Top PDF Fungos associados a grãos de cinco cultivares de café (Coffea arabica L.).

Fungos associados a grãos de cinco cultivares de café (Coffea arabica L.).

Fungos associados a grãos de cinco cultivares de café (Coffea arabica L.).

RESUMO – (Fungos associados a grãos de cinco cultivares de café (Coffea arabica L.)). O objetivo deste trabalho foi verifi car a micota associada interna e externamente a grãos de café nas cultivares: Catuaí Amarelo, Mundo Novo, Acaiá, Rubi e Icatú, e detectar a ocorrência de Ocratoxina A nestas amos- tras. Frutos de café foram colhidos na Fazenda Experimental da EPAMIG, situada no município de Lavras/MG. O procedimento para análise de fungos fi lamentosos foi o método Blotter test. A determinação da ocratoxina A foi realizada por CLAE. Fusarium semitectum foi identifi cado apenas na cultivar Icatu e F. equiseti foi detectado em todas as cultivares, exceto na Mundo Novo. Três espécies de Penicilium foram isoladas dos grãos: P. rugulosum na cultivar Rubi, P. funiculosum na cultivar Icatu e P. variabile nas demais. A cultivar Acaiá apresentou maior incidência de P. variabile, seguida por Mundo Novo e Catuaí. A ocorrência de A. niger e A. ochraceus não diferiu entre as cultivares. A presença de fungos na superfície dos grãos foi signifi cativamente superior ao encontrado internamente. Em nenhuma amostra foi detectada a ocorrência de ocratoxina A.
Mostrar mais

4 Ler mais

Isolamento de fungos associados a grãos de café cv. Iapar 59 de origem de solo e árvore em diferentes tempos de colheita.

Isolamento de fungos associados a grãos de café cv. Iapar 59 de origem de solo e árvore em diferentes tempos de colheita.

e diminuindo ao passar das colheitas. Portanto, este foi o morfotipo com frequência predominante em todos os tempos de colheita de grãos originados da árvore. Deste modo, a qualidade da bebida no tempo 0 (dura) pode estar relacionada com a alta frequência do gênero Aspergillus sp., pois Pimenta e Vilela (2003) obtiveram, no tempo 0, uma bebida considerada apenas mole, com uma frequência de Aspergillus sp. baixa, tendo um aumento nos demais tempos de colheita. Isso difere dos dados obtidos neste trabalho, uma vez que ocorreu uma piora na qualidade da bebida desde o início da colheita (tempo 0).
Mostrar mais

6 Ler mais

Fungos associados a grãos de café (Coffea arabica L.) beneficiados no sudoeste da Bahia.

Fungos associados a grãos de café (Coffea arabica L.) beneficiados no sudoeste da Bahia.

No Estado da Bahia, a cafeicultura apresenta importância considerável na economia agrícola, sendo a região sudoeste produtora de cafés de alta qualidade, com parte dessa produção direcionada à exportação para diversos países consumidores (13). Nesta região, os manejos pós-colheita do café, tradicionalmente empregados, são via seca (natural), na qual a secagem de grande parte da produção cafeeira é realizada em terreiros de terra, e a via úmida, representada principalmente pela prática do despolpamento com a secagem dos grãos em terreiro de cimento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a composição fúngica de grãos de café processados por via seca (natural) e via úmida (despolpado) oriundos dos municípios de Barra do Choça e Encruzilhada localizados na região sudoeste da Bahia.
Mostrar mais

5 Ler mais

Parasitóides associados às moscas-das-frutas (Diptera: Tephritoidea) em café orgânico com e sem arborização em Valença, RJ, Brasil.

Parasitóides associados às moscas-das-frutas (Diptera: Tephritoidea) em café orgânico com e sem arborização em Valença, RJ, Brasil.

Objetivou-se, com esse trabalho, determinar as espécies de parasitóides associados às moscas-das-frutas infestando seis cultivares de café arábica (Coffea arabica L.), em sistema de cultivo com e sem arborização, sob manejo orgânico. Uma amostra de 1 kg de frutos maduros por cultivar foi colhida em maio de 2005. Os frutos foram depositados em bandejas plásticas, contendo uma camada de areia, a qual serviu como substrato para a fase de pupa. Os pupários foram quantificados e mantidos em copos plásticos transparentes com areia até a emergência dos insetos. Sete espécies de parasitóides da ordem Hymenoptera foram identificadas, das quais cinco da família Braconidae: Asobara anastrephae (Muesebeck), Doryctobracon areolatus (Szépligeti), Utetes anastrephae (Viereck), Opius bellus Gahan e Opius sp., e duas da Figitidae: Aganaspis pelleranoi (Brèthes) e Lopheucoila anastrephae Weld. Larvas de Tephritidae e Lonchaeidae infestando frutos dos seis cultivares foram parasitadas por Braconidae e Figitidae, com média de 14,2% e 7,7% nos sistemas sem e com arborização, respectivamente.
Mostrar mais

8 Ler mais

PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DOS GRÃOS DE DUAS CULTIVARES DE CAFEEIRO ORGÂNICO SUBMETIDAS A CINCO REGIMES HÍDRICOS

PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DOS GRÃOS DE DUAS CULTIVARES DE CAFEEIRO ORGÂNICO SUBMETIDAS A CINCO REGIMES HÍDRICOS

Este trabalho objetivou comparar a produtividade e a qualidade dos grãos e da bebida dos ramos produtivos das cultivares de café, IAPAR 59 e Obatã (Coffea arabica L.), em sistema de cultivo orgânico e adensado, de acordo com cinco diferentes regimes hídricos: sem irrigação; irrigação durante todo o ano; paralisação da irrigação 30 dias antes da provável colheita; paralisação da irrigação 15 dias antes da provável colheita; e, paralisação da irrigação na época da provável colheita. A tensão de reinicio da irrigação por gotejamento foi de 40 kPa, medida à 20 cm de profundidade. O delineamento experimental utilizado foi o em blocos inteiramente casualisados para os fatores regime hídrico e cultivar na parcela, com seis repetições. Foram estudadas as variáveis dependentes: massa total de frutos após a colheita e após secagem em terreiro; a massa dos frutos cereja a verdes e dos outros frutos após secagem em terreiro; a granulometria e o formato dos grãos beneficiados; e, a nota da bebida. A cultivar Obatã foi a que apresentou melhor comportamento na maioria das variáveis analisadas, principalmente as relacionadas à produção. Os tratamentos irrigados apresentaram maior produção de frutos que os tratamentos sem irrigação. As cultivares e os regimes hídricos praticamente não apresentaram diferenças na qualidade da bebida.
Mostrar mais

89 Ler mais

Qualidade sanitária e produção de fumonisina B1 em grãos de milho na fase de pré-colheita.

Qualidade sanitária e produção de fumonisina B1 em grãos de milho na fase de pré-colheita.

Amostras de 1,2 kg de grãos foram analisadas visualmente para a quantificação de grãos ardidos (Fusarium subglutinans), mofados (Penicillium oxalicum) e para a análise de fumonisina B 1. Os grãos ardidos foram submetidos à análise de sanidade (papel de filtro com congelamento) visando identificar os fungos a eles associados. A cultivar Hatã 3052 apresentou 7,6% de grãos ardidos, ultrapassando o limite de tolerância que é de 6,0%. As cultivares AG 5011, HT 7105- 3, Dina 1000 e C 701 apresentaram 16,8% , 3,4%, 3,2% e 3,1% de grãos mofados, respectivamente, acima do limite de tolerância que é de 3,0%. O fungo Fusarium subglutinans (Gibberella fujikuroi var.
Mostrar mais

3 Ler mais

Vernalização em cinco cultivares de morangueiro.

Vernalização em cinco cultivares de morangueiro.

diminuição do fotoperíodo para iniciarem o florescimento e a frutificação. Em condições de temperaturas elevadas e de dias longos, as plantas emitem estolhos que, a cada dois nós (em geral), emitem folhas e enraízam (RONQUE, 1998). Segundo o mesmo autor, os fatores climáticos de maior expressão que afetam a cultura são a temperatura e o fotoperiodismo, sendo que a temperatura exerce maior influência. Fatores como estiagem, chuvas excessivas, alta e baixa umidade e a qualidade e intensidade da luz também exercem influência, mas em menor grau de importância. Para que ocorra a indução floral, a temperatura e o fotoperíodo devem permanecer favoráveis por um espaço de tempo suficiente, denominado ciclo indutivo. Diversos autores concluíram que o número mínimo de ciclos de dias curtos para induzir o florescimento, nas cultivares octaplóides, está normalmente entre 7 e 14 dias, podendo chegar a 23 dias, conforme citações de GUTTRIDGE (1985).
Mostrar mais

6 Ler mais

Adaptabilidade e estabilidade e a produtividade de grãos em cultivares de feijão preto recomendadas no Brasil nas últimas cinco décadas.

Adaptabilidade e estabilidade e a produtividade de grãos em cultivares de feijão preto recomendadas no Brasil nas últimas cinco décadas.

Em Viçosa, nas safras da seca e de inverno 2013, e, em Coimbra/inverno 2013, o agrupamento entre as cultivares foi semelhante ao ocorrido em Coimbra/seca 2013 (Tabela 2), visto que os genótipos mais produtivos e que estão no grupo “a” são IPR Tuiuiú e VP 22, ambos desenvolvidos nos últimos anos (2010 e 2013 respectivamente). Quanto às cultivares dos demais grupos, observa-se uma troca de posições entre grupos. Entretanto, cabe salientar que as cultivares com as piores performances (grupos “c” e “d”) foram as recomendadas, em geral, antes do ano de 1990, corroborando a recomendação de cultivares com maiores potenciais produtivos ano após ano.
Mostrar mais

7 Ler mais

A PERCEPÇÃO DE GESTORES PÚBLICOS SOBRE A GESTÃO NO MUNICÍPIO DE JANAÚBA MG

A PERCEPÇÃO DE GESTORES PÚBLICOS SOBRE A GESTÃO NO MUNICÍPIO DE JANAÚBA MG

No entanto, para se alcançar a eficiência do serviço público, o modelo gerencial de administração propõe, além de melhor planejamento administrativo, a criação de mecanismos d[r]

119 Ler mais

QUALIDADE SANITÁRIA E FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE AROEIRA-PRETA ( Lithraea molleoides ) SUBMETIDAS A MÉTODOS DE SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA.

QUALIDADE SANITÁRIA E FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE AROEIRA-PRETA ( Lithraea molleoides ) SUBMETIDAS A MÉTODOS DE SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA.

por 24 e 48 horas. Foram realizadas avaliações de sanidade, germinação e comprimento médio de plântulas. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições de 25 sementes por tratamento. Os dados em percentagem foram transformados segundo arco sen√x/100 e submetidos à análise de variância. A comparação das médias foi realizada através do teste de Tukey a 5 % de significância. Foi realizada análise de correlação simples entre sementes mortas do teste de germinação e os diferentes fungos identificados no teste de sanidade. No teste de sanidade, foram identificados com maior incidência os fungos Rhizoctonia spp., Penicillium spp., Aspergillus spp., Alternaria spp., Chaetomium spp., Epicoccum spp. De uma maneira geral, a utilização da água quente controlou a incidência dos diferentes fungos e a utilização do ácido giberélico proporcionou um aumento da incidência dos diferentes patógenos. A maior porcentagem de germinação foi observada quando se utilizou escarificação ácida por 20 minutos, imersão em água quente a 70°C, GA 3 (250 mg L -1 por 48 horas) e KNO
Mostrar mais

9 Ler mais

Respostas ecofisiológicas de cafeeiros submetidos ao deficit hídrico para concentração da florada no Cerrado de Minas Gerais.

Respostas ecofisiológicas de cafeeiros submetidos ao deficit hídrico para concentração da florada no Cerrado de Minas Gerais.

As  amostras  de  “café  da  roça”  foram  secas  em  terreiro  asfaltado,  e  o  volume  e  o  peso  de  café  em  coco  foram  aferidos.  O  rendimento  foi  estimado  a  partir do beneiciamento de uma amostra de 4,0 L de  grãos, com teor de umidade padronizado para 11,5%; a  produtividade dos tratamentos foi calculada de acordo  com o estande de plantas. Uma amostra de 100 g de  café  beneiciado  foi  submetida  à  análise  física,  para  determinação  da  percentagem  de  grãos  em  cada  peneira, com base na massa.
Mostrar mais

9 Ler mais

A IMPLANTAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO POR COMPETÊNCIAS NA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS NO ANO DE 2014 – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A IMPLANTAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO POR COMPETÊNCIAS NA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS NO ANO DE 2014 – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O capítulo I apresenta a política implantada pelo Choque de Gestão em Minas Gerais para a gestão do desempenho na Administração Pública estadual, descreve os tipos de pro[r]

194 Ler mais

“Feixe de Intervenções” de Prevenção de Infeção Urinária Associada a Cateter Vesical – Normas de Orientação Clínica

“Feixe de Intervenções” de Prevenção de Infeção Urinária Associada a Cateter Vesical – Normas de Orientação Clínica

Existe evidência de que é efetuada realização da higiene diária do meato uretral, pela pessoa (sempre que possível) ou pelos profissionais de saúde com ação de educação para a saúde [r]

12 Ler mais

DELCIO FERNANDO DA ROCHA A ATUAÇÃO DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE CARATINGA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REALIDADE DE QUATRO ESCOLAS ESTADUAIS DE SUA CIRCUNSCRIÇÃO

DELCIO FERNANDO DA ROCHA A ATUAÇÃO DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE CARATINGA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REALIDADE DE QUATRO ESCOLAS ESTADUAIS DE SUA CIRCUNSCRIÇÃO

nesse contexto, principalmente em relação às escolas estaduais selecionadas na pesquisa quanto ao uso dos recursos tecnológicos como instrumento de ensino e aprendi[r]

195 Ler mais

A APROPRIAÇÃO DOS RESULTADOS DO PROEB: ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE JUIZ DE FORAMG

A APROPRIAÇÃO DOS RESULTADOS DO PROEB: ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE JUIZ DE FORAMG

Na apropriação do PROEB em três anos consecutivos na Escola Estadual JF, foi possível notar que o trabalho ora realizado naquele local foi mais voltado à apresentação dos [r]

127 Ler mais

Avaliação de fatores associados à regeneração in vitro e transformação genético de cinco cultivares de mandioca

Avaliação de fatores associados à regeneração in vitro e transformação genético de cinco cultivares de mandioca

Para que fosse determinado o período de maturação (0, 10, 15, 20, 25 ou 30 dias) que produziria maior quantidade de brotos após a transformação por Agrobaterium, segmentos com aproximadamente 0,5 cm 2 da região mediana de embriões no estádio cotiledonar foram colocados em placas de Petri (90 x 15 mm) contendo 25 mL do meio CMM, em pH 5,8, com fotoperíodo de 16 h, fornecido por lâmpadas fluorescentes brancas (25,3 µmol.m -2 .s -1 ) e 26 ± 2 °C. Terminados os diferentes períodos de maturação dos explantes, estes foram submetidos à transformação via agrobactéria (item 1.2.7.) e, após 10 dias do fim do período de co- cultivo, tiveram a quantidade produzida de brotos avaliada. Para cada tempo avaliado havia cinco placas com 10 explantes cada, totalizando 50 explantes por tratamento.
Mostrar mais

138 Ler mais

ESCOLAS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL – A EXPERIÊNCIA DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NO CEARÁ A PARTIR DE 2008. – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

ESCOLAS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL – A EXPERIÊNCIA DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NO CEARÁ A PARTIR DE 2008. – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O presente capítulo tem por objetivo abordar o contexto histórico nacional e local que impulsionou o Governo Estadual do Ceará, a partir de 2008, a promover a [r]

156 Ler mais

Análises biométricas em grãos de café conilon

Análises biométricas em grãos de café conilon

O rendimento do café pode ser definido como a relação entre o café colhido e seus respectivos grãos beneficiados. Este caráter sofre grande influência dos efeitos genotípicos e ambientais, e para os programas de melhoramento sua análise é dispendiosa e morosa. Neste sentido, o uso de um índice de rendimento para a estimação da produção de café nas parcelas experimentais é medida desejável visando à redução de recursos e tempo nas avaliações de pós-colheita. Dessa forma, o presente estudo objetivou avaliar a precisão do uso de um índice de rendimento, relação entre frutos colhidos e grãos beneficiados igual a 4,0, na estimação da produção de grãos de cafeeiros conilon. Para tanto, com base na média de 157 genótipos em três ensaios e quatro safras, avaliou-se a relação entre frutos colhidos e grãos beneficiados (FcBe), a produção de grãos observada por planta (PGO), e a estimada (PGE) com base em FcBe igual a 4,0. Executaram-se estatísticas descritivas, testes para o estudo da adequação do estimador da PGE e a coincidência da ocorrência dos genótipos de conilon nas observações superiores referentes a 20% do total das observações de PGO e PGE. Deste modo, na estimação da produção de grãos em conilon, o uso de FcBe igual a 4,0 mostrou elevada precisão na média dos ensaios analisados. Contudo, novos estudos devem ser conduzidos visando elucidar os efeitos das variáveis climáticas sobre o rendimento do cafeeiro conilon, especialmente em anos atípicos para a cultura. Assim, a utilização de um índice de rendimento torna-se interessante em casos onde o número de genótipos a ser avaliado é muito grande e, um screening dos promissores desejável.
Mostrar mais

89 Ler mais

Cuba e União Soviética em Angola: 1977 — Outubro Revista

Cuba e União Soviética em Angola: 1977 — Outubro Revista

Quanto aos soviéticos, os documentos confirmam uma atitude muito diferente da dos cubanos. Mas o Informe de Raúl Castro de abril-junho de 1976 mostra como a lide[r]

30 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados