Top PDF Sistema reprodutivo do Ipê-Branco: Tabebuia roseo-alba (Ridley) Sandwith (Bignoniaceae).

Sistema reprodutivo do Ipê-Branco: Tabebuia roseo-alba (Ridley) Sandwith (Bignoniaceae).

Sistema reprodutivo do Ipê-Branco: Tabebuia roseo-alba (Ridley) Sandwith (Bignoniaceae).

RESUMO – (Sistema reprodutivo do Ipê-BrancoTabebuia roseo-alba (Ridley) Sandwith (Bignoniaceae)). Estudos sobre sistemas reprodutivos têm indicado o predomínio da autoincompatibilidade de ação tardia (AIT) em Bignoniaceae, embora poucas espécies tenham sido investigadas e ocorram outros tipos de sistemas reprodutivos na família. O presente estudo objetivou determinar o sistema reprodutivo de T. roseo-alba através de experimentos de polinizações controladas, análise histológica dos eventos posteriores à polinização, verifi cação do desenvolvimento in situ dos tubos polínicos e testes de germinação de sementes. Apesar de os tubos polínicos penetrarem e fecundarem a maioria dos óvulos em pistilos autopolinizados, o aborto de 100% dos mesmos foi verifi cado e, embora sua abscisão tenha ocorrido entre o quarto e o sexto dia após o início da antese, observou-se um ligeiro crescimento dos óvulos e do ovário precedendo a abscisão, porém inferior ao crescimento nos pistilos submetidos à polinização cruzada. A endospermogênese inicial e a formação do tubo proembriônico também foram mais lentas nos pistilos autopolinizados. A longevidade dos pistilos autopolinizados foi maior que a de pistilos não polinizados, e a taxa de germinação de sementes foi de 93%, sendo todas as sementes monoembriônicas. Os resultados demonstram que T. roseo-alba é espécie auto-estéril, destituída de poliembrionia e que apresenta AIT pós-zigótica.
Mostrar mais

12 Ler mais

Sementes de ipê-branco (Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand. - Bignoniaceae): temperatura e substrato para o teste de germinação.

Sementes de ipê-branco (Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand. - Bignoniaceae): temperatura e substrato para o teste de germinação.

A pesquisa foi realizada nos laboratórios de Análise de Sementes e de Análise de Imagens do Departamento de Produção Vegetal, da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, com sementes de ipê-branco (Tabebuia roseo-alba (Rdl.) Sandw. - Bignoniaceae), representadas por um lote, cedidas pelo viveiro florestal Camará, localizado em Ibaté (SP). Essas sementes foram coletadas de 16 matrizes localizadas na cidade de Américo Brasiliense (SP), em outubro de 2004. Para verificar a estabilidade de resposta das sementes aos tratamentos, tanto no estudo da temperatura como no do substrato, foram avaliadas duas épocas de análise com 30 dias de intervalo entre as épocas. Para o estudo da temperatura, foram utilizadas cinco repetições de 15 sementes por tratamento. Em mesa termogradiente, foram avaliados 11 intervalos de temperatura (tratamentos) entre 15,0°C e 35,0°C, sob oito horas de fotoperíodo diário. As sementes foram distribuídas sobre duas folhas de papel mata-borrão, umedecidas com água na proporção em massa de 2,5:1, em placas de Petri (diâmetro de 8 cm).
Mostrar mais

5 Ler mais

Produção de mudas de ipê-branco em diferentes substratos.

Produção de mudas de ipê-branco em diferentes substratos.

RESUMO: Objetivou-se, com este trabalho, avaliar a emergência de plântulas e o crescimento no viveiro de mudas de ipê-branco (Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sandwith) em diferentes substratos. Foram realizados dois experimentos independentes. O estudo da emergência foi realizado em seis substratos: 1- Plantmax® – P; 2- vermiculita – V; 3- areia – A; 4- solo + areia – SA (1:1); 5- solo + casca de arroz carbonizada – SC (1:1); 6- solo + areia + casca de arroz carbonizada – SAC (2:1:1) (v/v), sendo utilizado o delineamento experimental em blocos casualizados (DBC) com três repetições. O estudo do crescimento no viveiro foi realizado em DBC com cinco substratos e cinco repetições, sendo utilizados os seguintes substratos: 1- solo + areia - SA (1:1); 2- solo + cama de frango semidecomposta – SCF (1:1); 3- solo + casca de arroz carbonizada – SC (1:1); 4- solo + areia + cama de frango semidecomposta – SACF (1:1:1); 5- solo + areia + casca de arroz carbonizada – SAC (1:1:1) (v/v). Os maiores valores de porcentagem fi nal de emergência, índice de velocidade de emergência e altura das plântulas foram observados nos substratos P, V, SC e SAC. Os maiores valores de altura, diâmetro do colo, índice de clorofi la, área foliar, comprimento da maior raiz e massa seca da parte aérea e radicular das mudas foram observados nos substratos SACF e SCF. Recomenda-se a utilização de P, V, SC ou SAC para germinação e emergência de plântulas e SACF ou SCF para a produção de mudas de ipê-branco.
Mostrar mais

8 Ler mais

Occurrence and diversity of mites (Acari, Arachnida) associated with Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand (Bignoniaceae), from São José do Rio Preto, São Paulo State, Brazil.

Occurrence and diversity of mites (Acari, Arachnida) associated with Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand (Bignoniaceae), from São José do Rio Preto, São Paulo State, Brazil.

2001). Com esse objetivo e em continuidade a esses estudos, foi identificada a acarofauna associada a Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand., 1954 (ipê-branco), determinando sua diversidade e a ocorrência sazonal das espécies. Essa Bignoniaceae arbórea ocorre na floresta latifoliada semidecídua dos Estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás e norte de São Paulo. Além da construção civil, é amplamente utilizada para paisagismo e no reflorestamento de terrenos secos e pedregosos, devido à sua fácil adaptação (L ORENZI 2000). Nada se conhece sobre a
Mostrar mais

6 Ler mais

Armazenamento de sementes de ipê-branco: teor de água e temperatura do ambiente.

Armazenamento de sementes de ipê-branco: teor de água e temperatura do ambiente.

O ipê-branco, Tabebuia roseo-alba (Ridl.)Sandwith, espécie popularmente também conhecida como pau-d’arco ou ipê-do-cerrado, é umaBignoniaceae extremamente ornamental peloexuberante florescimento de cor branca ou rosa que pode ocorrer mais de uma vez por ano, pela folhagem densa verde azulada e forma piramidal da copa. É espécie estudada por ser de valor econômico, considerando-se a finalidade ornamental e utilização de sua madeira na construção civil, principalmente para acabamentos internos; é adaptada e destinada à recomposição da vegetação arbórea em terrenos secos e pedregosos. Sua ocorrência estende-se por São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás, na floresta latifoliada semidecídua (L ORENZI , 2002).
Mostrar mais

6 Ler mais

Armazenamento de sementes de ipê-branco e ipê-roxo em diferentes embalagens e ambientes.

Armazenamento de sementes de ipê-branco e ipê-roxo em diferentes embalagens e ambientes.

RESUMO - O armazenamento em condições ideais é de fundamental importância para a conservação da qualidade isiológica de um lote de sementes. Nesse trabalho procurou-se identiicar a condição adequada para o armazenamento de sementes de ipê-branco (Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand.) e de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.), bem como avaliar métodos para estimar alterações na viabilidade e no vigor dessas sementes. Diferentes grupos de sementes foram acondicionados em saco de polietileno, saco de papel Kraft e lata e armazenados por até 300 dias em condições de laboratório, geladeira e câmara refrigerada. No início do armazenamento e a cada 60 dias, determinaram-se o teor de água, a porcentagem e a velocidade de germinação e a condutividade elétrica da solução de embebição das sementes. A melhor condição para conservação de sementes de T. roseo-alba e T. impetiginosa foi obtida com o acondicionamento em lata e manutenção em geladeira. Sementes de T. impetiginosa também podem ser conservadas embaladas em saco de polietileno, saco de papel ou lata quando estocadas em câmara refrigerada. Alterações no vigor de sementes dessas espécies são primeiramente identiicadas pela redução da velocidade de germinação
Mostrar mais

11 Ler mais

Influência de métodos de secagem na conservação de sementes de Ipê-branco.

Influência de métodos de secagem na conservação de sementes de Ipê-branco.

Resumo: Sementes de Tabebuia roseo-alba (ipê-branco) com 21,9% de água e 56,5% de germinação, foram submetidas à secagem em liofilizador, câmara seca e estufa. Depois da secagem, o teor de água das sementes foi reduzido para 3,7, 4,0 e 11,7% e a germinação para 49,0, 44,7 e 45,5%, respectivamente. As sementes liofilizadas foram acondicionadas em embalagem impermeável e as não liofilizadas em embalagens permeável e impermeável. Após o acondicionamento, as sementes foram armazenadas nos ambientes normal de laboratório, de câmara seca e de câmara fria. Avaliações da porcentagem de germinação (capacidade germinativa) das sementes foram feitas periodicamente, durante 300 d de armazenamento. As sementes revelaram, durante o armazenamento, comportamento idêntico ao das classificadas como ortodoxas. Quando armazenadas em ambiente normal de laboratório, as sementes se deterioraram rapidamente. As sementes liofilizadas conservaram sua capacidade germinativa quando armazenadas em câmara fria. As sementes secadas em câmara seca, acondicionadas nas embalagens permeável e impermeável, e as secadas em estufa, acondicionadas em embalagem permeável, conservaram sua capacidade germinativa quando armazenadas na câmara seca e na câmara fria.
Mostrar mais

5 Ler mais

Diversidade genética, sistema reprodutivo e fluxo de pólen em duas populações de...

Diversidade genética, sistema reprodutivo e fluxo de pólen em duas populações de...

A primeira delas compreende uma área urbana do município de Ribeirão Preto, interior do Estado de São Paulo, localizada dentro do campus da Universidade de São Paulo (Figura 3). Esta região tem uma altitude média de 600m, temperatura média anual de 22,5 o C e 1482mm de precipitação/ano, clima tropical chuvoso com inverno seco e verão quente e é predominantemente ocupada por floresta estacional semidecidual. A maioria dos indivíduos de ipê branco dessa área foi plantada, sendo alguns remanescentes do processo de fragmentação florestal. Estima-se que existam aproximadamente 100 árvores de ipê branco em idade reprodutiva nessa área, distribuídas aleatoriamente no campus, próximas a espécies exóticas e com o fuste pouco encoberto por outras plantas (Figura 3).
Mostrar mais

159 Ler mais

Teste de tetrazólio para avaliação da qualidade de sementes de Tabebuia roseoalba (Ridl.) Sandwith - bignoniaceae, submetidas ao armazenamento.

Teste de tetrazólio para avaliação da qualidade de sementes de Tabebuia roseoalba (Ridl.) Sandwith - bignoniaceae, submetidas ao armazenamento.

As sementes foram colocadas para germinar em caixas gerbox com papel germtest e umedecidas com água destilada, permanecendo em câmara de germinação a 30 °C, sob luz branca constante até o momento das avaliações, que se realizaram aos 30 dias após a semeadura. Foram utilizadas quatro repetições de 25 sementes para cada lote. Avaliaram-se, com o auxílio de um paquímetro, o comprimento da parte aérea e o sistema radicular (através da avaliação da raiz primária). O resultado foi expresso como média das plântulas observadas em cada tratamento e submetidas à análise de variância. 2.5. Peso de matéria seca de plântulas
Mostrar mais

8 Ler mais

Absorção de nutrientes por mudas de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.) em solução nutritiva contaminada por cádmio.

Absorção de nutrientes por mudas de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.) em solução nutritiva contaminada por cádmio.

Quanto aos teores de Mn e de Zn na matéria seca de raiz, observa-se comportamento oposto, ou seja, o teor de Mn apresenta aumento linear e o teor de Zn apresenta redução linear com as doses de Cd. De acordo com Kabata- Pendias & Pendias (1984), a resposta das plantas ao Cd, em relação ao Mn, pode ser antagônica ou sinergística, tendo, no presente caso, a resposta sido sinergística. Quanto ao Zn, em várias espécies de plantas a sua absorção foi reduzida pela presença de Cd (Jalil et al. 1994a; Yang et al., 1996b; Nascimento et al., 1998; Soares, 1999). No caule das mudas de ipê-roxo, os teores de Cu e de Fe diminuíram até determinada dose, passando a ser crescentes a partir de então. Obata & Umebayashi (1997) preconizam que o Cd estimula a absorção de Cu, porém restringe seu transporte para a parte aérea. Quanto ao teor de Fe, a aplicação de outros metais pesados, como o Ni, restringiu seu transporte em várias espécies de plantas (Yang et al., 1996a), o mesmo podendo ter acontecido com o Cd.
Mostrar mais

9 Ler mais

Crescimento e qualidade de mudas de ipê-amarelo (Tabebuia serratifolia (Vahl.) Nich.), jequitibá-rosa (Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze) e jequitibá-branco (Cariniana legalis (Mart.) Kuntze), em resposta à adubação nitrogenada

Crescimento e qualidade de mudas de ipê-amarelo (Tabebuia serratifolia (Vahl.) Nich.), jequitibá-rosa (Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze) e jequitibá-branco (Cariniana legalis (Mart.) Kuntze), em resposta à adubação nitrogenada

A RHDC apresentou efeito principal das fontes e doses de N (Tabela1). Os dados não permitiram o ajuste da equação de regressão para as doses de N. As maiores médias foram observadas nos tratamentos com nitrato de amônio e com sulfato de amônio, com 7,19 e 7,47, respectivamente (Figura 4). A menor média foi observada nos tratamentos com nitrato de cálcio, com 5,08 (Figura 4), a qual diferiu estatisticamente das demais pelo teste de Tukey, (p 0,05). Nesta relação, que conjuga duas importantes características avaliadas (H e DC), quanto menor for o seu valor, melhor a qualidade da muda e maior a capacidade de sobrevivência no campo (CARNEIRO, 1995). Ainda no estudo com sete-cascas, CRUZ et al. (2009) não observaram efeito significativo na interação fontes e doses, nem efeito principal das fontes, diferindo-se dos resultados encontrados neste trabalho, onde as fontes apresentaram efeito significativo na produção de mudas de jequitibá-branco.
Mostrar mais

96 Ler mais

Morphological response and nutritional deficiency symthoms in ipe seedlings (Tabebuia serratifolia) 	/ Respostas morfológicas e sintomatologia de deficiência nutricional em mudas de ipê (Tabebuia serratifolia)

Morphological response and nutritional deficiency symthoms in ipe seedlings (Tabebuia serratifolia) / Respostas morfológicas e sintomatologia de deficiência nutricional em mudas de ipê (Tabebuia serratifolia)

The yellow ipe (Tabebuia serratifolia Vahl Nich.), is a forest species of relevance in Brazil, with characteristics of timber, medicinal, ornamental and cultural interest, in addition, the species stands out in reforestation activities in degraded areas. Mineral nutrition directly affects the production of seedlings, being a very important factor in the productivity of forest stands. Based on that, the present work aimed to evaluate the morphological responses, accumulation of dry matter, quality of seedlings, as well as the characterization of the symptoms of nutritional deficiencies in seedlings of yellow ipe (Tabebuia serratifolia), under individual omissions of macronutrients and micronutrient iron. The design was used in randomized blocks, adopting eight treatments: Complete solution, and individual omission of N, P, K, Ca, Mg, S and Fe, with three repetitions each. The omissions of N and Ca were those that most compromised the dry matter accumulation of the yellow ipe seedlings. The omissions of nutrients limited the relative growth of the seedlings, presenting the following order of growth: N<Ca<Mg<S<K. Omissions of N, Ca, Mg, S and Fe promoted a reduction in the chlorophyll index, besides manifesting deficiency symptoms. The omission of K manifested symptoms of deficiency, but did not affect the variables assessed. No effect of the omission of P was observed in the seedlings of yellow ipe.
Mostrar mais

16 Ler mais

ALTURA DO IPÊ-ROXO (Tabebuia avellanedae) NOS MANEJOS CONVENCIONAL E DE PRECISÃO, ANALISADA PELA GEOESTATÍSTICA

ALTURA DO IPÊ-ROXO (Tabebuia avellanedae) NOS MANEJOS CONVENCIONAL E DE PRECISÃO, ANALISADA PELA GEOESTATÍSTICA

A avaliação do crescimento da cultura do ipê-roxo foi efetuada considerando-se a altura das plantas, realizada por meio da mensuração da parte aérea dos indivíduos componentes de cada parcela, isto é, da parte do caule rente ao solo até a extremidade superior. Foi utilizada uma trena metálica para efetuar as medições, e os dados obtidos foram expressos em centímetros. A avaliação nas áreas com plantio de mudas foi realizada a partir da data de instalação e a cada 90 dias, totalizando cinco medições (01/03/2003, 01/06/2003, 01/09/2003, 01/12/2003 e 01/04/2004). As mudas de ipê-roxo foram transplantadas, utilizando-se espaçamento de 2 x 2 m, para o local de experimento em 01/03/2003. Os tratos culturais foram realizados sempre que necessários, empregando-se os mesmos recomendados para culturas permanentes (adubação, roçadas de espécies invasoras, coroação e poda para eliminação de brotos laterais).
Mostrar mais

11 Ler mais

Lívia Mara Lima Goulart1 , Haroldo Nogueira de Paiva2 , Hélio Garcia Leite2, Aloisio Xavier

Lívia Mara Lima Goulart1 , Haroldo Nogueira de Paiva2 , Hélio Garcia Leite2, Aloisio Xavier

transplanting. The experimental design was randomized in blocks in factorial scheme (3 × 5) with four replications. At 125 days after transplanting, the addition of nitrogen provided significant effect on seedling production of Yellow Cortez (Tabebuia serratifolia), and the ammonium sulfate produced the best means for all traits and indexes evaluated. We recommend the use of ammonium sulfate at a dose of 100 mg dm –3 N for Yellow Cortez seedling.

9 Ler mais

Determinação do grau de umidade de sementes de ipê-do-cerrado Tabebuia ochracea ((Cham.) Standl.) pelos métodos de estufa e forno de microondas.

Determinação do grau de umidade de sementes de ipê-do-cerrado Tabebuia ochracea ((Cham.) Standl.) pelos métodos de estufa e forno de microondas.

As humidity is one of the factors that most influence upon the process of seeds deterioration in forest species, the use of both fast and effective methods for determining seeds humidity degree can aid in their preservation. With the objective of determining an appropriate methodology to determine the ipê-pity-savannah ( Tabebuia ochracea (Cham.) Standl.) seeds humidity, four lots of seeds collected in Machado-MG had their humidity level determined in two stages. In the first stage of the experiment greenhouse methods were tested at 105°C/24 h with different repetitions and recipients weights. In the second stage the greenhouse method that resulted in smaller variation among the repetitions obtained in the first stage was compared with the microwave oven method using different procedures and times of exposure. The conditions of the greenhouse method that resulted in smaller variation of results in the determination of ipê-pity-savannah seeds humidity were 103ºC/17 h with the use of aluminum capsules and one-gram seed weight. The smallest variations of results between the greenhouse methodogy 103°C/ 17 h and the microwave oven take place when the time period to determine the humidity of ipê- pity- savannah seeds is five minutes.
Mostrar mais

7 Ler mais

QUEBRA DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE IPÊ-AMARELO (Tabebuia Vellosoi) COM UTILIZAÇÃO DE ÁGUA: AVALIAÇÃO DO MELHOR TEMPO

QUEBRA DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE IPÊ-AMARELO (Tabebuia Vellosoi) COM UTILIZAÇÃO DE ÁGUA: AVALIAÇÃO DO MELHOR TEMPO

A Tabebuia vellosoi conhecida popularmente como Ipê-Amarelo é uma planta brasileira, típica das formações abertas da floresta pluvial do alto da mata atlântica, porém com bom desenvolvimento também em regiões com características de cerrado. É considerada como árvore símbolo do Brasil. Sua reprodução pode ser por estaquia ou sementes que requerem quebra de dormência para obtenção de melhores índices de germinação, que por vezes se torna problemática, devido às divergências na forma de como proceder. Na literatura pesquisada, foram encontradas citações em que se indicam períodos que e 12 h, 18 h, 24 h e até 60 horas de imersão em água antes do plantio. Esta pesquisa buscou avaliar o melhor período para a quebra da dormência. Os resultados apontam que as sementes submetidas à quebra de dormência de 18 horas apresentaram os melhores resultados tanto no número de sementes germinadas como também no comprimento inicial das raízes comparando-se com os demais períodos, facilitando inclusive, após a quebra de dormência, o replantio em sacos plásticos apropriados para mudas para posterior replantio em campo aberto.
Mostrar mais

9 Ler mais

Enriquecimento do sistema solo-serapilheira com espécies arbóreas aptas para recuperação de áreas degradadas.

Enriquecimento do sistema solo-serapilheira com espécies arbóreas aptas para recuperação de áreas degradadas.

A contagem de germinação foi realizada no encerramento do experimento. Foram consideradas germinadas as sementes que originaram mudas normais, com todas as estruturas essenciais, sendo os resultados expressos em porcentagem. Após 90 dias da semeadura, as mudas foram avaliadas em altura (H); diâmetro do coleto (D); relação H/D; biomassa seca da parte aérea (BSPA), da raiz (BSR), total (BST) e relação parte aérea sobre raiz (RPA/R); e, nas espécies de ipê-amarelo e ipê-preto, foram avaliadas a área foliar (AF) e a razão área foliar sobre massa seca total (RAF).

10 Ler mais

Compostos orgânicos como substratos na formação de mudas de ipê amarelo [Tabebuia chrysotricha (Mart. ex DC) Standl.] irrigado com água residuária

Compostos orgânicos como substratos na formação de mudas de ipê amarelo [Tabebuia chrysotricha (Mart. ex DC) Standl.] irrigado com água residuária

SUMMARY: The need to study the use of waste pruning of trees is of great importance to solve the environmental problems of solid waste in the urban areas along with the waste of household waste. The study of these materials was evaluated with the development of seedlings of yellow-ipe [Tabebuia chrysotricha (Mart. ex DC.) Sandl.] in mixtures of different substrates and types of water for irrigation. The experiment was installed at the Department of Rural Engineering of de São Paulo University State, Campus of Jaboticabal. Two experiments were conducted, evaluated together with experimental design in randomized blocks of 8 substrates, 2 qualities of water and 4 repetitions, totaling 64 parcels. Each parcel was composed of 30 plants (5 rows of 6 plants) and is regarded as useful, the 3 lines of 4 plants of the central plot. Eight substrates were tested, resulting from the combination of commercial substrate, composed of household waste and composed of pruning of trees with 2 types of irrigation water (clean water and residuary) and 4 repetitions. To observe the development of seedlings of yellow-ipe, were evaluated the height of the shoots of plants, diameter of the stem, dry material and leaf analysis. The characteristics were evaluated at 21, 42, 63 and 84 days after the emergency. The analysis of results allowed to conclude that the substrates studied promoted significant differences in average height of the plants, stem diameter, dry material and leaf analysis in all periods of assessment. The interaction between substrate and water for irrigation were to average height and diameter of the plant stem at 42, 63 and 84 days after emergency and in all of leaf analysis nutrients. The substrates 3, 4 and 5 with residuary water showed the best results in the development of seedlings of yellow-ipe.
Mostrar mais

47 Ler mais

Caracterização genética de Brycon orbignyanus utilizando o sistema seminatural.

Caracterização genética de Brycon orbignyanus utilizando o sistema seminatural.

Avaliou-se o efeito do sistema seminatural na diversidade genética de um estoque de Brycon orbignyanus, utilizado em programas de repovoamento, com o marcador molecular RAPD. Vinte e quatro reprodutores, 12 machos e 12 fêmeas e 95 larvas da progênie foram analisados. Os nove primers utilizados produziram 90 fragmentos, dos quais 94,4% foram polimórficos. Houve diferença significativa na frequência de 20 dos 90 fragmentos entre os reprodutores e sua progênie sem a presença de fragmentos exclusivos. O índice de diversidade genética de Shannon, a porcentagem de fragmentos polimórficos e a diversidade genética de Nei foram mais altos nos indivíduos da progênie. A similaridade genética foi maior nos indivíduos do estoque de reprodutores. A análise de variância molecular mostrou que a maior parte da variação está dentro de cada grupo (89,1%) e não entre os grupos (10,9%). A identidade e a distância genética entre os estoques foram de 0,944 e 0,057, respectivamente. Assim, a utilização do sistema seminatural evitou a mortalidade de reprodutores B. orbignyanus e conservou a variabilidade genética da progênie.
Mostrar mais

8 Ler mais

Influência de doses crescentes de chumbo sobre o teor e o conteúdo de nutrientes e Pb em mudas de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.).

Influência de doses crescentes de chumbo sobre o teor e o conteúdo de nutrientes e Pb em mudas de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.).

RESUMO - O efeito da aplicação de chumbo sobre o teor e o conteúdo de nutrientes e Pb na raiz, no caule e nas folhas de mudas de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.) foi estudado em um experimento realizado em casa de vegetação do Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras. As mudas foram cultivadas em solução nutritiva de Clark e submetidas a doses crescentes de Pb: 0, 48, 96, 192 e 288 µmol/l. O experimento foi conduzido em delineamento estatístico de blocos ao acaso, e após 60 dias de exposição ao metal pesado foram feitas avaliações do teor e do conteúdo de macro, micronutrientes e chumbo na matéria seca de raiz, caule e folha. Os resultados mostraram que a aplicação de chumbo aumentou o teor de P e praticamente não afetou os teores de S, Ca e Mg nas mudas. De modo geral os teores de Cu, Fe e Mn sofreram redução, o teor de Zn não foi afetado, enquanto o conteúdo de macro e de micronutrientes sofreu redução. O teor de Pb na matéria seca de raiz, caule e folha aumentou com as doses aplicadas, principalmente na raiz, e se mostrou pouco móvel nas plantas analisadas.
Mostrar mais

8 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados