Top PDF Propostas de termodinâmica para os ensinos fundamental e médio

Propostas de termodinâmica para os ensinos fundamental e médio

Propostas de termodinâmica para os ensinos fundamental e médio

Neste trabalho, propomos a utilização de experimentos relacionados com termodinâmica, como uma ferramenta adicional para uso em sala de aula. Com a proposta de roteiros de práticas para um melhor aproveitamento dos experimentos práticos. Apresentamos também simulações que abordam temas relacionados a termodinâmica, como meio alternativo aos experimentos práticos, pois não se faz necessário levar todo um aparato, que seria necessário em um experimento prático. O trabalho busca definir se ambos podem ser utilizados em conjunto para melhorar o entendimento de conceitos relevantes. Os experimentos servem como um modo de aula alternativo ao modo tradicional, para tentar trazer aos alunos uma aula diferente da qual estão acostumados. Por fim, relatamos uma experiência sobre a aplicação desses experimentos e fizemos questionamento aos alunos acerca de sua preferência, com relação ao tipo de aula que preferem e se os mesmos tinham entendido o que foi explicado nas simulações, além de aplicar exercícios relacionados aos tema. As simulações foram aplicadas em escolas de ensino fundamental.
Mostrar mais

42 Ler mais

Transição entre os Ensinos Fundamental, Médio e Superior em São Paulo

Transição entre os Ensinos Fundamental, Médio e Superior em São Paulo

encontradas propostas de articulação dos conhecimentos entre esses dois domínios. Os conhecimentos algébricos associados à noção de função, desenvolvidos no Ensino Médio, são utilizados como ferramentas explícitas para a solução de tarefas, que envolvem as noções de derivada e integral de funções de uma variável real a valores reais no Ensino Superior. Observa-se que dispor dessas ferramentas auxilia os estudantes a criar as novas imagens mentais, pois o recurso às representações gráficas das funções permite visualizar as propriedades delas e melhor compreender as novas noções que estão sendo introduzidas e que, muitas vezes, são consideradas como novos meios para simplificar, controlar e justificar o trabalho matemático.
Mostrar mais

10 Ler mais

ASSEMBLEIAS DE CLASSE E DE SEGMENTO COM CARÁTER DELIBERATIVO: UMA EXPERIÊNCIA NOS ENSINOS FUNDAMENTAL II E MÉDIO

ASSEMBLEIAS DE CLASSE E DE SEGMENTO COM CARÁTER DELIBERATIVO: UMA EXPERIÊNCIA NOS ENSINOS FUNDAMENTAL II E MÉDIO

coordenação de pontos de vista, e a consideração e tomada de novas perspectivas. A partir daí, foi possível sintetizar, esclarecer, reunir e organizar as várias contribuições em cada sala e entre as salas. Vê-se que uma tarefa cognitiva e moral foi realizada, uma vez que foi preciso um esforço dos participantes em coordenar as diferentes possibilidades e implicações das propostas e escolhas, sejam relacionadas ao calendário escolar, ao estudo, ao ambiente da escola, como às relações interpessoais. Assim, nas discussões, o tema em foco foi tratado, as propostas apresentadas, esclarecidas, discutidas, reformuladas e compartilhadas. O assunto foi debatido chegando-se a um resultado, não obstante tendo-se consciência de que o processo, e o que ele possibilita em termos de desenvolvimento, supera o resultado em si. Pode-se afirmar, assim, que houve a participação da comunidade escolar para se tratar do assunto em pauta. Para isso, foi imprescindível uma intervenção adequada da equipe gestora e dos professores que possibilitasse o desenvolvimento desse processo de maneira democrática. Ressaltando-se que na atuação da equipe, o papel assumido foi o de mediadores e facilitadores para a participação democrática dos alunos nas assembleias, não como figuras de autoridades.
Mostrar mais

22 Ler mais

Leitura nos ensinos fundamental e médio: reflexões sobre algumas práticas

Leitura nos ensinos fundamental e médio: reflexões sobre algumas práticas

Resumo: Neste artigo, nosso objetivo é apresentar e discutir as concepções de leitura/letramento subjacentes às práticas de leitura/escrita propostas pelos/as professores/as em uma escola de Ensino Fundamental e Médio, localizada em Florianópolis. Para tanto, inicialmente é traçado um panorama das concepções de leitura/letramento que subsidiaram teoricamente a análise. A seguir, é apresentado o resultado da pesquisa com 40 contextualizações de atividades de leitura/escrita, elaboradas por professores/as e publicadas em uma revista da escola, cuja finalidade é a divulgação de textos produzidos por alunos/as. Após uma primeira análise, as atividades são divididas em dois grupos (leitura de literatura e outras práticas de letramento), os quais, em um segundo momento, são subdivididos em nove categorias, de acordo com os objetivos, procedimentos de leitura e diversidade de eventos de letramento. Esperamos, através da análise, dar a conhecer algumas práticas de uso da linguagem trabalhadas na escola e sua relação com as concepções de leitura e letramento.
Mostrar mais

26 Ler mais

Perguntas de compreensão de leitura em livros didáticos dos ensinos fundamental e médio

Perguntas de compreensão de leitura em livros didáticos dos ensinos fundamental e médio

Para promover a formação e o desenvolvimento do leitor, recuperando as etapas do processo de leitura e as discussões, Menegassi (2010) propõe que sejam trabalhados três tipos de perguntas: perguntas de resposta textual, perguntas de resposta inferencial, perguntas de resposta interpretativa. Elas são propostas, pois “as perguntas de leitura conduzem o aluno-leitor a realizar um trabalho de interação com o texto, a raciocinar sobre o que está lendo, a articular o tema do texto à sua vida pessoal e a criar uma interpretação textual própria” (ANGELO; MENEGASSI, 2014, p. 669). As perguntas precisam atender uma ordem crescente de dificuldades, de modo a conduzir o leitor a uma progressiva reflexão sobre o texto com o qual está interagindo (ANGELO; MENEGASSI, 2014, p. 670).
Mostrar mais

21 Ler mais

Educação Empreendedora nos Ensinos Médio e Fundamental: Diversas Percepções

Educação Empreendedora nos Ensinos Médio e Fundamental: Diversas Percepções

Cada vez mais o ato de empreender deve ser agregado a conteúdos e a ações pedagógicas trabalhadas no Ensino Médio e Fundamental, para formar indivíduos determinados e dispostos a planejar, criar e inovar. Neste trabalho, empreendedorismo e educação empreendedora são considerados como um movimento educacional que se preocupa com o social (Martins, 2010). Por conseguinte, o que se busca através deste trabalho é aproximar as propostas do relatório UNESCO da sala de aula, desenvolvendo o saber aprender, o saber fazer, o saber ser, o saber conviver e o aprender a empreender, este último surgindo como proposta deste estudo.
Mostrar mais

11 Ler mais

Ensino de História e Música Popular: propostas e práticas no Ensino Médio

Ensino de História e Música Popular: propostas e práticas no Ensino Médio

Este trabalho apresenta um estudo sobre a utilização da linguagem musical como ferramenta pedagógica na produção dos saberes históricos no contexto escolar. Para tanto, serão consideradas a contribuição da História enquanto área do conhecimento fundamental na formação do pensamento crítico dos indivíduos que compõem a sociedade e a sua relação com a música, tendo em vista que a linguagem musical desperta o interesse dos alunos, facilitando a compreensão da História. Ao longo do texto, serão apresentadas e discutidas as transformações no campo da historiografia a partir da Escola dos Annales e as suas implicações no redimensionamento do trabalho do professor, as quais revitalizaram o processo de construção do conhecimento histórico em sala de aula, bem como de que maneira a relação entre ensino de história e música pode contribuir para uma maior ressignificação da prática pedagógica. O trabalho pretende, também, busca relatar as experiências docentes de professoras de História do ensino médio do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Itamaraju-BA, enfocando o trabalho com música no ensino de História.
Mostrar mais

114 Ler mais

Formação e evolução estelar como uma proposta de contextualização para o ensino de termodinâmica no ensino médio

Formação e evolução estelar como uma proposta de contextualização para o ensino de termodinâmica no ensino médio

Podemos agora, entender a relação entre o aparecimento das linhas espectrais de emissão ou absorção com a temperatura. Quando um gás é aquecido muitos elétrons dos elementos químicos que o compõem, ao absorver energia através das colisões passam do estado fundamental para estados excitados. O número de elétrons nos estados excitados depende da temperatura de tal maneira que algumas linhas de absorção ou emissão só irão aparecer no espectro se o gás estiver em temperatura suficiente para que elétrons estejam nos níveis associados a estas linhas. Para ilustrar, considere as linhas do Hidrogênio na faixa do espectro visível, as linhas de Balmer. Para que elas estejam presentes no espectro de absorção de uma estrela é necessário que os elétrons dos átomos de hidrogênio estejam excitados ao nível n = 2. Isso só acontece em estrelas com temperaturas superficiais em torno de 10000K. Para temperaturas menores, muito poucos elétrons estarão no nível n=2 e as linhas de Balmer não aparecerão. Já em estrelas com temperaturas muito altas, existe energia suficiente para ionizar quase todos os átomos de hidrogênio de modo que não existirão transições eletrônicas no átomo de hidrogênio, e consequentemente, as linhas de Balmer não aparecerão no espectro. Resta ainda um questionamento: Se os átomos emitem em linhas espectrais, de onde vem o espectro contínuo? Ele é gerado devido ao alargamento das linhas espectrais causado pela forte interação entre os átomos num corpo sólido, líquido ou num gás denso [2].
Mostrar mais

127 Ler mais

AS PROPOSTAS DE ENSINO MUSICAL DESENVOLVIDAS NO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO: RESULTADOS DE UM SURVEY DE PEQUENO PORTE REALIZADO NA CIDADE DE SANTA MARIA – RS

AS PROPOSTAS DE ENSINO MUSICAL DESENVOLVIDAS NO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO: RESULTADOS DE UM SURVEY DE PEQUENO PORTE REALIZADO NA CIDADE DE SANTA MARIA – RS

Na atualidade, é possível justificar a efetuação de pesquisas que tratem do assunto “propostas de ensino musical desenvolvidas nas escolas de ensino fundamental e médio” pelo fato de ainda existir um desconhecimento daquelas que são realizadas na maioria das escolas regulares em diversas regiões e/ou localidades específicas em nosso país. Tais dados poderão trazer para a área de Educação Musical informações relevantes, na medida que poderão identificar as propostas de ensino que são executadas decorrentes de vivências empíricas dos professores de música nos contextos educacionais, as quais podem ir além das discussões teóricas e, muitas vezes, utópicas sobre o assunto. Além disso, esses dados poderão auxiliar nas discussões e implementações de cursos e/ou programas de formação continuada para professores, uma vez que possibilita um maior conhecimento do perfil do trabalho realizado por esses profissionais nas escolas do ensino fundamental e médio.
Mostrar mais

10 Ler mais

O SINAL DE IGUALDADE E SEUS DIFERENTES SIGNIFICADOS: BUSCANDO RUPTURAS NA TRANSIÇÃO ENTRE OS ENSINOS FUNDAMENTAL I E II

O SINAL DE IGUALDADE E SEUS DIFERENTES SIGNIFICADOS: BUSCANDO RUPTURAS NA TRANSIÇÃO ENTRE OS ENSINOS FUNDAMENTAL I E II

A transição dos anos finais do Ensino Fundamental I (EFI) para os anos iniciais do Ensino Fundamental II (EFII) – transição que compreende o término do Ciclo 2, a saber, 4 o e 5 o anos 1 e início do Ciclo 3, formado por 6 o e 7 o anos – tem sido objeto de pesquisa de muitos educadores e psicólogos, e tema de investigação de dissertações e teses nos últimos 30 anos. Segundo Hauser (2007), entre 1987 e 2004, quatorze dissertações e uma tese foram defendidas em programas de pós-graduação no Brasil tratando-se especificamente da transição, passagem ou ruptura entre as duas etapas do Ensino Fundamental. Somam-se a estes publicações, artigos em periódicos de pedagogia e psicologia, bem como trabalhos em congressos, os quais se debruçam sobre esta temática, como alguns que discutiremos a seguir, em nossa revisão de literatura.
Mostrar mais

16 Ler mais

Termodinâmica

Termodinâmica

55-A primeira lei da Termodinâmica trata do princípio de conservação da energia. Nela, uma dada quantidade de calor, ΔQ, cedida a um sistema termodinâmico será usada para aumentar a energia interna, ΔU, do sistema e realizar trabalho, ΔW. Dessas três grandezas da primeira lei: A) ΔQ é independente do processo.

11 Ler mais

Demonstrações no ensino fundamental e médio

Demonstrações no ensino fundamental e médio

Os livros que tratam da história da matemática afirmam que este método adotado por Euclides ern Os Elementos se tornou modelo de matemática perfeita por quase 2000 anos (filial do [r]

65 Ler mais

A Criptografia no ensino fundamental e médio

A Criptografia no ensino fundamental e médio

In this work, we embarked for examining the use of the cryptography in teaching mathematics in fundamental levels and East by performing examples of practical use of the mathematical content of the curriculum base of basic education as a form of amplitude of mathematical paths display in the teaching process learning with the school environment. The study of this work begins with the elucidation of the major historical events that contributed to the development of cryptography and technologies as we know them today. During the work forms of code letters construction are presented by encrypting the use of mathematical knowledges. All this has as main broader anchor point to build a meaning of some mathematical content that are often presented in raw form and without any attraction that motivate students to develop knowledge around what is taught. Finally, to address the main applications of cryptography that are presented in our day to day and often do not see its importance, nor do we see all the mathematical universe that exists behind a simple message sent from one device to another.
Mostrar mais

35 Ler mais

Modelagem e simulações computacionais: uma abordagem para o ensino de gases e termodinâmica no ensino médio

Modelagem e simulações computacionais: uma abordagem para o ensino de gases e termodinâmica no ensino médio

A proposta apresentada a seguir se traduz em uma organização didática para trabalhar os conteúdos de Gases e Termodinâmica utilizando modelagem e simulações computacionais. Porém, destacamos que o uso dessas metodologias de ensino não ocorrerá em todas as aulas. Com a finalidade de orientar para o seu uso, o produto proposto será dividido em três módulos de conteúdos, em que serão descritos os objetivos específicos de cada módulo e o encaminhamento metodológico. Além disso, o presente trabalho contará com um material complementar ao aluno com exercícios de sala e exercícios de aperfeiçoamento (Apêndice A) e um material para o professor (Apêndice B), o qual consiste na descrição das aulas realizadas na aplicação do produto.
Mostrar mais

138 Ler mais

PROPOSTAS PARA O ENSINO DE NÚMEROS COMPLEXOS NO ENSINO MÉDIO

PROPOSTAS PARA O ENSINO DE NÚMEROS COMPLEXOS NO ENSINO MÉDIO

Foi Gauss que outorgou aos complexos o “direito de cidadania”, n˜ao s´o explorando a identificac¸˜ao do conjunto dos n´umros complexos com o plano, mas principalmente usando os complexos para obter diversos resultados sobre Geometria plana e sobre os n´umeros reais, e at´e sobre os n´umeros inteiros. Foi com a ajuda dos complexos que Gauss decidiu quais eram os pol´ıgonos regulares construt´ıveis com r´egua e compasso, ou que n´umeros inteiros podiam ser escritos como soma de dois quadrados. Foi uti- lizando o plano complexo que Gauss deu sua demonstrac¸˜ao geom´etrica de que todo polinˆomio de coeficientes reais pode ser decomposto em fatores de grau m´aximo dois o que equivale ao Teorema Fundamental da ´ Algebra (CARNEIRO, 2004, p.5).
Mostrar mais

63 Ler mais

Temporalidade e aprendizagem Histórica nas propostas curriculares para o ensino Médio no Brasil

Temporalidade e aprendizagem Histórica nas propostas curriculares para o ensino Médio no Brasil

Em 2002, foi publicado o PCN+, que nas palavras do então ministro da educação, Paulo Renato Souza, não deveria ser entendido como um documento prescritivo, pois teria sido criado para servir de “apoio” ao professor/a na construção de um currículo que promova o desenvolvimento das competências. Esse documento retoma alguns aspectos dos PCNEM anteriores, tais como as reformas do Ensino Médio e o significado das competências. Discorre sobre a articulação entre as áreas de ensino e entre as disciplinas, enfatizando a ideia de interdisciplinaridade e a contextualização.
Mostrar mais

13 Ler mais

Ensinando a natureza estatística da segunda lei da termodinâmica no ensino médio.

Ensinando a natureza estatística da segunda lei da termodinâmica no ensino médio.

onde o denominador ´e o n´ umero de permuta¸c˜oes de 10 posi¸c˜oes e o denominador ´e o n´ umero de permuta¸c˜oes de 5 bolas pretas; o denominador ´e introduzido, pois as bolas pretas po[r]

9 Ler mais

Engenharia na escola: a disciplina de topografia como meio aproximador entre os ensinos médio e superior

Engenharia na escola: a disciplina de topografia como meio aproximador entre os ensinos médio e superior

lei estipula a reserva de 50% das vagas em instituições federais para estudantes que cursaram o Ensino Médio integralmente em escolas públicas. Os discentes, oriundos dessas ações afirmativas, transmitem que existe um desconhecimento sobre as oportunidades de bolsas e ações extensionistas que a UFC proporciona antes destes ingressarem na Universidade, além de relatarem um conhecimento superficial sobre as atribuições dos engenheiros no mercado de trabalho. Poder relacionar os conteúdos vistos em sala de aula com a prática no cotidiano é outro aspecto que pode ser acrescido na formação dessas pessoas. A divulgação das informações da Universidade juntamente com a aplicação teórica de assuntos vistos durante a vida escolar pode contribuir para uma maior motivação dos alunos oriundos de escolas públicas em cursarem engenharia em uma universidade pública.
Mostrar mais

50 Ler mais

Anatomia humana para ensino fundamental e médio

Anatomia humana para ensino fundamental e médio

Todos estes alunos são acompanhados pelos seus respectivos professores de ciências, que de uma maneira geral aproveitam a oportunidade para reciclar seus conhecimentos e se atualizar n[r]

1 Ler mais

O currículo para o Ensino Médio em suas diferentes modalidades: concepções, propostas e problemas.

O currículo para o Ensino Médio em suas diferentes modalidades: concepções, propostas e problemas.

Passados sete anos de defesa de uma concepção de ensino médio integrado, encontramo-nos hoje com perspectivas virtuosas trazidas pela aprovação das novas Diretrizes Curriculares Nacion[r]

18 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados