Texto

(1)

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

$

GESTÃO DA INFORMAÇÃO ALINHADA À INOVAÇÃO COMO FERRAMENTA

DE GESTÃO ESTRATÉGICA: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE EMPRESAS

RESIDENTES E GRADUADAS NA INCUBADORA ITFETEP

Liandra Pereira

Edinéia Woiciekovski

(2)

GIT!–!Gestão!de!Informações!e!Tecnologia! ! GESTÃO!DA!INFORMAÇÃO!ALINHADA!À!INOVAÇÃO!COMO!FERRAMENTA!DE!GESTÃO! ESTRATÉGICA:!UM!ESTUDO!COMPARATIVO!ENTRE!EMPRESAS!RESIDENTES!E!GRADUADAS! NA!INCUBADORA!ITFETEP! ! ! !

(3)

RESUMO' ' As!informações!fazem!parte!das!empresas!desde!sua!concepção,!sendo!que!cada!vez!mais!têm!sua! importância!destacada!no!auxílio!que!proporcionam!para!os!mais!diversos!processos!efetuados,!seja! na!definição!e!implantação!de!inovações!ou!como!recurso!estratégico.!Visando!sua!inserção!nesses! processos!o!gerenciamento!de!informações!assume!relevância!cada!vez!maior!diante!dessa!premissa.! O! presente! estudo,! tendo! como! referência! o! contexto! exposto! buscou! analisar! o! gerenciamento! de! informações!alinhado!à!inovação!como!ferramenta!de!gestão!estratégica!nas!empresas!incubadas!na! ITFETEP.!A!trajetória!metodológica!assumiu!abordagem!qualitativa!simples,!materializada!com!base! em! pesquisa! exploratória,! sendo! que! os! dados! foram! obtidos! através! da! aplicação! de! questionário! elaborado!à!luz!da!teoria!pesquisada,!com!o!gestor!principal!das!empresas!incubadas!nas!modalidades! residente!e!graduada,!totalizando!amostra!de!nove!empresas!pesquisadas.!Os!resultados!apontam!a! utilização!das!informações!de!maneira!restrita!na!realização!das!atividades!em!ambas!modalidades!de! incubação,!não!integrando^as!ao!processo!de!geração!de!inovação!visando!a!gestão!estratégica!da! empresa,!pois!tanto!as!empresas!residentes!quanto!graduadas!compartilham!um!gerenciamento!e!uso! de!informações!no!negócio!de!maneira!similar.!Assim!é!necessário!possuir!informações!que!contribuam! no!desenvolvimento!estratégico,!fomentando!maior!competitividade!as!empresas!incubadas.! ! Palavras.chave:!Gerenciamento!de!Informações_!Inovação_!Estratégia.! ! ! ABSTRACT' '

The! information! is! part! of! the! company! since! its! inception,! and! increasingly! have! highlighted! their! importance! in! helping! to! provide! for! different! processes! carried! out,! whether! in! the! definition! and! implementation! of! innovations! or! as! a! strategic! resource.! Aiming! its! insertion! in! these! processes! information! management! is! increasingly! important! on! this! premise.! This! study,! with! reference! to! the! above! context! sought! to! analyze! information! management! aligned! to! innovation! as! a! strategic! management! tool! in! the! incubated! companies! in! ITFETEP.! The! methodology! took! simple! qualitative! approach!embodied!based!on!exploratory!research,!and!the!data!were!obtained!through!a!questionnaire! drawn!up!in!the!light!of!the!researched!theory,!with!the!main!manager!of!the!companies!incubated!in! resident!and!graduated!modalities!totaling!sample!of!nine!companies!surveyed.!The!results!show!the! use!of!information!narrowly!in!carrying!out!activities!in!both!forms!of!incubation,!not!integrating!them!into! the!process!of!innovation!aimed!at!generating!strategic!management!of!the!company,!for!both!residents! and!graduate!companies!share!a!management!and!use!of!information!in!a!manner!similar!business.!So! it’s!necessary!to!have!information!to!assist!in!strategic!development,!fostering!greater!competitiveness! the!incubated!companies.! ! Keywords:'Information!Management_!Innovation_!Strategy.! ! !

(4)

INTRODUÇÃO' '

As!atividades!empresariais!são!cada!vez!mais!realizadas!digitalmente,!e!consequentemente! surgem! novas! fontes! de! informação,! reforçando! a! importância! de! realizar! uma! boa! gestão! destas,! surgindo!a!oportunidade!de!alinhar!o!gerenciamento!de!informações!com!o!potencial!de!inovação!da! organização,!de!modo!a!orientar!seu!desenvolvimento!estratégico.!

Muitas!organizações!possuem!apenas!dados!armazenados,!logo!pela!relevância!crescente!que! as! informações! assumem! para! o! desempenho! de! uma! organização,! é! necessário! gerenciar! esses! dados! e! transformá^los! em! informações! a! fim! de! oferecer! ao! gestor! e! aos! demais! funcionários! ferramentas! que! auxiliem! no! processo! de! inovação! da! empresa,! integrando! a! gestão! estratégica,! principalmente!por!meio!da!sustentação!na!tomada!de!decisões.!

Nesse! sentido,! a! busca! por! um! melhor! desempenho! frente! ao! mercado! é! contínua! pelas! empresas,! sendo! que! a! definição! de! estratégias! concretas,! que! permitam! o! crescimento! das! organizações!ocorre!por!meio!de!sua!estruturação!em!informações!sobre!o!ambiente!interno!e!externo,! a!fim!de!gerar!informações!que!proporcionem!o!aprimoramento!dos!processos.!

O! presente! estudo,! tendo! como! base! a! relevância! crescente! das! informações! para! o! aprimoramento! dos! processos,! por! meio! do! estabelecimento! de! inovações! e! estratégias! concretas,! pretendeu!analisar!as!empresas!inseridas!num!ambiente!de!incubadora,!que!favorece!a!inovação!e!que! é! tradicionalmente! gerador! de! conhecimento.! O! objetivo! de! uma! incubadora! tecnológica! segundo! a! Anprotec! (2015,! web)! é! “oferecer! infraestrutura! e! suporte! gerencial,! orientando! os! empreendedores! quanto! à! gestão! do! negócio! e! sua! competitividade,! entre! outras! questões! essenciais! ao! desenvolvimento!de!uma!empresa”.! Nessa!direção!esse!estudo!analisou!através!da!percepção!do!gestor!principal!de!cada!empresa! pesquisada,!a!gestão!da!informação!alinhada!à!inovação!como!ferramenta!de!gestão!estratégica!nas! empresas!incubadas,!nas!modalidades!residente!e!graduada!na!ITFETEP!–!Incubadora!Tecnológica! de!São!Bento!do!Sul!no!decorrer!do!ano!de!2014.!Segundo!a!Itfetep!(2015,!web)!a!modalidade!residente! abriga!empresas!que!possuem!seu!projeto!de!produto!e!mercado!alvo!definidos,!sendo!que!necessita! apenas! de! apoio! para! abertura! da! empresa! e! sustentabilidade! nos! meses! iniciais.! Já! a! modalidade! graduada!é!para!as!empresas!que!passaram!pelo!momento!de!incubação!e!saíram!da!incubadora!pois! alcançaram!desenvolvimento!suficiente!para!atuar!independetemente!no!mercado.!

