Texto

(1)

02.Maio.2014

alicerces do futuro

INSCRIÇÕES ABERTAS

vagas limitadas

www eninc2014 com br

curitiba - pr

02 e 03 de junho

VENHA FAZER PARTE

desta construção

Informativo

Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná | www.sindusconpr.com.br

Mais ideias para a construção • Gestão 2014-2016

WWW.ENINC2014.COM.BR

VEJA NESTA EDIÇÃO

04

|

Reunião com AssociAdos

07

|

GuiA nAcionAl

08

|

Ação nAcionAl

Sinduscon-PR convida empresas associadas a participar de reunião de comissões técnicas, dia 6/5.

Guia Nacional para elaboração do Manual de Uso, Operação e Manutenção das Edificações será lançado dia 22 de maio.

Seconci-PR realiza ação nacional no Dia Mundial de Segurança e Saúde do Trabalho.

O evento, de grande importância na construção civil, configura-se como o maior evento técnico do setor no Brasil. Para ter esse alcance, conta com o patrocínio de grandes empresas e entidades no seu desenvolvimento. Leia mais na página 06.

Patrocinadores viabilizam junto ao Sinduscon-PR a 5ª

edição do ENINC

(2)

Cursos e Eventos

02

| informativo Sinduscon

EXPEDIENTE

Publicação do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná

Administração:

Rua: João Viana Seiler, 116 – Parolin Fone (41) 3051 4300

CEP 80.220.270 – Curitiba – PR sinduscon@sindusconpr.com.br www.sindusconpr.com.br

Edição:

Assessoria de Comunicação do Sinduscon-PR Coordenação Editorial: Conexa Comunicação Jornalista responsável: Fabiane Ribas (DRT: PR 4004)

Diagramação e editoração: Invente Comunicação

Impressão: JEDS Comp. Gráfica

Diretoria Executiva

Gestão 2011/2013

Presidente

José Eugenio Souza de Bueno Gizzi (Itaúba Incorporações e Construções)

Vice - presidente

Waldemar Trotta Junior (Trocon Engenharia Civil Ltda)

1° Vice - presidente Administrativo

Sérgio Luiz Crema

(Amerc Construções Civis Ltda.)

2° Vice - presidente Administrativo

Mayra Andrea Doria Mattana (Doria Construções Civis Ltda.)

1° Vice - presidente Financeiro

Sérgio Gugelmin Motter (Sermo Construções Civis Ltda.)

2° Vice - presidente Financeiro

Tiago Colaço Guetter (Construtora Guetter Ltda.)

Vice - presidentes de Áreas Técnicas Política e Relações do Trabalho

Wladimir Mazzolla Morais (Lavita Engenharia Civil Ltda.)

Responsabilidade Social

Jociana Niespodzinski (Engefan Construções Civis Ltda.)

Indústria Imobiliária

João Carlos Perussolo (Construtora San Remo Ltda)

Obras Públicas

Rodrigo José Zerbeto Assis (Construtora Atenas)

Área Técnica

Euclesio Manoel Finatti

(Braengel Construções e Empreendimentos Imobiliários Ltda)

Prestação de Serviços

Álvaro Fernandes Coelho (Plaenge Empreendimentos)

Meio Ambiente

Almir de Miranda Perru (Perru Construtora de Obras Ltda.)

Banco de Dados

Ubiraitá Antônio Dresch (Estilo Condomínios Ltda.)

Conselho Deliberativo (Efetivos)

Roberto Damiani Cardoso

(Escoll Engenharia de Solos e Concreto Ltda) Ramon Andres Doria

(Doria Construções Civis Ltda) Marcelo Azevedo Braga

(Braenge Técnicas de Engenharia Ltda) Erlon Donovan Rotta Ribeiro (Construtora Andrade Ribeiro Ltda)

Ex - presidentes (Natos)

Normando Antônio Baú (Baucon Empreendimentos e Construções)

Hamilton Pinheiro Franck (H.Franck Construção Civil Ltda) Julio César de Souza Araújo Filho (Construtora Arce Ltda)

Conselho Fiscal (Efetivos)

Carlos Augusto Emery Cade (Oros Engenharia Ltda) Luiz Carlos Tomaschitz

(T J Engenharia e Empreendimentos Ltda) Renato Cláudio Keinert Junior (Exame Tecnologia Ltda.)

Suplente

Daniel do Amaral Marqueño (Ponto BR Engenharia Ltda)

Delegados representantes junto ao Conselho da FIEP (Efetivos)

José Eugênio Souza de Bueno Gizzi (Itaúba Incorporações e Construções) Gustavo Daniel Berman

(R S Engenharia e Empreendimentos Imobiliários)

Suplentes

Normando Antônio Baú

(Baucon Empreendimentos e Construções) Waldemar Trotta Junior

(Trocon Engenharia Civil Ltda)

Representantes Regionais

Helmiro Roberto Bobeck - Ponta Grossa (Construtora Rio da Prata Ltda) Luiz Henrique da Silva Chaves - Paranaguá (Luiz Henrique da Silva Chaves e Cia Ltda.) Luiz Fernando Gapski Pereira - Guarapuava (Gapercon Construtora Ltda)

Luiz Carlos Braun - Pato Branco (Braun Engenharia Ltda)

Ademir Antonio Schwarts - Francisco Beltrão (Empretec Empreendimentos Técnica e Construções Ltda.)

PATROCÍNIO:

Mais ideias para a construção • Gestão 2014-2016

Plantão Técnico orienta sobre Legislação

Previdenciária aplicada à Construção Civil

Com o intuito de orientar e até mesmo desmistificar os assuntos Previdenciários da Indústria da Construção Civil, o coordenador do Plantão Técnico do Sinduscon-PR, Luciano Sottomaior, tem ministrado palestras e treinamentos visando orientar as empresas associadas quanto à importância do Planejamento e da Regularidade Previdenciária nos seus empreendimentos.

O Encontro sobre Legislação Previdenciária aplicada à Construção Civil será realizado no dia 15 de maio, das 9 às 12 horas, na Rua João Viana Seiler, 116 (Sede Administrativa do Sinduscon-PR). Antecipe-se! Faça sua inscrição, pois as vagas são limitadas. Mais informações pelo telefone: (41) 3051-4335.

86º Enic debate Lei Anticorrupção e

Governança Pública e Privada

A Comissão de Obras Públicas (COP) da CBIC promoverá durante o 86º Encontro nacional da Indústria da Construção (Enic), que será realizado de 21 a 23 de maio, no Centro de Convenções de Goiânia, debates que refletem as preocupações dos empresários e os gargalos do setor da construção. Dois painéis da COP/CBIC vão discutir as dificuldades vividas pelas empresas nos processos de licitação, execução de contratos, fiscalização por órgãos de controle e de responsabilização por eventuais irregularidades.

O painel “Governança Pública e Privada”, no dia 22, pretende colocar, frente a frente, a visão do administrador público nas contratações de obras e serviços de engenharia com foco em resultados e a visão do empresário construtor para garantir resultados justos na execução dos contratos. O ministro Augusto Nardes, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), participa da discussão.

Já no dia 23, outro tema de extrema importância para a indústria da construção será debatido pela COP. Trata-se do painel “A Lei Anticorrupção. Principais aspectos e critérios de implementação”, que pretende dar uma abordagem jurídica e prática sobre a Lei nº 12.846, sancionada em agosto de 2013 e que entrou em vigor em fevereiro deste ano. A exposição ficará a cargo do consultor jurídico e advogado Benedicto Porto Neto. Serão convidados a debater o tema, representantes do Tribunal de Contas de Goiás (TCE-GO) e do Município de Goiânia (TCM).

(3)

informativo Sinduscon |

03

Cursos e Eventos

Qualificação Profissional

Sinduscon-PR divulga cursos oferecidos em parceria

com o Governo Federal

Sinduscon-PR divulga a lista de cursos e treinamentos oferecidos em parceria com o Sistema Sesi/Senai-PR, e patrocinado pelo Governo Federal, através do PRONATEC. Será entregue aos alunos dois vale transporte por dia (creditados no cartão) + lanche.

Informações e inscrições pelo telefone 41 3051.4301 ou pelo email atendimento@sindusconpr.com.br - com Bruna.

RECEPCIONISTA EM MEIOS DE HOSPEDAGEM

MONTADOR DE SISTEMAS DE CONSTRUÇÃO À SECO (DRYWALL)

Objetivo do Curso:

Objetivo do Curso:

Recepciona e acolhe diferentes hóspedes/clientes por meio de diversos canais de comunicação. Efetua os procedimentos de recepção, com atenção aos princípios éticos e observância às questões legais, de modo a promover satisfação e garantir a qualidade e excelência no atendimento.

Edifi ca utilizando estruturas metálicas leves e componentes do sistema de construção a seco, de acordo com normas técnicas, de saúde, segurança do trabalho e meio ambiente.

Local de oferta: Senac - R. André de Barros, 750 - Centro; Carga horário: 160h/ 3h15 min por dia;

Horário: 09h às 12h15;

Dias de aula: 2ª à 6ª feira;

Local de oferta: Senai - Rua João Viana Seiler, 116 - Parolin; Carga horário: 160h/ 4h por dia;

Horário: 08h às 12h;

Dias de aula: 2ª à 6ª feira;

Requisitos: Idade mínima 16 anos, escolaridade Ensino Médio Incompleto;

Curso Gratuito: Cada aluno terá direito a dois reais hora aula que será debitado no cartão conta.

Requisitos: Idade mínima 16 anos, escolaridade Ensino Médio Incompleto;

Curso Gratuito: Cada aluno terá direito a dois reais hora aula que será debitado no cartão conta.

ÍNICIO: 12/05 - MANHÃ

(4)

04

| informativo Sinduscon

Reunião com Associados

A diretoria do Sinduscon-PR convida as empresas associadas à entidade a participar da segunda reunião das comissões técnicas do ano, agendada para o dia 06 de maio, das 17 às 18 horas, na sede localizada na Rua da Glória, 175, no Centro Cívico.

O objetivo das comissões técnicas é reunir empresários do setor, a fi m de aprofundar e debater temas que impactam direta ou indiretamente nas atividades da construção para, em conjunto, buscar soluções e possíveis encaminhamentos. Como os principais assuntos discutidos nas reuniões acabam sendo convergentes com os interesses de duas ou mais comissões, a entidade reuniu temas a serem discutidos: Grupo 1 – Comissão de Meio Ambiente, Comissão de Responsabilidade Social e Comissão de Política e Relações do Trabalho;

Grupo 2 – Comissão de Prestação de Serviços e Comissão de Obras Públicas;

A pauta a ser trabalhada em cada grupo será:

Grupo 1 – Comissão de Meio Ambiente, Comissão de Responsabilidade Social e Comissão de Política e Relações do Trabalho;

1º - Incentivo Fiscal através de projetos de Responsabilidade Social - Isenção de Impostos nos âmbitos federal, estadual e municipal. 2º - PGRCC – Programa de Gerenciamento de Resíduos na Construção Civil – Modelo Prático de Gestão nos Canteiros de Obra.

Grupo 2 – Comissão de Prestação de Serviços e Comissão de Obras Públicas;

1º - Pagamentos do Estado do Paraná e Prefeitura Municipal de Curitiba.

2º - Garantias de Obras Públicas. 3º - Lei Complementar das EPP. 4º - Lei Anticorrupção.

Associados interessados em participar de alguma das reuniões devem confi rmar presença pelo telefone (41) 3051-4355.

Sinduscon-PR convida empresas associadas a

participar de reunião de comissões técnicas

RESUMO:

Reunir empresários do setor, a fim de

debater temas que impactam nas atividades da

construção e gerar soluções.

Sinduscon-PR e Gazeta do Povo promovem

debate político

Após a reunião das Comissões será realizado o evento

do Sindusco-PR em parceria com a Gazeta do Povo, com

o tema “Cenário Político no Brasil: quais as perspectivas

para os próximos anos?”.

O encontro terá convidados para ministrar o assunto

proposto, como o cientista político Leonardo Barreto e

o comentarista da rádio CBN, Luiz Geraldo Mazza.

Como 2014 é ano eleitoral, os convidados irão analisar o

cenário político nacional e estadual, bem como debater

sobre as perspectivas para os próximos anos.

Serviço:

Associados devem confi rmar presença pelo telefone (41)

3051-4335 ou pelo email sinduscon@sindusconpr.com.br

(5)

informativo Sinduscon |

05

Norma Técnica da ABNT

Os elevadores e obras tracionados à cabo com cabina guiada verticalmente para transporte de pessoas e materiais devem atender aos requisitos da nova Norma ABNT NBR 16.200/2013, que foi publicada em abril de 2013.

A nova Norma elaborada pelo Comitê Brasileiro de Máquinas e Equipamentos Mecânicos (CB-04) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) substitui a ABNT NBR 233/1975, sobre conformidade destes equipamentos.

A norma foi desenvolvida a partir da necessidade de prevenir quedas e outros acidentes, como entre outras modifi cações a inclusão de 2 cabos de aço para a operação do equipamento. Ela trata de requisitos de projeto, construção, instalação e manutenção dos elevadores. “Novos dispositivos apontam detecção de sobrecarga na cabina, cabo frouxo, parada, operação de emergência manual e elétrica, travamento das portas e para-choques”, explica o engenheiro mecânico Francisco Thurler Valente, coordenador da comissão que elaborou o novo texto. Em face a aprovação desta nova Norma, o Ministério do Trabalho e Emprego publicou a Portaria 644 de 09/05/13 que diz o seguinte:

“18.14.23.7. São permitidas por 12 meses, contados da publicação desta portaria, a instalação e a utilização de elevador de passageiros tracionado com um único cabo, desde que atendidas às disposições da NR 18.

18.14.23.7.1 Terminado o prazo estabelecido no subitem 18.14.23.7, os elevadores de passageiros tracionados a cabo somente poderão ser utilizados nas seguintes condições:

a) As obras que já tenham instalados elevadores de passageiros tracionados com um único cabo poderão continuar utilizando por mais 12 meses, desde que atendam às disposições desta NR.

b) Somente podem ser instalados elevadores de passageiros tracionados a cabo que atendam ao disposto na norma ABNT NBR 16.200:2013, ou alteração posterior, além das disposições desta NR. 18.14.23.7.2 As disposições do item 18.14.23.7 e seus subitens não se aplicam a elevadores defi nitivos tracionados a cabo utilizados para transporte vertical de pessoas, nem a elevadores provisórios tracionados a cabo para transporte de materiais.”

Em suma a Portaria regulamenta que a partir da publicação da mesma, são 12 meses para utilização de elevadores de passageiros em obras (provisório) com apenas 1 cabo. As obras que ainda estiverem em andamento na data fi nal para adequação, terão mais 12 meses de prazo a partir de 09/05/14 até 09/05/15 para utilização deste tipo de elevador com 1 cabo, devendo após o prazo fi nal somente utilizar elevador de passageiros de obras com 2 cabos e as demais adequações previstas na Norma específi ca da ABNT NBR 16.200:2013.

Obras iniciadas a partir de 09/05/14, já deverão utilizar elevadores de obras para transporte de passageiros com 2 cabos atendendo além do previsto na NR-18, também a norma da ABNT citada acima.

Estas obrigatoriedades são apenas para elevadores de passageiros em obras e elevadores de transporte de materiais. Elevadores no sistema cremalheira não fazem parte das alterações, continuam da mesma forma.

As alterações da Norma e a Portaria do MTE também não se referem à elevadores de passageiros defi nitivos instalados para uso de moradores da edifi cação.

Engº Roberto Gubert Rocha

Coordenador de Segurança do Trabalho SECONCI-PR

(6)

06

| informativo Sinduscon

O Sinduscon-PR irá realizar nos dias 2 e 3 de Junho a 5ª edição do Encontro Nacional para Inovação na Construção Civil, na Fiep, em Curitiba, Paraná.

O evento, de grande importância na construção civil, confi gura-se como o maior evento técnico do gura-setor no Brasil. Para ter esgura-se alcance, conta com o patrocínio de grandes empresas e entidades no seu desenvolvimento.

O Sebrae e a Fiep, por exemplo, patrocinam o evento com a cota Premium e Ouro, respectivamente. Esse investimento, além de auxiliar no sucesso do ENINC, é uma excelente alternativa para estar próximo do público-alvo, gerando visibilidade e credibilidade aos serviços oferecidos pelas entidades.

Sebrae-PR

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma instituição sem fi ns lucrativos, criada na década de 1970 para auxiliar os empreendedores e empresários de pequenos negócios de todo o Brasil. No Paraná, o SEBRAE/PR possui 6 regionais e 11 escritórios, mas chega a todos os 399 municípios do Estado por meio do atendimento itinerante, pontos de atendimento e de parceiros como associações comerciais e empresariais, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e iniciativa privada.

Sua ação de patrocínio ao ENINC viabilizou a construção dos 4 estúdios, uma das principais atrações do evento, com demonstração ao vivo de diferentes métodos construtivos para posterior avaliação do público.

A participação do Sebrae-PR está defi nida no discurso de abertura do Evento, além de uma palestra técnica em auditório.

Fiep/Sesi/Senai-PR

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) é a entidade de representação da indústria paranaense. Criada em agosto de 1944, a Fiep coordena, protege e representa legalmente as diversas empresas do setor industrial no Estado.

Como resultado da associação de sindicatos empresariais, a Fiep atua juntamente com Sesi, Senai e IEL formando o Sistema Fiep. Atualmente, conta com 21 coordenadorias nas regiões-polo do Estado que prestam assessoria direta aos 109 sindicatos empresariais fi liados, e defendem os interesses de mais de 46 mil indústrias responsáveis por 820 mil postos de trabalho.

A Fiep estará realizando palestra técnica em auditório do evento. SERVIÇO:

Encontro Nacional para Inovação da Construção Civil – ENINC 2014 Data: 02 e 03 de junho de 2014

Local: Centro de Eventos da FIEP – Curitiba/PR Telefone: +55 (41) 3340-4300

Email:contato@eninc2014.com.br Inscrições pelo site: www.eninc.com.br

Patrocinadores viabilizam junto ao Sinduscon-PR a

5ª edição do ENINC, em Curitiba

Inovação

Sinduscon-PR vai comemorar os 70 anos

de trajetória

O Sinduscon-PR comemora no dia 02 de Junho, às

20h, o aniversário de 70 anos da entidade, no Centro

de Eventos da Fiep, em Curitiba.

O objetivo é comemorar as sete décadas de uma

trajetória marcada por desafios e conquistas,

junto a empresas associadas, amigos, fundadores

e colaboradores da entidade, que fazem parte da

trajetória de 70 anos de muito trabalho.

O evento terá abertura solene e um coquetel em

comemoração ao septuagésimo aniversário.

Serviço:

Data: 02 de junho de 2014

Horário: 20h

Local: Centro de Eventos Fiep, Curitiba

Confirme presença com a Ederli pelo telefone:

(41) 3051-4335 ou através do email sinduscon@

sindusconpr.com.br

(7)

informativo Sinduscon |

07

Financiamento

Guia Nacional

Guia Nacional para elaboração do Manual de Uso, Operação e

Manutenção das Edifi cações será lançado dia 22 de maio

O Guia Nacional para elaboração do Manual de Uso, Operação e Manutenção das Edificações teve sua criação através de uma ideia que surgiu no Paraná, com a iniciativa do vice-presidente da área de indústria imobiliária do Sinduscon-PR, João Carlos Perussolo.

O objetivo deste Guia é criar um alinhamento de conhecimentos entre entidades da cadeia produtiva e agentes financiadores, sendo de grande relevância para instruir e subsidiar a concepção dos manuais de uso e manutenção do proprietário e das áreas comuns de um empreendimento, além de garantias e prazos realizados hoje no mercado.

“O Guia é muito importante para todos do setor da construção civil. Ele cria uma uniformização no setor e a credibilidade junto ao poder judiciário e a sociedade”, diz o engenheiro do Sinduscon-PR, Ivanor Fantin.

Os fatores que conduziram a elaboração do projeto foram as revisões das normas já aplicadas no setor, NBR 5674 e NBR 14037 que contribuem para a elaboração dos manuais e do sistema de gestão de manutenção da edificação, além da NBR 15575, que indica o correto uso e manutenção do imóvel, estabelece níveis de desempenho, como também sugestões de prazos e garantias. O texto final e a produção gráfica do Guia foi aprovado no dia 15/04 pela Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat), da CBIC. A aprovação foi definida em reunião realizada em Brasília, que contou com representantes dos Sinduscons do Paraná, Distrito Federal, Balneário Camboriú,

Ceará, Mato Grosso, Norte do Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Noroeste do Paraná.

O Guia será lançado no dia 22 de maio, durante apresentação da coordenadora do projeto, Lilian Sarrouf, no 86º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), em Goiânia.

Contribuinte pode solicitar pela internet

certidão para regularidade do ISS

O contribuinte que necessitar comprovar a

regularidade do recolhimento do Imposto Sobre

Serviço (ISS) pode solicitar certidão pela internet. A

Prefeitura de Curitiba disponibiliza em seu site uma

página para tal fi m, acessível no portal de serviços no

endereço eletrônico www.curitiba.pr.gov.br.

Conforme informações do próprio site, quando se

tratar da primeira solicitação, a emissão da certidão

dependerá de análise dos dados cadastrais, a qual

poderá demandar um prazo de até 10 dias. A partir

da segunda solicitação, esta etapa será eliminada,

gerando a certidão expedida de imediato caso o

contribuinte não possua pendências tributárias com

relação ao referido imposto.

(8)

08

| informativo Sinduscon

Crédito Imobiliário

O Sinduscon/Seconci-PR realizou no dia 28 de abril, em palestra realizada diariamente aos trabalhadores de empresas associadas a entidade, uma homenagem pelo Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho.

A homenagem aconteceu através da entrega de chocolates, com frases que geram refl exão aos trabalhadores sobre os cuidados com a segurança nos canteiros de obras, antes do início das atividades laborais.

Na oportunidade, foi realizado 1 minuto de silencio em prol da ação social proposta pela CPRT/CBIC junto com o Seconci-Brasil, em parar as atividades do setor em memória as vitimas de acidente de trabalho. Dados ofi ciais sobre as estatísticas do setor no que se refere a acidentes de trabalho:

Anualmente, o Ministério da Previdência Social publica o Anuário Estatístico da Previdência Social - AEPS, que possibilita uma adequada análise sobre esse assunto.

Para uma análise correta, é preciso considerar que a Construção Civil iniciou, em 2004, um forte ciclo de crescimento. Essa ponderação é essencial para o entendimento do aumento do número absoluto de acidentes no trabalho. Considerando os últimos dados divulgados pelo Ministério da Previdência Social, em 2012 ocorreram em todo o País 54.978 acidentes de trabalho no setor, contra 37.394 em 2007, um incremento de 47,02%. Analisando somente esses números absolutos, a primeira impressão é a de que não houve nenhum avanço na questão da segurança no trabalho.

Contudo, essa não é a realidade. É preciso avaliar os resultados, considerando a quantidade de vínculos de trabalho efetivada, de forma a permitir um diagnóstico concreto. No período de 2007 a 2012, por exemplo, o número médio de vínculos de emprego no setor cresceu expressivamente. De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Previdência, observa-se que, enquanto em 2007 esse número era de 1,518 milhão, em 2012 saltou para 3,015 milhões, ou seja, o crescimento foi de 98,62%. Portanto, observa-se que o aumento do

Seconci-PR realiza ação nacional no Dia

(9)

informativo Sinduscon |

09

número de trabalhadores (98,62%) foi superior ao crescimento do número absoluto de acidentes (47,02%), evidenciando que a análise do número absoluto de acidentes, sem considerar o número de vínculos, não consegue expressar a realidade.

Uma análise mais atenta ainda permite verifi car que esse número é menor, pois houve melhorias nas condições de trabalho e de segurança promovidas nos canteiros de obras, ou seja, redução dos acidentes típicos. Além disso, dados estatísticos ofi ciais demonstram o cumprimento pelas empresas das Normas Regulamentadoras que tratam da saúde e segurança

no trabalho.

O esforço do setor da construção para reduzir os acidentes de trabalho nos canteiros de obras aparece retratado nos indicadores divulgados pelo Ministério da Previdência. O Sinduscon/ Seconci-Pr está sempre atento a divulgação da necessidade do cumprimento rigoroso das Normas Regulamentadoras, o apoio às iniciativas de prevenção, o incentivo à

capacitação dos colaboradores, por meio de palestras, treinamentos, e o reconhecimento dos trabalhos desenvolvidos nessa área. Medidas essenciais para que os números de acidentes de trabalhos sejam atenuados gradativamente nos canteiros de obras.

Informações:

Fazendo uma análise da quantidade de acidentes de trabalho em relação a quantidade de trabalhadores na construção civil, as empresas associadas ao Seconci-PR levam uma grande vantagem. Analisando essa realação no ano de 2012, a cada 1.000 trabalhadores no Paraná teríamos 14,5 acidentes, já nas empresas associadas ao Seconci-PR teríamos somente 6,4.

Dados que destacam a atenção que o Seconci-PR fornece aos trabalhadores da construção civil e as empresas associadas. Um ambiente de trabalho seguro e saudável, permite que as atividades da construção sejam desenvolvidadas de forma mais qualifi cada e consequentemente com menor custo.

(10)

10

| informativo Sinduscon

Informe Jurídico

Políticas de Boa Governança e a Nova Lei

Anticorrupção

A partir de fevereiro de 2014 passou a viger a Lei nº 12.846/2013, cuja bandeira é a defesa da Administração com atos de corrupção praticados em desfavor da Administração Pública. O modelo é e não é novo. Há na lei uma repetição de condutas já reprovadas por outros instrumentos normativos, tais como: a Lei de improbidade administrativa (Lei nº 8.429/92); Lei de licitações e contratos administrativos (Lei nº 8.666/93); Lei da ação popular (Lei nº 4.717/85). No entanto, as normas antecessoras à Lei Anticorrupção tinham mais utilidade no controle da atividade exercida pelos administradores públicos do que dos atos, potencialmente corruptos, praticados por empresas e seus respectivos

representantes. A nova lei, portanto, amplia o foco de fi scalização e coloca sob holofotes as ações promovidas também pelas pessoas de direito privado, os quais podem atentar contra a moralidade nas relações entre público e privado. Destaca-se aqui, o conteúdo do art. 5º, inciso IV ‘e’ da Lei Anticorrupção, o qual intitula como corrupto o ato de criação de empresas de modo irregular para participar de licitações públicas. Trata-se de mecanismo inovador para evitar o notório abuso que se desenvolveu no mercado, com a criação de micro e pequenas empresas de fachadas, cujo intuito é perceber irregularmente as vantagens competitivas institucionalizadas pela Lei Complementar nº 123/2006.

(11)

informativo Sinduscon |

11

Mas a verdade é que a Lei Anticorrupção não tem destinação somente àquelas empresas que possuem contratos com a Administração Pública. Em verdade, abarca toda e qualquer espécie de relação público-privada, incidindo também sobre as tratativas realizadas para a emissão de atos de autorização administrativa, como a emissão de licenças e alvarás, por exemplo.

A Lei também inovou de forma muito signifi cativa ao ampliar o rol daqueles que podem responder por atos de corrupção. Não só as empresas envolvidas em atos atentatórios à probidade, mas também seus sócios e administradores, as empresas que por ela são controladas ou as que a controlam também responderão pela prática de eventuais atos de corrupção. Além disso, no caso de cisão, incorporação, fusão ou transformação da empresa para a qual se imputa atos de corrupção, a responsabilidade por tais atos também alcançará as empresas sucessoras.

Para todo esse rol de possíveis responsáveis por atos de corrupção a Lei criou sanções administrativas próprias, com multas calculadas não mais no valor dos contratos, mas com base na receita bruta das empresas que intentam corromper a atividade administrativa. O valor dessa sanção pode chegar a até sessenta milhões de reais. Além disso, há ainda a pena de publicação extraordinária da sanção. Trata-se de uma superexposição da sanção aplicada à empresa que violou as normas da Lei Anticorrupção, a qual se dá por meio de publicação da aplicação da multa em mídias jornalísticas locais e nacionais, sempre de grande circulação.

A Lei Anticorrupção instituiu também a fi gura da delação premiada (intitulada na norma como acordo de leniência) para aquelas empresas que, envolvidas em atos de corrupção, pretendam fazer acordos de cooperação com a Administração, com o fi m de identifi car os demais responsáveis pela prática de atos corruptos e agilizar a tramitação do processo administrativo. As vantagens relevantes da realização desse acordo são: (i) diminuição de até 2/3 do valor da multa; (ii) isenção da publicação extraordinária da sanção administrativa.

Mas, para além do processo administrativo próprio, a Lei também instituiu sanções específi cas a serem aplicadas pelo Poder Judiciário, quando tiver de decidir sobre a repercussão de atos ilícitos praticados por particulares que se enquadrem nos

dispositivos da Lei Anticorrupção. Destaca-se aqui a possibilidade de perdimento de bens e valores derivados de relações corruptas, a interdição parcial das atividades da empresa e até sua dissolução compulsória. Essas sanções judiciais aqui destacadas são paralelas às administrativas, podendo ser aplicadas independentemente do resultado do processo administrativo, ainda que tenha havido leniência. Ademais, tais penalidades podem coexistir com o dever de reparação do dano e com as demais sanções previstas em outros mecanismos legislativos, como a proibição de contratar com a Administração Pública, prevista na Lei de Improbidade Administrativa.

Feitas essas digressões sobre o conteúdo da Lei Anticorrupção, é de se fazer dois alertas. O primeiro é o de que, para além dos benefícios sociais dessa inovação legislativa, poderá haver a utilização indevida desse instrumento normativo. Ou seja, administradores não dotados de boa-fé poderão fazer uso intimatório dessa Lei, coagindo empresas e pessoas físicas a agirem de modo estranho aos seus desejos e intenções, ainda que legítimos. O segundo, que se pauta tanto na utilização legítima, quanto na ilegítima utilização dos dispositivos da Lei Anticorrupção, é a necessidade de criação de instrumentos internos que sirvam de proteção e prevenção e que diminuam o risco da empresas serem sancionadas por atos de corrupção. As empresas que se relacionam com a Administração Pública (e não há empresa que não o faça em maior ou menor intensidade) devem preparar seus funcionários e dirigentes para bem representá-la. Tal preparação se dá, não só com treinamento, mas também com a institucionalização de mecanismos de boa governança, com destaque para o compliance (norma interna que disciplina as condutas pessoais dos colaboradores das empresas quando a representam). Esses instrumentos preventivos darão maior proteção às empresas, não para promoverem atos de corrupção, mas para evitarem que funcionários e representantes desavisados pratiquem atos que possam comprometer o sério agir da empresa e serem interpretados como tentativas de corrupção do serviço público.

Silvio Felipe Guidi Advogado do escritório Vernalha Guimarães e

Pereira Advogados Associados Especialista em Direito administrativo

(12)

12

| informativo Sinduscon

A Caixa Econômica Federal promove em Curitiba, entre os dias 16 e 18 de maio, a 10ª edição do Feirão CAIXA da Casa Própria. O Feirão será realizado em novo local, na Expotrade Convention Center.

Durante esse período, quem contratar o fi nanciamento imobiliário poderá optar por pagar a primeira parcela somente em janeiro de 2015. A condição vale para os fi nanciamentos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), tomados durante a realização do evento, nos Feirões ou nas agências da CAIXA.

Para o vice-presidente de Habitação da CAIXA, José Urbano Duarte, o Feirão está consolidado como um momento chave para a compra de um imóvel. “O Feirão foi uma das alavancas da aquisição da casa própria, nos últimos dez anos. A contratação do fi nanciamento habitacional ao longo desse período se tornou mais simples e ágil”, comenta. “Com a criação do Feirão, as famílias tiveram mais acesso a informações sobre fi nanciamento, e isso ajudou a desmistifi car alguns conceitos sobre a compra do imóvel”.

O Feirão CAIXA da Casa Própria contará com mais de 1.400 parceiros. São mais de 560 construtoras e cerca de 500 correspondentes imobiliários

CAIXA, além de 340 imobiliárias, que ocuparão os estandes do evento. Mais de 1.000 empreendimentos novos estarão com as suas unidades em oferta, nas 13 cidades onde acontecem os Feirões.

Serviço:

Novo Local - EXPOTRADE CONVENTION CENTER

Endereço: Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel, 10.454 – Pinhais Período: de 16/05 a 18/05/14

Horário: Sexta-feira (16) e Sábado (17) das 10h às 21h Domingo das 10 às 18h

RESUMO:

Clientes poderão optar por pagar a

primeira parcela do financiamento imobiliário

somente em janeiro de 2015.

Sebrae e Sinduscon-PR realizam a 7ª

Rodada de Negócios para a construção civil

em Curitiba

Em parceria com o Sinduscon-PR e por meio do

Programa da Construção Civil do Sebrae - Construindo

o Paraná, será realizado nos dias 7 e 8 de maio a 7ª

Rodada de Negócios para a cadeia da construção

civil de Curitiba e região metropolitana. O encontro

acontece no Expo Unimed Curitiba, na Rua Prof. Pedro

Viriato Parigot de Souza, 5300, Campo Comprido.

O evento abre espaço para a participação em reuniões

de negócios entre empresários que demandam e

ofertam produtos de interesse do setor. O objetivo

é aproximar compradores, médias e grandes

construtoras, fornecedores e pequenas empresas do

ramo da construção.

Uma boa oportunidade para geração de novos negócios

e parcerias entre grandes e pequenas empresas.

Serviço:

Data: 7 e 8 de maio de 2014

Horário: 8h às 18h

Local: Positivo - Expo Unimed Curitiba, Rua Prof. Pedro

Viriato Parigot de Souza, 5300, Campo Comprido

Informações: akalinowski@sebraepr.com.br ou pelos

telefones (41) 3330-5887 / 5876

Inscrições: lea@lk2eventos.com.br ou (41) 9149-6739

Crédito Imobiliário

Caixa promove em Curitiba o 10º Feirão da

Casa Própria

Imagem

Referências

temas relacionados :