Top PDF Qualidade de vida no trabalho: uma abordagem sob a ótica dos funcionários do Banco X

Qualidade de vida no trabalho: uma abordagem sob a ótica dos funcionários do Banco X

Qualidade de vida no trabalho: uma abordagem sob a ótica dos funcionários do Banco X

A empresa estudada também mostra um ambiente de trabalho bastante vulnerável a geração de stress e ao aparecimento de algumas afecções (complicações na saúde provenientes da atividade laboral). Cerca de 77,77% dos pesquisados afirmaram que trabalham sob grande tensão e 61,11% afirmaram que de alguma forma seu trabalho afeta sua saúde, deixando claro, a não disposição do ambiente a uma qualidade de vida no trabalho maior e melhor. Atribui-se esses resultados a um ambiente de constante cobrança, seja no cumprimento de metas, seja por um rápido(no caso dos caixas da agência) e bom atendimento, o fato de se trabalhar com cifras consideráveis de dinheiro, dentre outros fatores, fica praticamente impossível o estabelecimento de um ambiente totalmente saudável e principalmente de funcionários que não sofram de nenhum grau de stress e cansaço (físico e principalmente mental). Fica então esclarecido que quando se trata de uma instituição financeira, já fica um pouco difícil manter um ambiente tranqüilo, pois as mesmas possuem a característica peculiar da agitação, daí a culpa não ser totalmente da instituição em estudo. O diferencial dessas empresas tem que ser e conseguir possibilitar num meio tão atribulado, uma melhor qualidade de vida para seus funcionários. Portanto dentro desse contexto de qualidade de vida no trabalho a instituição atende parcialmente a todos os requisitos necessários pra esse fim.
Mostrar mais

63 Ler mais

A qualidade de vida no ambiente de trabalho sob a ótica de professores da rede pública

A qualidade de vida no ambiente de trabalho sob a ótica de professores da rede pública

Em relação ao bom relacionamento entre os funcionários, 50% responderam que sempre ocorre, 45% que ocorre freqüentemente e 5% raramente. É válido ressaltar que o trabalho em equipe pressupõe a possibilidade da prática de um profissional se reconstruir na prática do outro, ambos sendo transformados para transformar e intervir a realidade que estão inseridos. Todos os entrevistados (100%) sentem-se insatisfeitos com a remuneração recebida, uma vez que acham que o salário recebido é inadequado em comparação com outros colegas e com o mercado de trabalho, o que é de suma importância, já que a insatisfação interfere na baixa produtividade e pode ter como conseqüência o aumento de comportamentos como: absenteísmo, greve, entre outros. Quanto à oportunidade de crescimento e segurança, 65% responderam que o emprego não oferece e 35% responderam que sim. Porém, ao serem questionados se sentem satisfeitos e motivados para realizar suas tarefas, 10% responderam raramente, 80% freqüentemente e 10% responderam sempre. Entre os motivos que contribuem para a insatisfação desses profissionais, 90% responderam falta de reconhecimento da profissão, 65% responderam baixo salário, 55% disseram estresse, cansaço, fadiga; 40% expuseram o desgaste da relação professor aluno, 25% disseram falta de tempo para o lazer e para família, 20% responderam excesso de trabalho em casa, 20% responderam falta de interesse e participação da família; outros motivos também levantados foram excesso de aluno em sala de aula, falta de tempo para estudar e fazer um bom planejamento de aula.
Mostrar mais

8 Ler mais

Vista do Qualidade de Vida no Trabalho Sob a Ótica dos Trabalhadores Noturnos de um Aeroporto

Vista do Qualidade de Vida no Trabalho Sob a Ótica dos Trabalhadores Noturnos de um Aeroporto

Quanto aos Direitos Trabalhistas, obtiveram-se 19 fragmentos de frequência (13%), sendo bem marcante a questão de alguns interesses em mudanças quanto a insalubridades de algumas áreas que não são reconhecidas pela empresa, mas que os funcionários juntamente com os representantes legais lutam na justiça para adquirirem o direito requerido, como afirma A17: “Existe o direito de reivindicar, mas a questão da insalubridade, o pessoal da rampa era para ter direito e não tem. Então, isso é algo que empresa diz que não vai pagar e isso está sendo tratado já juntamente com o ministério do trabalho e o sindicato”. Por fim, pouquíssimo citado, o Direito de Proteção, registrou somente 4 fragmentos de fala (3%).
Mostrar mais

25 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho: a percepção dos funcionários do fórum Affonso Campos - Campina Grande (PB)

Qualidade de vida no trabalho: a percepção dos funcionários do fórum Affonso Campos - Campina Grande (PB)

Diante das transformações ocorridas no Poder Judiciário, se faz necessário à implantação de um Programa de Qualidade de Vida para seus funcionários. Nesse contexto, este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de verificar a efetividade das ações do Programa “Vida e Saúde”, implantando pelo TJPB, na ótica dos serventuários do Fórum Affonso Campos. Trata-se de uma pesquisa exploratória, realizada através de um estudo de caso, com abordagem quantitativa. Os dados foram coletados através de um questionário padronizado aplicado a um público correspondente com uma amostra de 40 funcionários do Fórum Affonso Campos comarca de Campina Grande-PB. O diagnostico de Qualidade de Vida no Trabalho foi realizado com base no modelo de Ferreira (2011, 2012) e adaptado à realidade de pesquisa. Tais resultados mostram que a “Condição de Trabalho”, “Organização do Trabalho” e principalmente o “Reconhecimento e Crescimento Profissional”, são os fatores responsáveis pelo comprometimento da vivência do bem-estar no trabalho, sendo também, os que apresentam os principais problemas dos funcionários na organização. Isto representa a percepção dos empregados sobre o QVT, de uma forma geral, negativa. Portanto, é recomendado incluir um Programa de Qualidade de Vida sustentável, amparado em diagnóstico, levando em consideração as questões que realmente importam nas relações de trabalho, para proporcionar aos servidores do TJPB um ambiente de trabalho que promova uma melhor produtividade, realização profissional, motivação e um clima de satisfação na convivência com os chefes, colegas e usuários.
Mostrar mais

82 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho na administração pública federal brasileira sob a ótica institucional e dos trabalhadores

Qualidade de vida no trabalho na administração pública federal brasileira sob a ótica institucional e dos trabalhadores

Brasileira de Qualidade de Vida – ABQV entre os anos de 1996 e 2006, constaram que, apesar do constructo da qualidade de vida estar presente nas estratégias organizacionais, este ainda se encontra bastante relacionado à saúde individual do trabalhador. Diante destes resultados, os autores propõem um modelo de “avaliação integrada” dos programas de QVT, baseado em três dimensões: a do indivíduo, a da organização e a da interação entre indivíduo e organização. Num primeiro momento, esse modelo parece trazer uma abordagem ampla à QVT, ao propor que as práticas organizacionais reflitam o conceito de qualidade de vida, entretanto, chama a atenção o fato de que, embora parta da crítica ao enfoque exclusivo dos atuais modelos adotados pelas organizações na saúde individual do trabalhador, este modelo acaba por reproduzir a mesma abordagem, ao restringir a “dimensão individual” a indicadores como Índice de Massa Corporal (IMC), pressão arterial e estresse, ou seja, abordando a saúde como ausência de doenças. Observa-se que a proposta central deste modelo é agir sobre a saúde individual do trabalhador com o objetivo de que a melhoria desta reflita na melhoria dos resultados organizacionais, expressos por meio de índices de produtividade, rotatividade, absenteísmo e custos com assistência médica.
Mostrar mais

202 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho de profissionais de enfermagem, atuantes em unidades do bloco cirúrgico, sob a ótica da satisfação.

Qualidade de vida no trabalho de profissionais de enfermagem, atuantes em unidades do bloco cirúrgico, sob a ótica da satisfação.

elev ad o d e f or ça m u scu lar e g ast o ex cessiv o d e energia física t êm ocasionado problem as de post ura e fadiga ger al nos t r abalhador es, t or nando- se m ais grave à m edida em que se constata o predom ínio de m ulheres na força de trabalho em pregada no hospital. Quant o à dist ribuição ent re as inst it uições e unidade de origem , 54 ( 51,4% ) at uavam no hospit al A; 39 ( 37,1% ) no hospital B, sendo que os hospitais C e D t ot alizaram 12 t rabalhadores; 55,2% at uavam no Cent ro Cirúrgico, 33,3% na Cent ral de Mat erial e Est er ilização e 11, 5% em am bos os locais. Nessas in st it u ições, os pr of ission ais est av am con t r at ados com o enfer m eir os ( n= 12, 11, 4% ) , t écnicos ( n= 1) , a u x i l i a r e s ( n = 7 3 , 6 9 , 5 % ) e a t e n d e n t e s d e enferm agem ( n= 18, 17,1% ) . Em t odos os hospit ais
Mostrar mais

7 Ler mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO:  UMA ANÁLISE EMPÍRICA SOB O MODELO DE WALTON

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UMA ANÁLISE EMPÍRICA SOB O MODELO DE WALTON

A necessidade da qualidade de vida nas organizações está cada vez mais evidente, pois os trabalhadores têm o direito de conviver em um ambiente que lhes proporcione melhores condições de saúde, física e psíquica. Uma melhora no bem-estar do trabalhador faz com que este tenha motivação para trabalhar da melhor forma possível. Neste contexto, o presente artigo teve como intuito analisar a partir do modelo de Walton a percepção dos colaboradores de um empresa do setor de climatização de ambientes em relação à Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Para concluir tais objetivos, partiu-se do referencial teórico para aprofundamento do tema proposto, seguido de uma análise das ações oferecidas pela empresa. O método utilizado foi a pesquisa de abordagem quantitativa, com classificação descritiva e técnicas de pesquisa bibliográfica e estudo de campo. Foi aplicado um questionário com perguntas fechadas aos funcionários para mensurar sua satisfação em relação ao assunto. Os resultados da pesquisa mostraram que de um modo geral, os colaboradores estão satisfeitos com a QVT desenvolvida pela empresa, embora tenham alguns fatores que exijam esforços de ações por parte da gestão, como melhorias no sistema de remuneração e benefícios,
Mostrar mais

36 Ler mais

Qualidade de vida e AIDS sob a ótica de pessoas vivendo com o agravo: contribuição preliminar da abordagem estrutural das representações sociais.

Qualidade de vida e AIDS sob a ótica de pessoas vivendo com o agravo: contribuição preliminar da abordagem estrutural das representações sociais.

Quanto ao componente trabalho, o conjunto das evocações abarca a sua concepção como tra- balho em si, sendo atividade produtiva, bem co- mo as facetas de empregabilidade e oportunida- de no mercado como algumas de suas possíveis repercussões psicossociais. No caso das pessoas vivendo com HIV/AIDS, deve-se considerar que a atividade laboral permite, além do acesso às condições materiais de existência, o desvio do pensamento das questões, muitas vezes, negati- vas da doença, para a ação produtiva. E, com isso, há também a geração de sentimento de utilidade e produtividade 28 . Esse elemento emergiu em outros estudos 5,8,15,16 como conteúdo relativo à qualidade de vida para pessoas vivendo com HIV/AIDS, o que pode ocorrer por sua provável inserção no sistema central dessa representação, como ora apontam os presentes dados.
Mostrar mais

12 Ler mais

Percepção da qualidade dos serviços oferecidos pelo banco Itaú-Unibanco sob a ótica dos seus colaboradores

Percepção da qualidade dos serviços oferecidos pelo banco Itaú-Unibanco sob a ótica dos seus colaboradores

A qualidade é uma das melhores estratégias já utilizadas pelas organizações para se ter sucesso em meio a grande concorrência que existe no mercado, sendo, hoje em dia, não mais um diferencial competitivo, mas uma obrigação; por isso as empresas precisam adequar seu perfil para atender a essas novas mudanças, inclusive se ajustando às exigências cada vez maiores do mercado, garantindo a sua continuidade. Na prestação de serviços, as práticas de qualidade são voltadas para atender as necessidades do cliente de maneira personalizada. Deste modo, este presente trabalho teve como objetivo analisar a qualidade dos serviços prestados nas agências 0374 e 8497 do Banco Itaú-Unibanco na cidade de Campina Grande – PB, de acordo com a percepção dos seus colaboradores. Caracterizou- se como um estudo de caso, acompanhado de pesquisas exploratória, descritiva, bibliográfica e quantitativa. O instrumento de coleta de dados utilizado para obtenção dos resultados foi um modelo de questionário para autopreenchimento, com questões fechadas, estruturado com base em cinco dimensões: Tangibilidade, Confiabilidade, Atendimento, Segurança e Empatia, no qual os colaboradores marcam seu grau de concordância e discordância acerca de cada afirmação feita. A escala foi adaptada variando de 1 a 7, onde o valor 1 significa estar em completo desacordo e o valor 7 significa estar em total acordo com relação as dimensões da qualidade estabelecidas. A pesquisa foi realizada com 40 funcionários da instituição supracitada, realizada no período de 05 a 23 de janeiro de 2015. Nos resultados obtidos, constatou-se uma discrepância leve entre os resultados das dimensões avaliadas, com a média final global mantendo-se acima de 5, o que demonstra uma avaliação positiva dos colaboradores mediante os serviços prestados, porém, não se abstendo ao Itaú-Unibanco continuar investindo e elevando os padrões dos serviços, visando a excelência quanto a satisfação das necessidades dos seus clientes.
Mostrar mais

28 Ler mais

A importância da análise da qualidade de vida no trabalho de funcionários de marcenarias: o caso do município de Viçosa, MG

A importância da análise da qualidade de vida no trabalho de funcionários de marcenarias: o caso do município de Viçosa, MG

Entre os diversos ambientes de trabalho, onde se deve analisar as condições ambientais, se destaca o de marcenaria, no qual existe uma multiplicidade de micro e pequenas empresas no segmento de móveis sob encomenda, cuja matéria-prima básica é a madeira e seus subprodutos. Seus equipamentos e suas instalações são quase sempre deficientes e ultrapassados, na opinião de seus usuários, o que gera muitas imprecisões nas medidas e o trabalho ainda é considerado bastante artesanal (GORINI, 1998), sendo que, muitas vezes, os trabalhadores de marcenaria desconhecem os danos causados a longo prazo, advindos do exercício da atividade de marcenaria, sem preocupações adequadas, como por exemplo, a perda auditiva gradual que, por vezes, só é percebida, quando já está em fase adiantada. 1.1. Objetivo geral
Mostrar mais

18 Ler mais

Assédio moral nas organizações de trabalho : uma abordagem sob a ótica das proteções dos direitos fundamentais

Assédio moral nas organizações de trabalho : uma abordagem sob a ótica das proteções dos direitos fundamentais

Desta feita, cabe ao homem em seu trabalho se realizar como pessoa, como individuo que tem suas próprias particularidades, seus sonhos, seus objetivos, sendo dono de si próprio e não visto como uma engrenagem pura dentro de uma organização que sobrepõe o lucro a qualquer outro interesse daquele que lhe é subordinado. O ser humano, muitas vezes, só lhe tem a si mesmo como propriedade e dessa deve se valer por inteiro, com todo o respeito à sua individualidade, ao seu projeto de vida e à sua existência. John Locke 12 já dizia no direito de propriedade que o homem é propriedade de si mesmo: ‘ De tudo isso fica evidente que , embora as coisas em natureza seja dadas em comum, o homem (sendo senhor de si mesmo , e proprietário de sua própria pessoa, ou de suas ações e de seu trabalho), tinha em si mesmo o grande fundamento de propriedade e que o que formava o maior parte do que lhe empregava para o sustento ou conforto de seu próprio ser, quando as invenções e as artes aperfeiçoaram as convivências da vida, era perfeitamente dele, e não pertencia em comum aos demais.
Mostrar mais

75 Ler mais

COMO A ANSIEDADE INTERFERE NA QUALIDADE DE VIDA: UM ESTUDO DE CASO SOB A ÓTICA DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO

COMO A ANSIEDADE INTERFERE NA QUALIDADE DE VIDA: UM ESTUDO DE CASO SOB A ÓTICA DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO

Diante deste contexto o autoconhecimento foi facilitado e trabalhado nas sessões. O autoconhecimento é a autodiscriminação de comportamentos e estímulos a eles relacionados. É um comportamento verbal discriminativo; expressa um conhecimento sobre próprio comportamento (19) . . A partir do momento que a paciente elevou seu autoconhecimento, o aumento de repertório de suas habilidades sociais foi facilitado, diminuindo a probabilidade de surgimento de adversidades futuras, uma vez que a mesma identificou virtudes em si mesma e diminuiu generalizações de suas dificuldades. Isto estimulou a paciente a lidar de maneiras mais saudáveis em situações tidas como aversivas e que geravam ansiedade, como: falar em público, apresentar trabalho em sala de aula e falar com pessoas desconhecidas. No decorrer das sessões a paciente relatou que diante de situações que geravam ansiedade, sentia-se mais segura, minimizando os sintomas como: falta de ar e batimento cardíaco acelerado. Desta maneira é possível afirmar que paciente teve evoluções no processo terapêutico.
Mostrar mais

13 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho : um estudo de caso na Central de Serviços Florianópolis do Banco Real

Qualidade de vida no trabalho : um estudo de caso na Central de Serviços Florianópolis do Banco Real

Condições de trabalho: Visa verificar a QVT em relação as condições existentes no local de trabalho, como o ambiente onde os indivíduos executam seu trabalho, os r[r]

65 Ler mais

Cimento de alvenaria:: uma abordagem sob a ótica da sustentabilidade

Cimento de alvenaria:: uma abordagem sob a ótica da sustentabilidade

cimento Portland Comum com Adições CP I-S, com 5% de material pozolânico em massa, recomendado para construções em geral, com as mesmas características. b) Cimento Portland CP II (NBR 11578): O Cimento Portland Composto é modificado. Gera calor numa velocidade menor do que o gerado pelo Cimento Portland Comum. Seu uso, portanto, é mais indicado em lançamentos maciços de concreto, onde o grande volume da concretagem e a superfície relativamente pequena reduzem a capacidade de resfriamento da massa. Este cimento também apresenta melhor resistência ao ataque dos sulfatos contidos no solo. Recomendado para obras correntes de engenharia civil sob a forma de argamassa, concreto simples, armado e protendido, elementos pré-moldados e artefatos de cimento. Veja as recomendações de cada tipo de CP II: (ABCP-2003)
Mostrar mais

137 Ler mais

Estado nutricional e qualidade de vida no trabalho dos funcionários da unidade de alimentação e nutrição de um hospital universitário de Pernambuco

Estado nutricional e qualidade de vida no trabalho dos funcionários da unidade de alimentação e nutrição de um hospital universitário de Pernambuco

O objetivo deste estudo foi avaliar a associação entre o estado nutricional e a qualidade de vida no trabalho de funcionários de uma unidade de alimentação e nutrição em um hospital universitário do Nordeste brasileiro, para propor medidas preventivas. Trata-se de um estudo transversal de caráter qualitativo e quantitativo envolvendo uma amostra composta por 101 funcionários com idade acima de 20 anos, de ambos os sexos que foram avaliados em duas fases. Na primeira fase foi aplicado o Questionário de Qualidade de Vida no Trabalho abreviado (QWLQ-bref), contendo 20 questões de quatro domínios (físico/saúde, pessoal, psicológico e profissional), sendo obtidos os resultados através de ferramenta própria e outro sobre dados demográficos e socioeconômicos. Na segunda fase foi realizada a coleta de dados antropométricos para avaliação do estado nutricional, através do índice de massa corporal (IMC) e da circunferência da cintura (CC) e para avaliar o consumo alimentar foi aplicado um questionário de frequência alimentar do tipo qualitativo com mensuração convertida em escores de frequência de consumo dos alimentos considerados de risco e de proteção para as doenças crônicas não transmissíveis. O resultado evidenciou alta prevalência de excesso de peso (75%) dentre os quais 43% eram obesos, porém o estado nutricional não apresentou associação e nem correlação estatisticamente significante com a qualidade de vida no trabalho em nenhuma das variáveis analisadas. Houve uma tendência dos indivíduos obesos a terem maiores medianas de escores de consumo de alimentos protetores. Quando o consumo alimentar foi associado à QVT e às variáveis demográficas, ocupacionais, antropométricas e do estilo de vida, não houve associação significante em nenhuma das variáveis analisadas. A QVT foi considerada satisfatória (valor = 73,09), bem como os domínios físico/saúde e profissional, já os domínios psicológicos e pessoal foram considerados muito satisfatórios com valores de 77,6 e 82,18 respectivamente, quando analisados isoladamente. Os resultados obtidos mostram a necessidade de implementação
Mostrar mais

78 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho: um estudo de caso dos funcionários colaboradores-terceirizados no Campus de Cuité/UFCG

Qualidade de vida no trabalho: um estudo de caso dos funcionários colaboradores-terceirizados no Campus de Cuité/UFCG

A presente pesquisa de trabalho de conclusão de curso corroborada e fundamenta-se nos conceitos sobre a importância da qualidade de vida dos trabalhadores terceirizados. Com as devidas modificações constante no mercado de trabalho e no espaço econômico, assim com os avanços das tecnologias acarretam densas modificações no mundo do trabalho. Com as devidas flexibilidades nas relações do trabalho vem crescendo a busca pela terceirização de serviços devido alta redução dos custos para as empresas. Neste sentido, a pesquisa teve como objetivo geral estudar teorias de Walton em que foram abordados os conceitos sobre qualidade de vida no trabalho (QVT) tornando-se um estudo de caso perante os funcionários colaboradores- terceirizados no campus de Cuité/UFCG-Paraíba. Como objetivo específico em uma perspectiva identificar os fatores que promovem a desmotivação ou a motivação dos funcionários, levantar quem são esses colaboradores frente a pesquisa e detectar o nível de qualidade de vida desses trabalhadores. Com delimitação do tema e do universo da pesquisa foi envolvido no estudo um grupo de trabalhadores terceirizados da UFCG- campus Cuité. Os dados foram coletados por meio de questionários elaborado com os principais conceitos de Walton e trabalhado por meio de técnicas de análise de conteúdo. A pesquisa contribui para avaliação da QVT dos trabalhos terceirizados. Além disso nossa pesquisa possa contribuir também para o fortalecimento das políticas públicas da UFCG-Campus Cuité uma vez que envolve não apenas os estudos especifico dos modelos de Walton mais sim um contexto como a toda questão humanitária.
Mostrar mais

69 Ler mais

PROCEDIMENTO PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO DE 
TRANSPORTE FRETADO DE FUNCIONÁRIOS POR ÔNIBUS SOB A ÓTICA DO USUÁRIO, EMPRESA CONTRATANTE E PRESTADORA DO SERVIÇO

PROCEDIMENTO PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO DE TRANSPORTE FRETADO DE FUNCIONÁRIOS POR ÔNIBUS SOB A ÓTICA DO USUÁRIO, EMPRESA CONTRATANTE E PRESTADORA DO SERVIÇO

Freitas e Reis (2013) propuseram uma abordagem metodológica para avaliar o transporte público urbano realizado por ônibus, segundo a percepção dos usuários. Fundamentado em sete dimensões da qualidade de serviços, o modelo resultante é composto por 33 critérios que foram organizados em um questionário. Apesar do caráter exploratório, os resultados do estudo revelaram que a abordagem e o modelo constituem uma ferramenta simples e viável para o tratamento do problema em questão. Por meio de um estudo de caso exploratório realizado com os usuários de uma empresa de ônibus localizada em um município do noroeste do estado do Rio de Janeiro, foi possível investigar o emprego do modelo proposto e obter: (i) o perfil dos usuários; (ii) a confiabilidade do instrumento de coleta de dados, por meio do emprego do coeficiente Alfa de Cronbach; (iii) o grau de satisfação dos usuários em relação a cada item do modelo; (iv) a classificação da qualidade dos serviços em relação a cada item, e; (v) os itens mais críticos, por meio do emprego da Análise dos Quartis, e os possíveis indicativos obtidos a partir desta análise.
Mostrar mais

140 Ler mais

Qualidade de vida no trabalho: um estudo dos colaboradores do Banco Santander na cidade de Campina Grande/PB

Qualidade de vida no trabalho: um estudo dos colaboradores do Banco Santander na cidade de Campina Grande/PB

Outro aspecto que demonstrou unanimidade foi à questão de estabilidade do emprego. Todos afirmaram que não se sentem seguros em relação à permanência no banco. O bancário 5 (27 anos) afirmou que “até o momento em que eu estiver proporcionando lucro ao banco, está tudo ótimo, mas quando as metas passarem a não ser atingidas a troca de funcionário pode ocorrer e sem maiores justificativas”. Isso é um determinante que vai de total encontro com a qualidade de vida, as metas existentes que devem ser alcançadas a qualquer custo, prejudicando ou não a qualidade de vida dos funcionários.
Mostrar mais

23 Ler mais

Trabalho e qualidade de vida: uma abordagem com pediatras e odontopediatras em uma cidade do nordeste do Brasil

Trabalho e qualidade de vida: uma abordagem com pediatras e odontopediatras em uma cidade do nordeste do Brasil

Atualmente, as atividades laborais ocupam uma parcela importante do cotidiano do indivíduo e se relacionam de maneira tão intrínseca com a sua existência, que são idealizadas como determinantes da essência, identidade e subjetividade humana, permitindo às pessoas alcançarem reconhecimento e prestígio social, bem como a atenderem às suas necessidades psicossociais mais básicas [5]. Por isso, o exercício das mesmas deve ser desenvolvido em condições que contribuam para o pleno desenvolvimento do trabalhador e de sua vida, respeitando a sua integridade física e mental [6]. Todavia, efeitos deletérios à saúde no ambiente de trabalho, sendo esse causa de sofrimento ou doença para muitas pessoas, têm sido relatados de forma significativa [7].
Mostrar mais

44 Ler mais

A qualidade de vida no trabalho dos beneficiários do microcrédito: o caso do CrediAmigo do Banco do Nordeste do Brasil S. A.

A qualidade de vida no trabalho dos beneficiários do microcrédito: o caso do CrediAmigo do Banco do Nordeste do Brasil S. A.

Este trabalho partiu da questão de analisar, com base nos clientes do programa de microcrédito produtivo orientado CrediAmigo – do Banco do Nordeste do Brasil S.A. como o microcrédito influencia na qualidade de vida no trabalho dos beneficiários do crédito. Segue-se à contextualização dos argumentos teóricos, do histórico do programa em questão, do estudo do microcrédito no mundo e no Brasil e mais precisamente dos modelos de programas de qualidade de vida no trabalho, amparados nos modelos clássicos de QVT e conduzindo este estudo nas premissas tratadas por Dourado (2007), onde se estabelecem dimensões para o estudo da qualidade de vida no trabalho e se faz uma adaptação para que estas dimensões sejam utilizadas no estudo com os beneficiários do microcrédito do programa CrediAmigo do BNB. Para a escolha dos elegíveis à participar deste estudo, delimitou-se os empreendedores que desenvolvem seus negócios no bairro de Casa Amarela na cidade do Recife, por se considerar a concentração de negócios naquela localidade. Optou-se pela pesquisa qualitativa por melhor se adequar ao estudo proposto e escolheu-se como método o estudo de caso. Para subsidiar o estudo de caso, foram feitas entrevistas com os empreendedores utilizando-se um roteiro de entrevista com perguntas semiestruturadas e na fase da análise dos dados fez-se também uma análise do conteúdo para melhor filtrar os achados da pesquisa. O material institucional do CrediAmigo também serviu de elemento de análise juntamente com as publicações e a bibliografia sobre QVT e microcrédito. O estudo permitiu concluir que há influência do crédito na qualidade de vida no trabalho dos empreendedores pesquisados atendidos pelo CrediAmigo provocado possivelmente pela forma diferenciada como esses recursos são operacionalizados pelo programa, sugerindo aprofundamento para melhor dimensionar o fenômeno.
Mostrar mais

114 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados