Top PDF Estudo de caso: Identificação dos riscos na atividade de beneficiamento de grãos

Estudo de caso: Identificação dos riscos na atividade de beneficiamento de grãos

Estudo de caso: Identificação dos riscos na atividade de beneficiamento de grãos

Com o aumento da safra de grãos no Brasil há o consequente acréscimo da demanda por processo de beneficiamento de grãos. Em contrapartida à alta produtividade, a segurança do trabalho é fator determinante para assegurar a vida do trabalhador. Existem diversos riscos relacionados à atividade, tais como: ruídos, excesso de calor, soterramento, queda e explosão. O objetivo desse trabalho é de identificação e comprovação da presença desses riscos nas atividades referente ao beneficiamento de grãos. Foi realizado um estudo de caso baseado em uma metodologia de identificação e qualificação dos riscos. Após análises e verificações, foram realizadas ações de treinamentos mais eficazes, padronização e detalhamento dos planos de manutenção e criação de procedimentos operacionais. Conclui-se que essas medidas propiciaram uma redução no número de incidentes e sinistros registrados e consequentemente um ambiente de trabalho mais seguro e controlado.
Mostrar mais

47 Ler mais

Gestão de riscos psicossociais. Caso de estudo no setor das telecomunicações

Gestão de riscos psicossociais. Caso de estudo no setor das telecomunicações

Segundo Maslach e Jackson, os dois principais teorizadores desta síndrome, após a sua identificação original pelo médico e psicanalista Feudenberguer, em meados dos anos setenta, é aquela que reúne mais consenso. Maslack e Jackson (1974, cit.in Gil-Monte & Peiró, op.cit., p.14) “assinalam que a síndrome de burnout deve ser conceptualizada como uma síndrome de esgotamento emocional, despersonalização e falta de realização pessoal no trabalho que pode desenvolver-se naquelas pessoas cujo objeto são pessoas em qualquer tipo de atividade”. O seu aparecimento, contudo, não é visto, pela maioria dos autores que defendem a perspetiva psicossocial, como um estado, mas como o resultado de um processo. “Este processo carateriza-se por sentimentos de falha ou desorientação profissional, desgaste e labilidade emocional, sentimentos de culpa por falta de êxito profissional, frieza ou distanciamento emocional, e isolamento” (Gil- Monte & Peiró, ibid., p. 15).
Mostrar mais

140 Ler mais

Gestão de riscos em projetos de construção: caso de estudo

Gestão de riscos em projetos de construção: caso de estudo

No entanto, neste contexto, são as associações profissionais, nomeadamente o Project Management Institute (PMI) que mais têm investido. Segundo António Miguel (2013), o PMI é a maior e mais respeitada associação de gestores de projetos a nível mundial e tem vindo a lançar várias publicações, tal como o Guia do Conhecimento em Gestão de Projetos (Project Management Body of Knowledge - PMBOK) que conta com 5 edições. Este guia apresenta processos, metodologias e práticas em várias áreas da gestão de projetos. Em 2004 foi realizada uma extensão, Construction - Extension to a Guide to the PMBOK, direcionada para o setor da construção civil de modo a contemplar as especificidades desta indústria, adicionando à Gestão de Projetos as áreas da Segurança, Ambiente, Finanças e Reclamações. O Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission (COSO), em 2004, lançou também uma publicação, Enterprise Risk Management (ERM) – Integrated Framework composta por uma inter-relação entre as quatro categorias dos objetivos, as oito componentes da gestão de riscos nas empresas e as diferentes unidades organizacionais. Os objetivos de uma entidade são compostos por categorias estratégicas, operacionais, de comunicação e conformidade com as leis e regulamentos. Para alcançar estes objetivos são necessários determinados componentes: o ambiente interno, fixação de objetivos, identificação de eventos, avaliação de riscos, resposta a risco, atividade de controlo, informações e comunicações e monitoramento. Estas componentes estão associadas à aplicação as diferentes unidades organizacionais: subsidiária, de negócio, divisão e nível da organização (COSO, 2004). Em 2009, a International Standards Organization (ISO) lançou a ISO 31000 direcionada para a Gestão de Riscos.
Mostrar mais

145 Ler mais

Gerência de riscos: estudo de caso em uma marmoraria

Gerência de riscos: estudo de caso em uma marmoraria

A finalidade deste é pesquisar e analisar através do ciclo de gestão de riscos as condições atuais do processo produtivo de uma marmoraria, propondo medidas preventivas adequadas para eliminar ou minimizar situações que possam prejudicar a saúde dos trabalhadores da empresa. O serviço de beneficiamento final de rochas ornamentais em marmorarias é realizado em todo o território nacional. Nesta atividade, os trabalhadores estão expostos a ruídos e a agentes ambientais como poeira contendo sílica, que podem causar doenças como câncer e silicose, além de riscos de acidentes e ergonômicos.
Mostrar mais

59 Ler mais

A percepção dos riscos na atividade pericial: um estudo de caso, considerando a cultura da organização com um breve olhar fenomenológico à gestão

A percepção dos riscos na atividade pericial: um estudo de caso, considerando a cultura da organização com um breve olhar fenomenológico à gestão

1993 - “Caso Ana Elizabeth ”- esposa de um dos envolvidos na “CPI dos Anões” Participação do Instituto de Criminalística - IC – na identificação da voz realizado na Seção de Perícias Audiovisuais – SPA -. Atuação dos peritos criminais: Fernando Bassotelli, Alícia, Danilo e Jabes Ricardo. O trabalho foi feito de um trecho de gravação e foi realizado em conjunto com o apoio do Professor João Souza Neto e do Engenheiro Eletricista Daniel Galo. Antes os exames ficavam mais centrados na UNICAMP. A partir desse exame, começamos a desenvolver a área de fonética forense na PCDF, sendo a proposta elaborada usada como referência por diversas unidades dos Estados e inclusive o INC/DPF. O INC conseguiu dar continuidade nos treinamentos e alocação de servidores para a realização dos exames, avançando nos estudos e pesquisas e depois (o INC) treinando e capacitando servidores de todo o Brasil, inclusive da SPA/IC/Polícia Civil do Distrito Federal - PCDF -
Mostrar mais

252 Ler mais

Avaliação da viabilidade da terceirização da atividade de beneficiamento de utensílios domésticos

Avaliação da viabilidade da terceirização da atividade de beneficiamento de utensílios domésticos

As empresas de pequeno porte são afetadas diretamente pelas mudanças repentinas da economia, para que tenham continuidade nas atividade elas precisam de uma boa administração, uma boa gestão de toda a atividade. A vida curta das pequenas empresas se condiciona a isto, ou seja a má administração leva a extinção das mesmas. Para que isto não ocorra são apresentadas diversas alternativas de gestão e uma delas, de grande importância é a gestão de custos. A gestão de custos nos promove um controle muito favorável a qualquer que seja a atividade, demonstrando valores para facilitar a tomada de decisões. O objetivo deste estudo é demonstrar a importância dos custos dentro de uma organização, apresentar os valores que se obtêm desta atividade interna e externamente e compará-los para tomar a decisão correta entre beneficiar dentro da empresa ou terceirizá-los. Esta pesquisa apresenta os quesitos que devem ser avaliados quando se opta pela terceirização, com foco nos custos. Demonstra os custos da produção interna em comparação com o custo externo. Este estudo apresenta elementos que podem servir para estudos posteriores sobre o assunto e até mesmo sobre a empresa pesquisada. O método utilizado nesta pesquisa foi um estudo de caso aplicado a uma empresa metalúrgica de pequeno porte de beneficiamento de utilidades domésticas. Conclui-se que as empresas mesmo que de pequeno porte necessitam de controles bem elaborados, e que se elas não tiverem correm riscos de descontinuidade da organização, que as pequenas organizações são a grande maioria das empresas do Brasil. Também apontou que para terceirizar um processo é preciso avaliar vários aspectos e que no quesito custo não é somente comparar custo interno e custo externo da produção.
Mostrar mais

50 Ler mais

Identificação de Riscos Ocupacionais em uma Indústria de Sorvetes

Identificação de Riscos Ocupacionais em uma Indústria de Sorvetes

No Brasil, o Mapa de Riscos foi incluído como anexo IV da Norma Regulamentadora 5, por meio da Portaria n° 25 de 29 de dezembro de 1994 e tem como um de seus objetivos reunir informações necessárias para estabelecer o diagnóstico da situação de segurança e saúde no trabalho na empresa. Sua elaboração é atribuição da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, e durante esta fase deve possibilitar a troca e divulgação de informações entre os trabalhadores, bem como estimular sua participação nas atividades de prevenção 13 . O mapa consiste na planta baixa ou esboço do local de trabalho com os tipos de riscos relacionados em tabelas próprias, anexas à referida portaria. O risco deve ser indicado através de um círculo cujo tamanho indica a intensidade e cuja cor corresponde ao tipo identificado, sendo: Risco Físico representado pela cor verde; Risco Químico pela cor vermelha; Risco Biológico marrom; Risco Ergonômico amarelo; e Risco Mecânico ou de Acidente pela cor Azul (Figura 1).
Mostrar mais

8 Ler mais

Estudo de conformidade dos acessos contidos na NPT 027 do corpo de bombeiros em uma unidade de armazenamento e beneficiamento de grãos localizada no norte do estado

Estudo de conformidade dos acessos contidos na NPT 027 do corpo de bombeiros em uma unidade de armazenamento e beneficiamento de grãos localizada no norte do estado

O presente trabalho tem por objetivo a análise dos acesso e saídas existentes em um empreendimento e a averiguação da conformidade dessas estruturas com a versão n°. 02 da Norma de Procedimento Técnico 027 - NPT 027 do Corpo de Bombeiros do Paraná que entrou em vigência em 15 de março de 2015 para propor as melhorias práticas necessárias a adequação da estrutura à norma. Trata-se então, de um estudo realizado em uma unidade de armazenamento e beneficiamento de grãos localizada no norte do estado do Paraná que recebe as safras dos produtores rurais locais e de cooperativas para a expedição prioritariamente via modal ferroviário para realizar exportação através dos portos. O empreendimento teve início de operação em novembro de 2014, anterior a revisão da norma e, nesse estudo foram evidenciadas as estruturas existentes e quais as adequações necessárias para atendimento da nova versão. Além de apresentar a dimensão das necessidades atuais de adequação para proteção daqueles que diariamente se fazem presentes no local estudado, ao fim do estudo também foi possível apresentar o investimento necessário ao empreendedor para manter as conformidades conforme os requisitos legais o qual prevê as adequações para execução no primeiro semestre de 2017.
Mostrar mais

50 Ler mais

Identificação dos riscos ambientais decorrentes da atividade laboral de catadores de material reciclável em uma cooperativa do Oeste do Paraná

Identificação dos riscos ambientais decorrentes da atividade laboral de catadores de material reciclável em uma cooperativa do Oeste do Paraná

Este trabalho teve como intuito avaliar as condições de saúde e segurança no trabalho de associados de uma cooperativa de lixo no oeste do Paraná que estão expostos. A avaliação de risco foi realizada dentro da cooperativa, dando foco para o local de trabalho que se encontrava em piores condições para a atividade laboral: a prensa enfardadeira de lixo. Na prensa enfardadeira foi observado diversos riscos à saúde laboral dos operadores que nela trabalham, identificando riscos de layout, falta de iluminação, riscos biológicos, riscos de acidentes com materiais perfurocortantes e o mais grave de todos, o risco de acidentes devido à falta de proteção na máquina. Seguindo a avaliação de risco proposta por Mendonça (2013), foi necessário realizar uma serie de passos para quantificar e priorizar os riscos encontrados. Fazendo necessário para a aplicação da metodologia de avaliação de risco, a aplicação de check list de conformidade no posto de trabalho escolhido. O check list teve como objetivo responder perguntas sobre o tempo de exposição, quantidade de colaboradores expostos e a gravidade com que esses riscos impactam sobre à saúde e segurança do trabalhador. O estudo observou sérios riscos à saúde dos trabalhadores que nela operam, podendo ter lesões permanentes. A avaliação de risco indicou os níveis de intervenção elevado, ou seja, os riscos com maior prioridade de correção, para o risco de falta de proteção da máquina. A mesma não possui dispositivos de intertravamento, oferecendo a possibilidade do contato do trabalhador com partes móveis da máquina, podendo ocasionar sérios acidentes de trabalho. Dessa forma os resultados encontrados a partir da avaliação de risco identificaram necessidade urgente de correção na prensa, uma vez que a mesma não conta com proteção de segurança.
Mostrar mais

47 Ler mais

Otimização na programação da produção de grãos eletrofundidos: um estudo de caso.

Otimização na programação da produção de grãos eletrofundidos: um estudo de caso.

moinhos฀define฀a฀quantidade฀de฀cada฀um฀destes฀produtos.฀ Em฀ cada฀ dia฀ de฀ trabalho,฀ a฀ empresa฀ deseja฀ realizar฀ no฀ máximo฀um฀setup฀de฀processo;฀isso฀porque฀os฀tempos฀de฀ setup฀das฀máquinas฀são฀muito฀altos.฀Em฀outras฀palavras,฀ a฀empresa฀deseja฀evitar฀a฀troca฀de฀processo฀ao฀longo฀do฀ dia,฀uma฀vez฀que฀parte฀da฀preparação฀do฀processo฀é฀feita฀ antes฀de฀iniciar฀o฀primeiro฀turno฀de฀trabalho฀(é฀importan- te฀salientar฀que฀os฀turnos฀não฀totalizam฀24฀horas฀por฀dia).฀ O฀ mix฀ de฀ produtos฀ a฀ ser฀ produzido฀ num฀ dia฀ é฀ definido฀ no฀processo,฀e฀há฀diversas฀restrições฀tecnológicas฀para฀a฀ definição฀do฀processo.฀Para฀cada฀período฀é฀necessário฀en- contrar฀o฀processo฀que฀melhor฀atenda฀à฀quantidade฀deman- dada฀de฀cada฀produto,฀sabendo-se฀que,฀por฀um฀lado,฀difi- cilmente฀todos฀os฀produtos฀demandados฀serão฀produzidos฀ por฀ este฀ processo,฀ por฀ outro฀ lado,฀ provavelmente฀ outros฀ produtos฀não฀demandados฀serão฀produzidos.฀A฀programa- ção฀da฀produção฀de฀grãos฀ainda฀está฀condicionada฀a:
Mostrar mais

15 Ler mais

Otimização na programação de produção de grãos eletrofundidos: um estudo de caso.

Otimização na programação de produção de grãos eletrofundidos: um estudo de caso.

O Capítulo 3 começa com a apresentação de dois modelos de seleção de processos (produção simultânea de múltiplos produtos por um único processo). Logo após, são aplicados conceitos de modelos de dimensionamento de lotes para o problema do estudo de caso. O primeiro modelo (MNP) desenvolvido procura minimizar o número de períodos necessários para produção dos itens demandados. O modelo antecipa a produção o quanto antes, ou seja, mesmo sendo possível relaxar a produção num período, isto não é feito, devido ao risco de receber uma nova demanda para ser inserida no horizonte de planejamento. O segundo modelo (MFP) procura minimizar a quantidade de produtos demandados, porém não produzidos, ou seja, consiste em minimizar a falta de produção e os atrasos na entrega. Ele deve ser utilizado quando o problema MNP é infactível.
Mostrar mais

131 Ler mais

Manutenção autônoma: um estudo de caso em uma indústria do setor de grãos

Manutenção autônoma: um estudo de caso em uma indústria do setor de grãos

A indústria alimentícia possui grande importância socioeconômica para o Brasil, tendo grande participação no PIB Brasileiro. Este trabalho demostra um estudo de caso na utilização dos passos iniciais da manutenção autônoma em um processo de fabricação de produtos pré-gelatinizados, tendo como objetivo descrever as etapas de limpeza e inspeção, medidas contra sujidades e elaboração de procedimentos operacionais padrões, identificar as principais fontes de perdas e falhas no setor e comparar os indicadores dos equipamentos antes e no decorrer da implementação do método.
Mostrar mais

67 Ler mais

Identificação de riscos à segurança do trabalhador na operação de remoção de odores: caso de uma churrascaria em Curitiba

Identificação de riscos à segurança do trabalhador na operação de remoção de odores: caso de uma churrascaria em Curitiba

Atualmente, novas tecnologias para o tratamento de emissões atmosféricas têm sido implantadas. De forma pioneira, o proprietário de uma churrascaria, na região central de Curitiba, instalou um sistema biológico, desenvolvido pelos pesquisadores do Instituto de Tecnologia do Paraná (TECPAR), para a eliminação de odores da fumaça proveniente da queima do carvão. O uso de novas tecnologias costuma demandar análises de risco. Este estudo tem como objetivo investigar riscos relacionados à segurança laboral dos operadores desse sistema. Subsidiariamente, buscou listar tais riscos e propor medidas para sua minimização. Foram realizadas visitas técnicas de caráter observacional, analisando as condições do ambiente de trabalho, entrevistas com os operadores e contraposição das condições de trabalho com Normas Regulamentadoras. Tal estudo resultou na observação de um ambiente limpo, organizado e composto por equipamentos em boas condições de funcionamento. Os principais riscos identificados referem-se principalmente ao acesso do sistema, realizado por escada de mão e rampas desprovidas de corrimão. Problemas com levantamento, transporte e retirada de cargas, prejudiciais à saúde, também foram encontrados. Além disso, o sistema é totalmente desprovido de sinalização, possui apenas um extintor para atender a área de trabalho e os operadores ficam expostos às intempéries. Medições de ruído foram efetuadas em alguns pontos do local, mas todas se encontram abaixo dos limites de tolerância estabelecidos. De forma geral, conclui-se que foi realizada a identificação dos riscos tanto à segurança laboral dos operadores quanto aos potenciais riscos existentes no local de trabalho, tais riscos foram listados e medidas para minimizá-los foram sugeridas.
Mostrar mais

51 Ler mais

Avaliação de riscos na caracterização de tarefas de manutenção: estudo de caso

Avaliação de riscos na caracterização de tarefas de manutenção: estudo de caso

Como já referido, para esta atividade existem nove passos fundamentais. No primeiro passo – desmontar mastro de empilhador – foram considerados os riscos de postura inadequada, queda de mastro, entalamento e projeção de vidros; No segundo passo – retirar casquilho estragado – tem-se os riscos de entalamento, projeção de material e queda de material; No terceiro passo – montagem e alinhamento da mandriladora – foram considerados os riscos de queda de material e entalamento; No passo de retificar (mandrilar) para preparar para soldar tem-se os riscos de exposição ao ruido e projeção de materiais; No quarto passo – encher de soldadura o furo (soldadura) – tem-se os riscos de exposição ao ruido, exposição a contaminantes químicos, projeção de partículas incandescentes, exposição a radiações não ionizantes e contacto com temperaturas elevadas; No sexto passo da atividade – retificar furo (mandrilar) – os riscos considerados foram: lesões musculares, projeção de materiais, entalamento e contacto com material a temperaturas elevadas. No sétimo passo – fabrico de casquilho – considerou-se o maior número de riscos, sendo eles: risco de queda de material, entalamento, cortes no material, exposição ao ruido, projeção de materiais, agarramento e arrastamento e esquecimento de remoção de chave de fixação de grampos; No passo de montagem de novo casquilho têm-se os riscos de entalamento e queda de material. Finalmente no último passo consideraram-se três riscos: posturas inadequadas, queda de estrutura e entalamento (Apêndice n. º1).
Mostrar mais

88 Ler mais

Riscos ocupacionais da imagiologia: estudo de caso num hospital português.

Riscos ocupacionais da imagiologia: estudo de caso num hospital português.

Os riscos de um serviço de imagiologia são bastante amplos, já que incor- poram riscos relativamente comuns do mundo laboral hospitalar, bem como alguns riscos específicos dessa atividade. Os mais comuns passam por aqueles associados ao ambiente de trabalho e aos ergonômicos, como trabalho na posição em pé durante longos períodos de tempo, levantamento de peso, sobretudo na ajuda aos doentes com mobilidade reduzida, horário de tra- balho rotativo, noturno e por turnos, qualidade do ar, iluminação artificial, trabalho com máquinas e equipamentos e pressão sobre a produtividade dos trabalhadores, particularmente em urgências nos dias de maior fluxo de doentes. Nas salas de angiografia e de TAC (Tomografia Axial Computado- rizada) alguns trabalhadores manuseiam materiais cortantes e perfurantes (lâminas e agulhas) quando têm de injetar produto de contraste nos doentes e, diversas vezes, passam longos períodos em frente a equipamentos dota- dos de visor (écrans de visualização). Foi também detectada a existência de diversos conflitos entre pares na organização. Essa situação pode tornar-se problemática, quer para a organização, quer para trabalhadores e doentes, devido aos riscos psicossociais que introduz na atividade diária.
Mostrar mais

22 Ler mais

Caso de Estudo: Indústria de Metalização de Plásticos - Riscos Associados

Caso de Estudo: Indústria de Metalização de Plásticos - Riscos Associados

No âmbito da presente Dissertação, foram analisadas as FDS e as Fichas de Controlo dos Banhos e foi efetuada uma recolha de informações relevantes, nomeadamente, para aplicação da metodologia qualitativa COSHH Essentials, o que permitiu constatar que devido ao tipo de químicos e quantidades usadas é necessária uma abordagem de controlo especial (os químicos usados são tão perigosos que devem ser mantidos em sistemas fechados e deve ser consultada a ajuda de um ou vários especialistas para substituição dos químicos mais perigosos e/ou como controlar os riscos associados).
Mostrar mais

88 Ler mais

Alocação de riscos em Parcerias Público-Privadas : um estudo de caso

Alocação de riscos em Parcerias Público-Privadas : um estudo de caso

No que concerne aos riscos a reter, defende o Tribunal de Contas (2005b) que correspondem aos «que dependem essencialmente de decisões de entidades públicas como os riscos de regulação e os riscos políticos» (p. 42). Acrescenta, ainda, que se afigura razoável que o Estado assuma os riscos de modificação unilateral dos projetos/contratos, os riscos de alterações legislativas específicas, os riscos relativos a determinados eventos de força maior e os riscos de atrasos com expropriações» (2003, p. 11). Relativamente às alterações de caráter legislativo geral, pese embora integrem os riscos políticos, defende o Tribunal de Contas (2014) que «por princípio, os impactos das mesmas devem ser absorvidos pelos parceiros privados dado que estas se destinam a todos dos setores de atividade, como é o caso do IVA» (p. 13).
Mostrar mais

162 Ler mais

Riscos ocupacionais de funcionários de postos de combustíveis: estudo de caso

Riscos ocupacionais de funcionários de postos de combustíveis: estudo de caso

frentistas têm contato direto com os clientes, podendo então, se infectar com algum vírus presente em algum cliente. Os riscos ergonômicos são o de postura inadequada, dado que o frentista normalmente se abaixa de maneira incorreta para verificar se o tanque do veículo está cheio. Outro risco ergonômico se dá ao cansaço e stress, já que os frentistas normalmente trabalham em turnos e alguns, em horário noturno o que gera maior desgaste físico e psicológico. Em se tratando de riscos de acidentes, observou-se queda em mesmo nível, pois o frentista está exposto ao chão com óleo e combustível e poderá a vir escorregar. Um risco de importância é de incêndio ou explosão, pois o ambiente do posto de combustível é classificado como perigoso e qualquer faísca pode gerar um incêndio ou explosão. Por fim, os riscos de atropelamento e assalto também podem ocorrer, pois veículos entram em velocidades altas nos ambientes de abastecimento podendo afetar um frentista e por ser um ambiente aberto e que lida com dinheiro, os trabalhadores também estão expostos a assaltos.
Mostrar mais

54 Ler mais

Análise preliminar de riscos em postos de combustíveis: estudo de caso

Análise preliminar de riscos em postos de combustíveis: estudo de caso

Os postos revendedores de combustíveis, ao mesmo tempo em que são instrumentos tecnológicos que propiciam benefícios sociais e econômicos para a sociedade, como a energia para os veículos automotores se locomoverem, também podem gerar condições de risco aos seres humanos, meio ambiente e a suas instalações. No Brasil, país com 39.450 postos de combustíveis e aproximadamente 400.000 trabalhadores diretos, mostra uma monta grande de mercado que está sujeita a diversos riscos. Nesta esta avaliação, estudou um posto revendedor de combustíveis, que se encontra localizado na rodovia BR-376, em São José dos Pinhais/PR, local este de grande movimentação de veículos de diversos portes. O objetivo do estudo é avaliar os riscos ao meio ambiente e à saúde e segurança dos trabalhadores em um posto de combustível aplicando o método Análise Preliminar de Risco (APR). Com os resultados foi possível observar que os trabalhadores, principalmente os frentistas do empreendimento, estão sujeitos a riscos químicos relevantes, principalmente quando relacionado à inalação de gases e vapores derivados de hidrocarbonetos derivados do petróleo, e risco de acidentes associados a quedas em valas de troca de óleo de veículos de grande porte. Concluiu-se que somente a Análise Preliminar de Riscos é uma ferramenta insuficiente para definir os graus de riscos no empreendimento, havendo a necessidade de se aplicar outra ferramenta para identificação dos riscos ou mesmo o condicionamento para uma abordagem de análise quantitativa, para complementação da avaliação e confirmação dos riscos ocupacionais levantados em termos numéricos.
Mostrar mais

78 Ler mais

Riscos e sinistralidade laboral: um estudo de caso em contexto organizacional

Riscos e sinistralidade laboral: um estudo de caso em contexto organizacional

194 Os mentores teóricos das organizações de alta fiabilidade defendem que determinados sistemas complexos - tais como: aviação (comercial ou militar), marinha (submarinos nucleares), controladores aéreos, centrais nucleares, etc. – apenas se traduziriam num benefício para as sociedades caso a sua performance estivesse próxima de um nível ―livre de falhas‖, visto que a sua tecnologia complexa permite construir a encenação de eventuais ocorrências de acidentes maiores. As HRO dedicam particular atenção aos erros, visto que as suas consequências podem ser tão grandes que eles têm de ser evitados a qualquer preço. Existe uma forte aposta no recrutamento, na socialização e na concordância generalizada sobre a missão da organização, tentando evitar que os lapsos ou contingências possam originar problemas. Para além disso, estes sistemas deparam- se, por vezes, com a necessidade imperiosa de ir até ao limite das suas capacidades (devido às necessidades sociais que tentam responder), e este cenário constitui-se, à partida, como um acréscimo para os níveis de risco da organização, tornando-se num teste (perigoso) à sua resiliência 44 . No entanto, LaPorte e Consolini (1991: 29) reiteram que existe uma fictícia contradição no desempenho das organizações de alta fiabilidade, onde o limite das suas capacidades e/ou o reforço da produção (atingindo o seu pico durante um determinado período) pode constituir-se como uma redução dos erros na actividade, devido aos excelentes padrões de tomada de decisão organizacional permitirem suportar este aparente paradoxo. ―These organizations share the goal of avoiding altogether serious operational failures. This goal rivals short-term efficiency as a primary operational objective. Indeed, failure-free performance is a condition of providing benefits. The operating challenges are twofold: (1) to manage complex, demanding technologies, making sure to avoid major failures that could cripple, perhaps destroy, the organization; at the same time, (2) to maintain the capacity for meeting periods of very high, peak demand and production whenever these occur‖ (LaPorte e Consolini, 1991: 21).
Mostrar mais

436 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados