Top PDF O gênero Cnidoscolus Pohl (Crotonoideae-Euphorbiaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

O gênero Cnidoscolus Pohl (Crotonoideae-Euphorbiaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

O gênero Cnidoscolus Pohl (Crotonoideae-Euphorbiaceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

Aspectos morfológicos relevantes - Tricomas – Em Cnidoscolus estão presentes tricomas urticantes e não urticantes. Os tricomas urticantes são formados por uma única célula tubular, alongada, com paredes distais silicosas, situada sobre uma base multicelular e com uma abertura oblíqua no ápice (Thurston & Lestern 1969). Dois tipos de tricomas urticantes são observados nas espécies de Pernambuco: a) aciculiforme - tricoma com base cilíndrica ou cônica, ligeiramente rígida ou flácida, sustentando uma célula tubular longa. É encontrado em quase todas as partes vegetativas e florais da maioria das espécies; e b) aculeiforme - tricoma com base alargada, cônica, rígida, sustentando um célula tubular muito curta, observado apenas nos ramos de C. bahianus e C. obtusifolius. Tricomas urticantes aciculiformes com base inflada e notoriamente turgescente também são encontrados em algumas partes vegetativas ou florais como, freqüentemente, no pecíolo de C. bahianus e nos frutos de C. loefgrenii (Fig. 24), C. urens, C. quercifolius (Fig. 82) e C. urnigerus. Estes tricomas quando presentes no material fresco apresentam-se túrgidos. Os tricomas não urticantes, simples, unicelulares, formam indumento pubescente, velutino, tomentoso, pubérulo, viloso etc. e revestem a maioria das espécies, em partes vegetativas e florais. Tricomas lactescentes, unicelulares, estão presentes em Cnidoscolus loefgrenii, C. urnigerus e C. urens. Em material verde, estes tricomas ao serem tocados com estilete expelem, imediatamente pelo ápice, gotículas de látex; estas mesmas gotículas também são observadas em material desidratado. Tricomas latescentes não têm sido mencionados na literatura para Cnidoscolus. No entanto, Castells et al. (1984) observaram laticíferos chegando à célula basal de tricomas foliares em Jatropha gossypifolia L.
Mostrar mais

22 Ler mais

O gênero Ceratium Schrank (Dinophyta) na plataforma continental e águas oceânicas do Estado de Pernambuco, Brasil.

O gênero Ceratium Schrank (Dinophyta) na plataforma continental e águas oceânicas do Estado de Pernambuco, Brasil.

RESUMO – (O gênero Ceratium Schrank (Dinophyta) na plataforma continental e águas oceânicas do Estado de Pernambuco, Brasil). Este trabalho apresenta as espécies e distribuição do gênero Ceratium no Estado de Pernambuco. As amostras foram coletadas pelo navio de pesquisas Victor Hensen durante a prospecção do JOPS II-5 no período de 25/fevereiro a 3/março/1995. Foram analisados sete perfis perpendiculares à costa, de 50 milhas de distância cada, totalizando 34 estações, distantes 10 milhas umas das outras, sendo 14 estações na região nerítica e 20 na oceânica. As amostras foram coletadas com rede tipo bongo, com abertura de malha de 64 mm e fixadas com formol neutro a 4%. Foram identificadas 27 espécies, 24 variedades, quatro subespécies e três formas, totalizando 58 táxons. As espécies consideradas muito freqüentes foram C. contortum var. karstenii (97%), C. macroceros var. macroceros (82%), C. teres e C. euarcuatum (79%), e Ceratium tripos subsp. tripos (73%), sendo esta última a única subespécie abundante na área. Cerca de 56% dos táxons ocorreu tanto na região nerítica como oceânica, mas a região oceânica apresentou maior riqueza de espécies por amostra analisada, sendo 42% dos táxons encontrados nesta região.
Mostrar mais

7 Ler mais

O gênero Staelia Cham. & Schltdl. (Rubiaceae - Spermacoceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

O gênero Staelia Cham. & Schltdl. (Rubiaceae - Spermacoceae) no Estado de Pernambuco, Brasil.

Com base nos dados obtidos, verificam-se quatro espécies de Staelia no Estado de Pernambuco, das quais S. vestita constitui uma nova citação. Foram observados em Pernambuco três padrões de distribuição geográfica para as espécies de Staelia (Fig. 5). As populações de S. galioides apresentam distribuição disjunta nas restingas e nos chapadões areníticos, enquanto S. aurea e S. vestita distribuem-se exclusivamente nos Brejos de Altitude. Staelia virgata é a espécie mais amplamente distribuída, ocorrendo em diferentes formações vegetais, desde a Mata Atlântica e a vegetação dos tabuleiros do litoral norte, passando pelos Brejos de Altitude até a Caatinga, na zona semi-árida.
Mostrar mais

8 Ler mais

Rayane de Tasso Moreira Ribeiro 2,3,4, Maria Iracema Bezerra Loiola

Rayane de Tasso Moreira Ribeiro 2,3,4, Maria Iracema Bezerra Loiola

Terminalia glabrescens pode ser reconhecida e diferenciada de T. amazonia, espécie mais próxima, pelos ramos com coloração ferrugínea (vs. ramos glabros), nervação eucamptódroma-broquidódroma (vs. eucamptódroma), domácias marsupiformes com tufos de tricomas rufescentes (vs. domácias ausentes) e fruto 5-alado (vs. 4-alado), com alas desiguais. A espécie foi registrada para o Brasil, Bolívia e Paraguai (Stace 2010). Em território brasileiro, ocorre em todas as regiões (Flora do Brasil 2020 2017). Cabe ressaltar que Stace (2010) identificou a coleção Ducke & Lima 77 como T. glabrescens; no entanto, ao realizarmos um estudo mais detalhado, verificamos que se trata de T. amazonia. Esse é o primeiro registro para a espécie no Estado de Pernambuco, onde foi encontrada em vegetação de floresta ombrófila densa (figura 1). Coletada com flores em dezembro.
Mostrar mais

7 Ler mais

Caracterização epidemiológica dos casos de AIDS em pessoas com 60 anos ou mais, Pernambuco, Brasil, 1998 a 2008.

Caracterização epidemiológica dos casos de AIDS em pessoas com 60 anos ou mais, Pernambuco, Brasil, 1998 a 2008.

Se están produciendo cambios en el escenario mundial durante los últimos años, debido a la reducción de las tasas de fecundidad y mortalidad, y como resultado, la longevidad se presenta como un fenómeno real. Duran- te la madurez, la sexualidad viene asociada a prejuicios más diversos. Este estudio caracteriza los casos de SIDA en personas de 60 años o más que vivían en el estado de Pernambuco, Brasil, y que se notificaron al Depar- tamento de Salud de Pernambuco entre el 1 enero 1998 al 31 diciembre 2008. Se realizó un estudio transversal/ datos descriptivos con información del Sistema de No- tificación de Resultados. En 1998, la tasa de incidencia del SIDA en la población estudiada fue de 1,6 casos por cada 100 mil habitantes, elevándose a 4,8 casos/100 mil habitantes en 2008, con un incremento del 200%. Es evidente la necesidad de desarrollo de la prevención, el diagnóstico y la asistencia dirigida específicamente a las personas mayores, ya que la sexualidad esa etapa de la vida, sigue rodeada de muchos tabúes y mitos.
Mostrar mais

5 Ler mais

O gênero Chloris (Poaceae) em Pernambuco, Brasil.

O gênero Chloris (Poaceae) em Pernambuco, Brasil.

Com o objetivo de colaborar com o conhecimento da riqueza de Poaceae em Pernambuco, foi estudado o gênero Chloris Sw. As coletas foram realizadas no estado, bem como dados foram coligidos de levantamento em herbários da região. Foram registradas sete espécies de Chloris em Pernambuco: C. barbata Sw., C. elata Desv., C. exilis Renv., C. gayana Kunth, C. orthonoton Döll, C. pycnothrix Trin. e C. virgata Sw. O gênero apresenta distribuição ampla em todas as zonas fitogeográficas do estado. Chloris gayana, C. barbata e C. pycnothrix estão citadas na literatura como potenciais forrageiras.
Mostrar mais

9 Ler mais

EDUCAÇÃO INTEGRAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO: UMA REALIDADE NO ENSINO MÉDIO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

EDUCAÇÃO INTEGRAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO: UMA REALIDADE NO ENSINO MÉDIO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

[...] optou por um federalismo cooperativo sob a denominação de regime articulado de colaboração recíproca, descentralizado, com funções privativas, comuns e concorrentes entre os entes federativos. Com efeito, a constituição federal de 1988 reconhece o Brasil como uma república Federativa, formada pe la “União indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal...” (art.1 º da constituição). E, ao se estruturar, assim o faz, sob o princípio da cooperação recíproca, de acordo com os artigos 1 º , 18, 23 e 60, § 4 º ,I. Percebe-se, pois, que em vez de um sistema hierárquico ou dualista, comumente centralizado, a constituição Federal montou um sistema de repartição de competências e atribuições legislativas, entre os integrantes do sistema federativo, dentro de limites expressos, reconhecendo a dignidade e a sua autonomia própria (CURY, 2011, p.158).
Mostrar mais

99 Ler mais

O gênero Siphanthera Pohl ex DC. (Melastomataceae) no estado de Minas Gerais.

O gênero Siphanthera Pohl ex DC. (Melastomataceae) no estado de Minas Gerais.

Uma pequena população de Siphanthera foliosa foi encontrada na Reserva Ecológica do Clube Caça e Pesca Itororó, município de Uberlândia, na formação de vereda, onde o solo apresenta-se bastante encharcado. É uma espécie bem característica apresentando tanto a parte vegetativa como as peças florais e os frutos em tons avermelhados. Esta espécie floresce, principalmen- te, nos meses de julho e agosto, apresentando fru- tos no mês de agosto. Além desta localidade, ob- servou-se uma única coleta de S. foliosa na Serra do Cabral. A espécie é citada para os estados de Goiás (Cogniaux 1883) e Mato Grosso (Hoehne 1922). Segundo Wurdack (1973), S. foliosa ocorre também nas savanas baixas da Venezuela, esten- dendo-se desde a Colômbia até a região central do Brasil, nos estados de Goiás, Mato Grosso e em Rondônia, porém não sendo conhecida nas regiões intermediárias. Embora esta espécie já tenha sido coletada em Minas Gerais, ela está sendo citada pela primeira vez em literatura.
Mostrar mais

9 Ler mais

O PROJETO E-JOVEM NO ESTADO DO CEARÁ: PERSPECTIVAS, ANÁLISE E DESAFIOS

O PROJETO E-JOVEM NO ESTADO DO CEARÁ: PERSPECTIVAS, ANÁLISE E DESAFIOS

Quanto ao público-alvo, este é formado por alunos que estejam concluindo o 3º ano e egressos do Ensino Médio da rede pública estadual. Segundo o documento 6 apresentado pela Secretaria da Educação do Estado do Ceará (SEDUC) ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOP) 7 , o projeto foi planejado de maneira a considerar as características socais e culturais do alunado da última etapa da educação básica em um processo educativo centrado no sujeito. Constitui-se, também, em uma estratégia que amplia o tempo de permanência no ambiente escolar, facilitando, para os jovens, a transição entre escola e trabalho, e, em especial, para aqueles das classes menos favorecidas e em situação de risco.
Mostrar mais

115 Ler mais

A pedagogia da alternância e o debate da educação nodo campo no estado de Goiás

A pedagogia da alternância e o debate da educação nodo campo no estado de Goiás

A Pedagogia da Alternância no Brasil, apesar da sua relevância, é pouco estudada. Carece de pesquisas que possam ajudar a compreender do ponto de vista teórico, a construção e o desenvolvimento metodológico e pedagógico, desse projeto educativo no ensino escolar, seja no ensino médio ou na Educação Profissional (Técnico em Agropecuária). Essa problemática surge da necessidade de desenvolver estudos aprofundados devido às dificuldades que as escolas que trabalham a alternância vêm enfrentando na operacionalidade dos instrumentos pedagógicos e no processo de ensino aprendizagem. Necessita-se de uma sistematização de todo o processo metodológico para ajudar na formação e na prática docente dos formadores da educação na alternância a realizarem-se o acompanhamento e a orientação aos adolescentes, jovens e às famílias camponesas.
Mostrar mais

14 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

This study was developed under the Professional Master's in Management and Education Evaluation of the Center for Public Policy and Education Assessment (CAEd) of the Federal University of Juiz de Fora. The case management study deals with the challenges of access and permanence for teachers of Pernambuco State schools in Full Time Schools in Regional Valley Capibaribe. To comprehend this problem were applied online questionnaires to teachers who are not anymore in the program and for those who still working in this program. The results shows that the main reason for the teacher to join the program is because he believes in the pedagogical proposal of it. However, the insufficient infrastructure, followed by "unmotivated students", "lagged wage" and "teacher training" in addition to many elements for the curriculum are factors that discouraging and taking the position of abandonment in these schools. In view of these results, we present an Educational Action Plan whose main focus is on the problems encountered in research in attempt to build actions to improve, expand, and create positive results for the Program
Mostrar mais

121 Ler mais

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS - PIP

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS - PIP

Esses aspectos foram relevantes para a melhoria dos resultados e a sua aná- lise permite afirmar que as políticas de alfabetização estão se consolidando. Os re- sultados da intervenção pedagógica demonstram, comprovadamente, um cresci- mento significativo nos anos iniciais. Por meio dos sistemas de avaliação, que é um indicador de monitoramento dos avanços da educação, pode-se notar na Sedu/ES, em resposta a um ambiente de planejamento propício ao uso de objetivos e metas quantificáveis uma conexão entre as metas do governo, os resultados da escola e do Ideb, a tendência de melhoria dos resultados Em 2011, aconteceu a primeira on- da de avaliação do Paebes/Alfa para o 3º ano do Ensino Fundamental, o que já sina- lizou uma proficiência dos alunos da rede estadual superior aos da rede municipal, onde o programa de intervenção atua de forma prioritária. Não há políticas de bonifi- cação ainda desenvolvida no estado utilizando os resultados das avaliações como indicador de qualidade. O esforço feito pela SEE, juntamente com os professores, reflete o compromisso e a vontade de buscar melhores resultados.
Mostrar mais

107 Ler mais

Estado, capital, trabalho e organização sindical: a (re)construção das classes trabalhadoras no Brasil — Outubro Revista

Estado, capital, trabalho e organização sindical: a (re)construção das classes trabalhadoras no Brasil — Outubro Revista

ESTADO, CAPITAL, TRABALHO E ORGANIZAÇÃO SINDICAL -65 distribuição dessa "nova" taxa que será feita na proporção de 10% para as centrais sindicais, 5% para as confederações, [r]

25 Ler mais

USO DE COPRODUTOS DA EXTRAÇÃO DE VERMICULITA NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE FAVELEIRA (Cnidoscolus quercifolius Pohl.)

USO DE COPRODUTOS DA EXTRAÇÃO DE VERMICULITA NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE FAVELEIRA (Cnidoscolus quercifolius Pohl.)

fevereiro de 2014 em ambiente telado, localizado no Viveiro Florestal da Unidade Acadêmica de Engenharia Florestal/Centro de Saúde e Tecnologia Rural/Universidade Federal de Campina Grande (UAEF/CSTR/UFCG), Patos – PB, Brasil, de acordo com um delineamento inteiramente casualizado (DIC) com seis tratamentos (CP-vermiculita com 0, 5, 10 e 20% de EB e solo de baixio com 0 e 33% de EB) e 5 repetições. Os CP-vermiculita podem ser usados na produção de mudas de faveleira quando enriquecido de 10 a 20% de EB, resultando em mudas com altura, diâmetro basal e poder de rebrota igual ou superior às produzidas com o substrato convencional (solo de baixio e esterco bovino). A utilização dos CP-vermiculita na produção de mudas de favela é viável, e implica na redução dos impactos ambientais causados pela deposição desses rejeitos no ambiente e pela retirada de solo de áreas de baixio normalmente utilizado para a produção de mudas.
Mostrar mais

11 Ler mais

Aspectos da distribuição e conservação de Paspalum L. (Poaceae) em Pernambuco.

Aspectos da distribuição e conservação de Paspalum L. (Poaceae) em Pernambuco.

RESUMO - (Aspectos da distribuição e conservação de Paspalum L. (Poaceae) em Pernambuco). Diante da elevada riqueza e importância de Paspalum para a flora de Pernambuco, este trabalho teve como objetivo descrever a distribuição do gênero no Estado e identificar fatores ambientais que potencialmente influenciam na distribuição das espécies, além de abordar a atual situação da conservação das espécies do gênero no Estado. Com o software DIVA-GIS foram elaborados mapas de distribuição das espécies, grids de riqueza por zona e subzona fitogeográfica e uma modelagem previsiva das áreas com melhores condições climáticas para o estabelecimento das espécies analisadas. As espécies com até três registros e/ou restritas a uma localidade foram classificadas como raras. Paspalum ocorre amplamente em Pernambuco, mas a distribuição da maioria das espécies é limitada pelo aumento da sazonalidade no sentido leste-oeste. No trecho que compreende as subzonas da restinga, da mata úmida, da mata seca e do agreste são encontradas todas as espécies analisadas. A subzona da mata úmida apresentou o maior número de espécies, seguida pela subzonas da restinga e do agreste. A modelagem ambiental revelou duas regiões com condições ótimas para as espécies. Estas se encontram em áreas susceptíveis à ação antrópica. Foram registradas doze espécies raras, que ocorrem principalmente nas regiões mais úmidas onde também foi identificada uma área com condições ótimas para o estabelecimento de populações.
Mostrar mais

12 Ler mais

Agrocombustíveis no Brasil e na América Latina: impactos no campo e na cidade

Agrocombustíveis no Brasil e na América Latina: impactos no campo e na cidade

Seu estudo, depois de empreender uma crítica radical ao modelo energético brasileiro e ao cenário futuro businesss as usual, iniciava uma reflexão sobre o que poderia ser a “sustentabilidade energética” no nosso país. Muito se caminhou e a energia renovável ganhou as manchetes e entrou no vocabulário usual. No entanto, não é por acaso que sua aceitação na prática se restringe quase que exclusivamente à energia hidroelétrica e à de biomassa. Há tempos que a matriz energética brasileira está principalmente calcada na energia hidroelétrica e o mercado dessa energia é extremamente interessante, para as construtoras de obras e de equipamentos, e para as vendedoras de energia. Quanto à energia de biomassa, o Brasil soube, quando da primeira crise do petróleo, aproveitar da sua condição de grande produtor de cana de açúcar para encorajar o carro funcionando com etanol e, com o alerta climático geral e a previsão de esgotamento das jazidas de petróleo, entrar com vontade na produção de biodiesel.
Mostrar mais

69 Ler mais

CAPÍTULO 2 – A POLÍTICA AGRÍCOLA NO BRASIL: EVOLUÇÃO,

CAPÍTULO 2 – A POLÍTICA AGRÍCOLA NO BRASIL: EVOLUÇÃO,

Entretanto, uma salvaguarda permanecia em vigor no âmbito da regulação macroeconômica: as garantias governamentais oferecidas normalmente aos depósitos bancários pelo Banco Central e reafirmadas sobretudo no contexto da dependência de capitais externos. O próprio governo Cardoso, como se sabe, manteve um programa ± o Proer ± destinado a garantir a solvência de bancos nacionais. Com ele, reforçara-se o SDSHOWUDGLFLRQDOGH³EDQFRGRVEDQFRV´HHPSUHVWDGRUGH~OWLPDLQVWkQFLDH[HUFLGRSHOR BC do sistema financeiro. Tratava-se de evitar a todo custo o risco sistêmico. O risco moral, contudo, certamente agravou-se com prováveis apostas na inevitabilidade da intervenção emergencial do Estado. 13 Taxativamente, Krugman (1999: 135) sentenciou D H[SHULrQFLD GH OLEHUDOL]DomR HFRQ{PLFD GRV SDtVHV DVLiWLFRV DR DILUPDU TXH ³VXD vulnerabilidade aumentou em parte como conseqüência da abertura dos seus mercados financeiros ± pelo fato de, na verdade, se tornarem melhores economias de mercado  ´ (P FHUWD PHGLGD D DYDOLDomR SRGHULD VH HVWHQGHU DR FDVR EUDVLOHLUR 1HOH DV apostas pessimistas do mercado financeiro internacional foram pagas pelo governo com taxas de juros cada vez mais altas em 1995 e 1997 e sem a reforma cambial necessária à
Mostrar mais

255 Ler mais

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS: O QUE OS FATORES CONTEXTUAIS TÊM A VER COM ISSO? – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS: O QUE OS FATORES CONTEXTUAIS TÊM A VER COM ISSO? – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A presente pesquisa, desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora, constitui- se como um estudo de caso sobre o desenvolvimento do Programa de Intervenção Pedagógica Alfabetização no Tempo Certo (PIP/ATC), da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, em uma escola que atende aos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, localizada em um bairro periférico de um município com aproximadamente 56 mil habitantes, na Zona da Mata Mineira. Neste cenário, uma aparente desmotivação dos docentes, que reclamam do abandono moral e intelectual das famílias em relação aos seus tutelados – alunos em que o comportamento violento e indisciplinado parece ser predominante – em meio a um contexto aparentemente conturbado, em que o resultado do rendimento educacional não tem evoluído de forma satisfatória, mesmo a escola estando sujeita ao PIP/ATC. Com base nessa realidade, delinearam-se os seguintes objetivos: (i) analisar o cotidiano da escola diante da queda dos resultados educacionais em meio a um cenário de indisciplina e violência entre os alunos e de uma aparente desmotivação generalizada entre os profissionais envolvidos; (ii) revelar os fatores que não contribuíram para a garantia de um percurso escolar de qualidade para todos os alunos; (iii) refletir sobre a natureza e a ação das intervenções pedagógicas, considerando as concepções de cultura escolar, clima educacional e eficácia na gestão educacional. A pesquisa de campo, de base qualitativa, constituiu-se pela observação na escola e na Superintendência Regional de Ensino; a análise documental de dados públicos associados aos resultados de avaliações sistêmicas estaduais e disponibilizados pelo IBGE; e entrevistas realizadas com profissionais das duas instituições. A pesquisa nos possibilitou compreender limitações do PIP/ATC não somente na escola investigada, mas também permitiu questionamentos sobre as próprias bases do Programa. Com base em tudo o que foi diagnosticado e analisado, conclui-se a dissertação com a proposta de uma ação mediadora que considere também os fatores contextuais e contribua para o desenvolvimento equitativo dos alunos e para um clima escolar mais favorável à aprendizagem.
Mostrar mais

148 Ler mais

Carla de Barros Reis Diego Resende Martins Lucas Gomes

Carla de Barros Reis Diego Resende Martins Lucas Gomes

De acordo com o modelo de Andersen 28,29 alguns grupos de fatores são importantes para a determinação da utilização de serviços de saúde. O primeiro grupo refere-se aos fatores predisponentes como a composição demográfica. A utilização de serviços de saúde tem um componente forte de ciclo de vida e em geral são percebidas diferenças na longevidade entre grupos socioeconômicos. Além disso, existem diferenças na utilização dos serviços de saúde por sexo: as mulheres tendem a utilizar mais os serviços de saúde tanto por motivos preventivos como em decorrência da função reprodutiva. O segundo grupo refere-se a necessidades de saúde, percebidas ou avaliadas por profissionais de saúde. Indivíduos mais pobres em geral apresentam estado de saúde mais precário do que indivíduos mais favorecidos determinando condições muito diferenciadas de necessidades de cuidados. Nesse sentido, a estimação de um índice de concentração que não considera essas diferenças pode subestimar as desigualdades. O terceiro grupo refere-se aos fatores capacitantes que consistem dos recursos individuais para obter os cuidados da saúde. No contexto brasileiro a cobertura de plano de saúde tem um papel relevante na oferta dos serviços de saúde, sendo importante entender em que medida a presença de cobertura privada é o elemento gerador dessas iniquidades. Os grupos socioeconômicos mais altos têm maior probabilidade de ter plano de saúde determinando dupla entrada no sistema de saúde e, portanto acesso diferenciado.
Mostrar mais

22 Ler mais

Show all 10000 documents...