Top PDF Porocarcinoma écrino: relato de quatro casos e revisão da literatura.

Porocarcinoma écrino: relato de quatro casos e revisão da literatura.

Porocarcinoma écrino: relato de quatro casos e revisão da literatura.

Resumo: Porocarcinoma écrino é um tumor de pele raro derivado do acrossiríngeo. Quatro casos de porocarcinoma écrino são estudados. Os pacientes tinham idade entre 49 e 64 anos, sendo dois home- ns e duas mulheres. O tempo de crescimento dos tumores variou de um a 20 anos. As lesões mediam de 1,2 x 2 a 4 x 5 cm e se localizavam nas extremidades ou na face. Dois pacientes apresentavam carci- noma basocelular em sítios diferentes do porocarcinoma écrino. Duas das biópsias foram previamente descritas como poroma écrino; entretanto, malignidade foi observada em todos os casos após excisão ampla. Portanto, em toda biópsia de pele compatível com poroma écrino, deve-se considerar a possibil- idade de malignidade.
Mostrar mais

5 Ler mais

Cisto linfoepitelial oral: relato de quatro casos e revisão de 119 casos apresentados na literatura.

Cisto linfoepitelial oral: relato de quatro casos e revisão de 119 casos apresentados na literatura.

Introdução: O cisto linfoepitelial omal é uma lesão incomum, assintomática e de pequenas dimensões, gemalmente descobemto dumante exames de motina da cavidade bucal. Objetivo: Relatam quatmo casos de cisto linfoepitelial omal, confmontando seus aspectos com aqueles mepomtados em outmos 119 casos publicados na litematuma. Relato dos casos: Tmês casos em mulhemes, com idade entme 16 e 23 anos, e um caso em homem, com 45 anos, camactemizados pom nódulos assintomáticos, de pequenas dimensões e colomação vamiando do bmanco ao amamelado. Dois casos estavam localizados na supemfície ventmal da língua, um em assoalho bucal e outmo em omofaminge. Histologicamente, as lesões mevelamam cavidade cística contendo quantidade vamiável de células epiteliais descamadas, mevestida pom epitélio pavimentoso estmatificado, pmedominantemente pamacematinizado, de intemface plana com o tecido conjuntivo. A cápsula fibmosa exibiu um denso infiltmado linfocítico, com identificação de centmos gemminativos em apenas dois casos. Conclusão: A análise conjunta dos casos apmesentados neste tmabalho e de outmos 119 casos melatados na litematuma mevela que os cistos linfoepiteliais omais exibem pmedileção pelo gênemo masculino, com ápice de incidência na temceima década de vida. Em gemal, essas lesões se apmesentam como pequenos nódulos assintomáticos localizados no assoalho bucal. Histologicamente, a maiomia dos casos mevela epitélio cístico com padmão de matumação pamacematinizado e exibe centmos gemminativos na cápsula fibmosa.
Mostrar mais

6 Ler mais

Doença de Crohn gastroduodenal ¾ relato de quatro casos e revisão da literatura.

Doença de Crohn gastroduodenal ¾ relato de quatro casos e revisão da literatura.

O tempo médio para o diagnóstico da doença foi de 11,3 meses (4 a 24 meses) e os sintomas de apresentação mais freqüentes foram dor epigástrica, vômitos, emagrecimento, presente nos quatro, e diarréia em dois. Um paciente apresentava sintomas sistêmicos como febre e poliartralgias e em dois houve rápida evolução para síndrome de estenose pilórica, refletindo complicação associada.

6 Ler mais

Síndrome de Melkersson-Rosenthal: relato de casos e revisão da literatura.

Síndrome de Melkersson-Rosenthal: relato de casos e revisão da literatura.

A síndrome de Melkersson-Rosenthal é rara, de etiologia desconhecida e de provável predisposição hereditária. Ca- racteriza-se pela presença de edema orofacial recidivante, língua plicata e episódios recorrentes de paralisia facial pe- riférica. Após surtos repetidos, déficits permanentes da mo- vimentação facial podem ser responsáveis por transtornos na comunicação, na alimentação e alterações estéticas que determinam danos psíquicos aos pacientes. A abordagem terapêutica da paralisia facial periférica nesta síndrome me- rece atenção especial e diferenciada das outras etiologias. Nosso objetivo é revisar as características clínicas e discutir as opções terapêuticas existentes na literatura com a desta casuística. Relatamos quatro casos clínicos com paralisia facial periférica e confrontamos os tratamentos instituídos com os dados provenientes da revisão da literatura. Dois dos casos relatados apresentaram evolução favorável da paralisia facial mesmo sem tratamento medicamentoso, os outros dois ca- sos foram submetidos à descompressão do nervo facial. Em um deles, houve recuperação significativa da movimenta- ção facial. O outro mostrou recorrência da paralisia mesmo após a descompressão parcial. Os pacientes com a síndrome de Melkersson-Rosenthal e que exibem paralisia facial com má evolução ou quadros recidivantes, podem ser aborda- dos cirurgicamente.
Mostrar mais

6 Ler mais

Cistos de Tarlov: relato de quatro casos.

Cistos de Tarlov: relato de quatro casos.

RESUMO - São relatados quatro casos de cistos perineurais sacrais, conhecidos por cistos de Tarlov, e é feita revisão da literatura. A partir de amostra de 88 pacientes com queixas de radiculopatia em membros inferiores, e/ ou dor lombar ou sacral que foram submetidos à ressonância magnética de coluna lombossacra quatro (4.5%) tiveram o diagnóstico de cisto de Tarlov. O diagnóstico foi feito através de ressonância magnética de coluna vertebral lombossacra. Os quatro casos foram submetidos a laminectomia sacral. Todos evoluíram assintomáticos sem défices motores ou sensitivos. Os cistos de Tarlov podem apresentar manifestações clínicas semelhantes às provocadas por hérnia discal lombossacra embora, nem sempre sejam citados nos diagnósticos diferenciais. O tratamento clínico é basicamente fisioterápico. O tratamento cirúrgico visa sanar o efeito compressivo em estruturas ósseas e/ ou nervosas através de punção do cisto ou retirada dele através de lami- nectomia sacral.
Mostrar mais

6 Ler mais

Cromoblastomicose: relato de 27 casos e revisão da literatura.

Cromoblastomicose: relato de 27 casos e revisão da literatura.

Vinte e dois pacientes eram procedentes do estado de São Paulo, distribuídos pelos seguintes municípios: Guaianases (dois), Mogi das Cruzes, Suzano, Atibaia, Itaquaquecetuba, Juquitiba e Santos (um de cada) e São Paulo (14). Oito pacientes eram naturais do estado de São Paulo, sendo quatro do município de São Paulo, um de Juquitiba, um de Atibaia, um de Santos e um de Itaquaquecetuba. Os restantes eram naturais dos seguintes estados: Bahia (cinco), Pernambuco (três), Minas Gerais (dois), Paraná (dois), Pará (um), Mato Grosso do Sul (um). Seis deles referiam ser residentes no estado de São Paulo há mais tempo que o aparecimento da doença, dois apresentavam a doença antes de se mudarem para o estado de São Paulo, e de cinco pacientes não foi possível obter esse dado. Os demais eram procedentes dos seguintes estados: Bahia (três) e Rondônia (dois).
Mostrar mais

7 Ler mais

Urticária aquagênica familiar: relato de dois casos e revisão da literatura.

Urticária aquagênica familiar: relato de dois casos e revisão da literatura.

Resumo: Urticária aquagênica é forma rara de urticária física caracterizada por aparecimento de urticas após o contato com água, independente da temperatura. Há poucos casos descritos de urticária aquagênica e, destes, somente cinco da forma familiar. Apresentamos o primeiro relato de urticária aquagênica familiar no Brasil, acometendo mãe e filha. Ambas apresentavam urticas, principalmente após banho de chuveiro, independentemente da temperatura da água. A mãe referia ter o quadro há quatro anos, e a filha, desde o nascimento. Para diagnóstico, foram realizados testes de provocação com água, com aparecimento de lesões em ambas, e testes com dermografômetro, com cubo de gelo envolvi- do em plástico e de provocação para urticária colinérgica, sem o aparecimento de lesões, excluindo assim outras formas de urticária física.
Mostrar mais

4 Ler mais

Alça da artéria pulmonar: relato de dois casos e revisão da literatura.

Alça da artéria pulmonar: relato de dois casos e revisão da literatura.

exame sem anestesia, foi prescrito jejum de quatro horas, seguido de aleitamento na ante-sala do equipamento de TC, onde se aguardou que a lactente dormisse induzi- da pela alimentação. Alguns cortes de TC de alta resolução (TCAR) precederam uma varredura por TC helicoidal, realizada com a paciente dormindo, porém respirando normalmente, o que não impediu o diag- nóstico. Esse exame mostrou redução de mais de 50% da luz traqueal, em toda a sua extensão intratorácica. Reconstruções tri- dimensionais foram realizadas pela técni- ca de reconstrução de superfície (“surface rendering”), com seleção de limiares cor- respondentes às densidades da interface ar- partes moles (–750 UH a –250 UH), de- monstrando a superfície interna da árvore traqueobrônquica e as porções do esôfago quando com conteúdo gasoso. A ausência de reforço de meio de contraste impediu uma boa demonstração das artérias pulmo- nares (Figura 1A) no mediastino, porém, as reconstruções tridimensionais permitiram identificar a compressão nas paredes direita e posterior da traquéia, bem como da pa- rede anterior do esôfago (Figura 1B). Adi- cionalmente, estas reconstruções também forneceram dados para definir com mais segurança a presença de pseudo-isomeris- mo brônquico (Figuras 1C e 1D), no qual os brônquios direito e esquerdo originam- se da carina num ângulo de 90° (em rela- ção ao plano axial). Também demonstra- ram com maior clareza alterações compa-
Mostrar mais

4 Ler mais

Linfoma do colo uterino: relato de dois casos e revisão da literatura.

Linfoma do colo uterino: relato de dois casos e revisão da literatura.

O segundo artigo cataloga 24 pacientes. Dessas, metade foi submetida à radioterapia (12/24), enquanto quatro (17%) foram submetidas à cirurgia exclusiva. A sobrevida média é favorável ao grupo tratado com cirurgia; entretanto, a disparidade de estádios clínicos e o número de pacientes entre os grupos tornam esta comparação de valor limitado 13 . Em uma terceira revisão

5 Ler mais

Síndrome Antissintetase: relato de dois casos e revisão da literatura.

Síndrome Antissintetase: relato de dois casos e revisão da literatura.

Paciente de 61 anos, sexo feminino, branca, artesã, portadora de Tireoidite de Hashimoto, procurou ambulatório de Reuma- tologia em janeiro de 2001, queixando-se de manifestac¸ões compatíveis com fenômeno de Raynaud, porém negou fra- queza muscular ou dores articulares. Foram solicitados exames laboratoriais com os seguintes resultados; LDH: 628 (VR:115 a 225); CPK: 1041 (VR:96-140); Aldolase: 20,6 (VR: 3- 7); ALT: 20 (VR: 7-56); AST:36 (VR: 5-40). Fator Reumatoide (FR):12 (VR = até 20), Fator Antinúcleo (FAN): negativo, Anti- -Jo-1: positivo, Raio X de tórax: sem alterac¸ões. Iniciou uso de corticoides com normalizac¸ão das enzimas musculares após quatro meses. Em janeiro de 2002 a paciente apresen- tou queixa de dispneia e imagem de infiltrado bibasal ao raio X de tórax, além de aumento das enzimas musculares. Em maio de 2002 foi solicitada tomografia computadorizada (TC) de tórax que demonstrou imagens difusas em “vidro fosco”, além de prova de func¸ão respiratória exibindo padrão restri- tivo. Nesse período a paciente queixou-se de febre. Em 2004, apresentou na radiografia de tórax espessamento intersticial no lobo superior direito e bases com traves densas de aspecto fibroso residual no lobo inferior direito.
Mostrar mais

4 Ler mais

Neoplasia no sítio da colostomia: relato de três casos e revisão da literatura.

Neoplasia no sítio da colostomia: relato de três casos e revisão da literatura.

que reincide no mesmo órgão ou em segmentos remanescentes que foram parcialmente ressecados, uma vez tendo encerrado o tempo considerado de cura do tumor inicial, que é de cinco anos. Entretanto, este período de tempo não é aceito completamente, podendo variar de dois a quatro anos o intervalo necessário para o aparecimento do segundo tumor, denominado metacrônico 10 .

4 Ler mais

Paracoccidioidomicose da região ocular: relato de dois casos e revisão da literatura.

Paracoccidioidomicose da região ocular: relato de dois casos e revisão da literatura.

Paciente de 46 anos, do sexo masculino, procedente de zona urbana (Esteio, RS), com surgimento, há quatro meses, de lesões papulosas assintomáticas na pálpebra superior direita. Ao exame dermatológico apresentava lesão ulcerada com fundo discretamente vegetante, pontos hemorrágicos e bordas infiltradas, arredondadas e translúci- das, nas pálpebras superior e inferior direita. (Figura 3). Ao exame oftalmológico observou-se comprometimento da margem palpebral e conjuntival superior, com conseqüente ceratite de exposição inferior e madarose ciliar. O exame micológico direto mostrou numerosas células arredondadas com brotamentos múltiplos. A cultura em meio Sabouraud, após 30 dias, foi negativa. O exame histopatológico da lesão cutânea demonstrou infiltrado inflamatório granulo- matoso com a presença do Paracoccidioides brasiliensis. Os exames laboratoriais (hemograma, eletrólitos, função renal, hepática, glicemia de jejum, anti- HIV e VDRL ) esta- vam normais. A radiografia de tórax mostrou opacidades presumivelmente consolidativas nos lobos médio e inferior direitos e provável hiperinsuflação pulmonar, sugestivas de doença broncopulmonar obstrutiva crônica. O exame mico- lógico direto do escarro e o cultivo a 25 graus demonstra- ram-se negativos. Foi instituído tratamento com itraconazol 200mg/dia durante um mês, posteriormente reduzindo-se a dose para 100mg/dia, a qual foi mantida durante cinco meses. Inicialmente associou-se prednisona 60mg/dia, sus-
Mostrar mais

10 Ler mais

Hemangioma glomeruloide e a síndrome POEMS: relato de dois casos e revisão da literatura.

Hemangioma glomeruloide e a síndrome POEMS: relato de dois casos e revisão da literatura.

Resumo: O hemangioma glomeruloide caracteriza-se por enovelados capilares contidos em espaços vas- culares dilatados reminiscentes de glomérulos renais, sendo fortemente associado à síndrome POEMS (polineuropatia, organomegalia, endocrinopatia, gamopatia monoclonal e alterações cutâneas). Relatam- se dois casos da síndrome associados a hemangiomas glomeruloides e faz-se uma revisão da literatura. O primeiro é uma paciente feminina, 63 anos, internada para investigação de ascite, hepatoesplenome- galia, dificuldade de deambulação e hemangiomas cutâneos. A histopatologia de uma dessas lesões esta- beleceu o diagnóstico de hemangioma glomeruloide e direcionou a investigação, que revelou polineu- ropatia sensitivo-motora, plasmocitoma kappa-positivo em L4 e Diabetes mellitus, permitindo o diagnós- tico da síndrome. O segundo caso é de uma paciente feminina, 39 anos, com edema, ascite, derrame pleural, hemangiomas glomeruloides e linfonodomegalias (doença de Castleman). Havia um componen- te monoclonal de IgG-lambda e lesões blásticas no ilíaco direito e em L4, assim como lesão desmielini- zante sensitivo-motora nos quatro membros, compondo o diagnóstico de síndrome POEMS.
Mostrar mais

7 Ler mais

Osteonecrose dos maxilares associada ao uso de bisfosfonatos: revisão de literatura e relato de casos

Osteonecrose dos maxilares associada ao uso de bisfosfonatos: revisão de literatura e relato de casos

Somente em 2003, Marx publicou um trabalho extenso sobre a BRONJ, que identificou 36 casos de pacientes afetados. Todos apresentaram exposição óssea dolorosa afetando a mandíbula, a maxila, ou ambos, que não responderam aos tratamentos convencionais. Apesar do uso de outros medicamentos, todos os pacientes estavam recebendo tratamento com bisfosfonatos: Pamidronato (Aredia®; Novartis Pharmaceuticals) ou Zoledronato (Zometa®, Novartis Pharmaceuticals). Destes pacientes, 18 faziam uso para controle da hipercalcemia relacionada a Mieloma Múltiplo, 17 indivíduos relacionados com o carcinoma da mama metastático, e uma para a osteoporose. A mandíbula foi mais afetada pela osteonecrose, sendo 29 dos casos (80,5%), a maxila foi afetada em 5 casos (14%) e ambos em dois casos (5,5%) . Outro dado importante é que a extração dentária foi um evento predisponente em 28 dos pacientes (77,7%) e que somente oito (23,3%) desenvolveram exposição óssea espontânea.
Mostrar mais

84 Ler mais

Tratamento cirúrgico da ectopia cordis: relato de três casos e revisão da literatura.

Tratamento cirúrgico da ectopia cordis: relato de três casos e revisão da literatura.

1) Cervical: o coração se exterioriza na porção superior do esterno, localizando-se na região cervical; o esterno pode ter um defeito na sua porção superior ou estar tot[r]

8 Ler mais

Doença de cushing subclínica: relato de três casos e revisão da literatura.

Doença de cushing subclínica: relato de três casos e revisão da literatura.

Por outro lado, apesar de a doença de Cushing ser a causa mais comum de hipercortisolismo (3), há poucos relatos na literatura sobre doença de Cushing subclínica (14-17). Takao e col. (14) sugerem os seguintes critérios para o diagnóstico de doença de Cushing subclínica: 1) ausência de aparência Cu- shingóide, 2) ACTH e cortisol basal plasmáticos nor- mais, 3) perda do ritmo circadiano normal de cortisol e ACTH, 4) resposta exagerada do ACTH plasmático à desmopressina e ao CRH e 5) supressão incompleta do cortisol com baixas doses de dexametasona.

6 Ler mais

Hipopituitarismo Associado a Hipoglicemia: Relato de 2 Casos e Revisão da Literatura.

Hipopituitarismo Associado a Hipoglicemia: Relato de 2 Casos e Revisão da Literatura.

Todos estes casos ilustram episódios de hipoglicemia, associados a hipopituitarismo, que se de- senvolveram durante a gestação ou no período pós- parto, não havendo relato de instabilidade hemodi- nâmica em nenhum momento. Em todos, os episódios de hipoglicemia desapareceram após o tratamento com glicocorticóides. Isso demonstrou uma relação de causa e efeito entre hipocortisolismo e hipoglicemia. Em uma das pacientes, o estudo histopatológico da hipófise revelou o diagnóstico de hipofisite linfocítica. Além disso, nas três pacientes, o hipopituitarismo apresentava algumas particularidades, sugestivas de acometimento hipofisário auto-imune. Sabe-se que, nas agressões hipofisárias de natureza múltipla (tumores, radioterapia, isquemia hipofisária), observa- mos, em geral, uma ordem de disfunção hormonal, sendo o setor produtor de GH o mais precocemente acometido seguido pelo setor gonadotrófico. Segue-se a isto o comprometimento do setor corticotrófico, tireotrófico e finalmente lactotrófico (6). Essa ordem não foi respeitada tanto nos pacientes acima descritos como naqueles apresentados inicialmente. Isso nos leva a pensar numa agressão celular específica do tipo auto-imune, na qual não se observa, em geral, a ordem clássica de acometimento da função hipofisária.
Mostrar mais

8 Ler mais

Bola fúngica dos seios paranasais: relato de dois casos e revisão de literatura.

Bola fúngica dos seios paranasais: relato de dois casos e revisão de literatura.

Objetivo: Relatar dois casos de bola fúngica dos seios paranasais e ressaltar aspectos importantes desta patologia. Relato dos Casos: Caso 1) Paciente do sexo feminino, 78 anos, apresentou-se com queixas de dor facial há 6 meses e história prévia de tratamento endodôntico. Ao exame físico consta- tou-se a presença de secreção purulenta em meato médio esquerdo. O Raio X apresentou velamento completo do seio maxilar esquerdo, enquanto a tomografia computadorizada mostrou lesão calcificada neste local. Realizou-se sinusotomia que evoluiu bem. Caso 2) Paciente do sexo feminino, 70 anos, procurou atendimento por história de sinusites de repetição. Ao exame físico não se percebeu nenhuma particularidade. A tomografia computadorizada, assim como a ressonância magnética, detectou espessamento da parede mucosa do seio maxilar esquerdo, além de uma massa calcificada. Realizou- se a mesma sequência de tratamento e a paciente também evoluiu bem.
Mostrar mais

5 Ler mais

Síndrome de Melkersson-Rosenthal: relato de 4 casos e revisão da literatura.

Síndrome de Melkersson-Rosenthal: relato de 4 casos e revisão da literatura.

Em três casos a paralisia facial antçcedeu ao edema em tempo que variou de 2 até 34 anos; em apenas um paciente (caso 2) o edema antecedeu a paralisia facial, por 2 anos.. Em nossa ca[r]

5 Ler mais

Show all 10000 documents...