Top PDF Diagnóstico da situação atual e subsídios para o gerenciamento dos resíduos da construção civil em Guarapuava – PR

Diagnóstico da situação atual e subsídios para o gerenciamento dos resíduos da construção civil em Guarapuava – PR

Diagnóstico da situação atual e subsídios para o gerenciamento dos resíduos da construção civil em Guarapuava – PR

A construção civil é um setor importante para economia do país, movimentando milhões de reais e gerando muitos empregos na área. Em contrapartida, é o setor responsável pela produção de uma grande quantidade de resíduos, devido ao desperdício de materiais no canteiro de obras e processos de demolição. O gerenciamento dos resíduos de construção civil deve contemplar ações de redução, reutilização, reciclagem e descarte correto de tais. A disposição em locais irregulares de resíduos de construção civil pode causar diversos impactos ambientais como: assoreamento de rios e lagos, contaminação do lençol freático, problemas de drenagem urbana e proliferação de vetores de doenças. O objetivo do trabalho consistiu em analisar os procedimentos de coleta, transporte e destinação correta de resíduos de construção civil no município de Guarapuava-PR, além de propor alternativas para reutilização e reciclagem dos mesmos. Através de levantamento de dados junto aos órgãos responsáveis, e visitas à usina de reciclagem de RCC de Guarapuava-PR, foi possível quantificar e qualificar os resíduos gerados no município. Os resíduos que chegam até a usina de reciclagem, após passarem por processos de segregação e beneficiamento, foram transformados em agregados reciclados, cuja caracterização neste trabalho ocorreu em por meio de ensaios laboratoriais realizados de acordo com algumas Normas Regulamentadoras Brasileiras. A situação dos resíduos de construção civil, em âmbito municipal, apresentou-se por meio da geração, coleta, transporte, área de triagem e destinação final, que incluem as possibilidades de reutilização e reciclagem, além da disposição irregular dos resíduos que ocorrem no município.
Mostrar mais

70 Ler mais

Diagnóstico da situação atual e sugestões de melhorias para o gerenciamento de resíduos da construção civil no município de Apucarana-PR

Diagnóstico da situação atual e sugestões de melhorias para o gerenciamento de resíduos da construção civil no município de Apucarana-PR

Atualmente, sabe-se da importância de uma gestão eficiente dos resíduos sólidos urbanos para garantir maior qualidade de vida à população, sendo essa, uma questão de saneamento básico. Destaca-se ainda a enorme quantidade de resíduos gerados pela indústria da construção civil. O presente trabalho tem por objetivo diagnosticar a atual situação e propor melhorias para o gerenciamento dos resíduos da construção civil (RCC) no município de Apucarana-PR. A partir daí, e com base na literatura, foram identificados os stakeholders do processo de gerenciamento de RCC, e definida a metodologia a ser utilizada para obtenção de informações com os mesmos, por meio da aplicação de questionário, entrevistas estruturadas, visitas de campo e avaliação de informações e relatórios relacionados ao assunto, fornecidos pelos órgãos gestores na cidade. A partir dessa pesquisa, pôde-se avaliar os resultados trazidos pela implementação da Lei nº 46/2014, que estabelece as diretrizes para o gerenciamento de RCC no município, além de verificar o conhecimento dos stakeholders do processo sobre a existência e procedimentos presentes nessa lei. Ao final, esse estudo possibilitou ao pesquisador, a partir das análises e observações feitas, a elaboração de sugestões de melhorias a serem aplicadas ao gerenciamento de RCC na cidade. E por fim, pôde-se observar que o Município de Apucarana já tem caminhado alguns passos no que se refere ao adequado gerenciamento desse material.
Mostrar mais

67 Ler mais

Diagnóstico do gerenciamento dos resíduos da construção civil da região metropolitana de São Paulo

Diagnóstico do gerenciamento dos resíduos da construção civil da região metropolitana de São Paulo

O crescimento dos resíduos sólidos vem se transformando em um dos grandes desafios para os órgãos municipais, especialmente o gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos, decorrentes da indústria da construção civil. Este trabalho teve como objetivo realizar um diagnóstico do gerenciamento deste tipo de resíduo na região metropolitana de São Paulo, baseando-se em informações fornecidas pelos órgãos envolvidos e em visitas a locais de armazenamento, triagem, reciclagem e disposição final. Esta investigação decorreu da necessidade de se avaliar estratégias para minimizar os impactos socioambientais negativos, acarretados por esses resíduos. Seu objetivo geral foi coletar dados que delineassem a realidade do descarte de resíduos da construção civil no município de São Paulo e gerar subsídios que pudessem servir de apoio aos agentes envolvidos. Teve também por objetivos específicos: identificar os pontos de descarte na região metropolitana de São Paulo e realizar, por meio de dados e informações obtidas junto a órgãos públicos e empresas privadas, uma estimativa da geração dos resíduos de construção civil nesses pontos. Como resultado, contabilizou-se valores na ordem de 1.366.460,17 t/mês. Concluiu-se que há necessidade de uma maior valorização de todos os materiais que constituem as peças de uma construção, no sentido de que não ocorram sobras, nem desperdícios de matéria-prima. Recomenda-se a preservação das áreas de jazidas de materiais e minimização do uso desses locais para destinação final dos resíduos.
Mostrar mais

161 Ler mais

Estimativa da geração de resíduos da construção civil no município de Campo Mourão-PR

Estimativa da geração de resíduos da construção civil no município de Campo Mourão-PR

Para uma gestão eficaz é necessário que o município tenha um diagnóstico atual da situação dos RCC. Fatores como quantidade de resíduos gerados, demanda de materiais para construção, diversidade dos materiais, composição gravimétrica devem ser levantados o mais próximo possível da realidade. Fatores políticos fazem com que este tipo de problema não tenha prioridade nos planos de gestão municipal na grande maioria das cidades.

27 Ler mais

Diagnóstico do gerenciamento de resíduos de construção e demolição no município de Matelândia - PR

Diagnóstico do gerenciamento de resíduos de construção e demolição no município de Matelândia - PR

O gerenciamento adequado dos resíduos de construção civil e demolição é uma questão urgente, que exige ações imediatas e conjuntas de todos os membros envolvidos no processo produtivo: órgão público municipal, geradores de resíduos e transportadores (RIBEIRO Jr, 2009; SINDUSCON-SP, 2005). Dentre essas partes envolvidas, o agente fundamental é o poder público municipal, que é quem irá efetivamente implantar a política de gestão adequada dos RCD (RIBEIRO Jr, 2009). Conhecer e diagnosticar o cenário atual de produção e gerenciamento dos RCD gerados possibilitará o melhor encaminhamento para a implantação de um sistema de gestão adequado desses resíduos. Portanto, o passo inicial para se ter eficácia na elaboração do Plano Municipal de Gestão de Resíduos da Construção Civil, em concordância com a Resolução CONAMA n o 307/2002, é a realizar um diagnóstico com o levantamento das características locais de gerenciamento dos RCD (PINTO e GONZALÉZ, 2005).
Mostrar mais

62 Ler mais

Diagnóstico do gerenciamento dos resíduos sólidos no município de Missal - PR

Diagnóstico do gerenciamento dos resíduos sólidos no município de Missal - PR

O diagnóstico do gerenciamento de resíduos sólidos possibilita a identificação das fontes geradoras e como estas estão manejando seus resíduos. Neste contexto, o objetivo do presente estudo foi realizar um diagnóstico sobre o gerenciamento dos resíduos sólidos gerados no município, bem como o levantamento de dados quali- quantitativos sobre as fontes geradoras dos resíduos sólidos e analisar como se encontra o perfil atual. O estudo foi realizado no Município de Missal localizado no oeste do Paraná. Foi realizado o levantamento das fontes geradoras que contemplam o sistema de logística reversa (LR), resíduos sólidos urbanos (RSU), e resíduos de construção civil (RCC), por se tratarem de resíduos onde cabe ao município realizar a destinação e disposição final. Levantaram-se as fontes geradoras desses resíduos por meio de questionários. Utilizou-se a composição gravimétrica por meio do método de quarteamento no intuito de verificar a eficiência da coleta seletiva do município. Verificaram-se ainda os dados quali-quantitativos registrados pela prefeitura quanto aos RCC. Ao realizar os questionários pode-se identificar que grande parte das empresas realiza o controle de geração, orientações ao consumidor, armazenamento, destinação e disposição final dos resíduos gerados corretamente. Ao realizar o método de quarteamento foi possível identificar que ainda existe grande quantidade de resíduos recicláveis sendo acondicionado no aterro controlado, o que indica que a coleta seletiva necessita de melhorias. Os resíduos de construção civil são coletados pela prefeitura e esta realiza a disposição final dos mesmos, sendo que, os que se enquadram na Classe B, com base na Resolução CONAMA 307/2002, são reciclados pela associação de catadores do município. Ao final do estudo, observou-se de modo geral, o que no município de Missal as empresas e o poder público vêm representando um bom papel quanto ao gerenciamento de seus resíduos, pois realiza a coleta, destinação e disposição de seus resíduos.
Mostrar mais

76 Ler mais

Gestão e gerenciamento de resíduos da construção civil: a Política Nacional de Resíduos Sólidos em Barueri – SP

Gestão e gerenciamento de resíduos da construção civil: a Política Nacional de Resíduos Sólidos em Barueri – SP

O objetivo central deste estudo é investigar se o município de Barueri cumpre com os parâmetros estabelecidos na lei 12.305/10 no que diz respeito ao gerenciamento dos resíduos da construção civil, considerando três aspectos: (1) A geração dos resíduos da construção civil está ligada ao desenvolvimento econômico e social; (2) O significativo volume de resíduo da construção civil gerado pela sociedade; e (3) O impacto ambiental causado em toda a cadeira produtiva até se tornar resíduo. Para atingir esse propósito foi necessário delimitar os objetivos específicos: (a) Identificar os parâmetros estabelecidos pela Política Nacional de Resíduos Sólidos para o resíduo da construção civil; (b) Compreender o processo de gerenciamento do resíduo da construção civil; (c) Avaliar se o processo está em acordo com a legislação vigente. O caminho percorrido está baseando na pesquisa qualitativa que utiliza como método de pesquisa o estudo de caso através da coleta de dados, utilizando como instrumento a leitura bibliográfica, a pesquisa documental, a realização de entrevista e visita ao campo. Após análise dos dados conclui-se que Barueri segue as normas do CONAMA, com também garante a lei de saneamento básico nº 11.445, mas precisa avançar nas exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos.
Mostrar mais

71 Ler mais

Diagnóstico e proposição de diretrizes para o gerenciamento de resíduos sólidos urbanos no município de Matelândia - PR

Diagnóstico e proposição de diretrizes para o gerenciamento de resíduos sólidos urbanos no município de Matelândia - PR

A coleta de resíduos em caminhão basculante não é recomendada, segundo o Manual de Saneamento da FUNASA, pois há a necessidade de utilizar-se lonas, para evitar a ação do vento e a poluição visual, fato não observado no município. Além disso, a altura da caçamba dificulta o trabalho dos garis. O caminhão compactador possui alto custo de manutenção mecânica, porém tem capacidade de coletar grandes volumes e possui condições ergométricas para o serviço dos garis. Os caminhões compactadores conferem maior produtividade e diminuem os inconvenientes sanitários, pois possibilita que o descarregamento seja realizado de forma rápida, dispensa acomodação dos resíduos na carroceria, possui maior velocidade operacional e evita o derramamento de resíduos.
Mostrar mais

87 Ler mais

Reciclagem de resíduos da construção civil e demolição em Campo Mourão - PR

Reciclagem de resíduos da construção civil e demolição em Campo Mourão - PR

Ferramentas de Caixa de Texto para alterar a formatação da caixa de texto da citação.] Portanto, quando as caçambas são utilizadas de maneira correta, acabam por amenizar grande parte dos problemas gerados pelos RCD’s, tais como: poluição visual; comprometimento do tráfego de pedestres e veículos; prejuízos sociais; degradação do sistema natural; multiplicação de vetores e doenças oriundos da presença de diversos tipos de resíduos, principalmente os domiciliares; poluição atmosférica. Também facilitando o recebimento por parte da usina de reciclagem, bem como a separação dos resíduos para as devidas finalidades.
Mostrar mais

54 Ler mais

Gerenciamento dos resíduos da construção civil na cidade de Natal: uma análise à luz da sustentabilidade

Gerenciamento dos resíduos da construção civil na cidade de Natal: uma análise à luz da sustentabilidade

Dentre as diversas atividades humanas, a construção civil é, nos dias de hoje, uma das que mais causam impactos ambientais; não apenas pelo uso extensivo de matéria-prima e pela transformação intrínseca que produz no ambiente, mas principalmente pelo descarte inadequado de resíduos. Apesar da publicação de leis, políticas e normas sobre esse tema, como a Resolução nº 307 do CONAMA em 2002 e a Política Nacional de Resíduos Sólidos, em 2010, são bastante aparentes as dificuldades no controle, gerenciamento e na fiscalização desses resíduos, seja pelo Poder Público, seja pelo setor privado. O principal objetivo desta pesquisa foi entender e refletir sobre como ocorre, atualmente, o gerenciamento dos resíduos da construção civil -RCC gerados na cidade de Natal/RN. Num primeiro momento da pesquisa, com o intuito de conhecer a organização jurídica e institucional deste gerenciamento, a metodologia empregada foi a pesquisa bibliográfica e documental. Num segundo momento, objetivando contrastar a prática do gerenciamento com esta organização, foram realizadas pesquisa de campo observacional e aplicadas entrevistas semiestruturadas à alguns gestores envolvidos no processo de gerenciamento dos RCC em Natal/RN; como o órgão de limpeza pública, empresas transportadoras, aterro e usina de reciclagem. Como resultados foram encontradas lacunas na legislação e no alinhamento das práticas de gerenciamento com as diretrizes contidas nas normativas federais. O Município de Natal/RN não possui o Plano Municipal de Gestão de Resíduos da Construção Civil, instrumento que deve ser elaborado pelos municípios, conforme a Resolução nº307 do CONAMA. Ao todo são 691 pontos de disposições irregulares de resíduos sólidos acarretando um custo de dois milhões de reais por mês com a limpeza e destinação desses resíduos. O órgão municipal de limpeza pública coleta em média 8.150 toneladas de resíduos da construção civil por mês, que atualmente, são destinados a um aterro de RCC localizado dentro de uma Área de Proteção Ambiental – APA. O órgão municipal de limpeza pública demonstrou que adota ações corretivas ao invés de medidas preventivas, optando pela disposição final dos resíduos em primeiro lugar e não considerando nem incentivando práticas de reuso e reciclagem dos RCC. Como conclusões mais relevantes pode-se afirmar que a eficiência no gerenciamento dos resíduos sólidos em Natal depende, sobretudo, de esforço e vontade política, com cuidado à aplicação das normas e da fiscalização. Percebeu-se também a urgência de um programa consistente e de longo prazo de educação ambiental, que conscientize população e gestores sobre a importância de uma gestão integrada e ambientalmente sustentável dos resíduos da construção civil.
Mostrar mais

89 Ler mais

Análise do gerenciamento dos resíduos de construção civil (RCC) em um município de pequeno porte

Análise do gerenciamento dos resíduos de construção civil (RCC) em um município de pequeno porte

O gerenciamento de resíduos sólidos da atividade de construção civil (RCC), de acordo com a resolução CONAMA nº 307/2002, pode ser compreendido como o sistema de gestão que visa reduzir, reutilizar ou reciclar resíduos, incluindo planejamento, responsabilidade, práticas, procedimentos e recursos para desenvolver e implementar as ações necessárias ao cumprimento das etapas previstas em programas e planos. A construção civil gera uma série de resíduos com as mais diversas características. Tais externalidades geram impactos negativos ao meio ambiente, provocados essencialmente pelo incorreto gerenciamento destes resíduos, limitando o gerenciamento dos RCC às etapas de transporte e disposição final (por vezes inadequada) destes resíduos. Além disso, a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS), Lei nº 12.305/2010, legisla que os resíduos sólidos com potencial para reaproveitamento ou reciclagem devem ser reutilizados de forma a minimizar o dano ambiental. Assim, o presente estudo diagnostica e avalia o gerenciamento de resíduos de construção civil no município de Santa Helena de Goiás - GO, que possui um falho Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. O estudo verificou impactos ambientais e práticas de gestão em discordância com o estabelecido pelas normas e legislações vigentes, embora exista na prática um gerenciamento parcial dos resíduos provenientes da construção civil.
Mostrar mais

16 Ler mais

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UM EMPREENDIMENTO HOSPITALAR

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UM EMPREENDIMENTO HOSPITALAR

Segundo os resultados obtidos através do índice de perdas dos materiais, o resíduo com maior incidência relatada foi o concreto usinado com 50%, seguido pelos blocos de concreto (25%) e argamassa (20%). Os resíduos devem seguir um plano de gerenciamento, sendo classificados e acomodados de maneira correta, para que sejam transportados e tenham uma destinação final apropriada. Para a obra em questão, a melhor forma de acondicionamento indicada foi em baias, por existir um volume expressivo de resíduos. O transporte deve ser realizado por caminhões caçambas, podendo ter destinações distintas de acordo com sua classificação, seguindo para usinas de reciclagem ou aterros de resíduos da construção civil devidamente legalizados pelas normas ambientais. O ideal é que toda empresa faça parcerias com usinas e cooperativas, viabilizando a devida reciclagem dos resíduos gerados, o que oferece economia com custos para destinação final, e reduz o volume dos aterros.
Mostrar mais

22 Ler mais

Diagnóstico e gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos no município de Tuneiras do Oeste - PR

Diagnóstico e gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos no município de Tuneiras do Oeste - PR

Resíduos sólidos são aqueles resíduos nos estados sólido e semi- sólido, que resultam de atividades da comunidade de origem industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola, de serviços e de varrição. Ficam incluídos nesta definição os lodos provenientes de sistemas de tratamento de água, aqueles gerados em equipamentos e instalações de controle de poluição, bem como determinados líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos ou corpos de água, ou exijam para isso soluções técnicas e economicamente inviáveis em face a melhor tecnologia disponível.” (ABNT, 2004)
Mostrar mais

39 Ler mais

Diagnóstico do gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos no município de Campo Mourão – PR

Diagnóstico do gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos no município de Campo Mourão – PR

Population habits have been changing since the eighteenth century, succeeding generations from that century have become more consumerist. The amount of waste disposed irregularly in the cities, especially in large urban centers is visible. The per capita MSW generation in Brazil in 2013 was 1,041 kg/inhab./day, Paraná 0,78 kg/inhab./day and in Campo Mourão Municipality of 0,68 kg/inhab./day. The aim of this work is to make a diagnosis of management of municipal solid waste in the municipality of Campo Mourão - PR, compared to establishing the National Policy on Solid Waste (NPSW). The methodological elements are characterized by the survey on legal requirements for MSW management, questionnaires and site visits in neighborhoods Laura Garden, Garden Copacabana, Residential Garden Araucaria and Garden Franscisco Ferreira Albuquerque. The municipality is flawed as to compliance with the provisions in NPSW, such as the absence of the Plan of Integrated Waste Management of Solid and incentives to associations and cooperatives of collectors.
Mostrar mais

41 Ler mais

Simbiose industrial como instrumento de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil

Simbiose industrial como instrumento de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil

Esta dissertação objetiva apresentar uma proposta para minimizar os problemas causados pela geração de resíduos sólidos da indústria da construção civil, um dos segmentos mais significativos no cenário econômico e social, mas também na degradação do meio ambiente, baseada na prática de simbiose industrial. Para isso, foram apresentadas as preocupações ambientais e o problema do lixo, a fim de se conhecer o contexto atual. A análise foi precedida de uma pesquisa acerca dos resíduos sólidos e dos resíduos da construção civil, foco do presente trabalho, adentrando-se nos impactos econômicos, sociais e ambientais causados por sua geração, seguida do estudo da aplicação do direito econômico e da legislação dos resíduos sólidos em geral e dos resíduos da indústria da construção, para o alcance de uma alternativa de redução de impactos ambientais gerados, por meio da aplicação do instituto da ecologia industrial e do processo de simbiose industrial, utilizando-se como alicerce experiências de âmbito internacional e nacional. Finalmente concluiu-se pela viabilidade da simbiose industrial como instrumento de gerenciamento de resíduos da construção civil e de concretização do direito econômico dos resíduos, desde que praticada de forma estruturada, com o envolvimento das diversas partes interessadas (órgãos governamentais, instituições privadas, universidades e ONGs), otimizando os ganhos econômicos, sociais e ambientais.
Mostrar mais

103 Ler mais

Diretrizes para o sistema de gerenciamento dos resíduos da construção civil na cidade de Paracatu-MG

Diretrizes para o sistema de gerenciamento dos resíduos da construção civil na cidade de Paracatu-MG

Em entrevista com as empresas do setor da construção civil foi questionado se em algum momento a prefeitura exigiu a apresentação de um plano de gerenciamento dos resíduos da construção civil. Como esperado, todas as empresas responderam que nunca foi exigido a elaboração de tal documento e nem mesmo é feito algum tipo de controle quanto ao assunto nos canteiros de obra. Esse tipo de omissão do orgão público deixa uma margem para que cada gerador faça o gerenciamento dos seus resíduos da maneira que melhor o atende, mesmo que seja incompatível com o bem comum do município. A falta de instrumentos que orientem os geradores a exercerem um gerenciamento adequado não só permite o desmazelo, como também desmotiva empresários interessados em colaborar com progresso da cidade.
Mostrar mais

79 Ler mais

Logística reversa na construção civil: um estudo de caso sobre o gerenciamento dos resíduos de construção civil e sua reintegração na cadeia de valor

Logística reversa na construção civil: um estudo de caso sobre o gerenciamento dos resíduos de construção civil e sua reintegração na cadeia de valor

Logo, a LR surge com o objetivo de agregar valor ao resíduo gerado ou então de dispô- lo de forma correta (SCHAMNE e NAGALLI, 2015). No campo legal brasileiro, a sua intensificação deu-se em 2010, com a promulgação da lei federal n° 12.305, a qual instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), colocando, em seu escopo, a LR como instrumento de gerenciamento dos resíduos e como ferramenta de desenvolvimento econômico e social caracterizado pela responsabilidade compartilhada com o ciclo de vida dos produtos e sua restituição ao setor empresarial para reaproveitamento em seu ciclo, em outros ciclos produtivos ou outra destinação final ambientalmente adequada (FIESP, 2012).
Mostrar mais

16 Ler mais

Estudo sobre os resíduos da construção civil (RCC) no município de Mamborê-PR

Estudo sobre os resíduos da construção civil (RCC) no município de Mamborê-PR

Como a geração de RCC da classe A foi em média de 2,58m³/dia, considerando a semana com 7 dias, o município pode gerar um montante de RCC algo em torno de 18,06 m³/semana, sabendo que a capacidade de armazenamento da caçamba do caminhão basculante é de aproximadamente 10 m³, percebe-se a necessidade do transporte dos RCC de Mamborê para Campo Mourão ao menos duas vezes na semana. O custo total com gastos em relação ao combustível e ao pedágio será de aproximadamente R$ 1.037,60 / mês, além dos custos com a depreciação do caminhão, manutenção, horas trabalhadas pelo motorista e para destinar os resíduos ao depósito de entulhos, mas para que fosse possível o transporte desses RCC para a recicladora da Cidade de Campo Mourão seria necessário à realização de uma triagem dos RCC coletados.
Mostrar mais

60 Ler mais

Descarte e reaproveitamento de resíduos da construção civil no município de Moreira Sales, PR

Descarte e reaproveitamento de resíduos da construção civil no município de Moreira Sales, PR

Muitos resíduos de construção civil (RCC) são utilizados para o cascalhamento de estradas rurais, pátios de empresas, é até mesmo em aterros, porém, para este último uso, é importante a realização de um controle tecnológico, sem o qual a qualidade deste aterro pode ficar comprometida, gerando recalques e danificando a estrutura que se encontra acima.Ao se falar sobre os resíduos de construção, a realidade é preocupante, pois 75% desses resíduos gerados nos municípios provém de obras informais, tais como construções, reformas e demolições realizadas pelos próprios usuários dos imóveis, fazendo com que os entulhos sejam lançados de forma irregular dentro da cidade (GUERRA, 2009).
Mostrar mais

49 Ler mais

A importancia dos discursos políticos para a construção da Região de Guarapuava-PR

A importancia dos discursos políticos para a construção da Região de Guarapuava-PR

A presente pesquisa busca analisar a importância dos discursos políticos (forjados ou não) para a construção da “região de Guarapuava-PR”, a partir da década de 1950 e a importância dos mesmos nas relações de poder político-econômicos, associando-as aos diversos significados dados à região no decorrer da história. Os objetivos propostos fundamentam-se na análise da relevância que os discursos têm na construção da região de Guarapuava; na contribuição dos sujeitos históricos (políticos, empresários e instituições como a Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava e a Cooperativa Agrária) no instaurar da região e na identificação da mesma (ou das mesmas), impetrada pelos discursos políticos que a assumem como recorte territorial relevante ou irrelevante (depende do interesse daquele momento histórico) em suas estratégias pela busca/permanência no poder. O embasamento teórico-metodológico foi construído a partir da conceituação de região, poder, poder político e discurso político. Os procedimentos metodológicos foram fundamentados nas pesquisas em jornais locais e nas entrevistas com políticos representantes da região de Guarapuava. Como resultados surgiram os discursos de que a região de Guarapuava tem um grande potencial econômico vinculado aos recursos naturais, advindos da extração da madeira, da indústria madeireira e da agricultura, mas que faltam incentivos para que prospere a partir de valores agregados. Outro elemento apontado é o de que a região de Guarapuava localiza-se, geograficamente, numa área estratégia do estado (central), interligando as zonas produtivas por meio de uma rede viária (rodoferroviária), possibilitando o tráfego de leste a oeste do estado do Paraná, bem como a contribuição que os imigrantes “alemães” proporcionaram à região e o diferencial que criaram em virtude da mudança na estrutura agrária/agrícola por eles proporcionada, conseguindo realizar mudanças na sociedade e na economia da região, tornando-a “desenvolvida”. A região de Guarapuava não está entre as mais desenvolvidas do Paraná, sendo a segunda menos desenvolvida, o que pode, além de diversos outros fatores, também ter origem no discurso, tornado realidade, da falta de apoio do governo estadual e até federal. Outro discurso é o de que os representantes do poder político local têm interesses muito mais vinculados a fortalecer determinados grupos político- econômicos do que incentivar o dinamismo econômico de forma geral.
Mostrar mais

105 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados