Top PDF Gestão de qualidade: o desafio da contemporaneidade

Gestão de qualidade: o desafio da contemporaneidade

Gestão de qualidade: o desafio da contemporaneidade

É um planejamento coletivo amplamente divulgado com a participação da comunidade, dos alunos. Eles pegaram em suas mãos as metas, e tanto que se você entrar na sala de aula hoje todos já sabem o que é o IDEB. Se você entrasse na sala de aula em 2007, eles sabiam que a nossa meta era sete pontos no IDEB, era nossa meta, não da direção não, sim do coletivo. Eles ficavam preocupados e faziam avaliações, trabalhavam bem mais eu não estou bom neste conteúdo, os pais ajudavam. Foi um trabalho direcionado ao 5º ano. Não foi feito desde o 1º ano, que é uma das metas da Escola para o ensino de qualidade. É uma escola publica com ensino de qualidade, então isso foi amplamente divulgado, nossa meta era 7. E então, quando nós conseguimos 8, nós não acreditamos. Nós trabalhamos para alcançar os 7. Foi um trabalho assim, toda a equipe, não existe um trabalho assim de direção da gestão. Você apresenta um projeto àquilo que você falou depois tem que saber articular esse projeto. Você tem que saber envolver o grupo nesse projeto e aquelas pessoas que no início você coloca seu projeto. No início são poucos, você sabe quem vai aderir esse projeto, mais você sabe também que se você aderir o outro vem junto e o outro que está rejeitando criticando. Quando mais ele começa, pois quando começa aquilo começa a dar certo aquele projeto começa a dar certo, a ver resultados com alunos pais, aquele que rejeitou você já trabalhou na escola você sabe que tem sempre aquele contra, ele pode ser o último, mas ele também começa a fazer parte desse projeto então eu acho que foi esta união que tem muito aqui na escola, que nos permite ter esse índice no IDEB, de uma proposta de uma educação pública de qualidade. [sic] (Gestora, 2010).
Show more

288 Read more

O ATENDIMENTO ÀS CRIANÇAS DE TRÊS ANOS NAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE JUIZ DE FORA: UM DESAFIO À GESTÃO DA QUALIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O ATENDIMENTO ÀS CRIANÇAS DE TRÊS ANOS NAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE JUIZ DE FORA: UM DESAFIO À GESTÃO DA QUALIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A presente dissertação, fundamentada em um caso de gestão educacional, tem por objetivo conhecer como o atendimento as crianças de 3 anos está sendo ofertado nas escolas municipais em Juiz de Fora com o intuito de propor um Plano de Ação que possa subsidiar os gestores da educação pública a agirem de forma refletida a essa demanda por atendimento. As crianças nessa faixa etária necessitam de um atendimento diferenciado por apresentarem necessidades e características específicas, sendo necessário que a escola e toda equipe escolar se organizem para oferecer esse atendimento e exigindo uma reorganização das práticas pedagógicas existentes, uma reorganização dos tempos e espaços e materiais, bem como a adequação do projeto político pedagógico e a capacitação de professores. Pretende- se abordar toda a dinâmica desse atendimento dialogando com documentos oficiais que versam sobre a Educação Infantil, entre eles, os Parâmetros de Qualidade da Educação Infantil, os Critérios para um Atendimento em Creches que Respeite os Direitos Fundamentais das Crianças, os Indicadores de Qualidade da Educação Infantil, e também com a proposta Curricular da Rede Municipal de Juiz de Fora para a Educação Infantil. Ao final esta dissertação apresenta uma proposta de intervenção para a Secretaria de Educação do Município a fim de que o atendimento às crianças de 3 anos seja acompanhado de uma reflexão e de um intenso debate para que possa ser assegurado a elas o direito constitucional de um atendimento de qualidade, levando em consideração o legal, o ideal e o real.
Show more

121 Read more

CAMILA IWASAKI O DESAFIO DO ABANDONO ESCOLAR NO ENSINO MÉDIO: ANÁLISE DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DO PROJETO JOVEM DE FUTURO EM TRÊS ESCOLAS PAULISTAS

CAMILA IWASAKI O DESAFIO DO ABANDONO ESCOLAR NO ENSINO MÉDIO: ANÁLISE DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DO PROJETO JOVEM DE FUTURO EM TRÊS ESCOLAS PAULISTAS

Outra linha de entendimento acredita na estratégia de ampliação de leques de alternativas com atividades mais práticas, esportivas, artísticas, ligadas ao mundo do trabalho, ou por áreas do conhecimento. Essa pode ser a opção mais indicada para aumentar a atratividade, principalmente para o público com propensão a evadir ou abandonar os estudos. Soares, et. al. (2010), ao estudar a respeito dos determinantes do abandono do Ensino Médio pelos jovens do Estado de Minas Gerais, destaca que o aluno tende a abandonar a escola quando não está conseguindo aprender o que está sendo ensinado; anseia por uma escola mais atrativa; não consegue enxergar o ganho que terá com o estudo, frente ao esforço que tem de fazer para frequentar as aulas. Quanto mais se percebe a falta de qualidade no trabalho dos professores, menores serão as taxas de chegada ao terceiro ano.
Show more

150 Read more

Metrópoles e o Desafio Urbano - Editora Blucher

Metrópoles e o Desafio Urbano - Editora Blucher

Desse modo, essa gestão procura, com a aprovação dessa legislação pelo governo, manter o equilíbrio ecológico, uma vez que o meio am- biente é agora reconhecido como um patrimônio público que precisa ser protegido para o uso coletivo. Assim, torna-se importante focalizar o uso do solo, do subsolo, da água e do ar, tratando-os por um planeja- mento que inclua esses recursos ambientais, e que permita proteger os ecossistemas e preservar determinadas áreas importantes para as co- munidades e o desenvolvimento urbano ambiental. Daí a necessidade de controle e a importância do zoneamento das atividades, principal- mente destacando aquelas que são poluidoras. Consequentemente, a pesquisa de tecnologia adquire maior relevância, pois as comunidades precisam se orientar, cada vez mais, pelo uso racional das reservas na- turais e proteger esses recursos, tendo em vista alcançar a qualidade ambiental e a proteção de áreas ameaçadas de degradação. É preciso proteger a biosfera, como diz James Lovelock (2006, p. 19), “essa re- gião geográfica onde existe vida (...) na face da terra”. Cuidando de Gaia, a Terra viva, pois é preciso ver a terra como um planeta vivo, para que se consiga mantê-la apta para a vida, como diz Lovelock (2006).
Show more

77 Read more

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA SAMARA FREIRE DE OLIVEIRA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA SAMARA FREIRE DE OLIVEIRA

A presente dissertação é desenvolvida no âmbito do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública (PPGP) do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF) e visa discutir a alocação de servidores na Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas-SEduc/AM, a qual enfrenta uma grande problemática em relação à alocação de servidores em número insuficiente para suprir a demanda do estado. Mesmo com o esforço da realização de concursos públicos e Processos Seletivos Simplificados, ainda é substantiva a carência de servidores, principalmente professores nas unidades escolares, o que se constitui em um desafio para a instituição. Além de concursos e processos seletivos, outras iniciativas vêm sendo tomadas por essa Secretaria, no que tange a valorização do profissional da Educação, como a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração, no ano de 2013, com vantagens que objetivam incentivar e atrair profissionais. Porém, a necessidade de servidores ainda não vem sendo suprida satisfatoriamente e, por esta razão, este trabalho irá descrever e analisar os critérios de alocação de servidores praticados na SEduc/AM, bem como propor ações que visem a otimização desse processo de alocação, com vistas ao melhor atendimento da demanda da rede estadual de ensino. Para tanto, foi utilizado uma pesquisa qualitativa e quantitativa, por meio de entrevistas a quatro gestores de escola, sendo duas da capital e duas do interior do Estado e a dois gestores da sede da SEduc/AM, bem como questionário aplicado a todos os gestores de escola estaduais. A partir da pesquisa realizada foi identificado que tanto os gestores de escola quanto as gestoras da sede da SEduc/AM estão satisfeitos com os critérios de alocação de servidores e reconhecem que a principal dificuldade está na carência de profissionais e não nesses critérios. Os gestores de escola ressaltaram, ainda, que a falta de equipe pedagógica é ainda maior que a falta de professores. Outro fator preponderante é a falta de qualificação docente, com a ocorrência de casos em que professores ministram componentes curriculares para os quais não são licenciados, mesmo com a atuação do PROFORMAR no Amazonas. Os problemas detectados na pesquisa serão abordados no Plano de Ação Educacional, com o objetivo de buscar meios de solucionar ou minimizar a gravidade das situações encontradas, visando melhorias no contexto educacional do Estado do Amazonas.
Show more

93 Read more

JÚLIO CÉSAR MEIRELES DE FREITAS PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA COORDENADORIA DISTRITAL DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS

JÚLIO CÉSAR MEIRELES DE FREITAS PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA COORDENADORIA DISTRITAL DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS

Esta dissertação tem como objetivo analisar o processo de implantação da certificação na Norma ABNT NBR ISO 9001:2008 e suas consequências para a Coordenadoria Distrital de Educação 07 – CDE7 do município de Manaus, no Estado do Amazonas. Para isso, realizou-se uma descrição do processo de implantação da Norma por meio de documentos como leis, resoluções e o manual da qualidade da CDE7. Em se tratando do referencial teórico, foram utilizadas as obras de Carpinetti (2012) e Porto (2014), que trouxeram contribuições para a compreensão dos conceitos sobre a gestão da qualidade e suas relações com esta pesquisa. Para a coleta de dados, utilizou-se questionário e entrevista semiestruturada, efetuando-se uma análise qualitativa. A partir da análise dos resultados da pesquisa, foi construído um plano de ação como sugestão de melhoria para a implantação da Norma estudada em outras Coordenadorias da Secretaria de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas – SEDUC/AM. A pesquisa mostrou que a melhoria na organização interna, nos serviços prestados à comunidade, no direcionamento das ações e na utilização de instrumentos padronizados são algumas das primeiras consequências positivas obtidas com o processo de implantação na CDE7. Observou-se também que a Coordenadoria estudada continua buscando superar o desafio de concluir seu processo de implantação por meio da implementação dos processos definidos em seu manual da qualidade para submeter-se à auditoria externa e, consequentemente, obter o selo de certificação. Com base nesses resultados, conclui-se que, a ampliação dessa política de certificação na Norma ABNT NBR ISO 9001:2008 em outras Coordenadorias, pode contribuir como uma das ferramentas para a melhoria dos processos desenvolvidos e a qualidade na gestão.
Show more

126 Read more

Design retrô: um desafio da contemporaneidade em reconhecimento ao passado

Design retrô: um desafio da contemporaneidade em reconhecimento ao passado

O design, aspecto importante da cultura material e da vida cotidiana, pode ser definido segundo Fiell, C. e Fiell, P. (2005), como um instrumento para melhorar a qualidade de vida. Em relação às suas origens que retomam a Revolução Industrial e à produção seriada, verifica-se ao longo do século XX produtos cada vez mais diversificados, assim como estilos, teorias e filosofias do design que se deve em grande parte à sua crescente complexidade. No passar da história é importante, segundo o autor, destacar que os produtos do design não podem ser compreendidos fora dos contextos sociais, econômicos, políticos, culturais e tecnológicos pois são eles que os destinam à concepção.
Show more

8 Read more

A GESTÃO E O DESAFIO DE UMA CARREIRA

A GESTÃO E O DESAFIO DE UMA CARREIRA

Às limitações no acesso de mulheres a processos de mobilidade internacional são atribuídos efeitos negativos sobre o desempenho organizacional, entre os quais se incluem: a) eventuais dificuldades na atribuição destas missões - provocadas por uma tendência que prevê a diminuição do interesse dos homens em participar nestas transferências, motivada por um maior envolvimento dos mesmos na esfera familiar; b) um impacto negativo na qualidade da tomada de decisão - produzido pela falta de diversidade ao nível das competências dos membros da gestão de topo; c) efeitos negativos sobre a motivação e perspetivas de progressão das profissionais mais jovens, tal como sobre o seu compromisso com a organização. A experiência internacional das/os colaboradoras/es é muitas vezes considerada um critério para a progressão na carreira; logo, a baixa participação de mulheres em missões internacionais pode constituir um obstáculo adicional ao acesso aos lugares de topo das organizações (Insch, et al., 2008).
Show more

66 Read more

CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA KÁTIA REGINA MENEZES MENDES

CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA KÁTIA REGINA MENEZES MENDES

Nesse sentido, o CEPAN não só avalia os seus professores formadores, como também os demais profissionais da rede que ministram formações. Outro setor da SEDUC/AM que merece destaque é o Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), no qual está inserido a Gerência de Valorização do Servidor (GERVS), setor responsável pela Coordenação do Programa Estágio Probatório. A SEDUC/AM implantou, em 2012, o programa, com objetivo de avaliar, de forma intensiva, o desempenho profissional dos novos servidores, nomeados a partir do concurso realizado em 2011. A realização do acompanhamento e avaliação de desempenho do servidor, durante o período de 03 anos de estágio probatório, é uma obrigação preconizada pela Lei nº 1.762, de 09 de janeiro de 1986 (AMAZONAS, 1986) , em consonância com a Constituição Federal, Artigo 41 (BRASIL, 1988 ).
Show more

132 Read more

SEAPE COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO PARA ELEVAÇÃO DA QUALIDADE DO ENSINO NA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE BRASILÉIA – ACRE

SEAPE COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO PARA ELEVAÇÃO DA QUALIDADE DO ENSINO NA REDE PÚBLICA ESTADUAL DE BRASILÉIA – ACRE

Por tratar-se de um instrumento concebido na perspectiva dialógica e democrática, adquire legitimidade à medida que expressa concepções e proposições da comunidade escolar. Dessa forma, o PPP não pode ser resultado somente das reflexões do diretor e da equipe de gestão, mas fruto do debate dos diferentes segmentos que constituem a comunidade escolar. Dado que a aprendizagem do aluno é o foco principal das instituições de ensino, os indicadores de evasão, retenção e fluxo escolar serão objeto de análise diagnóstica, assim como deverão ser analisados o padrão de desempenho de aprendizagem dos alunos apresentado pelas escolas por meio das avaliações externas. Dessa maneira, ações de intervenção quanto a qualidade do ensino ofertado farão parte do Projeto Político Pedagógico da Escola e consequentemente o processo de responsabilização pelo desenvolvimento de habilidades e competências necessárias aos alunos, deixa de ser vista como exclusividade dos professores das séries e disciplinas avaliadas, tornando-se de responsabilidade e compromisso de toda a escola.
Show more

131 Read more

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA JONAS CORDEIRO DA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA JONAS CORDEIRO DA SILVA

Os fatores extraescolares são aqueles de ordem social, cultural, econômico e familiar do aluno e sobre os quais está além da capacidade da instituição escolar de manter um controle. Por outro lado, os fatores intraescolares estão sob o controle da escola, por meio de sua organização e gestão pedagógica, o que pode determinar a sua eficácia na efetiva aprendizagem de seus alunos. Por esse motivo, pelo fato de a escola ter maiores condições de manter o controle sobre eles, é que estabelecemos como foco desta pesquisa.. Para fundamentar teoricamente o presente trabalho utilizamos os conceitos trabalhados por Candian e Rezende (2012, 2013); Franco e Bonamino (2005); Franco et al (2007); Mesquita (2009); Rocha (2009); Romero, Marri e Canguçu (2014); e Soares (2002, 2004 e 2007). Tais autores discutem a influência dos fatores intraescolares no desempenho escolar. Fizemos a opção, com base nos estudos mencionados, de nos debruçarmos em compreender o que efetivamente a escola pode fazer para reduzir os efeitos advindos do contexto socioeconômico dos alunos, em razão de os resultados das literaturas consultadas indicarem que os fatores intraescolares são aqueles em que a escola pode exercer influência na melhoria do desempenho de seus alunos, “a partir de elementos que estão ao seu alcance” (CANDIAN e REZENDE, 2012).
Show more

178 Read more

O PAPEL DA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

O PAPEL DA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

exercício de 2014 foi disponibilizado pela Lei Orçamentária Anual (LOA) o valor de R$ 11.617.000,00 (onze milhões seiscentos e dezessete mil reais) e os gastos com a PROAE alcançaram cerca de R$ 40.000.000,00 (quarenta milhões de reais). Para 2015, a LOA concedeu o valor de R$ 13.800.000,00 (treze milhões e oitocentos mil reais), o gasto se aproximou de R$ 27.000.000,00. Conforme dados apresentados pela Pró-reitoria de Planejamento, Orçamento e Gestão durante a I Jornada do Apoio Estudantil, a UFJF vinha comprometendo o orçamento destinado à manutenção e custeio das demais áreas da universidade para cobrir o déficit apresentado. Em ambos os exercícios, 70% (setenta por cento) das despesas do setor foi destinada para pagamento de bolsas e o restante para o contrato com a empresa operadora do Restaurante Universitário e para a concessão de passes estudantis. Ressalta-se que a matriz de distribuição dos recursos do PNAES processada pelo MEC atende a todas as IFES de forma padronizada e equânime. De acordo com as informações prestadas nos relatórios de gestão das IFES selecionadas para este estudo, em alguns casos registrou-se a ocorrência de não execução completa do orçamento previsto. Tal fato chama a atenção visto que outras universidades apontam uma abrangência mais expressiva e diversificada de atendimento ao PNAES.
Show more

125 Read more

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS: O QUE OS FATORES CONTEXTUAIS TÊM A VER COM ISSO? – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS: O QUE OS FATORES CONTEXTUAIS TÊM A VER COM ISSO? – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A presente pesquisa, desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora, constitui- se como um estudo de caso sobre o desenvolvimento do Programa de Intervenção Pedagógica Alfabetização no Tempo Certo (PIP/ATC), da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, em uma escola que atende aos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, localizada em um bairro periférico de um município com aproximadamente 56 mil habitantes, na Zona da Mata Mineira. Neste cenário, uma aparente desmotivação dos docentes, que reclamam do abandono moral e intelectual das famílias em relação aos seus tutelados – alunos em que o comportamento violento e indisciplinado parece ser predominante – em meio a um contexto aparentemente conturbado, em que o resultado do rendimento educacional não tem evoluído de forma satisfatória, mesmo a escola estando sujeita ao PIP/ATC. Com base nessa realidade, delinearam-se os seguintes objetivos: (i) analisar o cotidiano da escola diante da queda dos resultados educacionais em meio a um cenário de indisciplina e violência entre os alunos e de uma aparente desmotivação generalizada entre os profissionais envolvidos; (ii) revelar os fatores que não contribuíram para a garantia de um percurso escolar de qualidade para todos os alunos; (iii) refletir sobre a natureza e a ação das intervenções pedagógicas, considerando as concepções de cultura escolar, clima educacional e eficácia na gestão educacional. A pesquisa de campo, de base qualitativa, constituiu-se pela observação na escola e na Superintendência Regional de Ensino; a análise documental de dados públicos associados aos resultados de avaliações sistêmicas estaduais e disponibilizados pelo IBGE; e entrevistas realizadas com profissionais das duas instituições. A pesquisa nos possibilitou compreender limitações do PIP/ATC não somente na escola investigada, mas também permitiu questionamentos sobre as próprias bases do Programa. Com base em tudo o que foi diagnosticado e analisado, conclui-se a dissertação com a proposta de uma ação mediadora que considere também os fatores contextuais e contribua para o desenvolvimento equitativo dos alunos e para um clima escolar mais favorável à aprendizagem.
Show more

148 Read more

O PROGRAMA DE BIBLIOTECAS DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE BELO HORIZONTE: CAMINHOS PARA UMA POLÍTICA DE FORMAÇÃO DE LEITORES

O PROGRAMA DE BIBLIOTECAS DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE BELO HORIZONTE: CAMINHOS PARA UMA POLÍTICA DE FORMAÇÃO DE LEITORES

conjunto, visitas semanais à biblioteca, incentivo à consulta e empréstimo de livros, exposição de trabalhos temáticos realizados pelos alunos com apoio dos auxiliares de biblioteca e a construção de marcadores de livros com a professora de Arte. São realizadas também atividades nas quais todos se envolvem, desde a decoração da biblioteca até a realização de oficinas, apresentação de vídeos, etc. Uma gestora destacou que as professoras reúnem com a coordenação pedagógica e elaboram um projeto que em seguida é executado junto com o auxiliar de biblioteca. Percebe- se nessa declaração que os profissionais da biblioteca ficam excluídos da construção do projeto, participam somente na execução. Isso demonstra que os auxiliares de biblioteca não são considerados parte da equipe pedagógica e, portanto, incapazes de participarem da construção de ações e projetos de leitura. Esse tipo de gestão burocrática cria obstáculos para que haja uma integração da biblioteca com a sala de aula e, ficando a biblioteca apenas como apoio para as atividades da escola e não como co-responsável pela formação leitora dos estudantes.
Show more

208 Read more

O PLANEJAMENTO DOCENTE EM DUAS ESCOLAS DA COORDENADORIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 17 – ICÓ – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PLANEJAMENTO DOCENTE EM DUAS ESCOLAS DA COORDENADORIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 17 – ICÓ – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Coincidentemente, na Escola Azul, a desconformidade aparece também em 05 professores (Prof. 3A, Prof. 4A, Prof. 7A, Prof. 6A, Prof. 13A). Percebe-se que os professores 6A e 7A são formados em Geografia e lecionam outras disciplinas, que embora sejam da mesma área, são bem diferentes em seus eixos. Os professores 3A e 4A não possuem licenciatura, fato bastante inquietante, pois se presume que a formação técnica pode vir a comprometer o viés pedagógico. Isso nos leva a refletir sobre o conhecimento didático do docente no momento de planejar suas aulas. Este professor teria o mesmo domínio das técnicas e conteúdo que um profissional específico da educação? Este professor teria facilidade na elaboração do plano de aula? Obviamente, seria necessário um estudo específico para se chegar a conclusões mais pontuais; entretanto, a princípio, podemos julgar que seus conhecimentos em relação às estratégias e técnicas pedagógicas não são os mesmos. Esse fator pode influenciar diretamente no desenvolvimento do planejamento docente. Isso porque, quando formação e atuação são coincidentes, presume-se que este profissional terá mais condições de desenvolver seu planejamento de aula, pois “[...] é consenso que a qualidade da formação do profes sor faz toda a diferença em sua prática pedagógica” (BRUNO & MATTOS, 2010, p. 210). Esta realidade pode ser minimizada com o auxílio oferecido a este professor por parte do coordenador, do professor coordenador de área, e de seus pares, durante os planejamentos.
Show more

114 Read more

O PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR: UMA ANÁLISE DE SUA IMPLEMENTAÇÃO NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE MANAUS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR: UMA ANÁLISE DE SUA IMPLEMENTAÇÃO NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE MANAUS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Ao NAE impenderá: i. O acompanhamento e a responsabilização dos contratos de fornecimento, inclusive o dos produtos oriundos do PREME e da agricultura familiar; ii. A fiscalização da qualidade e quantidade dos produtos destinados às escolas; iii. A responsabilização pelo acompanhamento da aquisição e logística de abastecimento dos gêneros alimentícios, fardamento, equipamentos, utensílios, EPI e gás de cozinha; iv. A fiscalização e supervisão técnica das escolas quanto ao recebimento, armazenamento e distribuição da alimentação escolar; v. O acompanhamento e a execução das ações e planos de trabalho sob sua responsabilidade; vi. A condução e a interlocução com a SEDUC e o FNDE; vii. A coordenação técnica dos projetos aprovados pela Equipe de Trabalho; viii. A articulação dentro da EEx com os setores envolvidos na execução do programa e outros externos à Secretaria, necessários à eficiente operacionalização do programa.
Show more

212 Read more

Aspectos semânticos da terminologia do biodiesel

Aspectos semânticos da terminologia do biodiesel

Na contemporaneidade, presenciamos a expansão do conhecimento propiciada, fundamentalmente, pelas mudanças contínuas emanadas das ciências e das técnicas. A Terminologia, na qualidade de disciplina que estuda as chamadas linguagens de especialidade, desempenha um papel primordial nesse processo. A relevância desta pesquisa se justifica pela ausência de qualquer repertório terminológico sistematizado para um setor estratégico da economia brasileira, qual seja, os biocombustíveis/ biodiesel. Nesse sentido, temos como objetivos: i) sistematizar a terminologia do biodiesel em Língua Portuguesa, com vistas a promover uma comunicação mais eficiente, permitindo a troca de informações científicas e tecnológicas entre usuários e pesquisadores desta área, bem como gerar subsídios para a criação, a posteriori, do primeiro dicionário desse domínio do conhecimento; ii) investigar a terminologia do biodiesel a partir de um enfoque semântico, elegendo como quadro teórico a Estrutura Qualia, modelo de estruturação semântica que integra a Teoria do Léxico Gerativo de Pustejovsky (1995). Para a realização deste trabalho, pautamo-nos na metodologia desenvolvida e aperfeiçoada no âmbito do Geterm, sob o viés de uma Terminologia descritiva de base linguística, mais especificamente os postulados da Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT) (CABRÉ, 1999, 2003). Como resultados desta pesquisa, obtivemos: o corpus do biodiesel com cerca de 1,5 milhão de palavras, a ontologia contendo 280 termos e um repertório de 50 definições. Por fim, concluímos que a aplicação da Estrutura Qualia em trabalhos terminológicos auxilia na atividade terminográfica.
Show more

116 Read more

WIVIANE RIBEIRO COSTA A APROPRIAÇÃO DE RESULTADOS NA DISCIPLINA MATEMÁTICA: O CASO DA ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL TUCUNARÉ

WIVIANE RIBEIRO COSTA A APROPRIAÇÃO DE RESULTADOS NA DISCIPLINA MATEMÁTICA: O CASO DA ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL TUCUNARÉ

Percebemos na fala do professor 1 que este reconhece a necessidade de mudança de postura frente às avaliações e a utilização de seus resultados, por parte dos agentes da escola. Assim, ele assume o que Vasconcellos (2005) chama de perspectiva de aproximações sucessivas, ao reconhecer que é necessário mudar, ainda que com passos pequenos, porém concretos e coletivos, ele entende que é necessário sair do comodismo, avançar onde precisa avançar, ainda que pouco, preparando-se para transformar percursos maiores e com mais qualidade. Para o autor, não se pode mudar tudo de uma vez, mas também não dá para continuar do mesmo jeito. Destaca que a mudança normalmente é gradativa, em função das limitações e resistências que a realidade impõe, e considerando que a mudança individual imediata é rara, mais difícil ainda é a mudança da instituição, o que carece de competências em termos de gestão de processo 8 .
Show more

172 Read more

JOSIANE CRISTINA DA COSTA SILVA UM ESTUDO SOBRE A POLÍTICA E O MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE

JOSIANE CRISTINA DA COSTA SILVA UM ESTUDO SOBRE A POLÍTICA E O MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DE

Por fim, para uma validação mais empírica do estudo, foram aplicados questionários a profissionais que trabalham com a gestão das avaliações externas em alguns estados brasileiros, no intuito de que estes fizessem uma apreciação do modelo e do material utilizados na divulgação do resultado da Prova Brasil e ao mesmo tempo trouxessem sugestões e contribuíssem com a experiência dos respectivos sistemas estaduais de avaliação. O questionário é um método bastante empregado em pesquisas e entre suas vantagens estão possibilidade de ausência do pesquisador no momento da coleta, rapidez, baixo custo, possibilidade de se atingir população dispersa, maior liberdade aos respondentes, entre outros (CUNHA, 1982 apud BAPTISTA; CUNHA, 2007, p. 177-178).
Show more

139 Read more

Show all 10000 documents...

Related subjects