Top PDF ESTUDO QUÍMICO DE Humirianthera ampla. (Miers) Baehni (Icacinacea).

Estudo Químico e Avaliação  de Humirianthera ampla Miers, Simarouba sicolor e cinco espécies do gênero Lippia

Estudo Químico e Avaliação de Humirianthera ampla Miers, Simarouba sicolor e cinco espécies do gênero Lippia

O estudo de várias espécies vegetais de uso corrente na medicina popular chinesa e do Oriente Médio levou ao isolamento de vários alcalóides ativos. Exemplo disso foi Huperzia serrata (sinonímia: Lycopodium serratum), que fornece um chá prescrito há séculos na China para o tratamento da febre e da inflamação. O estudo fitoquímico dessa planta levou ao isolamento de huperzina A (11), um candidato interessante para o tratamento de desordens no SNC e epilepsia, cujo efeito diminui a morte neuronal causada por altas concentrações de glutamato. É um IAChE seletivo, muito potente e o uso sistêmico aumenta a liberação de ACh, dopamina e norepinefrina, sendo que o aumento da concentração de ACh persiste por até 6h e praticamente não possui ação sobre a butirilcolinesterase plasmática (BuChE). Dessa mesma planta foi obtida a huperzina P (31), um novo alcalóide tipo-licopodium, entretanto a sua atividade foi menor que aquela evidenciada para a huperzinaA (30) (VIEGAS JR. et al., 2004).
Mostrar mais

133 Ler mais

Diterpenos isolados de Humirianthera ampla. Miers..

Diterpenos isolados de Humirianthera ampla. Miers..

Estereoquímica dos carbonos quirais do humirianthol e acrenol: O estudo de raio X dos carbonos quirais comuns as duas estruturas apresentaram as seguintes configurações 3S- 4R-5R-6R-9R-10S. Do Humirianthol ficaram determinadas as configurações relativas:13R-14R-19S. A presença do álcool secundário (OH-2) do Humirianthol possibilitou a definição, através do Método Horeau 6-7 , da configuração absoluta de 19S.

2 Ler mais

Estudo Químico de Baccharis salzmannii DC

Estudo Químico de Baccharis salzmannii DC

Espécies de Baccharis são geralmente arbustos com 0,5 a 4,0 m de altura que apresentam elevado valor sócio-econômico. No Brasil, possuem ampla dispersão nos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul, onde são utilizadas para controle ou tratamento de várias doenças, e são consumidas na forma de chás com indicações para males do estômago, fígado, anemias, inflamações, diabetes, doenças na próstata, sendo também descritas como remédio para o processo de desintoxicação do organismo (MELO, 2001).
Mostrar mais

140 Ler mais

Estudo químico e farmacológico de Senna reticulata

Estudo químico e farmacológico de Senna reticulata

A família Leguminoseae possui uma ampla distribuição geográfica, representada por cerca de 750 gêneros e mais de 18.000 espécies, espalhadas em todo o mundo, especialmente nas regiões tropicais e subtropicais subordinadas a três subfamílias (Caesalpinioideae, Mimosoideae e Fabaceae – sinônimo Papilonoideae) [WINK, 2003]. As espécies das subfamílias Caesalpinioideae e Mimosoideae são, principalmente, tropicais, e as da Fabaceae encontram-se mais freqüentemente nas regiões temperadas, abrangendo espécies com características morfológicas consideradas mais avançadas dentro das Leguminoseae. Em 1984 foi determinado que as três subfamílias das leguminosas, por possuírem algumas diferenças anatômicas e pelo grande número de espécies que cada subfamília possuía, passassem a ser classificadas como famílias. No entanto, a partir de 1988, Arthur Cronquist e colaboradores passaram a recomendar que a classificação anterior, ou seja, Caesalpinoideae, Mimosoideae e Fabaceae voltassem a ser classificadas como subfamílias, pois as diferenças anatômicas eram poucas em comparação à quantidade de semelhanças estruturais que estas possuíam. [BARROSO, 1984; CRONQUIST, 1988].
Mostrar mais

232 Ler mais

Estudo Fitoquímico e Biológico de Humirianthera ampla Miers (Icacinaceae)

Estudo Fitoquímico e Biológico de Humirianthera ampla Miers (Icacinaceae)

Os extratos hexânico, acetato de etila e etanólico das raízes de H. ampla foram avaliados pelo método HX/XO. Somente os extratos acetato de etila e etanólico apresentaram atividade antioxidante moderada, promovendo um máximo de inibição da formação dos ADHBs de 48 e 45%, respectivamente. A moderada atividade antioxidante era de certa forma esperada, pois o estudo fitoquímico realizado neste trabalho e os dados disponíveis na literatura (GRAEBNER et al., 2000), demonstraram que a composição química das raízes de H. ampla é composta basicamente de terpenóides. Estudos demonstram que os compostos fenólicos e polifenólicos normalmente apresentam maiores potenciais como substâncias antioxidantes. O resultado completo dos testes estão relacionados na Tabela 12 e demonstrados no Gráfico 1 (Página 118).
Mostrar mais

134 Ler mais

Estudo químico das saponinas da Phytolacca thyrsiflora.

Estudo químico das saponinas da Phytolacca thyrsiflora.

ò-O-Qti.copÍAanoiiZ jatigônicG, ^υ-iam iioladoi do tieiZduo butanÕíico dai fialzei  ^­Ί&ά  cas de Phytolacca tkyttii£¿oAa [ fiamZtia Phytotaccacçae)..  A hidAÕtÍAe ácida da iaponin[r]

5 Ler mais

Estudo Químico de Marcetia mucugensis Wurdack ()

Estudo Químico de Marcetia mucugensis Wurdack ()

As folhas de Marcetia mucugensis, selecionadas para o estudo, foram coletadas na Chapada Diamantina-Bahia em fevereiro de 2009 pelo Prof. Edilberto R. Silveira. A classificação botânica foi realizada pela Profa. Msc. Maria Lenise Silva Guedes do Instituto de Biologia do Departamento de Botânica da Universidade Federal da Bahia. A exsicata referente à coleta encontra-se depositada no Herbário Alexandre Leal Costa, no Departamento de Biologia da Universidade Federal da Bahia, sob o registro de número 94840.

115 Ler mais

Estudo do potencial químico de Fusarium udum

Estudo do potencial químico de Fusarium udum

O presente trabalho objetiva a investigação do potencial químico de Fusarium udum, um fungo endofítico isolado de Chrotalaria paulinea, e responsável por causar danos a plantações de feijão e em espécies de Chrotalaria. O fungo foi cultivado em quatro meios de cultura distintos: BD (batata-dextrose), BDL (batata-dextrose-levedura), MPD (malte-peptona-dextrose) e Czapek, sendo o tempo de cultivo determinado pela taxa de glicose do meio. O extrato AcOEt do micro-organismo cultivado em meio MPD (25 dias) foi selecionado para o tratamento cromatográfico preliminar, levando ao isolamento do tirosol, ácido fusárico e monaspilosina. Em um outro experimento, e utilizando os meios de cultivo mencionados, F. udum teve a produção dos metabólitos secundários acompanhada através de diferentes dias de incubação (7, 14, 21, 28 dias). O fracionamento cromatográfico do extrato AcOEt do micro-organismo cultivado em meio BDL (28 dias) forneceu a dicetopiperazina ciclo (L-Pro-L-Leu) e o triptofol. O extrato micelar obtido neste cultivo também foi estudado e forneceu a adenosina. Técnicas cromatográficas usuais, incluindo partição líquido-líquido, cromatografia em cartucho C-18 e cromatografia de alta eficiência (CLAE) foram utilizadas para o isolamento dos metabólitos secundários, enquanto que a caracterização estrutural foi possível através do uso de técnicas espectrométricas utilizando espectrometria de massa (EM) e ressonância magnética nuclear (RMN) com experimentos uni e bidimensionais, além de comparação com dados da literatura.
Mostrar mais

139 Ler mais

Estudo Químico de Marcetia macrophylla Wurdack ()

Estudo Químico de Marcetia macrophylla Wurdack ()

As folhas de Marcetia macrophylla, selecionadas para o estudo, foram coletadas na Chapada Diamantina- Bahia em fevereiro de 2009, pelo Prof. Edilberto Rocha Silveira do DQOI-UFC. A classificação botânica foi realizada pela Profa. Maria Lenise Silva Guedes do Instituto de Biologia do Departamento de Botânica da Universidade Federal da Bahia. A exsicata referente à coleta encontra-se depositada no Herbário Alexandre Leal Costa, no Departamento de Biologia da Universidade Federal da Bahia, sob o registro de número 94836.

98 Ler mais

Estudo Químico do Basidiomiceto Lentinus strigellus

Estudo Químico do Basidiomiceto Lentinus strigellus

O espectro de RMN 13 C-BB (Fig. 57, p. 83) para essa substância apresentou onze sinais, dentre eles um sinal (192,7 δ) de carbonila conjugada; seis sinais de carbonos sp 2 (107,2-154,3 δ), sendo dois deles funcionalizados (153,8 e 154,8 δ); quatro sinais de carbonos sp 3 , sendo um deles (79,2 δ), possivelmente, de um carbono não hidrogenado e oxigenado, um característico de grupo metoxila (55,9 δ) e outro do carbono metilênico (49,0 δ) identificado no espectro de RMN 1 H. Este último, pelo valor de deslocamento químico, foi sugerido estar ligado a uma carbonila (192,7 δ). Como o sinal em 26,7 δ é característico de grupamento metila, e o espectro de RMN 1 H indicou a presença de duas unidades deste substituinte na molécula, foi possível supor que o sinal em 26,7 δ é referente as duas metilas presentes na molécula. Assim, ao invés de onze, foram propostos doze átomos de carbono para LS4.
Mostrar mais

222 Ler mais

ANÁLISE DE REDES SOCIAIS: estudo de caso da rede mineira de startups San Pedro Valley

ANÁLISE DE REDES SOCIAIS: estudo de caso da rede mineira de startups San Pedro Valley

b) benefícios que o modelo em rede tende a trazer às organizações. Para Lopes (2001), esse instrumental pode acarretar a melhoria da eficiência e da eficácia dos processos gerenciais. Em termos organizacionais, o estudo tem o potencial de subsidiar a proposição de recomendações à agenda de relacionamento estratégico, contribuindo para o entendimento e conhecimento dos processos que influenciam a competitividade das empresas inseridas em contextos colaborativos. Além disso, a partir da investigação efetuada, torna- se possível fornecer elementos aos gestores de startups de conhecer o formato das dificuldades do processo de consolidação de redes, principalmente no que se refere às interconexões estabelecidas e problemas enfrentados, permitindo uma extrapolação para outras startups que se encontram fora desse modelo. Portanto, os resultantes dessa investigação propiciam apoio aos empresários, em especial àqueles ligados à rede deste estudo de caso, em suas tomadas de decisão rumo à melhoria de ganhos mercadológicos.
Mostrar mais

193 Ler mais

Estudo físico-químico, químico e biológico de extrato das cascas de Stryphnodendron polyphyllum Mart. (Leguminosae).

Estudo físico-químico, químico e biológico de extrato das cascas de Stryphnodendron polyphyllum Mart. (Leguminosae).

Muitas espécies vegetais são usadas popularmente para o tratamento de diversas doenças infecciosas, inclusive, esquistossomose, leishmaniose, malária, fungos e bactérias. Atualmente, ferramentas analíticas modernas facilitam o estudo detalhado da constituição química das plantas, o que possibilita novos parâmetros ao estudo farmacológico e microbiológico, com o possível desenvolvimento de agentes antimicrobianos seguros 7 . No presente trabalho o teste

4 Ler mais

GESTÃO E FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA EM UM ESTUDO DE CASO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

GESTÃO E FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA EM UM ESTUDO DE CASO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Importante destacar que a autora deste estudo iniciou sua trajetória como servidora pública da UFJF, lotada na Procuradoria Federal, onde pôde observar o gradativo aumento de desdobramentos relacionados a contratos de terceirização de mão de obra. No decorrer da pesquisa, contudo, em virtude da troca de equipe de gestão ocorrida na UFJF (com eleição do novo reitor e consequente reorganização interna), foi convidada a assumir a Coordenação de Contratos, posicionando-se, então, no foco da situação-problema ora analisada. Muito embora o novo cargo facilite o acesso às informações, há, por outro lado, o inconveniente de se estar diretamente atrelada ao imbróglio ora versado, bem como suas causas e consequências.
Mostrar mais

83 Ler mais

O PNBE DO PROFESSOR: UMA POSSIBILIDADE DE FORMAÇÃO ESTUDO DE CASO DA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE GOVERNADOR VALADARES – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PNBE DO PROFESSOR: UMA POSSIBILIDADE DE FORMAÇÃO ESTUDO DE CASO DA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE GOVERNADOR VALADARES – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Meu nome é Magali Soares da Silva e estou cursando o Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora – MG. Trabalho na Superintendência Regional de Ensino de Governador Valadares com o cargo de Analista Educacional no Projeto de Intervenção Pedagógica – ATC. Solicito a colaboração para o preenchimento do questionário abaixo que servirá para coleta de dados sobre a utilização do Programa Nacional Biblioteca na Escola – PNBE do professor, tema de estudo da dissertação do Mestrado, com o objetivo de apontar possibilidades gestoras de formação continuada na escola, utilizando o acervo na capacitação e desenvolvimento profissional.
Mostrar mais

134 Ler mais

ANEXO1: MINUTA DE MEDIDA PROVISÓRIA

ANEXO1: MINUTA DE MEDIDA PROVISÓRIA

Os ocupantes de áreas rurais incidentes na Floresta Nacional do Jamanxim, no Parque Rio Novo e na Reserva Biológica das Nascentes Serra do Cachimbo, que constem em rela[r]

12 Ler mais

MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE

MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE

alteração dos limites do Parque Nacional do Jamanxim, reduzindo a unidade em aproximadamente 860 ha, incluindo a BR 163, conforme disposto na proposta de instrumento legal do Anexo 1 e[r]

34 Ler mais

Rio de Janeiro Setembro de 2011

Rio de Janeiro Setembro de 2011

É preciso lembrar um problema encontrado em praticamente todas as regiões analisadas, com menor incidência no Sul e maior no Nordeste: trata-se da exigência de DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) para que os agricultores possam cadastrar-se como fornecedores de matéria-pri- ma no Programa do Biodiesel. Segundo os pesquisadores deste estudo, cerca de 30% dos agricultores do Ceará envolvidos no Programa estão participando de forma irregular e sujeitos a qualquer momento à elimina- ção do cadastro. A questão da DAP, espécie de comprovante de identidade de agricultor familiar, é problemática em todo o país, mas sobretudo em regiões onde a propriedade da terra não está formalizada e várias famí- lias trabalham em uma mesma unidade com um único proprietário for- mal. Em outros casos, os custos dos processos de herança fazem com que os herdeiros não regularizem a posse após o falecimento do proprietário, dificultando a obtenção da DAP.
Mostrar mais

98 Ler mais

4) CADE O RATO? 5) VAI MENINADA 6) SOLETRANDO LIBERDADE 7) DIREITO DE VIVER 8) CIRANDA INFANTIL 9) LEMBRETES DE HUDSON 10) QUEM ROUBOU O QUEIJO

4) CADE O RATO? 5) VAI MENINADA 6) SOLETRANDO LIBERDADE 7) DIREITO DE VIVER 8) CIRANDA INFANTIL 9) LEMBRETES DE HUDSON 10) QUEM ROUBOU O QUEIJO

Plantando Ciranda, Foi um jeito bonito que encontramos de lançar sementes numa terra nova e fértil , porque entendemos a canção como algo que brota de um suspiro profundo de paixão e h[r]

15 Ler mais

Campanha Nacional de Alfabetização

Campanha Nacional de Alfabetização

Mesmo quem diz que não sabe ler e escrever sabe muitas coisas sobre a escrita, e esses saberes são importantes para aprender como traduzir os sinais no papel em significados. Quer uma pr[r]

112 Ler mais

Show all 10000 documents...