Top PDF Gestão ambiental e sustentabilidade um estudo de caso na agência do Banco do Brasil de Alagoa Nova/PB.

Gestão ambiental e sustentabilidade  um estudo de caso na agência do Banco do Brasil de Alagoa Nova/PB.

Gestão ambiental e sustentabilidade um estudo de caso na agência do Banco do Brasil de Alagoa Nova/PB.

Nos últimos tempos, a gestão ambiental e a sustentabilidade vêm ocupando um espaço cada vez maior entre a sociedade e as empresas, o que, consequentemente acarreta em mudanças nas políticas de controle, gestão e acompanhamento ambiental dos processos produtivos das organizações. Assim, este trabalho teve o objetivo de mostrar como os funcionários da agência Alagoa Nova/PB avaliam a gestão ambiental e o desenvolvimento sustentável no Banco do Brasil como instrumento de vantagem competitiva. O trabalho focou-se no fato de que o setor financeiro tem avançado bastante na questão ambiental, buscando integrar o exercício de seu papel social às práticas de seus negócios, ressaltando a estratégia de negócio adotada pelo Banco do Brasil, no que se refere às ações voltadas a Agenda 21 e ao Programa de Ecoeficiência. Neste sentido, ao tentar acompanhar as transformações socioambientais, deixando de evidenciar apenas dados financeiros e alargando a sua base de informação ao fator social, a organização passa a ter uma forte vantagem competitiva nos seus controles gerenciais. Trata-se de um estudo de caso e que pode ser caracterizado como exploratório, onde foi aplicado um questionário estruturado com os seis funcionários que compõem a agência em estudo. Os resultados mostraram que a visão de sustentabilidade ambiental dos funcionários é paradoxa, pois, informaram não ter conhecimento e nem participarem das ações socioambientais promovidas pelo banco e, ao mesmo tempo declararam que essas ações são muito importantes para seus clientes, como para seus ambientes de trabalho. O estudo mostrou ainda, que grande parte das ações adotadas pelo banco relaciona-se ao monitoramento dos insumos no que condiz aos processos de impressão ou uso de papel.
Mostrar mais

50 Ler mais

Avaliação do Impacto do treinamento no trabalho: estudo de caso dos colaboradores no Banco do Brasil S/A – Agência 0063-9 Campina Grande - PB

Avaliação do Impacto do treinamento no trabalho: estudo de caso dos colaboradores no Banco do Brasil S/A – Agência 0063-9 Campina Grande - PB

Objetivo específico nº1: identificar os dados pessoais e funcionais dos colaboradores do Banco do Brasil S/A, Agência 0063-9 em Campina Grande, Paraíba. Os dados levantados demonstram que a 61,1% dos pesquisados são do sexo masculino, a distribuição da faixa etária é equilibrada, onde fica distribuída entre 31 anos a 60 anos, 50% dos colaboradores possuem especialização/MBA, o tempo médio de serviço que os funcionários tem na Agência 0063-9 é de 01 ano e 06 meses, a distribuição dos funcionários por tempo de serviço no Banco do Brasil S/A é de 27,% de 26 a 30 anos, a distribuição de cargos na agência é equilibrada, com 33,3% em todos os cargos.
Mostrar mais

32 Ler mais

A contribuição da Intranet para a sustentabilidade organizacional: um estudo de caso no Banco do Brasil

A contribuição da Intranet para a sustentabilidade organizacional: um estudo de caso no Banco do Brasil

Este artigo tem como objetivo mostrar de que forma a intranet contribuiu para a sustentabilidade organizacional e o desenvolvimento sustentável da agência 1591-1, do Banco do Brasil, em Campina Grande – PB. O estudo apresenta em seu referencial teórico uma breve definição sobre a intranet e os avanços proporcionados ao setor mencionado, além de enfocar a relevância da Tecnologia da Informação (TI) para o desenvolvimento sustentável desse setor considerado estratégico no plano sócio- econômico e administrativo nacional. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de caráter exploratório, realizada a partir de um levantamento bibliográfico e com o suporte de uma coleta dos dados obtida por meio de um questionário estruturado, constituído por 12 questões objetivas, levando em consideração alguns indicadores sociais, econômicos e ambientais. O questionário foi elaborado com base na escala de Likert, cujos dados revelaram a grande contribuição que a intranet proporcionou ao setor financeiro, em especial a rede bancária. Apesar de algumas limitações constatadas, os resultados reforçam a conclusão de que o sistema intranet analisados pelos três indicadores contribuiu de forma decisiva para uma maior agilidade, interação e segurança dos funcionários do banco em tela, fato que foi de grande importância para o desempenho econômico da instituição, revelando, ainda, a prática de gestão eficiente desenvolvida de forma consciente pelos colaboradores quanto aos impactos que podem causar ao meio ambiente e fazendo com que melhorem suas práticas sustentáveis.
Mostrar mais

19 Ler mais

Qualidade de Vida no Trabalho no setor bancário: um estudo realizado no Banco do Brasil S/A, agência de Itaporanga, PB

Qualidade de Vida no Trabalho no setor bancário: um estudo realizado no Banco do Brasil S/A, agência de Itaporanga, PB

uma organização do setor bancário situada na cidade de Itaporanga, Paraíba, no intuito de avaliar não só os investimentos que são feitos na área de QVT, mas também os projetos eu são aplicados, e se os resultados são satisfatórios ou não para os funcionários e organização. Com isso foi realizado um estudo de caso por meio de entrevista realizada em primeiro caso com os funcionários que atuam na empresa, onde as respostas foram apuradas estatisticamente diante a opinião de tais e a outra individualmente aplicada junto ao gerente da organização, que é responsável pelo RH para entendimento dos projetos feitos e da satisfação dos demais onde as respostas foram tratada de forma subjetiva dos fatos. Conseguiu-se assim a visão dos dois pólos desse projeto, permitindo a investigação e a constatação de que existem investimentos em QVT na empresa e que seus resultados apurados são satisfatórios para a organização e para a maioria dos funcionários.
Mostrar mais

22 Ler mais

Marketing de relacionamento: uma ferramenta para fidelizar clientes na agência do Banco do Brasil - Patos - PB

Marketing de relacionamento: uma ferramenta para fidelizar clientes na agência do Banco do Brasil - Patos - PB

O marketing de relacionamento é uma ferramenta estratégica utilizada pela maioria dos grandes bancos brasileiros a fim de maximizar sua rentabilidade. Logo, o presente estudo se propôs a analisar as estratégias de marketing de relacionamento empregadas pelo Banco do Brasil, na agência Patos/PB, assim como, sua funcionalidade rente aos clientes. Para tanto, foi realizado um estudo de caso, de caráter descritivo e de abordagem qualitativa, detendo como instrumentos básicos para a coleta de dados o uso de questionários e a apreciação de documentos. Pôde-se perceber através da análise dos resultados que a instituição tem se empenhado para estabelecer e manter relacionamentos longevos com seus clientes, todavia, há ainda o que ser aperfeiçoado. Em síntese, identificou-se que os usuários questionados, em sua maioria, aprovam a gestão da empresa, bem como, declaram-se satisfeitos com o banco. Palavras-Chave: Marketing de Relacionamento. Clientes. Banco do Brasil.
Mostrar mais

30 Ler mais

Práticas das agências ecoeficientes do Banco do Brasil S. A: um estudo de caso da agência de Messejana

Práticas das agências ecoeficientes do Banco do Brasil S. A: um estudo de caso da agência de Messejana

Strong e Sachs (2002) apresentam o conceito de Ecodesenvolvimento elucidando a noção de “desenvolvimento sustentável”, que segundo Montibeller Filho (2008) é “atender às necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atenderem às suas próprias necessidades”. Sachs ao criar seu modelo, fundamenta-o em cinco dimensões para a sustentabilidade: social, econômica, ecológica, espacial e cultural, além do mais o define como ambientalmente sustentável, economicamente sustentado e socialmente inclusivo. Portanto para Ignacy Sachs (2004, p.13):
Mostrar mais

14 Ler mais

Clima Organizacional: estudo da percepção dos colaboradores do Banco do Brasil-Agência Mercado Central em Campina Grande - PB

Clima Organizacional: estudo da percepção dos colaboradores do Banco do Brasil-Agência Mercado Central em Campina Grande - PB

Atualmente a preocupação com a satisfação e motivação dos colaboradores tem se tornado indispensável nas organizações, pois ela se traduz em produtividade e qualidade de produtos, otimização de processos e por conseqüência mais espaço no mercado. Buscar formas de medir e melhorar o clima organizacional passou a ser importante para a vitalidade das organizações, preocupando-se assim em manter os funcionários motivados, satisfeitos e comprometidos, já que constituem um forte fator de competitividade, para o alcance dos objetivos organizacionais. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo geral identificar o clima organizacional na percepção e entendimento dos colaboradores do Banco do Brasil - Agência Mercado Central – 1634-9, em Campina Grande – PB. O modelo metodológico utilizado foi um estudo de caso, seguido de pesquisa descritiva, bibliográfica e de campo, envolvendo uma população de 23 colaboradores. O instrumento utilizado foi um questionário composto de 23 questões, a primeira parte foi composta por 07 questões objetivas relacionadas ao perfil sócio- econômico do colaborador; e na segunda etapa, foram trabalhadas 15 questões objetivas relacionadas ao clima organizacional e 01 questão subjetiva para sugestões. Para elaboração do instrumento de pesquisa considerou-se o modelo adaptado de Coda (apud OLIVEIRA, 1999), considerando as seguintes variáveis: perspectiva de carreira, estrutura organizacional x filosofia de gestão, identificação com a organização, reconhecimento provido, relacionamento com a comunidade, relacionamento no ambiente de trabalho, política de remuneração, política de benefícios e natureza do trabalho realizado. Também fez-se o uso da Escala Likert, que admitiu respostas de 01 a 05 pontos, com opções desde “discordo totalmente” até “concordo totalmente” verificado entre as 09 variáveis. Os resultados obtidos indicaram que a maioria disse concordo com relação à estrutura organizacional x filosofia de gestão, identificação com a organização e relacionamento no ambiente de trabalho. Com relação a perspectiva de carreira, reconhecimento provido, relacionamento com a comunidade e natureza do trabalho realizado, houve um percentual mais elevado de concordância, mas que não chegou a ser maioria. No que concerne a política de remuneração, é preocupante, haja vista que a grande maioria discordou; e quanto à política de benefícios, houve um percentual mais elevado de neutralidade, mas que não chegou a ser maioria. Portanto, concluiu-se que mesmo diante da constatação de níveis de satisfação, em relação a alguns aspectos da pesquisa, considera-se o clima organizacional favorável, mas requer que a gerência desenvolva mecanismos que venham melhorar o clima organizacional da empresa estudada.
Mostrar mais

118 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho: análise na visão dos colaboradores do Banco do Brasil S.A. - Agência 38148, em Alagoa Nova - PB

Qualidade de vida no trabalho: análise na visão dos colaboradores do Banco do Brasil S.A. - Agência 38148, em Alagoa Nova - PB

No contexto atual das instituições financeiras, a busca pela qualidade de vida no trabalho (QVT) tem sido quase uma obrigação. Por outro lado, as mudanças no sistema bancário têm levado à diminuição do quadro de funcionários, ao aumento significativo da carga de trabalho, serviços, responsabilidades e metas atribuídas aos colaboradores. Todas essas transformações repercutem na saúde de forma geral dos funcionários e as instituições buscam oferecer programas de QVT, visando amenizar os danos causados pelo trabalho. Neste contexto, este artigo teve como objetivo analisar o nível de satisfação dos colaboradores, com relação a QVT, no Banco do Brasil S.A. – Agência 3814-8, em Alagoa NovaPB. Caracterizou-se como estudo de caso, acompanhado de pesquisa exploratória, descritiva, bibliográfica e de campo. O método adotado foi o quantitativo. O instrumento foi um questionário, composto por três questões relacionadas ao perfil socioeconômico e vinte e três baseadas no modelo de Walton (1973), distribuídas em 08 fatores. Para mensurar os resultados da pesquisa utilizou-se a escala Likert, adaptada para três categorias: concordância, neutralidade e discordância. Nos resultados, em sete fatores houve maioria de concordância; e em apenas um, Compensação Justa e Adequada, houve uma equiparação entre concordância e discordância. Apesar dos resultados serem favoráveis, espera-se que sejam envidados esforços para a criação de novos projetos em QVT, e que venham melhorar cada vez mais o nível de satisfação dos colaboradores.
Mostrar mais

28 Ler mais

Agroindústria e princípios ambientais para sustentabilidade: estudo de caso com produtores de cachaça informal e formal, em Alagoa Nova - PB

Agroindústria e princípios ambientais para sustentabilidade: estudo de caso com produtores de cachaça informal e formal, em Alagoa Nova - PB

petrolífero internacional a partir de 1986. A revista em questão, aponta para o fato de que os preços do barril do óleo bruto caíram de US$ 30 a 40 para algo em torno de US$ 12 a 20. Esse novo período portanto, vai colocar em declínio todos os programas de substituição de hidrocarbonetos fósseis e de uso eficiente da energia em todo mundo, inclusive no Brasil com o PRÓ-ÁLCOOL. Nessa perspectiva, a crise no abastecimento de álcool acontecido no final dos anos 1980, em relação ao seu uso, colocou em descrédito o Programa Nacional do Álcool – PRÓ-ÁLCOOL. Somente após a introdução da chamada mistura MEG, é que a crise de abastecimento de álcool foi superada. Essa mistura, que substituía o álcool hidratado, obrigaria o Brasil a realizar importações de etanol e metanol e dessa forma garantir o abastecimento do mercado nacional ao longo da década de 1990. Essa mistura consistia em 60% de etanol hidratado, 34% de metanol e 6% de gasolina, sendo extremamente caro o produto final. A quarta fase, denominada de fase de redefinição, abrange o período de 1995 a 2000. O que se observa nesta etapa é um grande esforço do governo brasileiro no sentido de incentivar o consumo dos principais produtos da cana ou seja, o açúcar e o álcool. Para atingir seus objetivos, é lançada no dia 21 de agosto de 1997, por meio de decreto, o Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool – CIMA. Em 28 de maio de 1998, o governo edita a medida provisória nº 1.662 dispondo que o poder executivo elevaria o percentual de adição de álcool etílico anidro combustível à gasolina obrigatório em 22% até o limite de 24% em todo o território nacional. Essas atitudes do governo, evidencia a força dos usineiros que tinha como fortes aliados a chamada bancada ruralista, que na maioria das vezes, chegam, e continua chegando, até o Congresso Nacional financiados pelo dinheiro do açúcar e do álcool. A quinta fase, é a fase atual (anos 2000). O Brasil vive hoje uma forte expansão do setor canavieiro, impulsionado pela produção de combustível alternativo em grande escala. O etanol tem sido a grande vedete do governo brasileiro e motivo de multiplicação de usinas Brasil afora.” (PROÁLCOOL, 55-57, IN REVISTA ELETRÔNICA BIODIESEL br.com, 2011)
Mostrar mais

93 Ler mais

Aplicabilidade da nova gestão de desempenho : o caso de uma agência reguladora brasileira

Aplicabilidade da nova gestão de desempenho : o caso de uma agência reguladora brasileira

legislação funcionam como limitantes a obter resultados satisfatórios, porém foi dada mais importância à valorização e atuação dos gerentes; ficou identificado que quando a avaliação é valorizada e feita com as competências certas, pode resultar em dados úteis à Administração para a Gestão de Desempenho; os gerentes devem ter competências capazes de liderar a equipe, fornecendo feedback quando necessário e utilizando as ferramentas adequadas para subsidiar a Gestão de Desempenho; os resultados e informações alcançados com a Avaliação de Desempenho devem funcionar como auxiliadores na tomada de decisões e devem ser objetivos e precisos, representar de maneira adequada o desempenho profissional e alinhar metas organizacionais e individuais, propiciar diálogo entre chefia e funcionários e auxiliar no desenvolvimento progressivo do sistema de Avaliação de Desempenho utilizado; questões políticas que resultam em pouca independência na tomada de decisão; a falta de continuidade de gestão em alguns órgãos; a falta de padronização e coerência entre as avaliações de gerentes de uma mesma equipe; o paternalismo; a falta de reconhecimento da Avaliação de Desempenho como ferramenta eficiente de Gestão de Pessoas; a vinculação do desempenho com a concessão de gratificações atuam como ponto negativo do sistema, porém é efetuado de uma maneira melhor que os sistemas anteriormente usados; entre outros pontos abordados.
Mostrar mais

49 Ler mais

Indicadores de desenvolvimento no assentamento Carrasco/Esperança - Alagoa Nova, PB

Indicadores de desenvolvimento no assentamento Carrasco/Esperança - Alagoa Nova, PB

O desenvolvimento rural acompanhou o modelo de modernização do desenvolvimento econômico, que culminou em consequências sociais, ambientais e econômicas. Na ausência de indicadores de desenvolvimento local para avaliar os assentamentos rurais, considerava-se apenas o desempenho econômico. Nesse contexto, houve a necessidade de caracterizar os indicadores de desenvolvimento social, econômico, ambiental e organizacional do Assentamento Carrasco, além de avaliar os indicadores de desenvolvimento do referido assentamento, utilizando métodos de análise Multicritério, sendo essas determinações os objetivos principais deste trabalho. O assentamento localiza-se entre os municípios de Esperança e Alagoa Nova, na mesorregião do Agreste da Paraíba, e constituiu a unidade experimental. Os procedimentos metodológicos consistiram na aplicação de questionários estruturados, com perguntas relacionadas a itens quantitativos e/ou qualitativos de indicadores de desenvolvimento social, econômico, ambiental e organizacional do referido assentamento. As análises dos dados foram feitas utilizando-se distribuições estatísticas e os indicadores de desenvolvimento pelos métodos de Análise Multicritério, Média Ponderada e o ELECTRE I. Os principais resultados revelam a baixa escolaridade dos assentados e um serviço de saúde regular. Na dimensão econômica (produtiva) as famílias apresentam uma renda predominante de no máximo um salário mínimo. Em um contexto geral, destaca-se que os agricultores necessitam recorrer aos benefícios sociais, sendo os mais importantes o Bolsa Família, o Seguro Safra e o Programa Nacional de Alimentação Escola- PNAE, e a principal fonte de financiamento é o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar- PRONAF. A agricultura familiar desenvolvida no assentamento é baseada cultivo
Mostrar mais

137 Ler mais

O IMPACTO DOS ESTILOS DE LIDERANÇA NA EFICÁCIA GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO NA AGÊNCIA COMERCIAL CENTRO DO BANCO DO BRASIL

O IMPACTO DOS ESTILOS DE LIDERANÇA NA EFICÁCIA GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO NA AGÊNCIA COMERCIAL CENTRO DO BANCO DO BRASIL

Este trabalho tem como objetivo analisar os impactos dos estilos de liderança na eficácia gerencial, considerando o perfil do gerente com o intuito de identificar a influência dos diferentes estilos de liderança sobre o comportamento dos funcionários nos níveis hierárquicos, observando a aplicação da teoria motivacional abordada na prática organizacional e identificando os impactos negativos e positivos dos líderes sobre o clima organizacional. Apresenta fundamentação teórica sobre liderança na organização e clima organizacional. Caracteriza-se como uma pesquisa descritiva e estudo de caso. Mensurando-se por pesquisas bibliográficas e de campo, através de um questionário, e se articulando por meio de abordagens quanti-qualitativa nas atividades gerenciais, de liderança e através de características descritivas desses profissionais gerentes, administradores e líderes, na agência bancária analisada. Dentro todas as vertentes analisadas, o clima organizacional mostrou exercer influência direta e indireta na comunicação, no comportamento, na produtividade e no grau de satisfação das pessoas ligadas à organização. Destarte o comportamento atribuído ao gestor, e a condução da relação subordinados e clientes.
Mostrar mais

63 Ler mais

A dinâmica do turismo em Alagoa Nova-PB e os reflexos socioespaciais no município

A dinâmica do turismo em Alagoa Nova-PB e os reflexos socioespaciais no município

Nesta época, o litoral paraibano era muito bem visto e procurado pelos novos visitantes. Existem documentos que registram o Cabo Branco no ano de 1505, outro lugar posteriormente conhecido e popular entre os exploradores do Pau Brasil foi Baía da Traição onde o tráfico da madeira era intenso. Além disso, os exploradores levavam alguns utensílios e até mesmo os próprios nativos para servirem de amostra na Europa. Entretanto, como não existia uma lei que regulamenta o turismo no inicio do povoamento da Paraíba, tais viagens que os desbravadores fizeram não são legalmente viagens turísticas, entretanto, foram viagens que abriram caminhos para o turismo paraibano.
Mostrar mais

32 Ler mais

Criatividade no trabalho : um estudo de caso no Banco Bradesco S/A, agência São José

Criatividade no trabalho : um estudo de caso no Banco Bradesco S/A, agência São José

Apresentar ações relativas ao ambiente de trabalho para estimular a criatividade dos funcionários do Banco Bradesco S/A, agência São José Centro, a fim de manter os [r]

83 Ler mais

Os impactos socioambientais das barragens no Sítio das Bananeiras - Alagoa Nova - PB

Os impactos socioambientais das barragens no Sítio das Bananeiras - Alagoa Nova - PB

No Brasil são muitas as iniciativas para a construção de barragens, tanto para da geração de energia elétrica e como o abastecimento e uso da população. No entanto muitos problemas são acarretados com essas mudanças, assim (Coelho, 2008, p.18) “Quando ocorre uma intervenção humana de grande intensidade, como é o caso das construções de grandes barragens, há o rompimento do equilíbrio longitudinal do rio”. Tal indagação nos remete analisar o quão modificado fica esse percurso, que saiu do seu curso normal, e agora suas águas represadas, terão outras funções. Ainda sobre essas alterações no curso do rio e seus resultantes causados pelas barragens comenta (Coelho, 2008, p.18) “Pesquisas nacionais que tratam a respeito dos efeitos hidrogeomorfológicos em canais fluviais decorrentes da construção reservatórios/barragens são escassas”. Portanto, faz-se necessário pela conjuntura atual, medidas compensatórias ao meio, para resolução dos problemas causados por tais construções, que devem ser tomadas pelas instituições.
Mostrar mais

26 Ler mais

Impactos da Gestão Ambiental na Sustentabilidade Empresarial: um estudo na Indústria Quasar da Cidade de Patos - PB

Impactos da Gestão Ambiental na Sustentabilidade Empresarial: um estudo na Indústria Quasar da Cidade de Patos - PB

A sustentabilidade ambiental se encontra relacionada com a representatividade econômica de uma organização, pois também a organização utiliza o seu poder de influência junto aos consumidores e a sociedade em geral. Sendo assim, é necessário que as empresas inseridas no contexto atual desenvolvam um mero papel de fornecedora de produtos, atuando de modo mais abrangente ao contribuir com as questões ambientais em sua gestão. Neste sentido, identificou-se um novo estilo das organizações, voltada para uma preocupação com fatores que afetam as gerações futuras, sobretudo, o seu objetivo primordial que é a obtenção do lucro.
Mostrar mais

29 Ler mais

Logística reversa na Fazenda chuva grossa em Alagoa Nova - PB

Logística reversa na Fazenda chuva grossa em Alagoa Nova - PB

Os prejuízos ambientais causados pela falta de tratamento e manejo inadequado dos resíduos da produção animal são incalculáveis. Esses resíduos orgânicos, quando manejados e reciclados adequadamente no solo, deixam de ser poluentes e passam a constituir valiosos insumos para a produção agrícola sustentável. O tratamento e reciclagem dos dejetos, além de contribuir para a redução da poluição do meio ambiente, oferece a possibilidade de reciclar os nutrientes da alimentação animal para produção de biomassa, preservando e melhorando as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, mantendo um sistema altamente produtivo e equilibrado. Esses tratamentos passam a ser cada vez mais importantes em função da economia de fertilizantes químicos importados, insumos geralmente derivados do petróleo, altamente energéticos e caros (EMBRAPA, 2003). Segundo Grzybowski (2012, p. 1), “ Os dejetos da produção intensiva de suínos quando armazenados não adequadamente, são causadores de degradação ambiental, principalmente pela contaminação de água e liberação de gases como metano, que é considerado 20 vezes mais poluente que o dióxido de carbono”, fato que leva a inferir quão alto pode ser o potencial lesivo desta atividade para o ambiente e para a sociedade. Não obstante, deve-se ressaltar que,
Mostrar mais

23 Ler mais

GESTÃO DO CAPITAL DE GIRO DAS MICROEMPRESASE EMPRESAS DE PEQUENO PORTE: UM ESTUDO DOS CLIENTES DO BANCO DO BRASIL — AGÊNCIA CAPOEIRAS

GESTÃO DO CAPITAL DE GIRO DAS MICROEMPRESASE EMPRESAS DE PEQUENO PORTE: UM ESTUDO DOS CLIENTES DO BANCO DO BRASIL — AGÊNCIA CAPOEIRAS

de caixa para o período seguinte. Muito importante para uma boa gestão do capital de giro é a utilização de ferramentas que possibilitem entre outras coisas, o controle e aco[r]

64 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho :  um estudo de caso no Banco Real (Agência Trindade)

Qualidade de vida no trabalho : um estudo de caso no Banco Real (Agência Trindade)

Ressalta-se que os depoimentos levantados são dos funcionários do Banco Real da Agência Trindade, assim sendo os resultados desta pesquisa não podem ser considerados [r]

68 Ler mais

A gestão da produtividade na era da informação: o caso de uma agência bancária no município de Campina Grande/PB

A gestão da produtividade na era da informação: o caso de uma agência bancária no município de Campina Grande/PB

A despeito do rigor almejado, é necessário ressaltar que algumas opções metodológicas podem ter influência nos resultados da pesquisa. Devido à pequena disponibilidade de tempo dos participantes, por exemplo, o questionário foi construído com uma quantidade de questões limitada, podendo deixar de abordar aspectos complementares às inferências realizadas. As próprias limitações de um estudo de caso restringem as análises mais abrangentes dos dados; contudo, oportunizam a realização de novas pesquisas, dentre as quais, pode-se destacar: a correlação entre a aderência ao modelo GTD e os resultados individuais; a produtividade das equipes utilizando o GTD; a dependência da tecnologia para aplicação dos métodos de produtividade.
Mostrar mais

26 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados