Top PDF Eritromelalgia primária: relato de caso.

Eritromelalgia primária: relato de caso.

Eritromelalgia primária: relato de caso.

Resumo: Eritromelalgia é uma síndrome clínica rara, caracterizada por calor, rubor e dor intermitente nas extremidades, sendo frequente o acometimento bilateral das extremidades inferiores. O resfriamen- to local provoca alívio dos sintomas, enquanto aquecimento, exercícios físicos e uso de luvas e meias intensificam o desconforto. A desordem pode ser primária ou idiopática, ou secundária a distúrbios hematológicos e doenças vasculares inflamatórias e degenerativas. Relata-se o caso de um jovem de dezoito anos, com início precoce aos dois anos de idade dos sintomas de eritema, calor e dor, seguidos de descamação nas mãos e pés, em surtos, com intervalos longos de 4 a 5 anos entre as crises.
Mostrar mais

4 Ler mais

TRATAMENTO DE LESÃO ENDODÔNTICA PRIMÁRIA COM ENVOLVIMENTO PERIODONTAL: RELATO DE CASO

TRATAMENTO DE LESÃO ENDODÔNTICA PRIMÁRIA COM ENVOLVIMENTO PERIODONTAL: RELATO DE CASO

Este artigo descreve um relato de caso clínico e tratamento de uma lesão endodôntica primária com envolvimento periodontal do dente 46 e o acompanhamento radiográfico após 4 meses do tratamento proposto. Clinicamente, foi observado drenagem induzida, à palpação, de secreção purulenta no sulco gengival e ausência de dor aguda espontânea. Ao exame radiográfico, uma extensa área de perda de osso foi observada ligando raízes mesial e distal e região de bifurcação. O diagnóstico pulpar sugestivo foi de necrose enquanto o periodontal de periodontite apical assintomático. O preparo quimio-mecânica foi realizado de forma crown-down parcimoniosamente com o sistema Prodesign Logic (Easy Equipamentos Odontológicos, Belo Horizonte, MG, Brasil) e uso do hipoclorito de sódio a 2,5% como subtância química auxiliar. Foi utilizada medicação a base de hidroxido de cálcio durante 30 dias e em uma segunda consulta realizada a obturação pela técnica do cone único e cimento obturador biocerâmico Bio C Sealer (Ângelus Soluções Odontológicas, Londrina, PR, Brasil). O acompanhamento radiográfico mostrou reparo significativo da região periapical. A avaliação dos sinais e a correlação dos testes de diagnóstico foram de suma importância para chegar ao diagnóstico e ao gerenciamento adequado.
Mostrar mais

7 Ler mais

Encefalopatia hipertensiva associada a estado de mal epiléptico de repetição: relato de caso.

Encefalopatia hipertensiva associada a estado de mal epiléptico de repetição: relato de caso.

O estado de mal epiléptico de repetição pode estar associado a múltiplas causas. Apresentamos o relato de um caso pediátrico que exemplifica uma situação clínica incomum, na qual se demonstrou que um quadro de repetidas crises convulsivas tinha por causa primária uma encefalopatia hipertensiva subjacente; uma síndrome neurológica que se instala em decorrência da elevação súbita e grave da pressão arterial, levando a alterações de neuroimagem, compatíveis com edema cerebral 1,2 . Essa síndrome

5 Ler mais

PRESENÇA DE AMELOBLASTOMA EM JOVEM DO GENERO MASCULINO: RELATO DE CASO

PRESENÇA DE AMELOBLASTOMA EM JOVEM DO GENERO MASCULINO: RELATO DE CASO

Os ameloblastomas são neoplasias odontogênicas benignas de origem epitelial com comportamento localmente agres- sivo. Acometem predominantemente a mandíbula e podem atingir proporções variadas de acordo com o tempo de evolução. Manifestam-se geralmente entre a terceira e quinta décadas de vida. O tratamento conservador, muitas vezes associado a procedimentos adicionais, tem sido usado como opção de escolha para muitos que tratam deste tipo de tumor. Sendo assim este trabalho tem como objetivo apresentar, através de um relato de caso clínico, a remoção de um ameloblastoma na região posterior da mandíbula. PALAVRAS-CHAVE: Ameloblastoma, maxilomandibular, tratamento.
Mostrar mais

5 Ler mais

Osteoartropatia hipertrófica primária: relato de caso e revisão da literatura.

Osteoartropatia hipertrófica primária: relato de caso e revisão da literatura.

12. Padula SJ, Broketa G, Sampieri A, et al. Increased collagen synthesis in skin fibroblasts from patients with primary hypertrophic osteoarthropathy. Evi- dence for transactivational regulation of collagen transcription. Arthrits Rheum 1994;37:1386–94. 13. Macedo LMG, Tormin FB, Gonçalves HAT, et al. Paquidermoperiostose: relato de um caso e revisão da literatura. Rev Bras Reumatol 1990;30:67–70. 14. Kirsner RS, Goodless D, Kerdel FA, Pardes JB, Falanga V. Enlargement of the hands and feet in a chronic smoker. Arthritis Rheum 1993;36:569–71. 15. Laredo Filho J, Lazzareschi M, Junior MBB, Kasinski S, Brizzi JJ. Paquidermoperiostose: atrofia hipertrófica primária – estudo de dois pacientes. Rev Imagem 1986;8:1–8.
Mostrar mais

4 Ler mais

Injeção inadvertida de metoclopramida no espaço subaracnóideo: relato de caso.

Injeção inadvertida de metoclopramida no espaço subaracnóideo: relato de caso.

As tubulações dos gases hospitalares possuem padroniza- ção internacional de cores, porém, o mesmo não ocorre com as ampolas. Assim, é passível que ocorram injeções aciden- tais de drogas que são apresentadas em ampolas muito se- melhantes. O objetivo deste relato é mostrar um caso de inje- ção inadvertida de metoclopramida no espaço subaracnói- deo em paciente obstétrica.

5 Ler mais

Actinomicose cutânea primária do pé simulando neoplasia de partes moles: relato de caso.

Actinomicose cutânea primária do pé simulando neoplasia de partes moles: relato de caso.

residente em São Paulo, SP, há dez anos, procurou o Serviço de Dermatologia da Es- cola Paulista de Medicina com história de tumoração no dorso do pé direito há um ano, após ter sofrido trauma local, com piora progressiva desde então. A lesão ca- racterizava-se por tumoração lenhosa de li- mites bem definidos, com discreto eritema e fístulas recobertas por crostas hemáticas, Relato de Caso

3 Ler mais

Transplante renal em paciente pediátrico com associação de Vater: relato de caso.

Transplante renal em paciente pediátrico com associação de Vater: relato de caso.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A associação de Vater é uma alteração politópica que inclui várias má-formações, sendo a hipoplasia radial a alteração mais freqüentemente encontrada ao nascimento. O objetivo deste relato é apresentar caso de associação de Vater em criança submetida a transplante renal. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 11 anos, 23 kg, Hbs positivo submetido a esofagostomia com 30 horas de vida. Desde os 7 anos realiza hemodiálise, atualmente através de cateter atrial, por falta de outras vias de acesso. Submetido aos 11 anos a transplante renal com doador cadáver, sem intercorrências. Diurese adequada ao término das anastomo- ses vasculares. Drenagem de hematoma da fossa ilíaca D no primeiro dia de pós-operatório. Alta 21 dias após o transplante com função renal normal.
Mostrar mais

4 Ler mais

Cervicoplastia na flacidez cutânea por síndrome de Ehlers-Danlos: relato de caso.

Cervicoplastia na flacidez cutânea por síndrome de Ehlers-Danlos: relato de caso.

Introdução: A síndrome de Ehlers-Danlos é um distúrbio raro, caracterizado por anor- malidades diversas na estrutura, síntese e secreção do colágeno, resultando em um quadro clínico variado, com alterações cutâneas, articulares e vasculares. Procedimentos cirúrgicos realizados nestes pacientes, muitas vezes, complicam com sangramentos de difícil controle, deiscência de suturas, friabilidade dos tecidos, hematomas recorrentes e diiculdade de ci- catrização, com pobres resultados estéticos. Relato do caso: No presente relato, os autores apresentam um caso de cervicoplastia em paciente portadora da síndrome de Ehlers-Danlos, evidenciando seus resultados.
Mostrar mais

3 Ler mais

Anestesia no paciente com síndrome do pulmão encolhido: relato de caso.

Anestesia no paciente com síndrome do pulmão encolhido: relato de caso.

Relato del caso: Paciente hipertensa, obesa y portadora de LES, diagnosticada con SPE hace 18 años. Dependiente de oxígeno do- miciliario nocturno, presentaba disnea a los pequeños esfuerzos y espirometría con disturbio ventilatorio restrictivo grave. En el pos- toperatorio anterior bajo anestesia general, permaneció en ventila- ción mecánica por nueve días con destete difícil. Fue sometida a la corrección de hernia incisional durante tres horas bajo anestesia epidural torácica, sin ninguna complicación respiratoria per o posto- peratoria.

4 Ler mais

Histoplasmose cutânea primária: relato de caso em paciente imunocompetente e revisão de literatura.

Histoplasmose cutânea primária: relato de caso em paciente imunocompetente e revisão de literatura.

É relatado um caso de histoplasmose cutânea primária em um homem de 45 anos, com apresentação de um nódulo eritematoso no dorso da mão direita acompanhado de linfadenomegalia regional indolor, que se desenvolveu após trauma local ocorrido durante treinamento militar em túnel habitado por morcegos. O exame histológico de biópsia da lesão cutânea mostrou um infiltrado granulomatoso, porém não evidenciou elementos fúngicos. O cultivo deste material incubado em Ágar Sabouraud mostrou crescimento de Histoplasma capsulatum. Não foi encontrada evidência de envolvimento sistêmico ou imunossupressão. O tratamento com 400mg diários de itraconazol oral durante 6 meses resultou na remissão completa da lesão, mantida um ano após o término do tratamento.
Mostrar mais

3 Ler mais

Perda visual bilateral grave como sinal de apresentação de trombose de seio venoso cerebral: relato de caso.

Perda visual bilateral grave como sinal de apresentação de trombose de seio venoso cerebral: relato de caso.

No caso em questão, a anamnese criteriosa, o exame oftal- mológico e os achados observados ao exame de campo visual foram elementos fundamentais para o diagnóstico de pseudo- tumor cerebral. Como o paciente era do sexo masculino e não obeso, suspeitamos de uma trombose de seio venoso crania- no, que foi confirmada pela angiorressonância venosa. O re- sultado do hemograma revelando uma trombocitose sugere que uma doença hematológica era a responsável pela trombo- se venosa cerebral. A biópsia de medula óssea foi inconclusa, afirmando apenas que os achados eram compatíveis com doença mieloproliferativa crônica.
Mostrar mais

5 Ler mais

Aspectos radiológicos da tuberculose primária da mama: relato de caso e revisão de literatura.

Aspectos radiológicos da tuberculose primária da mama: relato de caso e revisão de literatura.

contraste, no entanto provou-se ser doença granulomatosa. Concluindo, o quadro clínico associado a análise radiológica deste relato demonstrou que os diversos métodos de imagem podem ser uma ferramenta valiosa para o diagnóstico da tuberculose de mama. As características radiológicas não são específicas para este processo infeccioso. No entanto, a RM pode ser uma opção para complementação do diagnóstico diferencial do carcinoma e do abscesso mamário, entrando neste estudo a análise de curvas de impregnação de contraste que podem colaborar com o diagnóstico diferencial e para analisar a extensão da lesão extramamária, devendo-se ter maiores estudos neste tema.
Mostrar mais

3 Ler mais

Ptose palpebral associada a paquidermoperiostose: relato de caso.

Ptose palpebral associada a paquidermoperiostose: relato de caso.

12. Wearne MJ, Sandy C, Rose GE, Pitts J, Collin JR. Autogenous hard palate mucosa: the ideal lower eyelid spacer? Br J Ophthalmol. 2001;85(10):1183-7. 13. Carvalho TN, Araújo Júnior CR, Fraguas Filho SR, Costa MAB, Teixeira KISS, Ximenes CA. Osteoartropatia hipertrófica primária (paquidermoperios- tose): relato de casos em dois irmãos. Radiol Bras. 2004;37(2):147-9. 14. Batista AAP, Bianco JAP, Batista AP, Alves LR, Afonso A, Silva HSL, et

4 Ler mais

Convulsão associada ao uso de Oxamniquine: relato de um caso.

Convulsão associada ao uso de Oxamniquine: relato de um caso.

Co n v u l sã o associ ad a ao u so de o x a m n i q u i n e ai n d a n ão t i n h a si d o r el at ad o p o r n e n h u m i n vest i gad o r q ue ve m u sa n d o esse n o v o esqui s- t o sso m i c i d a n o s ú l t i m o s q u at r o anos, nas d ose s r e com end ad as. N o X I I Co n gr e sso d a So c i e d ad e Br asi l ei r a d e Me d i c i n a T r o p i c a l f oi r e l at ad o u m caso de c o n v u l sã o em p aci ent e q u e i nger i u p or e n gan o 2 5 cáp su l as d a d r oga, eq u i v al en t e s a u m a d ose cer ca de sei s a set e vezes m ai or q u e a r e com end ad a. U m se gu n d o p aci ent e q u e r epet iu p o r c i n c o d i as a d ose ú n i c a p rescr it a, ap r e se n ­ t o u ap en as si n t o m a s d a c o n f u sã o m ent al e a m n é si a1 6 . Dose s de o x a m n i q u i n e q u at r o vezes m ai s elevad as q u e as usad as n o Br asi l , f o r am b em t ol er ad as na Áf r i c a, d e m o n st r an d o , at é ce r t o p on t o , u m a l ar ga m ar gem de se gu r an ça ao u so d a d r o ga 7 .
Mostrar mais

3 Ler mais

Metástase de câncer gástrico simulando neoplasia primária de pulmão: relato de caso e revisão da literatura.

Metástase de câncer gástrico simulando neoplasia primária de pulmão: relato de caso e revisão da literatura.

Deve-se lembrar, ainda, que os ossos são acometidos em 10% dos casos, usual- mente com padrão osteolítico, como obser- vado no nosso caso, podendo também ser misto; porém, já foram relatados casos com metástase osteoblástica e reação periosteal espiculada. O cérebro é acometido em me- nos de 1% dos casos, apresentando-se em 55% deles com múltiplas lesões. Raramen- te rins e adrenais são envolvidos (2,3,13,14) .

4 Ler mais

Arteriosclerose de Monckeberg como causa de isquemia crítica de membros inferiores: relato de caso.

Arteriosclerose de Monckeberg como causa de isquemia crítica de membros inferiores: relato de caso.

arteriosclerose, na qual ocorrem depósitos de cálcio na camada média das artérias, podendo eventualmente evoluir para processo de ossificação 2,4,6 . Esses depósi- tos de cálcio podem adquirir a forma de placas irregu- lares da média ou discretos anéis transversais, criando nódulos. O processo de calcificação é, em alguns casos, perceptível em estudo radiográfico. Embora as lesões não costumem invadir a parede dos vasos, as artérias acometidas também podem desenvolver aterosclerose 2 . Sua etiologia permanece desconhecida 4 . Em nosso relato, o paciente tinha 64 anos, não era portador de diabetes melito e apresentava calcificações ao estudo angiográfico.
Mostrar mais

4 Ler mais

Granuloma de células de Langerhans intraorbitário extraocular: abordagem cirúrgica primária. Por quê? - Relato de caso.

Granuloma de células de Langerhans intraorbitário extraocular: abordagem cirúrgica primária. Por quê? - Relato de caso.

Apresentamos um caso no qual foi realizada orbitotomia de urgência em paciente com granuloma de células de Langerhans intraorbitário o qual apresentava comprometimento anatômico e funcional da função visual devido à hipertensão intraorbitária. Paciente masculino, 2 anos, apresen- tou exoftalmia, proptose conjuntival, olho vermelho, oftalmoplegia completa com midríase não fotorreativa e ptose palpebral direita. À fundoscopia apresentava engurgitamento venoso com edema de papila à direita. Foi realizada abordagem cirúrgica com orbitotomia via intracraniana sendo removida a lesão com remissão total da clínica tanto anatômica quanto funcionalmente. O manejo do granuloma de células de Langerhans pode variar desde a abordagem cirúrgica primária, passando pela terapia com esteróides até quimioterapia e radioterapia. No caso, a cirurgia foi a primeira opção devido ao e iminente risco de perda da função visual.
Mostrar mais

4 Ler mais

Regeneração aberrante do nervo oculomotor secundária a aneurisma intracraniano: relato de caso.

Regeneração aberrante do nervo oculomotor secundária a aneurisma intracraniano: relato de caso.

Relatar um caso de regeneração aberrante secundária à paralisia aguda do nervo oculomotor causada por aneurisma intracraniano. Paciente atendida em fevereiro de 2006 queixando-se de dor de cabeça acompanhada de visão dupla e queda da pálpebra no olho direito. Na avaliação da motilidade ocular extrínseca, verificou-se incapacidade da adução, da supradução e da infradução associada à blefaroptose no olho direito. Com relação à motilidade intrínseca, midríase paralítica no olho direito. Formulou-se diagnóstico de paralisia aguda de nervo oculomotor no olho direito e solicitou-se avaliação neurológica. No Departamento de Neurocirurgia, após ser diagnosticada presença de aneurisma de artéria comunicante posterior, a paciente foi submetida a tratamento cirúrgico. Em dezembro de 2006, observou-se melhora relativa da adução, mantendo a incapacidade da supradução e da infradução com blefaroptose melhorada à adução do olho direito. Com relação à motilidade intrínseca, miose no olho afetado. O diagnóstico de regeneração aberrante do nervo oculomotor pós-para- lisia aguda foi formulado baseando-se na anamnese e nos exames oftalmo- lógicos seqüenciais.
Mostrar mais

3 Ler mais

Uso de terapia biológica na doença de Crohn metastática: relato de caso e revisão da literatura.

Uso de terapia biológica na doença de Crohn metastática: relato de caso e revisão da literatura.

RESUMO: A doença de Crohn metastática envolve a infiltração cutânea granulomatosa em locais anatomicamente separados do trato gastrointestinal, com tendência à cronicidade. É relatado caso de paciente masculino, 20 anos, há seis meses com dor e eliminação de secreção purulenta de úlceras em região perianal, inguinal direita e genital, sem melhora com o uso metronidazol e ciprofloxacina. Antecedente de proctocolectomia em 2002. Ao exame, à inspeção, evidenciava-se orifício fistuloso posterior a 2,0 cm da borda anal, úlcera de 5,0 cm na base do escroto e outra úlcera circundando a base do pênis; ao toque, ânus fibrótico e encarcerado. Realizada fistulotomia, biópsia e curetagem das úlceras genital e inguinal. O resultado histopatológico evidenciou processo inflamatório granuloso não caseoso. Em virtude da falha terapêutica dos antimicrobianos, foi optado pelo tratamento com infliximabe na dose 5 mg/kg nas semanas 0, 2 e 6, e azatioprina 2 mg/kg/dia. Ao término da fase de indução, o paciente apresentava cicatrização parcial das lesões ulceradas, ausência de secreção e alívio da dor. Atualmente em acompanhamento ambulatorial com infusões de infliximabe a cada oito semanas.
Mostrar mais

5 Ler mais

Show all 10000 documents...