Top PDF Gestão pública: as práticas cartorárias da gerência de processamento do Tribunal de Justiça da Paraíba

Gestão pública: as práticas cartorárias da gerência de processamento do Tribunal de Justiça da Paraíba

Gestão pública: as práticas cartorárias da gerência de processamento do Tribunal de Justiça da Paraíba

As críticas à morosidade da justiça brasileira são antigas e crescentes, pois a função jurisdicional não tem conseguido atingir o seu papel de regulador das relações sociais de maneira efetiva e célere, através da solução dos conflitos e da efetividade na tutela jurisdicional. O Poder Judiciário está cada vez mais assoberbado de ações e desprovido de recursos e, em razão disso, a razoável duração dos processos judiciais, princípio disposto na Constituição Federal de 1988, não vem sendo assegurado aos jurisdicionados. A demora na tramitação das ações é causada pela sobrecarga de trabalho que enfrentam os juízes e os servidores e dos meios limitados que o Judiciário brasileiro possui. Nesse diapasão, concluiu-se que a administração da justiça no Brasil possui um grave problema e este trabalho tem por objetivo analisar as rotinas adotadas nos cartórios cíveis da Gerência de Processamento do Tribunal de Justiça da Paraíba, no sentido de avaliar as práticas utilizadas pelos servidores a partir do momento em que o processo judicial é distribuído, suas fases e andamento, de acordo com o modelo de gestão implementado no local, verificando, por fim, a causa da demora injustificada no trâmite processual.
Mostrar mais

67 Ler mais

Diagnóstico das competências dos servidores da gerência de finanças e contabilidade do Tribunal de Justiça da Paraíba

Diagnóstico das competências dos servidores da gerência de finanças e contabilidade do Tribunal de Justiça da Paraíba

Souza (1980) define clima organizacional como sendo o conjunto de percepções, conceitos e sentimentos que as pessoas compartilham a respeito da organização e que afetam de maneira positiva ou negativa a forma como as pessoas ou grupos se relacionam no ambiente de trabalho, seu comprometimento e desempenho. O entendimento de Davel e Vergara (2001) corrobora a necessidade de implementação de estudo sobre o clima organizacional, uma vez que os integrantes de uma organização formal desenvolvem sentimentos em relação às diversas variáveis que compõem a entidade, como salários, instalações físicas, comportamentos dos gestores, entre outras. Dessa forma, um diagnóstico de clima organizacional pode auxiliar os gestores do TJPB a perceber até que ponto suas práticas de gestão estimulam o interesse, a dedicação e motivação dos servidores no ambiente de trabalho.
Mostrar mais

48 Ler mais

Um breve estudo sobre o modelo administrativo burocrático e suas disfunções no Tribunal de Justiça da Paraíba

Um breve estudo sobre o modelo administrativo burocrático e suas disfunções no Tribunal de Justiça da Paraíba

As organizações públicas estão inseridas num processo de busca por novas estruturas e procedimentos mais ágeis e flexíveis que proporcionem um serviço de excelência a sociedade. O modelo burocrático que predomina nas organizações públicas está em conflito com a nova realidade trazida pela globalização. O Tribunal de Justiça da Paraíba é um exemplo de organização que tem sua prática pautada na teoria burocrática, fortemente hierarquizada onde o poder de decisão é bastante centralizado nas diretorias, gerências e comissões. O objetivo geral desta pesquisa é realizar um breve estudo sobre o modelo administrativo burocrático. É de grande valia que o funcionário público entenda o modelo administrativo que o rege, sabendo que o seu papel se traduz no atendimento do interesse da coletividade, e para alcançar tal finalidade é preciso que os mesmos observem o dinamismo da sociedade que requer práticas inovadoras, criativas e flexíveis para a garantia de um serviço público de excelência. Os objetivos específicos traçados para a realização desta pesquisa foram: realizar um breve histórico da evolução da administração pública no Brasil; desmitificar o uso do termo “burocracia” no sentido pejorativo; identificar disfunções burocráticas na área administrativa do TJPB. Para alcançar os objetivos traçados foi desenvolvida uma pesquisa com a abordagem quanti-qualitativa. Os dados foram obtidos através da pesquisa bibliográfica e de campo, sendo aplicado um questionário para verificar a existência e o grau de predominância de disfunções burocráticas na administração do Tribunal de Justiça da Paraíba. Os dados qualitativos foram submetidos à análise de conteúdo, enquanto os dados quantitativos serão mensurados e expressos numericamente. No que se refere à conclusão, a investigação verificou a predominância de disfunções burocráticas na administração do Tribunal de Justiça da Paraíba, comprometendo assim o serviço de excelência que se deseja oferecer a sociedade. Com base nos resultados obtidos através da pesquisa bibliográfica e de campo, propõem-se a administração do Tribunal de Justiça da Paraíba realização de um debate sobre o modelo administrativo burocrático identificando suas disfunções possibilitando gradualmente a diminuição das mesmas na sua prática de trabalho. Através de uma gestão mais participativa e democrática onde se visualiza o comprometimento de todos os membros da organização poderá ser oferecido um serviço de excelência à sociedade.
Mostrar mais

59 Ler mais

Análise do clima organizacional sob o enfoque da excelência na gestão de pessoas do Tribunal de Justiça da Paraíba

Análise do clima organizacional sob o enfoque da excelência na gestão de pessoas do Tribunal de Justiça da Paraíba

O Modelo de Excelência em Gestão Pública (MEGP) do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – GESPÚBLICA foi criado pelo Decreto nº 5.378, de 23 de fevereiro de 2005, com a finalidade de modernizar a máquina estatal, contribuindo para a melhoria dos serviços públicos prestados aos cidadãos e para o aumento da competitividade do País, formulando e implementando medidas integradas em agenda de transformação da gestão, necessárias à promoção dos resultados, à consolidação da administração pública profissional voltada ao interesse do cidadão e à aplicação dos instrumentos e abordagens gerenciais. A necessidade de desenvolvimento de um modelo de gestão aplicado às organizações públicas, partindo da premissa de que é preciso ser excelente sem deixar de ser público e possui fundamentos de gestão alicerçados aos princípios constitucionais que, em conjunto, devem ser internalizados na cultura organizacional. A elaboração deste modelo de gestão vem ao encontro das necessidades tanto do cidadão, quanto do governo, que deve suprir as demandas da sociedade e poder ajudar as organizações estatais a gerirem recursos, estabelecer indicadores de desempenho, identificar boas práticas de gestão, identificar e empreender melhorias na gestão e prestar contas à sociedade.
Mostrar mais

80 Ler mais

"Da cegueira da justiça " à visibilidade na utilização de práticas arquivísticas em movimentações cartorárias

"Da cegueira da justiça " à visibilidade na utilização de práticas arquivísticas em movimentações cartorárias

Este trabalho foi fruto de reflexão feita por um ano no estágio da 2ª Vara da Comarca de Santa Rita – Tribunal de Justiça da Paraíba. O dia a dia na instituição citada demonstrou que a gestão documental praticamente não existia e isto levava a complicações sérias nos vários departamentos geradores e recebedores de documentos tão importantes para a sociedade. No caso desta experiência a reflexão pautou-se principalmente quanto às “Movimentações cartorárias”, onde a tramitação é constante devido à crescente demanda de “Ações do requerente, do denunciado”, etc. utilizando para isso, a “Petição inicial” podendo essa, ser contestada pelo “Réu da ação”. De início, ficou claro que deveríamos entender o contexto de termos não usuais para a maioria dos cidadãos que procuram a Justiça, verificando-se a importância à sociedade a utilização de práticas arquivísticas que podem e devem identificar as tipologias documentais a serem representadas para o usuário interno e externo de maneira mais clara.
Mostrar mais

48 Ler mais

O papel da aprendizagem na implantação da gestão da sustentabilidade no Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba

O papel da aprendizagem na implantação da gestão da sustentabilidade no Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba

A aprendizagem organizacional e a gestão da sustentabilidade são temas relevantes no contexto organizacional e, em especial, no judiciário. O presente trabalho teve como objetivo analisar o papel da aprendizagem organizacional na implantação da gestão da sustentabilidade no Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba – TJPB. O referencial teórico foi desenvolvido a partir de estudos já abordados por teóricos pesquisadores sobre as temáticas da sustentabilidade na gestão pública, aprendizagem organizacional e o papel da aprendizagem organizacional na gestão da sustentabilidade, além do enfoque dado às principais legislações ambiental no contexto do judiciário, bem como de análise de documentos institucional. A pesquisa caracterizou-se como qualitativa e descritiva e os dados foram coletados por meio de pesquisa bibliográfica e de campo. Na pesquisa de campo, optou-se por entrevistas semiestruturadas realizadas com alguns membros da Comissão Permanente de Planejamento Ambiental e Sustentabilidade e das Diretorias e Gerências diretamente envolvida com a gestão ambiental do TJPB. A análise dos resultados demonstra que a organização - TJPB - vem desenvolvendo e implantando estratégias de gestão ambiental no contexto do judiciário paraibano. Porém, a ocorrência de situação que envolva processos de aprendizagem dos servidores internos voltados para qualificar o desenvolvimento sustentável, ainda não é uma prática efetiva da gestão. Revela ainda o grande desafio de potencializar a participação consciente dos servidores para exercerem práticas sustentáveis nas rotinas de trabalho, destacando a importância do papel da liderança na valorização e reconhecimento desses servidores para o alcance dos objetivos estratégicos da gestão ambiental. Ressalta-se, ainda, a importância da estrutura que integra os níveis da aprendizagem aos processos de aprendizagem organizacional que traz uma melhor compreensão de como ocorre o fenômeno da aprendizagem no contexto organizacional. As conclusões apontam para a importância de investir mais na aprendizagem dos servidores e da necessidade de implantar estratégias de gestão ambiental para potencializar o desempenho sustentável.
Mostrar mais

82 Ler mais

Judicialização da política pública de educação infantil no Tribunal de Justiça de...

Judicialização da política pública de educação infantil no Tribunal de Justiça de...

A própria audiência pública já foi uma grande conquista porque a gente percebe que as instituições, os operadores do direito e principalmente o Poder Judiciário têm ainda um distanciamento muito grande da sociedade civil em geral. Para a compreensão dessas questões de direitos sociais, de políticas públicas de educação não dá (isso aqui no Grupo de Educação do MP, o grupo inclusive foi criado por isso, a gente já percebeu ao longo do trabalho que você não consegue fiscalizar e fazer pedidos de aperfeiçoamento de uma política pública se você não dialogar com outras áreas do conhecimento – universidades, escolas, professores, a própria Secretaria, a administração pública). Então eu acho que a audiência pública já foi uma conquista neste sentido porque teve participação de entidades, de especialistas da área, que levaram um retrato, um quadro muito mais completo para o desembargador que simplesmente o quadro normativo que era o que vinha sendo levado em conta. Então ainda que não saia o acordo me parece que o Judiciário na questão das lides de alta complexidade de políticas públicas vai ter que caminhar para alguma coisa neste sentido e nas outras áreas também (saúde, assistência social e tudo o mais). Não dá para tratar essas coisas na mesma perspectiva dos direitos individuais como vinha acontecendo. Então eu avalio positivamente a simples ocorrência da audiência pública. A minha percepção é que os desembargadores também valorizaram muito o conteúdo do que foi trazido. Na própria audiência de tentativa de conciliação, na primeira das audiências eles revelaram isso, que foi muito importante para eles este contato com as diversas áreas envolvidas na questão da educação infantil porque foram mãe de alunos, foi professor, teve sindicatos, associações, todas essas entidades (MP, Defensoria), todos os autores participaram, o Conselho Tutelar, então é um quadro bem razoável do problema todo.
Mostrar mais

236 Ler mais

Do Tribunal de Contas como Tribunal de Justiça

Do Tribunal de Contas como Tribunal de Justiça

A atual Constituição, mercê de seu espírito democrático, na revivescêncía de dispositivos de 1934 inclui salutar preceito que consagra a jurisdição do Tribunal de Contas sôbre os administradores das entidades autárquicas. Pos­ teriormente, por fôrça da Lei n.° 830, de 1949, o têrmo autarquia foi concei­ tuado de maneira ampla, o que implicou, de certa forma, na relutância de determinadas entidades em aceitar a prestação de contas, sob o fundamento de que eram pessoas de direito privado. Êstes fatos vieram atestar a necessi­ dade imperiosa de instaurar-se um sistema de fiscalização da administração indireta, que pudesse, de alguma forma, atingir até mesmo às sociedades de economia mista. No que tange aos vínculos que os ligam ao Estado, as autar­ quias brasileiras se revestem das mais variadas nuances. As autarquias cul­ turais encontram-se ligadas à Presidência da República, ao Ministério das Relações Exteriores e ao Ministro da Educação e Cultura. As autarquias corporativas são vinculadas ao Ministério da Justiça e Negócios Interiores e ao Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio. Os serviços, ligados ao Ministério da Viação e Obras Públicas ou da Justiça, encontram-se fiscali­ zados por Delegações de Controle. As autarquias de intervenção econômica são ligadas ao Ministério do Trabalho e têm seus atos aprovados por Con­ selhos Fiscais ou Juntas. As autarquias de crédito são supervisionadas pelo Conselho Superior das Caixas Econômicas e Ministério da Fazenda. As autarquias de Previdência Social se encontram sob a jurisdição do Minis­ tério do Trabalho, através do Departamento Nacional da Previdência Social. Esse sistema não exclui, porém, outras modalidades de fiscalização que, oca­ sionalmente, possam ser exercidas, tais como aquelas que se prendem à intervenção governamental mediante Comissões de Inquérito.
Mostrar mais

27 Ler mais

Do Tribunal de Contas como Tribunal de Justiça

Do Tribunal de Contas como Tribunal de Justiça

Os sacrifícios do Estado com êste serviço elevaram-se (exercício de 1886-1887) a cêrca de. dois milhões: 1.775,000 frs. E o país não tem senão que se felicitar, Je r1 ia em dia mais, por essa despesa. Entre nós há, na atual organização do Tesouro, elementos, que se poderão e deverão destacar para o serviço da nova instituição reduzindo assim o desem­ bolso, a que ela nos obrigará. Qualquer que o dispêndio seja, porém, há de representar sempre uma economia enorme, incomensurável para o contribuinte; contanto que a escolha do pessoal inaugurador não sofra a invasão do nepotismo; que êle fique absolutamente entregue à responsabilidade de um ministro consciencioso, inflexível, imbuído no senti­ mento da importância desta criação; que aos seus primeiros passos presida a direção de chefes escolhidos com a maior severidade, capazes de impor-se ao país pelo valor nacional dos seus nomes e de fundar a primeira tradição do Tribunal sôbre arestos de inexpugnável solidez.
Mostrar mais

28 Ler mais

Defensoria Pública e curadoria especial no Superior Tribunal de Justiça

Defensoria Pública e curadoria especial no Superior Tribunal de Justiça

defensora pública, apresentou contestação e reconvenção. O juiz de primeiro grau julgou extinta a ação reconvencional, sem apreciação do mérito, entendendo que o curador não teria legitimidade para apresentar reconvenção, decisão que foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais. A curadora interpôs recurso especial. A 4ª Turma do STJ, por unanimidade, deu provimento ao recurso especial, ressaltando que o curador especial tem legitimidade para propor reconvenção em favor de réu revel citado por edital, poder que se encontra inserido no amplo conceito de defesa, conceito que não sofre nenhuma limitação legal em sua amplitude (STJ. Resp nº 1088068-MG, 4 T. Rel. Min. Antonio Carlos Ferreira, julgado em 29.08.17).
Mostrar mais

13 Ler mais

Motivação no trabalho: um estudo com servidores do setor de taquigrafia do Tribunal de Justiça da Paraíba

Motivação no trabalho: um estudo com servidores do setor de taquigrafia do Tribunal de Justiça da Paraíba

O presente trabalho monográfico tem como objetivo central analisar os fatores que mais influenciam na motivação dos servidores do Setor de Taquigrafia do Tribunal de Justiça da Paraíba em suas atividades laborais. Inicialmente, abordou-se o tema motivação, apresentando as principais teorias relacionadas a essa temática. Trata- se de uma pesquisa aplicada, sendo um estudo de caso, com características da técnica de pesquisa explicativa e método descritivo. Considerando a Teoria de Dois Fatores de Frederick Herzberg, através da pesquisa de campo, por meio do questionário fechado, identificou-se o nível de concordância dos servidores com alguns fatores higiênicos e motivacionais no ambiente de trabalho e na organização. Os fatores higiênicos se referem ao contexto do trabalho e os fatores motivacionais estão relacionados ao conteúdo do trabalho. O questionário foi estruturado em duas partes: a primeira diz respeito aos aspectos sociodemográficos e funcional dos pesquisados; e a segunda, aos fatores higiênicos e motivacionais. Os resultados auferidos pela pesquisa indicam que alguns fatores higiênicos, como salário, benefícios e políticas da organização, destacam-se com altos percentuais de discordância, o que eleva a insatisfação dos servidores no trabalho. Os fatores motivacionais de reconhecimento, oportunidade, conteúdo do trabalho e equidade externa, também influenciam negativamente, diminuindo, assim, a satisfação dos servidores em suas atividades laborais. O estudo revela a necessidade de melhoria de trabalho para que os servidores do Setor de Taquigrafia do Tribunal de Justiça da Paraíba elevem a motivação no desempenho de suas atividades, de forma a contribuir para a melhoria de políticas e práticas organizacionais da instituição.
Mostrar mais

64 Ler mais

Análise dos principais fatores de risco à saúde dos servidores do Tribunal de Justiça da Paraíba

Análise dos principais fatores de risco à saúde dos servidores do Tribunal de Justiça da Paraíba

Através da realização da pesquisa de campo, com a aplicação da entrevista na Diretoria de Gestão de Qualidade de Vida do TJ-PB, foi possível identificar a partir dos resultados apurados que os fatores de maior relevância no ambiente analisado são: ausência de registro de doenças relacionadas ao trabalho em um banco de dados específico; diagnóstico ineficiente para detecção de doenças ocupacionais; falta de conhecimentos técnicos a respeito de adequação ergonômica do mobiliário e dos equipamentos de tecnologia da informação; falhas na implementação da prática da ginástica laboral nas unidades judiciárias; inexistência do cargo de analista judiciário especialidade educador físico; ausência e/ou ineficiência de programas anuais de incentivo ao esporte, exercícios físicos e saúde; e inexistência de programa específico para prevenção e controle do estresse ocupacional destinado a magistrados e servidores.
Mostrar mais

131 Ler mais

Identificação das necessidades informacionais dos usuários do Arquivo Geral do Tribunal de Justiça da Paraíba

Identificação das necessidades informacionais dos usuários do Arquivo Geral do Tribunal de Justiça da Paraíba

A construção do conhecimento de um profissional é arquitetada e baseada através de alguns pilares constituídos ainda na Universidade, no que se refere: aos estudos abordados nos componentes curriculares, congressos e produção científica, atividades acadêmicas como todo. Porém as experiências que fazem uma ponte profissional ainda mais contundente na academia são oriundas do estágio que aponta possibilidades para que o estudante relacione o campo teórico, prático e profissional. Nessa perspectiva, objetiva-se apresentar uma experiência de estágio vivenciada no Arquivo Geral do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), no período de abril de 2014 a abril de 2016. No relatório, apresentam-se atividades desenvolvidas no de arquivo, desde o setor de protocolo, até o momento de acesso aos documentos por parte do usuário externo. Com base em um diagnóstico, identificou-se a situação atual do setor de arquivo numa perspectiva holística, e para além de uma visão micro, buscou-se identificar as necessidades informacionais dos usuários a partir da abordagem Sense Making com a aplicação de um questionário para coleta dos dados. Posto isto, através dos resultados obtidos, buscou-se melhorias nos aspectos estruturais e funcionais de modo a proporcionar o aprimoramento das atividades desenvolvidas pelo setor de arquivo, levando-se em consideração as necessidades dos usuários, considerados como principais personagens desta narrativa.
Mostrar mais

48 Ler mais

A relevância do fator humano na adoção de um sistema de informações gerenciais em uma gerência de fiscalização extrajudicial de um tribunal de justiça

A relevância do fator humano na adoção de um sistema de informações gerenciais em uma gerência de fiscalização extrajudicial de um tribunal de justiça

O Brasil é um Estado com tripartição de poder (Executivo, Legislativo e Judiciário), sendo determinado pela CF/88 que eles são independentes e harmônicos entre si, o que revela a adoção pelo país de um modelo flexível de separação entre poderes, ao invés de um rígido. Na prática, isso quer dizer que, com uma divisão flexível das funções estatais (administrativa, legislativa e jurisdicional), cada poder poderá exercer, até certo ponto, funções de o outro Poder, ou seja, cada um exercerá uma função típica, que é a que realiza predominantemente, e outras atípicas, que executará em casos específicos e que são típicas dos outros Poderes. Tendo como exemplo o Poder Judiciário, sua função típica é a jurisdicional e as atípicas são a administrativa e a legislativa; a primeira ocorrerá quando desenvolver atos de gestão de bens, pessoal e serviços, e a segunda quando elaborar regimentos internos (ALEXANDRINO e PAULO, 2013).
Mostrar mais

57 Ler mais

Análise da utilização do sistema de registro de preços nas licitações públicas realizadas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba

Análise da utilização do sistema de registro de preços nas licitações públicas realizadas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba

O presente estudo trata da análise do uso do Sistema de Registro de Preços (SRP) nas licitações públicas realizadas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, o qual é resultado de um trabalho de conclusão de curso de Especialização em Planejamento e Gestão Pública. A problemática da pesquisa aborda a existência de procedimentos administrativos de licitação diferentes, aplicáveis a casos iguais, com efeitos concretos diferentes; a ocupação demasiada de servidores em atos do processo licitatório e a preocupação social com a eficiência administrativa (opinião pública vigilante). O objetivo geral da pesquisa busca analisar a utilização do SRP nas licitações públicas realizadas pelo TJPB. Para atender a este, se estabeleceu os seguintes objetivos específicos: Identificar o posicionamento da doutrina e dos órgãos de fiscalização e controle, sobre a utilização do SRP; identificar o número total de editais publicados relativos a licitações nas modalidades concorrência e pregão (presencial e eletrônico), bem como identificar aqueles com, e sem o registro de preços; verificar os percentuais relativos às ocorrências de registros de preços frente ao total de editais de licitação nas modalidades concorrência e pregão (presencial e eletrônico). Os procedimentos metodológicos da pesquisa são de cunho qualitativo, do tipo aplicada, de natureza descritiva, utiliza-se da técnica documental para coleta de dados, em site do TJPB, acerca de registros de publicação de editais em meio eletrônico referentes a licitações públicas deste órgão, nas modalidades concorrência e pregão. O resultado deste estudo revela que o SRP não constitui uma modalidade de licitação, mas depende da realização de um processo licitatório nas modalidades pregão ou concorrência, para que os procedimentos que o caracterizam possam ser aplicados. Conclui-se, também, por inferência diante da doutrina, que o Tribunal de Justiça da Paraíba, como órgão integrante da Administração Pública, está obrigado a respeitar todos os princípios administrativos inerentes a esta; bem como, encontra-se compelido, por força de comando constitucional e legal, a licitar, ressalvados os casos previstos nos instrumentos normativos competentes para tal fim, e que a quantidade de editais com emprego do SRP nas modalidades em que é possível se optar pelo seu uso, vem crescendo ao longo do período de observação, mostrando-se em convergência com o que a doutrina atual e os órgãos competentes para tal avalição, apontam como sendo uma solução voltada à eficiência administrativa, indicando, em tese, que aquele tribunal está em rota de alinhamento com o que há de mais moderno e eficiente em matéria de gestão pública aplicada ao caso.
Mostrar mais

51 Ler mais

Gestão por competência na gerência do segundo núcleo regional da secretaria de estado da receita da Paraíba

Gestão por competência na gerência do segundo núcleo regional da secretaria de estado da receita da Paraíba

de cada esfera, rompendo com os modelos anteriores, o patrimonialista que tinha como característica o personalismo, a apropriação do público pelo privado, e o modelo burocrático que se inspirou no tipo ideal de dominação de Max Weber, no excesso de regras e normas a serem seguidas. Todas estas características destes modelos anteriores fizeram com que o setor público e a atuação dos servidores fossem limitados aos interesses daqueles que ocuparam o poder. Apenas com o surgimento do modelo gerencial, novas formas de gestão do Estado apareceram e, com elas, as novas formas e exigências para a atuação do servidor, passando a destacar-se por suas capacidades, competências e habilidades, colocada em prática de forma impessoal e formal.
Mostrar mais

43 Ler mais

A importância da defensoria pública do estado da Paraíba para a efetivação do acesso à justiça

A importância da defensoria pública do estado da Paraíba para a efetivação do acesso à justiça

Há muito tempo, já se sabe que a sistemática da assistência judiciária por si só, é uma garantia insuficiente. Conquanto, a cinquentenária Lei n. 1.060/50 tenha representado no Brasil um marco expressivo da preocupação do Estado com a problemática do „acesso à justiça‟, a verdade é que a possibilidade do patrocínio judicial gratuito e da isenção das despesas processuais não asseguram a „libertação‟ e o necessário respeito jurídico à dignidade do hipossuficiente. Daí o porquê da Constituição da República de 1988- inicialmente estruturada com traços do Welfare State- elencou no rol das cláusulas pétreas o inarredável dever do Estado de prestar assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos (CR, art. 5º, LXXIV), erigindo tal dispositivo ao verdadeiro princípio fundamental da pessoa humana em receber os influxos da proteção jurídica imanente ao Estado de Direito, garantiu ao necessitado a possibilidade irrestrita da obtenção de assistência jurídica, que, sendo conceito maior que a mera, assistência judiciária, deve ser entendida como todo e qualquer auxilio jurídico voltado para o sujeito necessitando, mormente no que diz respeito a um aconselhamento preventivo que vise a exterminar o germe do conflito de interesse que, senão dissipado, poderá ter que ser discutido no Tribunal.
Mostrar mais

56 Ler mais

Direitos fundamentais sociais: uma análise da aplicação do princípio da reserva do possível pelo tribunal de justiça da Paraíba

Direitos fundamentais sociais: uma análise da aplicação do princípio da reserva do possível pelo tribunal de justiça da Paraíba

As pessoas têm direito a condições materiais mínimas para uma existência social digna. Nesse sentido, a Constituição Federal de 1988 consagrou aos indivíduos, em seu artigo. 6°, direitos fundamentais sociais, a exemplo, de educação, saúde, moradia, trabalho, lazer, segurança, previdência social, proteção à maternidade e à infância e assistência aos desamparados; prestações materiais incidentes sobre recursos financeiros que oneram os cofres públicos. Tais direitos, mesmo estando previstos na Constituição Federal, são, muitas vezes, desrespeitados pelos poderes públicos, que deixam de prestá-los às pessoas, sendo essas obrigadas a recorrer ao Poder Judiciário para que direitos, constitucionalmente, sejam efetivados por força de decisão judicial. Este trabalho tem como objetivo analisar decisões do Tribunal de Justiça da Paraíba que asseguram direitos fundamentais sociais em face do princípio da reserva do possível, alegado pelo Estado como meio de defesa para se eximir de prestações constitucionais que lhes são impostas. O quadro teórico de referência, que deu suporte analítico ao presente estudo fundamentou-se em pressupostos constitucionalistas de autores tais como Robert Alexy, Gilmar Ferreira Mendes, Ingo Wolfgang Sarlet, Luís Roberto Barroso, dentre outros estudiosos do Direito que discutem direitos fundamentais sociais, considerando conceitos como princípio da reserva do possível, mínimo existencial e princípio da dignidade da pessoa humana. Em conclusão, temos que quando do julgamento de demandas que envolvem direitos constantes do artigo 6° da CRFB (saúde, educação, dentre outros), o Tribunal de Justiça da Paraíba tem desconsiderado a alegação dos Entes Públicos de que não têm recursos financeiros para atendê-los, assegurando que os direitos fundamentais sociais, constitucionalmente previstos, prevaleçam frente ao princípio da reserva do possível.
Mostrar mais

53 Ler mais

Educação ambiental no serviço público: uma análise do Projeto Sustentabilidade do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba

Educação ambiental no serviço público: uma análise do Projeto Sustentabilidade do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba

Esta monografia nasce de uma inquietação despertada após uma leitura do Projeto Sustentabilidade do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba. Dessa forma analisa o grau de conhecimento dos Diretores e Gerentes, da sede da mencionada instituição, acerca da Educação Ambiental e dos benefícios de seu uso como mecanismo propulsor da proposta de sustentabilidade descrita no projeto acima citado, bem como o nível sucesso destes gestores na economia de recursos junto a seus setores. Para fins de levantamento de dados que embasem o questionamento apresentado o pesquisador usa da aplicação de um questionário no formato on line gerado a partir da ferramenta Formulário do Google Drive, dessa forma lança mão da tecnologia para evitar a impressão dos formulários, reduzindo assim o consumo de papel. Por fim com o processamento e análise dos dados comprova a necessidade de se implementar capacitações para gestores e servidores em Educação Ambiental com vistas à buscar a sensibilização necessária para promover mudanças de hábitos com consequente adoção de novos padrões de consumo, abrindo caminho à sustentabilidade.
Mostrar mais

80 Ler mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça

Como se verifica dos fundamentos do acórdão recorrido, entendeu o Tribunal a quo, conquanto o contrato em questão seja de arrendamento mercantil de bem móvel (leasing financeiro), e não de financiamento garantido por cláusula de alienação fiduciária, que seria aplicável à espécie a disciplina outorgada pelo art. 56 da Lei n. 10.931/2004 ao art. 3º, § 1º, do Decreto-Lei n. 911/69, segundo a qual, uma vez constituído em mora, o devedor poderia escolher entre a continuidade do contrato, com a purgação da mora, ou resolvê-lo, consolidando a posse e a propriedade do bem ao patrimônio do credor.
Mostrar mais

7 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados