Top PDF Ecovilas: uma análise comparativa a partir das dimensões da sustentabilidade

Ecovilas: uma análise comparativa a partir das dimensões da sustentabilidade

Ecovilas: uma análise comparativa a partir das dimensões da sustentabilidade

A GLOBAL ECOVILLAGE NETWORK (2014) – Rede Global de Ecovilas foi lançada em 1995, na conferência “Ecovilas e Comunidades Sustentáveis – Modelo para o século XXI” ocorrida na comunidade de Findhorn, na Escócia. Com mais de 30 anos de existência a Rede tem o objetivo de conectar as ecovilas do mundo todo que compartilham dos ideais de uma vida sustentável. A GEN é uma rede crescente de comunidades sustentáveis e iniciativas que contemplam diferentes culturas, países e continentes. A GEN serve como uma organização guarda-chuva para as ecovilas, iniciativas locais de transição, comunidades intencionais e indivíduos ecologicamente engajados em todo o mundo. Na GEN as pessoas e as comunidades se encontram, compartilham ideias, tecnologias alternativas, desenvolvem intercâmbio, diretórios e boletins culturais e educacionais, que são dedicados a restauração da Terra e de um estilo de vida sustentável cooperativo. Como exemplo de participantes da GEN destaca-se entre os 15 mil membros: Sarvodaya (2.000 aldeias sustentáveis ativas no Sri Lanka); Federação de Damanhur na Itália; Nimbin na Austrália; pequenas ecovilas rurais como Gaia Asociación na Argentina e Huehuecoyotl, no México; projetos de revitalização urbana EcoVillage em Los Angeles, e Christiania em Copenhague; locais de design de permacultura na Austrália, Bolívia e Brasil; centros educacionais como Findhorn na Escócia, centro de tecnologia alternativa no País de Gales, Earthlands em Massachusetts, e muitos outros. No website da GEN se encontra um diretório de ecovilas. Este diretório registra ecovilas do mundo inteiro com um total de 68 países. A GEN internacional é formada por três grandes organizações regionais: GEN Oceania e Ásia (Génova), a Rede de Ecovilas das Américas (ENA) e GEN- Europe/Africa/Middle Médio. Além dessas a GEN internacional está em processo de inclusão das redes regionais da GEN-África e CASA (El Consejo de Asentamientos Sustentables de las Américas) redes independentes e com o objetivo de tornar mais visível o trabalho dinâmico e impressionante que já está sendo realizado na África e na América do Sul.
Mostrar mais

144 Ler mais

Diretrizes para o desenvolvimento de Ecovilas Urbanas

Diretrizes para o desenvolvimento de Ecovilas Urbanas

A pesquisa organizada em quatro partes a partir do sistema de planejamento denominado Dragon Dreaming teve como objetivo a elaboração de um modelo de diretrizes para o desenvolvimento de ecovilas urbanas que possam ser utilizadas como opção para a transformação de bairros existentes ou a criação de novos assentamentos urbanos sustentáveis. Para isso foram abordados aspectos teóricos, visitas técnicas e participação em eventos sobre o tema que, a partir de métodos colaborativos, fundamentaram o processo de criação e implantação de um estudo de caso denominado Ecovila Urbana Sta. Margarida no município de Campinas, São Paulo, Brasil, como parte experimental da pesquisa. A parte I SONHO apresenta as aspirações individuais que, expressas de forma teórica na pesquisa, estabelecem o referencial coletivo incluindo os conceitos do termo Ecovila e das Dimensões da Sustentabilidade; a parte II PLANEJAMENTO foi estruturada para adequar a teoria ao ambiente referente à parte experimental da pesquisa a partir de estratégias e alternativas; a parte III REALIZAÇÃO apresenta os conceitos e ideias viáveis e possíveis de serem postos em prática a partir da consolidação do projeto da Ecovila Sta. Margarida e dos resultados não previstos; e a parte IV CELEBRAÇÃO estabelece o fechamento do ciclo acrescentando, a partir da prática, uma nova experiência, possibilitando a reprodução do experimento e da pesquisa ampliando, desta forma, a rede de ecovilas e consequentemente a qualidade de vida. Os elementos e sistemas fundamentados na Permacultura e Avaliação de Ciclo Fechado previstos para a constituição da Ecovila Sta. Margarida, em processo de aprovação pelos órgãos públicos, que complementam a legislação urbana, levando-se em conta as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT, caracterizam o assentamento como uma Ecovila e formam as diretrizes pretendidas organizadas em formato de um projeto de Lei Municipal, criando parâmetros para o planejamento, avaliação e aprovação de novas ecovilas.
Mostrar mais

529 Ler mais

Análise comparativa de sustentabilidade econômica em uma obra industrial em Curitiba

Análise comparativa de sustentabilidade econômica em uma obra industrial em Curitiba

O período Georgiano 1714-1813 no final do século XVII e o princípio do século XVIII foram ponto alto no uso do tijolo, sua fabricação foi melhorada com o uso de argila loteada, melhores moldes e cozeduras uniformes que conduziam em maior consistência de formas e dimensões. As cores do tijolo foram alteradas em popularidade desde o vermelho até tijolos púrpura e cinzentos, na moda desde finais do século XVII até 1730, quando materiais acastanhados ou cinzentos rosados substituíram cores quentes. Esta tendência prosseguiu até meados do século XVIII com materiais cinzentos e, por volta de 1800, com a produção de materiais a partir das margas amarelas de Londres, que se aproximavam mais da cor de pedra desejada para uma fachada clássica.
Mostrar mais

58 Ler mais

Modelos de sustentabilidade: ecovilas brasileiras. um estudo de viabilidade e implementação.

Modelos de sustentabilidade: ecovilas brasileiras. um estudo de viabilidade e implementação.

O conteúdo disposto nesta monografia, pretende analisar a aplicação, eficiência e viabilidade de implementação das ecovilas. A compreensão deste modelo de assentamento humano, conta com uma apresentação inicial sobre as comunidades intencionais e suas práticas sustentáveis, aborda assuntos como permacultura, bioconstrução e moedas alternativas. Em seguida apresenta os conceitos teóricos de desenvolvimento sustentável, sustentabilidade e suas dimensões. Desta forma conseguimos um embasamento teórico importante para começar a análise sobre as ecovilas a partir de sua definição e seus princípios comuns. Como fator de implementação a análise tem o foco na troca de experiências entre estas comunidades, que oferecem desta forma um auxílio para estruturar modelos rurais e urbanos. Através deste estudo conseguimos diferenciar as ecovilas em relação aos condomínios ecológicos, vilas, comunidades rurais e outras experiências com comunidades intencionais. Concluímos esta atividade com uma pesquisa de campo na Ecovila São José, localizada na cidade de Florianópolis no estado de Santa Catarina, analisada conforme as dimensões de sustentabilidade: espacial, social, econômica, ambiental e cultural.
Mostrar mais

76 Ler mais

Dimensões competitivas da moda: uma análise comparativa entre o varejo tradicional e o fast fashion

Dimensões competitivas da moda: uma análise comparativa entre o varejo tradicional e o fast fashion

FORNEY, 2014; YE; LAU; TEO, 2018). A possibilidade de efetivação de compras por meio de smartphones e de sistemas de ponto de venda em nuvem é outra tendência que deverá se intensificar nos próximos anos, extinguindo aos poucos o uso de máquinas registradoras. Smartphones e tablets e seus substitutos tecnológicos desempenharão papéis significativos nas experiências de consumo a partir de programas de fidelidade e da substituição dos cartões bancários. O número de consumidores portando dinheiro móvel crescerá com as soluções que têm sido oferecidas por empresas de tecnologia (BRUNO, 2016; ESCOBAR-RODRÍGUEZ; BONSÓN-FERNÁNDEZ, 2017; KIM; AHN; FORNEY, 2014; SHEN; QIAN; CHOI, 2017; YE; LAU; TEO, 2018). O uso intensivo de tecnologias de realidade aumentada e wearables (dispositivos tecnológicos incorporados a roupas e acessórios de vestuário) propiciará experiências novas com os consumidores, que poderão ser exploradas pelos varejistas, como já sugerem os espelhos 3D e os aplicativos para celulares que ampliam as experiências de consumo no varejo (BELL; GALLINO; MORENO, 2014a; BRUNO, 2016; CHOPRA, 2016; SHEN; QIAN; CHOI, 2017). A sustentabilidade nos últimos anos tem sido um dos focos da indústria da moda, por causa dos impactos gerados no meio ambiente e nas relações de trabalho (GOWOREK et al., 2018; HENNINGER; ALEVIZOU; OATES, 2016; JIA et al., 2015; WINTER; LASCH, 2016; ZAMANI; SANDIN; PETERS, 2017).
Mostrar mais

143 Ler mais

Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa

Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa

as mais relevantes no contexto internacional contemporâneo. Os resultados deste questionário conduziram à escolha das três principais ferramentas de avaliação de sustentabilidade, na percepção dos especialistas da área. Inicialmente, os métodos selecionados foram analisados individualmente considerando seu histórico, seus pressupostos teóricos, suas principais características, com ênfase especial no conceito de desenvolvimento sustentável implícito, e através de sua aplicação prática. Na segunda e última etapa do trabalho, as ferramentas de avaliação selecionadas foram comparadas a partir de categorias de análise previamente definidas. Foram utilizadas cinco dimensões de análise, derivadas da fundamentação teórica do trabalho, que auxiliaram no processo de comparação destacando as características, as semelhanças e as principais diferenças entre os métodos. Os resultados da análise comparativa atenderam plenamente aos objetivos propostos pelo projeto de pesquisa e reforçaram a necessidade de se conhecer melhor as ferramentas de avaliação. O conhecimento mais aprofundado destes métodos permite que sejam aplicados considerando suas principais características, vantagens e limitações, conduzindo a resultados mais legítimos e confiáveis.
Mostrar mais

235 Ler mais

Sustentabilidade no setor brasileiro de papel e celulose: uma análise comparativa entre empresas nacionais e transnacionais

Sustentabilidade no setor brasileiro de papel e celulose: uma análise comparativa entre empresas nacionais e transnacionais

Esta dissertação discute o papel das empresas transnacionais (ETNs) na promoção do desenvolvimento sustentável em suas três dimensões – econômica, ambiental e a social -, tomando por base a literatura sobre o tema e o comportamento das ETNs instaladas no setor brasileiro de papel e celulose. A UNCTAD (2004) privilegia estudos de caso para realizar esse tipo de análise, uma vez que as formas de transferência de tecnologia via investimento direto estrangeiro (IDE) e o tratamento que as ETNs dispensam aos resultados ambientais de suas atividades são muito variados, sendo determinados por diversos fatores que variam caso a caso. Assim, justifica-se a opção metodológica de se conduzir esta pesquisa por meio de uma análise microeconômica baseada em um estudo setorial. O trabalho está, portanto, centrado nas relações entre filiais estrangeiras e agentes locais (firmas, trabalhadores, comunidade e instituições). Optou-se pelo setor de papel e celulose em razão da sua participação no estoque de IDE da economia brasileira e no fato de possuir alto potencial de dano ambiental.
Mostrar mais

140 Ler mais

Desenvolvimento sustentável no brasil: uma análise a partir da aplicação do barômetro da sustentabilidade.

Desenvolvimento sustentável no brasil: uma análise a partir da aplicação do barômetro da sustentabilidade.

O processo de construção do BS, desde a escolha dos IDS até a agregação final dos temas, resulta na apresentação sintetizada de informações importantes à sociedade e a gestores e decisores. Assim, o BS pode ser, em si mesmo, um alavancador do progresso em direção ao desenvolvimento sustentável. Ele facilita a percepção geral de que ações devem ser integradas, atuando em todas as dimensões do desenvolvimento, e de quais setores devem ser prioritários na aplicação dos recursos públicos e privados. Para o Brasil, por exemplo, conclui-se que seria mais proveitoso, para se avançar em direção ao desenvolvimento sustentável, investir prioritariamente nos aspectos ambientais, econômicos e institucionais, embora sem desprezar as melhorias necessárias dos indicadores ligados à dimensão social.
Mostrar mais

26 Ler mais

INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA ANÁLISE COMPARATIVA DE BACIAS HIDROGRÁFICAS

INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA ANÁLISE COMPARATIVA DE BACIAS HIDROGRÁFICAS

balanço hídrico da ba-cia. Ao lado das pressões das demandas sobre os recursos hídricos, a qualidade pobre das águas é também responsável pelos conflitos entre os setores usuários de recursos hídricos. A degradação hídrica decorre da falta de sistemas de coleta de esgotos e, principalmente, da falta de tratamento antes de seu lançamento nos ma-nanciais. Adotaram-se, assim, os índices de atendimento urbano por coleta e trans-porte de esgotos e o índice de atendimento por tratamento de esgotos como indica-dores dos esforços da sociedade e/ou as autoridades para mitigar ou prevenir a de-gradação hídrica produzida pelas atividades sócio- econômicas da sub-bacia hidro-gráfica. Esses índices são obtidos a partir das relações entre populações urbanas atendidas por coleta e por tratamento de esgoto e as populações urbanas das sub-bacias. O índice de reflorestamento para as sub-bacias estudadas está apresentado na Tabela 5. Esse índice refere-se à área coberta por unidades de conservação em relação à área com cobertura vegetal natural da sub-bacia considerada. Os maiores índices de reflorestamento são verificados nas bacias dos rios Camanducaia, Capi-vari, Jaguari e Corumbataí, com valores da ordem de 1,13, 1,01, 0,85 e 0,69, res- pectivamente. Em contrapartida, o menor índice é verificado na sub-bacia do rio Pi- racicaba (0,22).
Mostrar mais

7 Ler mais

Análise de um pavimento reforçado com geossintético a partir de resultados de ensaio em equipamento de grandes dimensões

Análise de um pavimento reforçado com geossintético a partir de resultados de ensaio em equipamento de grandes dimensões

O objetivo deste artigo é avaliar o beneficio do uso de uma geogrelha como elemento de reforço da camada de base de uma estrutura de pavimento a partir de resultados de ensai- os em laboratório de um modelo físico fiel às dimensões e às condições de carregamento observadas no campo. O e- feito da geogrelha será determinado a partir da análise comparativa das deformações elásticas e permanentes ob- servadas na estrutura não reforçada e em estruturas reforça- das com a geogrelha posicionada no horizonte médio ou na face inferior da camada de base. A partir da retroanálise das deflexões na superfície do pavimento serão também calcu- lados os módulos de resiliência da camada de base e do subleito para as estruturas ensaiadas. E, finalmente, será analisado o efeito da utilização de uma geogrelha na fadiga da capa asfáltica de um pavimento hipotético.
Mostrar mais

7 Ler mais

Análise comparativa dos antecedentes e dimensões do brand equity entre marcas de fabricantes e marcas próprias no setor de vestuário.

Análise comparativa dos antecedentes e dimensões do brand equity entre marcas de fabricantes e marcas próprias no setor de vestuário.

Resumo: Este artigo trata da identificação e avaliação do impacto dos antecedentes e determinantes do brand equity (BE). Entre estes antecedentes, encontram-se os esforços de marketing da empresa, contemplados no seu mix de marketing, enquanto que, entre os determinantes, incluem-se tanto as dimensões do BE quanto variáveis que refletem o comportamento pessoal em relação a marcas de vestuário. O objetivo geral é efetuar uma análise comparativa, entre marcas de fabricantes (brands) e marcas de varejistas (private labels), dos antecedentes e determinantes do valor das marcas (BE) de produtos de vestuário. Para tanto, revisou-se a literatura de marketing e branding, a qual possibilitou a definição do quadro conceitual, bem como, dos construtos, variáveis e respectivas métricas. Os dados primários foram obtidos a partir de um survey realizado com uma amostra aleatória por acessibilidade de 571 consumidores em diferentes locais. A análise dos dados e testes das hipóteses foi efetuada por meio da modelagem de equações estruturais (MEE). A análise dos resultados demonstrou que a influência dos antecedentes sobre os determinantes e destes sobre BE são semelhantes para marcas de fabricantes e de varejistas. As exceções ficaram por conta da influência de intensidade da distribuição sobre a lealdade das marcas e da determinação da variável associações às marcas sobre BE, que foram significativas no caso dos fabricantes e não significativas no caso dos varejistas; e da influência dos gastos em propaganda sobre a lealdade das marcas, que apresentou resultado inverso. Com esses resultados, os gestores de empresas do setor podem reconhecer como adaptar as estratégias de marketing para a criação/crescimento do brand equity de acordo com a importância relativa de antecedentes e dimensões do BE. Palavras-chave: Brand equity. Marketing mix. Indústria de vestuário.
Mostrar mais

14 Ler mais

GESTÃO À SUSTENTABILIDADE: REFLEXÕES A PARTIR DE DIMENSÕES DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO COM GESTORES DE ORGANIZAÇÕES DA REGIÃO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ EM SANTA CATARINA

GESTÃO À SUSTENTABILIDADE: REFLEXÕES A PARTIR DE DIMENSÕES DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO COM GESTORES DE ORGANIZAÇÕES DA REGIÃO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ EM SANTA CATARINA

Importante também, observar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estipulados pela Organização das Nações Unidas (ONU). No documento “transformando nosso mundo: a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável” são estipulados 17 objetivos a serem alcançados pelas nações até 2030, sobretudo, objetivos vinculados às dimensões sociais, ambientais e econômicas. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2015-2030 são: 1) Erradicação da pobreza; 2) Fome zero e agricultura sustentável; 3) Saúde e bem-estar; 4) Educação de qualidade; 5) Igualdade de gênero; 6) Água potável e saneamento; 7) Energia limpa e acessível; 8) Trabalho decente e crescimento econômico; 9) Indústria, inovação e infraestrutura; 10) Redução das desigualdades; 11) Cidades e comunidades sustentáveis; 12) Consumo e produção responsáveis; 13) Ação contra a mudança global do clima; 14) Vida na água; 15) Vida terrestre; 16) Paz, justiça e instituições eficazes; 17) Parcerias e meios de implementação. (ONU, 2018). Diversas metas estipuladas dos ODS correlacionam-se com as práticas (e necessidade de mudanças) de gestão. Ainda, cabe destaque aos dados apresentados pelo Relatório Luz (2018) de que muitos dos ODS não serão alcançados pelo Brasil.
Mostrar mais

18 Ler mais

Espaço urbano, desigualdade e indicadores de dimensões da sustentabilidade: análise de Formosa-GO

Espaço urbano, desigualdade e indicadores de dimensões da sustentabilidade: análise de Formosa-GO

A ideia da construção de diversos índices e indicadores vem ganhando força como subsídio para o monitoramento das ações em políticas públicas no que diz respeito à qualidade de vida e à qualidade ambiental. No entanto, as formulações desses índices e indicadores podem não oferecer um retrato dos reais aspectos das desigualdades sociais e dos elementos condicionantes para uma vida com qualidade e um ambiente sustentável. Esta pesquisa tem por objetivo principal analisar as possíveis relações entre as dimensões da sustentabilidade e os aspectos das desigualdades sociais, segregação ambiental, segregação espacial e classes de renda no espaço urbano. A estratégia de pesquisa foi através da investigação dos referenciais teóricos e pela análise das experiências realizadas, sendo elas: Seattle Sustentável, IQVU de Belo Horizonte, Diputació de Barcelona, Índice de Sustentabilidade de Blumenau, Mapa de Exclusão/Inclusão Social de São Paulo, a Experiência Jaboticabal Sustentável e a Proposta de Sistema de Indicadores Sociais Georreferenciados para o Planejamento e a Gestão Local. A pesquisa foi realizada no município de Formosa, GO, a coleta de dados entre janeiro e julho de 2010 e estabeleceu-se como estratégia o processo participativo por meio da formação de um grupo de sujeitos locais, sendo o levantamento de dados realizado em 225 domicílios de nove bairros, em setores censitários urbanos delimitados pelo IBGE, representativos à totalidade populacional urbana. Os critérios para identificação dos bairros foram baseados por acentuadas diferenças, tais como a estrutura urbana, condições ambientais, sociais e econômicas, dentre outras. A análise dos dados foi pela técnica comparativa dos indicadores utilizados, classificados e enquadrados em função dos princípios das dimensões ambiental, social, econômica, cultural e política da sustentabilidade. As considerações conclusivas apontam para cinco aspectos, sendo eles: o Índice em Dimensão
Mostrar mais

296 Ler mais

A análise documental do projeto interdisciplinar: Dimensões da sustentabilidade da Fazenda Modelo da UFMG"

A análise documental do projeto interdisciplinar: Dimensões da sustentabilidade da Fazenda Modelo da UFMG"

Para evitar danos como estes, uma medida simples é a higienização do papel, que primeiramente devem-se observar as condições dos documentos e, uma vez verificada a degradação, partir para a sua higienização, tomando-se frente às condições físicas e recursos materiais existentes, tendo como mais simples a remoção de suas sujidades, com um pincel largo de cerdas macias, limpando folha por folha, de baixo para cima, evitando que qualquer sujidade caia sobre a pessoa que executa a tarefa. É de fundamental importância que os agentes envolvidos nos processos, desde a análise do acervo, estejam utilizando corretamente equipamentos de proteção individual como luvas, máscaras e também guarda-pó, resguardando-se assim de qualquer tipo de contaminação que possa vir a ocorrer e, após a higienização, todos os documentos deverão ser acondicionados em caixas-arquivo apropriadas, com pH alcalino e sem lignina 6 em sua composição. Desta forma, estarão preservados os documentos do objeto de estudos para futuras gerações.
Mostrar mais

137 Ler mais

Análise Sócio-hermenêutica do Discurso da Sustentabilidade a Partir de Materiais Visuais.

Análise Sócio-hermenêutica do Discurso da Sustentabilidade a Partir de Materiais Visuais.

produzem, no observador, entre outros aspectos: (a) um significado de desempenho econômico eficiente, mediante efeitos fotográficos e de animação; (b) a percepção de um elemento que se destaca − o parque produtivo como sendo o lugar e as relações que se mostram nas imagens; (c) a manifestação das composições em cores diversas, exceto em um ano em que são apresentadas em preto e branco, bem como um enquadramento que chama a atenção para uma relação do empreendimento com a natureza; (d) a percepção de que o manifesto das imagens está agrupado preferencialmente na capacidade produtiva da empresa; (e) um significado simbólico de que as obras (instalações, barragens etc.) estão associadas a uma beleza natural; (f) a ideia de que a presença da empresa nos locais onde ocorrem a geração e a distribuição de energia promovem benefícios, corroborada pelo fato de signos e códigos dentro do texto não revelarem os problemas sociais; (g) a relevância da expansão da capacidade produtiva, observada quando a empresa procura mostrar-se alinhada às dimensões da sustentabilidade; (h) a noção de que os investimentos realizados são necessários para o bem comum de toda uma sociedade; (i) a percepção de que os discursos são hegemônicos e não desvelam as relações complexas implícitas inerentes à realização da atividade econômica em questão.
Mostrar mais

