Top PDF Fratura coronária em dente anterior: Relato de caso clínico

Fratura coronária em dente anterior: Relato de caso clínico

Fratura coronária em dente anterior: Relato de caso clínico

Um dente preparado para receber um retentor intra-radicular ele perde estrutura dental o que possibilita o enfraquecimento do próprio. Contrariamente, o retentor não fornece reforço a estrutura dentária, pois quando o elemento dentário é submetido a cargas, são nas faces vestibular e lingual da raiz que são absorvidas as maiores tensões, a tensão sobre o pino é mínima e não ajuda promover a prevenção da fratura (MEZZOMO, 2002). Estudos realizados em laboratório que dentes que passaram por tratamento endodôntico, com uma menor perda de estrutura dentária tem uma maior resistência à fratura que aqueles com restauração do tipo retentor/núcleo e coroa, e os dentes anteriores superiores que sofreram o mesmo procedimento ainda são mais resistentes a fraturas que aqueles restaurados com pino intra-radicular e coroa (STOCKTON, 1999). Desta forma, a função dos retentores não é reforçar o dente, mas quando for necessária a retenção do núcleo coronário (FERNANDES, DESSAI, 2001).
Mostrar mais

22 Ler mais

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURA DE OSSO FRONTAL: RELATO DE CASO CLÍNICO

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURA DE OSSO FRONTAL: RELATO DE CASO CLÍNICO

lizadas somente considerações sobre a parede óssea an- terior e posterior, ductos frontonasais, lesões intracrani- anas e demais fraturas da face. Existem cinco subdivi- sões das fraturas de seio frontal. O tipo I é classificado como linear, onde as fraturas estão minimamente deslo- cadas da parede anterior. O tipo II são as fraturas comi- nuídas ou afundadas da parede anterior, podendo ou não envolver o ducto nasofrontal. O tipo III são fraturas co- minuídas envolvendo as paredes anterior e posterior do seio frontal. O tipo IV, classificado como fraturas comi- nuídas acometendo as paredes anterior e posterior, com dano dural, e potencial formação de fístula licórica. E, o tipo V fraturas cominuídas envolvendo as paredes ante- rior e posterior com prejuízo dural e potencial fístula licórica, além de perda tecidual. 4-16
Mostrar mais

6 Ler mais

Restabelecimento da estética anterior sobre diferentes substratos: relato de caso clínico

Restabelecimento da estética anterior sobre diferentes substratos: relato de caso clínico

Paciente G.C.S., sexo masculino, 56 anos. Procurou atendimento queixando-se de sua prótese de três elementos (11,12 e 21) que apresentava- se insatisfatória. Ao exame clínico, foi observado desadaptação na região cervical dos dentes 12 e 21. (Figura 1) Com o exame radiográfico foi possível constatar ausência do elemento 11, elemento 12 tratado endodonticamente com retentor intrarradicular e coroa presentes e elemento 21 com vitalidade pulpar que serviu como pilar da prótese parcial fixa. (Figura 2) Após conclusão do correto diagnóstico e planejamento mais adequado, levando em consideração o consenso entre profissional executor, professores e paciente, foi decidido a instalação de um implante Cone Morse na região do dente 11, bem como a confecção de três coroas totais livres de metal, em cerâmica de vidro a base de dissilicato de lítio para elementos 12,11 e 21.
Mostrar mais

25 Ler mais

DENTE IMPACTADO ASSOCIADO A ODONTOMA COMPOSTO: RELATO DE CASO CLÍNICO

DENTE IMPACTADO ASSOCIADO A ODONTOMA COMPOSTO: RELATO DE CASO CLÍNICO

No caso apresentado, o canino encontrava-se na região anterior de man- díbula. Os exames de imagem foram muito importantes para o planejamento ci- rúrgico correto, sendo utilizada a radiografia panorâmica e a tomografia compu- tadorizada. A tomografia computadorizada permitiu uma visualização tridimensi- onal, por meio de cortes e reconstruções multiplanares, fornecendo informações exatas quanto ao posicionamento do dente incluso, distância das estruturas ad- jacentes e condições patológicas associadas, como o odontoma composto. Atra- vés da tomografia foi possível realizar um planejamento cirúrgico com dois aces- sos, um vestibular para o dente incluso, e um lingual para o odontoma, resul- tando em menos desgaste ósseo e mais rapidez no procedimento.
Mostrar mais

11 Ler mais

Reabilitação oral de dente anterior associado a pino de fibra de vidro: um relato de caso

Reabilitação oral de dente anterior associado a pino de fibra de vidro: um relato de caso

Diante da procura pela reabilitação oral, especialmente em áreas estéticas, é necessário tomar conhecimento sobre condutas clínicas que reabilitem e devolva a harmonia do sorriso para o paciente. Nesses casos, a utilização de pino de fibra de vidro, associado a coroa protética é uma opção viável para trazer um bom resultado estético e funcional em dentes fragilizados. O objetivo desse trabalho é relatar o protocolo de reabilitação estética de um dente anterior associado a pino de fibra de vidro. O paciente J.R.S., de 18 anos, procurou a clínica integrada de Prótese e Disfunção Temporomandibular, na Universidade Estadual da Paraíba, queixando-se de insatisfação estética de seu sorriso e apresentando fratura de esmalte-dentina com mais de 50% de comprometimento da coroa dentária. Posterior à terapia endodôntica e a partir dos exames clínico e radiográfico, constatou-se a necessidade de abordagem reabilitadora, utilizando retentor intrarradicular e coroa unitária. Concluiu-se então que a recuperação do sorriso quando planejado de acordo com o caso devolve a harmonia do sorriso do paciente, assim reintegrando o paciente a vida social e também reabilitando a sua funcionalidade.
Mostrar mais

20 Ler mais

Tratamento endodôntico em dente desvitalizado por trauma: relato de caso clínico

Tratamento endodôntico em dente desvitalizado por trauma: relato de caso clínico

cos extra e intraorais, radiografia inicial, abertura coronária, isolamento absoluto, contorno e desgaste compensatório, ex- ploração do canal e sua odontometria, ins- trumentação com limas Kerr e cinemática de ¼ de volta em vai e vem com técnica escalonada, sendo que o Comprimento Real do Dente é de 21mm; Comprimento de Trabalho: 20mm; Lima Patência: #10; Lima Anatômica: #20; Lima Memória: #35, seguindo com irrigação abundante com hipoclorito de sódio a 1% a cada tro- ca de lima. Para uma melhor finalização da instrumentação do canal, ao final do uso das limas, foram utilizadas brocas Ga- tes #4 e #3 e limas Hedstroen #40, #45 e #50.
Mostrar mais

10 Ler mais

RESTABELECIMENTO ESTÉTICO APÓS UTILIZAÇÃO DE NÚCLEO METÁLICO FUNDIDO EM DENTE ANTERIOR: RELATO DE CASO

RESTABELECIMENTO ESTÉTICO APÓS UTILIZAÇÃO DE NÚCLEO METÁLICO FUNDIDO EM DENTE ANTERIOR: RELATO DE CASO

Foi realizada a reconstrução morfológica da porção coronária com resina composta e confecção do preparo para coroa total. Os preparos seguiram as seguintes características: Reduções de 2,0mm de espessura nas faces incisais, axiais e concavidades palatinas e terminação em chanfrado intra sulcular de 0,5mm (Ponta diamantada 4138, KG Sorensen, Brasil) foi adotada em toda margem cervical dos preparos. Posteriormente, iniciou-se as etapas de afastamento gengival e moldagem. Para tal, realizou-se a técnica de afastamento gengival com fio duplo. Para realizar tal técnica foi inserido primeiramente um fio afastador menos calibroso (Ultrapak #000 - Ultradent) no sulco gengival (Figura 7) e secundariamente um segundo fio mais calibroso (Ultrapak #0 - Ultradent) foi inserido sobre o primeiro e ambos foram impregnados com substância à base de cloreto de alumínio (Hemostop - Dentsply) para hemostasia da região (Figura 8).
Mostrar mais

11 Ler mais

Restauração semi-direta com resina composta em dente posterior: relato de caso clínico

Restauração semi-direta com resina composta em dente posterior: relato de caso clínico

A longevidade das restaurações em resina composta está diretamente ligada ao grau de polimerização, a polimerização complementar tem como finalidade conseguir um maior percentual da matriz orgânica, que influenciará clinicamente, mostrando melhores propriedades como resistência ao desgaste, módulo de elasticidade, resistência a fratura e resistência flexural. (FERRACANE; CONDON, 1992 LEINFELDER, 2005; CARDOSO et al, 2012). (Neste trabalho foi utilizada a técnica de termopolimerização adicional em forno micro-ondas visando melhorar o resultado clínico final e a longevidade da restauração em resina composta).
Mostrar mais

17 Ler mais

Erupção de dente incluso associado à odontoma saem tracionamento ortodôntico: relato de caso clínico

Erupção de dente incluso associado à odontoma saem tracionamento ortodôntico: relato de caso clínico

Os odontomas são considerados os tipos mais comuns de tumores odontogênicos e frequentemente diagnosticados na segunda década de vida. Seu crescimento lento, comportamento benigno e assintomático favorecem sua permanência intraóssea por muito tempo até demonstrarem algum sinal clínico ou serem detectados em radiografias de rotina. O objetivo deste trabalho é apresentar um caso clínico de odontoma na região anterior da mandíbula, com enfoque na erupção do dente incluso associado à lesão, apresentando desvio do seu eixo de oclusão, sem a realização de tração ortodôntica, numa criança de 13 anos de idade. A lesão foi descoberta em exame clínico de rotina, sinalizada pelo atraso de esfoliação do canino decíduo inferior. No exame radiográfico, verificou-se uma imagem radiopaca, produzida por estruturas que lembravam a formação de dentes, circundada por uma área radiolúcida. Adjacente à lesão, na parte basal, identificou-se a presença do canino permanente inferior direito incluso, apresentando desvio do seu eixo de erupção. O diagnóstico clínico foi definido como odontoma. O tratamento consistiu na remoção da lesão e erupção do dente incluso associado, por meio de intervenções cirúrgicas, sem tração ortodôntica, com dois anos de acompanhamento e resultados positivos. Este caso clínico ilustra a possibilidade de erupção de dente retido, com desvio do seu eixo de erupção, associado à odontoma, utilizando apenas a remoção da lesão e da barreira física (ostectomia), sem tração ortodôntica.
Mostrar mais

22 Ler mais

TRATAMENTO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTE PADRÃO III – RELATO DE CASO CLÍNICO

TRATAMENTO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTE PADRÃO III – RELATO DE CASO CLÍNICO

Este A paciente L.R.S, gênero feminino, 13 anos de idade, compareceu à clínica, queixando-se da estética do seu sorriso e falta de espaço para um dente. Na análise facial, apresentava uma discrepância esquelética, que resultava em um aumento do terço inferior da face, pa- drão III esquelético dolicocefálico, perfilreto à levemen- te côncavo , selamento labial presente, ângulo nasolabial aceitável (Figura 1).

6 Ler mais

UTILIZAÇÃO DA RESINA COMPOSTA BULK FILL EM DENTE POSTERIOR: RELATO DE CASO

UTILIZAÇÃO DA RESINA COMPOSTA BULK FILL EM DENTE POSTERIOR: RELATO DE CASO

O principal motivo que leva o cirurgião-dentista a realizar uma restauração é a presença de lesões de cárie, seguido pela fratura do dente ou da restauração presente na boca do indivíduo 2 . A literatura mostra que omaterial restaurador mais utilizado para restabelecer a estética destes dentes é a resina composta 2 . Apesar de apresentar vantagens como o custo relativamente baixo, estética favorável e uma vasta gama de indicações, a resina apresenta como desvantagem os problemas decorrentes da tensão de contração que o material promove na cavidade durante a restauração. Para minimizar este problema é utilizada a técnica de inserção incremental, onde pequenos incrementos de até 2,0 mm de resina são levados à cavidade e fotoativados, a fim de minimizar a força de contração que o material resinoso exerce sobre as paredes cavitárias. Contudo, essa técnica aumenta o tempo clínico, o que pode ser indesejável quando a restauração é realizada em múltiplos dentes ou, ainda, se a reabilitação estiver sendo realizada em crianças ou pacientes especiais 3 .
Mostrar mais

23 Ler mais

Restauração da estética de dente anterior com hipoplasia do esmalte – relato de caso

Restauração da estética de dente anterior com hipoplasia do esmalte – relato de caso

Após anamnese e exame clínico criteriosos, foi verificada mancha branca única entre os terços médio e incisal do incisivo central superior esquerdo (dente 21), descartando a possibilidade da mesma ser proveniente de cárie inativa ou de fluorose dentária. Esta foi diagnosticada como hipoplasia do esmalte tendo como consequência o traumatismo no dente decíduo, conforme relato de trauma dental que ocorreu durante a infância em que o dente primário lesionou o dente permanente em fase pré-eruptiva. Na análise radiográfica, não foram observadas alterações periodontais ou periapicais. A textura da superfície do esmalte não foi alterada (Figura 1, A-B).
Mostrar mais

24 Ler mais

Restauração Onlay de Cerâmica em Dente Posterior: Relato de Caso

Restauração Onlay de Cerâmica em Dente Posterior: Relato de Caso

Outra forma de aumentar a resistência à fratura das restaurações cerâmicas seria proporcionar aumento significativo de sua força de adesão com o substrato dentário. Isto pode ser verificado na descrição deste caso clínico à medida que se adotou um cimento resinoso adesivo como material cimentante 11,12 . Além de serem responsáveis pela retenção das peças ao remanescente dental, os cimentos resinosos são responsáveis também pela distribuição de forma homogênea das cargas oclusais no conjunto dente-restauração e o restabelecimento de parte da resistência mecânica do dente perdida pelos processos de cárie, fratura e pela redução estrutural durante o preparo protético 13 , promovendo a proteção da estrutura dental remanescente 14 .
Mostrar mais

5 Ler mais

Dente supranumerário: revisão bibliográfica e relato de caso clínico

Dente supranumerário: revisão bibliográfica e relato de caso clínico

a presença de dentes supranumerários pode causar alterações funcionais e estéticas, principalmente quando localizados na região anterior da maxila, contando, ainda, com complicações na erupção do elemento dental permanente da área afetada. São definidos como dentes de desenvolvimento anormal que podem ocorrer tanto na dentição decídua como na dentição permanente, podendo ser únicos ou múltiplos, uni ou bilaterais permanecer impactados ou erupcionar na cavidade bucal e a sua etiologia permanece ainda desconhecida. A prevalência varia entre 0,8% e 3,7%, em diferentes estudos apresentados, sendo que o sexo masculino é o gênero mais prevalente. Frequentemente eles são diagnosticados em exames de rotina, uma vez que, na maior parte dos casos, são assintomáticos. Quando diagnosticados, a remoção cirúrgica está indicada para que o mesmo não venha causar interferência na dentição permanente. Este artigo apresenta o relato do caso de uma criança de 08 anos de idade que apresentava um dente supranumerário na região dos incisivos centrais superi- ores e o tratamento realizado foi a exodontia e, posteriormente, tratamento ortodôntico preventivo.
Mostrar mais

10 Ler mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO INTERCEPTATIVO DA MORDIDA CRUZADA ANTERIOR E POSTERIOR: RELATO DE CASO CLÍNICO

TRATAMENTO ORTODÔNTICO INTERCEPTATIVO DA MORDIDA CRUZADA ANTERIOR E POSTERIOR: RELATO DE CASO CLÍNICO

Para o tratamento de mordida cruzada, seja anterior ou posterior, o aparelho ideal é aquele que emprega uma força contínua por período integral. O aparelho fixo cumpre essa função de forma mais efetiva, confortável e eficiente, sem o relato frequente de problemas pelo paciente, dentre eles a baixa cooperação, a qual pode resultar na interrupção de 12% dos aparelhos removíveis, mas apenas 4% dos aparelhos fixos. Além disso, 12% dos aparelhos removíveis podem ser perdidos em comparação com apenas 1% dos aparelhos fixos. Outro requisito ideal é que o aparelho necessite de um mínimo tempo de tratamento clínico sem anestesia ou sedação. Deve ser seguro, facilmente colocado e removido pelo dentista, mas não pelo paciente e deve dar a rápida correção, sem danos ao dente afetado ou ao periodonto 26 .
Mostrar mais

42 Ler mais

RESTAURAÇÃO INDIRETA EM CERÂMICA EM DENTE POSTERIOR: RELATO DE CASO

RESTAURAÇÃO INDIRETA EM CERÂMICA EM DENTE POSTERIOR: RELATO DE CASO

A anamnese não indicou a presença de alterações sistêmicas significativas. De acordo com o histórico relatado pelo paciente, o dente 35, já havia passado por um tratamento endodôntico há 1 ano. Foram realizadas tomadas radiográficas que confirmaram que o dente não apresentava lesão periapical (Fig.1 A). No exame clínico foi observado que o dente 35 apresentava a coroa fraturada e uma restauração provisória de ionômero de vidro (Fig.1 B). Contudo, apesar da ausência de sinais clínicos e radiográficos de lesão periapical, optou-se pela realização do retratamento endodôntico do dente 35, a fim de garantir a longevidade do tratamento reabilitador que seria executado. Desta maneira, de acordo com as demais condições clínicas e com os anseios do paciente, optou-se pela instalação do pino retentor pré fabricado de fibra de vidro e restauração indireta com coroa total em cerâmica. Graças ao que foi discutidio anteriormente, optou-se pelo sistema IPS e- max Ceram (Ivoclar Vivadent - Barueri, SP, Brasil).
Mostrar mais

22 Ler mais

FRATURA DE INSTRUMENTO ENDODÔNTICO - RELATO DE CASO

FRATURA DE INSTRUMENTO ENDODÔNTICO - RELATO DE CASO

Paciente L.C.A.P. compareceu ao consultório odontológico para consulta, foi verificado que o dente 36 ( primeiro molar inferior esquerdo) apresentava carie secundária em uma restauração pré existente, após teste de vitalidade, optou-se pela endodontia do dente 36. Após cirurgia de acesso foram identificados 3 canais radiculares, 2 mesiais e um distal. A localização dos canais foi realizada com sonda Rhein. Os canais radiculares foram explorados com uma lima #10 (Dentsply Maillefer). O preparo cervical foi realizado com a lima ProDesign S #25/.08 (Easy). Quando do preparo do canal mesio-vestibular ocorreu fratura da lima.
Mostrar mais

22 Ler mais

Fratura de complexo zigomático – relato de caso

Fratura de complexo zigomático – relato de caso

Paciente S.O., 76 anos, xantoderma, sexo feminino, diabética do tipo II compensada, e portadora da doença de Alzheimer. Vítima de atropelamento ocorrido em 19/03/2018, sendo o primeiro atendimento realizado pelo Hospital Geral de Guarulhos, e encaminhada após um dia para o serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos, no qual permaneceu internada para redução do quadro de edema e posteriormente realização de redução cruenta da fratura.

7 Ler mais

Luxação glenoumeral anterior bilateral: caso clínico.

Luxação glenoumeral anterior bilateral: caso clínico.

em doentes intoxicados por cânfora apresentando crises convulsivas, a luxação glenoumeral bilateral no seu con- junto é uma raridade clínica, sendo a luxação bilateral posterior mais comum, seguida da anterior e por último a inferior (luxação ereta). Quanto à etiologia, estas podem ter origem: em contrações musculares violentas (49%), nas quais se incluem as crises convulsivas, eletrocussão e exercício físico; em traumáticas (23%), incluindo que- das e tração violenta aos membros; e em atraumáticas (36%), nas quais se incluem doenças neuromusculares, hiperlaxidez articular ou luxações voluntárias (2-4) . A sua
Mostrar mais

3 Ler mais

USO DE AGREGADO TRIÓXIDO MINERAL COMO PLUG APICAL EM DENTE COM NECROSE PULPAR E RIZOGÊNESE INCOMPLETA: RELATO DE CASO CLÍNICO

USO DE AGREGADO TRIÓXIDO MINERAL COMO PLUG APICAL EM DENTE COM NECROSE PULPAR E RIZOGÊNESE INCOMPLETA: RELATO DE CASO CLÍNICO

rizogênese incompleta. Sendo assim, o tratamento proposto visava à indução de um plug apical com MTA. Após controle radiográfico, observou-se sucesso com a aplicação do MTA, resultando-se a cura da periodontite apical e formação da lâmina dura na área afetada. Os resultados mencionados nestes estudos, corroboram os achados descritos no relato de caso mencionado.

10 Ler mais

Show all 10000 documents...