Top PDF Instituições, estado e pessoas

Instituições, estado e pessoas

Instituições, estado e pessoas

Evidentemente que existe um outro tipo de instituições, como o Estado em geral, e, mais ainda, o Estado-Nação (e sobretudo o Estado quando se confunde com a Nação) em que muitos cidadãos investem seriamente emoções e vida, em muitos casos independentemente do carinho concreto que essa magna instituição, com figura paternal (Pátria) ou maternal (Mátria) efectivamente por eles nutra. A célebre frase de John F. Kennedy não é assim tão estranha, ou original: “Ask not what your country can do for you – ask what you can do for your country”. Com efeito, muitos fazem normalmente o que podem pelos seus Estados / Nações. Isso significa que ainda há cidadãos, e não só indivíduos. Recordando as palavras de Billaud Varenne, « Em todo o Estado civilizado, o primeiro matiz que se aprecia é a distinção entre duas classes de homens : os cidadãos e os indivíduos. Os cidadãos são aqueles que, compenetrados dos seus deveres sociais, tudo subordinam ao interesse público... Os indivíduos, pelo contrário, são aqueles que ((...))) atendem mais ao seu benefício particular que a trabalhar pelo bem público » 14 .
Mostrar mais

14 Ler mais

O Estado plurinacional na Bolívia: democratização e estabilidade das instituições políticas

O Estado plurinacional na Bolívia: democratização e estabilidade das instituições políticas

A Bolívia atravessa transformações ainda recentes após a promulgação da Nova Constituição Política do Estado em 2009 com o caráter de refundação do Estado; termo atribuído sobretudo pelas forças políticas – organizações camponesas e movimentos indígenas – ligadas ao MAS (Movimiento ao Socialismo) para o momento atual. O novo desenho institucional incorpora formas participativas e diretas de participação, além de critérios étnico culturais de representação e gestão territorial. Propõe ainda, com o atual regime de autonomias uma nova territorialidade de poder que convive com a permanência de um Estado Unitário. O desenvolvimento desse quadro se inscreve na crise do tradicional sistema de partidos e passa por demandas e tensões que pressionaram o sistema político por reformas, com maior intensidade nas duas últimas décadas. O Estado Boliviano sofre de um déficit histórico de estabilidade institucional que caracteriza o país como a mais frágil democracia da América do Sul. A partir de 2009 o Estado assume uma configuração de tipo Plurinacional e com as recentes transformações há a emergência de novos atores e prerrogativas no campo de decisão e a configuração de uma nova correlação de forças conforme procuraremos demonstrar. Assim, em que medida é possível sustentar que há uma ampliação da democracia e sobre quais aspectos? Quais fatores desse processo de democratização atualmente determinam a estabilidade e a instabilidade das instituições democráticas no país? Com o propósito de esclarecer o momento atual e nos aproximarmos de algumas conclusões nos empenharemos em descrever o desenvolvimento dessas instituições nos últimos 25 anos. Posteriormente nos debruçaremos sobre as relações entre as transformações institucionais, o desempenho das instituições e elementos da cultura política com influência sobre esse processo de democratização.
Mostrar mais

104 Ler mais

Reserva de cargos e empregos públicos a pessoas com deficiência: instituições federais de ensino no RN

Reserva de cargos e empregos públicos a pessoas com deficiência: instituições federais de ensino no RN

RESUMO: Com foco na necessidade de efetivação dos direitos fundamentais das pessoas com deficiência, a presente dissertação realizou uma pesquisa científica para analisar o grau de concretização da reserva de cargos e empregos públicos a pessoas com deficiência no Estado brasileiro, uma vez que a Constituição Federal de 1988 expressamente determinou tal reserva em seu art. 37, VIII. Ressalte-se que essa temática encontra-se em bastante evidência, haja vista o grande número de concurso públicos abertos nos últimos anos no Brasil, bem como as recentes propostas para conceder igual direito aos negros (Projeto de Lei nº 6.738/2013). Além disso, a redação dada ao dispositivo constitucional vem fomentando acirradas discussões sobre a matéria, que estão desaguando nas portas do Poder Judiciário e encontram-se apimentadas pelo fato do microssistema de proteção a tal grupo vulnerável possui várias lacunas na regulamentação dessa política. Todavia, a pesquisa produzida, diferentemente de outras de tema correlato, não aborda o problema da ineficácia constitucional apenas em sua teoria, isto é, abstratamente, mas também enfoca uma análise concreta desta ineficácia no seio da sociedade brasileira, por isso a referida pesquisa se pauta numa análise bibliográfica, acrescida de um estudo jurisprudencial, em âmbito nacional, assim como numa pesquisa de campo, enquanto estudo de caso, enfocando a técnica da análise do cotidiano, pois se acreditava que o grau de concretização da norma constitucional debatida ainda não se encontra num grau satisfatório de efetivação. Logo, os procedimentos metodológicos escolhidos confirmaram tal hipótese e contribuiu para o estudo da concretização do direito fundamental ao trabalho das pessoas portadoras de deficiência no Brasil, a luz de um Estado Constitucional, propondo um modelo constitucionalmente adequado a maior eficácia da norma constitucional estudada.
Mostrar mais

236 Ler mais

Redes sociais e instituições na construção do Estado e da sua permeabilidade.

Redes sociais e instituições na construção do Estado e da sua permeabilidade.

Essa distribuição das vitórias sugeriu-me que o mercado de obras públicas se estrutura de forma hierárquica, com o mercado federal representando um nível superior e os mercados locais, níveis inferiores a ele. Cada um desses níveis correspon- de a uma rede de relações, a uma comunidade profissional e a um conjunto de instituições esta- tais. O mercado estudado pela pesquisa é um mercado local relativamente periférico, por ser composto por obras de porte médio, quando comparadas com as obras viárias, mesmo que locais. A maior parte do mercado carioca é consti- tuída por empresas locais de médio porte, típicas do setor e da comunidade profissional. Entretanto, esse mercado local também é hierarquizado, apre- sentando empresas centrais e empresas mais peri- féricas. Como veremos mais adiante, o que as diferencia quanto à capacidade de celebrar contra- tos com o Estado não é o porte, mas essencialmen- te a sua posição no interior da rede da comunidade profissional da política pública estudada. Em mo- mentos específicos, especialmente quando o mer- cado federal entra em crise, o funcionamento do
Mostrar mais

23 Ler mais

DETERMINANTES NO INTERNAMENTO DE PESSOAS MAIORES DE 65 ANOS EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA

DETERMINANTES NO INTERNAMENTO DE PESSOAS MAIORES DE 65 ANOS EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA

Desde os anos 50 que têm sido desenvolvidos vários trabalhos de investigação sobre este equipamento, focalizando-se muitos destes trabalhos nos efeitos negativos que a institucionalização produz. Encontra-se amplamente descrito na literatura que a institucionalização supõe riscos e mesmo sofrimento. Os residentes encontram-se submetidos a um quotidiano formalmente administrado, afastado da sociedade mais ampla e com tendência para o fechamento, como consequência das situações de dependência vivenciadas por muitas das pessoas que aí residem. Lieberman (1969) refere que é compreensível que este processo possa associar-se ao aumento do stress, perda de saúde, ineficácia intelectual, autoimagem negativa, depressão, perde de interesse em atividades, passividade e até ao aumento da mortalidade. Segundo Paúl (1991), o conjunto de regras e normas (explícitas ou implícitas) que regem a vida institucional não potenciam a autonomia pessoal, interferem na organização e na personalização do território primário e bloqueiam o desenvolvimento de ligação e a manifestação dos afetos. Fernandez-Ballesteros (1992) evidencia que quando um ambiente é considerado inadequado, ameaça a integridade das pessoas, e dos mais idosos em particular, estes podem regredir e ver o seu estado de saúde deteriorar-se rapidamente.
Mostrar mais

129 Ler mais

A  de pessoas com deficiência nas instituições de ensino superior: o caso da Unisidade Federal do Ceará

A de pessoas com deficiência nas instituições de ensino superior: o caso da Unisidade Federal do Ceará

A acessibilidade nos espaços da universidade e de um modo geral, nos espaços públicos de Fortaleza vem sendo discutida há bem pouco tempo em fóruns, seminários, audiências na Câmara Municipal, na Assembléia Legislativa, dentre outros eventos, tendo os movimentos e associações de pessoas com deficiência, com o apoio do Ministério Público, como impulsionadores destes eventos. O governo do Estado deu um passo importante com a elaboração e divulgação, junto aos prefeitos municipais, entidades, associações e a sociedade em geral, do Guia de Acessibilidade: espaço público e edificações, publicado em 2009.
Mostrar mais

9 Ler mais

CONTRIBUTO DO SERVIÇO SOCIAL PARA A GESTÃO DE PESSOAS E SUSTENTABILIDADE DAS INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

CONTRIBUTO DO SERVIÇO SOCIAL PARA A GESTÃO DE PESSOAS E SUSTENTABILIDADE DAS INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

Deste modo, um dos desafios da eficiência das organizações assenta na profis- sionalização dos seus colaboradores, assim, o desafio da sustentabilidade envolve não apenas as questões financeiras mas também as questões do capital humano. A relação entre práticas de gestão de pessoas e a sustentabilidade das IPSS tem vindo a ser referida e sugerida na literatura. Pelo que se considera este estudo, apesar de ser um estudo de caso, portanto limitado ao objeto em análise, como um contributo para o avanço do estado da arte de investigações nesta matéria. Ele vai contribuir para o aumento do conhecimento relativamente às relações entre a gestão de pessoas e a sustentabilidade das IPSS incorporando também a dimensão da importância da gestão técnica que tem vindo a ser cada vez mais desempenha- da pelo Serviço Social. Para além desta abordagem sucinta privilegia-se, sobretudo a metodologia científica seguida e os resultados obtidos.
Mostrar mais

18 Ler mais

Estado, mercado e outras instituições reguladoras.

Estado, mercado e outras instituições reguladoras.

Estas figuras novas (ou renovadas) da vida política colocam o problema de redefinição da “forma Estado” ou dos vínculos entre institu- ições sociais e instâncias políticas de representação e decisão. As regras de atuação dessas figuras não estão, em geral, previstas na constituição do Estado –- não, pelo menos, como está prevista a constituição do primeiro circuito, aquele típico da democracia representativa. Suas regras ope- ratórias são estabelecidas “em situação”, derivando de práticas, usos, cos- tumes... e dos pesos específicos que aí assumem. Não estão elas na esfera estatal – mas também seria abusivo incluí-las, pura e simplesmente, entre as instituições privadas, como as empresas comerciais, por exemplo. O pensamento liberal tende a incluí-las no universo da espontaneidade ou, mais propriamente, como aquilo que é criado pela ação humana mas não pela deliberação humana, para utilizar a célebre fórmula do iluminista escocês Adam Ferguson. Isto é, contudo, problemático: elas têm uma relação decisiva com o universo do direito e das regras formais produzidas pela deliberação. E muitas delas estão longe de serem propriamente espon- tâneas ou não-deliberadamente construídas 16 . A história recente dos esta-
Mostrar mais

21 Ler mais

A juçara vai à escola: aprendizagem entre pessoas, coisas e instituições.

A juçara vai à escola: aprendizagem entre pessoas, coisas e instituições.

Em dezembro de 2012, participei [Marcelo] do Festival da Juçara em Morrinhos do Sul, cidade do litoral norte do Rio Grande do Sul, evento pro- movido por diversas organizações e instituições locais. Depois de uma viagem de três horas de carro, que se iniciou na cidade de Porto Alegre, cheguei ao salão paroquial, ao lado da igreja católica, para participar do festival. Ainda no carro, de longe, avisto a palmeira juçara imponente, plantada no pátio onde suponho as pessoas devem se reunir. Aproximo-me e não vejo ninguém no acesso central. Na entrada do salão, um cacho de juçara está exposto com cartazes alusivos ao festival. No interior do salão, as educadoras ambientais da Teia estão sentadas em uma mesa, recebendo as pessoas que se aproximam para realizar suas inscrições. Ao lado da mesa, vê-se a exposição de materiais pedagógicos de educação ambiental que versam sobre a juçara e que foram elaborados pelas professoras e pelos estudantes das escolas da região. Ao cen- tro do salão, duas juçaras estão expostas lateralmente junto à mesa onde estão sentados os representantes locais e os palestrantes do dia.
Mostrar mais

21 Ler mais

A LIDERANÇA E A GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS NAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

A LIDERANÇA E A GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS NAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

Esta pesquisa tem como propósito analisar os estilos de liderança, a orientação para resultados, e as praticas de gestão estratégica de pessoas utilizadas pelas instituições financeiras públicas e privadas. O estudo possui corte temporal transversal e é de natureza exploratória. A pesquisa foi baseada em questionários estruturados que procuram medir as Políticas de Recursos Humanos (14 questões) e as Características de Liderança (13 questões). Os dados foram coletados no mês de março de 2015 em 13 agencias bancárias com uma amostra de 124 bancários escolhidos aleatoriamente. Com uso da Análise Fatorial, as 27 questões iniciais foram resumidas em três fatores (dimensões): 1) Políticas de Recursos Humanos; 2) Liderança: Motivação e Eficiência em Resultados, e; 3) Liderança: Foco em Resultados. Os resultados evidenciam a tendência dos gestores em adotar a liderança transformada, fator que favorece o comprometimento dos funcionários com a missão e objetivos da organização. Já o estilo de liderança predominente é o orientado para resultados, demonstrando adequação aos objetivos empresariais. Por fim verificou-se o foco das instituições financeiras no comprometimento, retratando a satisfação dos colaboradores com as políticas de gestão de pessoas empregadas. Espera-se que essa pesquisa possa favorecer a identificação das lideranças e a gestão estratégica de pessoas tanto nas instituições financeiras, como como nas demais organizações, uma vez que demonstra que quanto maior for o investimento em políticas de gestão estratégica de pessoas com visão transformada, e orientada para resultados, maior a satisfação dos colaboradores.
Mostrar mais

14 Ler mais

Estudo exploratório do processo decisório de crédito para pessoas físicas nas instituições financeiras

Estudo exploratório do processo decisório de crédito para pessoas físicas nas instituições financeiras

o processo decisório de crédito para pessoas físicas, clientes de bancos, é. baseado em dados e fatos observados do proponente, passados e presentes,[r]

84 Ler mais

A informação como elemento de integração entre propósito, processos e pessoas: um estudo em instituições portuguesas

A informação como elemento de integração entre propósito, processos e pessoas: um estudo em instituições portuguesas

Resumo: Para que o gerenciamento da informação seja efetivo no cumprimento de seu objetivo deve-se saber com clareza o que é a informação para a empresa, quem a possui, como é conservada, quem é o responsável pelo seu gerenciamento, como controlar e utilizar a informação. Esta pesquisa tem por objetivo avaliar o papel da informação como elemento integrador do propósito, do processo e das pessoas em organizações de captação, processamento e disseminação de informação em organizações portuguesas. É uma pesquisa interdisciplinar e insere-se no contexto da Ciência da Administração e da Ciência da Informação no aspecto em que a informação e seus fluxos colaboram com os vários componentes do processo de alinhamento estratégico da organização. O estudo de natureza exploratória adotou uma metodologia multicaso. Foram estudados três casos de organizações portuguesas. Os dados foram recolhidos através de entrevistas semiestruturadas com profissionais da gestão das organizações pesquisadas. Os casos foram analisados individualmente e, posteriormente, procedeu-se à sua análise comparativa. Os resultados obtidos indicam que, apesar da centralidade da informação no seu propósito estratégico, as organizações pesquisadas não utilizam a informação em sua gestão interna e não revelam a mesma efetividade que possuem na prestação desses serviços informacionais.
Mostrar mais

10 Ler mais

Repositório Institucional UFC: As políticas de gestão de pessoas nas instituições financeiras: um estudo de caso

Repositório Institucional UFC: As políticas de gestão de pessoas nas instituições financeiras: um estudo de caso

O presente trabalho tem por objetivo principal analisar as políticas de gestão de pessoas utilizadas pelo Banco do Nordeste do Brasil S/A para reconhecer, recompensar e capacitar seus funcionários. O objetivo específico centram-se em investigar, à luz das teorias abordadas, se as políticas de gestão podem ser consideradas motivadoras. Andrade (2009, p. 111), define pesquisa como “conjunto de procedimentos sistemáticos, baseado no raciocínio lógico, que tem por objetivo encontrar soluções para problemas propostos, mediante a utilização de métodos científicos”. Nessa linha, Marconi e Lakatos (2009, p. 43), afirmam: “Pesquisa pode ser considerada como um procedimento formal com método de pensamento reflexivo que requer um tratamento científico e se constitui no caminho para se conhecer a realidade ou para descobrir verdades parciais”. Logo, analisando os conceitos acima, entende- se que a pesquisa tem como objetivo proporcionar respostas aos problemas que são propostos.
Mostrar mais

62 Ler mais

Resumen La interdependencia entre estado y MST en la constitución de un asentamiento de reforma agraria

Resumen La interdependencia entre estado y MST en la constitución de un asentamiento de reforma agraria

95 Desse modo, por meio desse conjunto de aspectos sociais e ambientais contidos nesse espaço, evidenciou-se que a rede de interdependência que configura a constituição do Assentamento Santa Rosa é originária de um entrelaçamento de relações entre as instituições do Estado da esfera de governo federal e em maior grau da esfera estadual, presentes em Tupanciretã (Banco do Brasil, INCRA, EMBRAPA, EMATER e Gabinete de Apoio a Reforma Agrária e Cooperativismo no governo estadual entre os anos de 1999- 2002), agentes dentro do próprio MST em âmbito nacional, regional e local (assentados, técnicos e dirigentes junto as suas cooperativas e a organização no assentamento), o contexto social e político de Tupanciretã, além das características socioambientais do Assentamento. Assim os agentes sociais que estão engajados em um campo têm um certo número de interesses em comum e a tudo aquilo que vincula-se a própria existência do campo, configurando relações de cumplicidade objetiva subjacente a todos os possíveis antagonismos (BOURDIEU, 1989).
Mostrar mais

16 Ler mais

O papel dos aquários públicos no antropoceno: uma avaliação da "estratégia global dos aquários para conservação e "

O papel dos aquários públicos no antropoceno: uma avaliação da "estratégia global dos aquários para conservação e "

Portanto, a visão do público visitante sobre o papel dos aquários e zoológicos está se tornando cada vez mais congruente com a missão dos aquários e zoológicos modernos. Nem o público, nem as próprias instituições, querem mais oferecer apenas locais de entretenimento; ambos consideram as questões relacionadas ao bem-estar animal, educação e conservação ambiental de vital importância para o sucesso destes empreendimentos. Além disto, os visitantes que não têm nenhuma agenda particular de aprendizagem podem ser atraidos para uma experiência educativa que é agradável e produtiva. Evidências de uma série de dados apoiam a conclusão de que, em locais como aquários e zoológicos, os aspectos educativos e de entretenimento da visita não só são compatíveis, mas também sinérgicos. Segundo Packer e Ballantyne (2010), o que as pessoas parecem estar buscando são "uma experiência em que a educação é o entretenimento, a descoberta é estimulante, e aprender é uma aventura.
Mostrar mais

162 Ler mais

Problemática agrária numa sociedade industrial

Problemática agrária numa sociedade industrial

Há uma identificação entre o econômico e o político, ou seja, entre o Estado e instituições (governamentais ou não) com os inte- resses da classe dominante agrár[r]

18 Ler mais

Duas questões permanentes em um século de políticas de saúde no Brasil republicano.

Duas questões permanentes em um século de políticas de saúde no Brasil republicano.

Seguramente esses poderes encontram for- tes aliados na burocracia estatal, considerando- se o caráter tradicionalmente centralizador e autoritário da mesma, ressalvadas as importan- tes exceções já descritas. Desta forma, torna-se compreensível que o fechamento político da conjuntura seguinte, do período do Estado au- toritário militar, encontre respaldo nas institui- ções públicas, apesar das resistências já men- cionadas. O que parece problemático e neces- sário de ser interrogado é a pouca resistência encontrada nas instituições e na sociedade civil brasileira quando uma ordem autoritária vem se impor à ordem democrática e a vontade po- pular. Sobretudo nota-se a diferença se compa- rarmos com o verdadeiro massacre que esse ti- po de ordem foi obrigada a realizar para im- por-se, em outros países da América do Sul, co- mo Argentina e Chile. Minha hipótese, que vem sendo desenvolvida ao longo dessas páginas e em outros trabalhos (Luz, 1991, 1992, 1994), é que essa baixa resistência testemunha ao mes- mo tempo a fragilidade de nossa sociedade ci- vil, marcada por desigualdade social profunda (Luz, 1992), estruturada como uma república de indivíduos; e a existência de uma ordem ins- titucional burocrática avessa à participação da sociedade civil em suas atividades e alheia ao seu serviço. Uma ordem política quase fechada em si mesma, volta-se em grande parte para sua reprodução, em que pesem mudanças veri- ficadas nas duas últimas décadas.
Mostrar mais

20 Ler mais

Os cuidados domiciliários em Instituições de Solidariedade Social no concelho de Cascais

Os cuidados domiciliários em Instituições de Solidariedade Social no concelho de Cascais

4 – O Estado-providência: da política de velhice à política de cuidados 33 5 – Orientações da política de cuidados domiciliários na Europa: uma visão de síntese 52 Capítulo II – A política de velhice e de cuidados em Portugal 56 1 – O Estado-providência em Portugal: da assistência aos direitos 56

13 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL

Observando as denominações, à primeira vista elas parecem não guardar nenhuma relação “estrutural” entre si, uma vez que, recebendo nomes de pessoas (todos cidadãos “de igual valor”, como supõe a concepção de pessoa fabricada pelo estado), os lugares não seriam hierarquizáveis. Assim como a concepção de um fluxo de cidadãos iguais, que são registrados e possuem direitos e deveres iguais perante a sociedade, os logradouros públicos também não seriam hierarquizáveis e seus nomes seriam apenas uma forma de separar o logradouro x dos logradouros y, z e w. Um nome de logradouro seria apenas uma forma de diferenciá-lo individualmente dos demais, de localizá-lo diante da infinidade de logradouros existentes, assim como os números dos documentos fazem com pessoas. Desse modo não seria possível estabelecer um sistema de correspondências, pois, uma vez que um cidadão não poderia ser a parte do todo de outro cidadão, os nomes de lugares também não poderiam apresentar esse tipo de relação. Todos os nomes individuais seriam equivalentes, e em decorrência disso os espaços também o seriam. Isto, obviamente, considerando a própria noção de pessoa (cidadão) que fundamentaria as práticas oficiais do estado. Entretanto, a distinção nativa tácita (porque não prescrita em lei) entre nomes grandes de pessoas importantes e nomes de pessoas de menor importância, junto com seus respectivos lugares na configuração do espaço urbano, introduz alguma sistematicidade nessa classificação, como uma relação de importância, que tem como foco a definição de centralidades, hierarquias e pessoalidades (não individualizantes, portanto). Aos lugares importantes e centrais, nomes de pessoas igualmente importantes – sempre tendo em mente que a centralidade e a importância podem e devem ser consideradas contextuais, e portanto remetem a um movimento de constante fabricação de classificações políticas da pessoalidade.
Mostrar mais

239 Ler mais

Antoni Muntadas : on translation : the audience : the publication + the picture collection

Antoni Muntadas : on translation : the audience : the publication + the picture collection

A complexidade da leitura das intervenções de Muntadas relaciona-se com o carácter operacional das peças envolvendo diferentes pessoas, instituições, espaços, com a “falta de estilo” e a sua especificidade. A nossa análise centra-se numa intervenção da série ‘On Translation’ (1995 - até ao presente). A série é composta por diferentes projectos, alguns dos quais vão sendo reapresentados, em diferentes contextos, com significativas variações. Adiante discutimos a peça ‘The Picture Collection’, que está encaixada numa intervenção da série ‘On Translation’, salientando alguns aspectos que nos parecem importantes no trabalho do artista. Interessa-nos 1) o modo como as imagens preservadas, produzidas pelos meios de informação visual, são reutilizadas pelo artista; 2) perceber como essa prática se enquadra nas práticas de apropriação em arte; 3) de que modo evoluiu de uma “metalinguagem” para uma prática artística intervencionista.
Mostrar mais

13 Ler mais

Show all 10000 documents...