Top PDF Qualidade física e matéria orgânica do solo em sistema de integração lavoura - pecuária submetido a doses de nitrogênio

Qualidade física e matéria orgânica do solo em sistema de integração lavoura - pecuária submetido a doses de nitrogênio

Qualidade física e matéria orgânica do solo em sistema de integração lavoura - pecuária submetido a doses de nitrogênio

O pisoteio dos animais favorece o processo de compactação do solo em áreas de Integração Lavoura Pecuária. Essa compactação apresenta efeitos negativos, dificultando o desenvolvimento de raízes, a disponibilidade de nutrientes, água e aeração, ocasionando perdas na produção, tornando-se indispensável à avaliação dos atributos físicos do solo para o monitoramento da qualidade do solo. A matéria orgânica do solo pode ser utilizada para avaliar a qualidade do solo, por apresentar relação com os atributos químicos, físicos e biológicos do solo. Sistemas de manejo conservacionistas com o plantio direto, juntamente com sistemas de integração entre lavoura e pecuária estão sendo utilizados para manter e até mesmo aumentar os teores de matéria orgânica do solo. Para avaliar estas questões está instalado na cidade de Guarapuava, PR, desde 2006, um experimento de integração lavourapecuária com ovinos, sob um Latossolo Bruno álico com textura argilosa, sob um clima classificado como Cfb. O estudo teve objetivo avaliar os atributos físicos do solo e quantificar o estoque de carbono orgânico do solo e sua compartimentalização em sistema submetido a quatro doses de N (0, 75, 150 e 225 kg ha -1 ) na pastagem de inverno, formada pelo consórcio de aveia preta (Avena
Mostrar mais

75 Ler mais

Dinâmica da matéria orgânica na fase inicial de implementação de um sistema de integração lavoura-pecuária-floresta

Dinâmica da matéria orgânica na fase inicial de implementação de um sistema de integração lavoura-pecuária-floresta

A biomassa microbiana do solo (BMS) é definida como uma estimativa da massa microbiana viva do solo, considerando-se toda a massa microbiana como uma entidade apenas (De-Polly & Guerra, 1999). O carbono da biomassa é primordialmente constituído por fungos, bactérias e arqueas (Kaschuk et al., 2010). A BMS é um importante componente na avaliação da qualidade do solo porque está diretamente ligado aos processos de decomposição natural, bem como a ciclagem de nutrientes e estabilização dos agregados (Mendes et al., 2003; Perez et al., 2004). A biomassa microbiana constitui uma fração pequena do COT, cerca de 2 a 5% e de 1 a 5% de N total do solo (Smith & Paul, 1990; Ferreira, 2013). Os estudos de caráter qualitativo e quantitativo da fração CBM são fundamentais para o processo de formação de substâncias húmicas e de micro-agregados (Six et al., 2002).
Mostrar mais

81 Ler mais

Estoques de carbono orgânico e de nitrogênio no solo em sistema de integração lavoura-pecuária em plantio direto, submetido a intensidades de pastejo.

Estoques de carbono orgânico e de nitrogênio no solo em sistema de integração lavoura-pecuária em plantio direto, submetido a intensidades de pastejo.

A intensidade de pastejo, além da quantidade de resíduos depositados, afeta também o modo como os animais distribuem os dejetos na área. Em intensidades moderadas de pastejo (20 cm de altura do pasto), não há falta e nem excesso de forragem a ponto de haver seleção por parte dos animais no pastejo, assim como o tempo em que os animais passam pastejando é menor (Baggio, 2007). Após pastejar, o animal irá ruminar e, com isso, a distribuição dos dejetos pode ser mais concentrada em determinados locais. Já em situações de baixa oferta ou baixa qualidade de forragem, o animal caminha mais para adquirir todo alimento que necessita (Baggio, 2007) e, assim, o tempo de ruminação é menor e ele acaba distribuindo os dejetos em vários pontos da área. Isso irá alterar a distribuição do material orgânico lábil nessas áreas, fazendo com que a atividade microbiana seja diferenciada. Já na área em que o pastejo é excluído, os resíduos vegetais são melhor distribuídos e menos decomponíveis pelos microrganismos, em relação aos das áreas pastejadas. Utilizando os dados de Lopes (2008), pode-se efetuar uma estimativa de quanto C é ingerido por animal, baseando-se no seu consumo diário para as intensidades de 10 e 40 cm de 5,11 e 5,22 kg dia -1 de matéria seca,
Mostrar mais

8 Ler mais

Produção de gado de corte e acúmulo de matéria seca em sistema de integração lavoura-pecuária em presença e ausência de trevo branco e nitrogênio.

Produção de gado de corte e acúmulo de matéria seca em sistema de integração lavoura-pecuária em presença e ausência de trevo branco e nitrogênio.

O ganho médio diário (GMD) não sofreu influên- cia significativa das doses de N e do trevo branco, (Tabela 3). O ganho médio diário por animal reflete a qualidade da dieta oferecida pelas pastagens e pela produção das forragens por hectare durante o perío- do de pastejo. A não influência do N era esperada, uma vez que procurou-se manter a mesma oferta de forragem (14 cm de altura) para os animais em todos os tratamentos. Admitindo que os animais representam um potencial genético semelhante e que a oferta de forragem foi mantida equivalente entre os tratamentos, o resultado demonstra o potencial do ganho médio diário em pastagens consorciadas de estação fria, tendo ocorrido ganho médio de 0,99 kg.animal -1 .dia -1 . Estes ganhos obtidos podem ser considerados bons, levando-se em conta que se tratava de novilhas, sendo que tais ganhos se devem ao consumo e à eficiência de conversão do alimento consumido em produto animal (Gomide, 19984). Esta otimização obtida no experimento se eqüivale aos ganhos de animais em confinamento na região (Lustosa, 1998), demonstrando que a alta qualidade da forragem aproxima o animal de seu potencial de ganho médio diário.
Mostrar mais

8 Ler mais

SISTEMA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA:

SISTEMA INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA:

Os sistemas de integração possuem inúmeras vantagens, principalmente em relação ao sistema de cultivo tradicional. Devido a integração com florestas, os benefícios observados são: a arborização das pastagens, permitindo que o capim se mantenha verde na seca, além do conforto térmico fornecido aos animais. Possibilita também, a recuperação de áreas degradadas, pois otimiza o uso do solo através da produção de grãos e madeira nas áreas de pastagem. Com isso, há melhoria na produtividade, aproveitamento da adubação residual da lavoura e oferta de nutrientes e matéria orgânica ao solo. Há também, significativa redução na aplicação de insumos, uma vez que quebra-se o ciclo de pragas e reduz plantas invasoras, além da redução do custo na produção ou reforma das pastagens. Melhora a qualidade da formação da palhada, que será utilizada para o sistema de plantio direto da lavoura, e diversifica o cultivo das forrageiras (ALVARENGA et al., 2010).
Mostrar mais

12 Ler mais

Fontes de fósforo na implantação de sistema integração lavoura-pecuária-floresta: atributos físicos do solo, matéria orgânica e produtividade da soja

Fontes de fósforo na implantação de sistema integração lavoura-pecuária-floresta: atributos físicos do solo, matéria orgânica e produtividade da soja

estão propensas à degradação, principalmente devido a falta de adubação fosfatada. O sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), o sistema Silvipastoril (SS) e as adubações com fertilizantes organominerais são opções para a reversão desta realidade. Nesta perspectiva, o objetivo deste trabalho foi comparar os benefícios na qualidade ambiental do solo devido à utilização do sistema SS e do sistema de iLPF fertilizado com fonte mineral e organomineral. O experimento foi realizado no Munícipio de Uberlândia MG, na safra 2011/2012 e constituiu na comparação dos sistemas recém implantados, com uma área de pastagem degradada (Pd) e outra com vegetação preservada de Cerrado (CNP). Foram avaliados a Macroporosidade (Ma), Microporosidade (Mi), Porosidade Total (PT) e Densidade do solo (Ds), o pH, os teores de Al, P, K, Ca e Mg, além do Carbono Orgânico Total (COT), Nitrogênio Total (NT) e Carbono da Biomassa Microbiana (C-Bio). Os resultados obtidos foram submetidos ao teste de F (P<0,05) e as médias comparadas, pelo teste de Tukey, a 0,05 de probabilidade. Concluiu-se que a implantação dos sistemas SS, iLPF-M e o iLPF-O melhoraram a PT, a Ma e a Ds do solo, assim como a adubação organomineral presente no sistema iLPF-O melhorou a disponibilidade de Fósforo e Potássio. O C-Bio, estoques de COT e NT não foram bons indicadores da melhoria da qualidade do solo, pois igualou o CNP a Pastagem degradada.
Mostrar mais

79 Ler mais

Qualidade física do solo sob sistemas de integração lavoura‑pecuária

Qualidade física do solo sob sistemas de integração lavoura‑pecuária

Houve perda na qualidade física do solo em todos os sistemas, em comparação à pastagem contínua (Figura 2). As comparações realizadas pelo diagrama permitiram identificar mudanças nas propriedades físi‑ cas do Latossolo, quando ele foi submetido a diferentes sistemas de rotação entre lavoura de grãos e pastagens. Essas alterações foram verificadas, principalmente, nos parâmetros relacionados à porosidade do solo. No sistema P1, que permaneceu nos últimos quatro anos sob pastagem, não houve recuperação da estrutura do solo. Mesmo após quatro anos de cultivo sob pastagem, não foi possível recuperar a estrutura (macroagregação) perdida por consecutivos anos de preparo convencional antes da instalação do experimento.
Mostrar mais

10 Ler mais

Agregação, carbono e nitrogênio em agregados do solo sob plantio direto com integração lavoura-pecuária.

Agregação, carbono e nitrogênio em agregados do solo sob plantio direto com integração lavoura-pecuária.

Entre as áreas em SPD, a com ILP apresentou menor valor de Ds, nas duas profundidades avaliadas. Este padrão pode ser atribuído ao consórcio com braquiária, que possui um sistema radicular bem desenvolvido, o que favorece a agregação do solo e o maior aporte de matéria orgânica pelo sistema radicular. Assim, há um aumento da porosidade do solo e, consequentemente, uma redução nos valores de Ds. Estes resultados corroboram os de Fonseca et al. (2007), que, ao avaliar os atributos físicos, químicos e biológicos de Latossolo em Cerrado com duas rotações de culturas, verificaram que a área com braquiária apresentou os menores valores de Ds.
Mostrar mais

8 Ler mais

Concentração do potássio do solo em sistema de integração lavoura-pecuária em plantio direto submetido a intensidades de pastejo.

Concentração do potássio do solo em sistema de integração lavoura-pecuária em plantio direto submetido a intensidades de pastejo.

Na verdade, pouco se sabe a respeito do exato destino do K da urina, pois processos como absorção por plantas, reações de trocas com colóides do solo (minerais de argila e matéria orgânica) e lixiviação podem ocasionar descidas, devido às altas concentrações de K na solução do solo, depois de uma micção (Monaghan et al., 1999). Como efeito, na mais alta intensidade de pastejo (P-10) pode estar havendo distribuição mais heterogênea do K na superfície do solo, e o nutriente dos dejetos, além de ser solúvel em água, é prontamente disponível para absorção pelas plantas (Haynes & Williams, 1993). Dessa maneira, altas quantidades de K advindas de um maior número de animais por unidade de área podem favorecer perdas do elemento, por lixiviação, erosão ou escoamento superficial, principalmente em locais de alta pluviosidade no período de pastejo e de solo com características de boa drenagem, como no presente caso. É importante ressaltar que os teores e a própria distribuição do K nesta amostragem (novembro de 2007), mesmo mais elevados que após soja, podem ter sido alterados pelo fato de o pastejo ter ocorrido ao longo ciclo da pastagem e com chuvas intensas, especialmente em setembro de 2007 (400 mm – dados não apresentados).
Mostrar mais

10 Ler mais

Frações lábeis e recalcitrantes da matéria orgânica em solos sob integração lavoura-pecuária.

Frações lábeis e recalcitrantes da matéria orgânica em solos sob integração lavoura-pecuária.

A fração lábil apresenta alta taxa de decomposição e um curto período de permanência no solo, e sua principal função é o fornecimento de nutrientes às plantas pela mineralização, além de energia e C aos microrganismos do solo (Silva & Mendonça, 2007). A fração humificada representa cerca de 2/3 do C orgânico e tem maior permanência no solo, sua principal função é atuar sobre as condições físicas e químicas do solo, além de ser importante no sequestro de C atmosférico (Silva & Mendonça, 2007). A alternativa para analisar a dinâmica da MOS é a utilização do índice de manejo de carbono (IMC), sugerido por Blair et al. (1995) e Vieira et al. (2007), que leva em consideração aspectos da labilidade da MOS e permite comparar as mudanças que ocorrem no C orgânico total e no C lábil, em consequência do uso e manejo do solo. O fato de os sistemas de manejo mostrarem IMC superior ou igual ao da mata nativa (100), que representa o sistema de referência, evidencia a capacidade desses sistemas de melhorar a qualidade do solo e promover a sustentabilidade do
Mostrar mais

11 Ler mais

AVALIAÇÃO DE GRAMÍNEAS FORRAGEIRAS SOB DOSES DE NITROGÊNIO EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA.

AVALIAÇÃO DE GRAMÍNEAS FORRAGEIRAS SOB DOSES DE NITROGÊNIO EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA.

Fagundes et al. (2005) verificaram que o suprimento de N no solo normalmente não atende à demanda das gramíneas, porém, quando há adubação nitrogenada, são observadas grandes alterações na taxa de acúmulo de matéria seca da forragem ao longo das estações do ano. Em trabalho recente com U. brizanha cv. Xaraés com diferentes níveis de adubação nitrogenada (0, 125, 250, 375 e 500 kg ha -1 de N), CABRAL et al., (2012) encontraram resultados de taxa de alongamento foliar de até 46 mm dia -1 , ressaltando que a utilização de nitrogênio acrescentou crescimento de 56% no alongamento foliar em relação a testemunha, além do aumento na densidade populacional de perfilhos, no número de folhas vivas e na disponibilidade de biomassa.
Mostrar mais

68 Ler mais

Alterações nas frações lábeis da matéria orgânica do solo em sistema de integração lavoura-pecuária recém implantado

Alterações nas frações lábeis da matéria orgânica do solo em sistema de integração lavoura-pecuária recém implantado

fonte (0,04 Mg ha -1 ano -1 ), e sob intensidade de pastejo leve, houve uma redução na faixa de 0,25 a 0,37 Mg ha -1 ano -1 (DA SILVA et al., 2014). O pastejo moderado aumenta a mistura de resíduos de forrageiras no solo, reduzindo a estratificação do C e aumentando suas reservas, associado com a excreção animal. O pastoreio moderado melhora as propriedades físicas do solo (STAVI et al., 2016). A densidade do solo não foi afetada significativamente pelo pastejo em profundidades inferior a 5 cm (GEORGE et al., 2013). Altas intensidades de pastejo (10 cm de altura do pasto) podem promover perdas nos estoques de C e N a partir do terceiro ano de ILP (SOUZA et al., 2009). As intensidades moderadas de pastejo (20 e 40 cm), e nove anos de ILP sob plantio direto promovem estoques de carbono orgânico e nitrogênio nas frações lábeis e estáveis semelhantes ao plantio direto, e eleva a qualidade dos solos semelhante às áreas não pastejadas (ASSMANN et al., 2014). Em relação à labilidade da MOS, intensidades moderadas de pastejo se equivalem à área sem pastejo (SOUZA et al., 2009).
Mostrar mais

37 Ler mais

Bromatologia e nutrição do milho submetido à doses de potássio em sistema de integração lavoura-pecuária

Bromatologia e nutrição do milho submetido à doses de potássio em sistema de integração lavoura-pecuária

O potássio (K) é um nutriente mineral que não possui função estrutural no metabolismo das plantas. Por outro lado, é o cátion mais abundante no citoplasma, contribuindo sobremaneira para a manutenção do potencial osmótico das células e tecidos, atuando como ativador enzimático e como neutralizador de macromoléculas aniônicas (MARSCHNER, 1995), e também absorção de nitrogênio e síntese protéica (MALAVOLTA, 2006), tornando-se, importante para a produção e qualidade da forragem.

16 Ler mais

Matéria Orgânica do Solo na Integração Lavoura-Pecuária em Mato Grosso do Sul

Matéria Orgânica do Solo na Integração Lavoura-Pecuária em Mato Grosso do Sul

A matéria orgânica é o componente que está mais diretamente relacionado com a qualidade do solo (Mielniczuk, 1999), a qual é definida como a capacidade do solo funcionar, dentro dos limites de um ecossistema natural, sustentando a produtividade biológica, mantendo ou melhorando a qualidade ambiental e promovendo a saúde das plantas e dos animais (Doran & Parkin,1994). Aspectos relacionados com o acúmulo da matéria orgânica do solo (MOS), por ser altamente sensível ao sistema de manejo adotado e correlacionar-se com a maioria dos atributos relacionados à qualidade do solo, são utilizados como indicador da qualidade. Com o acúmulo de MOS e ativação de vários processos no solo, manifestam-se diversas "propriedades emergentes", como a maior resistência à erosão, maior taxa de infiltração e retenção de água no solo, aumentos na capacidade de retenção de cátions, no estoque de nutrientes, na adsorção e complexação de compostos, na ciclagem de elementos químicos, no seqüestro de carbono atmosférico, na atividade e diversidade biológica do solo e na resistência a perturbações (Vezzani, 2001; Mielniczuk et al., 2003).
Mostrar mais

62 Ler mais

Resistência Do Solo À Penetração Em Sistema De Integração Lavoura-Pecuária No Planalto Catarinense

Resistência Do Solo À Penetração Em Sistema De Integração Lavoura-Pecuária No Planalto Catarinense

Nota-se no presente experimento que os valores da RP não foram considerados altos a ponto de serem impeditivos ao crescimento radicular. Valores abaixo de 2,0 MPa são usados na literatura como não impeditivos ao enraizamento das plantas (BEUTLER et al., 2006; FREDDI et al. 2006). Segundo Stone et al. (2002) avaliando a RP em Latossolo vermelho da microrregião de Goiânia, relataram que mantendo a umidade perto da capacidade de campo, a resistência do solo à penetração foi de 1,7 MPa, significando que começa a provocar interferência no crescimento radicular . Assis et al. (2009) relatam que valores elevados de RP podem estar relacionados ao alto teor de argila apresentado nos solos classificados como Latossolo vermelho . Isso demonstra que mesmo não apresentado diferenças significativas entre os tratamentos, o estudo demonstra que esse tipo de informação nesse sistemas de uso, requerem mais tempo de avaliação, e que juntamente com isso, ocorreu uma dificuldade na condução do experimento no período de inverno devido ao manejo dos animais e pelo tamanho da área com aproximadamente 8,3 ha.
Mostrar mais

30 Ler mais

Atributos físicos do solo em sistema de integração lavoura-pecuária sob plantio direto.

Atributos físicos do solo em sistema de integração lavoura-pecuária sob plantio direto.

A redução na infiltração de água no solo pode ser relacionada com o incremento da densidade e redução da macroporosidade do solo na camada superficial, sobretudo nas áreas pastejadas com maior freqüência (P14) (Quadro 2). Cassol (2003) e Trein et al. (1991) também observaram efeito do pisoteio bovino na densidade e na macroporosidade do solo, com conseqüente diminuição da taxa de infiltração de água. Ainda, segundo o último autor, o tipo de manejo aplicado no presente trabalho, com alta lotação animal e limitada permanência dos bovinos nas áreas de pastagem, exerce efeito praticamente instantâneo nos atributos físicos do solo, principalmente na macroporosidade, que é a principal reguladora do fluxo de água no solo. O prejuízo ocasionado pelos cascos dos animais, durante o pastejo, na estrutura da camada superficial do solo também foi relatado anteriormente por Bertol et al. (1998), após testarem diferentes níveis de oferta de forragem e, conseqüentemente, de intensidade de pisoteio bovino na mesma área.
Mostrar mais

10 Ler mais

Altura de manejo de papuã e propriedades de solo em sistema de integração lavoura-pecuária.

Altura de manejo de papuã e propriedades de solo em sistema de integração lavoura-pecuária.

observaram diferenças significativas entre a área com, e a sem pisoteio animal, indicando que o pisoteio não alterou o volume de macroporos. Provavelmente, isso ocorreu porque a profundidade de efeito das cargas aplicadas na superfície do solo é diretamente proporcional ao tamanho da área de aplicação (Hillel, 1998). Assim, como neste es- tudo, as cargas aplicadas são resultantes do pisoteio de caprinos, cujo casco tem pequena área de contato com o solo, o efeito das cargas ficaria restrito à camada mais superficial do solo. Bezerra (2008) verificou que o diâme- tro médio das patas de caprinos provenientes do cruza- mento das raças Boer e SRD, com idade de 120 dias, é de 0,022 m que se deve assemelhar com o dos animais deste estudo, e, dessa forma, o efeito do pisoteio de caprinos sobre o solo refletir-se-ia, em média, até os 0,025 m de profundidade.
Mostrar mais

9 Ler mais

Viabilidade econômica de um sistema de integração lavoura-pecuária

Viabilidade econômica de um sistema de integração lavoura-pecuária

rápido da produtividade e da oferta de alimentos. Entretanto, alguns destes sistemas de produção têm mostrado sinais de saturação e impactos ambientais negativos. Sistemas de integração lavoura-pecuária têm sido desenvolvidos como uma alternativa que oferece aumento de produtividade e maior sustentabilidade ambiental. O presente trabalho tem por objetivo estimar a viabilidade econômica e o risco financeiro associado a um projeto de investimento em integração lavoura-pecuária com foco para a produção de animais de corte em São Carlos, SP. Os resultados mostraram que o investimento é economicamente viável e apresenta Taxa Interna de Retorno superior à de um sistema convencional. Por meio da simulação de Monte Carlo constatou-se o sistema integrado apresenta menores riscos de mercado quando comparado com o sistema convencional.
Mostrar mais

13 Ler mais

Efeito residual do nitrogênio na cultura do milho no sistema de produção integração lavoura-pecuária.

Efeito residual do nitrogênio na cultura do milho no sistema de produção integração lavoura-pecuária.

portanto, incremento com estas doses de N, em relação às áreas não adubadas, de 25% e 100% para as áreas SP e CP, respectivamente. Constatou-se que, mesmo após 143 dias da aplicação no N-TI, este continuou a influenciar na produtividade de fitomassa nas áreas CP. Logo, percebe-se, pelo maior incremento na fitomassa seca quando houve pastejo, que há efeito positivo do N nesse sistema, uma vez que interfere nos processos de mineralização/imobilização do nutriente aplicado, facilitando a decomposição de substratos e pode promover aumento na taxa de reciclagem do N em decorrência da deposição de urina e fezes, tonando-o disponível às plantas. Esses resultados são semelhantes aos obtidos por ASSMANN et al. (2003), que encontraram incremento de 86% na produção de fitomassa seca do rebrote, em função do uso de 231kg ha -1 de N em áreas CP,
Mostrar mais

8 Ler mais

Formigas como bioindicadores da qualidade do solo em sistema integrado lavoura-pecuária.

Formigas como bioindicadores da qualidade do solo em sistema integrado lavoura-pecuária.

O objetivo deste trabalho foi avaliar a comunidade de formigas em sistemas envolvendo a rotação entre lavoura e pecuária, sob plantio direto, comparado a outros sistemas de manejo e com sistemas naturais da região. O estudo foi conduzido no Município de Dourados, MS, sob Argissolo Vermelho distroférrico típico, num sistema integrado lavoura-pecuária, em plantio direto, rotacionado a cada dois anos. Outros sistemas de manejo avaliados, para comparação, incluíram o sistema convencional (aração e gradagem), sistema plantio direto e pastagem cultivada continuamente com Brachiaria decumbens, além de dois fragmentos de vegetação nativa, nos biomas Cerrado e Floresta Semidecídua. A coleta de solo foi realizada no período chuvoso (safra 2009/2010), sendo as amostragens de serapilheira realizadas com a utilização de extratores do tipo mini-Winkler, seguindo o protocolo ALL (Ants of the Leaf Litter). Os resultados indicaram morfoespécies de Strumygenys sp. e Hypoponera sp. como potencial bioindicadores de qualidade do solo. O estudo demonstrou que a importância da manutenção de fragmentos fl orestais (Cerrado e Floresta Semidecídua) e implementação de sistemas integrados, tais como lavoura-pecuária, são menos impactantes para a mesofauna de solo e contribuem para a conservação da diversidade de formigas e manutenção da qualidade do solo.
Mostrar mais

7 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados