Top PDF Gestão pública de resíduos sólidos na construção civil

Gestão pública de resíduos sólidos na construção civil

Gestão pública de resíduos sólidos na construção civil

Civilization is an important sector of the country's economic, technological and social development, and its activities are responsible for the great financial movement, 2% of GDP in Brazil, through the construction of a series of tasks, directly influencing the economy of one in general terms. In addition, under the academic focus, the surveys are important and the companies with the innovative. On the other hand, the activity has significant non - economic representation of natural resources, no waste and a generation of waste, especially solid waste. Lack of control over work and patient training plays a large part in the lack of operational control. The station water, water and sound in the execution of a project, besides the large amount of solid waste, are also popularly known as rubble. About 50% of solid urban waste in Brazilian cities comes from civil construction. Based on this situation, this work can be reviewed in the literature, present the concepts of sustainability in the sector, present the environmental impacts and the possibilities of minimizing the generation of waste through the environmental management of the production and management of the production of the debris, through use methods to recycle and reuse using a mechanical analytics to optimize cycle the return of mechanical as new components of construction. The national legislation on Social Wastes (PNRS) No. 12,305, based on the rules for the allocation of new internal construction resources, based on the rules of the Brazilian Association of Technical Norms, No. 10004: 2004. Finally, the work addresses a practice in the corners of works that facilitate the deposition of waste (packaging, transportation, help of recycling cooperatives) and presents some examples in the cities of Brazil. As a conclusion, the prudence of the company's job performance is important for maintaining the quality of urban life.
Mostrar mais

67 Ler mais

GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOS CANTEIROS DE OBRAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ-SC
							| Revista Tecnológica

GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOS CANTEIROS DE OBRAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ-SC | Revista Tecnológica

A degradação ambiental abre espaço para a poluição visual, vetores e animais, provocados pelo acúmulo dos resíduos sólidos, lixo urbano e pela ação dos moradores do entorno do aterro, os quais vasculham os amontoados de entulhos a procura de materiais recicláveis, com queimas frequentes para separação de fios e outros derivados de cobre. Assim, o monitoramento, aliado a gestão eficaz reduz o problema de zoonoses e proliferação de doenças, os quais atingem diretamente as áreas próximas. Desta forma, compreender processo de descarte dos resíduos sólidos da construção civil, a gestão dos aterros sanitários de Chapecó, requer um olhar mais efetivo do poder público municipal, locais públicos, demandam atenção técnica específica, para assim, permitir que essas áreas sejam usadas para um bem coletivo, ou seja, de preservação ambiental.
Mostrar mais

24 Ler mais

Gestão dos resíduos sólidos e logística reversa: um estudo de caso em uma organização do setor de construção civil

Gestão dos resíduos sólidos e logística reversa: um estudo de caso em uma organização do setor de construção civil

O gestor de Meio Ambiente, ao ser questionado sobre como os resíduos sólidos produzidos pelo processo da construção são tratados, relatou que, quando são admitidos na obra, os colaboradores passam por um treinamento de conscientização e qualificação. Os gestores de QSMS (Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde) realizam um treinamento em que especificam os riscos do trabalho e a política da empresa no que diz respeito à responsabilidade ambiental. Todos os funcionários da empresa são orientados por profissionais qualificados - pelo próprio responsável de Meio Ambiente e dois técnicos de Meio Ambiente junto com os profissionais de Segurança do Trabalho. As informações são transmitidas através de treinamentos admissionais, DDQSMS (Diálogo Diário de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde), palestras, seminários, murais, vídeos, cartazes e reuniões. O objetivo é conscientizar os trabalhadores sobre a importância da coleta seletiva e da reciclagem dos resíduos da construção civil, tendo como base também o Programa de Coleta Seletiva que estimula, motiva e orienta seus colaboradores a participarem das questões referentes ao meio ambiente.
Mostrar mais

22 Ler mais

Gestão e gerenciamento de resíduos da construção civil: a Política Nacional de Resíduos Sólidos em Barueri – SP

Gestão e gerenciamento de resíduos da construção civil: a Política Nacional de Resíduos Sólidos em Barueri – SP

O objetivo central deste estudo é investigar se o município de Barueri cumpre com os parâmetros estabelecidos na lei 12.305/10 no que diz respeito ao gerenciamento dos resíduos da construção civil, considerando três aspectos: (1) A geração dos resíduos da construção civil está ligada ao desenvolvimento econômico e social; (2) O significativo volume de resíduo da construção civil gerado pela sociedade; e (3) O impacto ambiental causado em toda a cadeira produtiva até se tornar resíduo. Para atingir esse propósito foi necessário delimitar os objetivos específicos: (a) Identificar os parâmetros estabelecidos pela Política Nacional de Resíduos Sólidos para o resíduo da construção civil; (b) Compreender o processo de gerenciamento do resíduo da construção civil; (c) Avaliar se o processo está em acordo com a legislação vigente. O caminho percorrido está baseando na pesquisa qualitativa que utiliza como método de pesquisa o estudo de caso através da coleta de dados, utilizando como instrumento a leitura bibliográfica, a pesquisa documental, a realização de entrevista e visita ao campo. Após análise dos dados conclui-se que Barueri segue as normas do CONAMA, com também garante a lei de saneamento básico nº 11.445, mas precisa avançar nas exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos.
Mostrar mais

71 Ler mais

Indicadores de sustentabilidade como ferramenta de apoio aos municípios na gestão e no gerenciamento de resíduos sólidos urbanos, de serviços de saúde e de construção civil

Indicadores de sustentabilidade como ferramenta de apoio aos municípios na gestão e no gerenciamento de resíduos sólidos urbanos, de serviços de saúde e de construção civil

A gestão de resíduos no Brasil necessita de inovação no processo de monitoramento e controle. Esse processo é proveniente da implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos e seus documentos de gestão como os Planos de gestão de resíduos e os Planos de gerenciamento de resíduos. Este trabalho tem o objetivo de desenvolver um sistema de apoio à gestão de resíduos sólidos, sistematizando informações capazes de subsidiar o processo de tomada de decisões dos gestores públicos de resíduos, com base em um conjunto de indicadores de sustentabilidade. O trabalho consistiu em uma ampla revisão bibliográfica, a fim de se construir uma base conceitual dos indicadores, com a seleção e avaliação de indicadores para a elaboração do sistema. A partir dessa metodologia foram elaborados 28 indicadores a partir dos indicadores de sustentabilidade propostos por Camargo (2014) abrangendo as 04 principais tipologias de resíduos gerados no ambiente urbano (Resíduos Domiciliares, Resíduos Urbanos, Resíduos de Construção Civil e Resíduos de Serviços de Saúde). Com base nesses indicadores foi construído um sistema de gestão utilizando esses indicadores e gerando um painel de gestão de resíduos com visualização por dimensões de sustentabilidade e por tipologias de resíduos.
Mostrar mais

92 Ler mais

RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: CARACTERIZAÇÃO,  ALTERNATIVAS DE REUSO E RETORNO ECONÔMICO

RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: CARACTERIZAÇÃO, ALTERNATIVAS DE REUSO E RETORNO ECONÔMICO

Os resíduos sólidos que a obra gera, pode ser reciclado e utilizado no próprio canteiro de obra. Com a implantação de equipamentos para reciclagem não apenas reduz os custos, mas ajuda a preservar os recursos naturais e minimizar os impactos ambientais causados pelo setor da construção civil. Ressaltando que os agregados naturais são recursos finitos e esgotáveis, portanto visualizando um futuro que a substituição pela reciclagem deixará de ser algo opcional e passará a ser obrigatório.

16 Ler mais

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

De forma geral, o modo de vida capitalista que a sociedade se envolveu nos últimos anos, fez que a demanda por bens de consumo crescesse significativamente, entre estes, o setor da construção civil destacou-se de maneira expressiva, produzindo mais da metade dos resíduos sólidos gerados nas cidades. O progresso da humanidade impulsionado pelo setor da construção civil, traz em seus anais a degradação ambiental, posto que, como não houve o tratamento adequado de tais resíduos, estes foram produzidos ao longo dos anos, e depositados em locais não apropriados, gerando um tipo de poluição degradante e silenciosa, que ilegalmente foi depositada nos lixões, nas áreas clandestinas de “bota fora” que criaram-se em torno dos centros urbanos, e até mesmo em locais dentro das cidades. Desta forma, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS,2010), juntamente com as resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), apoiadas pelo Código Florestal (2012), trouxeram um norte para esse problema ambiental e socioeconômico, instituindo e valorizando a criação de Planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos principalmente em nível municipal, destaca-se que a PNRS também instituiu a responsabilidade solidária entre os geradores de Resíduos Sólidos da Construção Civil (RCC). Este trabalho propôs alternativas para redução de RCC, principalmente através da mudança de costumes que há nos profissionais do ramo, dando ênfase na reciclagem por meio da mineração urbana, e apoio as boas práticas de gestão de resíduos, bem como a possível criação de um mecanismo de incentivo fiscal (Credito de RCC). Ressalta- se que o Supremo Tribunal Federal no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade que alterou em partes a Lei 12.651/12, criou uma omissão legislativa que poderá inviabilizar a PNRS no que diz respeito aos aterros sanitários.
Mostrar mais

33 Ler mais

REUTIZILAÇÃO E RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

REUTIZILAÇÃO E RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

No Brasil, a política de reciclagem de resíduos sólidos da construção civil, apesar de nova pouco mais de cinco anos, vem ampliando seu espaço e sua importância nos projetos e obras geridas por empresas de engenharia. A poluição ambiental gerada nos últimos anos seguidos dos problemas acarretados em sua decorrência fez com que a sociedade se reposicionasse com relação a este problema, assim como as em- presas que agora carregam em si uma responsabilidade de cuidar do meio ambiente. Para tal, fizeram-se necessárias políticas públicas, conferências, resoluções que taxas- sem cada um a sua responsabilidade devida.
Mostrar mais

12 Ler mais

ANÁLISE DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM TERESINA, PIAUÍ

ANÁLISE DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM TERESINA, PIAUÍ

Segundo Pinto (1999), não existem levantamentos precisos que permitam deduzir a exata produção dos diversos agentes atuantes na construção, o que impossibilita uma análise global do volume de resíduos sólidos gerados pela construção civil nas áreas urbanas brasileiras. Os números coletados pelo INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social, através do recolhimento de taxas tidas como “obrigatórias”, são absolutamente irreais, e os registros das municipalidades, através da aprovação de projetos, revelam apenas a parte formal da produção de edificações. Dificultando um correto dimensionamento de medidas mitigadoras para um controle eficiente deste cenário ambiental.
Mostrar mais

8 Ler mais

Diagnóstico e Propostas para a Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil, Volumosos e Lenhosos Urbanos no Município de Jales - SP

Diagnóstico e Propostas para a Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil, Volumosos e Lenhosos Urbanos no Município de Jales - SP

Um dos maiores desafios atuais das gestões municipais está no gerenciamento de resíduos sólidos, sobretudo os resíduos sólidos da construção civil, volumosos e lenhosos urbanos (RSCCVLU), que normalmente não possuem uma regulamentação de cobrança. Por isso, utilizando-se de método dedutivo de abordagem qualitativa, de natureza exploratória combinado com a pesquisa bibliográfica, realizou-se o diagnóstico da situação da gestão de RSCCVLU no município de Jales - SP e elaborou propostas legais e sustentáveis para solucionar as deficiências no gerenciamento. A pesquisa foi desenvolvida no período de julho de 2018 a outubro de 2019, no qual avaliaram-se os seguintes aspectos: a evolução da gestão político-administrativa de RSCCVLU e os impactos da concessão do gerenciamento ao setor privado. Em seguida, a partir do levantamento das deficiências, elaboraram-se propostas para a melhoria do sistema de gestão. Observou-se que houve uma evolução na gestão de RSCCVLU e melhorias com a concessão do gerenciamento a iniciativa privada. Com base nas deficiências levantadas, sugere-se para o Município de Jales - SP, as seguintes propostas para a melhoria no gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil, volumosos e lenhosos urbanos: atualização real e participativa do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (2021-2024), quantidade de resíduos gerados, previsão orçamentária para o gerenciamento de RSCCVLU, regulamentação do sistema de cobrança, criação de sistema de cálculo para tarifa de RSCCVLU e destinação correta de recursos da contribuição tarifária.
Mostrar mais

18 Ler mais

Simbiose industrial como instrumento de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil

Simbiose industrial como instrumento de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil

Esta dissertação objetiva apresentar uma proposta para minimizar os problemas causados pela geração de resíduos sólidos da indústria da construção civil, um dos segmentos mais significativos no cenário econômico e social, mas também na degradação do meio ambiente, baseada na prática de simbiose industrial. Para isso, foram apresentadas as preocupações ambientais e o problema do lixo, a fim de se conhecer o contexto atual. A análise foi precedida de uma pesquisa acerca dos resíduos sólidos e dos resíduos da construção civil, foco do presente trabalho, adentrando-se nos impactos econômicos, sociais e ambientais causados por sua geração, seguida do estudo da aplicação do direito econômico e da legislação dos resíduos sólidos em geral e dos resíduos da indústria da construção, para o alcance de uma alternativa de redução de impactos ambientais gerados, por meio da aplicação do instituto da ecologia industrial e do processo de simbiose industrial, utilizando-se como alicerce experiências de âmbito internacional e nacional. Finalmente concluiu-se pela viabilidade da simbiose industrial como instrumento de gerenciamento de resíduos da construção civil e de concretização do direito econômico dos resíduos, desde que praticada de forma estruturada, com o envolvimento das diversas partes interessadas (órgãos governamentais, instituições privadas, universidades e ONGs), otimizando os ganhos econômicos, sociais e ambientais.
Mostrar mais

103 Ler mais

Gestão de resíduos sólidos na construção civil: uma análise do relatório GRI de empresas listadas na BM&FBOVESPA

Gestão de resíduos sólidos na construção civil: uma análise do relatório GRI de empresas listadas na BM&FBOVESPA

Uma das áreas em ascensão no Brasil é a construção civil, o qual é um setor que gera impactos ambientais, dentre eles, um número elevado de resíduos sólidos. Em razão disso, este estudo tem como objetivos identificar e avaliar o que as empresas do ramo da construção civil listadas na BM&FBOVESPA evidenciam em seus relatórios de sustentabilidade relativamente à gestão de seus resíduos. Para atender aos objetivos propostos, foram pesquisados os relatórios de sustentabilidade das empresas listadas na BM&FBOVESPA do setor de construção civil. Os resultados mostraram que pequena parte do total de empresas listadas divulga o relatório de sustentabilidade e que, das duas empresas identificadas, após a análise das informações efetivamente divulgadas, uma apresentou dados referentes a 96% dos itens da Categoria Ambiental da Global
Mostrar mais

18 Ler mais

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PELA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PELA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL

A MAEGRCC proposta neste trabalho foi pensada linearmente conforme o diagrama apresentado na Figura 4. Determinou-se que para avaliar a gestão pública dos RCC é necessário enquadrá-la em três categorias essenciais e interdependentes, em seguida deve-se analisar os itens por ela atendidos apontando os seus indicadores de gerenciamento e por fim classificá-la como: Ruim, Regular ou Boa. Revelando assim o grau de aderência das suas práticas de gestão em relação ao referencial de excelência, Resolução do CONAMA nº 307/2002, conforme a pontuação recebida em cada categoria. Assim, foram elaborados questionamentos (conforme os artigos das legislações apontados como referência nas figuras 5, 6 e 7) capazes de abarcar as condições mínimas necessárias para uma boa gestão dos RCC, dividindo-os em três categorias: Diagnóstico, Educação e Fiscalização. Cada questionamento possui mesmo peso (1 ponto) por serem considerados todos igualmente necessários para uma gestão eficaz dos RCC; que deseja diminuir consideravelmente os impactos ambientais resultantes da construção civil e no futuro próximo, com base nos dados e resultados adquiridos ao longo dos anos, viabilizar o reaproveitamento e reciclagem de grande parte dos RCC gerados no município.
Mostrar mais

13 Ler mais

Caracterização da gestão dos resíduos sólidos de construção civil de um município de pequeno porte

Caracterização da gestão dos resíduos sólidos de construção civil de um município de pequeno porte

O princípio legal que regulamenta as ações sobre os resíduos sólidos no Brasil é a Lei 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, atribuindo a responsabilidade do destino do resíduo doméstico ao poder público, porém, o gerenciamento dos resíduos da construção civil é do gerador. O decreto Nº 7.404/2010 institui as responsabilidades dos geradores de resíduos sólidos e do poder público, onde os consumidores são obrigados, sempre que estabelecido sistema de coleta seletiva pelo plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos ou quando instituídos sistemas de logística reversa a acondicionar adequadamente e de forma diferenciada os resíduos sólidos gerados e a disponibilizar adequadamente os resíduos sólidos reutilizáveis e recicláveis para coleta ou devolução.
Mostrar mais

27 Ler mais

Estudo de caso sobre gestão de resíduos sólidos da construção civil na cidade de Florianópolis

Estudo de caso sobre gestão de resíduos sólidos da construção civil na cidade de Florianópolis

A sustentabilidade dos centros urbanos tem se tornado cada vez mais importante para a conservação do meio ambiente. A indústria da construção civil é responsável por gerar aproximadamente metade dos resíduos sólidos urbanos, além de ser uma grande consumidora de matéria prima, logo, faz-se necessário que está indústria busque atender à legislação brasileira, referente à gestão dos resíduos sólidos gerados pelo seu processo. Através de um estudo de caso de uma obra na cidade de Florianópolis, este trabalho busca verificar o cumprimento da legislação de resíduos sólidos da construção civil dentro do canteiro de obras. Além do cumprimento da legislação, através de entrevistas com diversos colaboradores da obra, busca-se descobrir quaisquer dificuldades que tenham aparecido durante o processo de implantação. Os resultados deste trabalho mostram que a resistência a este modelo de gestão de resíduos ainda é altíssima e que são poucas as obras que compreendem a importância da sustentabilidade no canteiro de obras.
Mostrar mais

79 Ler mais

Gestão de resíduos sólidos na construção civil "ciclo do gesso em uma obra de edificação"

Gestão de resíduos sólidos na construção civil "ciclo do gesso em uma obra de edificação"

A construção civil tem tido um crescimento considerável na ultima década, porém a falta de mão- de- obra qualificada e de tecnologia adequada faz com esse ramo da economia seja a que mais produza resíduos sólidos urbanos. Dessa forma é de extrema importância fazer a gestão dos resíduos da construção civil, entre eles o gesso, que possui um alto índice de contaminação no meio ambiente. A finalidade deste trabalho é fazer a gestão dos resíduos de gesso em uma obra, fazendo a quantificação e a separação do gesso dos demais resíduos existentes, como também propor a melhor opção de destinação para o mesmo. Obteve-se como resultados um total de 30,3% de resíduo de gesso gerado na obra, esse valor representa 27,5% do total de resíduo gerado na obra no mesmo período. A resolução 431/2011 que altera a resolução CONAMA 307/2003 especifica que o gesso possui tecnologias de reciclagem e reutilização, e que o dever de fazer gestão desses resíduos deve ser das fontes geradoras. Além disso, programas do governo como o Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat, estimulam as empresas da construção civil a fazerem gestão dos seus resíduos, provocando a redução dos resíduos gerados e diminuindo a poluição do meio ambiente.
Mostrar mais

38 Ler mais

Gestão dos Resíduos Sólidos da Construção Civil: um estudo bibliométrico na base Scopus e Web of Science (2009-2019)

Gestão dos Resíduos Sólidos da Construção Civil: um estudo bibliométrico na base Scopus e Web of Science (2009-2019)

A construção civil é uma atividade intensiva e, busca transformar recursos diversos em bem-estar com o desafio de gerir de forma sustentável os seus resíduos. Neste contexto, este artigo analisou as características das publicações relacionadas aos temas resíduos sólidos na construção civil. A pesquisa foi realizada na base de dados Web of Science da ISI Web of Knowledge e Scopus procurando identificar o envolvimento acadêmico sobre esse tema. A partir de um framework teórico que resultou em 471 artigos entre os anos de 2009 a 2019, foram mapeadas as redes de coocorrências, de coautoria e de países atores, que explicitaram os relacionamentos no espaço e tempo destacando-se os países China, Hong Kong e Brasil. Dá análise das redes, constatou-se o grande interesse da academia com quase 70% dos estudos referenciados à quantificação e políticas públicas. A pesquisa se torna relevante para a academia, autoridades públicas e sociedade civil ao destacar pesquisas em países emergentes com enfoques diferentes e a possibilidade de ganhos na sinergia com a troca de conhecimentos, bem como as melhores práticas aplicadas ao redor do mundo para o gerenciamento dos resíduos da Construção Civil.
Mostrar mais

15 Ler mais

Disposição irregular de resíduos sólidos da Construção Civil no setor sul da cidade de  Ituiutaba

Disposição irregular de resíduos sólidos da Construção Civil no setor sul da cidade de Ituiutaba

Essa situação está mudando com o tempo, pois com a criação de normas que regulamentam e gerenciam os resíduos da construção civil nos espaços urbanos e rural, juntamente com os órgãos ambientais, regularizou-se os serviços prestados pelas empresa que coletam os resíduos sólidos da construção civil, deixando de ser um trabalho que era de responsabilidade da prefeitura , o grande problema é o mau uso desses recipientes pelos usuários do serviços e o público em geral que descartam todo tipo de resíduo e rejeito sem nenhuma preocupação e cuidados necessários. Segundo publicação do dia 24/10/2017 a “Prefeitura de Ituiutaba, através da Secretaria de Meio Ambiente programou reunião, na próxima segunda-feira, 30 com todos os transportadores destes materiais no município” com o objetivo de prestar esclarecimento sobre a lei 4518/2017.
Mostrar mais

69 Ler mais

Gestão resíduos sólidos da construção civil na Cidade Matozinhos - MG

Gestão resíduos sólidos da construção civil na Cidade Matozinhos - MG

O Ministério da Cidade, Ministério do Meio Ambiente e Caixa Econômica Federal são os representantes do Governo Federal, responsáveis pela implantação do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil. Coube a Caixa Econômica Federal a responsabilidade de fomentar, como agente financeiro o Desenvolvimento Urbano. O Manual de “Manejo e gestão de resíduo da Construção Civil” publicado pelos órgãos gestores do plano (GRSCCD), dar as diretrizes para obtenção de Financiamento com o objetivo de consolidar as informações relativas à caracterização e identificação das instituições envolvidas no processo de financiamento; identificar as ações financiáveis no âmbito da modalidade de financiamento de Resíduos da Construção Civil; informar os elementos técnicos e procedimentos necessários à obtenção de financiamento; demonstrar as etapas que compõem o processo de análise do pedido de financiamento; e, descrever o processo de aprovação de proposta que vier a ser apresentada por entidade pública ou privada.
Mostrar mais

48 Ler mais

Gestão de Resíduos Sólidos na Construção Civil: Um estudo de caso de uma construtora de médio porte no Vale do Paraíba – SP

Gestão de Resíduos Sólidos na Construção Civil: Um estudo de caso de uma construtora de médio porte no Vale do Paraíba – SP

O crescimento exagerado das cidades tem criado um problema para o meio ambiente. Toda a obra pequena ou de grande porte geram resíduos em cada etapa de seus processos. Apesar da preocupação dos empresários em minimizar os impactos negativos no meio ambiente e das leis que regulamentam as atividades, ainda não são suficientes para reverter a situação, devido à falta ou o mal gerenciamento destes resíduos. Assim, inserir a correta gestão dos resíduos, bem como sua reciclagem e reutilização, e conscientizar a organização desta eficácia, é uma alternativa sustentável que gera economia, proteção ambiental e desenvolvimento social. Neste trabalho, foi realizado um diagnóstico de uma empresa do ramo da construção civil de médio porte, situada no do Vale do Paraíba-SP, onde, foi analisado o processo de gestão de resíduos atual. Para atingir o objetivo deste estudo, foram propostas novas formas de administrar estes resíduos. Além do levantamento de dados e análise da gestão de resíduos da empresa, foram realizadas revisões bibliográficas em leis, artigos e conteúdo online. Espera- se com esta pesquisa, sugerir uma gestão eficiente de resíduos e conscientizar todos os níveis da empresa, sobre a importância de uma conduta ambiental sustentável e eficaz em suas atividades.
Mostrar mais

19 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados