Top PDF Gênero: um estudo bibliométrico na produção científica dos congressos brasileiros de contabilidade

Gênero: um estudo bibliométrico na produção científica dos congressos brasileiros de contabilidade

Gênero: um estudo bibliométrico na produção científica dos congressos brasileiros de contabilidade

Diante do crescimento das discussões sobre desigualdade de gênero, a pesquisa analisa a proporção entre gêneros da produção científica do congresso da Universidade de São Paulo de Contabilidade e Controladoria, do Congresso Brasileiro de Custos e do Congresso da Universidade de Brasília de Contabilidade e Governança, com o objetivo de verificar se há equilíbrio entre gêneros. A pesquisa se caracteriza como bibliométrica, descritiva e qualitativa-quantitativa. O universo de 2 278 artigos dos anais publicados entre 2013 a 2018 foi analisado em relação à identificação e à distribuição dos gêneros por artigo publicado. O CBC manifesta resultados de certa forma equilibrados, já os resultados do congresso da USP e do congresso da UNB apontam uma desproporcionalidade significativa entre gêneros em todos os anos analisados. A mesma realidade se repetiu ao analisar os artigos de acordo com a distribuição de gêneros: nenhum congresso apresentou quantidades proporcionais entre artigos exclusivos de mulheres e artigos exclusivos de homens. Conclui-se que, apesar do desenvolvimento de facilitadores a favor das mulheres, ainda há a menor participação delas na produção científica dos congressos brasileiros de contabilidade. Clarifica-se então a relevância da ampliação de discussões e da desmitificação da desigualdade de gênero na contabilidade, a fim de que seja possível aniquilar as exaustivas barreiras enfrentadas pela mulher, favorecendo, assim, a transformação para que o mundo seja moldado para todos os seres humanos.
Mostrar mais

27 Ler mais

PESQUISA EM CONTABILIDADE NO BRASIL: Estudo bibliométrico de três periódicos

PESQUISA EM CONTABILIDADE NO BRASIL: Estudo bibliométrico de três periódicos

A comunicação científica é um ponto importante para a sociedade, vez que é um meio necessário para a divulgação da produção científica. Nos periódicos são divulgadas pesquisas que ajudam a disseminar o conhecimento para os mais diversos usuários. A pesquisa tem como objetivo analisar as características de todos os artigos de três periódicos nacionais de Contabilidade, eles são: Revista Ambiente Contábil, Revista Sociedade Contabilidade e Gestão e Revista Contabilidade e Controladoria. Para tal foi utilizado um modelo bibliométrico para o levantamento das características dos artigos observando-se as seguintes variáveis: total de artigos publicados, número de fascículos, quantidade de artigos por fascículos, quantidade de autores por artigo, total de referências usadas e tipos de macro- temas. Quanto às características dos autores foi observado: afiliação acadêmica e a categoria, titulação, localidade dos autores e gênero. Dentre os resultados vale destacar que aproximadamente dois terços dos autores são do sexo masculino, nas revistas Sociedade e RC&C há uma maior concentração de doutores, já na Ambiente ocorre maior concentração de mestres. O macro-tema mais abordado foi o da Contabilidade Gerencial e há uma maior concentração de autores da região Sudeste. Os periódicos analisados foram comparados com outros tipos semelhantes de trabalhos, foi observado que as publicações nos três periódicos não seguem uma tendência da Contabilidade contemporânea.
Mostrar mais

11 Ler mais

Produção Científica Brasileira sobre Contabilidade Tributária em Periódicos e Eventos no Período de 2012-2013: Um Estudo Bibliométrico

Produção Científica Brasileira sobre Contabilidade Tributária em Periódicos e Eventos no Período de 2012-2013: Um Estudo Bibliométrico

Para concretizar o objetivo do trabalho, foi analisada a produção científica sobre Contabilidade Tributária em eventos classificados como E1, com áreas temáticas de Contabilidade, bem como os periódicos segundo o Qualis/Capes (2010/2012) da área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo, classificados entre o estrato A2 a C, os quais mantivessem o foco e escopo voltado à área de Ciências Contábeis. No total, foram encontrados 36 artigos sobre a temática tributária em eventos e 35 artigos em periódicos. A aplicação do estudo bibliométrico buscou verificar os principais pontos contidos nos artigos, como: a frequência de publicação de artigos sobre Contabilidade Tributária em eventos e periódicos; a evolução temporal dos artigos sobre tributária publicados nos eventos e periódicos; as subáreas mais abordadas; os autores mais prolíferos; a quantidade de autores por artigo e gênero dos autores e a produtividade dos autores mediante a Lei Bibliométrica de Lotka.
Mostrar mais

19 Ler mais

Estudo bibliométrico sobre contabilidade ambiental e gestão ambiental

Estudo bibliométrico sobre contabilidade ambiental e gestão ambiental

Inicialmente será apresentado o resultado do levantamento bibliométrico da produção científica sobre contabilidade ambiental e gestão ambiental, visando identificar as características das publicações apresentadas nas bibliotecas eletrônicas Scientific Electronic Library Online “Scielo” e Scientific Periodicals Electronic Library “ Spell”, no período de 2008 a 2013. Cabe relembrar que o objetivo desta pesquisa é verificar os periódicos que foram publicados e após identificar seus artigos caracterizando seus autores: quanto ao número de publicações, classificação dos periódicos de acordo com conceito da Capes, gênero, e Instituições de Ensino Superior a qual pertencem evidenciando a distribuição das obras em relação às características consideradas. Sendo assim, à medida que os dados forem evidenciados será também apresentada uma análise dos mesmos, em relação às características de avaliação propostas. A pesquisa bibliométrica se desenvolveu nos dias 29 de março 2014 a 10 de junho de 2014.
Mostrar mais

59 Ler mais

O PERFIL DOS ARTIGOS PUBLICADOS NOS CONGRESSOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EM CONTABILIDADE DA UFSC E DA USP: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO

O PERFIL DOS ARTIGOS PUBLICADOS NOS CONGRESSOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EM CONTABILIDADE DA UFSC E DA USP: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO

Este trabalho tem por objetivo analisar a produção científica publicada nos anais dos Congressos UFSC de Controladoria e Finanças e Iniciação Científica em Contabilidade (2007) e compará-la com a produção dos Congressos USP de Controladoria e Contabilidade e Iniciação Científica em Contabilidade (2004). Esta pesquisa, de caráter descritivo, a partir de um estudo bibliométrico, busca descrever as características qualitativas e quantitativas das publicações e de seus autores. Os resultados evidenciaram que: (i) os autores dos Congressos USP aproveitaram mais o limite de páginas disponível; (ii) prevalecem os estudos empírico-teóricos como tipologia de pesquisa adotada; (iii) predominam os macro-temas Contabilidade e Mercado de Capital e Contabilidade Gerencial; (iv) se sobressaem as referências nacionais; (v) os livros são as obras mais referenciadas; (vi) há excesso de autores por artigos nos Congressos UFSC; (vii) predominam os autores do gênero masculino; (viii) a maioria dos autores possui Pós-graduação; (ix) a maior parte dos autores pertence às regiões Nordeste, Sudeste e Sul; (x) as IES com maior participação de autores são a UFSC, a USP e a UFPE, respectivamente; (xi) grande parte dos autores pertencem aos departamentos de contabilidade (xii) a produtividade dos autores da amostra é menor do que a prevista pela Lei de Lotka; e (xiii) o macro-tema Contabilidade Gerencial é o mais explorado pelos autores mais prolíficos. O estudo contribui para que alunos, professores, pesquisadores, profissionais da área contábil e interessados na produção científica desse campo do conhecimento conheçam as abordagens atuais em contabilidade, além das características dessas produções.
Mostrar mais

69 Ler mais

Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico.

Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico.

Vários são os estudos bibliométricos, nas diversas áreas do conhecimento, destacando-se em educação o trabalho de Alvarenga (2000), que avaliou a pesquisa na Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos de 1944 a 1974, por meio de indicadores bibliométricos; em economia, Bino, Subash e Ramanathan (2002) avaliaram a concentração de autores em sete periódicos publicados na Índia entre 1990 e 2002; em administração, a coletânea de Bertero, Caldas e Wood (2005) trazem uma gama de trabalhos publicados na Revista de Administração de Empresas com análises bibliométricas nas diversas subáreas da administração brasileira; na área de ciências da Informação, Souza e Rasche (1999) estudaram a produção científica de informação documentária no Estado de Santa Catarina de 1973 a 1993; na área de antropologia, Urbizagastegui-Alvarado e Oliveira (2001) avaliaram a produtividade de antropólogos brasileiros, usando indicadores bibliométricos. Consta ainda em Urbizagastegui-Alvarado (2002) um estudo comparativo da lei bibliométrica de Lotka, em distintas áreas de conhecimento no Brasil.
Mostrar mais

22 Ler mais

Contabilidade gerencial: um estudo bibliométrico e de redes sociais na produção científica publicada nos periódicos nacionais de contabilidade

Contabilidade gerencial: um estudo bibliométrico e de redes sociais na produção científica publicada nos periódicos nacionais de contabilidade

Verificou-se que os problemas vistos de maneira nova na CG são tratados dentro de abordagens antes não pensadas, não existe harmonia entre a atividade acadêmica e as organizações. As abordagens de pesquisas, voltadas para a sociologia e psicologia, permitem olhares diferentes quanto ao tratamento de problemas e aplicações nas organizações. Alguns conhecimentos são ignorados outros são redundantes, os pesquisadores brasileiros preferem usar referências internacionais. No que se refere à inserção, tem sido percebido que a validação de estudos e percepção do impacto das pesquisas sobre as empresas ou sobre a sociedade de maneira direta ou indireta, são desafios muito relevantes a serem resolvidos pelos pesquisadores.
Mostrar mais

74 Ler mais

Notas explicativas: uma análise bibliométrica em dez anos (2004 a 2013) dos principais congressos brasileiros de contabilidade

Notas explicativas: uma análise bibliométrica em dez anos (2004 a 2013) dos principais congressos brasileiros de contabilidade

A informação contábil é uma ferramenta indispensável para o processo decisório dos usuários, para tanto as notas explicativas são dados relevantes que evidenciam informações que não foram apresentadas nas demonstrações contábeis, mas tem caráter significativo para a tomada de decisões. Esta pesquisa teve como objetivo analisar os artigos sobre notas explicativas nos eventos brasileiros da área contábil no período de 2004 a 2013 que trataram de notas explicativas. O estudo metodologicamente caracteriza-se como uma pesquisa bibliográfica, descritiva e qualitativa. Para a coleta de dados, foram acessados os bancos de dados dos congressos (USP, CBC, ANPCONT e ENANPAD) entre os anos de 2004 a 2013, com o intuito de fazer um levantamento dos artigos que apresentava a palavra chave “notas explicativas” ou “nota explicativa”. A pesquisa selecionou 86 artigos das 5432 publicações dos eventos, o que ressalta a baixa produção científica sobre o tema notas explicativas. Verificou-se que o Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ENANPAD) obteve a maior frequência de artigos publicados sobre o tema. Finalizando o estudo, obteve os autores que mais tiveram publicações relacionadas a notas explicativas que foram Geovane Dias Moura da FURB e Vera Maria Rodrigues Ponte da UFC com a produção de quatro artigos cada um. Das áreas temáticas descritas neste estudo, destacam-se os estudos de NEs sobre controladoria e usuários externos.
Mostrar mais

32 Ler mais

PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE GESTÃO AMBIENTAL NO BRASIL: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO E DE REDES DE COAUTORIA

PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE GESTÃO AMBIENTAL NO BRASIL: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO E DE REDES DE COAUTORIA

Quintana et al. (2014) analisaram os artigos divulgados nos vinte periódicos científicos webqualis B1 a B4 da CAPES (2011), da área de administração e contabilidade, e constataram que apenas dezoito periódicos publicaram artigos inerentes à temática de gestão ambiental. Entre os resultados encontrados, destacam-se: maior quantidade de publicações nos anos de 2004, 2009 e 2010; maioria dos artigos elaborada por grupos de cinco autores, ao total foram 45 autores distintos e a Fucape Business School e a Universidade Federal de Santa Catarina se destacaram das demais nos vínculos institucionais dos autores; os temas, ou subáreas pesquisadas mais abordadas, conjuntamente com a gestão ambiental, foram o desempenho ambiental e social, a informação ambiental, os sistemas de gestão ambiental e o investimento social e ambiental; a palavra-chave que mais se destacou foi gestão ambiental; as características metodológicas mais presentes foram a pesquisa explicativa, bibliográfica, qualitativa e documental; das 594 referências utilizadas nos 18 artigos analisados foram em grande parte de língua estrangeira, com citações de artigos de periódicos e livros em sua maioria; e, por fim, os autores Donaire e Porter foram os mais prolíferos.
Mostrar mais

26 Ler mais

Estudo cientométrico dos congressos brasileiros de agroecologia. - Portal Embrapa

Estudo cientométrico dos congressos brasileiros de agroecologia. - Portal Embrapa

A Revista Brasileira de Agroecologia (RBA2) foi lançada pela ABA em 2006 e, inicialmente, publicou alguns dos anais do CBAs para manter a sua periodicidade em duplicidade com os Cadernos de Agroecologia (CA) enquanto passava a receber e processar artigos inéditos. Desde essa decisão, os editores têm lançado fascículos com artigos inéditos. Agora, esses dois periódicos seguem linhas editoriais diferentes e não cobrem toda a produção acadêmica brasileira, mas são, entre outros, o local de publicação controlado pela maior estrutura organizacional no Brasil em Agroecologia. Essas fontes são resultado de uma organização e refletem a dinâmica da produção técnico-científica altamente mobilizantes para um público muito diversificado.
Mostrar mais

30 Ler mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS SOB A ÓTICA DA SUSTENTABILIDADE: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DE ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA

GERENCIAMENTO DE PROJETOS SOB A ÓTICA DA SUSTENTABILIDADE: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DE ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA

(ambiental, social e econômico) foram identificados por meio de uma revisão abrangente da literatura. Estes foram personalizados para o contexto dos países em desenvolvimento, realizando 16 entrevistas semi-estruturadas e foram apresentados na forma de um modelo conceitual. O modelo foi validado através de uma pesquisa que retornou 101 questionários preenchidos com modelos de equações estruturais com mínimos quadrados parciais (PLS-SEM) como método de análise. Chegando a conclusão de que se trata de um dos primeiros estudos do gênero, contribuiu para a sustentabilidade na área de gerenciamento de projetos de várias maneiras, como a proposição de um conjunto de FCS para a integração da sustentabilidade nas práticas de gerenciamento de projetos de construção que são personalizados para o contexto dos países em desenvolvimento e também criando etapas de integração da sustentabilidade às práticas de gerenciamento de projetos, concretizadas pelo encapsulamento desses FCS em um modelo conceitual. Os resultados do estudo também revelam novas ideias relacionadas à integração da sustentabilidade nas práticas de gerenciamento de projetos para os países em desenvolvimento. No entanto, os resultados do estudo devem ser considerados com cautela devido a várias limitações. Ou seja, as descobertas devem ser aplicadas a outros países em desenvolvimento à luz das discrepâncias socioeconômicas entre o Irã e outros países em desenvolvimento.
Mostrar mais

30 Ler mais

ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

3 Tal pesquisa justifica-se pelo fato de que a avaliação é um processo indispensável para as IES, conforme evidencia o estudo de Vieira e Freitas (2010), o qual indica que a avaliação está diretamente implicada às políticas públicas para a educação superior. Especialmente no que se refere ao papel do Estado de monitorá-las, tornando as informações produzidas essenciais tanto pelos órgãos que tratam de educação superior quanto pelas IES. Ainda de acordo com o estudo de Zanin e colaboradores (2015), no campo educacional a avaliação institucional tem se tornado obrigatória, a fim de adaptar-se ao cenário nacional, e nesse processo deve-se considerar o SINAES, visto que este estabelece dimensões e critérios de avaliação.
Mostrar mais

17 Ler mais

Produção científica em Retinopatia da Prematuridade: um estudo bibliométrico do fator de risco para alterações visuais

Produção científica em Retinopatia da Prematuridade: um estudo bibliométrico do fator de risco para alterações visuais

Iemma (2010), em seu estudo, buscou detectar alterações de linguagem em crianças nascidas pré-termo e com baixo peso, frequentadoras da pré-escola, tendo em vista que a linguagem é considerada como um preditor de inteligência e habilidades acadêmicas, sendo necessário o estudo dos aspectos fonológicos e lexicais das crianças pré-escolares com histórico de prematuridade e baixo peso ao nascimento. Os resultados evidenciaram que as crianças com menor idade gestacional e menor peso ao nascimento, juntamente com a presença de complicações neonatais, alto número de dias de internação, expostas a situações adversas decorrentes do fator de risco biológico, são mais propensas a apresentar alterações no desenvolvimento infantil.
Mostrar mais

111 Ler mais

ESTUDO BIBLIOMÉTRICO SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA: A PRODUÇÃO CIENTÍFICA NOS ÚLTIMOS 10 ANOS

ESTUDO BIBLIOMÉTRICO SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA: A PRODUÇÃO CIENTÍFICA NOS ÚLTIMOS 10 ANOS

Resumo: Levantamento bibliométrico das publicações científicas acerca do tema “gestão universitária” no período de 2004 à 2014, com intuito de verificar quais os periódicos mais publicaram sobre o tema, quais autores se destacam nas citações e quais as palavras-chaves mais recorrentes para formação de um portifólio para aqueles que desejam realizar pesquisas na área. Trata-se de pesquisa como predominantemente quantitativa, descritiva, documental e bibliográfica. Como resultado encontrou-se um portfólio de 21 trabalhos alinhados com o tema. A revista Gestão Universitária na América Latina- GUAL apresenta o maior número de publicações. Os autores mais citados foram: Henry Mintizberg, João Ferreira de Oliveira, Antônio Carlos Gil, Michael Eugene Porter e Peter Drucker. Com exceção de João Ferreira de Oliveira e Antônio Carlos Gil que desenvolvem estudos na área de educação e metodologia, respectivamente, todos os outros autores são reconhecidos na área de Administração. As palavras mais recorrentes encontradas nos artigos foram: avaliação, gestão, universidade, instituições, processo. Nas conclusões torna-se evidente a necessidade de maiores pesquisas e publicações sobre o tema, e ainda se sugere que a pesquisa seja realizada considerando um maior espaço temporal e utilizando outras palavras-chaves. Palavras-chaves: gestão universitária, bibliometria, ensino superior, universidades.
Mostrar mais

12 Ler mais

Um estudo bibliométrico sobre a violência de gênero.

Um estudo bibliométrico sobre a violência de gênero.

Segundo estudo do IPEA, no período de 2001 a 2011 estima-se que ocorreram mais de 50 mil feminicídios – o que equivale a, aproximadamente, 5.000 mortes por ano. Acredita-se que grande parte desses óbitos foi decorrente de violência doméstica e familiar contra a mulher, uma vez que aproximada- mente um terço deles teve o domicílio como local de ocorrência (Garcia et al., 2013). No período de 2009 a 2011, foram registrados, no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), 13.071 óbitos de mulheres, o que equivale a uma taxa bruta de mortalidade de 4,48 óbitos por 100 mil mulheres. Após a correção, estima-se que ocorreram 16.993 mortes, resultando em uma taxa corrigida de mortalidade anual de 5,82 óbitos por 100 mil mulheres. Diante do quadro alarmante da violência relacionada ao gênero no Brasil, foi sancionada a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, popularmente conhecida como Lei Maria da Penha, dispositivo legal brasileiro que “cria mecanismos para coibir a violência doméstica e fa- miliar contra a mulher, nos termos do § 8º do artigo 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres, e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal; e dá outras providências” (Brasil, 2006).
Mostrar mais

13 Ler mais

Teoria da regulação: um estudo bibliométrico nos periódicos de contabilidade

Teoria da regulação: um estudo bibliométrico nos periódicos de contabilidade

A Teoria Econômica da Regulação proporciona importantes contribuições para a análise do processo normatizador contábil. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo realizar um levantamento das características da produção científica em contabilidade que tenham como plataforma teórica a Teoria da Regulação. A pesquisa foi realizada com base nas publicações realizadas nos periódicos de contabilidade nacionais, entre os anos de 2000 e 2016, classificados pelo sistema QUALIS/CAPES. O estudo apresenta uma abordagem descritiva, caracterizando-se como uma pesquisa documental realizada por meio de um estudo bibliométrico. Foram identificados 41 artigos que versam sobre a Teoria da Regulação. Dentre os resultados encontrados, constatou-se que: (i) dentre os periódicos, 3 detêm 57,14% das publicações; (ii) a Teoria do Interesse Público é a mais abordada nas publicações; (iii) a frequência de publicação observada dos autores corrobora com o conceituado pela Lei de Lotka; (iv) 1 em cada 3 artigos tem origem na Universidade de São Paulo (USP); (v) as referências bibliográficas são em sua maior parte estrangeiras.
Mostrar mais

29 Ler mais

EDUCAÇÃO FÍSICA E EPISTEMOLOGIA: A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO NOS CONGRESSOS BRASILEIROS DE CIÊNCIAS DO ESPORTE

EDUCAÇÃO FÍSICA E EPISTEMOLOGIA: A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO NOS CONGRESSOS BRASILEIROS DE CIÊNCIAS DO ESPORTE

As questões epistemológicas apresentam-se como uma necessidade para a área, interrogando sobre o alcance e os limites do próprio conhecimento, além de tentar definir uma referência conceitual para as práticas acadêmica e profissional da educação física. Neste sentido, interrogamos sobre a produção do conhecimento nos anais dos Congressos Brasileiros de Ciências do Esporte – Conbrace’s. Esses congressos são encontros bienais realizados na área de educação física/esportes, desde 1978, com o objetivo principal de veicular a produção do conhecimento na área. O VII Conbrace, realizado em Uberlândia, em 1991, foi uma marco na histó- ria do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE) e da própria educação física brasileira, caracterizando uma ruptura entre forças antagônicas, sobretudo no que se referia a determinações epistemológicas, modelo de ciência e respectivos critérios de cientificidade, além da denúncia da falta de autonomia e imprecisão teórica da área (Paiva, 1994).
Mostrar mais

13 Ler mais

A pesquisa sobre patentes na Ciência da Informação: estudo bibliométrico e cientométrico da produção científica :: Brapci ::

A pesquisa sobre patentes na Ciência da Informação: estudo bibliométrico e cientométrico da produção científica :: Brapci ::

Marteleto (2009), ao traçar um cenário da pesquisa em Ciência da Informação no Brasil, observa que ao mesmo tempo em que a ciência objetiva equacionar seu campo disciplinar, busca também a compreensão dos mecanismos sociais que orientam sua prática científica e aponta indícios de transição entre o regime fundamentado pela ação do estado por outro orientado pelo mercado. Aponta também a identificação em seu cerne de dois tipos de pesquisa: aquelas realizadas nos programas formais de ensino, formação e pesquisa e aquelas realizadas na prática por profissionais egressos da pós-graduação, mas que atuam na gestão de serviços de informação especializados.
Mostrar mais

13 Ler mais

Inovação e modelos de negócio: um estudo bibliométrico da produção científica na base Web of Science.

Inovação e modelos de negócio: um estudo bibliométrico da produção científica na base Web of Science.

Baden-Fuller & Morgan (2010), ao questionarem a utilidade dos modelos de negócios, constataram que eles têm um caráter multivalente como modelos, tais como: a) proporcionam meios de descrição e classificação de organizações; b) operam como locais para a investigação científica de negócios; e c) atuam como indicação para a inovação. Nesta mesma linha de pensamento, Chesbrough & Rosenbloom (2002) apresentaram as principais funções de um modelo de negócios, sendo esses: a) articular a proposição de valor; b) identificar um seguimento de mercado; c) definir a estrutura da cadeia de valor; d) estimar estruturas de custos e margens projetadas; e) escrever a posição da empresa na rede de valor; e f) formular a estratégia competitiva da organização.
Mostrar mais

12 Ler mais

Análise da produção científica sobre expatriado auto iniciado entre 2000 e 2019: um estudo bibliométrico

Análise da produção científica sobre expatriado auto iniciado entre 2000 e 2019: um estudo bibliométrico

A expatriação auto iniciada ainda não possui uma definição muito clara, mas o pro fissional que deseja realizar a mobilidade internacional (CERDIN; SELMER, 2013). Para as organizações estes profissionais são valorizados pelas empresas, ainda mais em tempos de muita competição, então eles agregam valor para que os contrata (CERIC; CRAWFORD, 2016). Assim, o objetivo deste artigo é explorar as características da produção acadêmica com o tema “Expatriação auto iniciada” dos últimos 20 anos, na base de dados CAPES. Para isso foi utilizada uma pesquisa bibliométrica de abordagem quantitativa e caráter exploratório, a fim de produzir um banco de dados sobre as produções que tinham como foco nesta pesquisa. Foram colhidos 61 artigos e para a análise dos dados, foi utilizado o Microsoft Excel e o software VOSviwer. Como resultado, esta pesquisa contribuiu para a compreensão de como o tema “Expatriado auto iniciado” foi trabalhado de 2000 a 2019 e que houve um crescimento de sua importância nos últimos anos. Além disso, permitiu que estudos futuros tenham uma base de dados.
Mostrar mais

46 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados