• Nenhum resultado encontrado

EDITAL SELEÇÃO AO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE DE BACIAS E FAIXAS MÓVEIS TURMA MESTRADO ACADÊMICO

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "EDITAL SELEÇÃO AO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE DE BACIAS E FAIXAS MÓVEIS TURMA MESTRADO ACADÊMICO"

Copied!
16
0
0

Texto

(1)

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS

FACULDADE DE GEOLOGIA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE DE BACIAS E FAIXAS MÓVEIS

CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EDITAL

SELEÇÃO AO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE DE BACIAS E FAIXAS MÓVEIS

TURMA 2015 – 1 – MESTRADO ACADÊMICO

O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE DE BACIAS E FAIXAS MÓVEIS, DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO –UERJ, torna público o presente Edital, com normas, rotinas e procedimentos para ingresso no Curso de Mestrado para turma no início do primeiro semestre do ano de 2015, para portadores de diplomas de Geologia, Geofísica, Oceanografia, Engenharia de Minas e áreas afins, outorgado por Instituição de Ensino Superior (IES) credenciada pelo MEC.

1- O PROGRAMA

O Programa de Pós-graduação em Análise de Bacias e Faixas Móveis (PPGABFM) estrutura-se em duas Áreas de Concentração, cada qual com suas respectivas linhas de pesquisa, a saber:

A- Área de Concentração em Análise de Bacias: abordagem analítica aplicada aos estudos da formação e evolução das bacias sedimentares. Esses estudos enfocam o preenchimento das bacias que é condicionado pelas variações eustáticas do nível do mar e taxa de aporte sedimentar; pelo controle estrutural; pelos mecanismos de subsidência e descontinuidades estruturais do embasamento e pelos eventos magmáticos desenvolvidos durante ou após a formação da bacia. A partir da análise integrada dessas informações são definidos os procedimentos exploratórios dos recursos minerais das bacias sedimentares, incluindo os energéticos (petróleo, gás e carvão).

Linhas de pesquisa:

- Estratigrafia e correlação geológica

- Estudos geológicos e paleoecológicos do Quaternário no sudeste brasileiro

-Mecanismos de formação e evolução de bacias sedimentares e magmatismo associado - Geologia e geofísica de margens tipo atlântico

- Avaliação geoeconômica de recursos minerais energéticos

B- Área de Concentração em Tectônica, Petrologia e Recursos Minerais: abordagem multidisciplinar de terrenos geológicos objetivando sua caracterização geotectônica e potencial mineral, utilizando-se de forma integrada diferentes ferramentas: mapeamento geológico, análise estrutural, petrologia, geoquímica (elementar e/ou isotópica), geocronologia e geofísica.

Linhas de pesquisa:

-Evolução tectônica de faixas móveis

(2)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 2

-Reativação e controle do embasamento de bacias sedimentares -Geofísica aplicada

2- VAGAS E CANDIDATOS:

As vagas se encontram distribuídas, de acordo com a disponibilidade de orientação dos professores do Programa indicados abaixo.

Professores Orientadores* Vagas

1- Akihisa Motoki 1

2- Claudia Sayão Valladares 2

3- Claudio de Morisson Valeriano 3

4- Egberto Pereira 2

5- Francisco de Assis Dourado da Silva 2

6- Heitor Evangelista 1

7- Hernani Aquini Fernandes Chaves 1

8- Julio Cesar Horta de Almeida 4

9- Luiz Carlos Bertolino 1

10- Luzia Antonioli 1

11- Maria Antonieta da Conceição Rodrigues 1

12- Maria Virgínia Martins 2

13- Mauro Cesar Geraldes 1

14- Miguel Antônio Tupinambá A. Souza 3

15- Nely Palermo 1

(3)

17- Sergio Bergamaschi 1

18- Sergio Willians 1

*Os projetos de pesquisa dos orientadores encontram-se no ANEXO 1 deste Edital.

3- DA REALIZAÇÃO

3.1 Em cumprimento à Lei Estadual n 6.914/2014, que dispõe sobre o sistema de cotas para ingresso nos cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado e especialização nas universidades publicas do Estado do Rio de Janeiro, fica reservado, para os candidatos comprovadamente carentes, um percentual de 20% (vinte por cento) das vagas oferecidas POR ORIENTADOR (de cada 5 (cinco) vagas oferecidas por orientador, 1 (uma) será destinada ao sistema de cotas), distribuído pelos seguintes grupos de cotas:

a) 12% (doze por cento) para estudantes graduados negros e indígenas;

b) 12% (doze por cento) para graduados da rede pública e privada de ensino superior;

c) 6% (seis por cento) para pessoas com deficiência, nos termos da legislação em vigor, filhos de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciaria, mortos ou incapacitados em razão do serviço.

d) Conforme artigo 5º da Lei suas disposições aplicam-se no que for cabível.

3.2- Em conformidade com a Leis Estaduais n. 5346/2008 e n 6.914/2014, entende-se por: a) negro e indígena: aquele que se autodeclarar como negro ou indígena;

b) estudante carente graduado da rede privada de ensino superior, aquele que, para sua formação, foi beneficiário de bolsa de estudo do Fundo de Financiamento Estudantil - FIES, do Programa Universidade para Todos - PROUNI ou qualquer outro tipo de incentivo do governo;

c) estudante carente graduado da rede de ensino público superior entende-se como sendo aquele assim definido pela universidade pública estadual, que deverá levar em consideração o nível sócio econômico do candidato e disciplinar como se fará a prova dessa condição, valendo-se, para tanto, dos indicadores sócio econômicos utilizados por órgãos públicos oficiais;

d) pessoa com deficiência: aquela que atender as determinações estabelecidas na Lei Federal n 7853/1989 e pelos Decretos Federais n 3298/1999 e n 5296/2004;

e) filhos de policiais civis e militares, de bombeiros militares e de inspetores de segurança e administração penitenciaria, mortos ou incapacitados em razão do serviço – aquele que apresentar a certidão de óbito juntamente com a decisão administrativa que reconheceu a morte em razão do serviço ou a decisão administrativa que reconheceu a incapacidade em razão do serviço, além da fotocopia autenticada do Diário Oficial com as referidas decisões administrativas.

3.3- O candidato às cotas reservadas para estudantes negros e indígenas, em caso de declaração falsa, estará sujeito as sanções penais, previstas no Decreto-lei n 2848/1940, Código Penal (artigos 171 e 299), administrativas (nulidade da matricula, dentre outros) e civis (reparação ao erário), além das sanções previstas nas normas internas da UERJ.

3.4- Informamos que neste Edital não teremos vagas destinadas ao sistema de cotas, pois nenhum professor orientador oferece 5 vagas.

(4)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 4

4- DA INSCRIÇÃO:

O candidato deverá, no período indicado no calendário (Anexo 2), adotar os seguintes procedimentos: a) realizar sua inscrição no período de 09 de fevereiro a 10 de março de 2015, de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas, no seguinte local: Secretaria de Pós-graduação da Faculdade de Geologia (FGEL/UERJ), situada à Rua São Francisco Xavier, nº 524, 4º andar, bloco A, sala 4001, Maracanã - CEP 20.259-900 - Rio de Janeiro - RJ, telefone: (21)2334-0636;

b) dirigir-se ao local da inscrição para preenchimento da ficha de inscrição em formulário próprio (Anexo 3);

c) apresentar, no ato de preenchimento da ficha de inscrição, obrigatoriamente, os documentos listados no item 5;

d) apresentar, se estrangeiro, cópia do diploma de graduação plena e histórico escolar, ambos, com vistos consulares brasileiros e traduzidos por tradutor público juramentado no Brasil e ainda, cópia do passaporte válido com visto de entrada no Brasil;

e) apresentar, se brasileiro com diploma de graduação plena e/ou mestrado emitido no exterior, cópias do diploma e histórico escolar, ambos, com vistos consulares brasileiros e traduzidos por tradutor publico juramentado no Brasil.

5- DOS DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA A INSCRIÇÃO: a) 02 (duas) fotos coloridas 3x4, de data recente;

b) cópia da carteira de identidade (não será aceito CNH) e do CPF; c) cópia frente e verso do Diploma de Graduação;

c.1) candidatos cujos diplomas ainda não tiverem sido expedidos pela Instituição de Ensino Superior (IES) no ato da inscrição, poderão fazê-la, desde que apresentem declaração da IES com as datas de conclusão e colação de grau de curso de graduação plena do candidato;

c.2) no caso de candidatos possíveis concluintes de curso de graduação plena, com término previsto no segundo semestre de 2014, é obrigatória a apresentação de declaração da IES de origem, indicando a data da provável conclusão do curso ou colação de grau;

d) cópia do Histórico Escolar completo da graduação com todos os registros feitos até a data da inscrição;

e) Currículo Lattes;

f) tomar ciência das normas do Edital;

g) preencher, de acordo com as instruções específicas disponíveis, o requerimento de inscrição;

h) apresentar os originais dos seguintes documentos pessoais: diploma da graduação, histórico escolar completo, CPF e carteira de identidade, para fins de conferência junto à Coordenação do Curso;

i) candidatos estrangeiros deverão apresentar, adicionalmente, cópia do diploma de graduação plena e histórico escolar completo com vistos consulares brasileiros e tradução feita por tradutor público juramentadono Brasil e cópia do passaporte válido com visto de entrada no Brasil, se cabível;

j) encaminhar em envelope lacrado ou em formato pdf diretamente para o email geopos@uerj.br duas Cartas de Recomendação, conforme modelo próprio (Anexo 4) subscritas por pessoas ligadas à formação universitária do candidato ou às suas atividades profissionais. As cartas de recomendação devem ser preenchidas, assinadas e remetidas à Secretaria do Programa pelo profissional da área que estiver recomendando o candidato;

k) entregar uma cópia do projeto de Dissertação, de acordo com o roteiro (Anexo 5);

(5)

6- DA CONFIRMAÇÃO DA INSCRIÇÃO

6.1- A inscrição dos candidatos somente será confirmada após verificação da entrega da documentação requerida. O resultado da inscrição será divulgado pela Secretaria do Programa em 11/03/2015, a partir das 10 horas, através de uma listagem constando a menção: inscrição deferida ou indeferida.

6.2- Os candidatos que não apresentarem toda a documentação exigida serão eliminados do processo seletivo.

7- DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO, na seguinte ordem:

7.1 Prova Escrita de Aptidão em Geologia de caráter eliminatório com duração máxima de 2 horas, sem consulta, baseada na Bibliografia do Anexo 7.

Parágrafo único:Será considerado aprovado na Prova Escrita de Aptidão em Geologia o candidato que obtiver nota mínima 7,0.

7.2 Exame de Proficiência em Língua Inglesa de caráter eliminatório com duração máxima de 1 hora, sem consulta.

Parágrafo único: Será considerado aprovado no Exame de Proficiência em Língua Inglesa o candidato que obtiver nota mínima 6,0.

7.3 Os candidatos estrangeiros deverão prestar o Exame de Proficiência em Língua Portuguesa de caráter eliminatório, exceto aqueles oriundos de países lusófonos, com duração máxima de 1 hora, sem consulta.

Parágrafo único: Será considerado aprovado no Exame de Proficiência em Língua Portuguesa o candidato que obtiver nota mínima 6,0.

7.4 Poderão solicitar isenção na prova de língua inglesa:

a) candidato oriundo de país cujo idioma oficial seja o Inglês;

b) candidato portador de certificado de proficiência emitido por instituição credenciada, a isenção dependerá de parecer da Comissão de Seleção.

7.5 Análise do Curriculum Vitae onde será observado o perfil acadêmico do candidato (caráter eliminatório)

Parágrafo único: Será considerado aprovado na Análise do Curriculum Vitae o candidato que obtiver nota mínima 5,0.

7.6 Defesa Oral do Projeto de Dissertação do candidato (caráter classificatório).

8- CRITÉRIOS PARA APROVAÇÃO DO CANDIDATO

8.1 Será considerado aprovado na análise da documentação o candidato que apresentar todos os documentos previstos na inscrição;

8.2 Será considerado aprovado na Prova Escrita de Aptidão em Geologia o candidato que obtiver nota mínima de 7,0;

(6)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 6

8.3 Será considerado aprovado no Exame de Proficiência em Língua Inglesa o candidato que obtiver nota mínima 6,0;

8.4 Será considerado aprovado no Exame de Proficiência em Língua Portuguesa o candidato que obtiver nota mínima 6,0.

8.5 Será considerado aprovado na análise do Curriculum Vitae o candidato que obtiver nota mínima de 5,0;

8.6 A nota da Defesa Oral do Projeto de Dissertação do candidato que somente será considerada na classificação final dos aprovados;

8.7 No caso de empate da média final, a classificação dos candidatos será decidida com base nos seguintes critérios, nesta ordem:

- maior idade do candidato (art.27 da Lei 10.741/2003); - maior nota obtida na prova escrita;

- maior nota obtida no Exame de Proficiência em Língua Estrangeira; - maior nota obtida na análise do Curriculum Vitae;

- maior nota obtida na Defesa Oral do Projeto de Dissertação;

9- DA MATRÍCULA

9.1 Terão direito a matrícula os candidatos aprovados e selecionados, respeitados os limites de vagas estabelecidas para o Curso.

9.2 No ato da matrícula, o candidato deverá apresentar os originais dos documentos para fins de conferência junto à Coordenação do Curso:

a) diploma de graduação; b) histórico escolar completo; c) CPF;

d) carteira de identidade.

9.3 Em caráter excepcional, poderá ser aceita, provisoriamente, declaração de conclusão da graduação plena, mantendo-se a apresentação dos demais documentos previstos no item 9.2.

9.4 A não apresentação do diploma de graduação plena durante o curso (ou até o prazo estabelecido pelo Curso) implicará o impedimento da entrega da dissertação.

9.5 A matrícula será realizada no dia 20 de março de 2015, de 10:00 às 16:30 horas, na Secretaria do Curso.

9.6 Em caso de desistência da matrícula poderão ser convocados outros candidatos aprovados. A data para a reclassificação de candidatos encontra-se estabelecida no calendário deste Edital.

9.7 Os casos omissos no presente Edital serão resolvidos pela Comissão de Seleção. 9.8 Não haverá segunda chamada para as provas.

(7)

9.9 Havendo desistência após o início das atividades didático-pedagógicas, não haverá chamada para candidatos aprovados e não selecionados, fora do calendário de reclassificação.

9.10 O candidato aprovado, mas não selecionado para o preenchimento das vagas, não estará dispensado de novo processo seletivo para o programa de Pós-graduação em Análise de Bacias e Faixas Móveis.

9.11 Quando disponíveis serão oferecidas bolsas de estudo de agências de fomento (CNPq, CAPES, FAPERJ) e de instituições privadas aos alunos que atenderem às exigências dos órgãos de fomento e às normas do Programa de Pós-Graduação em Análise de Bacias e Faixas Móveis.

9.12 A concessão de bolsas obedecerá aos critérios estabelecidos pela Comissão de Bolsas do Colegiado anualmente.

10- ENDEREÇO PARA CONTATO

FACULDADE DE GEOLOGIA – UERJ, COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO Rua São Francisco Xavier, 524, sala 4001/A, Maracanã, Rio de Janeiro – CEP 20559-900. Telefax: (0xx21) 2334-0636, http://www.fgel.uerj.br , e-mail: geopos@uerj.br

11- Anexos

Anexo 1- PROJETOS DE PESQUISA DOS PROFESSORES ORIENTADORES Anexo 2- CALENDÁRIO

Anexo 3- FICHA DE INSCRICAO

Anexo 4- MODELO PARA CARTAS DE RECOMENDAÇÃO Anexo 5 – ROTEIRO PARA PROJETO DE DISSERTAÇÃO

Anexo 6- MODELOS PARA CARTA DE ACEITE DO ORIENTADOR Anexo 7- BIBLIOGRAFIA

(8)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 8

ANEXO 1

PROJETOS DE PESQUISA DOS PROFESSORES ORIENTADORES DO PPGABFM

Professor

Orientador Projetos de Pesquisa

Akihisa Motoki

Classificação de Rochas Ornamentais com base no uso de Imagens Digitais Evolução Geológica da Serra do Mar e Região Costeira do Estado do Rio de

Janeiro - Tectônica, Petrologia e Geoquímica

Claudia Sayão Valladares

Geoquímica e Geocronologia U-Pb do Embasamento e de Rochas Granitóides Intrusivas e Geocronologia 207Pb/206Pb dos Metassedimentos do Segmento

Central da Faixa Ribeira

Contribuição ao entendimento da Evolução Tectônica e Petrológica do Segmento e Norte da Faixa Ribeiro com Base em Estudos De

Geocronologia(U-Pb), Litogeoquímica Isotópica de Sr e Nd Litogeoquímica Isotópica (Sr-Nd) e Geocronologia U-Pb aplicadas à Petrologia do Embasamento Arqueano-Paleoproterozóico da Faixa Ribeira

Unidades Metassedimentares Proterozóicas à Margem Sul-Sudoeste do Cráton do São Francisco: Proveniência, Geocronologia e Correlações

Estratigráficas

Claudio de Morisson Valeriano

Geologia da Porção Norte da Faixa Brasília

Evolução Tectono-Magmática do Embasamento Enshore das Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo, SE Brasil.

Tectônica Rúptil Meso-Cenozóica e Magmatismo Associado: Estudo Integrado do Embasamento Adjacente à Bacia de Santos, S-SE Do Brasil.

Evolução Tectônica da Faixa Ribeira

Egberto Pereira

Análise Estratigráfica do Paleozóico Médio (Siluro/Devoniano) da Bacia do Paraná

Estratigrafia de Alta Resolução aplicada às Bacias Brasileiras.

Modelagem de Sistemas Petrolíferos Não-Convencionais: Estudo de Casos na Bacia do Paraná e na Bacia do Amazonas

Evolução Paleoambiental da Planície Costeira do Sudeste Brasileiro com base em Foraminíferos e dados Geoquímicos

Recursos Petrolíferos e de Carvão - Produção e Reservas

(9)

Dourado da Silva Integração de Métodos Geofísicos e Imagens Tm-Landsat no Estado do Rio de Janeiro

Recursos Petrolíferos e de Carvão - Produção e Reservas

Os Recursos Minerais na Porção Continental do Estado do Rio de Janeiro Heitor Evangelista da

Silva Análise Integrada de Questões Ambientais: Hidrologia e Geofísica.

Hernani Aquini Fernandes Chaves

Evolução Sedimentar da Baia de Sepetiba

Recursos Petrolíferos e de Carvão - Produção e Reservas Estratigrafia de Alta Resolução aplicada às Bacias Brasileiras.

Julio Cesar Horta de Almeida

Evolução Tectônica da Faixa Ribeira

Evolução Tectono-Magmática do Embasamento Onshore das Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo, SE Brasil.

Tectônica Rúptil Meso-Cenozóica e Magmatismo Associado: Estudo Integrado do Embasamento Adjacente à Bacia de Santos, S-SE Do Brasil.

Interação entre os Eventos Tectônicos e a Evolução Geomorfológica no Sudeste Brasileiro

Evolução Tectônica e Magmatismo Associado à Quebra do Gondwana Ocidental

Luiz Carlos Bertolino Especiação do Íon Ferro no Caulim Visando a sua Utilização Industrial Os Recursos Minerais Industriais no Estado do Rio de Janeiro Luzia Antonioli Contaminação de Metais, Traçadores Isotópicos (Pb, Pu e U) e Padrões de Caracterização Ambiental das Baías de Angra dos Reis e Paraty:

Sedimentação Maria Antonieta da

Conceição Rodrigues

Evolução Paleoambiental da Planície Costeira do Sudeste Brasileiro com Base em Foraminíferos e Dados Geoquímicos

Análise Estratigráfica do Paleozóico Médio (Siluro/Devoniano) da Bacia do Paraná

Maria Virgínia Alves

Martins Evolução Paleoambiental da Planície Costeira do Sudeste Brasileiro com Base em Foraminíferos e Dados Geoquímicos

Mauro Cesar Geraldes

Evolução Crustal do Sudoeste do Craton Amazônico

Geoquímica, Tectônica e Geocronologia dos Diques Máficos e Alcalinos do Embasamento do Sistema de Riftes do Sudeste Brasileiro

Geologia e Mineralizações Auríferas em Terrenos Precambrianos Evolução Sedimentar da Baia de Sepetiba

Estudos Termocronológicos Ar-Ar, Cinemáticos e Magnetométrico das Rochas e Diques Alcalinos da Ilha de Trindade

(10)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 10

Miguel Antônio Tupinambá Araújo

Souza

Evolução Tectônica da Faixa Ribeira e Suas Correlações no contexto do Gondwana Ocidental

Evolução Tectono-Magmática do Embasamento Onshore das Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo, SE Brasil.

Tectônica Rúptil Meso-Cenozóica e Magmatismo Associado: Estudo Integrado do Embasamento Adjacente à Bacia de Santos, S-SE Do Brasil.

Interação entre os Eventos Tectônicos e a Evolução Geomorfológica no Sudeste Brasileiro

Nely Palermo

Geologia e Mineralizações Auríferas em Terrenos Precambrianos Geração de um Banco de Dados Geo-Referenciado dos Recursos Minerais do

Estado do Rio de Janeiro

Mineralização de U, Sn e W na Faixa Ribeira

Geologia e Recursos Minerais Industriais do Estado do Rio de Janeiro: Evolução Tectônica no contexto da Amalgamação e Break-Up do Gondwana

Ocidental

René Rodrigues

Análise Estratigráfica do Paleozóico Médio (Siluro/Devoniano) da Bacia do Paraná

Estratigrafia de Alta Resolução aplicada às Bacias Brasileiras.

Modelagem de Sistemas Petrolíferos Não-Convencionais: Estudo de Casos na Bacia do Paraná e na Bacia do Amazonas

Recursos Petrolíferos e de Carvão - Produção e Reservas

Sergio Bergamaschi

Análise Estratigráfica do Paleozóico Médio (Siluro/Devoniano) da Bacia do Paraná

Estratigrafia de Alta Resolução aplicada às Bacias Brasileiras.

Modelagem de Sistemas Petrolíferos Não-Convencionais: Estudo de Casos na Bacia do Paraná e na Bacia do Amazonas

Recursos Petrolíferos e de Carvão - Produção e Reservas

Sérgio Wilians de Oliveira Rodrigues

Evolução Tectônica da Faixa Ribeira e suas Correlações no Contexto do Gondwana Ocidental

O Sistema de Zonas de Cisalhamento do Rio Paraíba do Sul. Mapa Geológico do Estado do Rio de Janeiro

Evolução Tectono-Magmática do Embasamento Enshore das Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo, SE Brasil

(11)

ANEXO2 CALENDÁRIO

Etapas Data Horário

Inscrições 09/02 a 10/03 10h às 16h, segunda a sexta

Resultado das inscrições 11/03 10h

Prazo para Recurso 11/03 10h às 13h

Divulgação exame dos Recursos 11/03 16h

Prova Escrita de aptidão em Geologia 12/03 10h às 12h

Divulgação da nota da Prova Escrita 13/03 12h

Prazo para Recurso 13/03 12h às 15h

Divulgação exame dos Recursos 13/03 17h

Exame de Proficiência Língua Inglesa 16/03 9h às 10h Exame de Proficiência Língua Portuguesa 16/03 10:30h 11:30h Divulgação notas de Proficiência em Línguas 16/03 17h

Prazo para Recurso Exames de Proficiência

em Línguas 17/03 9h às 12h

Divulgação exame dos Recursos 17/03 17h

Divulgação nota Análise do Currículo 17/03 17h

Defesa oral do Projeto de Dissertação 18/03 A partir das 8h, ordem conforme número de inscrição

Divulgação da Classificação Geral 19/03 14h

Prazo para Recurso do Resultado Final 19/03 14h às 17h

Divulgação exame dos Recursos 20/03 10h

Matrícula 20/03 10h às 16:30h

Divulgação da Lista de Reclassificação 20/03 17h

(12)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 12

ANEXO 3 FICHA DE INSCRIÇÃO

CURSO DE MESTRADO EM ANÁLISE DE BACIAS E FAIXAS MÓVEIS

FICHA DE INSCRIÇÃO N.º _______ DATA: _____ / _____ / _____

NOME: _______________________________________________________________________ CPF ________________ IDENTIDADE: _______________ ÓRGÃO EXPEDIDOR _______ E-MAIL _______________________________________TELEFONE ____________________ GRAU DE TITULAÇÃO/LOCAL/ANO____________________________________________ _____________________________________________________________________________ INSTITUIÇÃO/EMPRESA EM QUE TRABALHA: __________________________________ ORIENTADOR PROPOSTO: ____________________________________________________ DESEJA BOLSA DE ESTUDO? ( ) SIM ( ) NÃO

DOCUMENTOS APRESENTADOS (cópia e original para autenticação) ( ) IDENTIDADE

( ) CPF

( ) DIPLOMA DE GRADUAÇÃO (frente/verso) ( ) HISTÓRICO ESCOLAR DE GRADUAÇÃO ( ) CURRICULUM VITAE

( ) DUAS CARTAS DE RECOMENDAÇÃO (Modelo)

( ) DECLARAÇÃO DE ACEITE DO ORIENTADOR (Modelo)

( ) PROJETO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (de acordo com roteiro) ( ) 2 FOTOS 3x4

UERJ – PROCESSO SELETIVO – MESTRADO

NOME DO CANDIDATO: __________________________________________ INSCRIÇÃO N.º ______ DATA: _____ /_____ / _____

FUNCIONÁRIO RESPONSÁVEL: ______________________________

A distribuição de bolsas é feita respeitando o quantitativo disponível e de acordo com os critérios estabelecidos pela Comissão de Bolsas do PPGABFM. A concessão de bolsas está ligada à dedicação integral e exclusiva às atividades do programa de pós-graduação e a outros requisitos, conforme PORTARIA Nº-76, DE 14 DE ABRIL DE 2010, da CAPES.

(13)

ANEXO 4

MODELO PARA CARTA DE RECOMENDAÇÃO CARTA DE RECOMENDAÇÃO

NOME DO CANDIDATO: _______________________________________________________________________

Senhor Recomendante:

O candidato acima pretende realizar estudo em nível de MESTRADO. A Comissão de Pós-Graduação terá melhores condições de avaliar as potencialidades do candidato com base nas informações confidenciais que você possa fazer.

Solicitamos remeter esta Carta de Recomendação diretamente para a Secretaria de Pós-Graduação da Faculdade de Geologia-UERJ, por email (geopos@uerj.br) em formato pdf, fax (21-2334.0646), em mãos (dentro de envelope lacrado), ou para o nosso endereço postal:

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Faculdade de Geologia, Secretaria de Pós-Graduação

Rua São Francisco Xavier 524/4006-A, Maracanã. 20559-900, Rio de Janeiro RJ

1. Inicialmente, tente de maneira objetiva traçar um perfil capaz de qualificar o potencial do candidato.

_________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________

2. Comparando este candidato com outros alunos ou técnicos, com similar nível de educação e experiência, num total de _____ pessoas, que conheceu nos últimos dois anos, classifique o mesmo quanto a sua aptidão para realizar estudos avançados e pesquisas, entre (indique uma das alternativas):

( ) os 5% mais aptos ( ) os 30% mais aptos ( ) os 50% menos aptos ( ) os 10% mais aptos ( ) os 50% mais aptos ( ) os 10% menos aptos 3. Desde que ano conhece o candidato? ______________

4. Durante quanto tempo conheceu o candidato mais de perto? De: ____/____/____ a ____/____/____. 5. Em que tipo de atividade teve contato mais direto com o candidato:

a) Como seu professor na(s) disciplina(s):_________________________________________________ ________________________________________________________________________________ a) Como seu orientador no curso de: _____________________________________________________ b) Como seu chefe ou superior em serviço no: _____________________________________________ c) Outras atividades (favor especificar): __________________________________________________ 6. Como classifica o candidato nos atributos indicados no quadro abaixo?

Atributos do candidato Excelente Muito bom Bom Regular Fraco Sem condições para informar Domínio em sua área de conhecimento

Facilidade de aprendizado / capacidade intelectual Assiduidade, perseverança Relacionamento com colegas e superiores Iniciativa, desembaraço, originalidade e liderança

Capacidade de expressão escrita

7. Outras informações que julgar necessário acrescentar:

_________________________________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________

_______________________________________________ Data e assinatura do Recomendante

Nome: _________________________________________________________________________________________ Instituição __________________________________________________; Cargo ou função: ____________________

(14)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 14

ANEXO 5

ROTEIRO PARA PROJETO DE DISSERTAÇÃO

ROTEIRO DE PROJETO DE DISSERTAÇÃO

(no máximo 5 laudas, espaço entre-linhas1, fonte Time New Roman 12, margens de 2 cm à esquerda, à direita, em cima e em baixo)

1. NOME DO (A) CANDIDATO (A) 2. NOME DO ORIENTADOR 3. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 4. LINHA DE PESQUISA

5. TÍTULO

6. INTRODUÇÃO

7. CARACTERIZAÇÃO DOS PROBLEMAS 8. OBJETIVO (S)

9. METODOLOGIA APLICADA NO PROJETO

10. INFRAESTRUTURA NECESSÁRIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO (MATERIAL E FINANCEIRO)

11. RELEVÂNCIA DA PROPOSTA NO CONTEXTO DA LINHA DE PESQUISA ESCOLHIDA

12. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 13. DISCIPLINAS A SEREM CURSADAS 14. CRONOGRAMA

(15)

ANEXO 6

MODELO PARA CARTA DE ACEITE DO ORIENTADOR

Rio de Janeiro, ___ /___ /____

À

Comissão de Seleção de Pós-Graduação em Análise de Bacias e Faixas Móveis Faculdade de Geologia – UERJ

Prezados Senhores

Venho manifestar o meu aceite em orientar o candidato

__________________________________________________________________no Projeto de Dissertação intitulado

___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ _________ . O plano de estudos do candidato encontra-se em anexo e seu teor perfeitamente

enquadrado na linha de pesquisa

___________________________________________________________________________________ ______desenvolvida no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Geologia da UERJ.

(16)

Programa de Pós-Graduação –Faculdade de Geologia- Edital de Seleção-Mestrado_2015/1 16

ANEXO 7 BIBLIOGRAFIA

DELLA FAVERA J.C. 2001. Fundamentos de Estratigrafia Moderna. Rio de Janeiro: EDUERJ, 263p. KEAREY P. 1996. Global Tectonics. Oxford: Blackwell Science, 2ª. Ed, 333p.

PRESS F. 1998. Understanding Earth. New York: W. H. Freeman, 2ª. ed. 682p.

RIBEIRO H.J.P.S. 2001. Estratigrafia de seqüências, fundamentos e aplicações. São Leopoldo: Editora Unisinos, 428p.

Referências

Documentos relacionados

Se a estratégia convencional não vedou a perfuração, a estratégia não cirúrgica foi: no grupo não PTFE, implante de stent não coberto quando o paciente não tinha stent

A impressora executa sua seqüência de ativação e, em seguida, o Menu Configuração é exibido... 4 Pressione o botão da seta para cima ou para baixo até que Impr. de teste

Para infusão intravenosa, os frascos-ampolas de meropeném podem ser diretamente reconstituídos com um fluido de infusão compatível (como listado no item 5. ONDE, COMO E POR

Tendo em vista os dados apresentados, o objetivo deste trabalho foi avaliar a prevalência de SM nos pacientes atendidos no ambulatório para a prevenção secundária de

FLUXO DE DESEMBARAÇO DE MERCADORIAS REGIME DE TRANSITO ESTÂNCIA DE DESEMBARAÇO FRONTEIRA DE SAIDA/ DESTINO ARMAZ’EM DE TRÂNSITO FRONTEIRA DE ENTRADA/ PARTIDA BANCO DESPACHANTE

Assalariados: Aqueles que mantém vínculo empregatício com pessoa jurídica, através de contrato de trabalho formalizado pela Carteira Profissional (CPTS) e recebem pagamentos

usando de suas atribuições legais, faz saber que fará realizar neste município, processo seletivo de provas para preenchimento de vagas nos cargos de provimento temporário,

• Fotocópia do Diário Oficial do Estado, com a devida publicação do seu nome (para os concluintes do ensino médio - ex. 2º grau) no exterior, deverá apresentar declaração