Como exemplo positivo apresentou-se o ex-gerente comercial que mostrou a diferença nos números e conseguiu atingir além das expectativas de crescimento proposto a ele, porque

No documento RGE Revista de Gestão e Estratégia (páginas 37-40)

buscou se qualificar, entender e introduzir a IE a si e aos seus liderados. O líder está atuando diretamente com pessoas que tem sonhos, sentimentos e emoções e ele é capaz de mostrar aos profissionais liderados por ele a possibilidade de crescimento, incentivar positivamente nas diversas áreas seja pessoal e, principalmente, profissional, despertando o desejo de um cargo melhor e não temer o seu lugar na empresa, ações como está além de trazer bons resultados para a empresa criam um ambiente de trabalho saudável e uma equipe unida.

Um líder tem a possibilidade de escrever a sua trajetória na empresa e na vida de seus

liderados. Se ele agir com IE, irá incentivar uma equipe positivamente, e essas pessoas também

irão aprender a serem empáticas e motivadoras. Porém, se ele não possuir a capacidade de

liderança e nem ao menos trabalhar as habilidades requeridas, este irá prejudicar sua carreira,

a empresa e afetará seus liderados. De ambas as formas um líder tem potencial de deixar sua

marca por onde passar e o intuito do presente trabalho é demonstrar o quão vantajoso é usar as

emoções de maneira adequada, ou seja, com Inteligência Emocional.

André Xavier Carvalho; Ariane Esther da Cruz; Angela Simone Ronqui Oliva

RGE| Vol.1 | Nº. 4 | Ano 2022 | p. 38

6 REFERÊNCIAS

ABCFARMA. Trabalhar a autoliderança dos gestores pode reduzir a Síndrome de Burnout nas equipes. Disponível em <https://site.abcfarma.org.br/trabalhar-a-autolideranca-dos-gestores-pode-reduzir-a-sindro me-de-burnout-nas-equipes/>. Acesso em 02/10/2021 BENNIS, Warren. A formação do Líder. São Paulo: Atlas, 1996.

CHAVES, Svendla. Liderança ruim, resultados ainda piores. Disponível em <

https://excelenciaempauta.com.br/lideranca-ruim-resultados-ainda-piores/>. Acesso em 04/08/2021 CHIAVENATO, Idalberto. Gerenciando com as Pessoas: Transformando o executivo em um excelente gestor de pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

______, I. Introdução à teoria geral da administração: edição compacta. 2. ed. Rio de Janeiro:

Campus, 2009

______, Idalberto. Gestão de Pessoas; e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. Rio de Janeiro:3. ed. Campus, 2010.

DE SOUSA, Angélica Silva; et al. A Pesquisa Bibliográfica: Princípios e Fundamentos. Cadernos da FUCAMP, v. 20, n. 43, 2021.

DUARTE, M. Y. M. Estudo de caso. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (orgs). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2006

ENTREVISTADO 1, Colaborador. Entrevista (out. 2021). Entrevistador: Ariane Esther da Cruz. Assis, 2021. (Informação Verbal)

ENTREVISTADO 2, Colaborador. Entrevista (out. 2021). Entrevistador: Ariane Esther da Cruz. Assis, 2021. (Informação Verbal)

FONSECA, Adriana. Empresas criam ações para reduzir estresse dos funcionários. Disponível em

<https://valor.globo.com/carreira/noticia/2019/11/22/empresas-criam-acoes-para-reduzir-estresse-dos-funcionarios.ghtml> acesso em 19/10/2021

GARDNER, Howard. Multiple Intelligences as a Catalyst. The English Journal, v. 84, n. 8, p. 16-18, 1995.

COMERCIAL, Gerente. Entrevista (out. 2021). Entrevistador: André Xavier Carvalho. Assis, 2021.

(Informação Verbal)

GOLEMAN, Daniel. Working with emotional intelligence. New York: Bantam Books, 1998.

______, Daniel.Inteligência Emocional: a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente. 2 ed.

Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

GREVEY, Marcos. Assédio moral no ambiente de trabalho. Disponível em<

https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/9126/Assedio-moral-no-ambiente-de-trabalho >. Acesso em 07/09/2021

HUNTER, James C. O monge e o executivo: uma história sobre a essência da liderança. Rio de janeiro:

Sintaxe, 2004.

KANTOR, Lana. Você sabe criar um bom ambiente de trabalho na sua empresa? Disponível em

<https://saiadolugar.com.br/bom-ambiente-de-trabalho/>. Acesso em 16/09/2021

MACEDO, N. D. Iniciação à pesquisa bibliográfica: guia do estudante para a fundamentação do trabalho de pesquisa. São Paulo, SP: Edições Loyola,1994

MAYER, J. D.; Salovey, P. The intelligence of emotional intelligence. Intelligence,17(4), 433-442, 1993.

______, J. D.; et al. A further consideration of the issues of emotional intelligence. Psychological Inquiry, 15, 249-255, 2004.

______, J. D.; Salovey, P. What is emotional intelligence? In P. Salovey & D. Sluyter (Eds.), Emotional development and emotional intelligence: Implications for educators (pp. 3-31). New York: Basic Books, 1997.

LYONS, J. B.; Schneider, T. R. The influence of emotional intelligence on performance. Personality and Indi vidual Differences, 39, 693-703, 2005.

LOPES, P. et al. Emotional intelli gence, personality, and the perceived quality of social relation ships. Personality and Individual Differences, 35, 641-658, 2003.

SALOVEY, Peter; MAYER, John D. Emotional intelligence. Imagination, cognition and personality, v. 9, n. 3, p. 185-211, 1990.

SLUYTER, D.; SALOVEY, Peter. Emotional development and emotional intelligence: Implications for educators. 1997.

SCHWARZ, Norbert. Feelings as information: Informational and motivational functions of affective states. The Guilford Press, 1990.

______, Norbert. Feelings as information: Informational and motivational functions of affective states. In E. T. Higgins & E. M. Sorrentino (Eds.), Handbook of motivation and cognition (Vol. 2, pp. 527-561). New York: Guilford, 1990.

TRANSTORNO mental é a 3ª causa de afastamentos de trabalho. Anamt, 2017. Disponível em

<https://www.anamt.org.br/portal/2017/10/26/transtorno-mental-e-a-3a-causa-de-afastamentos-de-trabalho/> acesso em 19/10/2021

TZU, S. A Arte da Guerra. São Paulo: Record, p. 28, 2006.

WOYCIEKOSKI, Carla; HUTZ, Claudio Simon. Inteligência emocional: teoria, pesquisa, medida, aplicações e controvérsias. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 22, p. 1-11, 2009.

p.40

Faculdade de Tecnologia de Assis e Universidade Estadual de Maringá

Devido à crise ocasionada pela nova Covid-19, que impactou na economia global, levando grandes empresas a uma enorme queda, diminuindo sua valorização no mercado de investimentos e perca de capital, já prevista anteriormente por especialistas do mercado financeiro. Investidores se encontraram em um estado de perda em relação aos seus investimentos, com exceção daqueles que haviam diversificado seu capital, fazendo assim com que sua carteira de investimento não fosse tão afetada. Em meio a essa situação ocasionada pelo vírus, foi-se questionado quais eram as melhores opções de investimentos para alocar o capital e além de mantê-lo em segurança também buscavam uma rentabilidade satisfatória. Desta forma, surgiram estudos que demonstram como cada área do mercado foi afetada e com quais métodos souberam lidar melhor com essa grande recessão. Meios de investimentos como a Renda Fixa e a Renda Variável passaram por grandes mudanças, seus valores precisaram ser reajustados e nem todos os novos investidores sabem qual caminho seguir para continuar lucrando em meio à pandemia. Este estudo surge como uma alternativa de conhecimento para aqueles que buscam investir corretamente, obtendo os melhores retornos financeiros com base no próprio perfil do investidor.

Palavras-chave: Covid-19. Investimentos. Mercado Financeiro.

Renda Fixa. Renda Variável.

_____________________________________

ABSTRACT

Due to the crisis caused by the new Covid-19, which impacted the global economy as a whole, leading large companies to a huge drop, reducing their valuation in the investment market and capital loss, previously predicted by financial market experts. Investors found themselves in a state of loss in relation to their investments, with the exception of those who had diversified their capital, thus making their investment portfolio less affected. In the midst of this situation caused by the virus, it was questioned which were the best investment options to allocate capital and in addition of keeping it safe they also sought satisfactory profitability. So, studies have emerged that demonstrate how each area of the market has been affected and with what methods they have been able to deal better with this great recession.

Investment resources such as Fixed Income and Variable Income have undergone major changes, their values have had to be readjusted and not all new investors know which way to go in order to continue profiting in the midst of the pandemic. This study appears as a knowledge alternative for those who seek to invest correctly, obtaining the best financial returns based on the investor's own profile.

Keywords: Covid-19. Investments. Financial Market. Fixed Income. Variable Income.

Correspondência/Contato

Faculdade de Tecnologia de Assis - FATEC Av. Dom Antônio, 2100

No documento RGE Revista de Gestão e Estratégia (páginas 37-40)