindustria de pequeno porte como forma de reprodução social e econômica da Agricultura Familiar do Sudoeste do Paraná

A agroindustria de pequeno porte como forma de reprodução social e econômica da Agricultura Familiar do Sudoeste do Paraná

Percebemos que nos últimos anos várias instituições de ensino superior vêm se instalando na região sudoeste, e diversos cursos trabalham com projetos de pesquisa na área da agricultura familiar e agroindústrias; podemos citar o curso de Economia Doméstica da Unioeste de Francisco Beltrão, o curso Tecnologia em Alimentos da UTFPR, o curso de Medicina Veterinária da UFFS- Universidade Federal Fronteira Sul do município de Realiza e cursos de pós-graduação também que se direcionam nessa área. Várias parcerias entre as instituições de ensino, Emater, prefeituras são desenvolvidas, sendo assim são viabilizados projetos de apoio e incentivo ao pequeno agricultor mostrando a eles, alternativas e possibilidades que as suas propriedades oferecem.
Mostrar mais

70 Ler mais

A sucessão geracional na agricultura familiar num contexto de mercantilização e modernização: um estudo em duas comunidades do Sudoeste do Paraná

A sucessão geracional na agricultura familiar num contexto de mercantilização e modernização: um estudo em duas comunidades do Sudoeste do Paraná

Como forma de facilitar a elucidação desses objetivos, este trabalho tem como pressupostos: (1) a sucessão geracional na agricultura familiar não é determinada apenas pelo viés econômico, dito de outra forma, não são só os aspectos econômicos que determinam a permanência dos jovens sucessores nessa atividade, mas também os aspectos culturais ou intangíveis que vêm, por exemplo, dificultando a pais oferecerem pouca abertura na transferência de responsabilidades aos filhos e que mesmo passam a desconsiderar ou mesmo desestimular os projetos de vida destes; (2) também o capitalismo em sua expansão sobre o rural das duas comunidades tem possibilitado essa permanência, isto é, através da disseminação e acesso aos novos valores, notadamente urbanos, que possibilitam menor utilização de força de trabalho pela mecanização e pela qualidade de vida que podem acessar; assim os jovens agricultores ficam porque encontram no campo quase tudo que se possa encontrar na vida urbana.
Mostrar mais

175 Ler mais

O papel da produção de novidades na agricultura familiar: um estudo de caso num condomínio de grãos no sudoeste do Paraná

O papel da produção de novidades na agricultura familiar: um estudo de caso num condomínio de grãos no sudoeste do Paraná

O condomínio apresentado nesse estudo de caso é composto por duas gerações de uma família, que uniram a capacidade de gestão e execução dos seus estabelecimentos numa única unidade de produção de 140 hectares no município de Itapejara d’Oeste, no Sudoeste do Paraná. Esse grupo familiar empreendeu essa forma de organização para enfrentar as dificuldades típicas da produção de grãos pela agricultura familiar de pequeno porte, como a falta de recursos em terras e capital, entretanto, sua capacidade de superar as dificuldades inerentes revelaram uma estratégia que nessa pesquisa instiga o foco sobre o tema da novidade organizacional. Para tanto o objetivo desta pesquisa foi compreender a estratégia de meio de vida de um Condomínio de grãos a partir do olhar dos atores sociais envolvidos. Do ponto de vista metodológico, estabeleceu-se uma pesquisa sobre a história de vida desse grupo, corroboradas com as percepções dos pesquisados num grupo focal. O estudo conclui que o condomínio em si é a grande novidade gestada pelas famílias que comprometeu e envolveu os jovens sucessores. Assim, a própria gestão do Condomínio, tornou-se um meio para alcançar a sucessão geracional.
Mostrar mais

72 Ler mais

A agricultura familiar

A agricultura familiar

Se o governo quiser manter a capacidade da agricultu- ra familiar de empregar terá de restringir o acesso dela ao crédito para compra de máquinas e equi- pamentos (10). Caso contrário[r]

5 Ler mais

Avaliação da fertilidade do solo.

Avaliação da fertilidade do solo.

ótimos resultados, mesmo quando o solo acusa boas reservas desse nutri- mento.. É interessante experimentar no local dos dois perfis um adubo fosfatado barato por ser praticamente ins[r]

71 Ler mais

Avaliação da fertilidade do solo.

Avaliação da fertilidade do solo.

Considerando que não é possível analisar o campo como um todo e, sabendo-se que um dos aspectos mais importantes associados com análises de solo para diagnosticar a sua fertilidade é a o[r]

20 Ler mais

Avaliação da fertilidade do solo.

Avaliação da fertilidade do solo.

A avaliação de parâmetros em outras áreas de estudo apresenta, de modo geral, um significado mais específico e uniforme. Como exemplo, pode-se citar a determinação do teor de fósforo de um minério ou a determinação do teor de álcool no sangue. Essas determinações representam o teor total do elemento ou composto existente na amostra. Com relação aos parâmetros avaliados em fertilidade, as diferentes fases do solo e sua interação com as plantas e o ambiente exigem que a interpretação de resultados seja realizada com cautela.

32 Ler mais

Avaliacao da fertilidade do solo.

Avaliacao da fertilidade do solo.

Considerando que não é possível analisar o campo como um todo, e, sabendo-se que um dos aspectos mais importantes associados com análises de solo para diagnosticar a sua fertilidade é a [r]

25 Ler mais

Fertilidade do solo e atividade micorrízica em áreas de agricultores familiares no norte de Minas Gerais

Fertilidade do solo e atividade micorrízica em áreas de agricultores familiares no norte de Minas Gerais

As amostras de solo coletadas nas sete propriedades foram empregadas na estimativa do potencial de inóculo de FMAs pelo método proposto por Moorman e Reeves (1979) e descrito em Sieverding (1991), denominado “potencial médio de infecção”, por meio de bioensaio em casa de vegetação. Foram propostas adaptações na metodologia original, que prevê diluições e amostragens em intervalos regulares de tempo (30, 60 e 90 dias, correspondendo a 4, 8 e 12 semanas), a partir da contagem do número de esporos nas amostras originais, considerada baixa em algumas situações, indicando reduzido potencial de inóculo. Optou-se, portanto, para a presente pesquisa, não realizar as diluições no solo original e efetuar a coleta das raízes para a determinação da colonização por volta da 10 a semana após a semeadura da planta-teste.
Mostrar mais

75 Ler mais

Alterações na fertilidade dos solos em áreas de produção familiar de mandioca no Território do Alto Sertão de Alagoas.

Alterações na fertilidade dos solos em áreas de produção familiar de mandioca no Território do Alto Sertão de Alagoas.

vegetação predominante é a caatinga hiperxerófila, contu- do, nos municípios de Água Branca, Mata Grande e Pariconha existem locais de maior altitude (serras), onde se concentram áreas de floresta subcaducifólia (Parahyba et al., 2007). A importância econômica e social da agricultu- ra familiar no território é inquestionável, visto que, das 18.101 propriedades existentes no território 17.596 (97,2%) se enquadram neste conceito (Siqueira, 2004). A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é uma das princi- pais culturas do Território; seu produto mais comum, a farinha de mandioca, é largamente consumido e o processo de beneficiamento, de domínio da população rural. Essa cultura vem sendo cultivada ao longo dos anos nessa região, predominantemente sem nenhum tipo de mecaniza- ção e sem reposição de nutrientes, seja por fontes orgâni- cas ou químicas. De acordo com Lopes et al. (2005), a alta exportação de nutrientes promovida pela mandioca
Mostrar mais

8 Ler mais

O cenário das práticas ágeis nas empresas de software do Sudoeste Paranaense

O cenário das práticas ágeis nas empresas de software do Sudoeste Paranaense

O sudoeste do Paraná é uma importante região de desenvolvimento e fomento à tecnologia. Em quase todas as cidades da região sudoeste é possível estabelecer alguma organização de TI que auxilie a comunidade nas atividades tecnológicas (FERREIRA; PICININ, 2017). A região é destaque por demanda de profissionais qualificados na área, dados da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (ASSEPRO – PR) apontam que o estado é o quarto que mais gera empregos na área. 1 No sudoeste, os municípios onde encontram-se os maiores índices empregatícios e qualificação profissional correspondem a Dois Vizinhos, Francisco Beltrão e Pato Branco, e esses, mesmo com alguma atuação a nível nacional, distribuem seus serviços majoritariamente a cunho regional, contribuindo para a economia, renda e melhores condições de vida da região (FERREIRA; PICININ, 2017).
Mostrar mais

110 Ler mais

Fertilidade do solo e nutrição das plantas

Fertilidade do solo e nutrição das plantas

Do ponto de vista económico, a fertilização (adubação) e a correção da acidez (calagem) são os meios mais rápidos e baratos para a obtenção de produções elevadas de alimentos, fibras e energia. Contudo, as plantas cultivadas, tipicamente utilizam menos de metade dos nutrientes aplicados. O restante pode ser lixiviado para os lençóis subterrâneos de água, como por exemplo o azoto e também o potássio, fixar-se ao solo de que é exemplo o fósforo, ou contribuir para a poluição do ar. O azoto é um nutriente muito solúvel, perdendo-se facilmente por lixiviação, sendo essas perdas, função da precipitação ou da quantidade de água aplicada na rega. As perdas de azoto estão igualmente relacionadas com a fórmula química em que ele é aplicado. Em solos com complexo de troca, a carga efetiva deste, é negativa e consequentemente, quando o azoto é aplicado na forma de nitrato (N03 - ) as perdas serão maiores do que se for
Mostrar mais

33 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados