Oficina de Produção: uma ferramenta de escrita coletiva de documentos multimídia acessível a PNEs.

15 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)

Oficina de Produção: uma

ferramenta de escrita coletiva de

documentos multimídia acessível a

PNEs.

Lucila Maria Costi Santarosa – Coordenação NIEE/UFRGS Lourenço de Oliveira Basso – Doutorando PPGIE/UFRGS

(2)

Sumário

• Objetivo

• Escrita coletiva

• Algumas propostas

• A acessibilidade

• Oficina de Produção

• Considerações finais

(3)

Objetivo

• Desenvolvimento de uma ferramenta acessível

para construção coletiva de documentos

multimídias dentro do AVA Eduquito.

• Equipe responsável: NIEE/UFRGS

(4)

Escrita coletiva

• Grupo precisa negociar diferenças, checar fontes e lapidar conceitos, mudando o foco da preocupação com a proteção ao nome do autor para o cuidado com a informação, com o texto da comunidade (PRIMO e

RECUERO, 2003)

Complexidade da autoria

(coleta de dados, formulação de intenções, de planejamento e revisão de metas )

+

Complexidade do trabalho em grupo

(reflexão sobre as opiniões dos outros em contraste com as suas, expressão de seus pensamentos de forma a se fazer

compreender por todos, aceitação de críticas, respeito mútuo, reciprocidade) (AXT e MARTINS, 2004)

(5)

Algumas propostas

• Programas de pós-graduação da UFRGS: – Editor de Textos Coletivos - ETC (NUTED)

– Equitext (PPGIE) – Eccologos (LELIC)

• Google Docs e Wikipedia

• Construção de histórias (HQs) – Hagaquê (NIED/UNICAMP)

– Fábrica Fantástica (NIEE/UFRGS) – Quadrinhos da Turma da Mônica – Comic Life

(6)

A acessibilidade

• “Um meio de disponibilizar a cada usuário interfaces que respeitem suas necessidades especiais e preferências e de potencializar a construção de um projeto

emancipatório que traga em sua essência a ruptura com um modelo de sociedade que fixa limite, subordina e

exclui grupos de homens e mulheres dos coletivos inteligentes” (CONFORTO e SANTAROSA, 2002) • Maioria das propostas não demonstra preocupação

específica em apresentar-se como um recurso acessível para a utilização por PNEs

(7)

Oficina de Produção

• Ferramenta acessível para a construção

coletiva/individual de documentos multimídias • Integrada ao AVA acessível Eduquito*

• Possibilita o trabalho em grupo, estimula a criatividade e capacidade de abstração, fundamentais no

desenvolvimento de PNEs (VYGOTSKI, 1997)

• Desenvolvimento: etapa de modelagem (já concluída sua primeira versão) e etapa de implementação (em desenvolvimento)

(8)

Oficina de Produção

• Características:

Flexibilidade: total liberdade de formato (história, jornal, revista,

hq) ou de elementos usados (imagens, vídeos, áudios), personalizados ou providos pela ferramenta.

Interatividade: oferecer a possibilidade de interatividade do

usuário com os elementos e conteúdos cadastrados na base do sistema.

Colaboração/cooperação: possibilitar a criação coletiva de

documentos multimídia, desenvolvido através da interação entre seus usuários.

Acessibilidade: o processo de criação e os resultados gerados

deverão atender aos requisitos necessários para que PNEs consigam ter acesso a eles sem que sejam prejudicados no decorrer da sua utilização. Seguir recomendações propostas pela WAI (W3C) e sugeridas por pesquisas ligadas à Informática na Educação Especial (equipe NIEE).

(9)

Oficina de Produção

• Características:

Expansibilidade: Permitir que a base de recursos multimídia

possa ser permanentemente alimentada com novos materiais

Portabilidade: Exportação dos materiais nela produzidos para

formatos tais como XML para que possam ser visualizados externamente a ela, ou que possam ser exportados seguindo algum padrão para compartilhamento de objetos de aprendizagem, tal como o SCORM.

Reusabilidade: Elementos utilizados durante a produção de um

documento, bem como o resultado final desta produção, podem ser reutilizados para o desenvolvimento de outros documentos.

(10)

Recursos definidos

• Estrutura em células:

– unidade independente que contém elementos (reusabilidade)

• Modelos de documentos:

– Templates (jornal, revista, história, poesia, roteiros e hq)

– Pode ser alterado (flexibilidade)

• Banco de mídias:

– Armazenamento das mídias (imagens, vídeos e áudios)

– Contínuo crescimento (expansibilidade)

(11)

Recursos definidos

• Exportação e Importação:

– Exportação com todo conteúdo – pacote SCORM (portabilidade)

– Importação para reutilização

• Criação colaborativa/cooperativa:

– Controle de edições

– Recurso de comentários (motivação e agreção social) – Comunicação síncrona/assíncrona do AVA

– Histórico de edições (célula ou produção)

• Pesquisa de conteúdos:

(12)

Diagrama de casos de uso

preliminar

(13)
(14)

Considerações finais

• Espera-se que a ferramenta aqui proposta

contribua para a redução das barreiras de

interatividade do indivíduo com a tecnologia, e

conseqüentemente dos obstáculos presentes na

interação entre os sujeitos (PNEs ou não)

mediados pelas TICs

• Conseguir que os benefícios desta nova

tecnologia estejam disponíveis para todos

significa, no contexto da sociedade atual, um

imperativo social e ético.

(15)

Contato

• E-mail: lourencobasso@gmail.com

• Fone: 55 51 33083269 (NIEE/UFRGS)

• Site: http://www.niee.ufrgs.br

Imagem

Referências

temas relacionados :