Top PDF Gestão democrática escolar: reflexões sobre os instrumentos de gestão, um estudo de caso no Centro Educacional Edivardo Toscano, em Guarabira - PB

Gestão democrática escolar: reflexões sobre os instrumentos de gestão, um estudo de caso no Centro Educacional Edivardo Toscano, em Guarabira - PB

Gestão democrática escolar: reflexões sobre os instrumentos de gestão, um estudo de caso no Centro Educacional Edivardo Toscano, em Guarabira - PB

Este artigo tem como objetivo apresentar como acontece o processo da gestão na escola pública, Centro Educacional Edivardo Toscano. Na elaboração do artigo, apresentamos o conceito de gestão democrática, a atuação do gestor, a proposta da escola (PPP), os conselhos escolar e de classe e os desafios dos gestores no espaço escolar. Para realizarmos este estudo buscamos os seguintes teóricos: Libâneo (2006), Paro (2016), Luck (2007), BRASIL (2019) e Veiga (2001) dentre outros, que embasaram este trabalho. Na metodologia optamos por uma revisão da literatura, ou seja, uma pesquisa bibliográfica onde iniciamos falando um pouco sobre a gestão democrática, a participação e a autonomia da escola. Tratamos também sobre os instrumentos da gestão e a importância dos mesmos. A pesquisa de campo foi realizada no CEET (Centro Educacional Edivardo Toscano) para termos uma visão real sobre o que nos propomos a pesquisar e como resultados apontamos as seguintes considerações: a gestão democrática escolar ainda precisa ser bastante discutida e pensada, assim como os desafios de sua efetivação nas escolas, no PPP, na relação família e escola e o gestor como peça central na mediação das relações entre a comunidade escolar e circunvizinha.
Mostrar mais

33 Ler mais

A gestão democrática escolar: olhares para a formação continuada em escolas públicas de Guarabira - PB

A gestão democrática escolar: olhares para a formação continuada em escolas públicas de Guarabira - PB

Este artigo apresenta os seguintes itens de organização: No primeiro tópico, intitulado de “A gestão democrática escolar”, para discutir os aspectos teóricos que envolvem os conceitos entorno da gestão democrática; no segundo tópico, intitulado “A importância da formação continuada para a gestão democrática escolar”, neste item discutimos a partir de estudos teóricos a importância da formação continuada de gestores para o desenvolvimento dos processos educacionais; no terceiro tópico, intitulado “A formação continuada para gestores de escolas públicas municipais de Guarabira: um estudo de caso”, neste item iremos analisar mas questionários aplicados com gestores de duas escolas públicas municipais de Guarabira- PB e promover uma discussão sobre a importância da formação continuada na promoção dos aspectos democráticos no ambiente escolar. A partir desta pesquisa percebemos a importância da gestão democrática e formação continuada para gestores/as escolares. Para isso acontecer, buscamos envolver o possível para consubstanciar um melhor resultado, diante disso, conseguimos acompanhar por algumas horas o envolvimento de cada um dos gestores (a). A gestão democrática é uma característica que possivelmente é uma das mais importantes e exibidas na complexidade do direcionamento básico, a formação continuada vem ampliar o relacionamento com os envolvidos.
Mostrar mais

30 Ler mais

O perfil da gestão educacional em Guarabira: um estudo de caso na Creche Tia Léa e no Centro Educacional Edivardo Toscano

O perfil da gestão educacional em Guarabira: um estudo de caso na Creche Tia Léa e no Centro Educacional Edivardo Toscano

Compreendemos a importância da gestão escolar enquanto mediadora nos processos educacionais. Neste sentido, buscamos indagar: como se configura o papel do gestor educacional da cidade de Guarabira? Como está configurado o perfil gestor em uma creche e em uma escola de ensino fundamental I, na cidade de Guarabira? Diante destas questões norteadoras, apresentamos o seguinte objetivo para este estudo: investigar o perfil da gestão educacional na cidade de Guarabira (PB), a partir de um estudo de caso na Creche Tia Lea e no Centro Educacional Edivardo Toscano. A metodologia utilizada nesta pesquisa configurou-se como qualitativa, caracterizada inicialmente como bibliográfica e documental, posteriormente passou a ser predominantemente um estudo de caso. O campo de pesquisa situou-se na Creche Tia Léa e no Centro Educacional Edivardo Toscano, ambas da Cidade de Guarabira, na Paraíba. Os sujeitos da pesquisa foram as gestoras das duas instituições de campo. Os instrumentos utilizados na coleta dos dados foram o Plano Municipal de Educação de Guarabira (PME) e o Plano Estadual de Educação da Paraíba (PEEP) e um questionário. Como base teórica apresentamos: Luck (2000; 2008), Paro (2008), e Libâneo (2012), para discutirmos as perspectivas educacionais referente a gestão escolar democrática, como também, os documentos oficiais: PME (2015) e o PEEP (2010). Portanto, é importante que compreendamos o perfil do gestor escolar do município em que estamos inseridos/as, pois a partir das suas características e concepções podemos perceber as transformações educacionais, políticas e sociais.
Mostrar mais

31 Ler mais

Um olhar sobre a gestão escolar democrática na perspectiva humanista

Um olhar sobre a gestão escolar democrática na perspectiva humanista

A presente pesquisa tem como objetivo a reflexão sobre a importância da gestão democrática na educação, tomando como referencial teórico o conceito pioneiro de democracia e gestão escolar humanitária proposto no início do século por Alexander Neill, a criação de sua inovadora escola de Summerhill, bem comoa adoção da pedagogia libertária e deum sistema educacional humanístico. O objetivo é, portanto, estabelecer uma relação dos princípios inerentes a este paradigma e seu método de conexão com a individualidade subjetiva de cada aluno livre, em oposição ao modelo de gestão democrática adotado em nosso país, através da ideia de um projeto de educação pública de qualidade social e democrática. Para trilhar este caminho, algumas dificuldades deveram ser superadas e alguns questionamentos devem ser esclarecidos, a saber:Como é possível dentro de nosso contexto escolar público estadual, superar a infelicidade causada pela repressão e o sistema de modelos imposto pela sociedade,pela família e pela educação tradicional? Como é possível estabelecer um modelo de gestão democrática dentro de uma realidade escolar tão particular e adversa como a nossa? Na busca por essas respostas, realizaremos uma pesquisa bibliográfica de autores e artigos científicos diversos, visando estabelecer uma análise dos fundamentos que possam esclarecer esses impasses.
Mostrar mais

53 Ler mais

OS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADEEA GESTÃO DE INSTRUMENTOS ARQUIVÍSTICOS: UM ESTUDO DE CASO

OS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADEEA GESTÃO DE INSTRUMENTOS ARQUIVÍSTICOS: UM ESTUDO DE CASO

Uma das exigências de um sistema de gestão é o controle dos processos. CARDOSO e LUZ (O p. Cit. ) alertam para o fato de que não há controle sem informação, e que, portanto, não há sistema de gestão da qualidade sem controle de informações. Destacam os registros como aqueles documentos que dizem respeito, diretamente, ao trabalho dos arquivistas, já que o fato de fornecerem evidência objetiva de atividades realizadas faz lembrar a noção, que lhes é tão familiar, de organicidade, e argumentam sobre a “importância vital dos trabalhos de gestão das informações e dos arquivos em um sistema da qualidade”. Lançando mão de conceitos próprios da Arquivística, apontam caminhos para a execução eficaz de trabalhos de gestão das informações e dos arquivos em um sistema de gestão da qualidade, ressaltando a importância da classificação, da avaliação, da definição dos prazos de guarda e destinação dos registros, bem como a importância da adoção de tabelas de temporalidade e destinação preparadas e executadas como procedimentos operacionais padrão, preconizados pela Norma.
Mostrar mais

13 Ler mais

GESTÃO DEMOCRÁTICA E GESTÃO AUTORITÁRIA E SEUS REFLEXOS NA FUNÇÃO EDUCACIONAL DA ESCOLA

GESTÃO DEMOCRÁTICA E GESTÃO AUTORITÁRIA E SEUS REFLEXOS NA FUNÇÃO EDUCACIONAL DA ESCOLA

educacional em São Paulo. Um foi o projeto desenvolvido pelo educador Anísio Teixeira – década de 50 – que criou um espaço com o conceito de “praça de equipamentos” / Escola Parque, onde previa a construção de centros populares de educação em todo o Estado de SP para crianças e jovens de até 18 anos; tinha como intenção alternar atividades intelectuais e práticas durante o dia do aluno na escola. O outro, desenvolvido na década de 30 pelo poeta Mário de Andrade, fez a criação do Departamento de Cultura e criou Parques com os mesmo objetivos que Anísio Teixeira usaria posteriormente, porém, direcionou a sua utilização aos filhos da classe operária e aos moradores de bairros periféricos.
Mostrar mais

120 Ler mais

Democracia e política na gestão educacional: limites e perspectivas de uma gestão democrática

Democracia e política na gestão educacional: limites e perspectivas de uma gestão democrática

O presente estudo teve como objetivo analisar o processo de democratização da gestão educacional de um município em processo de emancipação política. Buscaram-se identificar os entraves que permeiam as ações dos sujeitos envolvidos nesse processo e as reais possibilidades de superação de uma cultura autoritária. Partimos do pressuposto de queé a partir do contexto micropolítico e microssocial que se efetivam (ou não) as demandas macropolíticas do âmbito educacional. A fundamentação teórica nos permitiu compreender que a formação social pode ser afetada pela concepção de democracia, cidadania e pelas políticas públicas estabelecidas, mas é no âmbito das micropolíticas que se encontram subsídios para compreendermos a cultura organizacional que determina o modelo de gestão efetivado, e é nas relações de poder que se encontram, a partir das ações conscientes dos sujeitos, os mecanismos necessários para o compartilhamento do poder e construção de novas realidades A pesquisa qualitativa realizada via estudo de caso no sistema educacional do município de Abreu e Lima em Pernambuco utilizou como instrumentos de coleta de dados a observação participante, entrevistas e análise documental, para uma maior aproximação e compreensão do nosso objeto de estudo, cujos dados foram analisados à luz de Bardin (1977). Constatou-se que as determinações macropolíticas no âmbito educacional não são suficientes para a real efetivação e desenvolvimento de práticas democráticas na gestão educacional e escolar do município. Verificou-se que as concepções dos sujeitos sobre democracia, participação e autonomia denotam entendimento sobre as demandas políticas e seus limites, porém suas ações ainda são restritas e limitadas a ditames formais do sistema de ensino. Dessa forma ainda são limitados os desdobramentos necessários à superação de um paradigma de gestão centralizador e autoritário. Nessas condições, as práticas desenvolvidas pelos sujeitos detentores do poder reproduzem uma cultura autoritária e burocrática com relações desiguais de poder. Sendo assim, concluímos que as práticas vivenciadas na gestão educacional municipal são pautadas por uma cultura centralizadora. No entanto, as relações de poder estabelecidas nesse processo vêm ganhando novas configurações a partir dos conflitos que se intensificam entre a gestão educacional e os professores da rede. Logo, afirmamos que o desenvolvimento de uma gestão efetivamente democrática enfrenta ainda muitas limitações, mas o contexto de mobilização docente contra as posturas autoritárias vem delineando uma etapa fundamental para a construção de uma nova cultura mais participativa e democrática no município, configurando a escola e suas relações como uma arena política.
Mostrar mais

109 Ler mais

GESTÃO DEMOCRÁTICA: UM OLHAR SOBRE A GESTÃO ESCOLAR DE UMA ESCOLA DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS – PE

GESTÃO DEMOCRÁTICA: UM OLHAR SOBRE A GESTÃO ESCOLAR DE UMA ESCOLA DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS – PE

Resumo: Este artigo é resultado de uma pesquisa realizada no âmbito da disciplina de Estágio Curricular III em gestão escolar, do curso de licenciatura em Pedagogia da UAG/UFRPE. O objetivo da pesquisa é analisar a gestão de uma escola do município de Garanhuns-PE considerando a infraestrutura, o projeto político pedagógico, a gestão escolar democrática e a proposta curricular. Para alcançar esse objetivo, definimos os seguintes objetivos específicos: 1) identificar problemas e apontar soluções em relação à infraestrutura da escola; 2) conhecer o projeto político pedagógico da escola, apontando problemas e soluções; 3) analisar a prática da direção e da coordenação pedagógica; 4) conhecer o que as professoras pensam sobre o currículo da escola. A pesquisa é de natureza qualitativa e contou com os seguintes procedimentos metodológicos: observação, entrevista e análise documental. O campo da pesquisa é uma escola da rede de ensino de Garanhuns – PE. Para a obtenção dos dados tivemos os seguintes sujeitos da pesquisa: a direção da escola, a coordenação pedagógica e uma professora. Os resultados obtidos apontam para a importância de uma gestão democrática nas escolas, bem como para a valorização da participação da comunidade nos processos educacionais. Assim, a forma de organização do estágio curricular III, com foco na Gestão Escolar, fortaleceu a nossa formação inicial como professores/pesquisadores, proporcionando a compreensão da organização e gestão de uma escola a partir da relação entre a teoria estudada na universidade e a prática de uma escola de educação infantil do município de Garanhuns - PE.
Mostrar mais

17 Ler mais

A GESTÃO ESCOLAR NA PERSPECTIVA DEMOCRÁTICA
Elementos Teóricos e Instrumentos Institucionais
de Gestão a Partir da Constituição Federal de 1988

A GESTÃO ESCOLAR NA PERSPECTIVA DEMOCRÁTICA Elementos Teóricos e Instrumentos Institucionais de Gestão a Partir da Constituição Federal de 1988

O debate acerca da democracia é ainda incipiente na sociedade brasileira e mais incipiente ainda é a experiência dessa forma de governo, tanto nas instituições públicas que compõem o Estado, como nas demais instituições da sociedade civil. A título de ilustração, pode-se ressaltar que, ao longo dos 500 anos da história brasileira, 109 foram de escravidão indígena e praticamente 300 anos de escravidão negra. São, portanto, mais de quatro quintos da história nacional em que as relações sociais se determinaram a partir dos donatários do poder político (monárquicos que dominavam com a força da lei e das armas), do poder econômico (os senhores de engenho, que dominavam com a força do chicote) e do poder religioso (a Igreja Católica, que dominava pelo catecismo). Afora esse Estado monárquico de cerceamento pleno de qualquer direito social, existe a experiência traumática de um Estado republicano que, de seus 118 anos de vigência, aproximadamente dois terços foram de ferrenhas ditaduras militares. O pouco de conquista democrática de que, pelo menos no âmbito político, se dispõe hoje é fruto de muita luta, empunhada pelas classes populares, seus movimentos e organizações, a custo de muito sofrimento e de muitas vidas que foram ceifadas pela violência do autoritarismo em suas variadas formas de manifestação.
Mostrar mais

121 Ler mais

O Conselho Escolar e a Gestão Democrática

O Conselho Escolar e a Gestão Democrática

Nesse contexto, o Conselho Escolar implantado pela Se- cretaria da Educação Básica do Estado do Ceará em 1996, apre- senta características interessantes para o desenvolvimento deste estudo: é formado pelos diferentes segmentos da comunidade escolar e, ao mesmo tempo, constitui-se como um colegiado no interior da escola. Ao promover a criação dos Conselhos Escola- res em substituição aos Conselhos Técnico/administrativos, pre- vistos no Artigo 24 da Lei n° 10.884/84, que dispõe sobre o Estatuto do Magistério Oficial do Estado datado de 02/02/1984, a Secretaria tinha em mente que o Conselho Escolar era:
Mostrar mais

16 Ler mais

Gestão Educacional Democrática: avaliação e práticas

Gestão Educacional Democrática: avaliação e práticas

A definição de metas a serem alcançadas e de índices que caracterizam o valor atribuído ao trabalho escolar não consideram o contexto e a situação de trabalho das instituições. Ao contrário, simplificam a realidade escolar e reduzem os problemas existentes a uma simples questão de esforço dos educadores, estabelecimento de parcerias e de empreende- dorismo pessoal. Conforme Dias Sobrinho (2003), este tipo de avaliação segue uma perspectiva empírico-racionalista, que retrata uma determinada concepção de mundo, de educação e de sociedade. Segundo o autor (2003, p. 149), as avaliações de sistema de caráter predominantemente quantitativo e classi- ficatório, são de interesse de Estados liberais e neoliberais que necessitam “[...] pôr em causa os graus de satisfação dos usuários e da opinião pública em geral, gastos, equidade, produtivida- de-eficiência-eficácia [...]”. Este tipo de avaliação atende aos ditames da sociedade capitalista que apregoa a desigualdade, o mérito, o individualismo, a concorrência como valores que colaboram para a continuidade das relações sociais propostas por este modelo socioeconômico. Distante dessa perspectiva, defendemos um projeto de educação que proporcione o desen- volvimento humano em sua multidimensionalidade, como ser ético, criativo, crítico e também produtivo. Um modelo de avaliação consistente com esse projeto deve proporcionar dados que oriente a construção do processo educativo nas diversas instâncias responsáveis que, de fato, se assumam como tal.
Mostrar mais

217 Ler mais

Diversidade e gestão democrática no contexto educacional

Diversidade e gestão democrática no contexto educacional

Decorridos vinte anos da promulgação da LDB 9394/96, em relação ao princípio que dispõe sobre “igualdade de condições para acesso e permanência na escola”, proposto por esse instrumento normativo, destaca- se que embora tenhamos alguns avanços, a exemplo da universalização do atendimento no ensino fundamental que já se aproxima da concretização, ainda é necessário várias ações para garantir a permanência do aluno na escola, com aprendizagens significativas. Nesse sentido, destaca-se o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef), implantado a partir de 1997, no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, transformado em Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização do Magistério (Fundeb) em 2006, no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Estes fundos estabeleceram um custo mínimo por aluno, visando assegurar a qualidade do ensino. E, apesar de terem alterado a realidade dos sistemas municipais de educação, ainda é necessário a ampliação de recursos, considerando cada nível ou modalidade de ensino, bem como as condições e especificidades de cada região, estado e município.
Mostrar mais

25 Ler mais

A gestão escolar numa perspectiva democrática

A gestão escolar numa perspectiva democrática

Este trabalho tem como objetivo refletir a importância da gestão escolar como promoçao do desenvolvimento intelectual e pessoal de todos os envolvidos no processo de ensino aprendizagem, dentro de uma perspectiva de gestão escolar democrática. Pois é por meio da gestão que se pode instituir, o direcionamento, a consistência e a coerência ao processso educacional. A escola é o espaço no qual se constroi o conhecimento a partir das interações estabelecidas, e é a gestão que aperfeiçoa e qualifica a aprendizagem do aluno. Por isso, é responsabilidade do gestor, que a instituição escolar torne acessível elementos de cultura que enriqueçamo desenvolvimento e inserção social a todos os que a frequentam, cumprindo um papel socializador. Nessa perspectiva o gestor escolar é co- responsável pelo desenvolvimento individual de seus membros, objetivando sua inserção como cidadãos autônomos e conscientes em uma sociedade plural e democrática.
Mostrar mais

18 Ler mais

Gestão escolar: dimensões da gestão democrática na escola pública

Gestão escolar: dimensões da gestão democrática na escola pública

This study aimed to discuss the school management from the perspective of the dimensions of the organization of democratic management in the public school, through the Political Pedagogical Project and implementation, through school councils. Became an object of study E.E.E.F. Francisco Costa, Duas Estradas-PB, through which they analyzed how the democratic management has contributed to the pedagogical practice of the school, but it was reported the activities of the management team and its relevance in the educational process at school. We used the qualitative method in the study with the primary instrument for data collection a questionnaire administered to a sample of ten teachers. The survey results were presented in tables containing the parents' perception about the management of E.E.E.F Francisco Costa, feelings towards participative management and democratic way the Political Pedagogical Project is put into practice during the year, the School Board's participation in the school and its relations with management and management practices in E.E.E.F Francisco Costa and the improvement of teaching and learning. Regarding the results, the survey provided to all teachers the opportunity to reflect on the importance of participation of all involved in the educational process, but also analyze the work of the school management in a democratic and participatory and that other forms such participation can be optimized.
Mostrar mais

35 Ler mais

GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA E DESCENTRALIZAÇÃO DE  PODER

GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA E DESCENTRALIZAÇÃO DE PODER

Não se pode esperar mais que os dirigentes enfrentem suas responsabi- lidades baseados em “ensaio e erro” sobre como planejar e promover a implementação do projeto político pedagógico da escola, monitorar pro- cessos e avaliar resultados, desenvolver trabalho em equipe, promover a integração escola-comunidade, criar novas alternativas de gestão, reali- zar negociações, mobilizar e manter mobilizados atores na realização das ações educacionais, manter um processo de comunicação e diálogo aber- to, planejar e coordenar reuniões eficazes, atuar de modo a articular inte- resses diferentes, estabelecer unidade na diversidade, resolver conflitos e atuar convenientemente em situações de tensão (LÜCK, 2009, p.132).
Mostrar mais

8 Ler mais

OS DESAFIOS DE UMA GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA

OS DESAFIOS DE UMA GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA

Este texto apresenta uma discussão sobre os desafios de uma gestão escolar dentro de uma perspectiva democrática e participativa. Para tanto, fundamenta-se em autores referenciais em gestão escolar, como Libâneo (2008) e Luck (2009) no intuito de estabelecer reflexões sobre organização, gestão e cultura organizacional. Analisa as condições, os meios e os recursos necessários ao bom funcionamento da escola e do trabalho em sala de aula que verberam na melhoria do processo ensino-aprendizagem dos estudantes. Este trabalho traz um relato de experiência sobre uma atividade realizada durante a disciplina de Organização e Gestão do Trabalho Pedagógico ministrada em um curso de Pedagogia de Goiás, em 2018. Constata-se que ainda há instituições em que prevalece uma gestão fundamentada na hierarquia de cargos e funções. No entanto, há escolas que primam por uma gestão participativa e democrática. Além, considera-se que é imprescindível o papel dos gestores na melhoria do processo ensino-aprendizagem dos estudantes.
Mostrar mais

19 Ler mais

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NO PLANEJAMENTO ESCOLAR

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NO PLANEJAMENTO ESCOLAR

RESUMEN: La presente investigación tematiza el papel de la gestión democrática en las actividades de planificación escolar. El objetivo principal es analizar, mediante revisión de literatura, la importancia de esta perspectiva gerencial en el contexto pedagógico durante las prácticas de planificación de las acciones a ser desempeñadas. En principio, se contextualiza el proceso de gestión democrática como condición para la calidad educativa. A continuación, se apuntan los tipos de planificación con sus respectivas ventajas para las actividades pedagógicas. Por último, se investigan las contribuciones y los desafíos del sesgo democrático en el contexto de planificación de las acciones en la escuela. Como resultados, se verificó que las principales contribuciones residen en la efectividad de la participación colectiva, tanto de la comunidad académica, como de las personas externas a la escuela, pero también involucradas en el proceso educativo. Se diagnosticaron, además, los principales desafíos a ser enfrentados por el sesgo democrático en la gestión de la planificación escolar, como la conciliación de opiniones y sugerencias divergentes. Sin embargo, se concluye que será justamente la acción gestora democráticamente comprometida que sabrá reconocer el papel sustancial de cada sujeto, espacio y segmento social involucrado en el proceso educativo. Palabras clave: Gestión Democrática. Planificación. Educación. Calidad Educativa.
Mostrar mais

12 Ler mais

gestão escolar democrática: uma perspectiva cidadã

gestão escolar democrática: uma perspectiva cidadã

Entre as preocupações sociais corrente no mundo atual, encontra-se a transformação social via práxis educativa. A educação é hoje uma prioridade requisitada no mundo inteiro. Diferentes países de acordo com suas características históricas promovem reformas em seus sistemas educacionais a fim de torna-los mais eficiente e mais equitativo no preparo de uma nova cidadania, capaz de enfrentar a reeducação tecnológica que está ocorrendo no processo produtivo e seus desdobramentos políticos, sociais e éticos. Diante desse cenário a educação é convocada, talvez prioritariamente, para expressar uma nova realização entre desenvolvimento e democracia. O presente estudo teve o propósito maior de verificar como a gestão da escola contribui para a construção da cidadania através da pesquisa realizada foi possível mostrar as possibilidades de construção de uma escola cidadã, em que a sala de aula poderá ser vista como um espaço valioso para discutir a relação de trabalho e que os gestores conforme os teóricos da educação que embasaram esse trabalho quando fortalecidos e prestigiados em função de uma nova educação poderão desempenhar com competência seus objetivos.
Mostrar mais

34 Ler mais

A escola, o racismo institucional e ambiental: reflexões sobre Guarabira/PB

A escola, o racismo institucional e ambiental: reflexões sobre Guarabira/PB

O trabalho apresentado trata de questões sobre o racismo institucional e ambiental, o preconceito, além de indicar especial atenção às metodologias curriculares e a gestão escolar. A pesquisa se desenvolveu a partir das observações realizadas em sala do 5º ano do ensino fundamental em uma escola do município de Guarabira. Neste trabalho são apresentadas experiências vividas em sala de aula, na condição de aluna bolsista PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) – UEPB, bem como situações da rotina escolar do/a aluno/a tanto dentro da sala de aula, como em todo espaço físico da escola. O PIBID é do Ministério da Educação, gerenciado pela (CAPES) Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Tem por objetivo elevar a qualidade e a valorização do ensino e a aprendizagem dos discentes, sobretudo da escola pública. Obtivemos resultados satisfatórios e positivos quanto à aprendizagem intelectual dos educandos. O trabalho é uma Monografia de Conclusão do Curso de Graduação em Pedagogia. As problemáticas ora questionadas nesta monografia, são de ordens relevantes, e algumas escolas não as consideram como tal, e portanto, ignora-se atitudes de agressões, deixando-as ser entendidas como brincadeiras e ou futilidades. O trabalho trata da discussão sobre o racismo ambiental e institucional tomando por base, alguns elementos funcionais de uma escola pública na cidade de Guarabira. A pesquisa foi de natureza qualitativa, em que a técnica de observação desenvolvida durante minha atuação enquanto bolsista do PIBID foi exercitada. Além da observação, utilizei atividades escritas de perguntas e respostas, tanto com os/as educandos/as quanto com alguns familiares. Neste trabalho, reitero a necessidade de uma articulação da metodologia de ensino e da gestão escolar com a realidade local, pois desta forma o fortalecimento do processo de cidadania relevando, inclusive a valorização das populações negras e indígenas, enquanto partes importantes da composição do Brasil desde a sua formação. O estudo realizado tem como objetivo divulgar a História do povo negro pobre e indígenas, que foram e ainda são excluídos, marginalizados, discriminados por preconceitos estigmatizados por uma parte da sociedade, que infelizmente desconsidera as contribuições e competências desses povos que fizeram e fazem parte da nossa história. Não há raça superior, o que existe são pessoas que discriminam e desrespeitam o Outro. Não podemos esquecer que vivemos em um país racista e preconceituoso. É necessário pensar na alteridade e não no austero, a flexibilidade nos condiciona a uma harmoniosa e respeitosa convivência.
Mostrar mais

67 Ler mais

Gestão escolar democrática na EJA: gestão e mediação do conflito

Gestão escolar democrática na EJA: gestão e mediação do conflito

[…] não era possível realizar uma educação democrática numa estrutura autoritária. Enquanto os mecanismos estruturais não forem modificados por um ato conjunto. não só dos professores, mas também do poder público, no sentido de descentralizar o sistema, as responsabilidades, os recursos, ampliar os espaços de autonomia e de participação de todos os envolvidos no sistema escolar, a escola continuará a mesma.

14 Ler mais

Show all 10000 documents...