Top PDF Embriologia animal : uma análise dos livros didáticos de biologia do ensino médio

Embriologia animal : uma análise dos livros didáticos de biologia do ensino médio

Embriologia animal : uma análise dos livros didáticos de biologia do ensino médio

A embriologia estuda as etapas e os mecanismos de formação de embriões, cujo significado, para os seres vivos, está atrelado à perpetuação (não garantida) da espécie. É relevante na formação global do aluno, por relacionar-se a temas amplamente discutidos na atualidade, entre os quais a gravidez na adolescência, o aborto, o uso de drogas e a biotecnologia (utilização de células-tronco e clonagem). O ensino da embriologia apresenta desafios: não se costuma apresentar a evolução dos estudos embriológicos; o conteúdo programático tem muitos desdobramentos e tópicos considerados irrelevantes; é constante, na embriologia, a rejeição, por parte dos alunos, ao excesso de termos para memorizar, além da falta de compreensão das inúmeras representações visuais encontradas no livro didático, recurso bastante usado nas salas de aula. O foco da presente dissertação é a análise das características das linguagens verbal (com base em bibliografia específica, necessária e suficiente para esta pesquisa, que não é de natureza lingüística) e visual referentes à embriologia animal, encontradas nos livros didáticos de Biologia (LDBio), na qualidade de limitadores ou promotores da aprendizagem. Dessa forma, foram analisados os textos, quanto ao uso das linguagens figurada, técnico-científica e implícita, e as imagens, quanto à tipologia, à morfologia e à funcionalidade. Após a coleta de dados em dez capítulos contidos em oito livros, extraídos de seis coleções de LDBio destinadas ao Ensino Médio, eles foram computados e sistematizados em tabelas para melhor visualização e comparação. Foram consideradas 1499 palavras ou expressões, que não têm o mesmo significado da linguagem comum (sentido figurado), ou não fazem parte da linguagem coloquial do aluno (terminologia técnico- científica), ou, ainda, contêm sentidos implícitos (implicitação), e 190 imagens, inseridas nas 123 páginas efetivamente analisadas. O percentual de opacidade semântica em relação ao total de termos analisados, em todas as obras, é de 55,5%. Em relação às imagens, 73,2% são de esquemas de cortes anatômicos e 97,4% das imagens possuem função explicativa. Na interface texto-imagem, ocorrem problemas variados, como a presença de imagens complementares, a não-remissão à imagem no texto, a falta de imagens explicativas e de textos com explanações que complementem a imagem, além da dificuldade em descrever, tanto por meio do texto quanto das imagens, os eventos dinâmicos e seqüenciais. Visando a contribuir para a atividade docente, esta pesquisa chegou a alguns parâmetros potencialmente eficazes para a análise de livros didáticos de Biologia.
Show more

245 Read more

ANÁLISE DO CONTEÚDO DE FUNGOS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA DO ENSINO MÉDIO

ANÁLISE DO CONTEÚDO DE FUNGOS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA DO ENSINO MÉDIO

O livro didático faz parte do cenário educacional brasileiro desde 1929 e atualmente é considerado um dos recursos pedagógicos mais difundidos em nosso país. Pesquisas recentes têm revelado que, mesmo com o desenvolvimento de novas tecnologias, o livro didático continua sendo o companheiro mais fiel do professor e um recurso indispensável para os alunos. Nos últimos anos, o Ministério da Educação (MEC), preocupado com a qualidade desse recurso, vem realizando uma criteriosa avaliação pedagógica de todos os livros didáticos destinados aos estudantes de escolas públicas do país por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Porém, mesmo com a avaliação do MEC, as obras ainda exibem problemas que podem comprometer o aprendizado dos alunos. Dessa forma, faz-se necessário o desenvolvimento de pesquisas que complementem o trabalho realizado pelo PNLD. Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo analisar como os fungos, organismos de extrema importância ecológica, médica e econômica em nosso planeta, são abordados nos livros didáticos de biologia destinados aos alunos do ensino médio de escolas públicas. Oito obras da coleção PNLD 2012 foram analisadas, tendo como subsídio cinco critérios básicos: abordagem teórica, abordagem ecológica, abordagem social, abordagem visual e abordagem complementar. Os resultados desta pesquisa indicam a necessidade de melhoria dos livros didáticos em relação aos conteúdos conceituais de fungos, principalmente em questões relacionadas aos critérios de abordagem teórica, ecológica e visual, já que a maioria das obras analisadas apresentou erros conceituais e/ou informações que precisam ser reformuladas. PALAVRAS-CHAVE: Análise de livros; Ensino de biologia; Micologia; PNLD.
Show more

39 Read more

Análise dos conceitos sobre a origem da vida nos livros didáticos do ensino médio, na disciplina de biologia, de escolas públicas gaúchas

Análise dos conceitos sobre a origem da vida nos livros didáticos do ensino médio, na disciplina de biologia, de escolas públicas gaúchas

A presente pesquisa busca analisar a forma como as origens da vida são abordadas nos livros didáticos de Biologia do Ensino Médio, nas escolas públicas gaúchas. Essa busca por informações é referendada pelo fato de o Ministério da Educação e Cultura (MEC) gastar grandes somas de dinheiro com a aquisição e distribuição de livros às escolas públicas brasileiras, mantendo programas de valorização e avaliação dos livros hoje disponíveis no mercado, bem como, em última análise, ser o livro didático de Biologia um dos fatores responsáveis pela formação científica, sobre a origem da vida, dos educandos em todo o território gaúcho. Essa análise qualitativa tem como base várias propostas já em ação no nosso país. O material de análise se baseia na coleta em escolas públicas gaúchas que possuem mais de mil alunos, do livro utilizado para esse fim, sabendo que este é fonte de grande disseminação da idéia do(s) autor(es) ali adotado(s), na região de Porto Alegre, que serve de base a muitas escolas em nosso Estado. Assim se pretende verificar se os direcionamentos dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), no que tange à abordagem da origem da vida e da construção do modelo que melhor poderia representá-lo, são observados nos livros-texto utilizados. Essa análise é uma primeira tentativa de construir uma proposta mais sólida no encaminhamento dos trabalhos referentes à problemática do livro didático. Esta pesquisa pode auxiliar os professores, de maneira que eles possam ter mais subsídios na escolha e proposta de trabalho quanto ao tema e suas implicações, na escolha do material didático a ser utilizado.
Show more

130 Read more

ANÁLISE DE CONTEÚDO DE LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA: UMA PERSPECTIVA SOBRE OS TEMAS BIOTECNOLOGIA E ENGENHARIA GENÉTICA NO ENSINO MÉDIO

ANÁLISE DE CONTEÚDO DE LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA: UMA PERSPECTIVA SOBRE OS TEMAS BIOTECNOLOGIA E ENGENHARIA GENÉTICA NO ENSINO MÉDIO

Para realização do estudo foram selecionadas as obras didáticas de Biologia aprovadas e presentes no guia do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD/2012) como também as obras didáticas de Biologia mais utilizadas no estado da Paraíba. Dentre as coleções selecionadas, o critério de presença de objeto de estudo – que no caso dessa pesquisa foram os temas Biotecnologia e Engenharia genética – no LD foi tido como critério de seleção. Os livros didáticos selecionados estão apresentados a seguir:

27 Read more

Análise iconográfica do tópico evolução biológica em livros didáticos de biologia para o ensino médio

Análise iconográfica do tópico evolução biológica em livros didáticos de biologia para o ensino médio

No que diz respeito à leitura e à classificação de cladogramas, Catley e Novick (2008) apresentam um excelente trabalho nesse sentido, o qual será seguido com algumas modificações para as análises iconográficas realizadas nesta pesquisa. As modificações em questão foram a exclusão das classes da tipologia para as quais não foram encontrados exemplos nos livros aqui analisados. Segundo os autores seria possível fazer, grosso modo, uma divisão dos cladogramas em dois tipos básicos: a) o cladograma em escada (Figura 1), que é formado por linhas diagonais que se ligam a outras linhas perpendiculares cujas extremidades representam os táxons e cujos nós representam a ramificação entre duas linhagens; e b) o cladograma em árvore (Figura 2), formado por linhas verticais que se ramificam em linhas horizontais ligadas em suas extremidades a outras duas linhas verticais ascendentes, sendo os táxons identificados pelas extremidades das linhas superiores e as ramificações identificadas pelas extremidade das linhas verticais abaixo daquelas que indicam os táxons.
Show more

21 Read more

A Micologia como conteúdo da disciplina de Biologia no Ensino Médio: uma análise dos livros didáticos aprovados no PNLD-2018

A Micologia como conteúdo da disciplina de Biologia no Ensino Médio: uma análise dos livros didáticos aprovados no PNLD-2018

cujos conteúdos também são mais representativos nos LDs. Por outro lado, quanto mais aprendemos sobre os fungos, mais percebemos sua importância para nossa sociedade, por estarem presentes no cotidiano das pessoas e de forma muitas vezes imperceptível envolvidos nos processos de fabricação de muitos produtos alimentícios, como os queijos, pães e vinhos, ou mesmo outras substâncias consumidas pela população, como os antibióticos. Ainda, sua biologia particular e alta diversidade são essenciais na manutenção dos ambientes naturais, pois prestam vários serviços ecossistêmicos, muitos dos quais dependemos sem mesmo ter conhecimento sobre, como decomposição de matéria orgânica, ciclagem de nutrientes, controle e manutenção de populações/espécies de outros organismos. (LOGUERCIO-LEITE et al ., 2006; HAWKSWORTH; LÜCKING, 2017; WILLIS, 2018).
Show more

19 Read more

Análise das imagens de história da vida em livros didáticos de biologia do ensino médio

Análise das imagens de história da vida em livros didáticos de biologia do ensino médio

O curso de Licenciatura em Ciências Biológicas deve possibilitar aos licenciandos a compreensão de como a vida se organizou durante o tempo, implicando na compreensão dos mecanismos evolutivos como eixo integrador da formação inicial docente. Diante disso, a história mostra que desde que o homem começou a se questionar acerca da origem dos primeiros seres vivos, ideias de cunho mitológico, filosófico, religioso e científico foram esboçadas e ganharam enorme espaço nas discussões acerca da História da Vida (HV). Essas discussões estão presentes nas aulas de Biologia do Ensino Médio, muitas vezes reverberando em explicações miscigenadas que dificultam a apropriação do conhecimento biológico. Em nossa investigação, consideramos a HV como um tópico de ensino da Evolução Biológica (EB), por dizer respeito aos processos macroevolutivos responsáveis pelo surgimento dos grandes grupos de seres vivos. Diante do exposto, o objetivo desta pesquisa é verificar o papel didático das imagens relacionadas à HV presentes nos LD de Biologia do Ensino Médio aprovados na edição de 2018 do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD- 2018). Nessa perspectiva optamos pelo uso de um instrumento analítico, construído a partir de referenciais de análise semiótica, para compreender os aspectos imagéticos acerca do assunto HV no material investigado. Dessa forma, verificamos que a maioria das imagens analisadas pode ser classificada como inoperante, ou seja, sem nenhuma funcionalidade além da pura observação. Nesse aspecto, pesa o fato de que as imagens têm sido cada vez mais utilizadas nos LD a fim de melhorar a compreensão dos conteúdos conceituais da Biologia. Assim, para que os conteúdos imagéticos consigam atender às demandas esperadas por eles no processo de ensino-aprendizagem, novas investigações neste âmbito precisam ser realizadas.
Show more

24 Read more

ANÁLISE DO TEMA VIROLOGIA EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA DO ENSINO MÉDIO.

ANÁLISE DO TEMA VIROLOGIA EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA DO ENSINO MÉDIO.

Há uma falta de critérios para a escolha do melhor recurso de auxílio às aulas ministradas pelos professores, e isso causa muitos problemas na utiliza- ção dos livros no sistema educacional, uma vez que, na maioria dos casos, o pro- fessor usa apenas uma única fonte de consulta, limitando o conjunto de habili- dades que o aluno tem que desenvolver ao longo desse processo (ABUD, 1994). A seleção dos livros didáticos a serem utilizados é de grande impor- tância para o aprendizado dos alunos e deve ser feita baseada no contexto real de vida dos estudantes, percebidos pelos seus respectivos professores, que devem trabalhar como construtores ativos do saber na escolha dos livros (RAMALHO et al., 2000). Essa escolha deve estar vinculada à concepção de educação do professor, aos objetivos da proposta político-pedagógica da uni- dade escolar e ao processo de elaboração do currículo da escola, focando sempre nos alunos (LIBÂNEO, 1994).
Show more

14 Read more

BOTÂNICA GERAL DE ANGIOSPERMAS NO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE LIVROS DIDÁTICOS

BOTÂNICA GERAL DE ANGIOSPERMAS NO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE LIVROS DIDÁTICOS

Muito do conteúdo dos livros didáticos no Brasil tem relação com o período histórico vivido. Com o avanço no campo das pesquisas científicas, os livros-texto tornaram-se peças-chave na transferência/adaptação deste conhecimento para os níveis básicos da Educação, influenciando positiva ou negativamente na abordagem e apresentação dos conteúdos. O objetivo deste trabalho foi analisar comparativamente como o conteúdo de Botânica Geral de Angiospermas é abordado em três livros didáticos de Biologia do Ensino Médio (1974, 1999 e 2011). O livro de 1974 traz longos textos que contemplam uma abordagem bem elaborada, ainda assim, há uma tendência à simplificação do conteúdo. O livro de 1999 apresenta os conteúdos na forma de conceitos diretos e pontuais divididos em capítulos distintos. Nesta obra, a forma reduzida do conteúdo compromete a discussão, abrindo mão de temas que enriqueceriam o estudo. A obra de 2011 separa o conteúdo em capítulos diferentes e mantém a redução do mesmo, porém, sem perder a qualidade e clareza nas suas informações. Ao longo dos anos, a partir da melhor compreensão dos objetivos dos livros didáticos e da pesquisa científica envolvendo estes documentos, percebe-se que o livro mais atual é mais atrativo e menos denso, contribuindo para desconstruir a ideia de uma Botânica entediante e decorativa.
Show more

22 Read more

O ENFOQUE AMBIENTAL DE TEXTOS PRESENTES EM LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA E BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO

O ENFOQUE AMBIENTAL DE TEXTOS PRESENTES EM LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA E BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO

Este texto é apresentado no final do capítulo 12 que trata sobre o assunto de dispersões e soluções, nele são apresentados os diversos tipos de dispersões, a classificação de soluções, curva de solubilidade e os vários tipos de concentrações: concentração comum, densidade, título em massa, concentração em mol, fração molar, partes por milhão. É apresentado também o conceito de diluição e mistura de soluções e análise volumétrica. No início do texto é citada a importância da água para a nossa vida, sua distribuição na Terra e que apesar de sua aparente abundância há escassez em vários lugares, devido ao aumento da população, desperdício e da poluição. Em seguida, é explicado que a água é capaz de dissolver um grande número de substâncias, e por isso tende a se tornar poluída com muita facilidade. São apresentados os mais comuns agentes poluidores: esgotos residenciais e industriais, microorganismos, fertilizantes agrícolas, compostos orgânicos sintéticos, petróleo e compostos inorgânicos.
Show more

12 Read more

Energia: um conceito presente nos livros didáticos de Física, Biologia e Química do  ensino médio

Energia: um conceito presente nos livros didáticos de Física, Biologia e Química do ensino médio

Resumo:  As  Ciências  da  Natureza,  como  área  de  conhecimento  do  Ensino  Médio,  vem  sendo  questionadas  quanto aos conhecimentos produzidos, aos conceitos abordados durante a vivência escolar e as metodologias  de  ensino.  Propostas  metodológicas  interdisciplinares  envolvendo  alguns  conceitos  científicos  são  foco  de  debate  em  grupos  de  pesquisa  de  educação  nas  ciências.  Energia  é  um  tema  do  ensino  de  Biologia,  Física  e  Química, cujo significado parece diferenciar‐se em cada área, o que pode criar obstáculos epistemológicos na  aprendizagem dos estudantes. Para identificar as diferenças, realizou‐se uma pesquisa nos seis livros didáticos  destas disciplinas mais citados pelos professores de 12 escolas, da microrregião de Ijuí‐RS. Essa análise revelou  conceituações  fragmentadas,  diversificadas  e  distanciadas,  como  se  cada  área  fosse  “dona  de  uma  energia”  própria.  No  contexto  mundial,  o  estudo  da  energia  é  fundamental,  na  Educação  Básica,  para  uma  formação  cidadã  crítica,  pois  o  seu  manejo  pelos  seres  humanos  precisa  considerar  os  princípios  de  conservação,  transformação  e  transferência  na  preservação  ambiental.  Neste  sentido,  é  preciso  ampliar  a  compreensão  conceitual dos estudantes, para que participem de maneira mais ativa na construção de soluções demandadas  pelos problemas ambientais. 
Show more

13 Read more

Avaliação dos conteúdos relacionados à nutrição contidos nos livros didáticos de biologia do ensino médio.

Avaliação dos conteúdos relacionados à nutrição contidos nos livros didáticos de biologia do ensino médio.

Métodos: Estudo transversal descritivo no qual foram avaliados, de forma estruturada, todos os livros de Biologia re- comendados para o ensino médio pelo Ministério da Educação. A análise de cada livro foi realizada segundo o seu conteúdo de nutrição a partir de uma icha de avaliação. As variáveis avaliadas foram selecionadas por meio de revisão de literatura, sendo classiicadas em: “suiciente”, quando estiveram total- mente presentes nos livros didáticos e em concordância com os conhecimentos atuais; “insuiciente”, quando as variáveis analisadas estiveram parcialmente presentes nos livros didáti- cos, em concordância com os conhecimentos atuais; “ausente”, quando o conteúdo não foi abordado no livro didático. Va- riáveis presentes, porém desatualizadas ou incorretas, foram analisadas individualmente e de forma descritiva. A técnica de “análise de conteúdo” norteou este trabalho.
Show more

7 Read more

Avaliação dos conteúdos relacionados à nutrição contidos nos livros didáticos de biologia do ensino médio

Avaliação dos conteúdos relacionados à nutrição contidos nos livros didáticos de biologia do ensino médio

Métodos: Estudo transversal descritivo no qual foram avaliados, de forma estruturada, todos os livros de Biologia recomendados para o ensino médio pelo Ministério da Edu- cação. A análise de cada livro foi realizada segundo o seu conteúdo de nutrição a partir de uma icha de avaliação. As variáveis avaliadas foram selecionadas por meio de revisão de literatura, sendo classiicadas em: “suiciente”, quando estiveram totalmente presentes nos livros didáticos e em concordância com os conhecimentos atuais; “insuiciente”, quando as variáveis analisadas estiveram parcialmente presentes nos livros didáticos, em concordância com os co- nhecimentos atuais; “ausente”, quando o conteúdo não foi abordado no livro didático. Variáveis presentes, porém de- satualizadas ou incorretas, foram analisadas individualmente e de forma descritiva. A técnica de “análise de conteúdo” norteou este trabalho.
Show more

7 Read more

DST/AIDS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA PARA ENSINO MÉDIO APROVADOS PELO PNLD 2015

DST/AIDS NOS LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA PARA ENSINO MÉDIO APROVADOS PELO PNLD 2015

Este trabalho teve como objetivo identificar e analisar qual perspectiva de saúde está mais presente nas abordagens das DTS/AIDS nos livros didáticos (LD) de Biologia para o ensino médio (EM), aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2015. Visou também analisar se esta perspectiva está em concordância com o conceito de saúde vigente no país. O processo de análise se deu em dois momentos diferentes, mas complementares: num primeiro momento, foram analisados todos os LD de Biologia para o EM aprovados pelo PNLD 2015, num total de nove LD e, no segundo momento, foram analisados três dos nove LD selecionados para análise final. Foi possível identificar que a perspectiva biomédica está mais presente nas abordagens das temáticas das DST/AIDS. Apesar dos autores/as dos LD analisados reconhecerem a existências de outras perspectivas possíveis para abordar estes assuntos, optaram pela perspectiva biomédica. Também foi possível observar que o conceito de saúde mais presente nas abordagens das temáticas da área não está em concordância com o conceito de saúde vigente no país, definido na VIII Conferência Nacional de Saúde Brasil.
Show more

61 Read more

A abordagem do DNA nos livros de biologia e química do ensino médio: Uma análise crítica.

A abordagem do DNA nos livros de biologia e química do ensino médio: Uma análise crítica.

Neste trabalho foi analisado como ocorre a abordagem do DNA em livros didáticos de biologia e química destinados ao ensino médio. Os aspectos analisados foram a abordagem do tema e os modelos de ensino apresentados pelos autores. A análise mostrou que existem sérios problemas relativos a ambos os aspectos. Como resultado, o ensino do DNA ocorre de forma desvinculada e, muitas vezes, incoerente nas duas disciplinas, não contribuindo para que os alunos entendam e desenvolvam uma visão crítica em relação a temas relativos à engenharia genética bastante enfatizados pela mídia ultimamente. Defendemos que tal ensino ocorra numa perspectiva interdisciplinar, como forma de realmente favorecer um aprendizado significativo dos alunos.
Show more

13 Read more

Análise dos conteúdos de metabolismo energético em livros didáticos de biologia

Análise dos conteúdos de metabolismo energético em livros didáticos de biologia

serve de apoio para estudantes e professores. Muitas vezes esse instrumento é guia de estudos para os alunos e também no planejamento de aulas do professor se tornando um importante referencial para o ensino. Deste modo, o governo criou o Plano Nacional do Livro Didático com o objetivo de analisar as coletâneas desenvolvidas para o ensino básico e consequentemente distribui-las para as escolas, somente em 2005 esse plano se estendeu para o ensino médio, ficando conhecido como Plano Nacional do Livro Didático do Ensino Médio (PNLEM). Esse programa é de grande relevância para garantir que os livros didáticos distribuídos nas escolas públicas de ensino básico tenham uma excelente qualidade e os estudantes possam desenvolver todas as suas habilidades. Na área do ensino de ciências é de extrema relevância que as obras didáticas estabeleçam uma integração dos conteúdos relacionando com os aspectos do dia a dia dos alunos. Sendo assim, é preciso a constante avaliação dos livros didáticos, sobretudo, na área de ciências, buscando analisar se os conceitos apresentados atendem as necessidades dos estudantes. Nesse contexto, o presente estudo objetivou analisar os conteúdos de metabolismo energético nos livros didáticos de Biologia do 1° ano do ensino médio. Essa pesquisa caracteriza-se como qualitativa com análise documental, que utilizou como método a análise de conteúdo para trabalhar os resultados. Foram analisadas três coletâneas obtidas no Laboratório de Ensino de Biologia da Universidade Federal do Ceará, cada obra foi analisada com base em quatro descritores: texto, ilustrações, atividades e aspectos do cotidiano. Os descritores texto, ilustrações e atividades tinham como critérios de avaliação a adequação ao nível de ensino, a articulação entre os conteúdos e a diversidade de modelos apresentados
Show more

46 Read more

A concepção do ensino de clonagem nos livros didáticos de biologia do ensino médio numa perspectiva histórica

A concepção do ensino de clonagem nos livros didáticos de biologia do ensino médio numa perspectiva histórica

didáticos de Biologia do ensino médio, tomando como foco o tema Clonagem. A escolha desse tema se deu em virtude de ter gerado muitas discussões científicas, religiosas e éticas, especialmente desde o advento da ovelha Dolly, em meados da década de 1990. Um segundo objetivo da pesquisa é o de fornecer ao professor um material de apoio que aborde historicamente a Clonagem e suas implicações sociais para ser utilizado durante as aulas sobre o tema. Esta pesquisa apresentou, quanto ao método, a abordagem dedutiva, fundada em princípios lógicos formais de análise dos materiais bibliográficos selecionados para estudo, perseguindo uma análise fundada na lógica racional dos argumentos presentes nos materiais selecionados para a pesquisa. Quanto ao nível da pesquisa, caracteriza-se como uma pesquisa exploratória, tendo como objetivo mensurar hipóteses identificáveis para subsidiar estudos posteriores. Neste caso, a hipótese de que o uso da História das Ciências aplicada ao ensino de Biologia no tema clonagem potencializa a melhoria da compreensão do tema por parte dos alunos do ensino médio, promovendo a melhoria de sua aprendizagem. Ademais, delineia-se como uma pesquisa bibliográfica, constituída por consultas a livros, teses e dissertações relacionados ao estudo da História da Ciência, além dos livros didáticos do ensino médio. A abordagem da História da Ciência teve como função evidenciar que a Ciência não é linear, nem as descobertas acontecem sem ligação com outras pesquisas e eventos sociais e históricos. Buscou-se trabalhar, portanto, mediante uma análise de cunho histórico que levou aspectos que foram analisados nas narrativas históricas, a saber: a ideia de continuidade, de acumulação de conhecimento, de linearidade e da apresentação de resultados positivos nas pesquisas. Os resultados obtidos na pesquisa evidenciaram que os livros didáticos do ensino médio apresentam apenas alguns aspectos da História da Ciência, sendo mais evidente a presença de biografias e as principais realizações dos cientistas.
Show more

125 Read more

ANALOGIAS EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA NO ENSINO DE ZOOLOGIA

ANALOGIAS EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA NO ENSINO DE ZOOLOGIA

As estruturas biológicas dos seres vivos são de difícil compreensão para estudantes, pois geralmente são desconhecidas dos mesmos, necessitando de estratégias didáticas para facilitar o entendimento pelo aluno. Existem várias estratégias e métodos para o ensino, tais como modelos, analogias, metáforas, descrições, entre outras. Neste artigo objetivamos identificar, analisar e classificar as analogias utilizadas nos Livros Didáticos do Ensino Médio de Biologia, usados nas Escolas Públicas Estaduais em Manaus-AM, relacionadas à temática zoológica. O procedimento metodológico incluiu: a) análise de todo o conteúdo zoológico dos livros didáticos mais utilizados na rede pública estadual do Amazonas no ano da pesquisa; b) três livros didáticos foram analisados especificando-se o táxon da classe dos Peixes para comparação de possíveis variações dos tipos e quantidades de analogias. A classificação das analogias adotada foi a de Curtis & Reigeluth (1984) e a análise do nível de enriquecimento da analogia de acordo com o modelo TWA de Glynn (Harrison & Treagust,1993). Concluiu-se que o uso de analogias é maior no conteúdo sobre os invertebrados do que nos vertebrados. A maioria das Analogias é apresentada de forma simples direta, comparando as estruturas, de concreto a concreto, e de mediação verbal, quase nada é apresentado de forma diversificada e heurística no conteúdo de Zoologia no LD. O desenvolvimento dos limites da comparação e da reflexão sobre as analogias foi raro, em geral somente à apresentação do análogo e do alvo da analogia ocorria.
Show more

13 Read more

Explicações Teleológicas e funcionais em livros didáticos de Biologia do Ensino Médio

Explicações Teleológicas e funcionais em livros didáticos de Biologia do Ensino Médio

empregada na elaboração de explicações científicas. Neste trabalho, avaliamos as implicações que o debate filosófico acerca das explicações em termos de função e objetivo podem ter no contexto educacional, particularmente no ensino e aprendizagem de biologia. Para alcançar este objetivo, investigamos como três obras didáticas de biologia do Brasil utilizam a linguagem teleológica na formulação de explicações para os assuntos que são objeto de estudo dessa ciência. Na análise das obras, exploramos os enunciados teleológicos e funcionais a partir de dois projetos explanatórios discutidos na filosofia da biologia contemporânea, a saber: (i) etiológico, que fornece uma abordagem essencialmente histórica de explicação biológica; e (ii) organizacional, que orienta o estudo acerca das capacidades de sistemas complexos mediante o apelo às funções de seus componentes, ou seja, a contribuição das partes para a realização de uma capacidade global. Nossos resultados mostram que poucas explicações podem ser qualificadas como etiológicas, em razão de que os autores preterem a discussão de temas segundo um tratamento evolutivo. Associado a esse resultado, a maioria dos enunciados foi localizada no contexto do projeto organizacional de explicação científica. Na análise das explicações, destacamos os principais problemas que elas apresentam, como a falta de clareza na identificação do explanandum e explanans, situação que pode prejudicar a compreensão dos assuntos pelos estudantes. Por fim, colocamos que a recontextualização das duas abordagens centrais sobre as explicações funcionais na filosofia da biologia, a perspectiva etiológica e a organizacional, podem fornecer um embasamento epistemológico consistente para as explicações biológicas no ensino médio.
Show more

241 Read more

A nova (moderna) biologia e a genética nos livros didáticos de biologia no ensino médio.

A nova (moderna) biologia e a genética nos livros didáticos de biologia no ensino médio.

O espaço dedicado a cada tema e o número de vezes em que ele foi mencionado também foram objeto de análise (Tabela 2). Observa-se que os temas mais presentes nos livros didáticos são: transgênicos, clonagem de mamíferos e melhoramento genético, únicos inseridos na categoria mais de duas páginas. Projeto genoma é um assunto que ocupa espaço razoável nos livros, de até duas páginas. Teste de paternidade e DNA recombinante receberam por parte de alguns livros espaço um pouco superior a uma página, inseridos na categoria até uma página e meia, mas também aparecem em outros no espaço de até uma página. Células-tronco e variabilidade genética aparecem em espaços até uma página, mas também inseridos em categorias de menor amplitude de espaço. Plasmídeos e eletroforese recebem textos até meia página e também pôde-se observar que temas como hibridação, enzimas de restrição, íntrons e éxons e PCR possuem textos de até dois parágrafos. O tema eletroforese, quando ocorre, dá-se apenas como citação, não recebendo nenhuma explicação mais detalhada. Uma outra abordagem a observar na Tabela 3 é a presença ou não de ilustrações referentes aos temas comparados à sua ocorrência.
Show more

15 Read more

Show all 10000 documents...

Related subjects