22 Ler mais

ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS: UMA PROPOSTA TEÓRICA DE ADEQUAÇÃO DO MODELO DE CICLO DE VIDA DE ÁREAS TURÍSTICAS ÀS DIMENSÕES DA SUSTENTABILIDADE

ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE DE DESTINOS TURÍSTICOS: UMA PROPOSTA TEÓRICA DE ADEQUAÇÃO DO MODELO DE CICLO DE VIDA DE ÁREAS TURÍSTICAS ÀS DIMENSÕES DA SUSTENTABILIDADE

El TALC (Tourism Areas Life Cycles) propuesto por Butler (1980) es un ejemplo de estudio que se preocupó por crear parámetros para evaluar la durabilidad de la actividad turística de un área en función del número de visitantes. Sin embargo, en estudios como el de Rodríguez, López y Estévez (2007) se comprueba la necesidad de adecuar el TALC a los principios del desarrollo sostenible, pues el mismo es considerado inefi ciente cuando se trata del concepto de sostenibilidad de una localidad. Así, es objetivo de este estudio proponer la adecuación del TALC a las dimensiones de la sostenibilidad para que, cuando aplicado a áreas turísticas, se obtenga un resultado integrado entre las etapas del ciclo de vida y el retrato de la sostenibilidad. Este trabajo se caracteriza como ensayo teórico resultante de investigación bibliográfi ca. A partir de la construcción de la fundamentación teórica se discutió el modelo teórico en cuestión (TALC), la sostenibilidad de una localidad, así como la caracterización de sus seis dimensiones y sus posibles indicadores y criterios de análisis. Para terminar, el resultado se presenta como un modelo de indicadores tanto para identifi cación de cada etapa del ciclo de vida, así como un conjunto de 16 indicadores de sostenibilidad y 43 criterios de análisis establecidos para evaluación de seis dimensiones de la sostenibilidad.
Mostrar mais

18 Ler mais

Análise das Dimensões da Sustentabilidade dos Pontos de  Cultura em Pernambuco

Análise das Dimensões da Sustentabilidade dos Pontos de Cultura em Pernambuco

O termo desenvolvimento sustentável precede ao da sustentabilidade; surge na década de 70 quando das discussões sobre uma alternativa para o desenvolvimento a partir do crescimento econômico. Neste período, a corrente Liberal e a corrente Estruturalista antagonizavam-se nos debates sobre modelos de desenvolvimento nos países da América Latina. A primeira é “defensora do mercado como mecanismo regulador por excelência e do individualismo como motor da ação social” (GOULART; VIEIRA; CARVALHO, 2005, p.14), entendiam que copiar os modelos de países desenvolvidos faria com que os demais países atingissem o mesmo patamar de desenvolvimento e crescimento econômico. A segunda corrente questionava essa lógica, “especialmente mediante a formulação de categorias teórico-empíricas como a dicotomia centro-periferia na estruturação do sistema econômico mundial e as características intrínsecas e particulares do subdesenvolvimento” (GOULART; VIEIRA; CARVALHO, 2005, p.14). As transformações econômicas e os acontecimentos da crise de 70 acabaram por negar as expectativas tanto dos modelos sob orientação liberal quanto os keynesianos, pois notaram que, ao contrário do que previam, as transformações ocorreram não só por causa da expansão do mercado, mas também pela regulação social, através de exigências impostas pelo movimento dos trabalhadores e populares, por exemplo, os movimentos ambientalistas.
Mostrar mais

108 Ler mais

Desenvolvimento de pessoas para a sustentabilidade: uma análise comparativa das ações promovidas por empresas brasileiras

Desenvolvimento de pessoas para a sustentabilidade: uma análise comparativa das ações promovidas por empresas brasileiras

A revisão da literatura sobre o assunto permite identificar que duas matrizes no campo do desenvolvimento sustentável concentram os debates sobre esse tema. A primeira matriz é a do discurso originário dos trabalhos promovidos pela Confe- rência de Estocolmo, também conhecida como Comissão de Brundtland (1991). 3 Essa matriz enfatiza a dimensão econômica e tecnológica, entende a economia a partir da lógica de mercado e defende o crescimento econômico com preservação ambiental. Em Brundtland, as considerações éticas e políticas, assim como as questões relacionadas à equidade e justiça social, não são tratadas. A segunda matriz tem origem nos trabalhos de Ignácio Sachs sobre ecodesenvolvimento (1980). 4 Essa matriz fundamenta-se na crítica à civilização capitalista, enfatiza a equidade social e faz oposição ao reducionismo econômico e tecnológico, defendendo que não há sustentabilidade se não houver a incorporação das desigualdades sociais e políticas e de valores éticos de respeito à vida e às diferenças culturais.
Mostrar mais

12 Ler mais

Análise comparativa da sustentabilidade da agricultura familiar em comunidades rurais no agreste paraibano

Análise comparativa da sustentabilidade da agricultura familiar em comunidades rurais no agreste paraibano

O debate sobre Sustentabilidade surge como nova temática para a comunidade científica e pesquisadores da área ou de áreas afins. Entender que a sustentabilidade inicia-se a partir de práticas corriqueiras, com a consciência do próprio indivíduo sobre suas atitudes diante da realidade da finitude dos recursos naturais constitui-se um desafio para a sociedade atual. Várias conferências foram realizadas no tocante a despertar nas grandes nações do mundo, para este fato. Este trabalho trata-se, portanto, de um estudo comparativo, objetivando avaliar o nível de sustentabilidade em comunidades rurais no agreste paraibano, através da aplicação do modelo MESMIS (Marco para Avaliação de Sistemas de Manejo de Recursos Naturais Incorporando Indicadores de Sustentabilidade). A pesquisa se caracteriza como descritiva e exploratória utilizando uma amostra de 6 comunidades, localizadas na Zona Rural do Município de Queimadas-PB. Para coleta dos dados utilizou-se de questionários e visitas a campo, participação direta dos atores sociais envolvidos. A análise dos dados identificou Indicadores, como Recurso Hídricos e Economia, contribuíram para que a Comunidade de Malhada Grande tenha um nível mais elevado da sustentabilidade comparado com a Comunidade do Arrasto. Além destes, os Indicadores Composto de Incentivo e Atuação, Mão-de-Obra e Tecnologia, contribuíram para que os números relativos à sustentabilidade caíssem. Conclui-se que ambas as comunidades estão em uma condição considerada boa, dentro dos parâmetros da sustentabilidadeestabelecidos e que pela relevância do modelo utilizado, o MESMIS.
Mostrar mais

163 Ler mais

AS DIMENSÕES DA SUSTENTABILIDADE NA FORMAÇÃO DO INDIVÍDUO  E O INDIVÍDUO INVISÍVEL

AS DIMENSÕES DA SUSTENTABILIDADE NA FORMAÇÃO DO INDIVÍDUO E O INDIVÍDUO INVISÍVEL

A meta da Teoria Crítica de Adorno, conforme aponta Vilela (s/d) 4 , era desvendar o mecanismo em que a indústria cultural, materializada em seus produtos, operava na destruição da autonomia do indivíduo. A partir daí, a análise da racionalidade imanente das instituições sociais e de suas práticas (educação, escola, indústria cultural, arte) compõe a interpretação crítica, na busca pela percepção da totalidade da vida social concreta. Hodiernamente, a teoria refere-se ao conjunto sistemático de posições teórico-científicas, numa fundamentação dialética da problemática, para: diagnosticar a realidade social; negar o estabelecido pela iniquidade; adotar uma postura interdisciplinar para o desenvolvimento da atividade científica; e almejar uma ação social engajada, na produção de indivíduos capazes de intervir na sua mudança.
Mostrar mais

20 Ler mais

Show all 10000 documents...