Top PDF Formação profissional em Educação Física: O caso da Licenciatura Plena da UEPB

Formação profissional em Educação Física: O caso da Licenciatura Plena da UEPB

Formação profissional em Educação Física: O caso da Licenciatura Plena da UEPB

O Diretório Acadêmico “Carlos Campos Sobrinhos” entraram em contato com a campanha “Educação Física é uma só: Licenciatura Ampliada Já” noúltimo ENEEF em Fortaleza. Desde o princípio identificaram com acampanha, pois a proposta sintetiza bem um dos seus maiores problemasque é a questão curricular. Com a posse de 50 cartilhas procuraram distribuirpara os demais membros do diretório e fizeram uma reunião com osrepresentantes de sala explicando os pontos principais da proposta. No dia 15de Outubro junto com a campanha do dia do professor aproveitaram aoportunidade para fazer repasse em sala de aula, colar cartazes, mandar e-mails e distribuir panfletos sobre a campanha. Em novembro começaram um grupo de estudos sobre o currículo, com a idéia de chegarem aproposta da Licenciatura Ampliada. Com a aprovação (sem discussão) damodalidade de Licenciatura à distância puderam colocar nas reuniões de departamento, conselho e congregação a nossa idéia de reforma curricular,mas devido ao total descaso e desinteresse dos professores com a graduaçãoe falta de participação dos estudantes nas questões políticas da faculdadeperderam força. Em 2011 conseguiram um ônibus para o EREEF e tem a pretensão de ampliar a participação e dar continuidade ao grupo de estudos. A inclusão nalista de coordenadores e na Lista MEEF foi fundamental, mas acreditam queé necessário um canal mais efetivo que permita a troca de informações entreas escolas sobre a campanha.
Mostrar mais

75 Ler mais

Egressos do curso de licenciatura plena em Educação Física da UFES (1995-2002): aspectos da sua trajetória formativa e profissional

Egressos do curso de licenciatura plena em Educação Física da UFES (1995-2002): aspectos da sua trajetória formativa e profissional

A preocupação com a educação e, em decorrência, com a formação de professores e as suas condições de trabalho aparece como uma questão importante na sociedade, em razão das demandas e das pressões de variados grupos sociais, considerando os novos ordenamentos estruturais no mundo contemporâneo. Neste contexto, decisões de governo relativas à educação podem sinalizar sobre a importância política real atribuída a esse setor da ação governamental. O modo como essas decisões são formuladas e implementadas em determinados contextos – a maneira como são propostas e colocadas em ação; a sua articulação, ou não, entre si e com políticas mais amplas, com metas claras, ou não; o seu financiamento; o seu gerenciamento etc. – oferece indícios da sua adequação e informa sobre o tipo de impacto que poderão ter, à luz do conhecimento já acumulado sobre o desenvolvimento de políticas e programas governamentais, em determinadas condições (GATTI et al., 2011, p. 13).
Mostrar mais

118 Ler mais

FORMAÇÃO, PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RECORTE DOS 30 ANOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA UEPB.

FORMAÇÃO, PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RECORTE DOS 30 ANOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA UEPB.

A reflexão sobre formação, pesquisa e pós-graduação tem como eixo inspirador os 30 anos de criação do Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba, em que nuances da minha trajetória profissional e acadêmica desde a formação são trazidas como pano de fundo para aproximar a leitura, especialmente de estudantes da área, vislumbrando a possibilidade de desmistificar a pesquisa, ainda em sua formação, transcendendo a visão utilitarista para conclusão de curso, mas encantando-se pelos questionamentos que ela proporciona na formação do sujeito-ético. Dentre outros desafios e perspectivas dessa reflexão na tríade formação, pesquisa e pós- graduação, destacamos ainda que as universidades possam criar e intensificar seus investimentos no âmbito da pesquisa, criando uma política seja através de seus próprios programas além de parcerias com outros órgãos de fomento; os professores entendam a pesquisa também em seu cotidiano de sala de aula e possam formar grupos de pesquisa, cujas produções poderão consolidar as linhas de pesquisa e, posteriormente, desdobrá- las em cursos de pós-graduação; a CAPES possa se tornar mais sensível a especificidade de cada área de conhecimento e região do país, no sentido de descentralizar a pós-graduação do eixo sul e sudeste, como também compreender a Educação Física não somente pelo viés da saúde.
Mostrar mais

7 Ler mais

A importância do Estágio Supervisionado na formação do aluno no curso de Educação Física da UEPB

A importância do Estágio Supervisionado na formação do aluno no curso de Educação Física da UEPB

Este é um relato de experiência, cujo objetivo é mostrar a relevância do Estágio Supervisionado na Formação Acadêmica no curso de Licenciatura Plena em Educação Física. Sabendo que o processo de formação do profissional de Educação deve ser contínuo, aliado a uma constante busca pelo conhecimento. A educação é permanente não por que certa linha ideológica ou certa posição política ou certo interesse econômico o exijam. O estudo realizado e relatado neste trabalho foi fruto da experiência no âmbito do estágio supervisionado I, II, III e IV no Curso de Licenciatura de Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB. Utilizamos como instrumento de análise no Estágio Supervisionado I, II e III o planejamento de 07 (sete) planos e de aula e a observação participante, acompanhado de um relato descritivo a cada término de estágio. No estágio IV utilizamos ficha de acompanhamento dos participantes da academia. Desta forma concluímos que a vigência do estágio supervisionado, vivenciado nos quatro períodos, foi uma experiência significativa, pois trouxe uma reflexão crítica, acerca dos conteúdos que devemos trabalhar, que por tantas vezes são abordados de forma equivocada, misturados com temas e eixos, então devemos através dessa problematização sistematizar os conteúdos próprios da Educação Física, valorizando e respeitando as fases evolutivas principalmente quando nos referimos a Educação Infantil.
Mostrar mais

32 Ler mais

O curso de licenciatura em educação física da UFBA: uma análise da formação acadêmica e do exercício profissional de seu egresso no mundo do trabalho

O curso de licenciatura em educação física da UFBA: uma análise da formação acadêmica e do exercício profissional de seu egresso no mundo do trabalho

Inserido na linha de pesquisa de Políticas e Gestão da Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (FACED/UFBA), este estudo teve como objetivo principal Identificar a percepção que os egressos têm da interferência dos processos institucionais ocorridos no interior do curso de licenciatura em Educação Física da UFBA sobre a sua formação acadêmica e o seu exercício profissional no mundo do trabalho. Assim, o estudo relacionou o momento histórico da crise epistemológica da Educação Física com a formação profissional na UFBA, tendo como pano de fundo os diversos mecanismos estruturantes da formação, tais como o currículo prescritivo, o sistema de estilos pedagógicos dos docentes, as unidades de ensino, os setores administrativos e o movimento estudantil. Configurado como um Estudo de Caso, investiu seus interesses metodológicos numa unidade de análise, o curso de licenciatura em Educação Física da UFBA. Utilizou-se de entrevistas semi-estruturadas, análise documental e de um questionário digital disponibilizado na Internet, que serviu para a escuta dos principais sujeitos da pesquisa, os egressos das cinco primeiras turmas. Essa investigação detectou um descontentamento generalizado com a estrutura formal do curso representado pela infra-estrutura física das unidades de ensino e pelos conteúdos formais trabalhados no interior das disciplinas, que foram avaliados como parcialmente sintonizados com as demandas do exercício profissional. No entanto, os resultados mostram que parte diminuta dos docentes foi responsável pelas principais marcas do processo de formação acadêmica. Com eles ocorreu um processo de aprendizado muito particular, nas brechas, nas sombras, nos atalhos, enfim, nos descaminhos encontrados para superar as limitações de uma formação que tinha no projeto político-pedagógico uma matriz teórico-filosófica progressista, mas na estrutura curricular das disciplinas, na infra-estrutura física e no quadro docente em geral um modelo de formação de três décadas atrás. Esse mecanismo de intervenção intencionada desse grupo de docentes configurou o que este estudo chamou de currículo marginal na formação. Imagina-se, assim, que esse estudo possa trazer novos elementos para auxiliar futuros processos de reformulação e avaliação curricular deste curso, bem como de quase todos os outros do Estado, tendo em vista a emergência imposta pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Física (DCN/EF) e pelas resoluções 01 e 02/02 do MEC, qual seja a de revogar o Parecer 215/87 e a Resolução 03/87 e conclamar grande parte dos cursos existentes na Bahia a um processo de adequação e/ou de reformulação curricular.
Mostrar mais

254 Ler mais

CONHECENDO AS NECESSIDADES INFORMACIONAIS DOS ALUNOS DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM FÍSICA DO IFRN CAMPUS JOÃO CÂMARA: ESTUDO DE CASO

CONHECENDO AS NECESSIDADES INFORMACIONAIS DOS ALUNOS DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM FÍSICA DO IFRN CAMPUS JOÃO CÂMARA: ESTUDO DE CASO

BORBA, Maria do Socorro Azevedo. Estudo de caso: o processo de formação e desenvolvimento de coleções da Biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. In: CONGRESSO BRASIELIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 24., 2011, Maceió. Anais eletrônicos... Maceió, 2011a.

5 Ler mais

A formação na licenciatura em Educação do Campo para atuar com a disciplina de Física na educação básica

A formação na licenciatura em Educação do Campo para atuar com a disciplina de Física na educação básica

No entanto, mesmo que o professor formador busque caminhos alternativos para adentrar numa outra perspectiva, esbarra no elemento tempo, pois como vimos, o tempo destinado para a formação nas disciplinas de Física não atende às necessidades de um público que teve pouco acesso à mesma no ensino médio. Nesse sentido, é imprescindível que, aliado à formação pedagógica, presente no curso, seja dada margem ampliada de carga horária para que se supere, efetivamente, o modelo de formação vigente, em que conteúdos relevantes na formação do futuro professor, que vai atuar com a disciplina escolar de Física, ocorra de forma plena, caso não, a formação adequada em todas as disciplinas da área do conhecimento acaba sendo penalizada. Além disso, é preciso considerar que dentro da Educação do Campo a perspectiva formativa não é pautada apenas na presença ou não de determinados conteúdos ou da contextualização dos mesmos, mas dentro de um processo maior, que envolve a construção de um modelo de sociedade que respeite a diversidade, valorizando os saberes e os distintos modos de vida.
Mostrar mais

22 Ler mais

Perspectivas e desafios da licenciatura para a educação profissional: um estudo de caso.

Perspectivas e desafios da licenciatura para a educação profissional: um estudo de caso.

De acordo com os entrevistados, muitos estudantes abandonam o curso ou não se formam no tempo previsto, porque são alunos trabalhadores, com pouco tempo para estudar. Outro motivo seria a formação deficitária no ensino médio, que os impede de terem bom desempenho, principalmente nas disciplinas básicas e de cálculo, como física e matemática. Mais um motivo da evasão e atraso na formação destes licenciados seria a própria construção da matriz curricular. A mesma foi elaborada com muitos pré-requisitos de uma disciplina para outra, além de concentrar uma carga horária elevada para as matérias de cálculo e concentrá- las nos mesmos semestres. Por fim, a disponibilidade de professores também agrava o problema. Como eles se dividem entre os cursos básico, técnico e superior, muitas vezes não têm disponibilidade para ensinar na licenciatura em todos os semestres, e por isso, há disciplinas que são ofertadas apenas anualmente, impedindo o aluno que foi reprovado naquele semestre, cursar a matéria logo no semestre seguinte. D5 relata de forma mais clara esse ponto:
Mostrar mais

137 Ler mais

Licenciatura e bacharelado: a formação profissional na área de Educação Física

Licenciatura e bacharelado: a formação profissional na área de Educação Física

Sim né? Mas assim é...por que que eu digo sim, amparada mesmo pela própria comissão, os pareceres, as diretrizes pra criação dos dois cursos, né? E aí por ser tão envolvida nesse conhecimento eu acabo dizendo que sim, sem contrariar as minhas respostas anteriores. Por que que tem ter essa difernciação? Por que o bacharel é...ele vai atuar pros espaços de acordo aí né com as diretrizes, com o próprio conselho, ele vai designar a atuação deste profissional. Então se ele vai pra estes espaços que não é a escola, então a matriz curricular, toda a proprosta ela também tem que ofertar uma gama de conhecimentos pra dar condição pra este profissional atuar. E aí existem as diretrizes pra orientar a construção das matrizes curriculares aí é... De todos os cursos de formação profissional seja, hoje né? Especificado licenciatura e bacharelado, então tem sim esse conjunto. E a mesma coisa vale pra licenciatura, mas muito embora vejo um erro que retirou esses aprofundamentos que a gente também ofertava na licenciatura que é o que deixou de ser a licenciatura plena né? Com aqueles aprofundamentos. Mas então se já que veio, nós temos que obedecer esta divisão, então as matrizes curriculares também te que ter os aprofundamentos tanto pros espaços da escola voltado pra licenciatura, como para o bacharelado para a atuação de outros mercados que não seja a escola.
Mostrar mais

105 Ler mais

Índice de massa corporal dos graduandos do Curso de Licenciatura Plena em Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba

Índice de massa corporal dos graduandos do Curso de Licenciatura Plena em Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba

O estudo tem o objetivo de conhecer a composição corporal de ambos os gêneros dos graduandos do Curso de Licenciatura Plena Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba. O desenvolvimento do tema proposto foi realizado por um estudo transversal descritivo. O estudo envolveu 70 estudantes universitários sendo 50%(n=35) do gênero feminino e 50%(n=35) do gênero masculino. Os principais resultados mostraram que para o % de gordura corporal em ambos os gêneros os dados encontrados 71,42%(n=50) acima do % de gordura corporal normal, 27,12%(n=19) para percentual de gordura normal e 1,44%(n=1) para percentual de gordura abaixo do normal. Em relação ao IMC de ambos os gêneros os principais resultados 60,0%(n=42) em estado normal, 4,3% (n=3) com baixo peso, 32,85%(n=23) com excesso de peso e 2,85%(n=2) com obesidade I. Em relação aos comparativos relacionados ao % de gordura corporal e IMC, percebe-se que muito embora os universitários apresentem 60,0% (n=42) normal, para o % gordura apresentam 71,42% (n=50) acima do % de gordura corporal normal. Diante do exposto, apesar de serem profissionais que lidam diretamente com os cuidados com o corpo que se torna a principal ferramenta de trabalho do profissional de Educação Física, sendo ainda os mesmos os principais agentes na prevenção da saúde que lidam com programas de educação para a saúde e com a formação de hábitos de alimentação saudáveis e no incentivo as práticas de atividades físicas, estão expostos a doença do século que é a obesidade e a inatividade física.
Mostrar mais

34 Ler mais

Ações pedagógicas ligadas à escola na formação inicial de licenciatura em educação física

Ações pedagógicas ligadas à escola na formação inicial de licenciatura em educação física

Objetivo: Averiguar as ações pedagógicas adotadas por docentes de um curso de Licenciatura em Educação Física para abordar a escola no decorrer das aulas. Métodos: Participaram da pesquisa 41 acadêmicos do último ano e 18 professores permanentes de um curso de Licenciatura em Educação Física, os quais participaram de entrevista semiestruturada. Os dados foram tratados por meio de análise de conteúdo, com a utilização do software de análise qualitativa NVivo 10. Resultados: Os resultados demonstram que os professores, de modo geral, estabelecem relações entre os conteúdos e a escola por meio de discussões nas salas de aula na universidade, ou ainda promovem aulas simuladas, nas quais os acadêmicos planejam e ensinam conteúdos para a própria turma no ambiente universitário. No entanto, constatou-se que são raras as ações que oportunizam a aproximação entre teoria e prática, por meio de encontros, visitas, aulas e demais práticas de ensino no contexto escolar da Educação Básica. Conclusão: Reforça-se a necessidade de possibilitar ao futuro professor de Educação Física a sua imersão na realidade da escola, como forma de vivenciar in loco os elementos básicos e aplicados do ser professor.
Mostrar mais

10 Ler mais

PIBID e residência pedagógica: contribuições para formação do aluno de licenciatura em Educação Física

PIBID e residência pedagógica: contribuições para formação do aluno de licenciatura em Educação Física

O PIBID e a Residência Pedagógica à revelia dos critérios de ensino, pesquisa e extensão, tem uma função complementar nas vivências orgânicas que um aluno de licenciatura pode ter, além da existência dos 4 estágios obrigatórios, distribuídos a partir da metade da graduação, esses programas dão o suporte para que o aluno se veja inserido no ambiente futuro de trabalho, contendo suas particularidades: o PIBID podendo ser realizado apenas do 1ª ao 4º período da graduação, e a Residência Pedagógica podendo ser realizada somente a partir do 4º período. Ambos com o precedente obrigatório de inserção no contexto de escolas públicas. Sendo um fator estimulante para movimentações positivas, por intermédio de ações provenientes dos participantes de conscritos projetos, na esfera do ambiente escolar público, compreendendo os mais diversos níveis de ensino (infantil, fundamental e médio), em demanda escolhida por edital (escolha das escolas contempladas e supervisores de campo). Discutiremos sobre o questionamento: Qual a percepção dos professores formados e egressos do PIBID e a Residência Pedagógica sobre as contribuições para formação do aluno de Licenciatura em Educação Física?
Mostrar mais

38 Ler mais

MEMÓRIA DO CURRÍCULO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA NO BRASIL

MEMÓRIA DO CURRÍCULO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO FÍSICA NO BRASIL

ABSTRACT: Physical education (P.E.) teachers’ training in Brazil has its roats in military institutions. During the 30’s, civilian undergraduation courses began to operate including the Escola Nacional de Educação Física e Desportos (ENEFD) (National School of P.E. and Sports) in 1939, in Rio de Janeiro. The present study aims to describe and analyse in terms of comparative historical research, the curriculum changes in P.E. undergraduation beginning with the creation of the ENEFD. The methodological options were bibliographic survey, document examination and oral history focussing the critical theory on curriculum in terms of sociological ratinales. The results of this investigation identified backlashes from theoretical construction of the curriculum as well as demonstrating the low influence of cultural heritage. These facts were interpreted as result of different thinking from traditional prescritions on curriculum development. Thus, the curriculum did not present meaningful changes in pratice, exept when related to inclusion, exclusion and combination of discipli- nes, mostly when emphasis was put in biological and sportive focus.
Mostrar mais

14 Ler mais

A formação na Licenciatura em Educação do Campo: vivências e desafios em Biologia, Física e Química

A formação na Licenciatura em Educação do Campo: vivências e desafios em Biologia, Física e Química

Desse modo a licenciatura em Educação do Campo tem uma dinâmica que prevê o debate e planejamento das atividades científico-acadêmicas e de cunho didático-pedagógico no/do curso. O coletivo de professores e estudantes vivenciam um processo contínuo de ação-reflexão-ação entre os tempos universidade e comunidade, num percurso de consolidação do Projeto Político Pedagógico (PPP) comprometido com as populações do campo. Pautada nos princípios da Educação do Campo, a matriz curricular do curso está organizada pela Pedagogia da Alternância que define tempos/espaços distintos alternados, os quais se denominam Tempo Universidade e Tempo Comunidade. Os Tempos Universidades compreendem aulas presenciais e em tempo integral, organizadas, predominantemente em estudos concentrados no campus universitário; os Tempos Comunidades são os períodos em que os estudantes realizam as viagens a campo, balizadas pelo plano de estudos/trabalho e pela ação investigativa sobre as realidades, preferencialmente nos municípios de origem, sob acompanhamento e orientação dos professores [do curso] (BRITTO, 2013, p. 114).
Mostrar mais

61 Ler mais

Formação de professores: a prática de ensino no Curso de Licenciatura em Educação Física com base na concepção de formação omnilateral e da licenciatura ampliada

Formação de professores: a prática de ensino no Curso de Licenciatura em Educação Física com base na concepção de formação omnilateral e da licenciatura ampliada

e de essência para alterar os rumos da formação de professores no Brasil através da Práxis que se caracteriza utilitária ou revolucionária. Os dados empíricos sobre a Licenciatura Ampliada foram coletados no Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Federal Bahia, visto ser ele um curso que reestruturou o currículo de graduação, aprovado em 2010 e implementado em 2011, com base na concepção de formação omnilateral. A análise dos dados tratados através da análise dialética materialista nos permitiram corroborar as hipóteses, identificando contradições e propondo superações. Os documentos analisados foram: o Projeto Político Pedagógico do curso de Educação Física da Universidade Federal da Bahia, a minuta do Eixo Práxis, os planejamentos das disciplinas Prática de Ensino I, II, III, IV e seus respectivos relatórios e o instrumento para a coleta de dados – o diário de campo sistematizado, para observar as mediações realizadas entre a proposta da reformulação curricular e o trabalho pedagógico nas disciplinas Prática de Ensino. A tese demosntra que a Consistente Base Teórica articulada a uma concepção de formação omnilateral, para formação de professores em geral e, em especial, de Educação Física, passa pela consideração do mais avançado em termos da teoria do conhecimento, a teoria marxista, a teoria pedagógica histórico-crítica e a metodologia crítico-superadora.
Mostrar mais

174 Ler mais

Informática na educação matemática: uma análise do curso de licenciatura em matemática da UEPB

Informática na educação matemática: uma análise do curso de licenciatura em matemática da UEPB

O questionário foi composto por 10 perguntas, onde inicialmente era feito uma pergunta de caráter exploratório a cerca do nível de formação dos professores. Esse questionamento teve o objetivo de correlacionar os resultados de todas as perguntas posteriores com o nível de formação. Logo após é feito uma pergunta, de visão geral, para entender se o professor acha que as novas tecnologias podem melhorar o processo de ensino- apredizagem na educação matemática. Esse tipo de pergunta gera uma previsão de como os próximos questionamentos venham a ser respondidos. O questionário também é composto por perguntas a cerca de softwares matemáticos, com o objetivo de saber da utilização, da popularidade, do incentivo, do potencial de construção do conhecimento e do desenvolvimento dos mesmos. Outro tipo de pergunta existente no questionário é quanto à especialidade dos professores relacionada à informática na educação. O objetivo da mesma é saber o quanto os professores estão preparados para explorar essa temática. O último questionamento busca a opinião geral do professor relacionada à preparação dos alunos do curso de Licenciatura em Matemática para uso das novas tecnologias no ensino de matemática, com o objetivo de obter o perfil do curso quanto à temática abordada.
Mostrar mais

24 Ler mais

A educação ambiental na formação do pedagogo: a dimensão ambiental no curso de Licenciatura Plena de Pedagogia da UFPB João Pessoa

A educação ambiental na formação do pedagogo: a dimensão ambiental no curso de Licenciatura Plena de Pedagogia da UFPB João Pessoa

disciplinas, seminários e atividades de natureza predominantemente teórica que farão a introdução e o aprofundamento de estudos, entre outros, sobre teorias educacionais, situando processos de aprender e ensinar historicamente e em diferentes realidades socioculturais e institucionais que proporcionem fundamentos para a prática pedagógica, a orientação e apoio a estudantes, gestão e avaliação de projetos educacionais, de instituições e de políticas públicas de Educação;

118 Ler mais

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO: a dimensão ambiental no curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da UFPB – João Pessoa

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO: a dimensão ambiental no curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da UFPB – João Pessoa

Não podemos deixar de discutir a Educação aqui, partindo do pressuposto de que esse estudo que visa analisar sua função destinada a um determinado grupo, nesse caso, os pedagogos. Portanto, podemos repensar como e porque a educação se torna tão essencial para este estudo, uma vez que a relação que o homem estabelece com o meio ambiente perpassa pela via educativa. Com tudo isso educação se apresenta como plano de fundo para a construção da formação socioambiental que pode ser definida como sendo um conjunto de influências que sobre as nossas inteligências, independentemente de nossas vontades, exercem os outros, (DURKHEIM, 1978). Existe, portanto, vários sentidos para a educação, já em (FREIRE, 1997) observamos que a educação é um processo de comunhão entre os homens e o mundo, ou seja, os homens se educam entre si mediados pelo mundo. É conhecido ainda em (FREIRE, 1997) que educar é um ato político.
Mostrar mais

22 Ler mais

A formação profissional em Educação Física e o processo político social

A formação profissional em Educação Física e o processo político social

A relação da Educação Física com os militares e os médicos tem sido bem explorada academicamente nas pesquisas de campo e, em geral, pensa�se numa certa subserviência desta em relação as outras duas instituições. Para as questões ligadas à formação profissional, podemos pensar na possibilidade de que a Educação Física teria usufruido do referencial teórico e força política do movimento higienista, para superar seus problemas de identidade e legitimidade, mantendo uma forte relação com a Medicina e a Biologia, como indicam Góis Júnior e Loviloso (2003), talvez, como uma forma dos educadores se contraporem ao predomínio militar neste âmbito de intervenção social. Assim, para a Educação Física em seu processo de institucionalização, a relação com este campo biomédico teria sido interessante, assim como também com os educadores e filósofos, ainda que estas relações ocorressem mais no plano teórico e político e menos no cotidiano do trabalho que permanecia referenciado no ideário militar, como nos indica Melo (1996). Vemos, então, constituir�se, neste processo, as ambiguidades entre educação e saúde, alicerçadas numa forte dualidade entre um referência teórica fundamentada na saúde e uma prática constituída no exercício da caserna.
Mostrar mais

16 Ler mais

A cultura popular na formação profissional em Educação Física no Brasil

A cultura popular na formação profissional em Educação Física no Brasil

Esta pesquisa tem como finalidade analisar como a cultura popular esta sendo trabalhada na formação profissional de Educação Física no Brasil, a partir de uma pesquisa mais ampla intitulada: “Estudo Comparado sobre Políticas de Formação Profissional nos Sistemas de Esporte, Lazer e Educação: A América Latina em Foco” desenvolvida sob coordenação do Laboratório Physis de Pesquisa em Educação Física, Sociedade e Natureza (LABPHSYIS/FEFD/UFG). Como objetivos específicos à pesquisa visa identificar qual a formação dos docentes das instituições de ensino, as disciplinas que abordam a cultura popular, e o perfil dos egressos. Para isso, foi realizada uma pesquisa de tipo descritiva exploratória, na qual analisamos 48 documentos institucionais além de questionário respondido pelos responsáveis por 24 cursos de graduação, sendo 12 de licenciatura e 12 de bacharelado. Essas instituições estão situadas nas regiões sul, sudeste, centro- oeste e nordeste. Ao longo da pesquisa analisamos dados quantitativos e qualitativos de todas as instituições participantes, e concluímos que grande parte das instituições trabalha com a cultura popular, seja como temática principal de algumas disciplinas, ou de modo secundário, quando trabalhando a temática da cultura corporal.
Mostrar mais

55 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados