Top PDF Nova espécie de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) para Minas Gerais, Brasil.

Nova espécie de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) para Minas Gerais, Brasil.

Nova espécie de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) para Minas Gerais, Brasil.

RESUMO – (Nova espécie de Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) para Minas Gerais, Brasil). É descrita e ilustrada uma nova espécie de Miconia para o Parque Estadual do Ibitipoca, Minas Gerais - Miconia kriegeriana Baumgratz & Chiavegatto - pertencente à seção Glossocentrum (Crueger) Hook. Caracteriza-se, principalmente, pela lâmina foliar bulada, brácteas e profilos crassos e involucrais, cálice 4-6-mero e 12-19 estames. Comenta-se também sobre diferenças morfológicas em relação às espécies próximas, incluindo da seção Miconia ser. Glomeratiflorae Naudin e ser. Seriatiflorae Naudin.
Mostrar mais

4 Ler mais

Uma nova espécie de Hylodes Fitzinger da Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, Brasil (Anura: Hylodidae).

Uma nova espécie de Hylodes Fitzinger da Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, Brasil (Anura: Hylodidae).

Aparentemente, todas as espécies estão restritas a regiões drenadas por rios e riachos formadores de diferentes bacias hidro- gráficas. Nas regiões onde o sistema drena para um rio maior (como é o caso dos rios da Serra da Mantiqueira, que drenam para o Rio Paraíba do Sul), a distribuição das espécies parece não alcançar os rios maiores. Desta forma, esses rios embora pudes- sem servir como facilitadores à dispersão desses táxons, parecem atuar como barreiras geográficas para as várias espécies. Como resultado, embora haja conectividade entre riachos, a maioria das espécies não ocorre em simpatria com as demais, com exce- ção de Hylodes asper (Müller, 1924) e H. phyllodes Heyer & Cocroft, 1986 que são sintópicos em rios de Angra dos Reis e Mangaratiba. A hipótese de associação entre os eventos de especiação dos anfíbios anuros e a história geológica das áreas montanhosas do Brasil foi apresentada por M AXSON & H EYER (1982) e também
Mostrar mais

11 Ler mais

Xyris riopretensis (Xyridaceae): uma nova espécie para Minas Gerais, Brasil.

Xyris riopretensis (Xyridaceae): uma nova espécie para Minas Gerais, Brasil.

Xyris riopretensis é observada principalmente dentro da área do PERP. Pequenas touceiras foram observadas em afluentes do Rio Preto, fora da área do parque. Porém, devido a degradação das margens do Rio Preto fora da unidade de conservação, a espécie se torna rara. Apesar dos constantes esforças de coleta no Plantalto de Diamantina, não foi encontrado nenhum exemplar de X. riopretensis em outras sub-bacias desta região. Analisando as principais coleções de Xyridaceae do Brasil, também não foram encontradas amostras de X. riopretensis em outras localidades ao longo da Cadeia do Espinhaço. Segundo os critérios da IUCN, X. riopretensis pode ser classificada como ameaçada, na categoria vulnerável (B1a).
Mostrar mais

6 Ler mais

Uma nova espécie de Thoropa da Serra do Cipó, Minas Gerais, Brasil (Amphibia, Leptodactylidae).

Uma nova espécie de Thoropa da Serra do Cipó, Minas Gerais, Brasil (Amphibia, Leptodactylidae).

dérmica ao longo do tarso. Pele do dorso finamente rugosa; regiões laterais com grânulos e tubérculos de vários tamanhos, irregularmente distribuídos; ventre, membro[r]

8 Ler mais

Uma nova espécie de Crossodactylus da Serra do Cipó, Minas Gerais, Brasil (Amphibia, Leptodactylidae).

Uma nova espécie de Crossodactylus da Serra do Cipó, Minas Gerais, Brasil (Amphibia, Leptodactylidae).

Tímpano evidente, aproximadamente circular; diâmetro timpânico (1,8 mm) cabendo pouco mais que duas vezes no diâmetro ocular; prega dérmica supratimpânica evidente, [r]

7 Ler mais

Uma nova espécie de Cladomorphus Gray, 1835 (Phasmatidae, Cladomorphinae) de Minas Gerais, Brasil.

Uma nova espécie de Cladomorphus Gray, 1835 (Phasmatidae, Cladomorphinae) de Minas Gerais, Brasil.

Material-tipo. Holótipo fêmea, BRASIL, Minas Gerais. “Três Marias, 2001 N. G. Fonseca col.”. Alótipo e parátipos estudados neste trabalho foram criados em laboratório (seis fêmeas e 16 machos) a partir dos ovos da fêmea (holótipo) coletada em uma área de cerrado. O material está depositado na Coleção de Entomologia do Departamento de Zoologia, Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

4 Ler mais

Controle biológico da planta invasora Miconia calvescens por uma nova espécie de Ditylenchus

Controle biológico da planta invasora Miconia calvescens por uma nova espécie de Ditylenchus

Desde 1995, após o estabelecimento de um convênio entre a FUNARBE (Fundação Arthur Bernardes) da Universidade Federal de Viçosa e o RCUH (Research Corporation of the University of Hawaii) da Universidade do Havaí tem-se estudado uma série de fitopatógenos e insetos associados à M. calvescens no Brasil e em outros países da América do Sul e Central. Em 1997, o fungo Colletotrichum gloeosporioides f. sp. miconiae, detectado no Estado de Minas Gerais, após avaliação e demonstração de grande potencial para o biocontrole de M. calvescens, foi introduzido no Havaí, tornando-se o primeiro exemplo de fungo fitopatogênico brasileiro a ser introduzido no exterior para o controle biológico clássico de uma planta invasora (BARRETO et al., 2001). Outros organismos mostraram-se promissores para a utilização no controle biológico desta planta, como o fungo Coccodiella miconiae (SEIXAS, 2002). Em 2005, uma nova espécie de nematóide, pertencente ao gênero Ditylenchus, foi constatada causando deformações foliares, galhas e formação de filódios sobre folhas, hastes e inflorescências de M. calvescens e outras melastomatáceas, apresentando grande potencial para ser utilizado como agente de biocontrole de melastomatáceas (OLIVEIRA et al., 2005).
Mostrar mais

94 Ler mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA

Com 80 espécies, Arachis é dividido em nove secções taxonômicas. Duas, Heteranthae, com seis espécies anuais do Nordeste do Brasil, Minas Gerais, Goiás e Tocantins, e Triseminatae, com uma espécie perene de Minas Gerais, Bahia e Pernambuco, são aqui tratadas. Espécies destas secções mostram potencial forrageiro e adaptações estratégicas para sobrevivência em solos pobres e sob seca periódica. Suas plântulas têm caracteres exclusivos para a família e úteis para a distinção das espécies. A análise de tipos e de informação da literatura indicou que a morfologia dos acessos listados sob A. sylvestris não corresponde à descrição original e ao material tipo deste táxon, exigindo sua descrição sob nova espécie. Concluiu-se que o tipo de A. sylvestris corresponde ao nome anterior A. pusilla e foi designado um tipo para a espécie distinta indevidamente identificada como A. sylvestris, e elaborada sua descrição formal. Devido à alta variação encontrada a campo, à publicação de novas espécies, à descoberta de novos caracteres diagnósticos e a dúvidas sobre a circunscrição de alguns táxons, foi necessário elaborar novas chaves para distinguir as espécies e complementar suas descrições. A morfologia de cada espécie e das respectivas plântulas foi analisada em detalhes, para elaboração de chaves para plântulas e plantas adultas. O estudo taxonômico e morfológico foi baseado na análise de tipos e exemplares adicionais disponíveis em herbários brasileiros (CEN, CGMS, EAC, HUEFS, MOSS, UFRN) e de outros países (P, K). Novas coletas foram realizadas em distintos ecossistemas do Nordeste e de Minas Gerais. Foram observadas populações a campo e plantas individuais cultivadas ex situ no Banco Ativo de Germoplasma de Espécies Silvestres de Arachis da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, com análise de cinco plântulas de cada acesso. O número de populações estudadas variou entre espécies, de uma a 27. Foram aplicados 23 descritores morfológicos para plântulas e 58 para plantas adultas. A ausência de cerdas em certas plantas é citada por primeira vez para A. giacomettii. Foi confirmada a concaulescência das gemas cotiledonares em todas as populações de A. pusilla e A. seridoënsis. Arachis pusilla mostrou a maior variação no estudo morfológico de plantas adultas. O maior número de espécies com endemismo potencial, e extremos morfológicos de outras espécies, foi encontrado no norte de Minas Gerais e sul da Bahia. As chaves, descrições e pranchas ilustrativas englobam sete espécies nativas, endêmicas do Brasil.
Mostrar mais

138 Ler mais

Aplastodiscus flumineus (Cruz Peixoto, 1984): 36

Aplastodiscus flumineus (Cruz Peixoto, 1984): 36

Paratypes: type locality, EI 4951-84, (EI 4951 as allotype) same data as holotype; EI 4985-5010, 17/12/1969, F. C. Rezende, C. A. G. da Cruz, E. Izecksohn; Reserva Biológica de Tinguá, Nova Iguaçu, State of Rio de Janeiro, Brazil; EI 4190, 03/12/ 1965, J. Jim, S. T. Albuquerque, W. F. Mendonça, A. Lebedenco, E. Izecksohn; EI 4191-92, 10/1967, S. T. Albuquerque, C. A., G. da Cruz, Eugenio Izecksohn; EI 5053-56, 08/4/1970, J. L. B. Araújo, C. A. G. da Cruz, E.Izecksohn.

8 Ler mais

Análise de redes na produção científica dos egressos de Pós-Graduação da Psicologia de uma universidade pública do Brasil

Análise de redes na produção científica dos egressos de Pós-Graduação da Psicologia de uma universidade pública do Brasil

A diversidade de instituições nos mais diversos segmentos constata a multidisciplinaridade da psicologia. As colaborações com IEs particulares se destacam a despeito de os programas de pós-graduação (PPGs) em psicologia no Brasil estarem concentrados em IEs públicas (71,4% dos programas), 92,73% dos egressos terem concluido mestrado em instituição pública, sendo 90,16% na UFMG. Convida à reflexão sobre a trajetória acadêmica e profissional do jovem egresso.

7 Ler mais

Mapa do desenvolvimento da pecuária leiteira no estado de Minas Gerais, Brasil: nova abordagem na pecuária para integração espacial de variáveis produtivas.

Mapa do desenvolvimento da pecuária leiteira no estado de Minas Gerais, Brasil: nova abordagem na pecuária para integração espacial de variáveis produtivas.

A associação sistema geográfico de informação e análise multicritério, aplicada neste trabalho, constitui uma nova abordagem para a gestão integrada da pecuária, na tentativa de obter uma melhor representação da sua realidade. Essa metodologia poderia também ser aplicada em outros contextos relacionados à saúde e à produtividade animal. A relação encontrada entre desenvolvimento e tamanho territorial municipal poderia ter influência no efeito inerente e dominante das grandes áreas; isto pode gerar disparidade nos resultados quando se confrontam dados relativos e dados absolutos. Esta situação sugere a necessidade de se desenvolverem novos trabalhos que, além de realizarem uma apropriada integração entre os dados, também procurem controlar o efeito da desigualdade entre o tamanho das áreas municipais. Outra consideração importante é a identificação das variáveis censitárias que melhor representem a atividade pecuária.
Mostrar mais

8 Ler mais

PRIMEIRAS LINHAS ACERCA DA TUTELA PREVENTIVA

PRIMEIRAS LINHAS ACERCA DA TUTELA PREVENTIVA

Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2012). Especialista em Direito Pro- cessual Civil. Professor da Nova Faculdade de Contagem, Minas Gerais.. capít[r]

19 Ler mais

Acidente com abelha da espécie Oxytrigona tataira na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil

Acidente com abelha da espécie Oxytrigona tataira na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil

É uma espécie que possui comportamentos extremamente defensivos, além de causarem graves ferimentos ao potencial agressor quando se sentem ameaçadas. Tais ferimentos são consequência de uma secreção cáustica constituída de ácido fórmico liberada das glândulas mandibulares, gerando queimaduras em suas vítimas, suprindo a atrofia do ferrão funcional encontrado nas Apis. O ácido secretado recebe o nome “fórmico”, pois foi descoberto em formigas e, posteriormente, foi reconhecido em outros insetos, como a Oxytrigona tataíra. É composto por diversos hidrocarbonetos, como o undecano (C 11 H 24 ) e o pentadecano
Mostrar mais

7 Ler mais

A família Cactaceae na Bacia Hidrográfica do Rio Taquari, RS, Brasil.

A família Cactaceae na Bacia Hidrográfica do Rio Taquari, RS, Brasil.

Espécie com distribuição no Paraguai, Bolívia, Uruguai, Argentina e Brasil. Segundo Schumann (1890) e Scheinvar (1985), existem registros para São Paulo, Rio de Janeiro e ainda região sul do Brasil. Na Bacia Hidrográfica do rio Taquari pode ser encontrada em áreas rochosas, solos pedregosos, em locais abertos e sob a mata. Foi encontrada na forma epífita, desenvolvendo-se normalmente sobre troncos de árvores. Ocorre tanto na região alta, nos municípios de Guaporé, Ilópolis, São José do Herval, como na região baixa, nos municípios de Capitão, Travesseiro, Lajeado. Sua floração pode ser registrada principalmente nos meses de outubro a janeiro e sua frutificação se estende pelo mesmo período.
Mostrar mais

9 Ler mais

EXPEDIENTE DO VOL. 2, N. 1 DE 2012 DA PG[e]C :: Brapci ::

EXPEDIENTE DO VOL. 2, N. 1 DE 2012 DA PG[e]C :: Brapci ::

Em quaisquer casos, deve-se observar que Perspectivas em Gestão & Conhecimento estimula e prioriza a publicação de submissões originais e inéditas de qualidade científica contributiva à área que se propõe sob autorias individuais ou coletivas, com pelo menos um autor pós-graduado em nível Stricto Sensu. A submissão de originais está aberta em fluxo contínuo, entretanto, poderá ser interrompida a critério do Comitê Editorial em face do volume de avaliação e aceites para publicação. Nesse caso, o Comitê Editorial divulgará tal decisão na seção Notícias, bem como divulgará na mesma seção o retorno (nova abertura) de chamada de originais.
Mostrar mais

9 Ler mais

EXPEDIENTE DO VOLUME 6, NÚMERO 2 DE 2016 DA PG&C :: Brapci ::

EXPEDIENTE DO VOLUME 6, NÚMERO 2 DE 2016 DA PG&C :: Brapci ::

Kira Maria Antonia Tarapanoff, Universidade de Brasília, Brasil Marcello Peixoto Bax, Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil Marconi José Pimentel Pequeno, Universidade Federal da Paraíba, Brasil Maria Inês Tomaél, Universidade Estadual de Londrina, Brasil

10 Ler mais

Estudos fitogeográficos no gênero Guzmania Ruiz & Pav. (Bromeliaceae: )

Estudos fitogeográficos no gênero Guzmania Ruiz & Pav. (Bromeliaceae: )

A distribuição geográfica de um táxon é determinada por sua capacidade de dispersão associada a um conjunto de fatores abióticos como temperatura, quantidade de luz e umidade, e bióticos, como as interações ecológicas i.e. competição e predação. Bromeliaceae é a segunda mais diversificada família de epífitas vasculares, contribuindo com a riqueza total de espécies nas florestas neotropicais, com a maior diversidade e endemismo em altitudes mais elevadas. Este trabalho tem como objetivo responder os seguintes questionamentos: i) Quais os padrões de distribuição das espécies de Guzmania Ruiz & Pav. e quais filtros ambientais são mantenedores desta distribuição? ii) Quais as áreas com maior riqueza e diversidade das espécies? iii) Partindo das premissas que a modelagem preditiva nos fornece, qual a área potencial de distribuição das espécies de Guzmania? Os dados de distribuição geográfica de Guzmania foram obtidos através do Centro de Referências de Informações Ambientais – CRIA, posteriormente foram produzidos os mapas de distribuição geográfica utilizando o software DIVA-GIS 7.5. A região Neotropical foi dividida em dez áreas fitogeográficas. As espécies foram classificadas em dois padrões de distribuição, ampla e restrita, sendo a distribuição ampla podendo ser contínua ou disjunta, e os padrões fitogeográficos descritos. Foram obtidos os dados das variáveis ambientais para verificar se há relação com os padrões de distribuição das espécies. Utilizamos o índice de Shannon (H’) para determinar os padrões de riqueza e diversidade e, para a análise de similaridade (UPGMA) foi construída uma matriz binária com dados de presença =1/ ausência=0 visando determinar os blocos florísticos de espécie que apresentassem padrão semelhante. Através dessa matriz foi conduzida uma análise de PAE (Parcimony Analysis of Endemicity), que classifica áreas ou localidades com táxons análogos. A modelagem de distribuição preditiva foi realizada apenas para as espécies ocorrentes nos remanescentes de floresta ombrófila do estado do Ceará (Serras úmidas). As espécies estudadas de Guzmania apresentaram um padrão de distribuição amplo na região Neotropical com disjunções no nordeste do Brasil, nos Domínios fitogeográficos do Caribe, Amazônico, Guianas, Andino-Patagônico e Chaco. A área de maior diversidade do gênero foi na região do Andes, seguida da Amazônia, América Central, Escudo das Guianas e Serras úmidas do Ceará. Análise de similaridade (UPGMA) baseada na distribuição das espécies resultou na formação de três blocos florísticos. A modelagem de distribuição potencial prevê uma drástica redução nas áreas de ocorrência das espécies, principalmente nas Serras Úmidas.
Mostrar mais

60 Ler mais

GESTÃO DOS PROCESSOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS NAS ESCOLAS DA SRE DE CONSELHEIRO LAFAIETE – MINAS GERAIS

GESTÃO DOS PROCESSOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS NAS ESCOLAS DA SRE DE CONSELHEIRO LAFAIETE – MINAS GERAIS

No entanto, o que tem acontecido na prática, é concursado assumindo a vaga como ATB e exercendo atribuições de ATB Financeiro. Há também, quando o quadro da escola permite (acima de 300 alunos), a contratação do ATB Financeiro. É uma contratação por tempo limitado, que não pode ser renovada, pois depende das regras de designação que são estabelecidas no início do ano, pela SEE. O Assistente Técnico de Educação Básica – ATB – Auxiliar de Área Financeira é um servidor com habilitação em Técnico de Contabilidade ou Ciências Contábeis. É um profissional que vai auxiliar o diretor na gestão organizacional da escola, especificamente na gestão financeira. É contratado pela SEEMG, através de designação para o exercício de função pública na rede pública estadual, respeitando a resolução que estabelece normas para a organização do quadro de pessoal das escolas estaduais de Minas Gerais. Esse tipo de contratação caracteriza a precariedade da relação entre o ATB Financeiro e o Estado. Consequentemente há uma prestação de serviços deficiente.
Mostrar mais

141 Ler mais

Pontederiaceae do litoral piauiense, Brasil.

Pontederiaceae do litoral piauiense, Brasil.

The taxonomic treatment for the family Pontederiaceae in the coastal region of Piauí is presented as a contribution to knowledge of the biological diversity of the state. Five species were identified in three genera, Eichhornia Kunth, Heteranthera Ruiz & Pav. and Pontederia L. Eichhornia is represented by three species, E. azurea (Sw.) Kunth, E. crassipes (Mart.) Solms and E. diversifolia (Vahl) Urb., while Pontederia and Heteranthera are represented by a single species each, P. cordata var. ovalis (Mart.) Solms and H. rotundifolia (Kunth) Griseb., respectively. All species are native but not endemic to the region. Three species are new records for Piauí. Descriptions, illustrations and an identification key to the species are provided, together with information on their geographical distribution and habitats.
Mostrar mais

10 Ler mais

CARLOS DA CUNHA SILVA PROPOSTA DE REORGANIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS NA SUPERINTENDÊNCIA DE PESSOAL DA SECRETARIA DE ESTADO DE

CARLOS DA CUNHA SILVA PROPOSTA DE REORGANIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS NA SUPERINTENDÊNCIA DE PESSOAL DA SECRETARIA DE ESTADO DE

This paper entitled "Proposal for Reorganization of the Administrative Procedures at Human Resources Superintendence of the Department of Education of Brazilian state of Minas Gerais” was developed for the Professional Master Program in Management and Assessment of Public Education of Federal University of Juiz de Fora (UFJF), Brazil. The research aimed to analyze how works the institutional relationship between the Human Resources Superintendence (SPS) - central organ of the Brazilian State Department of Education (SEE/MG) - with the forty seven Regional Offices of Education (SREs), located in the capital and 44 municipalities in the Brazilian state of Minas Gerais, as well as to propose actions to reorganize the administrative procedures of SPS-Consultancy endowing these SREs with instruments to organize the routine of the work procedures, in activities performed by them. At work, it was described the management case related to the public department analyzed, i.e., the SPS-Consultancy by relating their reality and methodology with the propositions of official documents regarding the delegation of powers of the bodies/sectors of SEE/MG, as well as it was assessed in which extent the activities in the SPS-Advisory have influence on the activities performed by SREs in regard to personnel management. Work stands out in the proposal of an Intervention Plan that includes the production of guidelines for managing of the analyzed department where actions are proposed to favor both the organization of the sector and the training of its members and its related sectors, namely the SREs. All actions were presented focusing on the role of the manager, particularly of its collaborators as protagonists of the process, in order to add quality in the activities performed by them.
Mostrar mais

146 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados