Top PDF Panorama da certificação ISO 14001 em empresas no Estado do Paraná

Panorama da certificação ISO 14001 em empresas no Estado do Paraná

Panorama da certificação ISO 14001 em empresas no Estado do Paraná

A inclusão de programas voltados à sustentabilidade ambiental em empresas colabora para o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a utilização dos recursos naturais. O Sistema de Gestão Ambiental estabelecido pela norma ABNT NBR ISO 14001 tem se apresentado como ferramenta eficiente para a melhoria do desempenho ambiental das empresas. O presente estudo objetiva apresentar quais as motivações, vantagens e dificuldades associadas à implementação e certificação do Sistema de Gestão Ambiental em empresas localizadas no estado do Paraná. Foi enviado um questionário para 25 empresas listadas na base de dados do INMETRO, o qual foi respondido por 44% delas. Através da análise das respostas pôde-se constatar que: há a tendência pela busca da certificação da ISO 14001 por parte de empresas de médio a grande porte; a maior motivação das empresas é melhorar seu desempenho ambiental de forma contínua, refletindo a conscientização e mudança de cultura relacionadas ao meio ambiente e o uso sustentável deste pelas empresas; a principal vantagem observada é a influência positiva que a certificação ISO 14001 exerce na imagem da empresa perante a mídia e a sociedade, promovendo a estas a demonstração pública do comprometimento com seu desempenho ambiental; e dentre as dificuldades associadas ao sistema, predominam os custos com o gerenciamento e a manutenção deste.
Mostrar mais

35 Ler mais

Panorama de aplicação da norma ISO 14001 no Brasil.

Panorama de aplicação da norma ISO 14001 no Brasil.

Alguns autores estudaram a aplicação da norma ISO 14001 em seus países. Lagodimos et al. (2007) relatam que na Grécia existem 190 empresas certificadas, as quais são responsáveis por 220 certificados, se forem conside- rados os sites, ou seja, as unidades produtivas. Em seus estudos, observam que os setores industriais (por sua natu- reza envolvendo processos ambientalmente perigosos) apresentam níveis de penetração ISO 14001 significativa- mente mais altos e uma difusão de certificação mais ampla entre seus setores, se comparados aos setores de serviços e de comércio. Estes mesmos autores verificam que as grandes empresas são as maiores usuárias de certificação de SGA, embora esta mesma tendência não se confirme considerando-se as empresas por nível de rentabilidade. Este trabalho aponta ainda, que a cultura de certificação do setor, desenvolvida com a adoção da ISO 9000, é um fator facilitador na obtenção do certificado ISO 14001.
Mostrar mais

10 Ler mais

Avaliação da certificação ISO 14001: estudo de caso no setor automotivo

Avaliação da certificação ISO 14001: estudo de caso no setor automotivo

Surge, assim, a auditoria ambiental, hoje considerada uma das ferramentas mais importantes da gestão ambiental, que pode ter sido pioneiramente adotada na década de 70. Como conseqüência de um acidente ocorrido em 1977, a indústria química Allied Chemical Corporation foi uma das primeiras a implementar esta ferramenta devido às pressões das agências regulamentadoras, depois do acidente em sua unidade no Estado da Virgínia – EUA. Neste caso, exames médicos constataram, em uma funcionária da empresa que apresentava sintoma de vertigens, uma contaminação com pesticidas produzidos na fábrica. O processo de auditoria, que tinha por objetivo verificar o cumprimento de todos os requisitos legais e dos padrões exigidos pela corporação, acabou por culminar no fechamento da unidade. Além da preocupação com a conformidade legal de suas atividades, as empresas estavam preocupadas em identificar os potenciais riscos para a saúde pública ou ao meio ambiente gerados no seu processo produtivo. Em 1978, a Allied estabeleceu um programa corporativo de auditorias de meio ambiente, saúde e segurança ocupacional, um dos primeiros do seu tipo (KENNEDY 1994).
Mostrar mais

149 Ler mais

ANÁLISE DE INDICADORES DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL DAS CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS TOYOTA NO ESTADO DE SANTA CATARINA APÓS A CERTIFICAÇÃO ISO 14001

ANÁLISE DE INDICADORES DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL DAS CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS TOYOTA NO ESTADO DE SANTA CATARINA APÓS A CERTIFICAÇÃO ISO 14001

As empresas buscam nas certificações ambientais o reconhecimento do trabalho em relação aos compromissos ambientais assumidos. Neste âmbito, entende-se que para um sistema de gestão ambiental seja sustentável, precisa atingir um desempenho financeiro saudável, ainda mais quando o sistema exige investimentos para a sua certificação. O objetivo deste trabalho foi analisar o retorno financeiro de três indicadores dos sistemas de gestão ambiental das concessionárias de veículos da Toyota no estado de Santa Catarina, sendo estes o consumo de energia elétrica, consumo de água e geração de resíduos classe I. Os procedimentos metodológicos adotados para a coleta de dados, foi composto preponderantemente da pesquisa bibliográfica e da pesquisa de campo, como parte prática para o levantamento de dados (uso de protocolos, questionários e de fichas técnicas para anotações e registros de campo). Os resultados alcançados demonstraram que as empresas pesquisadas apresentaram resultados positivos nos três indicadores ressaltados após a certificação dos sistemas de gestão ambiental em conformidade com a ISO 14001:2015.
Mostrar mais

18 Ler mais

As organizações com certificação ISO 14001 do município de Londrina - PR

As organizações com certificação ISO 14001 do município de Londrina - PR

A busca pela implantação de um modelo de desenvolvimento sustentável na sociedade cresce dia a dia. No âmbito empresarial, o Sistema de Gestão Ambiental (SGA) se torna a principal ferramenta para auxiliar as organizações a identificar, priorizar e gerenciar seus riscos ambientais. O SGA derivado da ISO 14001 tem se mostrado uma alternativa eficiente para o melhoramento contínuo do desempenho ambiental das organizações. Neste sentido, este trabalho buscou verificar o panorama do município de Londrina - PR em relação ao número de certificações ISO 14001 tendo como objetivo identificar os principais motivos que levam as empresas a buscarem essa certificação, quais os benefícios trazidos com a sua implantação, os principais desafios e dificuldades encontrados inerentes a sua implantação. Adotou- se como procedimentos: o levantamento do referencial teórico e uma pesquisa do tipo
Mostrar mais

52 Ler mais

RELAÇÃO ENTRE A CERTIFICAÇÃO PELA NORMA NBR ISO 14001 E A OCORRÊNCIA DE PENALIDADES AMBIENTAIS EM ORGANIZAÇÕES DO ESTADO DE SÃO PAULO

RELAÇÃO ENTRE A CERTIFICAÇÃO PELA NORMA NBR ISO 14001 E A OCORRÊNCIA DE PENALIDADES AMBIENTAIS EM ORGANIZAÇÕES DO ESTADO DE SÃO PAULO

(P+L). De acordo com a CETESB (2016), o conceito de PCS é parte integrante da Gestão Ambiental e a aplicação do mesmo poderá fazer com que as empresas reduzam seu consumo de matérias-primas, água e energia, minimizando a geração de resíduos sólidos, efluentes líquidos e emissões atmosféricas, podendo aumentar sua produtividade, a adequação ambiental e a redução de custos de produção, entre outros possíveis benefícios. A CETESB desenvolve diversas ações de apoio e incentivo à adoção das práticas de PCS pelas empresas, de modo totalmente voluntário. Dentre estas ações encontram-se a elaboração e divulgação de documentos técnicos, realização de cursos e eventos, além da publicação de casos de sucesso de empresas de diversos setores localizadas no Estado de São Paulo. Ao contrário da ISO 14001, que é aplicável a qualquer tipo de organização, os conceitos de PCS e P+L usualmente são apresentados para determinados setores produtivos de um ramo industrial (alimentos, frigoríficos, curtumes, gráficas, papel e celusose, sucroalcooleira, têxtil e outras) e não são auditados por organismos acreditados. Pode-se citar alguns exemplos divulgados pela CETESB (2016):
Mostrar mais

188 Ler mais

AS ORGANIZAÇÕES COM CERTIFICAÇÃO ISO 14001 DO MUNICÍPIO DE LONDRINA – PR

AS ORGANIZAÇÕES COM CERTIFICAÇÃO ISO 14001 DO MUNICÍPIO DE LONDRINA – PR

A busca pela implantação de um modelo de desenvolvimento sustentável na sociedade cresce dia a dia. No âmbito empresarial, o Sistema de Gestão Ambiental (SGA) se torna a principal ferramenta para auxiliar as organizações a identificar, priorizar e gerenciar seus riscos ambientais. O SGA derivado da ISO 14001 tem se mostrado uma alternativa eficiente para o melhoramento contínuo do desempenho ambiental das organizações. Neste sentido, este trabalho buscou verificar o panorama do município de Londrina-PR em relação ao número de certificações ISO 14001 e analisar os principais motivos que levam as empresas a buscarem essa certificação, quais os benefícios trazidos com a sua implantação, os principais desafios e dificuldades encontrados. Adotou-se como procedimentos: o levantamento do referencial teórico e uma pesquisa do tipo survey. Os questionários foram aplicados em entrevistas nas empresas constantes na base de dados do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) e foram analisados separadamente para melhor interpretação dos dados. Os resultados mostram que a ISO 14001 atualmente tem baixo reconhecimento do mercado e traz uma insuficiente vantagem competitiva para as empresas. Além disso, o alto custo de implementação e manutenção influenciam na tomada de decisão para sua implementação.
Mostrar mais

18 Ler mais

Quais são os Principais Motivos para Obter a Certificação NBR ISO 14001?  Um Estudo com Empresas do Estado do Rio Grande do Sul

Quais são os Principais Motivos para Obter a Certificação NBR ISO 14001? Um Estudo com Empresas do Estado do Rio Grande do Sul

Empresas estão desenvolvendo ações para manter a imagem da empresa relacionada à responsabilidade socioambiental, como: processos mais limpos, preservação de recursos, garantir condições dignas de trabalho aos colaboradores, manter boa relação com a comunidade, dentre outras (Furmagalli, Corso e Silva, 2010). A finalidade é atrair clientes ecologicamente corretos, trazendo maior competitividade de mercado, dessa forma a competitividade de mercado mostra-se intimamente relacionada à certificação ambiental, pois traz maior credibilidade à imagem da empresa, a exemplo da ISO 14001, que garante menores impactos ao meio ambiente. Esta leva em consideração todo o processo produtivo até a comercialização ao cliente final, e com isso a organização garante a fidelização de muitos clientes que observam a importância de possuir uma norma que garanta o comprometimento com a comunidade, por parte da empresa (Izeppe e Oliveira, 2013).
Mostrar mais

12 Ler mais

As escalas geográficas da certificação ISO 14001: um panorama da gestão ambiental empresarial

As escalas geográficas da certificação ISO 14001: um panorama da gestão ambiental empresarial

instaladas em áreas concebidas pelo poder público para se tornarem centros de excelência econômica voltados para exportação. O predomínio das empresas controla- das por grupos estrangeiros (com algumas exceções de empresas de capital nacional) tem como justificativa as relações comerciais externas e o padrão de qualidade exigido internacionalmente, demonstrando o caráter estratégico e mercadológico da ISO 14001. Ou seja, os empreendimentos enquadrados nos setores de grande im- pacto ambiental (mineração, siderurgia, papel e celulose, etc.) buscam a certificação ambiental objetivando preser- var sua imagem perante o mercado e garantir as relações com fornecedores e clientes certificados, que exigem o mesmo das empresas parceiras. Por outro lado, por não estarem sujeitas a tais pressões ou em intensidade bem menor, as pequenas empresas não despertam interesse em aderir à certificação ambiental. Portanto, o território brasileiro possui regras que estão fora dos seus limites. Logo, nem sempre a certificação ambiental tem relação com a realidade local, sendo uma exigência de fatores externos, como a continuidade em se relacionar com clientes e fornecedores que detêm a certificação ambiental, portanto, algo de fora para dentro, agindo na realidade local.
Mostrar mais

12 Ler mais

ASPECTOS E BENEFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO ISO 14001 EM EMPRESA DO SETOR DE LOGÍSTICA NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS

ASPECTOS E BENEFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO ISO 14001 EM EMPRESA DO SETOR DE LOGÍSTICA NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS

No Brasil, a região sudeste é a que possui o maior número de certificações, provavelmente por conter os maiores parques industriais brasileiros, com grande destaque para o estado de São Paulo, que possuía, em 2006, cerca de 50% dos certificados emitidos (POMBO, MAGRINI, 2008). Segundo os mesmos autores, em termos de número de certificados, destacam-se as grandes empresas de automóveis, a Petrobras, as indústrias químicas e os fornecedores de grandes empresas. Outro aspecto apontado por Pombo e Magrini (2008) refere-se à representatividade do setor de prestação de serviços, o que reflete, segundo esses autores, às exigências de certificação impostas pelas grandes organizações.
Mostrar mais

12 Ler mais

Processos operacionais e resultados de empresas brasileiras após a certificação ambiental ISO 14001.

Processos operacionais e resultados de empresas brasileiras após a certificação ambiental ISO 14001.

A média que ficou na terceira posição, em relação ao valor máximo proporcionado pela escala, é relacionada ao fator reciclagem e indica uma menor importância em relação aos dois primeiros fatores. Este fator pode ser si- tuado em duas posições dentro da cadeia de valor adapta- da para a gestão ambiental apresentada por Epstein e Roy (1998), ambas nas atividades primárias. A primeira posi- ção é a logística externa e a segunda posição localiza-se na atividade de serviço. Este estado final aponta para um possível cuidado com a logística reversa para recupera- ção dos materiais ou produtos descartados após o uso (Angell e Klassen, 1999) e com adaptações de processos para realizar serviços de desmontagem de produtos ou partes de produtos (Inman, 2002), como resultado sobre os processos de operação após a certificação ambiental.
Mostrar mais

14 Ler mais

Variações no aspecto financeiro após a certificação NBR ISO 14001: um estudo de caso da Döhler S.A.

Variações no aspecto financeiro após a certificação NBR ISO 14001: um estudo de caso da Döhler S.A.

and the NBR ISO 14001 certification. This research is characterized as quali-quantitative and the studied periods are comprehended from 1997 to 2014. Still on the subject of methodology, this study tried to detail the three precedent years of the certification, which occurred in 2000, and the three subsequent years, using profitability indicators in order to complement and confront the results contained in the Administration Reports and the Accounting Statements from the referred years. Among the main results, indicators oscillations have been observed, which may be not directly connected to the environment investments and the NBR ISO 14001 certification, but with the Cost of the Products Sold (CPS) in the period and others external factors.
Mostrar mais

16 Ler mais

Certificação energética e certificação ISO 50001

Certificação energética e certificação ISO 50001

Actualmente, a escala de classificação da certificação energética vai de A+ a F e na pirâmide da classe energética são referidas as classes mínimas para edifícios novos e grandes intervenções. Nos edifícios novos a classe mínima é B- e nas grandes intervenções é C. São ainda apresentados, vários contributos, tais como das fontes renováveis, as emissões de CO2, etc. Através do certificado energético, cada consumidor consegue ainda perceber o desempenho de cada elemento construtivo graças ao sistema de classificação através de estrelas, podendo desta forma saber onde pode melhorar o desempenho do edifício. De uma forma semelhante são também identificados os elementos que registam perdas e ganhos de calor, no verão e no inverno.
Mostrar mais

130 Ler mais

A norma ISO 14001 e a relação com os fornecedores

A norma ISO 14001 e a relação com os fornecedores

Foi demonstrado aqui, através dos vários casos apresentados que existem empresas certificadas pela norma ambiental, que não alteram de modo algum a sua relação com os fornecedores, mantendo os mesmos critérios de selecção e avaliação (que se resumem aos aspectos económicos e de qualidade) e não exigindo qualquer prática mais amiga do ambiente. Este é o caso da Empresa A, que utiliza uma estratégia de gestão ambiental reactiva, uma vez que obteve a certificação quase exclusivamente para cumprir com a legislação, mas sem alterar muita coisa no seu processo produtivo. No caso das restantes empresas, penso que todas elas, podem ser consideradas empresas proactivas, porque procuram agir como um sistema que inclui, não só os executivos e colaboradores da empresa, mas também, os clientes, fornecedores e “vizinhos” e integrem o seu SGA, no planeamento das suas operações.
Mostrar mais

110 Ler mais

Treinamento ambiental em organizações com certificação ISO 14001: estudo de múltiplos casos e identificação de coevolução com a gestão ambiental.

Treinamento ambiental em organizações com certificação ISO 14001: estudo de múltiplos casos e identificação de coevolução com a gestão ambiental.

O objetivo desta pesquisa é compreender as características do treinamento ambiental em algumas empresas brasileiras. Para tanto, foram realizados nove estudos de caso com empresas certificadas pela norma ISO 14001, todas líderes em seu segmento de mercado. Foram conduzidas diversas entrevistas em cada caso, coletados documentos e realizadas visitas para observação direta. Como resultado, apresentam-se as classificações dos casos nos estágios evolutivos da gestão ambiental, os temas mais frequentes do treinamento ambiental, a diferenciação dos temas de treinamento ambiental segundo o nível hierárquico organizacional, a classificação das empresas segundo o nível de aderência às atividades de treinamento ambiental recomendadas pela literatura e as boas práticas de treinamento ambiental oferecidas pelas empresas. A principal contribuição desta pesquisa é a identificação de coevolução entre o estágio de gestão ambiental das organizações e o nível do treinamento ambiental que elas possuem.
Mostrar mais

15 Ler mais

Panorama da utilização de agrotóxicos no estado do Paraná

Panorama da utilização de agrotóxicos no estado do Paraná

O clima do Paraná com frequência de chuvas e temperaturas amenas é propício a presença de pragas nas lavouras e ao desenvolvimento de fungos e bactérias causadores de doenças nas culturas cultivadas e as plantas daninhas. Sendo assim, o uso de agrotóxicos como inseticidas, herbicidas e fungicidas são fundamentais para reduzir os danos causados por estes. O objetivo deste trabalho é englobar as informações da demanda de agrotóxicos no estado do Paraná durante os anos de 2013 a 2015, mediante os dados oficiais da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR). O volume comercializado em toneladas dos agrotóxicos para os municípios do estado, foi agrupado pelas mesorregiões do Paraná. O Oeste Paranaense foi o que apresentou maior volume de comercialização. A cultura da soja foi a que mais utilizou agrotóxicos no decorrer deste período. Segundo a classificação dos produtos, durante os três anos houve maior demanda de herbicidas, seguido por inseticidas e fungicidas. O glifosato e o óleo mineral foram os que apresentaram maior demanda como ingredientes ativos e o grupo químico dos neonicotinóides da classe dos inseticidas e os hidrocarbonetos alifáticos da classe dos fungicidas se destacaram pela maior comercialização no estado do Paraná durante estes três anos.
Mostrar mais

33 Ler mais

A importância da certificação pela ISO 9000 na performance das empresas do sector farmacêutico

A importância da certificação pela ISO 9000 na performance das empresas do sector farmacêutico

A partir da década de 50 as empresas têm tido uma crescente preocupação com a gestão da qualidade. De acordo com Martínez-Costa e Martínez-Lorente (2007) a gestão da qualidade contribui de forma clara para o aumento da satisfação e confiança dos clientes. Por outro lado, a introdução de normas e processos da qualidade possibilita uma redução de custos internos, aumento da produtividade e uma melhoria da imagem e dos processos continuamente, possibilita ainda fácil acesso a novos mercados (Gotzamani, Ypatia e Tsiotras, 2006). Neste contexto, a gestão da qualidade constitui um factor estratégico e competitivo, pois possibilita avaliar as conformidades determinadas pela organização para os seus produtos e/ou serviços, através de processos internos, garantindo ao cliente um bem concebido conforme padrões, procedimentos e normas bastante bem definidas e delineadas.
Mostrar mais

35 Ler mais

Benefícios e dificuldades da gestão ambiental com base na ISO 14001 em empresas industriais de São Paulo

Benefícios e dificuldades da gestão ambiental com base na ISO 14001 em empresas industriais de São Paulo

Com relação à questão aberta sobre as dificuldades relativas ao SGA ISO 14001, os itens mais citados para complementar as afirmativas foram: barreiras orçamentárias; falta de estrutura dos órgãos ambientais, que são lentos nas respostas às demandas; necessidade de contratação dos serviços de especialistas devido à falta de informação dos órgãos ambientais e excesso ou duplicidade de relatórios; existência de poucas empresas confiáveis para destinação de resíduos, gerando altos custos para o descarte em virtude da grande demanda e falta de concorrência; processos burocráticos e demorados junto à CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Governo do Estado de São Paulo) para liberação do CADRI (Certificado de Aprovação para Destinação de Resíduos Industriais); e falta de conscientização das autoridades municipais e estaduais e da população, em geral, sobre a importância do controle ambiental.
Mostrar mais

10 Ler mais

Meio ambiente e desempenho econômico-financeiro: o impacto da ISO 14001 nas empresas brasileiras

Meio ambiente e desempenho econômico-financeiro: o impacto da ISO 14001 nas empresas brasileiras

de 1993 a março de 2003, foram obtidos da base de dados Economática. Os dados foram analisados a partir de quatro séries cronológicas distintas: a série anterior à implantação do SGA, a série de implantação do SGA (ou anterior à certificação), a série durante a certificação e a série posterior à certificação. A série composta pelas quatro semanas da janela do evento (durante a certificação), somente foi analisada no estudo de evento. A tendência nos resultados dos indicadores de rentabilidade (ROA, ROE, e ROS) é de aumento no período pós-certificação, porém nem todos estatisticamente significativos. Já os indicadores econômico-financeiros de mercado para análise dos preços das ações (P/L e P/VPA) apresentaram reduções significativas de valor no período pós-certificação. Quanto à metodologia estudo de evento, utilizou-se, para cálculo do retorno anormal, os modelos de retorno ajustado ao mercado, de retorno ajustado ao risco e ao mercado e o CAPM. Para qualquer um dos modelos utilizados, os retornos anormais não sustentaram a hipótese de maior retorno devido à certificação, mas, por outro lado, também não indicaram uma diminuição na rentabilidade associada à implantação do SGA e à obtenção do certificado.
Mostrar mais

307 Ler mais

Análise de integração em sistemas de gestão baseados nas normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001 em empresas de construção civil

Análise de integração em sistemas de gestão baseados nas normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001 em empresas de construção civil

No tratante à sustentabilidade, destacam-se o Building Research Establishment Environmental Assessment Method (BREEAM), que surgiu no Reino Unido e embasaram vários outros métodos; assim como: a certificação americana Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), metodologia com grande potencial de crescimento, fruto de investimentos realizados para sua divulgação; a certificação francesa Haute Qualité Environmentale (HQE) que avalia o sistema de gestão do empreendimento além de suas características de desempenho; e a etiqueta de eficiência energética desenvolvida pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (PROCEL) (SILVA, 2007b).
Mostrar mais

149 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados