Top PDF Resposta germinativa de duas espécies de Vellozia (Velloziaceae) dos campos rupestres de Minas Gerais, Brasil.

Resposta germinativa de duas espécies de Vellozia (Velloziaceae) dos campos rupestres de Minas Gerais, Brasil.

Resposta germinativa de duas espécies de Vellozia (Velloziaceae) dos campos rupestres de Minas Gerais, Brasil.

ABSTRACT – (Germination response of two species of Vellozia (Velloziaceae) from the “campos rupestres” of Minas Gerais, Brazil). The germination behaviour of Vellozia leptopetala Goeth. et Henr., a shrubby species growing on rocky outcrops, and of V. epidendroides Mart. ex Schult. & Schult., an herb growing in grasslands of Serra do Cipó, was evaluated under controlled light and temperature conditions. Seeds were sown at temperatures ranging from 15 to 40 ºC in continuous light or darkness, in four treatments with 25 seeds each. Both species produce small seeds; 1.31 ± 0.06 mm and 1.15 ± 0.01 mm for V. leptopetala and V. epidendroides, respectively. V. leptopetala seeds grown in light had high germinability (95-100%) between 20 and 35 ºC, and lower percentages at 15 and 40 ºC (34 and 29%, respectively). When grown in total darkness, significant germination occurred only at the highest temperatures, reaching 68% at 30 ºC and 3% at 40 ºC. V. epidendroides seeds grown in light had high germinability (91-84%) between 30 and 40 ºC, which gradually decreased at lower temperatures to no germination at 15 ºC. In darkness germination was successful between 20 and 40 ºC (3 to 88%), and was significantly higher at 35 and 40 ºC. The production of seeds capable of germinating in different temperature and light conditions may be of great value to a species, because it allows colonization of a greater diversity of habitats, including dark rock crevices, a common situation for V. leptopetala, or thick grass cover, for V. epidendroides.
Mostrar mais

6 Ler mais

Desenvolvimento de marcadores microssatélites e variabilidade genética em populações de Vellozia gigantea (Velloziaceae), espécie endêmica dos campos rupestres da Serra do Cipó, Minas Gerais

Desenvolvimento de marcadores microssatélites e variabilidade genética em populações de Vellozia gigantea (Velloziaceae), espécie endêmica dos campos rupestres da Serra do Cipó, Minas Gerais

20 respeito da variabilidade genética de espécies da família (Franceschinelli et al., 2006; Lousada, 2010; Barbosa, 2011), sendo um deles com V. gigantea, como mencionado anteriormente (Lousada et al., 2011). Lousada et al. (2011) encontrou níveis moderados a altos de diversidade genética para V. gigantea, utilizando marcadores moleculares do tipo ISSR. A diversidade intrapopulacional foi superior à encontrada para V. compacta (Lousada, 2010), outra espécie dracenóide também ocorrente na Cadeia do Espinhaço, porém com distribuição mais ampla, utilizando o mesmo marcador. Outras duas espécies congenéricas de distribuição restrita apresentaram menor diversidade para aloenzimas (Franceschinelli et al., 2006). Uma explicação para esta elevada variabilidade pode ser o ciclo de vida longo da espécie somado ao tamanho populacional relativamente grande, fatores que retardam o impacto da deriva genética na redução da diversidade. Os resultados obtidos por Lousada et al. (2011) indicam que V. gigantea seja uma espécie perene, anemocórica/barocórica (Franceschinelli et al. 2006) e alógama (Jacobi & Del Sarto, 2007), características biológicas descritas para outras espécies do gênero. A divergência entre as populações obtida através dos marcadores ISSR foi elevada para uma espécie endêmica de distribuição restrita apontando o Vale do Travessão como uma barreira parcial ao fluxo gênico em V. gigantea. Esse dado também reforça a hipótese de que a descontinuidade geográfica e de habitat da Cadeia do Espinhaço é um dos principais fatores que levam à divergência interpopulacional. Em termos de conservação, todas as populações estão de imediato ameaçadas pelos incêndios recorrentes, ateados principalmente por criadores de gado para rebrota de capins para pastagem, mesmo dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó. Mas, ocorre também alta mortalidade por motivos ainda não comprovados, como possivelmente pelas perfurações feitas por abelhas Xylocopa (Hymenoptera). Desta forma, medidas imediatas de proteção são de evidente importância a médio e curto prazos.
Mostrar mais

89 Ler mais

O GÊNERO Myrcia DC. (MYRTACEAE) NOS CAMPOS RUPESTRES DE MINAS GERAIS

O GÊNERO Myrcia DC. (MYRTACEAE) NOS CAMPOS RUPESTRES DE MINAS GERAIS

Myrtaceae é uma das famílias de angiospermas reconhecidamente abundantes em várias formações vegetacionais do Brasil, figurando sempre entre as famílias mais representativas nos inventários florísticos. A família encontra-se bem representada também nas diferentes fitofisionomias do bioma Cerrado, principalmente nos campos rupestres, figurando sempre entre as 10 famílias de maior riqueza nas áreas já inventariadas. O gênero Myrcia DC., um dos mais representativos da família, apresenta cerca de 400 espécies, sendo os estados de Minas Gerais e Goiás considerados os principais centros de distribuição. O presente estudo teve como objetivos levantar as espécies de Myrcia que ocorrem nos campos rupestres de Minas Gerais, fornecer diagnoses das espécies, chave de identificação para as espécies que ocorrem nos campos rupestres, bem como dados de ocorrência e de conservação dessas espécies no estado de Minas Gerais. O inventário das espécies foi realizado através da análise de aproximadamente 2.500 exsicatas de Myrcia depositados nos herbários BHCB, HUFU, MBM, OUPR, RB, SP, SPF e UEC. Coletas adicionais foram feitas nas Serras de Ouro Branco, Ouro Preto, Lavras Novas, Biribiri, Milho Verde, Conselheiro Mata, Diamantina, Mendanha, do Cabral, Cristália, Grão-Mogol e Botumirim. O gênero Myrcia encontra-se representado nos campos rupestres de Minas Gerais por 42 espécies, com doze delas apresentando distribuição ampla no estado, ocorrendo em praticamente todas as áreas de campo rupestre. Deste total 23 espécies ocorrem tanto em campo rupestre, como em cerrado s.s. ou formações florestais associadas aos campos rupestres, nove espécies ocorrem apenas em campo rupestre em Minas Gerais, e apresentam distribuição restrita a poucas áreas do estado, sendo por isso consideradas típicas destas áreas. Com relação ao estado de conservação, 26 espécies são relacionadas na categoria vulnerável, duas na categoria em perigo e duas na categoria criticamente em perigo. Apenas doze espécies enquadram-se na categoria baixo risco, por serem abundantes no ambiente e amplamente distribuídas nas serras mineiras.
Mostrar mais

84 Ler mais

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS: O QUE OS FATORES CONTEXTUAIS TÊM A VER COM ISSO? – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS: O QUE OS FATORES CONTEXTUAIS TÊM A VER COM ISSO? – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Na prática, em especial na escola objeto deste estudo, percebe-se a dificuldade do fomento dessa participação de demais atores envolvidos direta e indiretamente no processo educacional. Se a intitulada Qualidade Social da Educação 40 não pode prescindir dessa coletividade – representada pela participação das famílias, alunos, profissionais e gestores no cotidiano escolar e no desenvolvimento dos processos educacionais – este seria um dos elementos constitutivos a serem ainda desenvolvidos em plenitude. Foi possível perceber, através da observação participante desta pesquisadora na Escola Bela Vista, que a média de participação das famílias nas reuniões escolares, nas turmas do 5º ano do Ensino Fundamental foi de 20%. É válido ressaltar que este percentual corresponde a frequência media dos pais ou responsáveis nas reuniões bimestrais. Reuniões estas, que são programadas ao final dos bimestres letivos para apresentação dos resultados de rendimentos dos alunos neste período e entrega do Boletim Escolar. Quando se fala em família, incluem nesta população, os responsáveis pelos alunos, ou seja, que respondem pelo acompanhamento destes junto a escola, que no caso especifico das duas turmas do 5º ano com pior rendimento, não necessariamente são mães ou pais; é comum que os alunos sejam tutelados por avós, avôs, tias, madrinhas e até irmãs. O percentual de 20% pode ser considerado como uma média baixa, principalmente se for levada em conta a problemática vivenciada com os alunos dessas turmas, inclusive na turma classificada como a de pior desempenho e com maior incidência de indisciplina, em que este percentual oscila entre 10 a 20% de participação. O procedimento
Mostrar mais

148 Ler mais

Asteraceae Dumort. nos campos rupestres do Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brasil

Asteraceae Dumort. nos campos rupestres do Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brasil

Segundo Roque & Nakajima (2001), esta espécie tem distribuição disjunta e era conhecida apenas para Serra da Canastra e Chapada dos Veadeiros. A ocorrência de R. petiolata no PEI amplia sua área de distribuição geográfica, também para o Sul da Cadeia do Espinhaço. Distingue-se da espécie mais próxima R. polymorpha (Less.) Roque, pelas folhas longo-pecioladas e flores do raio persistentes e maiores que as flores do disco. Os exemplares de R. petiolata coletados no PEI, apresentaram 2-5 capítulos ordenados em cimeiras , sendo que Roque & Nakajima (2001), citam para esta espécie 1-2 capítulos. Entretanto tal variação é comum nas espécies do gênero em diferentes populações. Os materiais examinados apresentam capítulos com poucas flores do raio ou flores do raio ausentes, sendo característico de R. petiolata a presença de capítulo radiado com flores do raio caducas, pistiladas, bilabiadas ou com limbo de forma irregular e do mesmo tamanho das flores do disco.
Mostrar mais

96 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Cláudia Caixeta Gomes

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Cláudia Caixeta Gomes

Em janeiro de 2017, o Ministério do Meio Ambiente iniciou o trabalho de revisão da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), proposta esta a ser estendida por 20 meses. Ao longo desse período planeja-se debater novas metas e corrigir as distorções averiguadas desde a vigência da lei. O consórcio responsável pela tarefa é composto por especialistas brasileiros e estrangeiros. Os debates contarão com representantes do governo federal, da sociedade civil e do setor empresarial. A PNRS considera perspectivas de gestão e gerenciamento para o desenvolvimento de planos de metas, programas e projetos. Os responsáveis pelo projeto no Ministério do Meio Ambiente ressaltaram os principais entraves verificados na aplicação da PNRS como a existência de bases de dados interrompidas, com periodicidade irregular e, por vezes, não disponibilizadas (BRASIL, 2017).
Mostrar mais

166 Ler mais

Princípios Gerais de Antibioterapia – Normas de Orientação Clínica

Princípios Gerais de Antibioterapia – Normas de Orientação Clínica

 -lactâmicos e os aminoglicosídeos. g) O compromisso da vascularização do local infetado afeta adversamente a distribuição e eficácia do antibiótico, como, por exemplo[r]

8 Ler mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E GESTÃO ESCOLAR: O CASO DO PDE ESCOLA EM ESCOLAS ESTADUAIS DE MINAS GERAIS DOS MUNICÍPIOS DE BELO HORIZONTE E SABARÁ

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E GESTÃO ESCOLAR: O CASO DO PDE ESCOLA EM ESCOLAS ESTADUAIS DE MINAS GERAIS DOS MUNICÍPIOS DE BELO HORIZONTE E SABARÁ

Esta dissertação, desenvolvida no Programa de Pós-graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora, tem como objetivo analisar como os gestores escolares se apropriam da ferramenta de gestão estratégica disponibilizada pelo Ministério da Educação (MEC), através do programa Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE Escola). Como estudo de caso, foram analisadas quatro escolas estaduais urbanas, localizadas nos municípios de Belo Horizonte e Sabará, em Minas Gerais. A pesquisa buscou responder a seguinte pergunta: como o PDE Escola tem sido utilizado como ferramenta de planejamento estratégico pelas unidades escolares? A análise e descrição do processo de implementação e apropriação, por parte dos gestores escolares, da metodologia do PDE Escola, nas quatro escolas, apontaram para a necessidade de uma formação continuada dos gestores escolares tendo como foco principal o planejamento estratégico, participativo e integrado, e a concretização do Projeto Político-Pedagógico (PPP) adequado à realidade da unidade escolar. Assim sendo, foi elaborado um plano de ação educacional, como projeto piloto, visando à formação continuada em gestão escolar para as 148 escolas estaduais e 2 técnicos da jurisdição da Superintendência Regional de Ensino (SRE) Metropolitana A da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEEMG). Espera-se que este estudo possa contribuir para o fortalecimento de uma gestão escolar integrada, estratégica e participativa das escolas estaduais de Minas Gerais, buscando a melhoria da qualidade da educação.
Mostrar mais

201 Ler mais

ESTRESSE OCUPACIONAL: estudo com gestores de um hospital público regional do estado de Minas Gerais

ESTRESSE OCUPACIONAL: estudo com gestores de um hospital público regional do estado de Minas Gerais

No estudo de Santos (2017), o objetivo foi descrever e analisar as manifestações associadas ao estresse no trabalho, na percepção dos gestores de um hospital filantrópico que atende ao SUS e à rede privada na região Centro-Oeste de Minas Gerais. Os principias resultados apresentados mostraram que as fontes de tensão no ambiente de trabalho estão direcionadas a situação financeira da instituição, mudanças organizacionais, pressão e cobrança, em seus diversos contextos, sobrecarga de trabalho e administração de situações imprevisíveis e/ou complexas. Foi identificado, também, que essas fontes de tensão promovem alterações físicas e psíquicas nos indivíduos, como: insônia, fadiga, dores no estômago, ansiedade, nervosismo e irritabilidade. Também foram observadas algumas manifestações orgânicas que podem estar relacionadas ao quadro de estresse ocupacional, como: gastrite, psoríase, pressão alta e síndrome do pânico. Em relação ao impacto no trabalho o estudo revelou: desgaste nos relacionamentos interpessoais no trabalho e/ou fora dele, dificuldades relacionadas a concentração e/ou a memória e interface casa/trabalho. As estratégias de enfrentamento (coping) ao estresse utilizadas com frequência pelos gestores foram: equilíbrio entre trabalho e vida privada, busca do autocontrole, centralidade do trabalho e prática de atividades físicas.
Mostrar mais

162 Ler mais

Distribuição altitudinal e riqueza de espécies de plantas herbáceas em campos rupestres do sul da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais, Brasil

Distribuição altitudinal e riqueza de espécies de plantas herbáceas em campos rupestres do sul da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais, Brasil

This work was carried out in Serra do Ouro Branco (SOB) and Serra do Ribeiro (SR), located in the townships of Ouro Branco and Ouro Preto (Fig. 1), respectively. The SOB stands out as the most significant element of the southern border of the Quadrilátero Ferrífero. The altitude of its circa 65 ha varies from 1,000 to 1,573 m (Alkmim 1987). Located approximately 10 km to the North of the SOB, with altitudes varying between 1,270 and 1,550 m, the SR comprises a set of two smaller formations. Climate is mesothermic – Cwb (Köppen 1948), with mild, rainy summers and dry, cold winters. Mean annual temperatures vary between 17ºC and 20ºC and the annual rainfall records are approximately 1,500 mm (Giulietti & Pirani 1988). In the campos rupestres of both serras, the sampling places are characterized as quartzitic grasslands with or without subshrubs (Rizzini 1979), usually next to rocky outcrops, sometimes with evidence of grazing and fires.
Mostrar mais

14 Ler mais

FACULDADE NOVOS HORIZONTES Programa de Pós-graduação em Administração Mestrado

FACULDADE NOVOS HORIZONTES Programa de Pós-graduação em Administração Mestrado

Esta dissertação teve por objetivo estudar as vivências de prazer e sofrimento no trabalho, segundo a percepção de motoristas profissionais, empregados de uma indústria de alimentos situada em Minas Gerais. Com vistas a atingir os objetivos propostos, realizou-se uma pesquisa do tipo descritivo, com abordagem de cunho qualitativo e método consistente no estudo de caso. A coleta de dados foi realizada mediante entrevistas semiestruturadas, a partir de um questionário de pesquisa elaborado com base no Inventário de Trabalho e Riscos de Adoecimento - ITRA, desenvolvido por Mendes e Ferreira (2007), com estrutura adaptada de Souza (2015), para fins da pesquisa qualitativa. Foram realizadas dez entrevistas, sendo que os entrevistados foram selecionados por critério de disponibilidade. Realizadas as entrevistas, essas foram integralmente transcritas para que, uma vez analisadas, prestassem-se aos objetivos do trabalho. Os dados coletados receberam o tratamento consistente na análise de conteúdo, com fundamento nos estudos de Bardin (2009). Por meio da análise dos resultados, observou-se que os aspectos da organização do trabalho favorecem os trabalhadores, tendo eles mencionado que seu volume e ritmo de trabalho não são elevados, apesar de não ser possível a divisão de tarefas na atividade de direção do veículo, situação que é própria da função para a qual foram contratados. A empresa impõe aos motoristas profissionais a obediência a regras e normas, porém essas são no sentido do atendimento à legislação, o que representa um benefício para os trabalhadores. No que se refere à categoria das condições de trabalho, as situações vivenciadas pelos trabalhadores não se demonstraram favoráveis, sob o principal aspecto da falta de segurança nas viagens. As relações socioprofissionais dos trabalhadores são satisfatórias, tendo os sujeitos da pesquisa relatado possuírem bom relacionamento com os colegas de profissão e também com os demais colegas de trabalho, bem como relacionamento estável com o superior imediato, dentro da hierarquia própria de uma relação de emprego. O exercício do trabalho demonstrou-se penoso aos indivíduos, em termos físicos, cognitivos e afetivos. Fatores relacionados a essa categoria foram referidos pelos entrevistados de maneira esparsa, porém veemente. Os motoristas profissionais afirmaram vivenciar o prazer no trabalho, mas também o sofrimento, de modo que as sensações de sofrimento se demonstraram mais significativas que as de prazer, muito embora os trabalhadores adotem alguns mecanismos no sentido de superar a dor. Verificou-se que os sujeitos da pesquisa não vivenciam danos físicos propriamente ditos, conduzindo seus relatos a desgastes físicos ou a riscos dessa natureza.
Mostrar mais

131 Ler mais

ANÁLISE DE SÓLIDOS E COMPÓSITOS 3D GERAIS VIA ALGORITMO DE SUBESTRUTURAÇÃO GENÉRICA DO MÉTODO DOS ELEMENTOS DE CONTORNO Carlos Roberto da Silva Júnior

ANÁLISE DE SÓLIDOS E COMPÓSITOS 3D GERAIS VIA ALGORITMO DE SUBESTRUTURAÇÃO GENÉRICA DO MÉTODO DOS ELEMENTOS DE CONTORNO Carlos Roberto da Silva Júnior

O problema 5 trata-se de um problema de interação solo-fundação. Esse problema é constituído de duas subregiões onde uma delas é a fundação e a outra o solo. Para este problema existem malhas de contorno (Figs. 4.56 e 4.57) mas, para avaliação e visualização de grandezas como deslocamentos e tensões em pontos internos, uma malha de elementos 3D tetraédricos e piramidais foi gerada (Fig. 4.58). O aspecto da deformada do conjunto solo- fundação encontra-se na Fig. 4.60, e a malha de elementos finitos (ANSYS 13) é mostrada na Fig. 4.59. A geração dos modelos de contorno e tridimensionais foi realizada pelo software comercial ANSYS 13 e pós-processada pelos módulos computacionais em linguagem de programação FORTRAN 90 PROCESS_SAT, PROCESS_FEM (desenvolvidos ao longo deste trabalho) e NAESY_meshgenerator. A fundação é uma sapata quadrada de dimensão b 1.52m e 19 cm de espessura, e o solo tem dimensões L de 12.16m e H de 5m, como mostra a Fig. 4.55. O módulo de elasticidade da fundação é de 2.0E+08 kN/m 2 , o do solo é de 2.0E+05 kN/m 2 , o coeficiente de Poisson adotado foi de 0.35 (solo e fundação) e a densidade é de 1800kg/m 3 (solo e fundação). O carregamento q considerado (Fig. 4.55), foi estático de 4000kN/m 2 atuando na direção normal da superfície superior da sapata e dirigida para baixo (sentido negativo do eixo y). Para esse problema, foi empregado o solver de Krylov BiCGstab(L) (Sleijpen e Fokkema, 1993).
Mostrar mais

121 Ler mais

EMISSÕES DO SETOR DE AGROPECUÁRIA

EMISSÕES DO SETOR DE AGROPECUÁRIA

É interessante notar que durante os últimos 40 anos os focos de emissão de GEE ao longo do território brasileiro acompanharam a expansão agrícola nacional. Nos anos 70, por exemplo, 60% das emissões de GEE brasileiras estavam concentradas nos esta- dos do Sul e Sudeste, dominados pelas produções de carne e leite nos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo. À medida que o Brasil expandiu sua fronteira agrícola, aproximadamente 30% das emissões nacionais foram deslocadas para a re- gião Centro-Oeste, especialmente para o estado do Mato Grosso, como mostram os mapas da Figura 10. Atualmente, esse estado é uma das principais fronteiras agrícolas do mundo, concentrando o maior rebanho bovino e a maior produção de soja nacional, produtos que são exportados principalmente para a Europa e Ásia.
Mostrar mais

92 Ler mais

EMISSÕES DOS SETORES DE ENERGIA, PROCESSOS INDUSTRIAIS E USO DE PRODUTOS

EMISSÕES DOS SETORES DE ENERGIA, PROCESSOS INDUSTRIAIS E USO DE PRODUTOS

O transporte de cargas no Brasil emitiu 105,2 MtCO 2 e em 2015, o que correspondeu a aproximadamente metade das emissões do segmento de transportes ou um quinto das emissões do universo dos setores de Energia e PIUP. A elevada predominância do modal rodoviário no país, quando comparado a outros países de dimensões continentais (Figu- ra 10), explica, em grande medida, a enorme importância que o óleo diesel tem no consu- mo energético dos transportes e nas emissões de GEE relacionadas à energia, bem como a presença dos caminhões como principal fonte emissora, não apenas no segmento de transportes, mas no setor de energia como um todo. Basta ver que as emissões dessa ca- tegoria de veículos no Brasil (85,5 MtCO 2 e) são maiores, por exemplo, do que as emissões de toda a queima de combustíveis 4 no segmento industrial (71,8 MtCO
Mostrar mais

95 Ler mais

EMISSÕES DO SETOR DE MUDANÇA DE USO DA TERRA

EMISSÕES DO SETOR DE MUDANÇA DE USO DA TERRA

Entre os pressupostos adotados, o mais frágil é o desmatamento ilegal zero. Desma- tamento ilegal zero já deveria ser uma realidade, não uma meta, visto a vasta gama de investimentos em comando e controle de desmatamento, principalmente no bioma Amazônia. Desde 2012 a taxa de desmatamento na Amazônia, principal contribuin- te de GEE do setor MUT, está estagnada em torno dos 5.000 quilômetros quadrados por ano. Cerca de um terço desse desmatamento tem se concentrado em áreas de assentamento do Incra e nas regiões próximas de projetos de infraestrutura como no- vas hidrelétricas e pavimentação de rodovias. Além disso, em junho de 2016 o Serviço Florestal Brasileiro anunciou que 95% da área cadastrável brasileira já está no CAR. O problema é que boa parte dessas informações sobre as propriedades são declaratórias e não foram validadas pelos órgãos ambientais, o que leva a uma alta insegurança na qualidade dos dados. Por exemplo, no Pará, 108 mil propriedades (de um total de 150 mil) apresentam sobreposições entre si incompatíveis com as exigências legais (Públi- ca, 2016). A meta correta deveria ser desmatamento zero. A área já aberta no Brasil é suficiente para atender à demanda do agronegócio, portanto, os incentivos devem ser para cessar o desmatamento, seja ele legal ou ilegal.
Mostrar mais

43 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

O presente trabalho aborda a implementação da Magistra - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - cujo objetivo declarado é proporcionar a formação continuada dos profissionais da rede pública de Minas Gerais. A investigação proposta objetivou analisar a Magistra compreendendo, além da concepção de formação que lhe é subjacente, em que medida a sua proposta formativa e as ações estruturantes se concretizaram por meio da atuação de seus gestores e propor um plano de ação que contribua para a efetiva implementação de suas ações. A justificativa para a definição da Magistra como temática está na relevância da formação continuada nos debates contemporâneos sobre políticas públicas em educação. A pesquisa, de cunho qualitativo, recorreu a entrevistas semiestruturadas com a finalidade de ouvir os atores envolvidos na construção e implantação da Escola de Formação e análise documental: o site da Magistra, vídeos (Rodas de Conversa), leis, documentos internos à Escola (Projeto Político Pedagógico da Escola de Formação, entre outros) com o objetivo de analisar a implementação das ações da Magistra. Ao longo da pesquisa contextualizou-se a escola de formação inserida na educação pública de Minas Gerais. Descreveu-se a concepção de formação continuada que orienta suas ações e verificou-se o papel dos gestores para implementar a Magistra e efetivar suas concepções nos seus primeiros anos de funcionamento. A pesquisa revela, dentre outros aspectos, que não se efetivou a proposta inicial de implementação de comunidades de aprendizagem. Esses resultados balizam, portanto, a proposição de torná-la indutora da criação de comunidades de aprendizagem nas escolas estaduais de Minas Gerais.
Mostrar mais

144 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-graduação em Administração Mestrado Flávio José de Araújo Mateus

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-graduação em Administração Mestrado Flávio José de Araújo Mateus

Esta dissertação é o resultado de uma pesquisa que teve por objetivo descrever e analisar, comparativamente, a percepção das vivências de prazer e sofrimento no trabalho de professores do ensino fundamental que atuam em duas escolas, uma da rede pública e outra da rede privada, ambas localizadas em um município do interior de Minas Gerais. A psicodinâmica do trabalho foi o referencial teórico que deu escopo à realização da pesquisa descritiva de caráter qualitativo. Este trabalho teve como sujeitos de pesquisa 20 docentes, dentre eles 10 professores atuantes em uma escola da rede pública e 10 da rede privada. Um roteiro estruturado, elaborado exclusivamente para esta pesquisa, norteou as entrevistas, das quais os professores do ensino fundamental participaram. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo, à luz dos pressupostos teóricos de Bardin sobre a análise de conteúdos, com as temáticas predefinidas a partir da literatura dejouriana sobre prazer e sofrimento no trabalho. As unidades de registro foram: sentido do trabalho, contexto do trabalho, vivências de prazer no trabalho, vivências de sofrimento no trabalho, e mecanismos de defesa e estratégias de regulação ante o sofrimento advindo do trabalho. Emergiram dessas unidades de registro as categorias de análise diretamente correlacionadas aos objetivos específicos da pesquisa. Os resultados evidenciaram que o trabalho ocupa espaço central na vida dos docentes, tanto os da escola pública quanto os da privada. O sentido conferido ao trabalho pelos docentes da escola da rede pública diz respeito à interação pessoal estabelecida com os discentes, em que pode ocorrer, por exemplo, laços de amizade com os alunos. Na particular, está relacionado com a percepção pessoal do autodesempenho profissional que os professores têm, por exemplo, quando conseguem perceber que dominam o conteúdo
Mostrar mais

112 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Luciene Ferreira Gomides Gomes

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Luciene Ferreira Gomides Gomes

O objetivo deste estudo consistiu em descrever e analisar como é vivenciado o assédio moral pelos servidores técnico-administrativos de uma instituição federal de ensino superior de Minas Gerais, identificando-se possíveis incidências, consequências e ações de prevenção. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, visando compreender, de maneira aprofundada, se o assédio moral está de fato presente na instituição estudada e, caso positivo, como os servidores vivenciam essa situação. Participaram desta pesquisa 12 servidores que foram ou não vítimas de assédio moral e também um dos representantes do sindicato. Foi feita uma análise profunda do problema do assédio moral na instituição a partir de uma perspectiva mais ampla, ou seja, levando- se em conta as características pessoais dos sujeitos em conflito e as particularidades do seu trabalho e considerando sempre o contexto organizacional. Os resultados sugerem a presença de um grupo dominante que dita as normas e regras de comportamento, favorecendo o abuso explícito por uma das partes. Esse fato sinaliza a necessidade de medidas de prevenção e combate ao assédio moral no trabalho da instituição estudada e sua divulgação, por meio de uma atuação coletiva que permita, entre outras medidas, dar publicidade às formas dessa conduta, para que os trabalhadores possam reconhecê-las e denunciá-las. A conclusão é de que é fundamental compreender as atuais formas de violência que têm acontecido no mundo do trabalho.
Mostrar mais

118 Ler mais

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS

Segundo as estatísticas setoriais dos últimos anos, aumentaram os níveis de cobertura no serviço de limpeza, bem como os percentuais de coleta de resíduos e disposição para aterros sanitários. Entretanto, ainda há um longo caminho a percorrer, visto que no Brasil medidas que incentivam a produção e aproveitamento energéticos de biogás, a bioestabilização da fração orgânica por meio da compostagem e digestão anaeróbia, assim como a reciclagem de resíduos secos estão bastante distantes do potencial exis- tente e das metas explicitadas no Planares.

64 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados