Top PDF PROJETO DE SAÚDE NO TERRITÓRIO COMO ESTRATÉGIA PARA PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ

PROJETO DE SAÚDE NO TERRITÓRIO COMO ESTRATÉGIA PARA PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ

PROJETO DE SAÚDE NO TERRITÓRIO COMO ESTRATÉGIA PARA PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ

Este ar tículo repor ta una exper iencia vivida en la construcción de un proyecto de salud en el terr itor io (PST) en el Complejo Sinhá Sabóia, en Sobral, Ceará, Brasil. Este es un informe de exper iencia que descr ibe el uso de un PST como una herramienta tecnológica de apoyo a la atención a la salud, con foco en la organización de un foro social de la juventud (FSJ) para discutir acciones relacionadas con la cultura de la paz, apoyándose en la par ticipación de líderes comunitar ios, equipos de los centros de salud de la familia (CSF) “Sinhá Sabóia” y “Cohab II”, escuelas municipales y del estado y los consejos de salud municipales y locales. Las acciones incluyeron las 3 etapas del PST: a) preparación; b) planif icación/implementación; y c) evaluación. La violencia demostró ser un determinante social de la salud en el terr itor io, lo que fomentó las estrategias de gestión y estableció redes de co-gestión y co-responsabilidad, generando espacios para la reflexión acerca de la situación de los adolescentes del barr io y for taleciendo las acciones como un derecho de ciudadanía, así como fomentando el protagonismo juvenil para una cultura de la paz. El PST estimuló la práctica de planif icación y evaluación de la salud, lo que permitió la congregación de los diversos sectores y del poder público e instigó el diálogo acerca de cuestiones inherentes a los modos y las condiciones de vida de la población.
Show more

7 Read more

O teatro como estratégia para a construção da paz

O teatro como estratégia para a construção da paz

Descrever a experiência na elaboração de um espetáculo teatral com participação de adolescentes para estimular a reflexão sobre a realidade e contribuir para a redução da violência. Foram selecionados 10 adolescentes, alunos de escolas públicas que participaram de processo de formação teatral e produção de um espetáculo com temas oriundos de suas vivências no meio social e familiar. Ao longo do ano de 2006, a peça foi exibida em 20 apresentações, inclusive como parte de eventos organizados pela Prefeitura do Município de Embú - SP, como a Conferência Municipal de Saúde e o calendário de apresentações que acompanhou as festas de fim de ano. No total, cerca de 3.000 pessoas assistiram ao espetáculo. Na opinião das autoras, esta é uma estratégia válida, como ferramenta de mobilização e empoderamento dos atores, professores e comunidade local, para a promoção da saúde, enfrentamento e redução da violência. Considera-se que para esta estratégia ser efetiva em situações semelhantes, deve ser construída coletivamente, respeitando a cultura, a história e o contexto social do público alvo. Descritores: Violência; Drama; Saúde escolar; Promoção da saúde
Show more

4 Read more

Bullying no contexto escolar : prevenção da violência e promoção da cultura da paz na perspectiva de  adultos e crianças

Bullying no contexto escolar : prevenção da violência e promoção da cultura da paz na perspectiva de adultos e crianças

Como Vírseda (2011), ressaltamos que qualquer estratégia de intervenção na escola para melhorar a convivência entre as crianças, e entre professores e alunos, depende do trabalho conjunto de todos os atores envolvidos. Dessa forma, dificilmente boas estratégias terão efeito se quem for implantá-las, embora bem intencionado e com bons conhecimentos, estiver sozinho. Apesar da motivação e do empenho de Olívia, seu trabalho parecia interpretado pelos demais atores da escola como exclusivamente dela e, dessa maneira, se constituiu somente como um momento de consolidação de regras valorizadas pela administração e pela equipe docente da escola. Ao contrário do que relataram os adultos entrevistados, não observamos no Projeto Virtudes o potencial de evitar o bullying, até porque Olívia não tratou do tema diretamente com os alunos. Higgins (1991) enfatiza ser essencial que o professor assuma o papel de defensor da justiça no contexto educativo. Com base na discussão aberta, na apresentação de diferentes pontos de vista e argumentos, na participação coletiva na construção de regras e no desenvolvimento da solidariedade na comunidade, o professor pode desenvolver entre os alunos pensamentos e comportamentos justos. A justiça, a paz e a negociação pacífica de conflitos são caminhos contrários ao bullying e são internalizados somente se discutidos e vivenciados afetivamente no cotidiano escolar.
Show more

207 Read more

PROTAGONISMO JUVENIL NA PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA E PROMOÇÃO DA CULTURA DA PAZ EM UMA CIDADE DO INTERIOR DA BAHIA

PROTAGONISMO JUVENIL NA PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA E PROMOÇÃO DA CULTURA DA PAZ EM UMA CIDADE DO INTERIOR DA BAHIA

Portanto, ações intersetoriais, atividades educativas, notificação de agravos de violência, assistência social e jurídica, assim como, o envolvimento dos grupos que sofrem e produzem a violência na busca de alternativas para minimizá-las devem ser implementadas, visando à responsabilidade social e priorizando as fases mais vulneráveis às violências, riscos a saúde condicionantes e determinantes. Este artigo busca relatar a experiência de um projeto de extensão, desenvolvido nas escolas da rede pública de Feira de Santana, com o objetivo estimular a produção de tecnologias educativas para a prevenção da violência e promoção da cultura da paz nas escolas, assim como, disseminar ações de enfrentamento da violência entre estudantes, educadores e outros profissionais envolvidos com a escola e a comunidade com vistas à formação de agentes multiplicadores da paz social.
Show more

19 Read more

O teatro como estratégia para a construção da paz.

O teatro como estratégia para a construção da paz.

Descrever a experiência na elaboração de um espetáculo teatral com participação de adolescentes para estimular a reflexão sobre a realidade e contribuir para a redução da violência. Foram selecionados 10 adolescentes, alunos de escolas públicas que participaram de processo de formação teatral e produção de um espetáculo com temas oriundos de suas vivências no meio social e familiar. Ao longo do ano de 2006, a peça foi exibida em 20 apresentações, inclusive como parte de eventos organizados pela Prefeitura do Município de Embú - SP, como a Conferência Municipal de Saúde e o calendário de apresentações que acompanhou as festas de fim de ano. No total, cerca de 3.000 pessoas assistiram ao espetáculo. Na opinião das autoras, esta é uma estratégia válida, como ferramenta de mobilização e empoderamento dos atores, professores e comunidade local, para a promoção da saúde, enfrentamento e redução da violência. Considera-se que para esta estratégia ser efetiva em situações semelhantes, deve ser construída coletivamente, respeitando a cultura, a história e o contexto social do público alvo. Descritores: Violência; Drama; Saúde escolar; Promoção da saúde
Show more

4 Read more

Oficina de memória para idosos: estratégia para promoção da saúde.

Oficina de memória para idosos: estratégia para promoção da saúde.

Ao final da OFM, isto é, no décimo encontro, solicitou-se aos idosos que preenchessem um questionário contendo questões correspondentes às utilizadas na entrevista inicial, acrescidas de questões sobre as “estratégias de memória” em uso, como pode ser observado no Quadro 1 anteriormente apresentado obtendo-se, desta forma, dados para reavaliação dos idosos e avaliação da Oficina de Memória enquanto estratégia promotora da saúde dessa população.

10 Read more

Promoção da saúde da mulher  : avaliação de estratégia educativa

Promoção da saúde da mulher : avaliação de estratégia educativa

Trabalhar a motivação do cliente/paciente requer a participação do profissional. A formação do profissional de enfermagem permite-lhe desenvolver programas direcionados à promoção, prevenção e detecção de enfermidades crônicas como o câncer de mama, bem como estudar e utilizar metodologias científicas que possibilitem avaliar situações nas quais se percebem melhorias nos aspectos da qualidade de vida, satisfação humana, comportamentos sociais, entre outras mudanças consideradas objetivos da promoção da saúde. Corroborando Higarachi (2005), avaliar os resultados de uma prática é sempre um desafio constante e grande parte das dificuldades está relacionada a processos que envolvem interesses, motivações, desejos, conceitos e expectativas entre quem ensina e quem aprende. Nessa perspectiva, a avaliação da aplicabilidade de um manual de orientações a mastectomizadas poderá contribuir para o aprimoramento do instrumento de trabalho, como também para a detecção de sentimentos positivos que motivem as mulheres para a adoção de medidas favorecedoras da manutenção da sua saúde.
Show more

142 Read more

Movimentos cristãos e promoção da paz

Movimentos cristãos e promoção da paz

Embora desde Paulo VI a diplomacia vaticana viesse intervindo cada vez mais visivelmente no domínio temporal, em especial através de redes de laicos ou religiosos e de redes transversais de ONGs instaladas num grande número de Estados, comparada com a sua doutrina para a paz, a teorização da resolução de conflitos permaneceria durante anos uma vertente não aprofundada pela Igreja Católica, porquanto, apenas recentemente esta viria a conferir maior ênfase à “não- violência”, às questões em torno da “guerra justa”, à resolução de conflitos e à transformação das sociedades como instrumento para a sua normalização. Daqui resultou uma evolução na abordagem diplomática do Vaticano que, abdicando da vocação e do poder de intervir exclusivamente como estrutura teocrática através dos canais oficiais e dos seus diplomatas acreditados – núncios apostólicos, desconfessionalizou, desconcentrou, descentralizou e laicizou a sua acção diplomática em favor dos bispos locais e de organizações laicas, explorando assim novos caminhos diplomáticos, fechados à Cúria Romana, de facilitadores da paz e aderindo a um novo paradigma assente num conceito de multi-track diplomacy (Marret, Jean-Luc – La fabrication de la paix, nouveaux conflits, nouveaux acteurs, nouvelles méthodes. Paris: Éditions Ellipses, 2001).
Show more

6 Read more

O contributo do Islão para a promoção da paz

O contributo do Islão para a promoção da paz

para a promoção da paz no mundo. Embora se deva contextualizar a sua reflexão na realidade de África, o desafio que coloca do ponto de vista ético em todo o trabalho institucional que vai promovendo pelo mundo em desenvolvimento, os princípios orientadores são sempre os mesmos, ou seja, de uma perspectiva do mundo estável, seguro e movido pela esperança, onde a fé deve servir não para receber mas para se rejubilar no acto da dádiva. Para este líder muçulmano,

6 Read more

A construção da cultura de paz como uma estratégia de superação da violência no meio escolar: impasses e desafios

A construção da cultura de paz como uma estratégia de superação da violência no meio escolar: impasses e desafios

Neste sentido, compartilhamos a posição de Guimarães (2003), que sustenta ser necessário abolir preconceitos, fortalecer a capacidade de mudança e empode- rar jovens e crianças na educação para a paz, pois as pessoas têm poderes diferen- ciados e, é preciso incentivá-las a lidar com os poderes. É preciso criticar o currí- culo oculto, superando a cultura que reproduz a violência, e criticar a violência de forma histórica, discutindo além dos congressos, nos pequenos grupos por onde circulamos, criando referências não violentas pessoais e comunitárias. Para criar a escola da paz, o primeiro passo é criar comunidade, criar relação, começar a ligar a paz com a idéia de uma sociedade democrática e inclusiva. Este autor defende a idéia de que a paz se aprende, a paz não é um estado, mas uma construção, e essa construção se faz quando se empodera as pessoas para a não-violência, num pro- cesso dialógico-conflitivo de ressignificação das práticas educativas tanto da escola, como da sociedade de um modo geral. Para Milani (2003, p. 32), “constru- ir uma cultura de paz é promover transformações necessárias e indispensáveis para que a paz seja o princípio governante de todas as relações humanas e soci- ais”. Nesse processo, alunos, educadores e a sociedade em geral vão dialogando na perspectiva da superação de preconceitos e discriminações sociais, raciais, familiares, econômicas, entre outras., desenvolvendo potencialidades numa rela- ção de reciprocidade, que leve ao encontro de respostas para uma vida mais digna.
Show more

19 Read more

Promoção da saúde no território: potências e desafios dos projetos locais

Promoção da saúde no território: potências e desafios dos projetos locais

sou-se a organização do corpus textual; seguido da 2. Codifica- ção e categorização dos dados com a seleção dos fragmentos textuais que apresentaram maior recorrência e a identificação dos elementos discursivos que empregaram sentido ideológico às falas dos participantes, por último, a 3. Crítica explanatória por meio da qual discutem-se as alternativas críticas para contrapor os discursos materializados nas falas dos participantes. Assim, o artigo retrata a categoria Ações de Promoção da Saúde no Território: Foco, Objeto, Ênfase e Campo de Ação, que compõe, juntamente com outras 3 categorias, o material tratado em uma Tese de Doutoramento. Optou-se por apresentar neste texto apenas uma categoria pela extensão do material.
Show more

8 Read more

A promoção da saúde no território Jardim Guanabara em Fortaleza – a  como caminho

A promoção da saúde no território Jardim Guanabara em Fortaleza – a como caminho

O intento de se trabalhar em redes é ponderado como uma forma de colocar em ação técnicas articulatórias mais horizontalizadas que implicam a identificação de sujeitos coletivos que se acoplam em torno de valores, escopos e projetos frequentes. Fica claro que, conservadas suas especificidades, as coligações trabalham com probabilidades muito próximas que procuram (MENDES, 2008): mover e induzir os sujeitos a colaborar desenvolvendo métodos participativos e soluções por intermédio de ação conjunta; distinguir e valorizar as provas e dar voz aos atores da sociedade civil e dos institutos locais; explorar práticas cada vez mais proferidas e fortalecer a gestão agregada e participativa proporcionando realce à intersetorialidade que brota como uma admirável estratégia e como sinônimo de sinergia, de competência de articulação dos distintos níveis, desde o central, o regional, até o local, em torno de desígnios direcionados à melhoria da qualidade de vida e ao bem-estar das pessoas; cultivar programas participativos e medir permanentemente as ações, de maneira a cogitar sobre a sustentabilidade dos projetos, das atuações e das políticas, convertendo-a em questão constante de pauta para os gestores.
Show more

160 Read more

Promoção da Saúde no Território: Discursos e Representações sobre uma Comunidade

Promoção da Saúde no Território: Discursos e Representações sobre uma Comunidade

[...] é um bairro que tem um potencial histórico para o turismo muito grande, mas não tem a valorização necessária que precisa para que isso aconteça. Eu visualizo o território como um bairro que conta a história da cidade de João Pessoa. Um grande exemplo disso é a Fazenda da Graça, fica dentro da fábrica. É uma fazenda que pertenceu ao primeiro arcebispo da Paraíba, Dom Adauto, e foi por conta dessa fazenda que se originou o nome do bairro [...] o rio Sanhauá que é um outro potencial turístico do bairro onde a gente pode ver que foi por aqui onde os portugueses chegaram. Com relação ao povo em si, é um povo muito acolhedor, sabe? Gosta de receber pessoas de fora, sente essa carência, né? De não tem proximidade com visitas, com as pessoas, então tem esse carisma de receber e receber bem. É um bairro que tem um potencial muito grande, mas por falta de incentivo fica para trás [...] RC 09.
Show more

10 Read more

Uma proposta de modelagem de política pública para a redução da violência escolar e promoção da Cultura da Paz.

Uma proposta de modelagem de política pública para a redução da violência escolar e promoção da Cultura da Paz.

Este trabajo presenta un modelo de políticas públicas visando la reducción de la violencia escolar y promoción de la Cultura de la Paz, teniendo como foco la prevención y la mediación del conflicto. Resulta de trabajo presentado a una Secretaria Municipal de Educación de ciudad de grande porte del Brasil y, después, perfeccionada con discusiones envolviendo agentes públicos estaduales y gestores del sistema público de educación. Parte de la hipótesis de que (1) la masificación de la escuela reunió alumnos distintos e diferentes, (2) que eso naturalmente provoca conflictos y (3) que los conflictos no trabajados provocan las situaciones de violencia. Conceptos, tipología y acciones específicas son presentados para la implantación de la política pública, bien como el cuestionario de orientación para discusiones y coleta de datos.
Show more

28 Read more

Análise do território da estratégia saúde da família por meio do geoprocessmento

Análise do território da estratégia saúde da família por meio do geoprocessmento

São estabelecidas nesta Norma tanto os aspectos de natureza operacional como também aqueles intrinsecamente necessários ao gerenciamento dos serviços e ações de saúde estabelecidos pela Constituição de 1988, nos três níveis de governo, como também do controle, acompanhamento e fiscalização da aplicação dos recursos.[...] Pretende-se que através do conhecimento e domínio total das instruções aqui contidas e da subsequente familiarização com o sistema de financiamento implantado possa ser adotada a política proposta, baseada na concessão de um crédito de confiança aos Estados e Municípios, sem prejuízo do.acompanhamento a ser exercido pelos mecanismos de controle e avaliação que estão sendo desenvolvidos. [...] Visando a adoção da nova política de financiamento do SUS, o orçamento do INAMPS, definido para o exercício de 1991, será dividido em 5 itens: a) financiamento da atividade ambulatorial proporcional à população; b) recursos transferidos na forma de AIHs a cada unidade executora, proporcional à população; c) custeio da máquina administrativa do INAMPS/MS; d) custeio de Programas Especiais em saúde. e) investimentos (despesas de capital), alocados no Plano Quinquenal de Saúde MS/INAMPS, em lei orçamentária de iniciativa do Poder Executivo aprovados pelo Congresso Nacional, e em caráter excepcional a critério do Ministro de Estado da Saúde. [...] É importante para o êxito do programa o pressuposto da contrapartida dos Estados e Municípios de valores estabelecidos nos seus orçamentos, em conformidade com os Planos Estaduais e Municipais aprovados pelos respectivos Conselhos e referendados pelo Poder Executivo ( INSTITUTO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA MÉDICA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 1991).
Show more

117 Read more

Relacionamentos e a promoção da paz mundial: a visão de participantes de um movimento para a paz

Relacionamentos e a promoção da paz mundial: a visão de participantes de um movimento para a paz

Foi realizada através de uma equipe de base permanente de cem pessoas de distintas nacionalidades que fez o percurso completo. O objetivo da iniciativa foi chamar a atenção para a necessidade de eliminar as armas nucleares em nível mundial; retirar imediatamente as tropas invasoras dos territórios ocupados; reduzir progressiva e proporcionalmente os armamentos convencionais; assinar tratados de não-agressão entre países; conseguir a renúncia dos governos à utilização da guerra como meio para resolver conflitos; evidenciar outras diversas formas de violência (econômica, racial, sexual, religiosa), escondidas ou disfarçadas pelos que as provocam e, para proporcionar àqueles que a sofrem, uma maneira de se fazer escutar; e, finalmente, criar uma consciência global da necessidade de uma verdadeira Paz e de repúdio a todo tipo de violência. Em sua passagem pelas cidades, o movimento organizou fóruns, encontros, festivais, conferências e eventos (esportivos, culturais, sociais, musicais, artísticos, educativos, etc.), projetos colocados em ação por pessoas e organizações.
Show more

261 Read more

Promoção da saúde na Estratégia Saúde da Família: análise de políticas de saúde brasileiras.

Promoção da saúde na Estratégia Saúde da Família: análise de políticas de saúde brasileiras.

Assim, objetivou-se analisar políticas de saúde direcionadas à Saúde da Família, focando o acesso a medidas e bens necessários à qualidade de vida assim como a participação da população na defesa da saúde. Destacou-se a promoção da saúde, a partir do entendimento de que essas políticas refletem, em última instância, a ação mediadora do Estado brasileiro em torno de qualidades a serem efetivadas na atenção básica, em meio à historicidade dos modelos assistenciais construídos nacionalmente e à participação de diferentes sujeitos. Essas políticas evidenciam potenciais conteúdos reprodutores e transformadores do modelo instituído de atenção básica e permitem destacar, analiticamente, preceitos e modos de operacionalizar a promoção da saúde.
Show more

6 Read more

Promoção da saúde em idosos: projeto de intervenção na demência

Promoção da saúde em idosos: projeto de intervenção na demência

No Brasil, foram desenvolvidas, semanalmente, oficinas terapêuticas para idosos com demência. A duração das oficinas foi de aproximadamente 1 hora e 30 minutos, onde se estimularam o autocuidado e a manutenção da funcionalidade. Os autores utilizaram jogos de quebra-cabeças, memória e bingo; permitiram recordar a história individual de cada um através de fotografias familiares e fizeram passeios a parques, praias e outros locais de lazer. Estas oficinas foram aplicadas a 8 idosos, dos 61 a 89 anos que possuíam doença de Alzheimer. Segundo os autores, 5 idosos permaneceram independentes no período de 12 meses, na realização de algumas atividades. Contudo, houve um pequeno declínio nas atividades instrumentais de vida diária (Lindolpho et al., 2010). Ainda que os resultados do projeto sejam significativos, consideramos que o número da amostra é bastante pequeno, sendo que também seria interessante a existência de um grupo de comparação, que não participasse nas oficinas para comparação dos resultados com os que participaram.
Show more

87 Read more

Compliance e a cultura de paz

Compliance e a cultura de paz

No texto em comento, as bases ideológicas tiveram assento na Carta das Nações Uni­ das, na Declaração Universal dos Direitos Humanos, no Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos, no Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, na Declaração sobre o Direito ao Desenvolvimento, na Declaração e no Programa de Ação de Viena, na Preparação das Sociedades para Viver em Paz, na Declaração sobre o Direito dos Povos à Paz, e na Declaração e Programa de Ação sobre uma Cultura de Paz; a Declara­ ção sobre o Direito à Paz (A/RES/71/189). Contudo, para efeitos de compliance e antissuborno, poderíamos incluir as normas ISO (International Standardization Organization) n.º 37.001 que diz respeito ao Sistema de Gestão Antissuborno e n.º 19.600 que trata do Sistema de Gestão de Compliance e os seguintes tratados: a) Convenção sobre o Combate da Corrupção de Fun­ cionários Públicos Estrangeiros em Transações Comerciais Internacionais da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE); b) Convenção Interamericana Contra a Corrupção; c) Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção que inspirou, por exemplo, a lei brasileira n.º 12.846/2013, chamada de Lei Anticorrupção.
Show more

22 Read more

Habitação saudável e ambientes favoráveis à saúde como estratégia de promoção da saúde.

Habitação saudável e ambientes favoráveis à saúde como estratégia de promoção da saúde.

Dessa forma, o desenvolvimento local inte- grado e sustentável como política pública, no caso do Brasil, passaria a ser uma estratégia comple- mentar de desenvolvimento, gerando crescimento econômico e reduzindo as desigualdades sociais e regionais, com práticas políticas e sociais num sentido de ampliação e democratização do espa- ço público e alargamento da cidadania. E o de- senvolvimento local integrado e sustentável seria o instrumento de Promoção da Saúde dentro do contexto da habitabilidade urbana e habitacio- nal e da ambiência, trazendo a construtibilidade de ambientes promotores de saúde das popula- ções. Entendendo a construtibilidade com o o conceito referente à qualidade técnico-constru- tiva, ambiental e econômico-financeiro que in- corpora as práticas socioculturais locais ou regi- onais; as tipologias construtivas (em relação à fundação, estrutura, vedações, cobertura, insta- lações hidráulicas, sanitárias e elétricas) e a raci- onalização do produto (referente a modulação, padronização, normatização, flexibilidade e du- rabilidade dos materiais e sistemas construtivos empregados) 22 .
Show more

8 Read more

Show all 10000 documents...

Related subjects