Top PDF Gestão por resultados na Polícia Militar da Paraíba

Gestão por resultados na Polícia Militar da Paraíba

Gestão por resultados na Polícia Militar da Paraíba

Ante tudo o que foi exposto, acredita-se que foi atingido o problema desta pesquisa, avaliando a necessidade e viabilidade de um Sistema de Gestão por Resultados na Polícia Militar da Paraíba. Também foram contemplados os objetivos da pesquisa, através da pesquisa de existência de modelos de gestão por resultados, nas polícias militares das unidades federativas do Brasil, avaliando a aplicabilidade de tais ferramentas de gestão na Polícia Militar da Paraíba, identificando os indicadores estatísticos que podem ser utilizados no monitoramento da atuação da Polícia Militar e realizando a adaptação dos princípios e diretrizes da gestão por resultados em Segurança Pública, para a realidade da PMPB. Os indicadores propostos para a Gestão por Resultados na Polícia Militar da Paraíba foram tiveram os seguintes objetivos: maximizar a qualidade da ação preventiva de Segurança Pública; no âmbito das unidades operacionais e do Centro Integrado de Operações Policiais; maximizar a capacidade de prestação de serviço de policiamento, através da atuação Diretoria de Apoio Logístico e da Diretoria de Gestão de Pessoas; e de maximizar a qualidade do serviço prestado de policiamento preventivo com a melhoria das atividades do Centro de Educação e da Corregedoria.
Mostrar mais

68 Ler mais

Vista do Gestão para resultados na segurança pública em Minas Gerais: uma análise sobre o uso de indicadores na gestão da Polícia Militar e no Sistema de Defesa Social

Vista do Gestão para resultados na segurança pública em Minas Gerais: uma análise sobre o uso de indicadores na gestão da Polícia Militar e no Sistema de Defesa Social

Alinhavando argumentos e acontecimentos em torno das expressões “indicadores”, “desempenho organizacional”, “contratualiza- ção”, “gestão por resultados” e “segurança pública”, o artigo descreve a trajetória e os desafios enfrentados pela Polícia Militar de Minas Gerais, na incorporação da lógica de avaliação por indicadores, desde o final dos anos 1990, explicando como e porque foi possível, a partir do programa Polícia de Resultados, utilizar a expertise acumulada pela Organização para, em 2004, inovar na gestão operacional com tamanha profundidade que, em 2006, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Fundação João Pinheiro (FJP) propuseram ao governo conceder à PMMG o Prêmio Excelência em Gestão Pública. O texto enfoca a contratualização de metas com o governo do Estado, mediante indicadores ligados ao planejamento governamental de longo prazo, marcando a “2ª geração” de indicadores internos à PMMG. São identificados os aprimoramentos iminentes na coordenação estratégica da Polícia Militar, cuja base será composta por processos gerenciais em redes de Unidades, e esboçados os avanços possíveis na contribuição que a PMMG vislumbra dar ao governo, em termos de desempenho de longo prazo do Sistema de Defesa Social.
Mostrar mais

15 Ler mais

Open O que é ser policial militar?: Percepções de integrantes da polícia militar da Paraíba sobre o "militarismo" na instituição

Open O que é ser policial militar?: Percepções de integrantes da polícia militar da Paraíba sobre o "militarismo" na instituição

A atual conjuntura social é caracterizada por um aumento significativo nos índices de criminalidade, demandando uma atuação cada vez mais efetiva dos órgãos responsáveis pela segurança pública. Nesse contexto, as polícias militares são apontadas pela mídia e organizações de defesa dos Direitos Humanos como uma das instituições que mais violam esses direitos fundamentais. Teóricos argumentam que uma das causas de tais violações é a militarização da polícia e consequente autoritarismo presente em suas práticas, o que revela a necessidade de se investigar tal fenômeno. Sendo assim, para se compreender efetivamente a instituição, faz-se necessário conhecer também os pontos de vista dos seus integrantes. Nesse sentido, a presente pesquisa investiga as percepções dos policiais militares da Paraíba acerca do que representa o militarismo para eles e para a organização. Questiona-se, pois, a dualidade existente entre os discursos de manutenção do militarismo e o discurso da desmilitarização, de modo a identificar e relacionar entre si as percepções e posicionamentos dos policiais militares sobre o papel do militarismo para a instituição, seus aspectos positivos e negativos. Assim, o estudo se caracterizou como uma pesquisa de campo e documental de cunho qualitativo, sendo realizadas entrevistas semiestruturadas com trinta policiais militares, sendo vinte praças e dez oficiais. Com base na literatura que aborda o tema, partiu-se da hipótese de que os policiais militares, em sua maior parte, sendo esta composta majoritariamente por praças, veem o militarismo como um modelo inadequado para uma efetiva prestação dos serviços de Segurança Pública, uma vez que se encontra preenchido por relações de dominação que impedem a configuração de uma polícia realmente cidadã. Como resultados, a hipótese pôde ser comprovada, sendo revelada ainda uma evidente distinção entre os modos de ver o militarismo dos praças e dos oficiais. Os primeiros o rejeitam amplamente enquanto os últimos apenas sugerem uma adaptação da organização ao contexto democrático, sem, contudo, retirar a estrutura militarizada.
Mostrar mais

180 Ler mais

Implantação do núcleo de gestão administrativa e financeira e o impacto para a modernização administrativa da polícia militar da Bahia

Implantação do núcleo de gestão administrativa e financeira e o impacto para a modernização administrativa da polícia militar da Bahia

Esta pesquisa teve como objetivo compreender o impacto para a modernização administrativa da Polícia Militar da Bahia (PMBA) e qual a receptividade, dos atores envolvidos, decorrente da reforma que cria os Núcleos de Gestão Administrativa e Financeira (NUGAF). Esta mudança acarreta transformações não apenas no aspecto formal, mas também nas relações de poder e de confiança, pois altera parcialmente a cultura dominante na Corporação. Para tanto, protagonizou-se a observação direta sobre a realidade concreta e das relações de trabalho que ocorrem nos NUGAF e entre eles e as Unidades Operacionais (UOp). Também são aplicados à população finita composta de 51 Comandantes e Ex-Comandantes das UOp vinculadas aos NUGAF, questionários estruturados com questões fechadas numa escala tipo Likert, assim como, são realizadas entrevistas semi-estruturadas com pessoas relevantes nesse processo. Os dados resultantes da observação direta e das entrevistas são tratados qualitativamente a partir dos referenciais teóricos e da percepção e vivência deste pesquisador, que na condição de oficial superior da PMBA, teve a oportunidade de conviver, desde a implantação, com o objeto da pesquisa. Os dados oriundos do questionário estruturado recebem tratamento quantitativo de estatística descritiva, com o uso da técnica de análise multivariada para buscar o estabelecimento de correlações entre as variáveis, realizando agrupamentos sempre que pertinente com utilização da análise fatorial. Foram identificados cinco fatores, porém dois foram desprezados em razão da difícil caracterização. A caracterização dos outros três se mostraram aderentes com as análises qualitativas e da estatística descritiva. Os resultados sinalizam o impacto favorável dessa reforma para a modernização administrativa da PMBA, assim como, sugere que os Comandantes foram receptivos a essa mudança. Por outro lado, infere-se a necessidade de aperfeiçoamento e realinhamento das práticas decisórias e de gestão que possibilitem a valorização dos Comandantes das UOp vinculadas, viabilizem sua efetiva participação na gestão e otimizem a atuação dos NUGAF.
Mostrar mais

166 Ler mais

Hospital da Polícia Militar Comandante Lara Ribas: uma avaliação de desempenho por meio do contrato de gestão

Hospital da Polícia Militar Comandante Lara Ribas: uma avaliação de desempenho por meio do contrato de gestão

Com a finalidade de apresentar o contrato de gestão como uma ferramenta de descentralização e controle, onde o Estado deixa a função de execução e administração para uma Organização Social e passa a financiar e fiscalizar as atividades desenvolvidas, apresenta-se no presente trabalho o desempenho dos hospitais com contratos de gestão no estado de Santa Catarina nos anos de 2013 a 2015. A presente pesquisa utiliza-se do modelo descritivo, quanto aos procedimentos enquadra-se como bibliográfica e documental e quanto a abordagem classifica-se como qualitativa e quantitativa. O foco da análise foi Hospital da Polícia Militar Comandante Lara Ribas, em que foram analisados os três anos anteriores ao contrato de gestão com a ABEPOM, que teve início no ano de 2013, e os três anos posteriores, a fim de verificar a evolução dos indicadores de desempenho quantitativos. Os hospitais com contrato de gestão no estado de Santa Catarina vêm apresentando desempenhos excelentes e bons na maioria dos trimestres analisados. Em consonancia com o resultados dos demais hospitais, o Hospital da Polícia Militar Comandante Lara Ribas apresenta uma notável evolução no desempenho de seus indicadores quantitativos, indicando que o contrato de gestão pode ser uma ferramenta viável para o Estado, buscando além da descentralização uma melhora dos serviços e estruturas.
Mostrar mais

100 Ler mais

As Faces da Gestão da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo, Brasil

As Faces da Gestão da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo, Brasil

Por intermédio desse dispositivo legal a administração pública pode contratar consigo mesma, ou seja, passam a ser permitidos contratos para prestação de serviços intraórgãos, ou com órgãos de outro ente público, mediante responsabilidades recíprocas. Assim, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Espírito Santo, por exemplo, poderia fazer um contrato de gestão com a Polícia Militar, órgão já a ela vinculado hierarquicamente, com fins específicos de busca da redução de índices criminais no Estado. Caso resultados contratados sejam alcançados, haveria a possibilidade de determinados retornos compensatórios por parte da contratante. Ou seja, um incentivo por avaliação de desempenho positiva, inspirado no modelo francês (Mello, 2003).
Mostrar mais

32 Ler mais

Análise longitudinal na gestão da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo

Análise longitudinal na gestão da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo

Sobre o controle pelo medo, cabe aqui um parêntese. Verifica-se, ainda hoje, nas corporações militares a presença dessa doutrina. Envolve a obediência pelo medo da punição, medo da exclusão, medo do não reconhecimento por parte do superior, medo de cometer alguma falha, dentre outros. Não se pode afirmar se, atualmente, o comandamento pelo medo do policial perante seu superior apresente resultados práticos para a população. Não é o caso aqui essa análise. Mas isso desenvolveu um espírito social paternalista de que o policial de menor nível é massacrado por aquele de maior nível hierárquico. Pensamento que, não poucas vezes, é levado ao extremo, principalmente por parte de membros do judiciário que, de forma contumaz, vem restituindo aos quadros da corporação policiais excluídos por graves desvios de conduta sob o argumento de que seus superiores os perseguiam na caserna. De toda sorte, a divisão entre operário que executa e gerente que pensa e planeja, vastamente preconizado pela administração científica, foi idealizado por Frederico II para “assegurar que a máquina militar fosse usada tão inteligentemente quanto possível [...] liberando os orientadores especializados (staff) da linha de comando para o planejamento de atividades” (MORGAN, 2006, p.26). Outra questão importante que se resgata é o controle descentralizado. Tal controle surgiu da necessidade de administrar os territórios conquistados, na mesma linha das tropas romanas, e também para criar uma especialização mínima a depender das diferentes situações que poderiam surgir no campo de batalha e nos territórios conquistados.
Mostrar mais

183 Ler mais

Incidência de dores e incômodos lombares dos motociclistas da ROTAM da Polícia Militar da Paraíba

Incidência de dores e incômodos lombares dos motociclistas da ROTAM da Polícia Militar da Paraíba

Este estudo buscou identificar a incidência de dores lombares e desconfortos em motociclistas da ROTAM. A ROTAM é um grupamento da Policia Militar do Estado da Paraíba criado para ter maior agilidade nas ocorrências e oferecer pronta e rápida resposta aos crimes, a postura dinâmica adotada pelo profissional motopatrulheiro durante a exaustiva jornada de trabalho associada a fatores como, exigência, longa jornada do trabalho de 12 horas, tempo nesta função profissional e sobrecarga aplicada pelo peso dos equipamentos e armas utilizadas pela policia militar, podem ocasionar incômodos físicos como dores musculoesqueléticas na região da coluna lombar.Trata-se de um estudo transversal, descritivo com abordagem quantitativa. com uma amostra de 26 Policiais Militares no município de Campina Grande-PB. Os dados foram coletados através de um questionário estruturado, com variáveis relacionadas ao perfil do entrevistado, o processo de trabalho e a análise da presença de quadro álgico na coluna vertebral.Todos os participantes eram do sexo masculino,com média de idade entre 25 e 45 anos.Em sua maioria possuíam tempo de profissão de 3 a 9 anos ,tendo uma carga de trabalho de 14 horas. Foi constatado que os participantes, assumiam posturas inadequadas na pilotagem das motos e prevalência de dores na região lombar. Verificou-se a concordância com a literatura relacionada. Os resultados sugerem a necessidade de um programa de exercícios físicos que inclua fortalecimento dos músculos do tronco e flexibilidade.
Mostrar mais

25 Ler mais

Assessoria de comunicação institucional como elemento de gestão da polícia civil da Paraíba

Assessoria de comunicação institucional como elemento de gestão da polícia civil da Paraíba

No que concerne à abrangência de atuação, como já foi dito, o setor atende as demandas da Polícia Civil da Paraíba e atua de forma integrada com assessorias de comunicação da Polícia Militar do Estado e do Corpo de Bombeiros Militar, sendo de sua competência tratar da divulgação de ações institucionais que envolvam as três forças de Segurança. Essa prática tem sua importância reconhecida visto o modelo de gestão integrada adotada pela pasta, que tem como um dos seus tripés a atuação conjunta dos órgãos de segurança pública, e ainda contribui para que não haja conflitos de interesses ou desencontros envolvendo informações oficiais, o que seria responsável pela queda da credibilidade dos referidos setores de comunicação e fragilidade da informação repassada.
Mostrar mais

59 Ler mais

Segurança pública e o uso abusivo de álcool e/ou drogas: um relato de experiência no 2º Batalhão de Polícia Militar da Paraíba

Segurança pública e o uso abusivo de álcool e/ou drogas: um relato de experiência no 2º Batalhão de Polícia Militar da Paraíba

O presente trabalho versa sobre o uso abusivo de álcool e/ou outras drogas por parte de policiais militares lotados no 2º Batalhão de Polícia Militar, em Campina Grande-PB, local onde desenvolvemos o nosso estágio supervisionado em Serviço Social. Nesse sentido, objetivamos desenvolver ações de saúde mental na referida instituição, com o intuito de discutir com os/as policiais militares acerca das consequências do uso abusivo do álcool e/ou outras drogas bem como desmistificar as ações realizadas pelo CAPSad em Campina Grande como uma forma de viabilizar o acesso desses profissionais à atenção adequada. Trata-se de um relato de experiência realizado junto aos policiais pertencentes ao pelotão de Rádio Patrulha a partir de rodas de conversas e de palestras realizadas em parceria do setor de Serviço Social do 2ºBPM com o CAPSad desse município. Como resultados obteve-se uma maior aproximação dos usuários do setor de Serviço Social do 2º BPM com os serviços oferecidos pelo CAPSad além de ser firmada maior articulação entre os citados setores, dando continuidade ao presente projeto a partir de encontros quinzenais nos quais os policiais militares tiveram a oportunidade de discutir sobre o assunto e de também serem multiplicadores desse saber no transcorrer de suas vidas pessoais e profissionais.
Mostrar mais

32 Ler mais

Prevalência de sedentarismo em policiais militares pertencentes à companhia de rádio patrulha do 2º Batalhão de Polícia Militar da Paraíba

Prevalência de sedentarismo em policiais militares pertencentes à companhia de rádio patrulha do 2º Batalhão de Polícia Militar da Paraíba

Destacam-se estudos realizados com policiais que mostram condições elevadas de sobrepeso e obesidade como o desenvolvido por Júnior (2009), que avaliou a composição corporal em Policiais Militares do 22ª Batalhão da Polícia Militar do Estado de Goiás e, de acordo com os resultados obtidos, nota-se que a PM do Estando de Goiásnão vem dando a devida atenção à prática regular de atividade física no Batalhão da corporação, onde grande parte de Policiais Militares estão na faixa de sobrepeso e obesidade. Assim como o estudo realizado por Bezerra Filha (2004) que constatou que 42% e 3% dos policiais militares pertencentes ao Quartel do Comando Geral da Paraíba a presentavam resultados de sobrepeso e obesidade, respectivamente. O estudo desenvolvido por Oliveira (2002), com policiais militares integrantes do pelotão de choques de João Pessoa, constatou que o efetivo estava 47% com sobrepeso e 14% obesos. E o estudorealizado por Gonçalves (2006) com policiais da Companhia Especial de Choque do Estado de Rondônia (COE), verificou que os mais jovens de 20 a 29 anos de idade apresentavam sobrepeso em relação ao grupo controle.
Mostrar mais

22 Ler mais

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO BALANCED SCORECARD COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA DE APOIO A DECISÃO EM UM BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DA PARAÍBA

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO BALANCED SCORECARD COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA DE APOIO A DECISÃO EM UM BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DA PARAÍBA

Objetivou-se nesse estudo apresentar uma proposta de implantação do Balanced Scorecard (BSC) no 1° batalhão da Polícia Militar da Paraíba (PMPB). Como objetivos específicos: a) analisar a realidade estratégica da instituição; b) identificar quais os pontos de melhorias do batalhão na visão dos policiais militares que fazem parte de seu efetivo; c) analisar o plano estratégico atual do batalhão, enfocando a formulação dos objetivos nas quatro perspectivas estabelecidas no BSC e relações de causa e efeito. Utilizou-se uma abordagem qualitativa por ter sido realizada uma entrevista semiestruturada com o analista criminal da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social da Paraíba (SESDS), para entender a realidade estratégica da instituição e quantitativa por ter sido aplicado questionários com amostragem de 146 policiais que respondem ao 1° batalhão na intenção de identificar o ponto de vista dos policiais militares frente à instituição. Assim, foi possível propor o BSC e suas relações de causa e efeito, traçando estratégias e métricas para todas as perspectivas, mas com ênfase na perspectiva sociedade, pois se trata da principal razão de criação de valor. Espera-se que os resultados apresentados contribuam tanto para o meio acadêmico como para a PMPB, uma vez que a aplicabilidade do BSC pode influenciar na melhoria de gestão.
Mostrar mais

17 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho na percepção dos militares da 2ª cia do 10º batalhão de polícia militar da Paraíba

Qualidade de vida no trabalho na percepção dos militares da 2ª cia do 10º batalhão de polícia militar da Paraíba

O uso da Qualidade de Vida no Trabalho - QVT como instrumento para garantir melhoria no ambiente de trabalho e na participação dos colaboradores é essencial na vida de qualquer organização moderna. Com a QVT, empregadores e colaboradores poderão associar saúde e bem-estar com produtividade e excelência profissional, aumentando consideravelmente os indicadores motivacionais em seu ambiente profissional. O presente trabalho teve como objetivo identificar na percepção dos colaboradores, o que poderá ser feito para melhorar a QVT do efetivo da 2ª Companhia do 10º Batalhão de Polícia Militar da Paraíba. Este caracterizou-se como um estudo de caso, acompanhado de pesquisas exploratória, descritiva, bibliográfica e qualitativa. O instrumento utilizado foi uma enquete aplicada aos 30 militares que compõem o universo da Companhia em estudo. Os resultados obtidos mostraram que, entre os fatores sugeridos, destacaram-se: alojamento; salário; material bélico; militarismo e, políticas de saúde. As sugestões dos colaboradores visam aplicar essas variáveis no ambiente de trabalho daquela Unidade Operacional, melhorando os níveis de satisfação de seus servidores.
Mostrar mais

29 Ler mais

Gestão da polícia militar: a cultura institucional como agente limitador da construção de uma polícia cidadã

Gestão da polícia militar: a cultura institucional como agente limitador da construção de uma polícia cidadã

Os resultados obtidos mostraram que as bases doutrinárias, transplantadas do exército brasileiro e que originaram as policias militares, persistem até os dias atuais nes[r]

93 Ler mais

Natação utilitária no Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar da Paraíba no 2º Batalhão

Natação utilitária no Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar da Paraíba no 2º Batalhão

O aprendizado e o treino constante do nado são de grande importância a todas as pessoas e deve ser implantado como condição imprescindível aos efetivos militares, pois requer poucas técnicas e garante grandes resultados à saúde do nadador, além de possibilitar a sobrevivência do praticante e de possíveis vítimas, em casos acidentais , no ambiente aquático. Assim, apenas exemplificativamente, pode-se citar a técnica do nado de aproximação - utilizado pelo nadador para ir ao encontro de determinada pessoa que , em meio aquático, esteja necessitando de auxílio imediato – e a técnica do nado comando, utilizada para proporcionar deslocamentos com o mínimo de barulho (BATISTA; LIMA, p.172, 2010), ambas com fácil possibilidade de utilização no cotidiano da atividade policial militar.
Mostrar mais

17 Ler mais

Tratamento da informação aplicado ao arquivo do comando geral da polícia militar da Paraíba

Tratamento da informação aplicado ao arquivo do comando geral da polícia militar da Paraíba

O processo de GI é difundido como a aquisição da informação, podendo ser eletrônica ou manualmente. Segue-se com a classificação, armazenamento e tratamento da informação onde se aplica em ser a representação da informação no processo subsequente no exercício de gestão. Sendo a chave para atravessar as barreiras referentes ao plano de GI que é designado de distribuição, disseminação e uso da informação. A aquisição provém tanto de onde a informação foi gerada, como a que veio agregar outra para completar a informação. A classificação determina a divisão das atividades e pode ordená-la de acordo com sua função e finalidade. O armazenamento condiz com onde e como será feito. O tratamento é a descrição atribuída para recuperar e acessar as informações em tempo simples e rápido para a tomada de decisões. A distribuição, disseminação e uso da informação variam de acordo com a acessibilidade. Além disso, se os instrumentos em uso possibilitam disseminá-la em várias formas e formatos ao mesmo tempo e se aplica o seu uso.
Mostrar mais

46 Ler mais

O Inquérito Policial Militar e a Polícia Judiciária Militar sob uma perspectiva constitucional

O Inquérito Policial Militar e a Polícia Judiciária Militar sob uma perspectiva constitucional

HABEAS CORPUS. CRIME DE DESERÇÃO. PRISÃO DO DESERTOR. NÃO CONCESSÃO DE LIBERDADE PROVISÓRIA. DENEGAÇÃO DA ORDEM. A Constituição da República preconiza o tratamento diferenciado que deve ser dispensado aos agentes de crimes militares, sobretudo nos seus artigos 122, 123 e 124, ao consagrar uma Justiça Militar própria para julgá-los, de acordo com uma codificação processual e material especialmente orientada para tutelar bens jurídicos próprios da Caserna; e, com iguais traços de especialidade, dispõe no seu artigo 5º, inciso LXI, que "ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de autoridade judiciária competente, salvo nos casos de transgressão militar ou crime propriamente militar, definidos em lei" (sem grifo no original). Na esteira natural dessa excepcionalidade, o Código de Processo Penal Militar estabelece regramento particularmente orientado para o rito da Deserção, tendo em conta não só as suas elementares tipificadoras, como também a sua objetividade jurídica.
Mostrar mais

66 Ler mais

A inserção da mulher na polícia militar: uma análise à luz do contingente masculino do 2º Batalhão de Polícia Militar de Campina Grande/PB

A inserção da mulher na polícia militar: uma análise à luz do contingente masculino do 2º Batalhão de Polícia Militar de Campina Grande/PB

Esses dados revelam que mesmo aceitando a presença feminina na Polícia Militar, ainda há um descrédito ou não confiança no trabalho desenvolvido pelas mulheres nessa área da segurança pública. No entanto, fica o questionamento de porque não igualar a quantidade de vagas nos concursos para a Polícia Militar, pois a unificação do quadro feminino e masculino pode reforçar o processo de igualdade, respeitando as diferenças, peculiaridades e especificidades de ambos os sexos.

29 Ler mais

Abreviaturas de patentes na Terminologia Militar Oitocentista da Polícia Militar da Bahia

Abreviaturas de patentes na Terminologia Militar Oitocentista da Polícia Militar da Bahia

Retomando o nosso arsenal teórico em relação aos tipos de abreviaturas vimos que os dados não apresentam abreviaturas por apócope ou síncope. Todas as abreviaturas de patente militar são categoricamente por letras sobrescritas. Tal fato, obviamente, não é dissonante de outros estudos realizados com outras tipologias documentais no mesmo século. No entanto, tal indicativo quantitativo das variações de formas abreviadas nos levam a caminhos que devem ser explorados em futuros estudos. O primeiro diz respeito a considerações estritamente linguístico-terminológicas. Dentro da Socioterminologia (FAULSTICH, 2002, p.81-82), as variantes terminológicas linguísticas gráficas são definidas como aquela que se apresentam sob forma gráfica diversificada com base em acordos formais de convenções da língua. O nosso corpus de uma sincronia passada nos revela um processo altamente produtivo de escrita, que é uso de abreviaturas, além de nos apresentar um farto conjunto de dados representativos da não normalização ou normatização de usos abreviativos desses termos. Assim, pensando em um movimento diacrônico é necessário que pensemos em particularidades que promovam uma renovação na definição dada às variantes terminológicas gráficas. Em segundo lugar, é importante que comecemos a passar do nível descritivo para o interpretativo. Como afirmamos, a maioria absoluta de estudos sobre manuscritos dos séculos XVIII e XIX nos apresentam quase sempre o mesmo resultado de descrição: a forma mais produtiva de abreviaturas é por letras sobrescritas. Mas, para além de uma justificativa espacial, certamente deve haver uma justificativa linguística para tal fenômeno.
Mostrar mais

19 Ler mais

Além do operacional na assessoria de comunicação da polícia militar

Além do operacional na assessoria de comunicação da polícia militar

Estes movimentos considerados “perigosos” para a estabilidade do Império e para a manutenção da ordem pública e fez com que o então ministro da Justiça, padre Antonio Diogo Feijó, sugerisse que fosse criado no Rio de Janeiro (capital do Império) um Corpo de Guardas Municipais Permanentes. A ideia de Feijó foi aceita e no dia 10 de outubro de 1831 foi criado o Corpo de Guardas do Rio de Janeiro, através de um decreto regencial, que também permitia que as outras províncias brasileiras criassem suas guardas. Daí então, em 1831, vários Estados aderiram à ideia e foram montando suas próprias polícias. A partir da Constituição Federal de 1946, as Corporações dos Estados (as antigas guardas) passaram a ser denominadas Polícia Militar, com exceção do Estado do Rio Grande do Sul que preferiu manter em sua força policial o nome de Brigada Militar, situação que perdura até hoje.
Mostrar mais

17 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados