Top PDF Uma proposta metodológica de uma oficina de Astrofísica no ensino médio

Uma proposta metodológica de uma oficina de Astrofísica no ensino médio

Uma proposta metodológica de uma oficina de Astrofísica no ensino médio

Este trabalho buscou analisar as dificuldades dos alunos em Astrofísica básica, tendo como base diversos artigos que constatavam a mesma deficiência por parte dos professores. Dessa forma, foi proposta uma oficina de curta duração na escola de ensino médio Governador Adauto Bezerra, localizada em Fortaleza, com o objetivo de introduzir conceitos básicos voltados para a área de Astrofísica com o auxílio da construção de experimentos. O método utilizado para avaliar os alunos se deu por intermédio de questionários aplicados antes e após a oficina. Verificou-se inicialmente que a maioria dos alunos que nunca teve uma interação com Astronomia, e o que motivou a maioria dos estudantes foi a busca de uma autoavaliação para testar seus conhecimentos prévios sobre o assunto. Após a realização da oficina, os estudantes aprenderam o significado de alguns conceitos como, por exemplo, magnitude aparente e ano-luz, onde, respectivamente, 73, 3% e 66, 7% obtiveram a resposta correta. Tendo isso tudo em conta, foi possível verificar que os alunos, após a realização da oficina, perceberam a importância da Astronomia e Astrofísica, resultando em 55, 2% deles pensaram na possibilidade de seguir carreira nessa área.
Mostrar mais

56 Ler mais

OFICINA DE APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA NA FORMAÇÃO DO ESTUDANTE DO ENSINO MÉDIO

OFICINA DE APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA NA FORMAÇÃO DO ESTUDANTE DO ENSINO MÉDIO

O objetivo principal da escola atual é desenvolver competências que permitam ao aluno alcançar sucesso pessoal e profissional, visando dar espaço para que cada um possa aprender a utilizar os seus saberes para atuar com eficiência. O presente estudo teve como objetivo investigar as habilidades e competências que se convergem aos eixos estruturadores do Enem, que os alunos desenvolveram ao participarem de uma oficina de aprendizagem. Analisou-se, inicialmente, as convergências entre as competências que a oficina propõe e aquelas exigidas pelos documentos oficiais, como o ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio e o PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais. Para tanto, foi analisada a oficina intitulada “The Big Bang” desenvolvida com alunos do Ensino Médio. A oficina contempla a perspectiva das Ciências da Natureza e suas Tecnologias, na disciplina de Biologia. Levantou-se quais as convergências entre as competências propostas pelo ENEM, PCN e o texto da oficina. Após este levantamento, verificou-se quais destas competências se convergiram aos eixos estruturadores do Enem: contextualização, interdisciplinaridade e situação-problema. Pode-se observar que a metodologia proporciona a possibilidade de desenvolvimento das competências e habilidades, porém, ressalta-se que a forma como é trabalhada acerca da importância de compreender nuances do processo de ensino-aprendizagem, a clareza dos conceitos de competências e habilidades, a trans e interdisciplinaridade e, principalmente, como as Diretrizes Curriculares estão implicadas em todo o contexto educacional, devem dar sentido aos critérios que os docentes devem utilizar para alcançar os objetivos pedagógicos e, que, muitas vezes, estes indicadores não estão claros no processo de ensino-aprendizagem para os educadores, necessitando de uma conscientização para que a ação do ensinar tenha uma maior eficácia.
Mostrar mais

20 Ler mais

Oficina temática: uma proposta metodológica para o ensino do modelo atômico de Bohr.

Oficina temática: uma proposta metodológica para o ensino do modelo atômico de Bohr.

Resumo: A pesquisa apresentada neste artigo é de caráter qualitativo e investigou a aprendizagem dos conceitos relacionados ao modelo atômico de Bohr pelos alunos de uma turma da primeira série do Ensino Médio, durante o desenvolvimento de uma oficina temática. Nessa oficina, foi realizada uma atividade experimental que abordou a emissão de luz proveniente dos saltos eletrônicos que ocorrem em compostos contidos nas lightsticks, pulseiras distribuídas em festas, e teve por objetivo relacionar os fundamentos propostos por Bohr com aspectos do cotidiano dos estudantes. A pesquisa foi aplicada em uma escola de Ensino Médio da cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, e os resultados obtidos nos permitem afirmar que a oficina temática desenvolvida contribuiu para a aprendizagem dos conceitos relacionados ao modelo atômico de Bohr.
Mostrar mais

15 Ler mais

Utilização de caleidociclos no ensino de geometria: uma proposta metodológica para o ensino médio

Utilização de caleidociclos no ensino de geometria: uma proposta metodológica para o ensino médio

A oficina de caleidociclos permitiu aos estudantes visualizar a geometria de uma maneira diferente da qual estavam acostumados a trabalhar no contexto convencional da sala de aula, realizando atividades e exercícios de uma forma que não era a habitual utilizada pelo professor. Observando e analisando as atividades realizadas em cada encontro, os estudantes puderam perceber o quanto a geometria está presente no dia a dia deles e como ela influi no desenvolvimento de várias situações da realidade.

42 Ler mais

Utilização de caleidociclos no ensino de geometria: uma proposta metodológica para o ensino médio

Utilização de caleidociclos no ensino de geometria: uma proposta metodológica para o ensino médio

No trabalho desenvolvido, analisa-se a realidade da utilização dos caleidociclos como proposta de sequência didática para o ensino e aprendizagem da geometria. A investigação deu-se por meio da realização da Oficina de caleidociclos, a qual foi desenvolvida em quatro encontros, envolvendo alunos da 2ª série do ensino médio do Colégio e Faculdade Modelo – na cidade de Curitiba/PR. A pesquisa, de cunho qualitativo propõe a utilização recursos que diversificassem o desenvolvimento de atividades para o ensino e aprendizagem de Matemática na escola básica. Os dados apresentados no trabalho foram coletados durante o período de realização das oficinas na instituição de ensino, as quais ocorreram durante quatro sextas-feiras no período vespertino, horário contra turno das atividades regulares dos participantes. As atividades realizadas propõem desenvolver e aprimorar o conhecimento de geometria dos estudantes envolvidos nas oficinas, tendo como foco principal a construção dos caleidociclos e visualização de conceitos geométricos existentes neste e em outros materiais explorados com menor ênfase durante os encontros. Ao final dos encontros percebeu-se que o ambiente oferecido para o desenvolvimento das atividades e os trabalhos propostos, auxiliaram no desenvolvimento de novos conceitos referentes a geometria, bem como houve um maior estreitamento na relação docente/discente, possibilitando que as atividades enriqueceram o conhecimento em matemática dos estudantes. Para enriquecimento do trabalho foi desenvolvido um encarte que propõe uma sequência didática para a aplicação da oficina por outros docentes.
Mostrar mais

80 Ler mais

Uma investigação da resolução de problemas como proposta metodológica para a sala de aula no Ensino Médio.

Uma investigação da resolução de problemas como proposta metodológica para a sala de aula no Ensino Médio.

Uma atividade de resolução de problemas requer que os problemas sejam bem elaborados, e que sua resolução exija estratégias com uma indefinição inicial da parte de quem resolve o problema e envolve principalmente a construção de novos conhecimentos matemáticos. Após serem publicados os Parâmetros Curriculares Nacionais, surgiram basicamente três formas diferentes de se entender a resolução de problemas e seu papel no ensino da matemática: ensinar para, ensinar sobre e ensinar via resolução de problemas. O aluno deve ser ensinado para a resolução de problemas com o objetivo de torná-lo capaz de resolver problemas com os quais se deparará. No ensino sobre resolução de problemas enfatiza-se a importância das situações problemas e quais passos devem ser dados para a interpretação. E ensinar via resolução de problemas significa considerar o problema como um elemento “disparador de um processo de construção do conhecimento matemático” (Gestar II, TP1, p.49)
Mostrar mais

49 Ler mais

A degradação ambiental do Córrego Ribeirão Preto: uma proposta metodológica para o ensino de geografia no ensino médio

A degradação ambiental do Córrego Ribeirão Preto: uma proposta metodológica para o ensino de geografia no ensino médio

Junto à política de bonificação por resultados para os professores da Rede Estadual de São Paulo, outra medida foi tomada para consolidar o currículo paulista: O Programa de Valorização Por Mérito, para os profissionais da educação, sendo criada uma lei, em 2009, dando continuidade às políticas para consolidação do currículo de São Paulo, conduzida pelo Secretário Estadual da Educação Paulo Renato de Souza, no Governo de José Serra (PSDB). De acordo com a lei os objetivos são:[...] o Projeto de Lei Complementar (PLC) 29/2009, que institui o Programa de Valorização pelo Mérito para professores, supervisores e diretores da rede estadual de ensino. Pela nova lei, os professores terão a chance de quadruplicar, ao longo da carreira, o salário inicial da carreira desde que cumpram as regras de promoção (assiduidade e tempo de permanência numa mesma escola) e consigam notas mínimas na prova de avaliação anual - aplicada pela Secretaria da Educação. "A cada ano pelo menos um quinto dos professores, ou seja, 20%,poderá ganhar 25% mais (PORTAL DO GOVERNO DE SÃO PAULO, 2009).
Mostrar mais

208 Ler mais

UMA PROPOSTA DE OFICINA SOBRE CÓDIGOS PARA A CONTEXTUALIZAÇÃO DO ESTUDO DE ARITMÉTICA E MATRIZES NO ENSINO MÉDIO

UMA PROPOSTA DE OFICINA SOBRE CÓDIGOS PARA A CONTEXTUALIZAÇÃO DO ESTUDO DE ARITMÉTICA E MATRIZES NO ENSINO MÉDIO

Uma Proposta de Oficina sobre Códigos para a Contextualização do Estudo de Aritmética e Matrizes no Ensino Médio [manuscrito] / Bruno Coelho Alves.. Mário José de Souza[r]

74 Ler mais

Números complexos: uma proposta de mudança metodológica para uma aprendizagem significativa no ensino médio

Números complexos: uma proposta de mudança metodológica para uma aprendizagem significativa no ensino médio

Este trabalho apresenta uma proposta de mudança metodológica para o ensino- aprendizagem dos números complexos no ensino médio. É fundamentado nas indagações e dificuldades dos alunos, detectadas na sala de aula quanto ao ensino dos números complexos, uma problematização do contexto do ensino da matemática - motivo da investigação. Na busca de uma aprendizagem significativa e situando o trabalho enquanto pesquisa, é apresentada uma reflexão histórica da evolução do conceito dos números complexos, destacando seus enfoques mais relevantes, a saber: simbólico, numérico, geométrico e algébrico. Na seqüência, mostra a descrição do caminho da pesquisa fundamentado na metodologia da engenharia didática. Esta é desenvolvida a partir da utilização de suas quatro fases, onde na fase das análises preliminares são apresentados dois levantamentos de dados: o primeiro é com relação à forma de apresentação dos conteúdos dos números complexos nos livros didáticos de matemática e o segundo é com relação à entrevista realizada com professores do ensino médio que trabalham com números complexos no exercício de suas profissões. Na fase da análise a priori é apresentado o material preparado e organizado para ser utilizado na fase seguinte. Na fase da experimentação é apresentado o processo de realização, que foi operacionalizado com alunos do segundo ano do ensino médio do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte – CEFET/RN. Ao final, apresenta, na fase da análise a posteriori e validação, a revelação dos resultados obtidos a partir das observações feitas na sala de aula quando da realização da seqüência didática, das falas dos alunos e da coleta de dados.
Mostrar mais

111 Ler mais

O ensino-aprendizagem da leitura no ensino médio: uma proposta a partir de oficina com o gênero carta do leitor

O ensino-aprendizagem da leitura no ensino médio: uma proposta a partir de oficina com o gênero carta do leitor

A partir da crença de que o ensino-aprendizagem de leitura - especialmente por ser “uma atividade eminentemente polimorfa” (FOUCAMBERT, 1998, p. 105) - necessita de reflexões para melhor se situar no espaço escolar, buscamos uma definição do que seja uma aula de leitura nas aulas de Língua Portuguesa do Ensino Médio. O resultado primeiro desta pesquisa é que pensar em aulas de leitura já não é a mesma coisa. Se o problema fundador da pesquisa foram as aulas de Língua Portuguesa do Ensino Médio, especialmente em relação ao que se faz com a leitura, já pudemos perceber algumas possibilidades de resolvê-lo. A elaboração didática das práticas de leitura a partir dos gêneros mostrou-se um trabalho que pode trazer resultados práticos e consistentes para os alunos. Os modos de se perceber um texto envolvem conhecimentos específicos em relação ao que se pretende. Se os alunos conseguem entender e, principalmente, reconhecer nos textos, as interações sociais balizadas pelos gêneros do discurso, por exemplo, passam a ter uma relação diferenciada com o que lêem. Os textos deixam de estar restritos ao ambiente de sala de aula e se constituem em verdadeiras aulas de funcionamento da língua nas situações de interação em que ocorrem efetivamente. E as atividades de leitura passam a fazer parte das práticas sociais da leitura, ou seja, promovem exercícios efetivos de letramento.
Mostrar mais

189 Ler mais

PROPOSTA METODOLÓGICA VOLTADA AO ENSINO MÉDIO: AULA DE CAMPO AO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES

PROPOSTA METODOLÓGICA VOLTADA AO ENSINO MÉDIO: AULA DE CAMPO AO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES

É admissível uma analogia do conceito de geossistema para o sistema educacional, esse último não é natural, é resultado do intersubjetivo, mas tem suas particularidades e função própria. Entretanto, é não só influenciado, mas até certo ponto controlado pelo interesse econômico e social hegemônico do tempo presente, mas uma boa parte das obras sobre o sistema educacional não dão a atenção devida a estes fatores tão importantes em suas pesquisas. Desconsiderar o entorno, as condições e limitações próprias de cada local é grande equivoco, pois cada local deve desenvolver ou adaptar metodologias para atender suas particularidades próprias. Os PCNs permitem essa flexibilidade de escolha metodológica por parte das instituições de ensino e professores, mas boa parte destes não tem interesse de sair de sua zona de conforto, mesmo essa se encontrando em meio a uma situação calamitosa.
Mostrar mais

15 Ler mais

A UTILIZAÇÃO DO LIVRO DIDÁTICO PARA A APLICAÇÃO DE UMA AULA DE FÍSICA NO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA

A UTILIZAÇÃO DO LIVRO DIDÁTICO PARA A APLICAÇÃO DE UMA AULA DE FÍSICA NO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA

RESUMO: Neste trabalho foi realizado um levantamento das pesquisas publicadas em alguns periódicos nacionais sobre o papel e uso do livro didático no ensino da física, a um período em que são submetidos ao Programa Nacional do Livro Didático que passaram a ser avaliados com critérios pedagógicos. A pesquisa buscou analisar, nos artigos identificados, o papel e o uso desse material didático pelos docente e discente do ensino médio, assim como as afinidades instituídas entre ciência e escola, conhecimento científico e o conhecimento escolar, observou-se que o livro é empregado como material de contribuição, para o docente e serve como ferramenta auxiliar no ensino, podendo através dele produzir uma aula sistematizada obtendo uma linha de orientação já que o docente esta em constante aprendizado e colabora no desenvolvimento dos planos de aula e faz com que suas aulas sejam mais produtivas, já para o aluno pode ser utilizado para desenvolver uma boa leitura e acompanhar as atividades elaborada pelo professor ou até mesmo fazer com que o aluno tenha uma melhor compreensão das atividades elaboradas em sala de aula ou em laboratórios experimentais dividindo espaço com outros materiais didático-pedagógicos no transcorrer do trabalho docente. Contudo, entre outros aspectos, o livro permanece realizando uma forte função e direcionador do currículo.
Mostrar mais

6 Ler mais

PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE QUÍMICA NA MODALIDADE EJA

PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE QUÍMICA NA MODALIDADE EJA

A prática pedagógica/metodológica tornou-se objeto de estudo, culminando em uma série de publicações de artigos científicos que pesquisam sobre estratégias de ensino, metodologias adequadas ao ensino médio dito regular ou a EJA. Esses estudos possibilitam aos professores um direcionamento, entendendo como o aluno aprende, quais caminhos permite que o estudante compreenda melhor os conteúdos específicos, novas estratégias metodológicas. No entanto, a metodologia adotada na EJA ou no ensino médio dito regular se assemelham no sentido de desenvolver como principal prática, aulas expositivas pouco contextualizadas e problematizadas, dificultando o diálogo entre alunos e professores.
Mostrar mais

13 Ler mais

ASTROFÍSICA DE PARTÍCULAS NA SALA DE AULA - UMA SEQUÊNCIA DE ENSINO E APRENDIZAGEM SOBRE RAIOS CÓSMICOS PARA O ENSINO MÉDIO

ASTROFÍSICA DE PARTÍCULAS NA SALA DE AULA - UMA SEQUÊNCIA DE ENSINO E APRENDIZAGEM SOBRE RAIOS CÓSMICOS PARA O ENSINO MÉDIO

Atualizar o currículo de Física para o Ensino Médio é um desafio a todos os pesquisadores e professores da área, e há pelo menos duas décadas figuram no meio acadêmico muitas pesquisas que dão conta de justificar as necessidades desta atualização. No entanto, ainda não percebemos nas salas um reflexo desta atualização. Mas já existem algumas pesquisas focadas em estruturar atividades e sequências de ensino e aprendizagem, e que têm surgido com força no campo de pesquisa em ensino de Física, visando a suprir essa carência no currículo de Física do Ensino Médio. Foi neste sentido que refletimos sobre as possibilidades de se realizar um processo de transformação do tema Raios Cósmicos em saber a ensinar, com base nas regras e características da Teoria da Transposição Didática, proposta por Ives Chevallard (1991). Assim, implementamos uma sequência de ensino- aprendizagem sobre Raios Cósmicos com o objetivo de determinar o ponto de impacto e reconstrução da direção de chegada de um Raio Cósmico primário a partir de dados registrados pelo Observatório Pierre Auger e aplicamos tal atividade na forma de um minicurso em uma Escola Pública, na cidade de Sertãozinho – SP. Esta atividade aborda conceitos fundamentais, como conservação de energia, centro de massa, velocidade, sistemas de coordenadas, referências de tempo e observação do céu.
Mostrar mais

131 Ler mais

OFICINA SOBRE O INFINITO: UMA
PROPOSTA DIDÁTICA PARA OS ALUNOS
DAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO
FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO

OFICINA SOBRE O INFINITO: UMA PROPOSTA DIDÁTICA PARA OS ALUNOS DAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO

Este trabalho tem o intuito de servir como material complementar para professores de ensino básico ( fundamental e médio) e para alunos que tenham interesse em ter argu- mentos (dentro deste nível de ensino) para trabalhar com o infinito e com procedimentos infinitos. Para tanto foram feitas algumas demonstrações e exemplos que fundamentam o tema. Os conceitos utilizados foram levantados a partir de bibliografias que são usadas por professores e alunos do ensino fundamental e médio. Foram apresentados argumentos algébricos e aritméticos que envolvem o infinito, como dízimas periódicas e números reais. Foram também expostas aplicações que utilizam procedimentos infinitos, como obtenção de 𝜋 e a aproximação de algumas funções por somas infinitas. Este é um material que pode ser usado como fonte de pesquisa por docentes e discentes que necessitem de material complementar para o estudo do tema.
Mostrar mais

53 Ler mais

PROPOSTA DE OFICINA PEDAGÓGICA PARA O APROFUNDAMENTO DO ENSINO DE ESTATÍSTICA DIRECIONADA A ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

PROPOSTA DE OFICINA PEDAGÓGICA PARA O APROFUNDAMENTO DO ENSINO DE ESTATÍSTICA DIRECIONADA A ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

O presente trabalho trata-se de uma investigação de cunho teórico acerca da aplicabilidade da estatística descritiva. Para tanto, o trabalho está divido em duas partes: a primeira conta com informações como: Origem da Estatística; Classificação de Variáveis, Tabelas e Gráficos; Medidas de Tendência Central; Medidas de Dispersão; Proposta de Oficina. A segunda parte abordará as discussões empreendidas que se prestaram como embasamento para aplicação de uma oficina de coleta e análise de dados estatísticos nas escolas de educação básica.
Mostrar mais

28 Ler mais

EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA: PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NO ENSINO MÉDIO

EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA: PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NO ENSINO MÉDIO

de ideias de startups, destinada à promoção do potencial empreendedor dos estudantes do ensino médio. Para o desenvolvimento do método utilizou-se os estilos de aprendizagem e técnicas pedagógicas de Ulrich e Cole (1987). Os resultados mostraram que a proposta metodológica, com técnicas pedagógicas de ensino aplicadas, se configura como uma ferramenta didática; que permitiu uma participação ativa dos estudantes no processo de ensino-aprendizagem, em que é possível aprender fazendo. Por conseguinte, a aplicação da metodologia de ensino despertou, em algum nível, a capacidade empreendedora dos estudantes, ao ponto que conseguiram apresentar boas ideias de startups.
Mostrar mais

8 Ler mais

RACIOCÍNIO LÓGICO: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO MÉDIO

RACIOCÍNIO LÓGICO: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO MÉDIO

Este trabalho tem por objetivo propor uma metodologia para o ensino da disciplina de Raciocínio Lógico baseada no método de resolução de problemas de George Polya e no método recomendado por Luiz Roberto Dante. A disciplina Raciocínio Lógico foi introduzida em 2014 como disciplina obrigatória pela Secretaria de Educação do Estado do Mato Grosso do Sul (SED) como parte diversificada do currículo de todas as séries do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio e a metodologia que propomos aqui é um dos caminhos que os professores desta disciplina poderão utilizar para alcançar os objetivos que a SED propõe para esta disciplina. Neste trabalho incluímos uma discussão sobre a lógica como um tipo de conhecimento e sobre a expressão “raciocínio lógico”, que dá nome a esta disciplina. Discutimos aqui também a proposta feita pela SED para a implantação do ensino de Raciocínio Lógico, conforme consta nos dois documentos da SED para a implantação desta disciplina que são a Circular n. 002/2014 e a proposta de alteração de ementa curricular anexa à Circular n. 80/2015.
Mostrar mais

89 Ler mais

PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE ELETROQUÍMICA NO ENSINO MÉDIO

PROPOSTA METODOLÓGICA PARA O ENSINO DE ELETROQUÍMICA NO ENSINO MÉDIO

Este estudo propõe um método para diminuir as dificuldades dos alunos em compreender a linguagem formal dos livros didáticos de química para o ensino médio. A proposta sugerida é importante por relacionar a eletroquímica com o cotidiano dos alunos ao mesmo tempo em que colabora para uma aprendizagem em que o aluno é o sujeito ativo na construção do conhecimento. Assim sendo, o objetivo desse trabalho é elaborar uma proposta metodológica para o ensino de eletroquímica no ensino médio a partir de experimento.
Mostrar mais

15 Ler mais

Uma proposta para o ensino da astronomia e astrofísica estelares no Ensino Médio.

Uma proposta para o ensino da astronomia e astrofísica estelares no Ensino Médio.

Tentamos aqui uma abordagem emp´ırica, suplementada com alguns conceitos e quantidades necess´arios para construir o quadro b´asico da astrof´ısica estelar. Na forma de recomenda¸c˜ao ao professor, procuramos ori- entar a respeito de atividades observacionais e c´alculos que liguem o assunto aos alunos, na sua escala humana, e tamb´em a outras disciplinas (hist´oria, geografia) de interesse para o desenvolvimento de uma vis˜ao concreta das estrelas. ´ E poss´ıvel ainda adaptar estes procedi- mentos para as ´ ultimas s´eries do Ensino Fundamental, desde que os c´alculos sejam omitidos, se mantendo em uma abordagem qualitativa. Em um segundo traba- lho vamos a discutir outros aspectos das estrelas menos simples, tais como espectros e a informa¸c˜ao que carre- gam, classifica¸c˜ao estelar, etc., possivelmente adequa- dos para o Ensino M´edio e com o aux´ılio de telesc´opios pequenos e instrumentos mais avan¸cados, dispon´ıveis de forma pontual. Ainda que limitada, a abordagem apresentada ´e vi´avel e segue de perto a metodologia j´a aplicada ao estudo do Sistema Solar, sendo que este paralelo poder´a ser ampliado pelos pr´oprios professores para sua utiliza¸c˜ao pr´atica nas aulas.
Mostrar mais

8 Ler mais

Show all 10000 documents...