Top PDF A formação do preço de venda praticado pelos produtores de orgânicos do município de Monteiro-PB

A formação do preço de venda praticado pelos produtores de orgânicos do município de Monteiro-PB

A formação do preço de venda praticado pelos produtores de orgânicos do município de Monteiro-PB

Este trabalho tem como objetivo verificar como os produtores de orgânicos do município de MonteiroPB estão desenvolvendo ações para formar o preço de venda adequado dos seus produtos. A pesquisa foi de caráter exploratória, descritiva e quantitativa. Foi elaborado um questionário sobre gestão dos custos e formação do preço de venda com perguntas fechadas sobre o assunto. Foi utilizado concordância de 1 a 5, onde 1 significava nunca e 5 significava sempre. Foram entrevistados 22 produtores de orgânicos do município de MonteiroPB. Para o processamento dos dados foi utilizado o software Excel. Sobre a gestão de custos na produção, quando questionados sobre o calculo dos custos da produção e emissão de relatórios para controle, 59% responderam que nunca adotam essa prática. Sobre custos para controle, quando perguntados a respeito à análise sobre as variações de custos indiretos na produção, 59,1% responderam que nunca analisam estas variações. Sobre custos para a tomada de decisão, quando perguntados se realizam algum tipo de rateio dos custos indiretos, 100% dos produtores nunca realizam rateio. Sobre formação do preço de venda, quando perguntados se o produtor utiliza-se do custo do produto para a formação do seu preço de venda, 90,9% afirmaram que sempre utilizam. Foi observado que não existe uma análise sobre os custos na produção. Os produtores formam o preço de venda de forma empírica, sem nenhuma base técnica.
Mostrar mais

26 Ler mais

Sistemas de custos como ferramenta de auxílio no gerenciamento produtivo da associação do produtores agroecologicos de Monteiro - PB

Sistemas de custos como ferramenta de auxílio no gerenciamento produtivo da associação do produtores agroecologicos de Monteiro - PB

De acordo com a gráfico, 5, 66% dos entrevistados formam seu preço de venda considerado as características dos seus produtos como, por exemplo, sua qualidade, desconsideram os clientes alvo e o quanto eles aceitam pagar pelo fato de já terem seu preço tabelado, sendo este, acessível ao perfil de qualquer cliente. Neste caso, apenas 33% dos membros da diretoria da associação afirmam que não se utilizam do custo do produto para a formação do seu preço de venda.

27 Ler mais

Formação de preço de venda e análise de rentabilidade: um estudo exploratório em uma barraca de lanches localizada no Município de Ouro Velho - PB.

Formação de preço de venda e análise de rentabilidade: um estudo exploratório em uma barraca de lanches localizada no Município de Ouro Velho - PB.

Esta pesquisa teve como objetivo analisar a aplicação do preço de venda através do método de custeio por absorção pela distribuição dos custos diretos e indiretos, aplicado pelo índice Mark-up e analisar a lucratividade pelo índice Margem de Contribuição através da relação entre custo/volume/lucro em uma barraca de lanches localizada no Município de Ouro Velho – PB no período de 08 (oito) meses. Para este estudo utilizou-se metodologia de pesquisa quanto à natureza de abordagem mista (qualitativa e quantitativa), classificada quanto aos procedimentos como documental e de levantamento, com ênfase ao método de triangulação. Os resultados apontam que o método de custeio por absorção se fez válido para descrição, alocação e separação dos custos, o índice Mark-up propôs uma precificação desproporcional para a barraca com preços abrasivos do praticado pelo mercado central apontando apenas um preço considerável, onde a análise a análise de lucratividade permitiu que a gestora fizesse uma análise comparativa entre a receita das vendas e os custos e despesas variáveis mensurados se tornando um indicador de grande utilidade.
Mostrar mais

63 Ler mais

Uma pesquisa quanto à formação do preço de venda por seção em um supermercado no município de Serra Branca-PB: um estudo de caso

Uma pesquisa quanto à formação do preço de venda por seção em um supermercado no município de Serra Branca-PB: um estudo de caso

O propósito desta pesquisa foi investigar como se dá a formação do preço de venda em um supermercado na cidade de Serra Branca-PB, considerando todas as seções. Ao analisar os dados coletados, observou-se que a empresa comercial enfrenta dificuldades para formar seus preços de venda, pois precisa colocar o preço em equilíbrio com o mercado, ou seja, algo competitivo, mas possuem um nível de despesas variáveis e tributos que deveriam ser considerados nas formações de seus preços, porém utilizam apenas uma margem de lucro definida pelo mercado e efetuam a multiplicação pelo custo, o resultado é o preço praticado pela a organização.
Mostrar mais

58 Ler mais

Análise de custos e formação de preço de venda: um estudo de caso na serralharia e metalúrgica Nossa Senhora Aparecida no município de Sertânia – PE

Análise de custos e formação de preço de venda: um estudo de caso na serralharia e metalúrgica Nossa Senhora Aparecida no município de Sertânia – PE

Com a grande competitividade no mercado as organizações têm por necessidade criar políticas que viabilizem sua permanência no mercado, esta pesquisa dedicou-se ao estudo de formação do preço de venda por ser este tema de grande relevância para qualquer empresa, pois de acordo com PADOVEZE (2004, p.31) “pode ser considerada a decisão operacional mais importante dentro da empresa” considerando que é através desta correta precificação dos produtos que os empresários irão cobrir os custos e despesas e retirar os lucros necessários para o desenvolvimento dos seus negócios.
Mostrar mais

47 Ler mais

A utilização da contabilidade de custos para a formação do preço de venda em uma micro e pequena empresa

A utilização da contabilidade de custos para a formação do preço de venda em uma micro e pequena empresa

RESUMO: Com base em pesquisas bibliográficas, o presente artigo demonstra a evolução da Contabilidade de Custos e a sua importância para fins gerenciais dentro das empresas, indica os vários tipos de custos que a empresa pode ter, explicando a diferença entre o custo e a despesa. Apresenta métodos de custeio que podem ser utilizados para se chegar ao custo do produto, tornando possível avaliar qual melhor se encaixa em cada ramo de atividade, demonstra como fixar o preço de venda com base nos custos, calculando a margem de lucro dos produtos através da margem de contribuição e do ponto de equilíbrio. Considerando todos esses fatores, é possível que um empreendedor tenha pleno controle de seus custos e consiga avaliar qual é seu produto diferenciado “principal”, e se ele realmente está contribuindo ou não com os objetivos de gerar recursos financeiros para empresa, analisando o retorno que este proporciona em relação ao seu custo.
Mostrar mais

20 Ler mais

EQUÍVOCOS NA METODOLOGIA DE FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA: ANÁLISE DA METODOLOGIA ADOTADA PELO SEBRAE

EQUÍVOCOS NA METODOLOGIA DE FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA: ANÁLISE DA METODOLOGIA ADOTADA PELO SEBRAE

A Metodologia de formação do preço de venda adotada e disseminada pelo SEBRAE às micro e pequenas empresas brasileiras desde 1990 apresenta a tendência de se obter lucro sobre os impostos incidentes na venda. Nesta metodologia, a margem de lucro utilizada é aplicada sobre os custos mais os impostos. O presente trabalho teve como objetivo a análise da metodolo- gia adotada pelo SEBRAE e, em conseqüência, pelas micro e pequenas empresas brasileiras. A metodologia utilizada no desenvolvimento do presente foi a análise detalhada das variáveis que compõem a metodologia adotada teoricamente embasada onde, através de ensaios matemáticos, deduziram-se as fórmulas utilizadas aplicando-se em um exemplo prático, evi- denciando-se os equívocos existentes. Os principais resultados encontrados foram: 1) a metodologia estudada apresenta lucro sobre os impostos embutidos nos preços; 2) as empresas que utilizam essa metodologia, apropriam-se de lucro sobre os demais custos variáveis de venda e não só sobre os impostos; 3) A metodologia analisada confunde margem de con- tribuição com margem de lucro. Esses resultados levaram a apresentação de uma nova metodologia que propicia margem de lucro sobre o preço de venda líquido, não havendo incidência deste sobre os impostos ou sobre os custos variáveis de venda.
Mostrar mais

8 Ler mais

Análise dos impactos do ICMS substituição tributária na formação do preço de venda em uma cooperativa

Análise dos impactos do ICMS substituição tributária na formação do preço de venda em uma cooperativa

Esse estudo buscou analisar qual o impacto no preço final do produto, em duas cooperativas de produtos lácteos, sendo localizadas, uma no estado do Rio Grande do Sul e outra no Estado do Paraná. Com base no regime da substituição tributária do ICMS, obedecendo a legislação de cada Estado onde encontra-se a filial. Para atingir o objetivo, foram esclarecidos principais conceitos sobre ICMS, Substituição Tributária e preços de venda, tais como o que são tributos indiretos, princípios da seletividade, a diferença dos regimes regressivo e progressivo, a não- cumulatividade, cálculo de Mark-up, definição de preço, seus componentes e estruturas. A Metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica, e o estudo de caso. No resultado da pesquisa verificou-se um acréscimo no preço de venda final do produto quando, este é tributado pelo regime Substituição Tributária, pois se trata de um aumento no custo da cooperativa. Sendo assim, pode-se concluir que a Substituição Tributária teve impacto nos dois Estados e, em todos os produtos analisados, levando a um aumento em cada amostragem. Reitera-se que este estudo se limitou a analisar as operações nas Unidades da Federação selecionadas, não podendo estender os resultados obtidos neste para demais. Sugere-se, para fins de futuros estudos, que sejam verificados outros Estados, onde a cooperativa não possui filial, para possível estudo, bem como, de outras linhas de produtos.
Mostrar mais

68 Ler mais

Formação do preço de venda: um estudo de caso em uma indústria de sorvetes localizada no Município de Rio Bonito de Iguaçu- PR.

Formação do preço de venda: um estudo de caso em uma indústria de sorvetes localizada no Município de Rio Bonito de Iguaçu- PR.

Determinar o preço de venda é de extrema importância para os gestores, pois é por meio deste que a empresa começa, de fato, a concorrer no mercado cada vez mais competitivo. A formação de um valor que ofereça custo benefício é a chave para alcançar o objetivo, pois permite planejar o futuro próximo e diminuir as incertezas a longo prazo. O presente trabalho, de acordo com o contexto acima, tem como tema os custos na formação de preço de venda, originando o questionamento que conduz este estudo: Quais os fatores determinantes na formação dos preços de vendas de produtos industrializados por uma indústria de sorvetes localizada no município de Rio Bonito do Iguaçu partir da ótica da gestão dos custos de produção?
Mostrar mais

80 Ler mais

Custeio e formação de preço de venda: uma abordagem intervencionista em pequenas indústrias

Custeio e formação de preço de venda: uma abordagem intervencionista em pequenas indústrias

Dentro da empresa B o pesquisador interveio mediante a implantação de uma planilha eletrônica que custeia os produtos considerando o processo produtivo e forma o preço de venda pelo fator mark-up. A partir do uso desta ferramenta, a empresa decidiu descontinuar a venda de dois produtos por entender que o lucro obtido estava abaixo do desejado. Um dos produtos fazia parte de um mix onde o gestor B1 acreditava que o baixo preço praticado no produto era compensado pelos demais, o que não se comprovou após o cálculo do preço de venda utilizando a planilha elaborada pelo pesquisador. Considerando que a empresa já dispunha de controles razoáveis e que não foi necessária nenhuma mudança nos processos da empresa, essa intervenção também pode ser classificada com intensidade moderada.
Mostrar mais

82 Ler mais

ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA/SERVIÇO DOS EMPREENDEDORES INCUBADOS NA RECEPETI

ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA/SERVIÇO DOS EMPREENDEDORES INCUBADOS NA RECEPETI

Conforme  os  dados  obtidos  na  pesquisa  e  ilustrados  no  Gráfico  1,  o  principal  direcionador   das   empresas   incubadas   vinculadas   à   Rede   Catarinense   de   Inovação,   é   a   oferta   de   produtos   diferenciados/inovador,  contemplando  58%  das  empresas.  A  ligação  deste  dado  com  o  objetivo   da   pesquisa,   identificar   os   fatores   associados   à   formação   do   preço   de   venda,   gera   um   ponto   refletivo,   por   se   basear   em   componentes   inéditos   no   mercado,   dificulta   a   aplicação   de   parâmetros   para   avaliar   o   preço   que   os   clientes   estão   dispostos   a   pagar   pelo   mesmo.   Ponderando  o  gestor  responsável  pela  decisão  do  preço  de  venda  uma  análise  mais  íntegra  de   seu  produto  para  fins  de  aplicação  de  valor  equivalente.    
Mostrar mais

17 Ler mais

Proposta de implantação de um sistema de custeio para formação do preço de venda orientativo

Proposta de implantação de um sistema de custeio para formação do preço de venda orientativo

As constantes mudanças de e evoluções do mercado condicionadas pelo avanço desenfreado da tecnologia e mudanças nas percepções e exigências dos consumidores abre as portas para a iminente mudança nas estruturas organizacionais já existentes. Essa transformação precisa atingir todos os setores de uma organização que precisam se adequar a essa nova forma de gerir a empresa. Dentro dessa ideia, é determinante a correta apuração dos custos, pois os mesmos possuem grande relevância no contexto organizacional. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é a proposta de implantação de um sistema de custeio com base no custo padrão para a formação do preço de venda orientativo em uma empresa de Artefatos de Couro. O trabalho apresentará a pesquisa bibliográfica realizada contendo os temas referentes à área do estudo e posteriormente demonstrara a proposta de implantação do sistema de custeio. Esse sistema contemplara toda a análise dos custos de produção, das despesas inerentes sobre a venda e a margem de lucro desejada, formando o preço de venda orientativo. Essa ferramenta possibilita o mapeamento completo de todos os gastos realizados e sua correta alocação em espaço específico. Com esse sistema a empresa pode tomar as decisões inerentes ao preço e ao custo de maneira mais segura e pode desenvolver suas estratégias de maneira mais eficaz.
Mostrar mais

184 Ler mais

Sistema especialista para identificação do método de custeio para a formação do preço de venda

Sistema especialista para identificação do método de custeio para a formação do preço de venda

A presente pesquisa teve como objetivo geral estabelecer, por meio da utilização de um Sistema Especialista - SE, o método de custeio mais viável para a precificação de um determinado produto ou serviço, na área de contabilidade de custo. O sistema utilizado foi desenvolvido por meio de um conjunto de variáveis identificadas com o estudo aprofundado dos métodos mais usados para formação de preço de venda: Custeio por Absorção, Variável, Padrão ou ABC. As variáveis foram transformadas em perguntas e organizadas em cinco árvores de possibilidades agrupadas em quatro perguntas. Para cada pergunta, existe uma resposta do tipo sim ou não. A partir da árvore de possibilidades, foram criadas as regras, posteriormente implementadas em um Shell para SE denominado de Expert Sinta, software gratuito. A validação do sistema foi realizada comparando a árvore de possibilidades criada manualmente com a árvore gerada pelo Shell. A pesquisa classifica-se em aplicada, quanto à natureza; exploratória, quanto aos objetivos e quanto aos procedimentos, em bibliográfica e experimental. Este trabalho foi dividido em seis atividades principais: definições dos métodos de custeio, seleção de ferramenta para implementar o SE, identificação de questões, elaboração da árvore de possibilidades, implementação e validação do SE. Os resultados obtidos com o SE desenvolvido permitem o diagnóstico correto, de acordo com conhecimentos implantados previamente, com o objetivo de ser mais preciso e ágil do que os especialistas humanos, mas dependentes deste para alimentação do sistema. Desta forma, o SE pode auxiliar na tomada de decisão, auxiliando a manutenção da empresa em um mercado competitivo.
Mostrar mais

107 Ler mais

Custos e formação do preço de venda em uma empresa de produção por encomenda - uma análise gerencial

Custos e formação do preço de venda em uma empresa de produção por encomenda - uma análise gerencial

Com a evolução e as mudanças ocorridas nos últimos anos, a Contabilidade de Custos passou de simplesmente obrigatória para totalmente informativa, principalmente no que tange a parte gerencial. A mesma deixou de ter como principal objetivo a mensuração monetária dos estoques e do resultado. Além de apurar os custos de cada produto produzido, através de uma metodologia de custeio, passou a possuir duas funções relevantes: o auxílio ao controle e às tomadas de decisões (MARTINS, 2008). O controle pode acontecer através da previsão de custos e do costumeiro acompanhamento do que efetivamente ocorreu. Já a tomada de decisão pode se relacionar com a capacidade produtiva da organização, com a compra de novos equipamentos e principalmente com a formação do preço de venda.
Mostrar mais

104 Ler mais

Diferença entre características na formação do preço de venda e locação de imóveis na cidade de Vitória/ES

Diferença entre características na formação do preço de venda e locação de imóveis na cidade de Vitória/ES

A escolha por variações na especificação dos modelos se mostrou positiva, na medida em que possibilitou a comparabilidade da intercalação entre as variáveis de tamanho área privativa e quantidade de quartos, dessa forma, observando a qualidade do ajustamento (R2), é possível verificar uma diferença de 5,4% quando ocorre a inclusão da variável área privativa da unidade, o que é esperado uma vez que é quase unânime na literatura a relação direta entre preço e tamanho do imóvel no ramo imobiliário. Nos modelos, a intercalação da proxy de tamanho área se deu para analisar em separado a outra proxy de tamanho quartos, evitando um possível problema de autocorrelação dessas variáveis dependentes, assim, a presença de uma das duas variáveis acompanha a literatura apresentada nessa dissertação. Para variável quantidade de quartos, no modelo 1.1.1, houve significância de 10%.
Mostrar mais

88 Ler mais

Práticas rurais na criação animal por produtores do município de Queimadas/PB

Práticas rurais na criação animal por produtores do município de Queimadas/PB

Após os questionamentos sobre enfermidades, foi levantado as questões sobre o tratamento dos mesmos (gráfico 1B), onde verificou-se que 60,86% fazem uso de fármacos como primeira opção, seguido de 36,23% de produtores que não utilizam de tratamento. Apenas 2,89% fazem uso de alguma espécie de planta medicinal para combate às enfermidades. Segundo Barboza et al. (2007), são necessárias mais pesquisas na área de fitoterápicos, o que influencia muitas vezes na escolha do profissional veterinário na utilização de medicamentos tradicionais. A agroecologia animal trabalha com métodos preventivos, como por exemplo, a homeopatia. Método esse que faz todo o processo de cura do animal para alguma enfermidade específica. O manejo do ecossistema, bem como utilização de animais adaptados à região, ajudam na estabilização do animal, frente as adversidades da criação. Quando o animal apresenta sinais e sintomas crônicos, é permitido o uso de medicamentos convencionais.
Mostrar mais

38 Ler mais

A MONTAGEM DA EQUAÇÃO PARA DETERMINAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

A MONTAGEM DA EQUAÇÃO PARA DETERMINAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

na elaboração de sistemas financeiros nas áreas de projeções financeiras, preços, fluxo de caixa e avaliação de projetos. A Cavalcante & Associados também elabora projetos de capitalização de empresas, assessora na obtenção de recursos estáveis e compra e venda de participações acionárias.

14 Ler mais

A FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA DOS PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA AB PLAST

A FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA DOS PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA AB PLAST

0 preço de venda do produto estudado é obtido através do método baseado no custo pleno, onde o produto absorve todos os custos de sua fabricação e adiciona urna margem desejada de l[r]

49 Ler mais

ICMS COBRADO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA E SUA INFLUÊNCIA NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA DE ARTIGOS DE PAPELARIA

ICMS COBRADO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA E SUA INFLUÊNCIA NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA DE ARTIGOS DE PAPELARIA

A instituição da substituição tributária do ICMS deu suporte ao Estado no que tange a fiscalização de seus contribuintes, pois como o ICMS abrange uma gama de contribuintes, a instituição deste regime fez com que o recolhimento do imposto em uma cadeia de comercialização fosse afunilado para apenas um contribuinte. No entanto, ao contrário do que afirma o Estado, os empresários que comercializam os produtos com incidência do ICMS, com regime da substituição tributária, alegam que este regime aumentou a carga tributária. Este trabalho objetiva evidenciar os reflexos no preço de venda dos artigos de papelaria causados pela instituição da substituição tributária do ICMS. Além de proporcionar uma análise comparativa entre a carga tributária do ICMS com base no preço de venda praticado pela empresa estudada antes e depois da vigência da substituição tributária do imposto, fazendo a mesma análise com base no preço de venda previsto pelo protocolo 199/09 através da margem de valor agregada definida neste. Para alcançar estes objetivos, foi elaborado um estudo de caso em uma empresa do setor de papelaria, fazendo uma amostra com base no protocolo 199/09, e coletando os dados necessários a pesquisa num período de três meses antes e três meses depois da instituição da substituição tributária. Verifica-se que idependente do preço praticado, as alíquotas do ICMS no regime da substituição tributária se mantém ao regime de tributação normal, e ao comparar o valor do ICMS recolhido anterior ao regime da substituição tributária, houve um acréscimo de 118,91% no 1º trimestre e 199,82% no 2º trimestre, isto em virtude da mudança de base de cálculo do imposto.
Mostrar mais

67 Ler mais

Formação de preço de venda no comércio varejista de medicamentos à luz da competição e regulação: um estudo de caso múltiplo no município de Sertânia- PE

Formação de preço de venda no comércio varejista de medicamentos à luz da competição e regulação: um estudo de caso múltiplo no município de Sertânia- PE

De acordo com o CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) os medicamentos estão ordenados por principio ativo, forma farmacêutica e concentração, fazendo com que haja facilidade de comparar os preços. Os preços de medicamento são divididos entre o Preço Fábrica (PF) e Preço Máximo ao Consumidor (PMC), o primeiro diz respeito ao preço praticado pelas empresas produtoras ou importadoras do produto e pelas empresas distribuidoras. É o preço máximo permitido para a venda a farmácias. O segundo é o preço máximo permitido para venda ao consumidor e incide impostos por estado. Também há a utilização do CAP (Coeficiente de Adequação de Preços) é um desconto mínimo de alguns medicamentos que são obrigatórios e deve incidir sobre o Preço Fábrica. O preço dos medicamentos é formulado por esses métodos, que são aplicados pela agência reguladora, mas acontece que há diferenças de preços de produtos do mesmo tipo, em função da concorrência e do consumidor.
Mostrar mais

41 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados