Top PDF Novos registros de Surirella Turpin (Bacillariophyta, Surirellaceae) para o Rio Grande do Sul e Brasil.

Novos registros de Surirella Turpin (Bacillariophyta, Surirellaceae) para o Rio Grande do Sul e Brasil.

Novos registros de Surirella Turpin (Bacillariophyta, Surirellaceae) para o Rio Grande do Sul e Brasil.

e 50050. A preparação das amostras consistiu na oxidação do material com água oxigenada e dicromato de potássio, a uma temperatura de 100 ºC, durante uma hora; seguida de consecutivas lavagens, com água destilada. Após cada lavagem, o material foi centrifugado durante cinco minutos a uma velocidade de 2.500 rpm. As lâminas foram montadas com Naphrax (IR 1,74). Observou-se ao microscópio óptico (MO) um total de 165 amostras abragendo as zonas litorânea (marginal) e pelágica (central) dos corpos d’água e os dois períodos de amostragem. Registrou- se, em fotomicrografias, as variações morfológicas e métricas dos indivíduos encontrados nas lâminas permanentes. Observou-se também material não oxidado para confirmar a presença de plastídios. O material estudado encontra-se tombado no Herbário Prof. Dr. Alarich Schultz (HAS) no Museu de Ciências Naturais da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul. O enquadramento taxonômico das espécies foi baseado no sistema de Round et al. (1990).
Mostrar mais

6 Ler mais

Novos registros de Eunotia Ehrenberg (Eunotiaceae-Bacillariophyta) para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil.

Novos registros de Eunotia Ehrenberg (Eunotiaceae-Bacillariophyta) para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil.

RESUMO – (Novos registros de Eunotia Ehrenberg (Eunotiaceae-Bacillariophyta) para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil). O trabalho tem como objetivo apresentar as características morfológicas, e/ou estruturais e métricas de 12 espécies de Eunotia (E. batavica A. Berg, E. deficiens Metz., Lange-Bert & García-Rodr., E. genuflexa Nörpel-Sch., E. hepaticola Lang-Bert. & Wydrz., E. herzogii Krasske, E. mucophila (Lange-Bert., Nörpel-Sch. & Alles) Lange-Bert., E. pileus Ehr., E. pirla Carter & Flower, E. schwabei Krasske, E. subarcuatoides Alles, Nörpel-Sch. & Lange-Bert., E. transfuga Metz. & Lange-Bert. e E. yanomami Metz. & Lange-Bert.) encontradas nas áreas da Lagoa do Casamento e dos Butiazais de Tapes, entre as coordenadas 30º10’-30º40’S e 50º30’-51º30’W, na Planície Costeira do Rio Grande do Sul. São incluídos comentários sobre a distribuição e os ambientes onde os táxons foram encontrados.
Mostrar mais

9 Ler mais

Novos registros do gênero Trachelomonas Ehr. (Euglenophyceae) no Parque Estadual Delta do Jacuí e no Rio Grande do Sul, Brasil.

Novos registros do gênero Trachelomonas Ehr. (Euglenophyceae) no Parque Estadual Delta do Jacuí e no Rio Grande do Sul, Brasil.

Ambiental da Bacia Hidrográfica do Guaíba (Pró- Guaíba) desenvolvido por uma equipe de pesquisadores do Museu Natural da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul. Foi desenvolvido no Parque Estadual Delta do Jacuí abrangendo ambientes lênticos e lóticos e permitiu a identificação de mais de 140 representantes desta divisão. Parte do estudo já resultou na publicação de cinco trabalhos (Alves-da-Silva & Ávila 1997; Alves-da-Silva & Bridi 2004 a; b; Alves- da-Silva & Crossetti 1999; Alves da Silva & Hahn 2004). O presente trabalho é o sexto desta série de estudos da ficoflora de Euglenophyceae no Parque e tem como objetivo apresentar novos registros do gênero Trachelomonas para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil ampliando o conhecimento taxonômico e a distribuição geográfica deste gênero, além de fornecer
Mostrar mais

9 Ler mais

Novos registros de Trachelomonas Ehr. emend. Defl. (Euglenophyceae) para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil.

Novos registros de Trachelomonas Ehr. emend. Defl. (Euglenophyceae) para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil.

RESUMO - (Novos registros de Trachelomonas Ehr. emend. Defl. (Euglenophyceae) para o Estado do Rio Grande do Sul e Brasil). O trabalho objetivou o estudo taxonômico de microalgas do gênero Trachelomonas (Euglenophyceae) na Área de Proteção Ambiental (APA) do rio Ibirapuitã, localizada na fronteira sudoeste do Estado do Rio Grande do Sul. Foram amostradas 10 estações de coleta em ambientes lóticos e lênticos, no período de 2011 a 2013. As 34 amostras resultantes de quatro coletas foram obtidas com rede de plâncton com abertura de malha de 30 µm, e conservadas com formol a 4%. São apresentados os nove táxons que são novos registros para o Estado do Rio Grande do Sul, encontrados em somente três estações de coleta das 10 amostradas. Dentre esses, distinguem-se ainda por serem citados pela primeira vez para o Brasil: Trachelomonas bernardii Wolosz. f. major Defl., T. caudata Defl. f. pseudocaudata (Defl.) Pop., T. hirta Cunha var. hirta e T. torosa (Bal.) Tell & Conf.
Mostrar mais

10 Ler mais

Lista de especies de Odonata (Insecta) no estado do Rio Grande do Sul, Brasil com sete novos registros

Lista de especies de Odonata (Insecta) no estado do Rio Grande do Sul, Brasil com sete novos registros

The regional knowledge of species diversity and distribution is important to provide numerical data, related closely to the actual species richness and abundance numbers (Costa et al. 2000), and support conservation strategies for species and their habitats. A quick survey on Brazilian studies concerning Odonata fauna reveals punctual works restricted to Southeastern and Mid-West regions, suggesting an unequal distribution of research regarding this group in Brazil (De Marco & Viana 2005). This lack of information is the main dead-lock in the elaboration of faunal status list, as the IUCN Red list, which represents a serious problem for conservation programs in Brazil (Rodrigues & Roque 2017). The states of Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo and Rio de Janeiro already have a list of species.
Mostrar mais

14 Ler mais

Novos registros da Esponja-de-águadoce Oncosclera jewelli (Volkmer, 1963): Subsídios para a conservação do Rio Camisas, Rio Grande do Sul, Brasil

Novos registros da Esponja-de-águadoce Oncosclera jewelli (Volkmer, 1963): Subsídios para a conservação do Rio Camisas, Rio Grande do Sul, Brasil

In 150 million years, sponges have adapted to different niches, in- cluding continental waters. Its occurrence in Rio Grande do Sul has been known since 1960. However, there are few records and there is a need to update the surveys. Distribution data are necessary be- cause sponges are sensitive to human impacts. We carried out 12 expeditions with the objective of registering new occurrences of On- cosclera jewelli in the northeast of Rio Grande do Sul, Brazil. Areas of potential occurrence were selected by remote sensing in the Cam- isas River, at Taquari-Antas basin. Species were identified at the sites, where possible, or collected for confirmation at the Laboratório de Porifera da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul. Rec- ords were made through photographs, geographic coordinates and overlapping land cover maps. We have traveled 13 kilometers in the river, resulting in 82 unpublished records of Oncosclera jewelli. The diameter of the sponges presented a negative correlation with the depth (n = 82; r= - 0,3028; DF=80; t=2,8419; p=0,005), probably due to the difficulty of light penetration and association with zoochlorella. There were more records on the left bank of the river (n = 68) than on the right (n = 14) due to its orientation and shading. Regions with sponges are covered by fields, followed by native forests and planta- tions of Pinus taeda. These soil cover patterns are representative of those found in the basin (R = 0.8214; gl = 1; p = 0.005; t = 4.79). The potential impacts observed were: agriculture and P. taeda planta- tions on the banks and discards of bovine remains in the river.
Mostrar mais

24 Ler mais

Novos registros em Tillandsia L. (Bromeliaceae, Tillandsioideae) para o Rio Grande do Sul, Brasil.

Novos registros em Tillandsia L. (Bromeliaceae, Tillandsioideae) para o Rio Grande do Sul, Brasil.

O g ê n e r o Ti l l a n d s i a L . , d e n t r e a s Bromeliaceae, é o que apresenta o maior número de espécies, cerca de 700 (Gouda et al. 2014) dispersas pelas três Américas como epífitas, rupícolas, terrícolas ou saxícolas, habitando os mais diversos ambientes (Leme & Marigo 1993). Para o Brasil são citadas 87 espécies de Tillandsia, sendo que destas 50 são endêmicas (Forzza et al. 2014). Para o estado do Rio Grande do Sul (sul do Brasil) são citadas 28 espécies de Tillandsia, correspondendo a cerca de 32% das espécies deste gênero citadas para o Brasil, configurando-se como o estado brasileiro com maior diversidade específica em Tillandsia, (Forzza et al. 2014; Büneker et al. 2014), destas 19 são consideradas ameaçadas de extinção neste estado (Rio Grande do Sul 2003).
Mostrar mais

6 Ler mais

NOVOS REGISTROS DE HOSPEDEIROS DE MOSCAS-DAS-FRUTAS (DIPTERA: TEPHRITIDAE) PARA O RIO GRANDE DO SUL

NOVOS REGISTROS DE HOSPEDEIROS DE MOSCAS-DAS-FRUTAS (DIPTERA: TEPHRITIDAE) PARA O RIO GRANDE DO SUL

A relação entre as espécies de Anastrepha e seus frutos hospedeiros no Brasil ainda é pouco conhecida, sendo os estudos mais focados nas espécies de importância econômica (ZUCCHI, 2007, 2008a). No Brasil, as espécies A. fraterculus e C. capitata são as que possuem os maiores números de hospedeiros conhecidos, 97 e 84, respectivamente (ZUCCHI, 2008a, 2008b). Até o momento atual, as espécies de Anastrepha e C. capitata possuem poucos registros de hospedeiros no Rio Grande do Sul (ZUCCHI, 2008a, 2008b; NUNES et al., 2012; SAVARIS et al., 2013). Neste trabalho são feitos novos registros de frutos hospedeiros de espécies de Anastrepha e C. capitata para o Estado.
Mostrar mais

7 Ler mais

Novos registros e potencial epidemiológico de algumas espécies de mosquitos (Diptera, Culicidae), no Estado do Rio Grande do Sul.

Novos registros e potencial epidemiológico de algumas espécies de mosquitos (Diptera, Culicidae), no Estado do Rio Grande do Sul.

Apesar das campanhas de controle estarem principalmente focadas nas duas espécies do subgênero Stegomyia presentes no Brasil, outros mosquitos vêm assumindo importância para a saúde pública local. É o caso de Haemagogus (Conopostegus) leucocelaenus (Dyar & Shannon). O vírus da febre amarela foi isolado de exemplares dessa espécie coletados durante investigação de surto epizoótico que ocasionou mortes de primatas não humanos em dois municípios do noroeste do estado 4 . Dessa maneira, icou evidente a necessidade

5 Ler mais

Novos e raros registros de Euglenophyta incolores na Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Brasil.

Novos e raros registros de Euglenophyta incolores na Planície Costeira do Rio Grande do Sul, Brasil.

Rosa, Z.M., Ungareti, I., Kremer, L.M., Alves-da-Silva, S.M.; Callegaro, V.L. M. & Werner, V.R. 1987. Ficofl ora de ambientes lênticos - estudo preliminar da região de Charqueadas, Rio Grande do Sul, Brasil, com vistas à avaliação ambiental. Acta Botanica Brasilica 1(2): 165-188. Schroeckh, S.; Lee W. J. & Patterson, D.J. 2003. Free-living heterotrophic euglenids from freshwater sites in mainland Australia. Hydrobiologia 493: 131-166.

8 Ler mais

TELÓ, G.M.4 EGEWARTH, K.1

TELÓ, G.M.4 EGEWARTH, K.1

imazapyr+imazapic, coletadas em lavouras com escapes suspeitos de resistência, em regiões produtoras de arroz irrigado. Para o estudo de curva de dose-resposta, foram selecionados três biótipos resistentes (ECH1 - Pelotas/RS, ECH27 - Arroio Grande/RS e ECH38 - Rio Grande/RS) e dois suscetíveis (ECH14 - Pelotas/RS e ECH44 - Rio Grande/RS) (fator A) e 11 doses do herbicida imazapyr+imazapic (fator B). Os resultados indicam que os acessos resistentes de capim-arroz apresentam elevado fator de resistência ao imazapyr+imazapic. Os herbicidas inibidores da ALS como imazethapyr+imazapic, bispyribac- sodium e penoxsulam, não controlaram os acessos resistentes também. O manejo integrado de plantas daninhas deveria ser adotado e mecanismos de ação alternativos como inibidores da ACCAse (cyhalofop- butyl, profoxydim e clethodim) e da EPSPS (glyphosate) ainda são eficientes em controlar acessos de capim-arroz resistentes a ALS.
Mostrar mais

11 Ler mais

Orientação neuro-radiológica nos processos expansivos da fossa posterior.

Orientação neuro-radiológica nos processos expansivos da fossa posterior.

Instituto de Neurocirurgia — Hospital São Francisco — Pôrto Alegre, Rio Grande do Sul — Brasil.[r]

10 Ler mais

Ações afirmativas para a população negra nos Centros Federais de Educação Tecnológica

Ações afirmativas para a população negra nos Centros Federais de Educação Tecnológica

Universidade Federal do Paraná/UFPR – Escola Técnica vinculada a UFPR 1 (questão 2) “(...) é cumprida integralmente nesta instituição, que embora não seja considerada “estabelecimento de ensino fundamental ou médio,” oferta cursos técnico propiciando qualificação profissional em diversas áreas do mercado”. “A universidade y1 para o cumprimento da lei tem adotado as seguintes medidas: a) “atendendo ao art. 79B , inclui regularmente o dia 20 de novembro como “Dia Nacional da Consciência Negra” . b) elaboração dos projetos curriculares dos cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrado sob orientação contida no parágrafo primeiro da lei supra-citada: “o conteúdos programáticos a que se refere o capítulot deste artigo incluirá o estudo da história da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinente a história do Brasil”. Inclui entre outras as seguintes competências: “i) analisar, refletir e compreender os diferentes processos da arte, com seus diferentes instrumentos de ordem material e ideal, como manifestações sócio-culturais e históricas”; “ii) conhecer, analisar, refletir e compreender critérios culturalmente construídos e embasados em conhecimentos afins, de caráter filosófico, histórico, científico e tecnológico, entre outros; Iii) analisar, refletir, respeitar e reservar as diversas manifestações de artes utilizadas por diferentes grupos sociais e étnicos”; “iiii) compreender, valorizar e respeitar as diferentes manifestações culturais de etnia e segmentos sociais, preservando o direito a diversidade”.
Mostrar mais

221 Ler mais

Resultados Preliminares | ano base 2007 |

Resultados Preliminares | ano base 2007 |

Com esta publicação, a EPE antecipa os principais indicado- res do BEN 2008 – ano base 2007, ou seja, da apuração da oferta e do consumo de energia no Brasil em 2007. O documento comple- to e consolidado, com todas as estatísticas energéticas nacionais, será disponibilizado no 2º semestre.

25 Ler mais

Cad. Saúde Pública  vol.22 número12

Cad. Saúde Pública vol.22 número12

As taxas de suicídio do Rio Grande do Sul são as mais elevadas do Brasil. Estudos anteriores sugeriram uma associação com atividades agrícolas, particularmente a fumicultura, onde o uso de agrotóxicos seria particu- larmente intenso. Um delineamento ecológico foi uti- lizado para identificar fatores associados ao suicídio, tendo as 35 microrregiões do Estado como unidades de análise. Coeficientes de mortalidade por suicídios, baseados no registro de óbitos, foram padronizados por idade, sendo suas associações com fatores sócio- econômicos culturais e agrícolas avaliadas por meio de regressão linear múltipla. As taxas de suicídio, para ambos os sexos, foram inferiores em microrregiões com escolaridade elevada, e superiores onde havia maior proporção de casamentos desfeitos. As taxas mascu- linas foram superiores nas microrregiões com mais evangélicos tradicionais e as femininas foram meno- res em microrregiões com maior proporção de domicí- lios com um morador. Na análise ajustada não foram evidenciadas associações entre suicídios e estrutura agrária ou culturas agrícolas. Estes resultados confir- mam a importância de fatores sócio-econômicos na ocorrência do suicídio, mas não apóiam a hipótese de um papel específico das práticas agrícolas.
Mostrar mais

11 Ler mais

Rev. bras. ortop.  vol.52 número2

Rev. bras. ortop. vol.52 número2

ferencialmente na faixa dos 40 anos. A grande maioria desses tumores é de massa intraóssea, apenas 6% deles são extraós- seos. Ao exame radiológico, o tumor é geralmente multilocular septado ou, menos comum, unilocular radiolucente, por vezes com calcificac¸ões no interior da lesão.

3 Ler mais

Acuariidae (Nematoda) in Procellariiformes (Aves) on the southern coast of Rio Grande do Sul, Brazil

Acuariidae (Nematoda) in Procellariiformes (Aves) on the southern coast of Rio Grande do Sul, Brazil

Rodrigues H, Mendonça JM. Revisão do gênero Seuratia Skrjabin, 1916 e redescrição da espécie Seuratia shipleyi (Stossich, 1900) Skrjabin, 1916 (Nematoda, Spiruroidea). Mem Inst Oswaldo Cruz 1967; 66(1): 117-129. Sick H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira; 1997. Spotorno B, Colabouno F, Barquete V, Vooren C. Lesiones causadas por nemátodeos en el proventrículo de procellariiformes en el litoral sur del Brasil

5 Ler mais

Uma construção social: o anexo da norma brasileira de ergonomia para o trabalho dos operadores de telemarketing.

Uma construção social: o anexo da norma brasileira de ergonomia para o trabalho dos operadores de telemarketing.

Diversas entidades sindicais e associa- ções de trabalhadores procuraram o Minis- tério do Trabalho e Emprego no decorrer dos últimos anos buscando apoio e ações de fiscalização para atender às queixas de seus associados. Vários trabalhos científicos nacionais e internacionais, como Assun- ção e Vilela (2004), Glina e Rocha (2003), CFDT (2002), entre outros, confirmam as queixas recebidas relativas a vários tipos de adoecimento no trabalho. Esses relatos demonstram sofrimento dos trabalhadores relativos a Distúrbios Osteomusculares Re- lacionados ao Trabalho (DORT), problemas vocais, problemas auditivos e adoecimen- tos de ordem mental e psicológica. Várias pesquisas também demonstraram grande rotatividade dos trabalhadores nos empre- gos que utilizam, em grande escala, traba- lhadores jovens e do sexo feminino, como mostraram, entre outros, Marinho-Silva (2004) e INRS (2005).
Mostrar mais

12 Ler mais

Rev. Bras. Reumatol.  vol.55 número1

Rev. Bras. Reumatol. vol.55 número1

s Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, Brasil t Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil u Faculdade de Medicina Souza Marques, Rio de[r]

2 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Criada em 10 de novembro de 1938, a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro (SEEDUC/RJ) tem o dever de cumprir as políticas educacionais do Governo Federal emanadas da Lei nº 9394/96 de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, bem como executar a política estadual de educação buscando a melhoria da qualidade da educação, elevando, assim, o patamar de cultura da sociedade fluminense. Sua missão é assegurar o acesso, a permanência e o sucesso dos alunos que frequentam a escola pública e democrática, garantindo o desenvolvimento integral dos estudantes do Ensino Regular e também dos jovens e adultos. A eficácia do funcionamento das escolas, que é o seu objetivo, deve nortear o trabalho de todos os profissionais envolvidos. Para isso, há estímulos para aperfeiçoamento dos professores, disponibilidade de recursos materiais e constante orientação para todo o processo pedagógico (SEEDUC, 2013).
Mostrar mais

104 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados