Top PDF Inventário de arborização em via urbana de Foz do Iguaçu - PR

Inventário de arborização em via urbana de Foz do Iguaçu - PR

Inventário de arborização em via urbana de Foz do Iguaçu - PR

A arborização de um município deve ser planejada e baseada em critérios técnicos que permitam que a implantação das espécies seja realizada de forma correta. Em Foz do IguaçuPR, a ausência de um plano municipal de arborização urbana acarreta em algumas situações conflitantes como a presença de espécies exóticas e não recomendadas para arborização urbana nas vias municipais. O presente trabalho objetivou inventariar a arborização em trecho da região central da Avenida Juscelino Kubitscheck. A pesquisa foi realizada por meio do método Inventario Florestal 100%, caracterizado por abranger todos os indivíduos arbóreos presentes no local da pesquisa. Foram encontrados 114 indivíduos arbóreos de cinco espécies, quatro famílias e quatro gêneros distintos. A espécie Tipuana tipu foi a que apresentou maior média de altura (19,12 metros) e também maios ocorrência, com 92 indivíduos. Observou-se que 60% das espécies encontradas são nativas e 40% são exóticas. Aproximadamente 76% dos indivíduos apresentaram algum tipo de conflito com serviços de infraestrutura urbana, onde 30,70% conflita com a rede de distribuição de energia elétrica e 45,61% conflita com o passeio público. É possível considerar que há inúmeros equívocos com relação à população arbórea presente no local, evidenciando que o plantio das espécies foi realizado de modo aleatório e sem critérios técnicos. Deste modo, evidencia-a se necessidade de manejo e planejamento para que as futuras espécies implantadas sejam as adequadas para o local.
Mostrar mais

40 Ler mais

Chave de identificação baseada em caracteres vegetativos para a arborização urbana de Foz do Iguaçu - PR

Chave de identificação baseada em caracteres vegetativos para a arborização urbana de Foz do Iguaçu - PR

As interfaces e sinergias que permeiam o tema arborização urbana tem sido observadas cada vez mais atentamente quando da elaboração de um bom planejamento urbano e na sua gestão ambiental quanto implantada. A constante atualização da legislação ambiental, o apelo social e os benefícios procedentes são fatores que não podem mais serem desconsiderados ou pormenorizados nos projetos. Entre os limitantes para uma ágil incorporação destes conceitos na arborização urbana é à entrada de novos profissionais de distintas áreas, que esbarram no correto reconhecimento e identificação das espécies implantadas nas cidades. Com base no exposto esse estudo tem como objetivo elaborar uma chave de identificação dendrológica para as espécies florestais, árvores e arbustos, mais representativas, quantitativamente, na arborização urbana da cidade de Foz do Iguaçu - PR, a partir de estudos realizados, e utilizando-se do Programa DEscription Language for TAxonomy (Programa DELTA). Para a identificação dendrológica das plantas vários caracteres podem ser considerados importantes, seja pela peculiaridade ou pelo conjunto de caracteres associados, porém é importante que estes sejam de fácil reconhecimento. Os dados utilizados neste trabalho foram coletados por meio de consulta a literatura disponível e inserções a campo com coleta de material vegetativo, compilados em planilhas específicas e lançados no Programa DELTA. Foram elencadas 25 espécies, segundo os critérios descritos, sendo pertencentes a 24 gêneros e 16 famílias botânicas distintas. Após a elaboração de uma matriz de presença e ausência, na qual foram evidenciados todos os caracteres analisados e estados de caracteres encontrados, foram lançados os dados no Programa DELTA e aplicado o ‘comando key’ para gerar a chave dendrológica. A confecção da chave foi obtida com sucesso denotando que a utilização do Programa DELTA torna o processo muito mais rápido e com mais precisão do que o método tradicional de chave dicotômica impressa.
Mostrar mais

51 Ler mais

Arborização em ambientes urbanos: inventário florestal em condomínio residencial no município de Foz do Iguaçu

Arborização em ambientes urbanos: inventário florestal em condomínio residencial no município de Foz do Iguaçu

O Inventário Florestal apresenta-se como item fundamental para o Plano Diretor de Arborização Urbana de determinada área. Sabendo da importância que a cobertura florestal exerce sobre o ambiente urbano, e dos inúmeros benefícios proporcionados, do ponto de vista ambiental e social, torna-se necessário o diagnóstico dos indivíduos arbóreos, como subsídio ao planejamento das futuras ações de manejo, visando a adequação da arborização nestes ambientes e para o estabelecimento de áreas verdes. Neste sentido, realizou-se o Inventário Florestal de um condomínio fechado no município de Foz do Iguaçu, adotando-se o método de censo total, onde foram quantificados 1478 indivíduos arbóreos, classificados em 116 espécies, sendo 64 nativas e 52 exóticas. Foi observado que 4,53% dos indivíduos apresentam estado fitossanitário classificado como “ruim”, os quais devem receber a prioridade das futuras ações de manejo. Ainda, o estudo observou a existência de conflitos entre os indivíduos arbóreos e os elementos urbanos, como vias, calçamentos, rede elétrica, residências e benfeitorias, onde 43,5% das árvores analisadas possuem algum aspecto crítico ou interferências no entorno. Sobre as futuras ações de manejo, a poda foi a ação mais recomendada, correspondendo à 85,86% dos indivíduos, e a supressao ou substituição foi recomendada para 5,89% destes. Ficou evidenciado a necessidade de se planejar sistematicamente a arborização, objetivando o desenvolvimento de espécies adequadas ao ambiente urbano, potencializando seus múltiplos usos e benefícios, e minimizando os riscos em relação aos elementos conflitantes.
Mostrar mais

66 Ler mais

Revenue Management a Gestão de Receitas na hotelaria em Foz do Iguaçu – PR

Revenue Management a Gestão de Receitas na hotelaria em Foz do Iguaçu – PR

A capacidade de compreender e prever o comportamento do cliente fornece uma visão de gestão de receitas centrada no cliente em vez de centrado no inventário do hotel. Organizações hoteleiras necessitam perceber que sua base de dados de programa de fidelidade contém importantes informações que podem ser utilizadas para tomar decisões com base no valor do cliente, ainda que o tenha hospedado apenas uma vez. Assim como em vendas e marketing, as organizações devem estar atentas ao que tange ao RM de forma a proporcionar maior conhecimento sobre o comportamento do cliente e perceber que as capacidades de previsão de demanda de gestão de receitas podem ser aplicadas para a criação de um ciclo de planejamento de demanda integrada.
Mostrar mais

23 Ler mais

Análise multitemporal e fragilidade ambiental da cidade de Foz do Iguaçu - PR

Análise multitemporal e fragilidade ambiental da cidade de Foz do Iguaçu - PR

Neste trabalho foi possível avaliar a expansão urbana da cidade de Foz do Iguaçu a partir de imagens de satélite históricas, durante as últimas 4 décadas. A partir de avaliações de áreas de urbanização consolidadas e áreas de urbanização em expansão, foi possível visualizar o crescimento acelerado que o município apresentou durante esses períodos, possuindo um aumento considerável de população e áreas em expansão, principalmente durante as décadas de 1980 onde o desenvolvimento urbano era de aproximadamente 9 mil metros quadrados, a área consolidada, de 21 mil metros quadrados e a população de 136 mil habitantes, Em 1990, a área urbana consolidada apresentava-se em aproximadamente 34 mil metros quadrados, regiões de expansão era de 8 mil metros quadrados e a população de aproximadamente 190 mil habitantes. Na década de 2000, as áreas urbanas consolidadas chegavam em 41 mil metros quadrados, em expansão de 20 mil metros quadrados e com uma população equivalente a 260 mil habitantes.
Mostrar mais

51 Ler mais

Levantamento dos riscos de trabalho dos guias de turismo em Foz do Iguaçu - PR

Levantamento dos riscos de trabalho dos guias de turismo em Foz do Iguaçu - PR

O objetivo principal deste trabalho foi realizar um levantamento dos riscos de trabalho dos guias de turismo que prestam serviço para as agências de turismo receptivo do local. O estudo foi desenvolvido em Foz do Iguaçu, oeste do estado do Paraná, onde se encontram as Cataratas do Iguaçu, localizadas no Parque Nacional do Iguaçu e são visitadas por milhões de visitantes todos os anos. A avaliação realizada foi qualitativa, sendo os locais utilizados como base dos dados adquiridos, o aeroporto internacional, veículos de transporte turístico e o circuito de caminhada nas Cataratas do Iguaçu. Este trabalho visa buscar a excelência na área de segurança do trabalho dos guias de turismo, sendo este trabalho elaborado através de pesquisa bibliográfica referente ao assunto e a identificação dos riscos que foram através de acompanhamento aos locais citados anteriormente e também a partir de informações cedidas pelos próprios trabalhadores. Os resultados apontaram os riscos ergonômicos, físicos e biológicos inerentes ao profissional em questão deste estudo e as soluções plausíveis aos problemas encontrados e apontados pelos próprios trabalhadores. Para eficiência das propostas deste trabalho depende acima de tudo do compromisso dos trabalhadores, aliado à cooperação das agências de turismo para atingir as metas de segurança do trabalho e com isto resultará em uma melhora contínua da gestão da empresa, qualidade no ambiente de trabalho e garantindo uma imagem positiva da empresa em questão.
Mostrar mais

57 Ler mais

O SETOR DE SERVIÇOS EM FOZ DO IGUAÇU E SUA IMPORTÂNCIA EM RELAÇÃO À REDE URBANA

O SETOR DE SERVIÇOS EM FOZ DO IGUAÇU E SUA IMPORTÂNCIA EM RELAÇÃO À REDE URBANA

Das 17 cidades do Oeste paranaense que utilizam o ensino superior existente em Foz do Iguaçu, 12 pertencem a rede urbana regional estabelecida pelo IBGE em 1993. Não foi possível estabelecer a origem e o número de estudantes de cada cidade, pois algumas instituições apresentaram apenas o número total de alunos e as cidades de origem. No Oeste paranaense existem outros dois polos educacionais, Cascavel e Toledo, cabendo mencionar que as áreas de conhecimento e os cursos distinguem-se uns dos outros, permitindo desta forma um intenso intercâmbio entre os estudantes destas cidades. Em relação às cidades mais próximas de Foz do Iguaçu, verifica-se que em Santa Terezinha de Itaipu não existe nenhuma instituição de ensino superior, São Miguel do Iguaçu conta com uma e Medianeira possui duas. Outras cidades, como Itaipulândia, Missal, Ramilândia, Céu Azul, Matelândia e Serranópolis do Iguaçu não possuem instituições de ensino superior.
Mostrar mais

23 Ler mais

Levantamento quali-quantitativo da arborização urbana do munícipio de Mariluz – PR

Levantamento quali-quantitativo da arborização urbana do munícipio de Mariluz – PR

This work had as its theme the Urban Tree Planting, although numerous benefits provided by trees, historical recognition of these by the Brazilian population has been less than optimal. Arboreal The survey was developed in the city of Mariluz - Pr, was attended by some residents of the city in which it was made an interview to know how much the population regarding the assunto.O purpose of this survey was to know how to walk the tree situation of the municipality, was made ratings or waterproofed covering exposed roots, land clearance and post electricity, presence of fungi, termites, ants and plaques hanging in it, away from the corner, name of tree species and their size. According to the survey most of the afforestation of Mariluz does not fit as sends the Urban Forestry Plan, where 43% of the trees are large, 30% medium- sized, 13% small, 7% is doomed, 6 % with height less than 3 meters and 1% was not possible to diagnose because they are in dangerous places.
Mostrar mais

39 Ler mais

DIÁLOGOS ALIMENTARES ATRAVÉS DE MEMÓRIAS DE PESCADORES DE FOZ DO IGUAÇU-PR

DIÁLOGOS ALIMENTARES ATRAVÉS DE MEMÓRIAS DE PESCADORES DE FOZ DO IGUAÇU-PR

Serão abordadas reflexões sobre costumes alimentares como indícios pertinentes de análise das relações sociais, a partir de narrativas obtidas em entrevistas. Tem-se como cenário, Foz do Iguaçu, no oeste do estado do Paraná, e como sujeitos desta pesquisa, seus pescadores artesanais. Segundo o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA, 2014), a pesca artesanal é considerada uma das atividades econômicas mais tradicionais do país, sendo esta caracterizada por ser desempenhada por produtores autônomos, em regime de economia familiar ou individual, que abrange a aquisição de alimento para as famílias dos pescadores ou para fins comerciais 1 . Entretanto, como eles não utilizam a denominação pesca artesanal, optou-se pela não repetição desta palavra ao longo do trabalho, ficando implícito que os pescadores entrevistados podem ser considerados pescadores artesanais.
Mostrar mais

24 Ler mais

Um Teatro Municipal para Foz do Iguaçu-PR: um incentivo à música e à cultura

Um Teatro Municipal para Foz do Iguaçu-PR: um incentivo à música e à cultura

Desta forma, a música pode ser usada para a manipulação assim como afirma Adorno, mas também, como diz Pahlen ela não é uma agente exterior de emoções, ou seja, a música age de dentro para fora, despertando emoções nos indivíduos. Em vista disto, não podemos descartar a individualidade das pessoas, cada ser humano reage de forma diferente a estímulos externos, e decide como irá se portar perante a ele. Isto não quer dizer que, estas visões se contrariam, contudo se complementam, na medida em que existam monopólios culturais que procuram manipular e padronizar a população e de indivíduos que não se deixem manipular, pelo o que a indústria cultural impõe. Deste modo, a música é uma “via de mão dupla”, ela é um agente influenciador e influenciado, ao mesmo tempo. Ademais, a música de certo modo, sempre foi produzida para um determinado fim, seja para os nobres, para as igrejas, para o entretenimento e com o a revolução industrial, passa a ser produzida também para a indústria cultural.
Mostrar mais

130 Ler mais

Conselho municipal de desenvolvimento rural no município de Foz do Iguaçu - PR

Conselho municipal de desenvolvimento rural no município de Foz do Iguaçu - PR

Resumo: Neste trabalho será abordada a experiência do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR) em Foz do Iguaçu-PR, com o objetivo de apresentar e discutir as competências e os atores que o compõem. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e exploratória. O CMDR foi constituído em 2010 e se encontra em vigência até o momento, sendo composto por 12 entidades. Sua finalidade é colaborar com o desenvolvimento rural sustentável e proporcionar às comunidades do município um meio para participações. Após este estudo conclui-se que o CMDR tem vontade em promover a participação social, porém atualmente isto não vem acontecendo.
Mostrar mais

11 Ler mais

Intervenção socioambiental no Arroio Jupira, “Vila A”: Foz do Iguaçu-PR

Intervenção socioambiental no Arroio Jupira, “Vila A”: Foz do Iguaçu-PR

Diante disso, o trabalho teve como objetivo formar o PAP 4 e sensibilizar sobre a importância das áreas verdes, através de ações de Educação ambiental, sendo a comunidade de aprendiz[r]

45 Ler mais

A Educação para o Trânsito como prevenção de acidentes na cidade de Foz do Iguaçu - PR

A Educação para o Trânsito como prevenção de acidentes na cidade de Foz do Iguaçu - PR

Este trabajo objetivó identificar y caracterizar el volumen de accidentes con motos en Foz do Iguaçu para los años 2017-2018 y proponer una cartilla con fines educativos para alumnos de la Educación Básica. La investigación fue desarrollada por medio de levantamientos secundarios, es decir, de revisión bibliográfica, artículos, informes anuales del DETRAN-PR, Previsión Social y de cartillas de educación en el tránsito, producidas por otros estudios y disponibles en la red mundial de computadoras (internet) . Y también a partir de procedimientos de levantamientos primarios de informaciones junto al Sistema de atención a traumas y emergencias, (SIATE) del Cuerpo de Bomberos, así como por medio de levantamientos en cartillas de educación en el tránsito, producidas por otros estudios y disponibles en la red mundial de ordenadores (internet). Se evidencia con este estudio la necesidad de desarrollar más acciones integradas entre los órganos responsables del control y fiscalización en el transito e instituciones de Educación Básica y Superior, a fin de producir materiales, campañas y proyectos educativos de educación para el tránsito.
Mostrar mais

37 Ler mais

Inventário e diagnóstico da arborização urbana de dois bairros da cidade de Cachoeiro do Itapemirim, ES

Inventário e diagnóstico da arborização urbana de dois bairros da cidade de Cachoeiro do Itapemirim, ES

Dois termos têm sido utilizados para descrever a vegetação arbórea de áreas urbanas, arborização urbana e florestas urbanas, o primeiro, segundo MILANO (1992), é o “conjunto de terras públicas e privadas com vegetação predominantemente arbórea ou em estado natural que uma cidade apresenta” se refere basicamente ao plantio e aos tratos dos indivíduos arbóreos de forma isolada como os que se encontram nas calçadas. Especificamente, em relação às funções sociais da arborização, pode-se dizer que ela tem utilidade direta e imediata para o ser humano, e com frequência requer um manejo mais direto. Embora a arborização urbana constitua um setor especial do serviço municipal, ela pode ser entendida a partir dos dois sub-setores básicos que a compõem: áreas verdes e arborização de ruas. Entretanto, ambos fazem parte de um sistema de áreas verdes municipais, o qual se denomina floresta urbana (LIRA FILHO, PAIVA e GONÇALVES, 2001).
Mostrar mais

53 Ler mais

Inventário da arborização viária do bairro São Francisco Xavier na cidade de Dois Vizinhos - PR

Inventário da arborização viária do bairro São Francisco Xavier na cidade de Dois Vizinhos - PR

The urban forest inventory is the main tool to know the afforestation of a city, allowing to evaluate important planning aspects, based on management techniques, ecological enrichment and guarantees of quality of life indices. The present work had as objective to make the inventory of the afforestation of the neighborhood of São Francisco Xavier, Dois Vizinhos - PR, as a tool for the planning of the neighborhood afforestation, assisting in the practices of management and monitoring of the afforestation. The neighborhood has 2000 inhabitants, the approach used for the study was by census raising qualitative and quantitative characteristics. The data collected were: Tree location; Tree characteristics and conditions of the urban environment and management. With this information we calculated the Tree Coverage Index (ICA), Plant Coverage Index (ICV). It was raised 1099 individuals from 43 families, belonging to 69 genera and 82 species. 53.52% of the species are exotic, 22.53% are invasive exotic, 6.48% toxic exotic, 0.55% toxic invasive exotic and 16.92% native. Seventy- comma thirty-three percent of the trees has a canopy area below 5.51m2. The Vegetable Coverage Index for the neighborhood is 1.39% and the Arboreal Coverage Index is 7.28%. Barro São Francisco Xavier afforestation has characteristics of inadequate management and degradation of arid individuals that make up the vegetation of the roads. Much of the benefits that afforestation can promote are not enjoyed by the population. 50% of the trees need to be replaced due to the degradation of the structure of the individual, which can cause accidents to vehicles and pedestrians that walk the neighborhood roads.
Mostrar mais

119 Ler mais

Fatores Maternos e Ambientais associados às Anomalias Congênitas em Foz do Iguaçu - PR

Fatores Maternos e Ambientais associados às Anomalias Congênitas em Foz do Iguaçu - PR

As anomalias congênitas constituem importante causa de morbimortalidade infantil. Foz do Iguaçu apresenta uma incidência de 9,23/1.000 nascidos vivos, maior que a observada no Brasil e no Paraná que é de 8,07/1.000 e 7,03/1.000 nascidos vivos, respectivamente, entretanto, sua epidemiologia e determinantes são desconhecidos. A pesquisa foi realizada em duas etapas e teve como objetivo descrever a epidemiologia e identificar os fatores sociodemográficos e ambientais associados às anomalias congênitas em Foz do Iguaçu. As informações foram extraídas do Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos. Foram incluídos os registros de todos os nascidos vivos entre 2012 e 2017. Na primeira pesquisa, realizou-se um estudo seccional. Foram coletadas variáveis sociodemográficas maternas, assistenciais e do recém-nascido, descritas em números absolutos e relativos; foram calculadas as taxas de incidência e a tendência para o total de anomalias; para o tipo de sistema afetado, calculou-se a proporção por ano de registro e a tendência; para as anomalias congênitas maiores calculou-se a taxa de incidência e verificou-se sua associação com a idade materna. Para identificar os fatores associados às anomalias, foram propostos modelos de regressão logística simples e múltipla. Na segunda pesquisa, realizou-se um estudo ecológico, considerando como unidade de análise os setores censitários de Foz do Iguaçu. Os dados foram georreferenciados nos mapas em shapefile. Foram calculadas taxas de incidência para o total de anomalias, e para anomalias do sistema nervoso, musculoesquelético, fenda labial e/ou palatina e gastrosquise. A análise espacial foi realizada através do Índice de Moran Global, LISA, análise de G e varredura espacial. Modelos de regressão logística simples e múltipla foram aplicados para verificar a associação entre taxa de anomalias e taxa
Mostrar mais

83 Ler mais

Índice de preços da cesta básica na tríplice fronteira em Foz do Iguaçu-PR

Índice de preços da cesta básica na tríplice fronteira em Foz do Iguaçu-PR

Um índice de custo da cesta de alimentos é importante por permitir que o conjunto da sociedade – tanto consumidores como empresas – possa ter conhecimento sobre as variações dos preços dos produtos que compõem a cesta básica; sendo que, para tal, se faz necessário a mensuração, por meio dos índices de preços(IP). Partindo deste pressuposto, pretende-se calcular um IP para a cidade de Foz do Iguaçu e elaborar uma metodologia para o calcular em regiões de fronteira, isso se faz necessário pois, qualquer alteração de preços nas cidades vizinhas pode modificar o custo de vida dos residentes da cidade de Foz do Iguaçu, ou o contrário; dessa forma, o custo de vida local pode estar superestimado ou subestimado quando se analisa o custo real medido pela taxa de inflação nacional. Com o intuito de cumprir com os objetivos definidos, para o caso do Brasil, a metodologia utilizada é a mesma do cálculo da taxa de inflação oficial feito pelo IBGE, utilizando-se da mesma cesta básica de referência do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) bem como sua estrutura de ponderação; por outro lado, para o Paraguai e a Argentina, propõe-se empregar o mesmo procedimento realizado nos respectivos países. Até o momento, o cálculo do IPC foi iniciado em Foz do Iguaçu em setembro de 2017 e, desde então, é publicado um boletim mensal com as variações dos preços. O IPC-Foz já está consolidado no município de Foz do Iguaçu e todo mês os meios de comunicação utilizam a pesquisa como fonte. A segunda etapa, a de extensão do projeto para o Paraguai e Argentina, está em andamento, já tendo-se firmado uma parceria com a Universidad Nacional del Este(UNE).
Mostrar mais

5 Ler mais

Hortas urbanas e Abelhas Nativas: Um Estudo de Caso em Foz Do Iguaçu - PR.

Hortas urbanas e Abelhas Nativas: Um Estudo de Caso em Foz Do Iguaçu - PR.

O processo de urbanização está associado a mudanças de um ambiente natural para um ambiente antropizado, comprometendo aspectos físicos e biológicos do ambiente. O declínio de insetos polinizadores vem se intensificando, aumentando a preocupação devida a sua importância na manutenção do funcionamento dos ecossistemas. Desta forma, esse trabalho tem como modelo de estudo as assembleias de abelhas (Hymenoptera: Apoidea) de hortas situadas em uma matriz urbana. O objetivo geral foi avaliar a relação existente entre o tamanho de hortas imersas em uma matriz urbana e a riqueza, diversidade e composição das assembleias de abelhas (Hymenoptera: Apoidea). Foram realizadas cinco coletas em cada horta, durante os meses de março-maio e setembro de 2019. Para a amostragem das abelhas, utilizou- se o método de pratos-armadilha (bowl traps ou pan traps, preenchidos com água e detergente. Estas foram distribuídas em pares (um amarelo e um azul) ao longo de cada horta, sendo colocados quatro pares a cada 5 m² (cinco metros quadrados) de área. Para analisar a relação espécie-área utilizou-se regressões lineares simples (OLS). A relação entre área e diversidade alfa foi medida através do índice de Shannon. Para medir a composição de espécies, optou-se pelos escores do primeiro componente de uma análise de PCA como um valor de referência para a composição. Foram coletados 389 indivíduos de 31 espécies de abelhas de 17 gêneros. O tamanho da área logaritmizada das hortas explica a riqueza logaritmizada de abelhas encontradas em cada uma delas, com uma relação linear, positiva. A análise de regressão indica que o tamanho da horta não influencia a diversidade alfa e que não há correlação entre o tamanho da horta e a variação na composição das assembleias. A análise de aninhamento mostrou valores que suportam a existência de aninhamento na matriz de incidência, quando se considera um modelo nulo de colunas fixas (hortas) e linhas equiprováveis (abelhas). O tamanho da área leva ao aumento da capacidade de suporte do local, além da heterogeneidade ambiental. A área e a diversidade não apresentaram uma relação significante, não sendo esta a variável que melhor explica a diversidade alfa das hortas . O aninhamento em assembleias pode ser estabelecido a partir de diferenças nas características das comunidades, como isolamento, área, qualidade.
Mostrar mais

42 Ler mais

Análise da demanda de óleos lubrificantes em um auto posto em Foz do Iguaçu – PR

Análise da demanda de óleos lubrificantes em um auto posto em Foz do Iguaçu – PR

Primeiramente deve-se adquirir um software de gestão que possibilite o registro de todos os produtos comercializados, a próxima dica é utilizar checklist de conferência do estoque, per[r]

52 Ler mais

Gerenciamento de resíduos sólidos em uma empresa situada no município de Foz do Iguaçu/PR

Gerenciamento de resíduos sólidos em uma empresa situada no município de Foz do Iguaçu/PR

O crescente impacto ambiental decorrente das ações antrópicas torna imprescindível o desenvolvimento e execução de planos e projetos que contribuam com a mitigação dos efeitos adversos ocasionados pelas atividades geradoras de resíduos. O plano de gerenciamento de resíduos sólidos - PGRS é uma ferramenta estratégica que passou a ser essencial após vigor da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, instituída através da Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010. Desta maneira o PGRS deve ser elaborado em conformidade com as legislações ambientais vigentes relativas às atividades geradoras de resíduos, objetivando alcançar um modelo adequado de manejo dos resíduos sólidos. A geração de resíduos sólidos tem aumentado muito nos últimos anos, devido ao crescimento das sociedades e consequentemente o modo de vida baseado principalmente no consumo, sendo que a partir do sistema capitalista neoliberal, houve um avanço nas tecnologias e desenvolvimento das industrias e comércio no mundo. O tema definido para a pesquisa do trabalho levou em consideração a problemática encontrada na operacionalização ambientalmente correta dos resíduos gerados em uma empresa privada no município de Foz do Iguaçu/PR, a qual segue o ramo de atividade de comercio de produtos alimentícios não perecíveis, onde foi realizada uma vistoria técnica no empreendimento para verificação das condições ambientais para posterior elaboração do Plano, que visa palestra de sensibilização dos funcionários, adequação do empreendimento e adoção de medidas para uma correta segregação, acondicionamento e destinação final ambientalmente correta dos resíduos sólidos.
Mostrar mais

38 Ler mais

Show all 10000 documents...