Top PDF Estudo de turbina para implantação em uma central hidrelétrica

Estudo de turbina para implantação em uma central hidrelétrica

Estudo de turbina para implantação em uma central hidrelétrica

Em outubro de 2013, O proprietário da área onde existia a antiga Usina Siderúrgia Marumby Ltda – Usimar, no Município de Rio Branco do Sul/PR, mostrou interesse em revitalizar a usina hidrelétrica localizada em sua propriedade. De posse da liberação do aproveitamento de potencial hidroelétrico pelo Águas Paraná – Instituto das Águas do Paraná, o proprietário procurou um grupo de alunos para avaliar a viabilidade de gerar energia com a antiga usina, localizada no rio Rancharia. O trabalho apresentado trata dos estudos sobre as turbinas hidráulicas que serão aplicadas na hidrelétrica: Francis, Pelton, Kaplan e Banki. Será exposto o histórico das turbinas, suas funcionalidades de forma objetiva e as capacidades de geração de energia elétrica baseada em dados hidrológicos levantados em estudos prévios. Esse estudo, além do benefício didático à UTFPR e seus alunos, por poderem aliar prática e teoria, proverá à região da hidrelétrica de Rio Branco do Sul revitalização e desenvolvimento, haja vista que está completamente abandonada e sem proveito. Foi verificado que todas as turbinas podem ser utilizadas na implantação da Usina Hidrelétrica Rancharia. Porém, pela baixa vazão de projeto encontrada, possivelmente será inviável a reativação da usina.
Mostrar mais

78 Ler mais

Estudo para implantação de turbina de fluxo cruzado tipo Michell-Banki na micro central hidrelétrica de Roncador

Estudo para implantação de turbina de fluxo cruzado tipo Michell-Banki na micro central hidrelétrica de Roncador

A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e a Prefeitura de Bocaiúva do Sul – PR, em parceira, estão reativando a Micro Central Hidrelétrica – MCH de Roncador para geração de energia elétrica e utilização como laboratório didático complementando o ensino teórico na Universidade. O trabalho consiste primeiramente no estudo para instalação da turbina de fluxo cruzado, tipo Michell- Banki, na MCH de Roncador. Esta turbina é definida como uma turbina de ação e pode ser instalada em quedas de 1 a 200 de altura e vazões de 0,025 a 13 , podendo alcançar diâmetros de rotores próximos de 1,0 com largura até 3,0 e desenvolver potência até 2000 e com rendimentos até 90%. A segunda parte do trabalho consiste na criação de um conduto forçado com múltiplas saídas para instalação de diversas turbinas, podendo assim, realizar estudos práticos e comparativos.
Mostrar mais

86 Ler mais

ESTUDO DA IMPLANTAÇÃO OFFSHORE DE TURBINA EÓLICA SOBRE TORRE TRELIÇADA EM BETÃO PRÉ-ESFORÇADO

ESTUDO DA IMPLANTAÇÃO OFFSHORE DE TURBINA EÓLICA SOBRE TORRE TRELIÇADA EM BETÃO PRÉ-ESFORÇADO

Estudo da implantação offshore de turbina eólica sobre torre treliçada em betão pré-esforçado 120 Quanto à implantação do aerogerador no local, devido à inexperiência em Portugal neste tipo de operações no mar e para este tipo de fundação tiveram-se, neste estudo, como referência os navios utilizados em operações em parque eólicos no mar do Norte. Uma vez que tanto o fundo do mar como as condições climatéricas são bem diferentes da costa portuguesa, tal assunção poderá levar a um sobredimensionamento dos custos do transporte bem como dos meios necessários. Importa referir ainda que, a torre de suporte não entrou ainda em fase de produção pelo que a fase de montagem teve de ser elaborada utilizando como aproximação as estruturas jacket metálicas, pelo que as operações de produção e montagem poderão não corresponder ao que foi descrito. No entanto, o processo descrito é uma das possibilidades para esta solução estrutural. A ligação entre a turbina eólica offshore e a rede elétrica será neste caso privilegiada, pelo facto de tanto a batimetria da implantação do aerogerador como o terminal do cabo submarino da ENONDAS ser aos 50 metros, evitando custos nos cabos elétricos na ligação.
Mostrar mais

159 Ler mais

Estudo da viabilidade técnica de implantação de mini turbina eólica na Ilha do Mel - PR

Estudo da viabilidade técnica de implantação de mini turbina eólica na Ilha do Mel - PR

Engenharia Elétrica. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2019. O consumo de energia elétrica vem aumentando consideravelmente, e com isso a busca constante por energias provenientes de fontes renováveis. Uma alternativa renovável de energia que vem se destacando no mercado atual é a energia eólica. Esse trabalho visa o estudo do recurso eólico existente na Ilha da Mel, através de dados de reanálise de velocidade e direção de vento, retirados da plataforma European Centre for Medium-Range Weather Forecasts (ECMWF). Através desses dados é feita uma estimativa do potencial eólico da Ilha. É feito também um estudo das características da carga que será atendida pela instalação eólica proposta. Nesse estudo busca-se estimar turbinas eólicas para atender a demanda total ou parcial da Ilha. São tratadas também características técnicas de turbinas, providas por catálogos de fabricantes e a viabilidade de realizar-se essa instalação.
Mostrar mais

106 Ler mais

Estudo de aplicação de uma micro central hidrelétrica para reaproveitamento de energia em estação tratamento de esgoto

Estudo de aplicação de uma micro central hidrelétrica para reaproveitamento de energia em estação tratamento de esgoto

seleção do tipo de turbina e análise do tempo de retorno do investimento inicial. O estudo foi expandido de forma a contemplar casos hipotéticos de queda d´água e vazão para auxiliar projetos futuros de implantação de MCHs em outras Estação de Tratamento de Esgoto. Segundo Harris, Dzwonkoski e Capua (2014) o estudo sobre o reaproveitamento de energia em ETEs ganhou grande relevância no contexto mundial em que somente na estação de Deer Island é gerado anualmente cerca de 6 milhões de kWh. Outro fator relevante, segundo Nyserda et al. (2012), consiste em que as ETEs são grandes consumidoras de energia representando cerca de 25 a 40% das despesas de operação. Nessas condições, as estratégias de expansão energética devem contemplar projetos em lagoas de tratamento focando em suas potencialidades, fatores ambientais e viabilidade econômica, auxiliando na demanda energética brasileira.
Mostrar mais

14 Ler mais

Estudo para a obtenção do licenciamento ambiental da micro central hidrelétrica Roncador no município de Bocaiuva do Sul

Estudo para a obtenção do licenciamento ambiental da micro central hidrelétrica Roncador no município de Bocaiuva do Sul

O RAS deverá conter a descrição do projeto, o diagnóstico e o prognóstico ambiental, as medidas mitigadoras e compensatórias dos impactos ambientais identificados. Além disso, o empreendedor e a empresa responsável pela elaboração dos estudos deverão estar identificados. O empreendimento terá que estar caracterizado, assim como sua área de inserção. A descrição da tecnologia a ser utilizada e da metodologia presente no estudo também serão necessárias. O fim do relatório deverá conter uma conclusão sobre os estudos realizados, com um resumo dos dados apresentados, e apontando os benefícios da implantação do empreendimento e as hipóteses para a sua não execução.
Mostrar mais

67 Ler mais

Estudo de viabilidade hidráulica para a construção de uma mini central hidrelétrica

Estudo de viabilidade hidráulica para a construção de uma mini central hidrelétrica

As disposições da Turbina Hidráulica (TH) e do Gerador Elétrico (GE) com eixos horizontais são as mais usadas em PCH. Nas Grandes Centrais Hidrelétricas GCH, na maioria das vezes, o eixo vertical é acoplado diretamente, o que implica na necessidade de mancais de guias e de escora. Também nas GCH, como as massas rotativas, em geral, possuem grandes inércias, particularmente a do GE, pode ser dispensada massa adicional concentrada no volante (SOUZA, 2009).

49 Ler mais

Estudo econômico para repotencialização da micro central hidrelétrica Roncador

Estudo econômico para repotencialização da micro central hidrelétrica Roncador

Os condutos forçados são tubulações de grande diâmetro, podem ser feitos de aço, concreto, fibra de vidro, PCV e outros materiais empregados na fabricação de tubulações. São utilizados para conduzir a água de um reservatório ou de um sistema adutor para a casa de força. Devem ser projetados para resistir altas tensões devido a pressão estática da coluna d’água e devido ao golpe de aríete criado por mudanças bruscas no fluxo d’água, podendo ser pelo fechamentos e aberturas de válvulas e/ou distribuidor da turbina (NOVAK, 2004, p.496-499).
Mostrar mais

102 Ler mais

Estudo e melhoramento de uma turbina hidrocinética multiestágio.

Estudo e melhoramento de uma turbina hidrocinética multiestágio.

Segundo a informação da Organização Latino-Americana de Energia-OLADE 1 , a geração de eletricidade nos países da América do Sul tem uma parcela renovável significativa (vide Figura 2.12), com a hidrelétrica convencional como fonte principal. Embora a maior parte dos países tenham índices altos de eletrificação com uma cobertura média de 90,34%, alguns devem melhorar nas zonas rurais. Portanto, o uso de energias renováveis vem sendo promovido através da cooperação entre o setor público, setor privado, centros acadêmicos e ONGs para a sua implantação em essas zonas (Cayo, 2013) (Rivas, 2014).
Mostrar mais

162 Ler mais

Micro central hidrelétrica com turbina hidrocinética

Micro central hidrelétrica com turbina hidrocinética

Comparando sistemas sem represamento com aqueles que usam represamento para gerar energia elétrica, é possível verificar que os primeiros apresentam menor eficiência, uma vez que estão sujeitos ao chamado limite de Beltz. Tal limite define como 59,3% o limite máximo da energia cinética incidente que pode ser convertida em potência elétrica (SILVA, 2011; SANTOS et al., 2006). O físico e alemão Albert Beltz definiu em 1919, o que hoje é conhecido como Lei de Beltz. É indispensável o conhecimento dessa lei quando se tratam do estudo de energia cinética, seu aproveitamento e suas aplicações.
Mostrar mais

42 Ler mais

Estudo para revitalização da micro central hidrelétrica de Roncador

Estudo para revitalização da micro central hidrelétrica de Roncador

Em reunião realizada em 27 de setembro de 2010 entre o Campus Curitiba da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) e a Prefeitura De Bocaiúva do Sul/PR, foi assinado o Termo de Convênio para criação de um Centro de Educação Ambiental na cidade, incluindo a implantação de uma micro usina para geração de energia elétrica. Este trabalho trata do estudo de revitalização da Micro Central Hidrelétrica de Roncador localizada no município e desativada desde 1959. O desenvolvimento deste trabalho foi fundamentado em estudos teóricos e práticos, incluindo estudos de campo, para a estimativa e avaliação do potencial hidrelétrico e do estado dos equipamentos e estruturas existentes. A reativação da micro usina de Roncador é importante para a universidade, que ganhará uma usina didática complementando o ensino teórico, e para a cidade de Bocaiúva do Sul, pois com a volta de seu funcionamento, além de gerar energia e desenvolver a região, uma área que hoje está completamente abandonada será aproveitada.
Mostrar mais

145 Ler mais

Estudo de turbinas para hidrelétrica de Roncador: Bocaiúva do Sul

Estudo de turbinas para hidrelétrica de Roncador: Bocaiúva do Sul

As aletas vinculam-se ao cubo hidrodinâmico e se abrem radialmente como se fossem hélices que impulsionam um avião. Rodeiam os seus eixos e são impulsionadas por um sistema mecânico posicionado na metade inferior do cubo hidrodinâmico. Como a movimentação requer muita força, entra em ação o servomotor hidráulico colocado no interior do eixo motor da turbina, que é vazado longitudinalmente. A canalização de óleo passa na parte central do eixo do gerador que contém um furo axial em seu comprimento. Desse modo, as aletas ajustam-se à vazão da turbina e ajustam a potência gerada pela turbina à potência que o gerador solicita o que ocorre pelo ajustamento das pás do rotor (ALVES, 2007).
Mostrar mais

63 Ler mais

Avaliação de operação em sincronismo de uma central geradora hidrelétrica e rede elétrica

Avaliação de operação em sincronismo de uma central geradora hidrelétrica e rede elétrica

ind ´ustria de baterias e componentes Urio, sem possuir conex ˜ao com a rede el ´etrica lo- cal, sendo esta condic¸ ˜ao utilizada como objeto de estudo para as primeiras simulac¸ ˜oes realizadas. Assim, em determinados hor ´arios do dia, a ind ´ustria necessita da alimenta- c¸ ˜ao da concession ´aria local, enquanto que em outros, a energia gerada pela CGH ´e desperdic¸ada, pois n ˜ao h ´a cargas suficientes para alimentar. Tendo em vista este fato, sugeriu-se outros m ´etodos para a a utilizac¸ ˜ao da CGH, como ´e mostrado nas simulac¸ ˜oes realizadas, a conex ˜ao da CGH com a rede el ´etrica da concession ´aria e depois, a conex ˜ao da CGH com a rede e com o aux´ılio de um grupo gerador diesel instalado na ind ´ustria. Assim, as simulac¸ ˜oes computacionais s ˜ao realizadas para ve- rificar o comportamento da CGH operando em paralelo com a rede, com relac¸ ˜ao a degrau de carga e tamb ´em com relac¸ ˜ao `a perda de sincronismo devido `a desconex ˜ao da CGH para a eliminac¸ ˜ao da falta.
Mostrar mais

87 Ler mais

Estudo e Projeto de uma Turbina Eólica do Tipo Lenz

Estudo e Projeto de uma Turbina Eólica do Tipo Lenz

Para ilustrar a potência mecânica gerada pela turbina, a potência elétrica de saída do gerador e o potencial eólico máximo foi plotado o gráfico da Figura 5-9. No gráfico é possível observar que o aerogerador alcançou valores de aproximadamente 75 Watts de potência mecânica enquanto o gerador produziu 13 Watts de potência elétrica útil. A baixa potência elétrica útil deve-se principalmente ao gerador elétrico utilizado, uma vez que o equipamento foi fabricado para operação em maiores rotações e portanto grande parte da energia produzida foi dissipada internamente.
Mostrar mais

57 Ler mais

Violência e estado de exceção na Amazônia brasileira: um estudo sobre a implantação da hidrelétrica de Belo Monte no rio Xingu (PA)

Violência e estado de exceção na Amazônia brasileira: um estudo sobre a implantação da hidrelétrica de Belo Monte no rio Xingu (PA)

A presente tese analisa a violência da implantação da hidrelétrica de Belo Monte como o mecanismo que produz o fato consumado, constituindo-se assim como um dado da estrutura do projeto. O Estado de Exceção, nos termos do filosofo italiano Giorgio Agamben, é a nossa chave interpretativa para compreender a violência em Belo Monte, mas nossa reflexão conta também com o suporte teórico de Pierre Bourdieu e suas proposições acerca da Violência Simbólica no âmbito do poder estatal. A partir dessa construção teórica, define-se que a tese está voltada à compreensão das ações de governo que possibilitaram a construção da hidrelétrica de Belo Monte, sobretudo as mais recentes, referentes aos governos do Partido dos Trabalhadores na presidência da República. Operamos tais categorias de análise observando como a produção de consecutivas ilegalidades superou o sistema de controle imposto ao licenciamento e implantação da hidrelétrica. Em seguida, focamos nas medidas de suspensão da norma que garantiram com que atos irregulares engendrados durante o licenciamento ambiental e a construção da usina fossem desconsiderados. Com esse movimento de análise, mostramos como Belo Monte revela a autoridade da decisão política, que está presente não só no processo decisório em si, mas também nos ritos legais, na emissão das licenças ambientais e nas decisões judiciais que confirmam a suspensão da norma como forma de operar a validade dessa decisão. A consequente produção de uma zona de anomia em Belo Monte é o que possibilita a contínua violação de direitos praticada durante a implantação do projeto, que é projetada na realidade por meio de diversos tipos de violência contra o meio ambiente e os povos do Xingu.
Mostrar mais

291 Ler mais

Estudo e implementação de um protótipo emulador de uma turbina eólica

Estudo e implementação de um protótipo emulador de uma turbina eólica

O presente trabalho tem como objetivo a análise e implementação de um emulador de turbina eólica em pequena escala. O sistema é composto por um conjunto motor-gerador, que tem a função de emular o sistema eólico, um retificador e um conversor Boost, estes responsáveis pela extração de energia do grupo motor-gerador. Para emulação da turbina eólica utilizou-se um motor CC (corrente contínua) acoplada a um gerador síncrono trifásico. Um Chopper CC-CC foi utilizado para controlar a rotação do motor CC, possibilitando acionar o gerador síncrono de acordo com diferentes perfis de vento, emulando uma turbina eólica. O retificador trifásico tem a função de retificar as tensões de saída do gerador síncrono e o conversor Boost (conectado em cascata com o retificador) é responsável por controlar a potência extraída do grupo motor-gerador. A técnica MPPT (Maximum Power Point Tracking) utilizada para extração de potência que melhor atendeu as características do sistema foi a P&O (Perturbe e Observe) clássico. Com a extração da máxima potência do conjunto foi possível alimentar um barramento CC que poderá ser utilizado em diversas aplicações.
Mostrar mais

233 Ler mais

Influência de pequena central hidrelétrica (PCH) na regulação de tensão de uma rede elétrica

Influência de pequena central hidrelétrica (PCH) na regulação de tensão de uma rede elétrica

Este trabalho apresenta a análise do impacto de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica) na regulação de tensão em uma rede de distribuição radial. Inicialmente são expostos tanto o panorama da geração no país quanto da geração distribuída e os aproveitamentos hidráulicos existentes, com destaque para a PCH. Discorre sobre os fatores que afetam a regulação de tensão na linha de distribuição. Expõe dois métodos para o cálculo das tensões nas barras da rede. Apresenta o cálculo da regulação de tensão nas mesmas. Discute métodos para melhoria da regulação de tensão. Finalmente, traz como resultado um estudo sobre a necessidade de implementação de métodos complementares para a regulação de tensão e o impacto dos mesmos nos valores de tensão da rede estudada.
Mostrar mais

53 Ler mais

Estudo de aplicação da turbina de Tesla como microgerador

Estudo de aplicação da turbina de Tesla como microgerador

Nestes termos, para o condomínio 2, onde há 10 cisternas, consecutivamente 10 locais passíveis de instalação para microgeradores (acoplando a Turbina de Tesla na saída da caixa d’água) no sistema de recalque entre a cisterna e caixa d’água, seria possível produzir na faixa dos 200 W (dependendo da vazão), o que poderia alimentar dez lâmpadas tubular de LED 20 W - T8 6500K branco frio - ou fornecer retorno ao consumo das bombas de recalque, melhorando o rendimento. Ainda, aplicando as correções mecânicas e substituindo o modelo de gerador por outro mais adequado, levando a turina ao seu rendimento máximo, a potência gerada poderia alcançar os 1200 W, potência que auxiliaria a diminuição dos custos de energia elétrica condominial.
Mostrar mais

107 Ler mais

Modelagem térmica de modelo reduzido de pequena central hidrelétrica (PCH)

Modelagem térmica de modelo reduzido de pequena central hidrelétrica (PCH)

O comportamento térmico de uma quantidade de concreto é complexo de descrever, pois envolve variáveis como calor específico dos agregados, calor de hidratação do [r]

107 Ler mais

Vetores de Importância Médica na àrea de Influência da Pequena Central Hidrelétrica Mosquitão - Goiás

Vetores de Importância Médica na àrea de Influência da Pequena Central Hidrelétrica Mosquitão - Goiás

Resumo: as usinas hidrelétricas surgem como fonte de energia renovável e limpa, logo, sustentável. Todavia, é pre- ciso avaliar que a transformação de um ambiente, por me- nor que seja, provoca mudanças ecológicas. O objetivo deste estudo foi descrever a fauna de dípteros vetores na área de influência da Pequena Central Hidrelétrica de Mosquitão, analisando as doenças potenciais para cada vetor coletado de acordo com a lista de notificação das doenças por eles causadas. Neste estudo foram coletados 5.499 espécimes de dípteros que se dividiram em 3 famílias, 13 gêneros e 35 es- pécies de significativo valor epidemiológico devido ao seu poder de transmitir diversos arbovírus. Foram encontrados representantes de espécies de conhecido interesse médico, em áreas caracterizadas por formações florestais e de Cer- rado típico e denso.
Mostrar mais

21 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados