Top PDF Investigação do potencial de contaminação ambiental associado à disposição em solo de resíduos asfálticos

Investigação do potencial de contaminação ambiental associado à disposição em solo de resíduos asfálticos

Investigação do potencial de contaminação ambiental associado à disposição em solo de resíduos asfálticos

Estudos vêm demonstrando o potencial contaminante de resíduos asfálticos devido à presença de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs). HPAs são poluentes orgânicos de persistência ambiental e seus efeitos estão relacionados ao desenvolvimento de câncer. A United States Environmental Protection Agency (USEPA) monitora 16 desses componentes classificando-os como poluentes prioritários. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de analisar a presença desses 16 HPAs monitorados em amostras pontuais, retiradas nas cidades de Curitiba e Paranaguá. Para isso, foram adaptados dois métodos de lixiviação: por agitação mecânica e por coluna de percolação. Ambos os métodos têm como princípio o contato do líquido com a matriz sólida, através da dissolução. As análises dos extratos lixiviados foram feitas por cromatografia em fase gasosa,. Foram detectados HPAs em todas as amostras de resíduo asfáltico analisadas. Os compostos encontrados foram: acenaftileno, antraceno, fenantreno, fluoranteno, fluoreno e naftaleno. Esses compostos conferem periculosidade aos resíduos, o que representa um alerta em relação aos riscos da disposição inadequada desse material.
Mostrar mais

59 Ler mais

Degradação do solo em áreas de disposição irregular de resíduos sólidos no semiárido tropical

Degradação do solo em áreas de disposição irregular de resíduos sólidos no semiárido tropical

O gerenciamento dos resíduos sólidos está entre os maiores problemas enfrentados pelas cidades na atualidade, principalmente quanto à disposição final. A disposição inadequada dos resíduos sólidos urbanos podem provocar inúmeros impactos ao ambiente, dentre eles a contaminação do solo e dos corpos hídricos por metais pesados e a transferência de metais através da cadeia trófica. O objetivo deste estudo foi avaliar os teores de metais pesados no solo de cobertura de lixão após a sua desativação, a fim de verificar a possível ocorrência de contaminação do solo e o potencial de difusão para os demais componentes da bacia hidrográfica. Amostras de solo foram coletadas nas profundidades de 0-20 cm e 20-40 cm na área do lixão desativado, na área de drenagem efêmera do Açude do Brejo e em área sob mata nativa utilizada como referência de qualidade. Foram realizadas análises de pH, porosidade total (PT), matéria orgânica (MO), granulometria e metais disponíveis e totais no solo. O solo do lixão apresentou teores de metais superiores aos do solo da mata nativa. Nas áreas do lixão e de drenagem efêmera do Açude do Brejo, os teores totais de Cu, Zn, Pb e Cd ultrapassaram o VRQ, porém, o valor de investigação preconizados pela legislação brasileira não foi ultrapassado. O resultado da disposição de resíduos sólidos em lixões é um solo multicontaminado. Com o passar do tempo a mobilidade de metais pesados em solos degradados pela disposição irregular de resíduos sólidos eleva o potencial do solo atuar como fonte difusa de contaminação da bacia hidrográfica, principalmente quando há ausência de medida de controle de erosão do solo na área degradada.
Mostrar mais

84 Ler mais

Avaliação de áreas utilizadas para disposição de resíduos sólidos urbanos

Avaliação de áreas utilizadas para disposição de resíduos sólidos urbanos

A avaliação é feita por meio do preenchimento de matrizes a partir de informações sobre a área. São utilizados parâmetros relacionados à contaminação potencial provocada pelo lixiviado do aterro de RSU. O somatório dos valores obtidos nas matrizes permite alcançar uma pontuação que pode ser utilizada como sinalizador da necessidade de intervenções. Dependendo das características de geração potencial de lixiviado do aterro e da capacidade potencial deste atingir o solo, as águas, as áreas especiais de proteção ambiental e a população, poderão ser requeridas intervenções com diferentes níveis de cuidado e urgência, e monitoramento após o fechamento.
Mostrar mais

8 Ler mais

NÍVEIS DE CONTAMINAÇÃO POR METAIS PESADOS NA ÁREA DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE JANUÁRIA-MG

NÍVEIS DE CONTAMINAÇÃO POR METAIS PESADOS NA ÁREA DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE JANUÁRIA-MG

Baseando-se nos resultados obtidos e na resolução 420/2009 do CONAMA, capítulo II, artigo 13° que trata sobre as classes de qualidade dos solos segundo a concentração de substâncias químicas, foi possível classificar o solo do vazadouro, como solo de Classe 2, que corresponde aqueles que apresentam concentrações de pelo menos uma substância química maior do que o VRQ e menor ou igual ao VP. Segundo o capítulo III (art. 20º) da referida resolução, solos de Classe 2 requer uma avaliação do órgão ambiental, incluindo a verificação da possibilidade de ocorrência natural da substância ou da existência de fontes de poluição, com indicativos de ações preventivas de controle, quando couber, não envolvendo necessariamente investigação.
Mostrar mais

12 Ler mais

Impactos ambientais da disposição de resíduos sólidos urbanos no solo e na água superficial em três municípios de Minas Gerais

Impactos ambientais da disposição de resíduos sólidos urbanos no solo e na água superficial em três municípios de Minas Gerais

aterro controlado de Santo Antônio do Amparo e do lixão encerrado de Elói Mendes, situados no Sul de Minas Gerais, visando avaliar os impactos ambientais dos diferentes tipos de disposição de Resíduos Sólidos Urbanos em condições de campo, sobre a água superficial e o solo. Para a avaliação dos impactos em águas superficiais foi realizado um monitoramento, via coleta de amostras de água, por um período de nove meses em três pontos dos cursos d’água, sendo um à montante, outro após um ponto de drenagem de águas proveniente das áreas de disposição e outro, à jusante da área, nas quais realizaram-se análises físico-químicas, exames microbiológicos, para posterior cálculo do índice de qualidade de água (IQA) e análise de substâncias inorgânicas e metais pesados, os quais foram comparados com o valor de referência da DN COPAM CERH 01/2008. Para os impactos ambientais sobre o solo foram realizados testes de permeabilidade “in situ” dentro das áreas de disposição, e, para a análise de metais pesados foram coletadas amostras nas camadas de 0 a 20 cm à montante, na área de disposição e a jusante e na camada de 20 a 40 cm à montante e a jusante da área, para posterior comparação com valores orientadores para solos (COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAl - CETESB, 2005). Em relação à água, avalia-se que neste estudo os valores do indicador IQA não permitiram inferir sobre o impacto das áreas de disposição, embora no aterro sanitário de Campo Belo, alguns parâmetros, como, coliforme fecal tenha sido afetado pelo fator disposição de resíduos. Em relação à contaminação por substâncias inorgânicas e metais pesados em água, pode se inferir que o curso d’água sofreu influência do aterro sanitário para os parâmetros de ferro, alumínio e mercúrio, sendo também afetada a sua jusante por manganês devido aos efluentes oriundos da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do aterro. Em relação ao solo, detectou- se elevada concentração de metais pesados como cobre com valores acima da prevenção, níquel e principalmente cromo, os quais encontraram-se acima de valores de intervenção, sobretudo para a camada mais profunda de 20 a 40 cm observados no aterro controlado de Santo Antônio do Amparo, o qual está associado a permeabilidade mais alta, que torna o meio mais vulnerável à contaminação. A constatação de contaminação do solo e água nestas áreas, sinaliza a necessidade de promover ações de mitigação, bem como, a continuação do monitoramento a fim de avaliar a eficácia das ações implementadas.
Mostrar mais

96 Ler mais

QUANTIFICAÇÃO DE METAIS PESADOS EM FOLHAS DE MANDIOCA (MANIHOT ESCULENTA CRANTZ) COMO POTENCIAL INDICADOR DE CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL

QUANTIFICAÇÃO DE METAIS PESADOS EM FOLHAS DE MANDIOCA (MANIHOT ESCULENTA CRANTZ) COMO POTENCIAL INDICADOR DE CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL

Nosso estudo apresenta valores dos metais pesados cobre, zinco, cromo, cobalto, chumbo e cádmio acima do esperado como referência em vegetais; entretanto, o solo do cultivo em questão não apresenta estes metais na fração biodisponível. Essa presença nas folhas pode sugerir que a cultivar utilizada neste estudo tem a capacidade de absorver estes metais com maior facilidade, o que pode indicar uma capacidade deste vegetal de remediar e indicar metais pesados no ambiente. A mandioca tem sido referida em estudos de remediação de metais pesados como Hg, Au, Cu, Zn e As e como bioindicadora (KŘÍBEKA et al., 2014; HANNAH et al., 2017).
Mostrar mais

13 Ler mais

INFLUÊNCIA DA DISPOSIÇÃO INADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS SOBRE O SOLO: ESTUDO DE CASO DO LIXÃO DE VÁRZEA GRANDE-MT

INFLUÊNCIA DA DISPOSIÇÃO INADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS SOBRE O SOLO: ESTUDO DE CASO DO LIXÃO DE VÁRZEA GRANDE-MT

A má disposição dos resíduos sólidos acarreta diversos problemas de ordem ambiental, entre estes a modificação das características do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações químicas do solo de três áreas situadas no Lixão do município de Várzea Grande-MT (utilizadas em períodos diferentes) e compará-las a uma área controle. Foram alocadas 5 parcelas, subdivididas em cinco sub parcelas de um metro quadrado, para realização das coletas. De acordo com os resultados pode-se observar o aumento de macro e micronutrientes nas regiões de depósito de resíduos sólidos, além de outras alterações químicas. Ressalta-se assim a necessidade da importância da remediação do solo contaminado.
Mostrar mais

10 Ler mais

Efeitos da disposição de lodos de curtume no solo e na planta

Efeitos da disposição de lodos de curtume no solo e na planta

Face aos elevados teores de material orgânico de origem protéica contido no resíduo, o nitrogênio pode contribuir na proliferação de microrganismos no solo que atuam fundamentalmente na mineralização desta matéria orgânica, e com isto induzem um processo mais marcante de melanização dos horizontes do solo por efeito da formação de colóides organo-minerais com os sesquióxidos de ferro, alumínio, titânio e manganês, como em diferentes tipos de argilas presentes nestes solos que não só são caulinitas, mas que também apresentam- se os integrantes de esmectita mica. Devendo ser considerado também, o seu elevado potencial de neutralização da acidez do solo, conferido pelos altos teores de carbonato-cálcio. Por outro lado, os teores elevados de sódio e cromo apresentados pelo resíduo podem constituir- se em fatores limitantes à sua utilização. O primeiro, por causar a elevação da condutividade elétrica da solução do solo ou a dispersão das partículas de argila, causando a degradação de suas propriedades físicas e, o cromo, apesar de encontrar-se presente no resíduo na forma trivalente (pouco tóxica, de baixa mobilidade no solo, e considerada essencial à nutrição humana em determinados níveis) devido à possibilidade de sua oxidação à forma hexavalente, muito móvel no solo e tóxica às plantas, aos animais e aos seres humanos, mesmo em pequenas concentrações. No quadro 8 são apresentados alguns dados da quantidade das quantidades dos resíduos sólidos gerados nos curtumes (MARTINES, 2005)
Mostrar mais

135 Ler mais

Valorização agro-ambiental das leguminosas anuais como potencial fonte de azoto no solo

Valorização agro-ambiental das leguminosas anuais como potencial fonte de azoto no solo

As adubações verdes podem substituir os adubos azotados de síntese (Bergström e Kirchmann, 2004), dada a sua elevada acumulação de azoto. A contribuição em azoto pelas leguminosas pode ser muito variável. O azoto disponibilizado pelas adubações verdes com leguminosas pode, segundo alguns autores, variar entre os 0 e os 159 kg N ha -1 (Oyer e Touchton, 1990; Reinbott et al., 2004). Já Connor (2008) aponta valores compreendidos entre 95 kg N ha -1 e 108 kg N ha -1 para condições de clima temperado e zonas de clima tropical, respetivamente. Em termos gerais, as leguminosas tendem a fixar biologicamente mais azoto quanto menor for a disponibilidade deste nutriente no solo (Cherr et al., 2006). Em trabalhos desenvolvidos por Bergkvist et al. (2011), a produção de biomassa das leguminosas foi maior à medida que a aplicação de N de síntese diminuiu, ou seja, os maiores valores de biomassa nas leguminosas foram encontrados quando não se procedeu a nenhuma aplicação de N. Os melhores resultados das adubações verdes são obtidos quando existe interação positiva entre as culturas, as condições ambientais e as práticas culturais (Cherr et al., 2006). Assim, quando se pretende obter os melhores resultados desta prática deve ter-se em atenção: se as condições agro-ecológicas (clima, solo e suscetibilidade a pragas e doenças) são favoráveis ao desenvolvimento das plantas; escolher a(s) espécie(s) em função da finalidade pretendida (fornecer azoto, diminuir lixiviação de nitratos, controlo de infestantes ou outra) e, de acordo com esta escolha, determinar as práticas culturais necessárias ao bom desenvolvimento das plantas (Cherr et al., 2006).
Mostrar mais

192 Ler mais

Influência da compactação do solo na produção e no potencial poluidor de lixiviados de resíduos sólidos urbanos

Influência da compactação do solo na produção e no potencial poluidor de lixiviados de resíduos sólidos urbanos

No Brasil, os aterros sanitários são a forma mais adequada de disposição final de resíduos sólidos urbanos (RSU), tanto do ponto de vista técnico-econômico como ambiental. No entanto, os aterros ainda representam um risco ambiental em função da geração de lixiviados com altas cargas contaminantes e de tratamento complexo, sendo que as próprias características desse efluente ainda não são completamente conhecidas em função de sua heterogeneidade. Objetivou-se, no presente estudo, a avaliação da influência de diferentes graus de compactação do solo (GC), nas camadas intermediárias e de cobertura dos RSU, na redução da produção e do potencial poluidor dos lixiviados, em escala experimental. Os RSU foram coletados diretamente nas residências, em bairros previamente selecionados, no município de Lavras – MG, sendo realizada sua caracterização gravimétrica, volumétrica e estimativa de geração per capita do município. Os GC avaliados foram, o natural do solo, além de 60%, 80% e 100% da massa específica aparente seca máxima, sendo realizadas caracterizações físico-químicas do solo utilizado e dos lixiviados gerados nos diferentes tratamentos. De acordo com os resultados, os compostos orgânicos representaram 62% da massa e 31% do volume dos RSU gerados no município. A geração per capta de RSU no município foi de, aproximadamente, 1,12 kg.hab.dia -1 ou 10,9 L.hab.dia -1 . O aumento do GC reduziu a condutividade
Mostrar mais

132 Ler mais

Investigação do potencial de contaminação por agrotóxicos de diferentes classes em mananciais situados na bacia do baixo Jaguaribe-CE

Investigação do potencial de contaminação por agrotóxicos de diferentes classes em mananciais situados na bacia do baixo Jaguaribe-CE

A presente pesquisa visa avaliar o risco de contaminação por agrotóxicos em águas superficiais situadas na Bacia do Baixo Jaguaribe - CE, região de intenso uso desses produtos. Determinar o nível e o potencial contaminante de agrotóxicos de suas diferentes classes. Além disso, o estudo busca investigar a toxicidade dos compostos detectados em amostras de água, para analisar o risco à população.

7 Ler mais

Potencial de extratos de resíduos vegetais na mobilização do calcário no solo por método biológico.

Potencial de extratos de resíduos vegetais na mobilização do calcário no solo por método biológico.

RESUMO: O calcário aplicado na superfície do solo apresenta baixa eficiência na correção da acidez subsuperficial. A eficiência pode ser melhorada através de compostos orgânicos hidrossolúveis liberados pelos resíduos vegetais. Foi avaliado um método biológico para testar a capacidade de extratos vegetais na mobilização do calcário no solo. O método consiste das seguintes etapas: coleta e preparo do material vegetal; extração dos compostos orgânicos hidrossolúveis; preparo da coluna de solo; aplicação do calcário na superfície do solo; aplicação do extrato vegetal; irrigação com água destilada; teste biológico com a planta indicadora de trigo cv. Anahuac e avaliação do crescimento radicular. A calagem sem resíduo vegetal aumentou o pH e o teor de Ca e diminuiu o teor de Al apenas na camada 0 a 5 cm de profundidade. A calagem com resíduos de aveia preta e nabo forrageiro aumentou o pH e o teor de Ca e diminuiu o teor de Al na camada de 0 a 20 cm de profundidade. Por outro lado, a calagem com resíduos de trigo não afetou a mobilidade do calcário no solo. O crescimento das raízes acompanhou os efeitos na química do solo: calagem sem resíduo e calagem com resíduo de trigo apresentaram crescimento das raízes até 10 cm de profundidade enquanto a calagem com resíduos de aveia e nabo favoreceu o crescimento das raízes até 20 cm de profundidade. O teste biológico foi adequado para avaliar a eficiência de resíduos vegetais na mobilização do calcário no solo. Palavras-chave: calagem, acidez subsuperficial, teste biológico, lixiviação
Mostrar mais

4 Ler mais

Diagnóstico da contaminação do solo por metais tóxicos provenientes de resíduos sólidos urbanos e a Influência da matéria orgânica

Diagnóstico da contaminação do solo por metais tóxicos provenientes de resíduos sólidos urbanos e a Influência da matéria orgânica

Nos últimos anos, a eliminação de resíduos sólidos urbanos (RSU) nos locais inadequados vem crescendo no Brasil. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar a contaminação pelos metais chumbo, cádmio, cobre, manganês, cromo, ferro, níquel, cobalto e zinco e sua relação com a matéria orgânica (MO) do solo nas proximidades do lixão da cidade de Iguatu, Ceará. Foram coletadas 8 amostras de solo na camada de 0 a 0,20m de profundidade. O pH foi realizado em água destilada, a MO pela oxidação via úmida com dicromato de potássio. Extração dos metais foi realizada via digestão ácida e sua quantificação por espectrometria de absorção atômica. Os resultados foram comparados com os valores orientadores no solo estabelecidos pela Resolução CONAMA 430/2009. Análises das amostras de solo mostraram níveis de Cr <Mn <Pb <Cu <Zn <Fe. A correlação de Pearson mostrou que Zn, Mn e Fe estavam relacionados com a matéria orgânica do solo. Valores Cu, Zn e Pb foram encontrados em níveis acima do estabelecido pela legislação, criando risco de contaminação na região.
Mostrar mais

14 Ler mais

Avaliação do risco potencial de poluição e contaminação por resíduos sólidos: estudo de caso do lixão de Morro Agudo - São Paulo

Avaliação do risco potencial de poluição e contaminação por resíduos sólidos: estudo de caso do lixão de Morro Agudo - São Paulo

contaminadas, à exceção de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo, com apoio da agencia alemã de cooperação GTZ, no projeto - "Recuperação do Solo e das Águas Subterrâneas em Área[r]

111 Ler mais

Caracterização e avaliação da contaminação do solo laterítico da área do depósito de resíduos sólidos urbanos de Londrina por metais pesados

Caracterização e avaliação da contaminação do solo laterítico da área do depósito de resíduos sólidos urbanos de Londrina por metais pesados

Os pesquisadores Lã et al. (2003) realizaram uma avaliação dos métodos de extração de Tessier, Keller e Miller, extraindo Fe de três tipos de solo (orgânico, brunizem e latossolo) e chegaram as seguintes conclusões: o método de Miller parece ser o menos apropriado, pois ele extraiu a menor quantidade de ferro associada a fração solúvel e também apontaram como um problema o reagente extrator usado específicamente para a fração dos óxidos de ferro, que não foi suficiente no ataque desta fração. No método de Tessier os autores identificaram que pode ter havido redistribuição e readsorção com maior intensidade na fração relacionada aos óxidos de Fe e manganês, quando foi utilizada hidroxilamina. No método de Miller a readsorção e redistribuição não teve uma importância relevante e a desvantagem do método, apontada, foi o elevado número de frações extraídas, que segundo os autores, acabaram reduzindo a seletividade dos extratores posteriores potencialmente mais específicos.
Mostrar mais

253 Ler mais

DISPOSIÇÃO EM PILHAS DE RESÍDUOS DE ALUMINA DESAGUADOS POR FILTRO PRENSA

DISPOSIÇÃO EM PILHAS DE RESÍDUOS DE ALUMINA DESAGUADOS POR FILTRO PRENSA

Para avaliação da viabilidade dos arranjos propostos e definição dos critérios de projeto, tais como, aspectos ambientais, áreas de disposição, geometrias, entre outros, foi realizada a caracterização geotécnica dos resíduos e das fundações que receberão as pilhas e, posteriormente, análises de estabilidade determinísticas e probabilísticas para obtenção dos fatores de segurança e probabilidades de ruptura. Esse tipo de avaliação tem sido cada vez mais exigido pelas empresas e adotado no desenvolvimento de projetos, por considerar as incertezas e a variabilidade dos parâmetros utilizados no dimensionamento. Ao final do trabalho foi sugerida uma nova metodologia de disposição aproveitando áreas de disposição de resíduos já existentes.
Mostrar mais

194 Ler mais

Disposição de resíduos gerados em ETAs no decantador primário de ETEs

Disposição de resíduos gerados em ETAs no decantador primário de ETEs

Considerando que a maior par‑ te dos resíduos produzidos em uma ETA serão retidos nos decantadores primários de uma ETE, os ensaios fo‑ ram direcionados para verificar os pos‑ síveis efeitos nessas unidades e nas de tratamento de lodo primário, por meio da avaliação da toxicidade em condições anaeróbias utilizando como parâmetro a produção de metano.

5 Ler mais

Metodologia Automatizada para Seleção de Áreas para Disposição de Resíduos Sólidos....

Metodologia Automatizada para Seleção de Áreas para Disposição de Resíduos Sólidos....

Objetivo. Esta tese tem como objetivo geral desenvolver uma metodologia para a seleção de áreas para disposição de resíduos sólidos, apoiada em princípios e recursos de Geoprocessamento, através de um Sistema Gerenciador de Informações (SGI). Metodologia. São analisados aspectos de uso e ocupação do solo e aspectos fisiográficos do terreno que interferem na correta seleção de áreas para disposição de resíduos sólidos, considerando-se uma escala de abordagem regional (1:100.000). São definidos, também, os critérios para a associação e hierarquização dos atributos relacionados aos aspectos mencionados. São desenvolvidos procedimentos técnicos lógicos e ponderações com os atributos e implementados recursos tecnológicos, operacionalizados de forma concomitante, através do uso de um produto informatizado na forma de um SGI. Resultados. De modo a avaliar a eficácia da metodologia, os procedimentos metodológicos e as técnicas de análise estruturadas são aplicados em área teste no Estado de São Paulo: dezoito municípios localizados na Região Metropolitana de Campinas. Conclusões. A metodologia apresentada e o SGI proposto podem ser utilizados com sucesso em diversas situações fisiográficas, tanto durante o processo de seleção de áreas para disposição de resíduos sólidos, como na etapa de disponibilização e consulta dos dados e informações obtidos. Desta forma, essa metodologia constitui um instrumento voltado ao planejamento, ao controle e ao gerenciamento ambiental. O mesmo processo utilizado para o desenvolvimento da proposta metodológica poderá ser realizado em pesquisas futuras, mediante adaptações, quando da definição da estrutura metodológica necessária a análises de maior detalhe para o licenciamento e a implantação de empreendimentos de disposição de resíduos sólidos.
Mostrar mais

233 Ler mais

Disposição Final de Resíduos em Aterros Sanitários e Saúde Humana

Disposição Final de Resíduos em Aterros Sanitários e Saúde Humana

preocupação pública, geralmente desencadeados por odores dos depósitos. Em um grande número de estudos houve um aumento da incidência de sintomas na população exposta quando comparados a populações controle (Baker, Greenland, Mendlein, & Harmon, 1988; Dayal, Gupta, Trieff, Maierson, & Reich, 1995; Dunne, Burnett, Lawton, & Raphael, 1990; Hertzman, Hayes, Singer, & Highland, 1987; Lipscomb et al., 1991; Logue & Fox, 1986; Miller & McGeehin, 1997; Ozonoff et al., 1987). Na maioria desses trabalhos os resultados são baseados nas respostas de sintomas ou doenças a partir de questionários ou entrevistas. Existem várias possibilidades de erros de informação (memória, seleção, ganho secundário). Do ponto de vista de saúde pública, podem refletir a preocupação de saber-se exposto aos odores dos depósitos. Em artigo de Ozonoff et al. (1987), os residentes que se preocupavam com a exposição relatavam mais sintomas. O estudo de Lipscomb et al. (1991) demonstrou que mesmo na população de expostos, os indivíduos preocupados com a exposição relatavam duas vezes mais sintomas comparados aos que não se preocupavam. Os estudos de Dunne et al. (1990) e Miller e McGeehin (1997) demonstraram sintomas somente nos indivíduos preocupados ou conscientes de um problema ambiental em sua vizinhança. Esses achados sugerem que estar preocupados com a exposição é capaz de explicar muitos sintomas. Essa diferença entre achados objetivos e subjetivos foi demonstrada por Baker et al.(1988) que estudou incidência de câncer e problemas de gravidez junto com sintomas referidos retirados de registros médicos do depósito de Stringfellow na California comparados a de outra população não exposta. Somente os sintomas relacionados com a percepção do perigo mostraram diferença entre os estudos, mostrando uma relação complexa entre percepção de odor, preocupação e relato de sintomas já mencionado por vários autores (Neutra, Lipscomb, Satin, & Shusterman, 1991; Roht et al., 1985; Shusterman, 2001).
Mostrar mais

23 Ler mais

BIODISPONIBILIDADE DE COBRE EM LIXIVIADO DE REJEITOS DA MINA DE PEDRA VERDE, EM VIÇOSA DO CEARÁ, E SEU POTENCIAL DE CONTAMINAÇÃO PARA A ÁGUA E PARA O SOLO

BIODISPONIBILIDADE DE COBRE EM LIXIVIADO DE REJEITOS DA MINA DE PEDRA VERDE, EM VIÇOSA DO CEARÁ, E SEU POTENCIAL DE CONTAMINAÇÃO PARA A ÁGUA E PARA O SOLO

Entretanto, é uma atividade que gera inúmeros impactos ambientais, associados às fases de exploração e extração dos bens minerais, bem como pelos passivos ambientais que são deixados após o fechamento da mina ou o encerramento das atividades (FERNANDES; ALAMINO; ARAÚJO, 2014; GAŁUSZKA et al., 2015). Um dos principais problemas ambientais provenientes da atividade de mineração ocorre quando há o abandono da mina, sem que medidas de recuperação e controle ambiental tenham sido tomadas. O problema se torna ainda maior quando se trata da exploração de minerais metálicos, como o cobre (LAURENCE, 2006; BALINTOVA et al., 2014).
Mostrar mais

35 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados