Selo Procel Selo Procel Inmetro de Desempenho Equipamentos de Iluminação

31 

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Loading....

Texto

(1)
(2)

Selo Procel 2001

Selo Procel Inmetro

de Desempenho

Equipamentos de Iluminação

Selo Procel

de Economia

de Energia

Eletrodomésticos,

Motores e Coletores Solares

(3)

Expediente

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA

Ministro

José Jorge de Vasconcelos Lima

ELETROBRÁS

Presidente

Cláudio Ávila da Silva

Diretor de Projetos Especiais da Eletrobrás e Secretário Executivo do Procel

José Alexandre Nogueira de Resende

Chefe do Departamento de Conservação de Energia da Eletrobrás e Gerente do Procel

Amilcar Gonçalves Guerreiro

Equipe Técnica Responsável pelo Selo Procel Hamilton Pollis

Marcos de Queiroz Lima Ronaldo de Paula Tabosa Daniel Lisboa (estagiário)

Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobrás Secretaria Executiva do Procel

Avenida Marechal Floriano, 19 - 2o andar, Centro

20080-003 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2514-5038

Fax: (21) 2514-5155

E-mail: procel@eletrobras.gov.br Site: www.eletrobras.gov.br/procel PUBLICAÇÃO PRODUZIDA PELAS ASSESSORIAS DE COMUNICAÇÃO E MARKETING DO PROCEL Programador Visual

Isaias C. Silveira

(4)

índice

06

10

14

18

22

26

31

apresentação

refrigeradores e freezers

condicionadores de ar

motores

coletores solares

lâmpadas fluorescentes

empresas

(5)
(6)

O Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel, criado em 1985 pelo Governo Federal, é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia e executado pela Eletrobrás. Seu objetivo é promover o combate ao desperdício e o uso racional e eficiente de energia elétrica no País.

Para estimular a fabricação e a comercialização de equipamentos e eletrodomésticos energeticamente mais eficientes e competitivos no País, foi instituído, no dia 8 de dezembro de 1993, através de decreto presidencial, o

Selo Procel de Economia de Energia.

A iniciativa alcançou pleno sucesso. Hoje o Selo é reconhecido como a maior garantia, para o consumidor, de um equipamento eficiente.

Ao longo de 1994 foram estabelecidos, em conjunto com fabricantes, consumidores (representados pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor – Idec) e o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – Inmetro, os critérios para a concessão do Selo, sua marca e as bases para a perenização e efetividade de todo esse processo. Assim é que, em 1995, já apareciam no mercado brasileiro os primeiros produtos com o Selo Procel de

Economia de Energia. No início, foram escolhidas três

categorias da linha de refrigeradores: o de uma porta; o de duas portas ou combinado e o freezer vertical.

Selo Procel 2001

Posteriormente, foram incorporados o freezer horizontal, aparelhos de ar-condicionado de janela e motores elétricos trifásicos até 10 cavalos vapor. Recentemente, foram incluídos os coletores solares planos para aquecimento de água para banho e piscina. A escolha desses equipamentos foi feita considerando sua participação no consumo de energia elétrica nacional. Aproximadamente 30% do consumo está em motores elétricos, 20% em equipamentos de

refrigeração e condicionamento ambiental e 10% em aquecimento de água.

Os critérios atualmente em vigor para a concessão do

Selo Procel de Economia de Energia são os seguintes:

• Todo produto deve fazer parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem – PBE, coordenado pelo Inmetro

• Todo produto deve ser submetido anualmente a testes de desempenho em laboratórios credenciados pelo Procel e pelo Inmetro

• De acordo com a classificação obtida pelo produto no processo de etiquetagem, recebem o Selo Procel de

Economia de Energia os equipamentos da faixa A

(em termos de eficiência energética os produtos, como resultado dos testes, são classificados de A a G, sendo os da faixa A aqueles de maior eficiência)

(7)

A etiqueta que indica os resultados dos testes e a classificação obtida pelo produto e o Selo Procel de

Economia de Energia têm as seguintes formas:

O Selo Procel Inmetro de Desempenho deve estar impresso nas embalagens do produto e tem a seguinte forma:

Tanto a etiqueta quanto o Selo devem estar afixados, nos produtos em exposição, nos pontos de venda, de modo a orientar facilmente o consumidor.

Há três anos foram incluídos também os produtos de iluminação nacionais e estrangeiros – que respondem por cerca de 20% do consumo nacional de energia elétrica, restrito inicialmente às lâmpadas fluorescentes. Devido às características destes produtos, foram estabelecidos critérios específicos de classificação. Assim, foi criado o

Selo Procel Inmetro de Desempenho, que destina-se a

produtos que apresentem níveis mínimos de eficiência e qualidade. Da mesma forma que o Selo Procel de

Economia de Energia, todos os produtos são

submetidos a testes em laboratórios credenciados. Adicionalmente, os fabricantes acordaram em oferecer garantia de um ano para as lâmpadas fluorescentes compactas que obtiveram o Selo.

Selo de Desempenho

Nessa publicação, estamos apresentando os produtos que obtiveram o Selo Procel de Economia de Energia

2001 e o Selo Procel Inmetro de Desempenho 2001.

Para o primeiro, foram testados quase 100 produtos, classificados em 10 categorias:

• Refrigeradores comuns (de uma porta) • Refrigeradores combinados (de duas portas) • Refrigeradores combinados Frost-Free • Freezers verticais

• Freezers horizontais

• Condicionadores de ar de janela • Motores de indução trifásicos padrão

• Motores de indução trifásicos de alto rendimento • Coletores solares planos – aplicação banho

Coletores solares planos – aplicação piscina

(8)

Para o Selo Procel Inmetro de Desempenho, foram testadas cerca de 200 lâmpadas, entre fluorescentes compactas e fluorescentes circulares.

Periodicamente, os índices mínimos de eficiência energética exigidos para a concessão dos Selos são reavaliados. O objetivo é melhorar,

progressivamente, a qualidade dos produtos oferecidos ao mercado. Quando isso ocorre, alguns produtos podem deixar de obter o Selo. Não que tenham ficado menos eficientes. Apenas não apresentaram a evolução pré-definida. Nesse ano, por exemplo, isso ocorreu com os freezers verticais, categoria em que nenhum produto apresentou os novos (e mais altos) índices mínimos exigidos para a obtenção do Selo Procel

de Economia de Energia.

Mas, o trabalho não pára aí. Está em estudo a inclusão, em 2002, de novos produtos no programa de

etiquetagem. Entre eles, máquinas de lavar roupa (medindo não só o consumo de energia elétrica, mas também o consumo de água) e condicionadores de ar do tipo split. Na área de iluminação, trabalha-se para ampliar a capacidade dos laboratórios. Está sendo estudada também a inclusão de outros produtos fora do segmento de iluminação, como boilers elétricos e reservatórios de acumulação de água para os sistemas de aquecimento solar.

O sucesso dos Programas de Etiquetagem e do Selo Procel é inegável. Há números que atestam isso. Os refrigeradores comuns de uma porta, por exemplo, que representam cerca de 70% do mercado de

refrigeradores no País, hoje consomem, em média, cerca de 30% menos energia elétrica do que os

fabricados há seis anos. Entre os condicionadores de ar, os modelos atuais com potência entre 9.500 e 10.500 BTU/h têm uma eficiência 14% maior. Motores elétricos com potência de 1 CV (750 W) apresentam ganhos de eficiência de 12%, índice que aproxima o motor padrão brasileiro à eficiência mínima exigida nos Estados Unidos para ser reconhecido como de alto rendimento.

Mesmo assim, há muito ainda a ser feito. Além da ampliação do programa, de modo a incluir novos produtos, é preciso desenvolver amplo projeto de esclarecimento da população quanto aos benefícios dos equipamentos com o Selo Procel. É necessário também sensibilizar os revendedores, capacitando-os a prestar informações corretas aos consumidores sobre os produtos certificados.

Esta publicação se insere dentro deste propósito de levar ao público em geral informações sobre produtos que ostentam o Selo Procel e orientá-lo na hora da compra. Divulgue-a da melhor maneira que puder. Consulte-a quando for comprar um produto. É o que se pretende com esta iniciativa.

Cláudio Ávila da Silva Presidente da Eletrobrás

(9)

Refrigeradores

DE 1 PORTAS

COMBINADOS (2 PORTAS)

COMBINADOS FROST-FREE

Freezers

HORIZONT

AIS

VER

TICAIS

refr

(10)

Bosch, Consul, Continental

Electrolux, Brastemp, CCE e

Esmaltec

os contemplados

Os refrigeradores

de uma porta, que

representam

cerca de 70% do

mercado de

refrigeradores no

País, consomem

hoje, em média,

cerca de 30%

menos energia do

que o mesmo

produto fabricado

em 1994, quando

foi instituído

o Selo Procel.

igeradores

e freezers

(11)

refrigeradores

DE 1 PORTA

COMBINADOS (2 PORTAS)

COMBINADOS FROST-FREE

refrigeradores

DE 1 PORTA

COMBINADOS (2 PORTAS)

COMBINADOS FROST-FREE

MARCA VOLUME MODELO CONSUMO *

Capacidade em Litros 127 V / 220 V

BOSCH

297 L RB 31 24,5 367 L RB 38 27,5

CONSUL

301 L CRA 32 A 24,9 302 L CRA 32 B 26,6 342 L CRA 36 A 31,5

CONTINENTAL

352 L RC 27 23,7 286 L RC 30 27,0 257 L RC 37 33,0

ELECTROLUX

263 L R 280 25,0 317 L R 330 30,2 343 L R 360 32,4

BRASTEMP

432 L BRD 46 A 57,7 56,8

CONTINENTAL

446 L RC 46 66,0 66,0

CCE

418 L C43 SL 60,0 60,0

CONSUL

362 L CRD 39 A 51,3 51,3 425 L CRD 45 A 59,7 59,4

MARCA VOLUME MODELO CONSUMO *

Capacidade em Litros 127 V 220 V * Consumo de Energia (kWh/mês)

(12)

refrigeradores

DE 1 PORTA

COMBINADOS (2 PORTAS)

COMBINADOS FROST-FREE

freezers

HORIZONTAIS

VERTICAIS

freezers

HORIZONTAIS

VERTICAIS

Nenhum aparelho recebeu o Selo Procel de Economia de Energia 2001 nesta categoria

BRASTEMP

417 L BRM 43A/X/P 62,4 61,6

417 L BRG 43 A 62,4 61,6

ELECTROLUX

352 L DFF 37 54,5 54,5

383 L DFF 40 58,1 58,1

414 L DFF 44 61,8 61,8

MARCA VOLUME MODELO CONSUMO *

Capacidade em Litros 127 V 220 V

CONSUL

213 L CHA 22 C 36,1 305 L CHA 31 C 41,6 519 L CHB 53 C 84,6

ELECTROLUX

305 L H 300 51,5

ESMALTEC

222 L CC 2255 T1 37,5 447 L CC 4505 T2 75,8

MARCA VOLUME MODELO CONSUMO *

Capacidade em Litros 127 V / 220 V * Consumo de Energia (kWh/mês)

(13)
(14)

adores de ar

Os modelos

atuais de

condicionadores

de ar, com

potência entre

9.500 e 10.500

BTU/h, são 14%

mais eficientes

que os

fabricados há

seis anos.

Brastemp

Consul

Electrolux

Springer

os contemplados

(15)

condicionadores de ar

POTÊNCIA BTU/H CONSUMO

MARCA MODELO 127 V 220 V de Energia (kWh/mês)

BRASTEMP

BCF07A 7500 7500 189,5 BCR07A 7500 189,5 BCV07A 7500 7500 189,5 BCQ07A 7500 189,5 BCG10A 10000 10000 238,0 BCH10A 10000 238,0 BCG12A 12000 12000 263,0 BCH12A 12000 274,0

CONSUL

CCF12B 12000 12000 276,5 CCG12B 12000 12000 276,5

ELECTROLUX

AG7500F 7500 7500 189,5

SPRINGER

RCD078B/M 7300 190,0 FCA075B 7500 190,0 FCA078B 7500 173,0 FQA075B 7500 173,0

* O consumo de energia (kWh/mês) é estimado considerando a utilização do aparelho por 8 horas/dia em 30 dias/mês

(16)

condicionadores de ar

DE JANELA

* O consumo de energia (kWh/mês) é estimado considerando a utilização do aparelho por 8 horas/dia em 30 dias/mês

continuação

POTÊNCIA BTU/H CONSUMO

MARCA MODELO 127 V 220 V de Energia (kWh/mês)

SPRINGER

RCD075B/M 7500 190,0 RQD075B/M 7500 190,0 XCJ108D 10500 264,0 XCJ105D 10500 235,0 XQJ105D 10500 235,0 BCB105D 10500 264,0 BCB105R 10500 264,0 XCJ125D 12300 290,5 XQJ125D 12000 298,0 XCJ128D 12300 312,4 XCJ185D 18000 434,0 XQJ185D 18000 455,0 YCC215D 21000 523,0 BCC105D 10500 264,0 YCD215D 21000 522,0

(17)
(18)

Eberle

Kohlbach

Weg

os contemplados

Os motores

elétricos,

responsáveis por

mais de 30% de

todo o consumo

de energia

elétrica no País,

evoluíram

significativamente.

O modelo padrão

de 1,0 CV já é

12% mais

eficiente que o

produzido há seis

anos.

motores

de indução trifásicos

(19)

motores - linha padrão

II PÓLOS

IV PÓLOS

motores - linha padrão

POTÊNCIA RENDIMENTO

kW CV EBERLE KOHLBACH WEG

0,75 1,0 77,0 77,0 77,0 1,10 1,5 78,5 78,5 78,0 1,50 2,0 80,5 80,7 80,5 2,20 3,0 81,5 81,5 81,5 3,70 5,0 84,5 85,5 84,5 5,50 7,5 86,5 85,5 86,7 7,50 10,0 87,0 87,1 87,0 11,00 15,0 89,5 87,5 87,8 15,00 20,0 89,0 88,5 89,0 18,50 25,0 89,5 89,5 89,5 22,00 30,0 90,0 89,5 91,0 30,00 40,0 91,0 90,0 90,4 37,00 50,0 91,5 90,2 92,2

II PÓLOS

IV PÓLOS

POTÊNCIA RENDIMENTO

kW CV EBERLE KOHLBACH WEG

0,75 1,0 75,5 77,0 78,0 1,10 1,5 76,6 77,0 76,7 1,50 2,0 81,0 80,5 80,7 2,20 3,0 81,5 81,7 81,5 3,70 5,0 84,5 85,1 84,8 5,50 7,5 86,5 86,5 88,0 7,50 10,0 87,5 87,5 89,0 11,00 15,0 88,0 88,0 88,3 15,00 20,0 89,0 90,2 89,4 18,50 25,0 89,5 90,2 90,1 22,00 30,0 90,5 90,5 90,5 30,00 40,0 91,5 91,7 91,5 37,00 50,0 92,0 91,7 91,5

(20)

motores - alto rendimento

motores - alto rendimento

POTÊNCIA RENDIMENTO

kW CV EBERLE KOHLBACH WEG

0,75 1,0 80,0 80,1 81,2 1,10 1,5 83,0 82,5 82,5 1,50 2,0 83,5 84,0 83,5 2,20 3,0 85,0 85,1 85,0 3,70 5,0 87,5 87,6 87,5 5,50 7,5 88,5 88,8 88,7 7,50 10,0 89,5 89,5 89,5 11,00 15,0 89,5 90,2 90,5 15,00 20,0 90,2 90,2 92,0 18,50 25,0 91,0 91,0 92,0 22,00 30,0 92,0 91,0 92,0 30,00 40,0 92,0 91,7 93,1 37,00 50,0 92,4 92,4 93,5 POTÊNCIA RENDIMENTO

kW CV EBERLE KOHLBACH WEG

0,75 1,0 80,0 82,7 82,6 1,10 1,5 não aprov 81,5 81,5 1,50 2,0 83,0 84,2 84,0 2,20 3,0 85,0 85,1 85,0 3,70 5,0 87,5 87,5 88,0 5,50 7,5 89,5 89,5 90,0 7,50 10,0 91,0 90,0 90,5 11,00 15,0 91,7 91,0 91,7 15,00 20,0 92,4 91,0 92,4 18,50 25,0 92,6 91,5 92,6 22,00 30,0 93,0 92,0 93,0 30,00 40,0 93,0 93,0 93,0 37,00 50,0 93,5 93,0 93,2

II PÓLOS

IV PÓLOS

II PÓLOS

IV PÓLOS

(21)

colet

(22)

Pantho

Polisol

Soletrol

Transen

Tuma

os contemplados

Os coletores

solares planos

para banho e

piscina foram

incluídos

recentemente no

programa.

O objetivo é

reduzir o gasto de

energia para

aquecimento de

água, que

representa hoje

10% do consumo

de energia no País.

ores solares

(23)

FABRICANTE MARCA MODELO PRODUÇÃO

Média Mensal de Energia (kWh/mês)

PANTHO

PANTHO CSS21 0428/8 Plus 151,2

CSPIS45TB 169,4

SOLETROL

SOLETROL INDUSTRIAL PLUS 153,5

INDUSTRIAL PLUS HORIZONTAL 153,5

TRANSEN

TRANSEN VERTICAL KPU5 138,7

TUMA

SOLAREM CMT-2-11E/HP 83,1

CMT-2-12E/HP 158,0

coletores solares planos

(24)

coletores solares planos

BANHO

PISCINA

FABRICANTE MARCA MODELO PRODUÇÃO

Média Mensal de Energia (kWh/mês)

POLISOL

SOLADUR S 200 231,5 S 300 343,5 S 400 457,9 S 500 572,5

(25)
(26)

O Selo Procel

Inmetro é

concedido desde

1998 a lâmpadas

fluorescentes

circulares e

compactas que

atingiram um nível

mínimo de eficiência

energética.

Apollo Master

Brasilux (Taschibra)

CBI (NKS)

CE (Avant)

Chinvest (Lightex)

General Electric

Lupaquai

Osram (Osram e Aram)

Philips

Sylvania

Trading Light (Unilux)

VR

os contemplados

COMPACTAS

CIRCULARES

lâmpadas

fluorescentes

(27)

lâmpadas fluorescentes

COMPACTAS

CIRCULARES

Obs.: lâmpadas certificadas até julho/2001

FABRICANTE POTÊNCIA EQUIV. MODELO VOLTAGEM

(MARCA) Declarada (W) Lâmpada incandescente (W)

APOLLO MASTER

11 40 YTU2 90-130 V - 11 W 127 V

BRASILUX

15 60 Taschibra 15 W/127 V - 6400 K 127 V (TASCHIBRA) 15 60 Taschibra 15 W/220 V - 6400 K 220 V 20 75 Taschibra 20 W/127 V - 6400 K 127 V 20 75 Taschibra 20 W/220 V - 6400 K 220 V 26 75 Taschibra 26 W/127 V - 6400 K 127 V 26 100 Taschibra 26 W/220 V - 6400 K 220 V

CBI

9 40 NKS 9 W (EUS) 110-130 V 127 V (NKS) 15 60 NKS 15 W (EUT) 110-130 V 127 V 16 60 NKS 16 W (EUT) 110-130 V 127 V

CE

15 60 FE15 15 W/90-130 V 127 V (AVANT) 20 75 FE15 20 W/90-130 V 127 V

CHINVEST

9 25 Lightex 9 W/ 110-127 V 127 V (LIGHTEX) 13 40 Lightex 13 W/ 110-127 V 127 V 27 75 Lightex FE23 27 W/127 V 127 V

FLC

11 50 HZ PLE 11W Daylight 127 V

(FORTUNE LIGHT) 11 60 HZ PLE-11W Daylight 220 V

15 70 HZ PLE 15W Daylight 127 V 15 75 HZ PLE-15W Daylight 220 V 20 80 HZ PLE 20W Daylight 127 V 20 80 HZ PLE 20W Warmlight 127 V 20 90 HZ PLE-20W Daylight 220 V 25 90 HZ PLE 25W Daylight 127 V 25 100 HZ PLE-25W Daylight 220 V 25 100 HZ PLE-25W Warmlight 220 V

GE

15 60 Triple Biax 15 W 120 V SPX41 (4100 K) 127 V 15 60 Triple Biax 15 W 230-240 V SPX41 (4100 K) 220 V 20 75 Triple Biax 20 W 120 V SPX41 (4100 K) 127 V

(28)

lâmpadas fluorescentes

COMPACTAS

CIRCULARES

FABRICANTE POTÊNCIA EQUIV. MODELO VOLTAGEM

(MARCA) Declarada (W) Lâmpada incandescente (W)

continuação

Obs.: lâmpadas certificadas até julho/2001

GE

20 75 Triple Biax 20 W 230 V SPX41 (4100 K) 220 V

23 100 Triple Biax 23 W 230 V SPX41 (4100 K) 220 V 24 100 Triple Biax 24 W 120 V SPX41 (4100 K) 127 V

OSRAM

15 75 Dulux EL Economy de 15 W/21-840/110-145 V 127 V 15 60 Dulux EL Economy de 15 W/41-827/110-145 V 127 V

15 60 Dulux EL Longlife 15 W/21-840/120 V 127 V

15 60 Dulux EL Longlife 15 W/21-840/220-240 V 220 V 16 60 Dulux EL Economy de 16 W/21-840/220-240 V 220 V 16 60 Dulux EL Economy de 16 W/230 V - cor 41-827 220 V 20 75 Dulux EL Economy de 20 W/21-840/110-145 V 127 V 21 75 Dulux EL Economy de 21 W/21-840/220-240 V 220 V 23 100 Dulux EL Longlife 23 W/21-840/120 V 127 V 23 100 Dulux EL Longlife 23 W/21-840/220-240 V 220 V

OSRAM

15 60 Aram de 15 W/220 V 220 V (ARAM) 20 75 Aram de 20 W/220 V 220 V

PHILIPS

15 60 Essential 15 W/110-127 V Cool Daylight 127 V 15 60 Essential 15 W/220-240 V Cool Daylight 220 V 15 60 Residencial Universal 15 W/110-120 V

Cool Daylight 127 V

20 75 PL-Electronic Warm White 20 W/127 V 127 V

20 75 PL-Electronic-T Daylight 20 W/220 V 220 V

20 75 PL-Electronic-T Warm White 20 W/220 V 220 V

20 40 Residencial 20 W Deco Globo 110-120 V

Cool Daylight 127 V

23 75 PL-Electronic Daylight 23 W/127 V 127 V

23 100 PL-Electronic Warm White 23 W/127 V 127 V

23 100 PL-Electronic-T Daylight 23 W/220 V 220 V

23 100 PL-Electronic-T Warm White 23 W/220 V 220 V

SYLVANIA

25 100 Mini Lynx 25 W/220 V 220 V

VR

18 2 x 40 Conjunto VR C700 c/2 reatores eletromag.

Keiko 1x9 W/127 V (Ind. Bras.) + 2 lâmpadas

(29)

lâmpadas fluorescentes

COMPACTAS

CIRCULARES

FABRICANTE POTÊNCIA EQUIV. MODELO VOLTAGEM

(MARCA) Declarada (W) Lâmpada incandescente (W)

GE

21 60 Circlite 21 W/Daylight/FC8T9-De Adapt. Mag. 120 V 127 V

LUPAQUAI

22 60 Conjunto Arolustre c/reatoreletromagnético 220 V + lâmpada

Osram 22 W L22 W/10C Daylight 220 V 54 75 Reator Eletrônico 54 W-127/220 V + LFCirc.

Toshiba 32 W-FCL 32D/30 Daylight

Wattbrighter 127 V/220 V

22 60 Arolustre - Lumin. c/reator mag.127 V + lp. circular 22 W - circ. 22 W Osram;

reator Lupaquai 127 V

25 60 Arolux 25 W c/adap. magnético - 127 V e lp. circular de 22 W (1) - teste

c/circular 22 W Philips 127 V

OSRAM

22 60 Osram Circular 22 W/120 V 127 V

PHILIPS

22 60 Ecotone Coll Daylight TLE 22 W/54c/reator eletromag. 4 W/127 V 127 V

TRADING LIGHT

22 40 Luminária Venus Pratic 22 W/120 V

(UNILUX) c/luminária circular Unilux 127 V

(30)

empresas

GANHADORES DO SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA

Refrigeradores, freezers e condicionadores de ar

• BSH Continental

(detentora das marcas Bosch e Continental) E-mail: sac@bscontinental.com.br

• CCE Eletrodomésticos

E-mail: sac@cce.com.br

• Electrolux do Brasil

E-mail: contato@electrolux.ind.br

• Multibrás S/A Eletrodomésticos

(detentora das marcas Brastemp e Consul) E-mail Brastemp: btpsac@multibras.com.br E-mail Consul: consac@multibras.com.br

• Springer Carrier Ltda.

E-mail: springer@springer.com.br

• Tecnomecânica Esmaltec Ltda.

E-mail: esmaltec@esmaltec.com.br Motores elétricos

• Eberle Eletroacionamentos Motores Elétricos Industriais Ltda.

E-mail: atendimento@eberle.com.br

• Kohlbach Motores Ltda.

E-mail: kohlbach@kohlbach.com.br

• Weg S.A.

E-mail: weg@weg.com.br Coletores solares planos

• Pantho Ind. Energia Solar Ltda.

E-mail: pantho@pantho.com.br

• Polisol

(detentora da marca Soladur) E-mail: polisol@polisol.com.br

• Soletrol Indústria e Comércio Ltda.

E-mail: soletrol@soletrol.com.br

COMISSÃO TÉCNICA

DO SELO:

Procel - Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica

Site: www.eletrobras.gov.br/procel E-mail: procel@eletrobras.gov.br

Cepel - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica

Site: www.cepel.br E-mail: cepel@cepel.br

Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade

Site: www.inmetro.gov.br E-mail: mandar pelo site

Abilux - Associação Brasileira da Indústria de Iluminação

Site: www.abilux.com.br E-mail: abilux@abilux.com.br

Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Site: www.abinee.org.br E-mail: abinee@abinee.org.br

Abrava - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento

Site: www.portalabrava.com.br E-mail: cedoc@abrava.com.br

Eletros - Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos

Site: www.eletros.org.br E-mail: eletros@amcham.com.br

Idec - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Site: www.uol.com.br/idec E-mail: atenidec@uol.com.br • Transen E-mail: transen@transen.com.br • Tuma Industrial

(detentora da marca Solarem) E-mail: tuma@tuma.com.br

GANHADORES DO SELO PROCEL INMETRO DE DESEMPENHO

Lâmpadas fluorescentes compactas e circulares

• Apollo Master Iluminação Imp. e Exp. Ltda.

E-mail: apo.master@ig.com.br

• Brasilux Ind., Com. e Exp. Ltda. (Taschibra)

E-mail: taschibra@taschibra.com.br

• CBI Importação (NKS)

E-mail: rubensrosado@hotmail.com

• CE Com., Imp. e Exp. Ltda. (Avant)

E-mail: avant@dalnet.com.br

• Chinvest Com., Imp e Exp. Ltda. (Lightex)

E-mail: chinvest@databras.com.br

• General Electric do Brasil Ltda.

E-mail: csc.ge.iluminação@lighting.ge.com

• Lupaquai Industrial e Comercial Ltda.

E-mail: lupaquai@lupaquai.com.br

• Osram do Brasil Lâmpadas Elétricas Ltda.

E-mail: sac@osram.com.br

• Philips do Brasil Ltda.

E-mail: luz.spot@philips.com

• Sylvania do Brasil Iluminação Ltda.

E-mail: sac@sylvania.com.br

• Trading Light (Unilux)

E-mail: felipe@unilux.com.br

• Via Light Indústria de Iluminação Ltda. (VR)

(31)

Imagem

Referências

temas relacionados :