Segundo! o! contexto! exposto! se! apresenta! a! questão! de! pesquisa! que! norteou! o! desenvolvimento!desse!estudo:! !! Qual!a!diferença!existente!entre!as!empresas!inseridas!nas!modalidades!residente!e!graduada! no!gerenciamento!de!informação!alinhada!à!inovação!como!ferramenta!de!gestão!estratégica! na!incubadora!ITFETEP?! Buscando!a!resposta!ao!questionamento,!foi!utilizado!a!metodologia!de!pesquisa!bibliográfica! por!meio!da!revisão!de!literatura!do!presente!trabalho!que!propiciou!ainda!a!elaboração!do!questionário! de!pesquisa!aplicado!com!um!gestor!principal!de!cada!empresa!incubada!nas!modalidades!residente! e!graduada!na!incubadora!ITFETEP,!gerando!a!análise!qualitativa!simples!materializada!por!meio!de! análise!exploratória.! ! A'INFORMAÇÃO'NAS'ORGANIZAÇÕES' ' A!tecnologia!avança!a!cada!dia!trazendo!novas!e!desafiadoras!oportunidades!às!organizações,! que!necessitam!por!sua!vez!acompanhar!as!mudanças!a!fim!de!manterem^se!competitivas!no!cenário! em!que!atuam.!Dados!sobre!clientes,!fornecedores,!processos!organizacionais!fornecem!informações! que!por!sua!vez!gerarão!o!conhecimento!necessário!para!o!gerenciamento!eficaz!e!eficiente!de!uma! empresa.! Muitas! vezes! os! processos! são! desenvolvidos! de! maneira! dispersa! dessa! sequência! nas! organizações,!as!quais!não!estruturam!as!informações!que!possuem!de!maneira!inovadora,!a!fim!de! gerar! subsídios! para! uma! maior! competitividade! por! meio! do! alinhamento! das! ações! desenvolvidas! com!o!estabelecimento!de!estratégias.!

Se! faz! necessário,! em! um! primeiro! instante,! a! caracterização! de! informação,! e! segundo! Davenport! (1998)! é! difícil! conceituar! este! termo,! porém! para! que! se! compreenda! o! processo! de! gerenciamento!da!informação,!se!faz!necessário!a!convencional!distinção!entre!dado,!informação!e! conhecimento,!sendo!que!suas!principais!características!são!apresentadas!no!Quadro!1.!

!

Quadro!1:!Distinção!entre!dado,!informação!e!conhecimento!

Dado' Informação' Conhecimento'

Não!possui!um!significado! claro! É!todo!dado!trabalhado!ou! tratado! Inclui!reflexão,!síntese!e! contexto!

(5)

É!entendido!como!um! elemento!da!informação! Dado!com!valor!significativo! atribuído! Informação!valiosa!da!mente! humana! São!facilmente!estruturados!e! obtidos!por!máquinas! Exige!necessariamente!a! mediação!humana! Valor!relevante!e!propósito! definido! Pouco!auxiliam!na! compreensão!de!uma!situação! É!mais!difícil!de!transferir!com! absoluta!fidelidade! Difícil!captura!em!máquinas!e! de!transferir! Fonte:!Adaptado!de!Davenport!(1998)!e!Rezende!(2005)! ! De!acordo!com!Davenport!(1998)!dados!são!facilmente!estruturados!e!obtidos!por!máquinas,! e!geralmente!pouco!auxiliam!na!compreensão!de!uma!situação.!Já!as!informações!são!dados!dotados! de! relevância! e! propósito! e! exigem! necessariamente! a! mediação! humana.! São! as! pessoas! que! transformam! dados! em! informação,! sendo! que! a! informação! exige! análise.! Já! o! conhecimento! é! a! informação! mais! valiosa! e! difícil! de! gerenciar,! porque! alguém! deu! à! informação! um! significado,! interpretação!e!acrescentou!sua!sabedoria.!

Quanto!à!transformação!de!dado!em!informação,!Stair!e!Reynolds!(2002,!p.!5)!argumentam! que!“[...]!é!um!processo,!ou!seja,!um!conjunto!de!tarefas!logicamente!relacionadas!e!executadas!para! atingir! a! um! resultado! definido.! O! processo! de! definição! de! relacionamentos! entre! dados! exige! conhecimento”.!Sendo!que!esse!processo!de!transformação,!através!da!aplicação!de!conhecimento,! ocorre!através!da!seleção,!organização!e!a!manipulação!dos!dados!disponíveis!pela!organização.!

Atualmente!o!volume!de!informações!é!cada!vez!maior,!nesse!sentido!Brito!(2008)!afirma!que! essa!enorme!quantidade!nem!sempre!está!ligada!à!qualidade!da!informação,!pois!o!simples!acúmulo! de! dados! não! gera! informações! úteis! e! adequadas! às! necessidades! organizacionais! e! gerenciais.! Rezende!(2005)!aponta!que!os!dados!e!informações!disponíveis!pela!empresa!necessitam!de!seleção! e!organização!para!sua!efetiva!utilização!e!compartilhamento.! Na!concepção!de!Choo!(2003!apud!INOMATA,!2012,!p.42)!a!informação!é!“um!componente! intrínseco!de!quase!tudo!que!uma!organização!faz”.!Ou!seja,!a!informação!está!presente!em!todas! atividades!realizadas!por!uma!organização,!seja!na!tomada!de!decisão,!nas!definições!de!estratégias! e!do!posicionamento!estratégico!das!empresas,!principalmente!em!meio!ao!cenário!competitivo!no!qual! estão! inseridas.! Assim! Peppard! (2013,! web)! argumentam! que! é! necessário! utilizar! e! colocar! as! informações! à! disposição! dos! gestores,! e! não! encará^las! apenas! como! um! recurso! que! reside! em! bancos!de!dados.!

Moraes! (2005,! p.! 30)! define! a! importância! das! informações! para! a! gestão! em! meio! às! transformações!no!cenário!organizacional!e!o!acirramento!da!concorrência,!

para!reagir!a!esse!cenário!altamente!competitivo,!torna^se!necessário!obter,! cada!vez!mais,!informações!relevantes!sobre!a!empresa!e!sobre!seu!ambiente,! com! o! objetivo! de! munir! os! administradores! com! informações! capazes! de! minimizar!as!incertezas!ao!tomar!decisões!estratégicas!e!aumentar!a!eficácia! organizacional,! resultando! em! um! maior! esclarecimento! de! questões! referentes! a! vários! aspectos,! tais! como! [...]! os! clientes! potenciais! e! como! atender!suas!expectativas,!analisar!a!atuação!dos!concorrentes!comparando^ a!com!a!da!empresa!e!entre!outras!questões.!

!

Muitas!organizações!possuem!apenas!dados!armazenados,!logo!pela!relevância!crescente!que! as! informações! assumem! para! o! desempenho! de! uma! organização,! é! necessário! gerenciar! esses! dados! e! transformá^los! em! informações! a! fim! de! oferecer! ao! gestor! e! aos! demais! funcionários! ferramentas!que!auxiliem!na!tomada!de!decisões!bem!como!no!processo!de!inovação!da!empresa.!

No!entanto,!muitos!dados!ou!informações!sobre!processos,!fornecedores,!clientes,!produtos! e/ou! serviços,! estão! dispersos! nas! empresas,! apenas! na! cabeça! das! pessoas! ou! em! arquivos! individuais! que! restringem! o! acesso! a! outros! funcionários.! Para! tanto,! as! empresas! necessitam! do! desenvolvimento!de!uma!rede!de!informações!interna,!segundo!Vidotti!(2013,!web),!de!forma!que!os! gestores!e!funcionários!busquem!as!informações!que!necessitam!de!modo!simples!e!rápido.!Além!de! possuir!informações!disponíveis!a!todos,!é!necessário!não!somente!registrar!dados,!mas!combiná^los! a!outras!informações!e!analisá^los,!a!fim!de!extrair!valor!destes,!proporcionando!informações!relevantes! e!confiáveis!aos!gestores!e!demais!colaboradores!formando!um!sistema!de!informação.! ! Brynjolfsson!(2012,!web)!afirma!que!as!empresas!necessitam!profissionais!que!sejam!capazes! de!trabalhar!com!informações!e!que!possuam!capacidade!de!depurar!e!organizar!conjuntos!importantes! de!dados,!a!fim!de!auxiliar!os!gestores!na!formulação!de!estratégias!competitivas.!

(6)

! As!informações!fazem!parte!das!empresas!desde!sua!concepção,!sendo!que!cada!vez!mais! tem! sua! importância! destacada! no! auxílio! que! proporcionam! para! os! mais! diversos! processos! efetuados!pelas!organizações.!Grande!destaque!às!informações!é!atribuído!quando!são!percebidas! expressões!como!sociedade!da!informação!nos!dias!atuais.! ! INFORMAÇÃO'COMO'INSUMO'PARA'A'INOVAÇÃO' ' ! As!informações,!a!partir!de!sua!estruturação!em!procedimentos!voltados!ao!gerenciamento,!se!

constituem! como! base! para! a! inovação! organizacional,! que! segundo! Coral! et) al.! (2013,! p.! 3),! é! conceituada! como! “implementação! de! novos! métodos! organizacionais,! podendo! ser! mudanças! em! práticas!de!negócio,!na!organização!do!ambiente!de!trabalho,!ou!nas!relações!externas!da!empresa”.!! Além!do!mais,!as!inovações!nas!organizações!podem!ser!caracterizadas!entre!incrementais!e!radicais! conforme!HBE!(2003!apud!CORAL!et)al.,!2013)_!a!inovação!incremental!é!uma!melhoria!em!produto! ou!processo!existente!a!fim!de!que!o!desempenho!seja!significativamente!melhorado.!Já!a!inovação! radical!ocorre!quando!os!produtos!ou!processos!existentes!recebem!implementações!que!os!diferem! totalmente!do!estado!anterior.! ! Inovações!incrementais!em!processos!são!necessárias!para!o!despertar!da!organização!para! a!inovação.!O!estabelecimento!de!procedimentos!para!o!gerenciamento!de!informações!configura^se! em!melhoria!em!um!processo,!sendo!que!a!partir!de!informações!relevantes!sobre!o!ambiente!interno! e!externo!de!uma!empresa!poderão!ser!observadas!melhorias!para!vários!processos,!conduzindo!a! inovação!de!maneira!geral.!

! Di! Serio! e! Vasconcellos! (2010)! afirmam! que! é! consenso! na! literatura! que! a! inovação! seja! incremental!ou!radical!traz!retornos!positivos!para!as!empresas,!bem!como!para!todos!os!stakeholders.! Dessa! forma,! atualmente! a! inovação! se! constitui! na! principal! vantagem! competitiva! para! uma! organização.!

! Na! percepção! de! Sordi! (1999! apud! DI! SERIO_! VASCONCELLOS! 2010)! alguns! atributos! de!

sucesso! passam! a! ser! habilitadores! da! inovação! radical,! sendo! os! mesmos! caracterizados! em! tecnologia!da!informação!–!seu!emprego!em!um!processo!pode!melhorá^lo!de!várias!maneiras_!fatores! humanos!e!organizacionais!–!podem!agir!por!meio!da!abordagem!de!equipes!da!empresa,!e!por!fim!a! estruturação! do! processo! –! mais! informações! sobre! o! processo,! o! emprego! da! tecnologia! da! informação,!permite!o!aprimoramento!dos!processos!através!do!acompanhamento!do!seu!desempenho! e!integração!com!outros!processos!baseados!na!informação.!

! A! implementação! da! inovação! abrange! a! execução! de! cinco! fases! de! acordo! com! Morris! e! Brandon!(1994!apud!DI!SERIO_!VASCONCELLOS!(2010):!

a)! definição! do! posicionamento! da! organização:! análise! do! ambiente! externo,! identificando! ameaças!e!oportunidades!ao!negócio!e!o!confronto!com!a!atual!situação!do!ambiente!interno! da!organização,!identificando!portanto!os!pontos!fortes!e!fracos,!é!necessário!também!definir! os!objetivos,!estratégias!e!prazos!para!que!a!empresa!aumente!a!competitividade!no!mercado_! b)! definição!de!um!novo!ambiente!na!empresa:!a!partir!do!novo!posicionamento!da!organização!

é!preciso!identificar!as!mudanças!a!serem!implementadas_!

c)! mapeamento! dos! processos! atuais:! o! levantamento! de! informações! sobre! os! processos! existentes!realizados!pela!empresa!auxilia!no!conhecimento!dos!processos!vitais!ao!negócio,! bem!como!a!funcionalidade!de!cada!processo,!assim!como!permite!a!identificação!e!inserção! de!melhorias_!

d)! redesenho!do!processo:!a!fase!anterior!fornece!a!sustentação!para!que!o!processo^alvo!da! inovação! seja! detalhadamente! analisado! a! fim! de! que! um! novo! modelo! de! processo! seja! desenhado_!

e)! implantação!e!monitoramento!da!inovação:!por!fim!é!necessário!providenciar!a!infraestrutura! necessária!para!dar!o!suporte!ao!processo!desenvolvido,!tais!como!treinamento!das!pessoas! envolvidas,!aquisição!de!hardware!ou!software,!entre!outras!medidas.!!

! A! formulação! e! escolha! de! estratégias! são! fundamentais! para! a! competitividade! de! uma! organização,!sendo!que!a!definição!e!implementação!de!uma!estratégia!inovadora!auxilia!a!empresa! na!diferenciação!perante!seus!concorrentes!bem!como!em!sua!inserção!em!uma!posição!de!liderança! no!mercado!atuante.!

! Burgelman! (2012)! afirma! que! é! fundamental! os! gestores! conhecer! as! barreiras! existentes,! principalmente!na!implantação!de!inovações!nos!processos!organizacionais,!a!fim!de!definir!estratégias! eficazes!para!sua!implantação!na!empresa,!gerando!a!potencialização!do!sucesso!da!organização.! ! Considerando! a! literatura! estudada,! é! possível! perceber! que! na! era! vivenciada,! em! que! o! volume!de!informações!gerado!e!obtido,!tanto!internamente!quanto!externamente!nas!organizações!é! cada!vez!maior,!na!mesma!proporção!aumenta!a!importância!de!realizar!um!bom!gerenciamento!das!

(7)

informações.! Os! resultados! obtidos! com! tais! procedimentos! adotados! podem! ser! muitos,! os! quais! podem!auxiliar!na!gestão!do!processo!de!inovação!das!empresas,!gerando!estratégias!que!a!auxiliem! a!tornar^se!mais!competitiva!no!cenário!em!que!atua.! ' IMPORTÂNCIA'DE'INFORMAÇÕES'ESTRATÉGICAS' ' ! No!atual!cenário!competitivo,!no!qual!as!organizações!estão!inseridas,!possuir!estratégias!que! encaminhem!o!desenvolvimento!das!atividades!é!extremamente!necessário.!No!entanto,!a!definição! de! estratégias! concretas,! que! permitam! o! crescimento! das! organizações! ocorre! por! meio! de! sua! estruturação! em! informações! sobre! o! ambiente! interno! e! externo! das! empresas,! a! fim! de! gerar! informações!que!proporcionem!o!aprimoramento!dos!processos!com!o!intuito!final!de!possuir!melhor! desempenho!frente!ao!mercado.!

! Todas!as!organizações!em!um!determinado!momento,!seja!no!início!do!seu!empreendimento!

ou!durante!a!realização!das!atividades!necessitam!realizar!escolhas!ou!determinar!a!ênfase!do!negócio.! Candido!et)al!(2005,!web)!argumentam!que!as!estratégias!nas!organizações!caminham!nessa!direção,! sendo! que! consequentemente! as! informações! são! necessárias! para! indicar! o! norte! a! ser! seguido,! proporcionando!maior!segurança!para!o!desenvolvimento!de!ações!estratégicas!ou!não!estratégicas.! ! Segundo!Beuren!(2011)!a!estratégia!identifica!a!posição!da!empresa!e!a!forma!como!ela!poderá! continuar!se!mantendo!ou!melhorar!sua!posição!em!relação!aos!concorrentes,!sendo!que!para!tanto! os!gestores!necessitam!de!informações!sobre!a!organização!e!o!ambiente!externo!no!qual!a!empresa! está!inserida,!com!o!objetivo!de!criar!um!cenário!para!uma!resposta!eficaz!e!competitiva!no!mercado.! ! A!informação!afeta!a!definição!da!estratégia!de!maneira!significativa,!dessa!maneira!McGee!e! Prusak!(1994,!p.45)!afirmam!que!“a!informação!e!a!tecnologia!da!informação!são!utilizadas!como!fonte! de!vantagem!competitiva!na!execução!de!processos!vitais!de!negócios”.!Sendo!que!seu!primeiro!papel! é!servir!como!elo!de!feedback!para!garantir!a!execução!em!conformidade!com!a!estratégia!adotada,!e! posteriormente! fornece! a! fonte! de! informação! por! meio! da! qual! uma! organização! pode! adquirir! conhecimento!e!adaptar!suas!estratégias!ao!ambiente!competitivo,!e!por!fim!o!papel!da!informação! consiste!em!atuar!como!elemento!de!ligação!entre!a!estratégia!definida!e!sua!execução.!

! Na!percepção!de!Miranda!(1999!apud!CALAZANS,!2006)!os!principais!tipos!de!informações!

estratégicas!necessárias!para!uma!organização!são!sobre!os!clientes,!considerando!os!dados!sobre! seu! comportamento! de! consumo,! o! nível! de! qualidade! requerido_! sobre! os! concorrentes! no! que! se! refere!ao!perfil!e!imagem!no!mercado,!preço!praticado,!prazo!concedido!e!a!qualidade!dos!produtos! e/ou!serviços!oferecidos_!fornecedores!informações!sobre!o!perfil,!atitudes,!localização,!preços,!prazos! e! desconto.! Outras! informações! relevantes! se! constituem! na! cultura! do! local! estabelecido,! dados! demográficos,!sobre!política/governamental!e!econômico^financeiros!–!informações!sobre!a!conjuntura! econômica!local,!nacional!e!mundial.! ! McGee!e!Prusak!(1994,!p.!32)!argumentam!que!“o!desafio!associado!à!informação!é!coletar! material!potencialmente!relevante!e!colocá^lo!à!disposição!para!análise!e!interpretação”.!Desse!modo! a!quantidade!de!informações!não!é!o!fator!principal!na!elaboração!de!estratégias,!logo!o!gerenciamento! de!informações!disponíveis!se!torna!essencial!a!fim!de!que!os!dados!possuam!relevância!aos!usuários! e!agreguem!valor!as!atividades!realizadas!pela!organização.!

! Beuren! (2011,! p.! 46)! afirma! que! “[...]! a! informação! funciona! como! um! recurso! essencial! na! definição! da! estratégia! empresarial”.! Assim,! as! informações! se! constituem! em! base! sólida! para! a! elaboração!de!estratégias,!porém!a!fim!de!obter!informações!competitivas,!as!organizações!necessitam! gerenciar! e! considerar! relações! com! o! ambiente,! no! que! se! refere! aos! concorrentes,! fornecedores,! clientes,!colaboradores!e!outros!atores!participantes!que!afetam!o!desenvolvimento!das!atividades!pela! empresa.!

! Como!observado,!a!informação!é!um!recurso!essencial!que!integra!a!gestão!estratégica!das!

organizações.! Porém! conforme! Candido! et) al! (2005,! web)! “as! estratégias! corporativas! requerem! informações! taticamente! gerenciadas,! isto! é,! uma! excelente! estratégia! sempre! será! subsidiada! por! informações”.!Tendo!em!vista!essa!percepção,!o!gerenciamento!das!informações!se!faz!extremamente! necessário!para!subsidiar!o!processo!de!gestão!estratégica!das!empresas.!

! Moresi! (2001! apud! ANGELONI_! MUSSI! 2008)! sugere! um! caminho! para! que! a! gestão! da!

informação! e! do! conhecimento! sejam! consolidadas! como! recurso! estratégico,! sendo! que! primeiramente!afirma!que!há!necessidade!de!ter!macro!visão!da!missão!da!organização,!conhecer!sua! visão!e!seus!objetivos!e!metas.!Para!tanto!o!autor!estabelece!algumas!questões!que!objetivam!orientar! a!gestão!estratégica!da!informação!e!do!conhecimento!organizacional:!

a)! conhecer! quais! são! as! categorias! de! informação! que! apoiam! a! estratégia! da! organização.! Requer! revisão! da! cadeia! de! valor,! visando! conhecer! as! atividades! de! maior! relevância! no! cumprimento!da!missão_!

(8)

b)! objetiva!ter!ideia!do!estado!atual!da!informação!no!âmbito!da!organização,!examinando!como! é!o!acesso!rotineiro!à!informação,!sua!importância!nas!estratégias!da!organização,!onde!estão! localizadas! as! fontes! de! informação! e! quais! são! as! informações! relevantes! que! não! são! geradas!internamente.!

! Portanto,! as! empresas! devem! reconhecer! o! potencial! das! informações! para! a! gestão!

estratégica!de!seus!negócios,!sendo!que!mais!do!que!reconhecer,!devem!estabelecer!procedimentos,! adequados!a!sua!realidade,!para!gerenciar!os!dados!transformando^os!em!informação!a!fim!de!que! culminem!ainda!em!conhecimento!para!realização!de!seus!processos.! ! METODOLOGIA' ' ! Para!a!consecução!dos!objetivos!estabelecidos,!os!procedimentos!metodológicos!sustentaram^ se!em!abordagem!de!cunho!qualitativo,!que!segundo!Collins!(2006,!p.26)!“é!um!método!subjetivo!e! envolve! examinar! e! refletir! as! percepções! para! obter! um! entendimento! de! atividades! sociais! e! humanas”.!Os!dados!obtidos!foram!analisados!à!luz!da!teoria!pesquisada,!sendo!que!o!presente!estudo! foi! baseado! na! pesquisa! bibliográfica,! a! qual! segundo! Silva! (2008)! explica! e! discute! um! tema! ou! problema!com!base!em!referências!teóricas!já!publicadas,!sendo!um!ótimo!meio!de!formação!científica,! que! fornece! dados! para! qualquer! tipo! de! pesquisa.! As! principais! fontes! bibliográficas! são! livros,! dicionários,!publicações!periódicas!como!revistas,!artigos!científicos,!dissertações!de!mestrado!e!teses! de!doutorado,!entre!outros.!

! O!tipo!de!pesquisa!adotado!correspondeu!à!exploratória,!a!qual!conceituada!por!Collins!(2006)!

é! um! tipo! de! pesquisa! amplo,! geralmente! muito! aberto! e! concentra^se! em! reunir! vários! dados,! adequado! portanto! ao! presente! estudo,! pois! buscou^se! conhecer! de! forma! ampla! a! gestão! da! informação!nas!empresas!incubadas.!

! O!instrumento!de!coleta!de!dados!utilizado!foi!um!questionário!elaborado!tendo!por!referência!

a! teoria! estudada.! Collins! (2006),! argumenta! que! um! questionário! é! uma! lista! de! perguntas! estruturadas,!tendo!em!vista!extrair!respostas!confiáveis!de!uma!amostra!escolhida.!

! A!população!pesquisada!constituiu^se!nas!empresas!incubadas!nas!modalidades!graduada!e!

residente!na!ITFETEP!–!Incubadora!Tecnológica!de!São!Bento!do!Sul!–!SC!no!ano!de!2014,!totalizando! uma!população!de!nove!empresas!pesquisadas,!sendo!cinco!empresas!graduadas!e!quatro!empresas! residentes.! Já! a! amostra! é! uma! porção! selecionada! da! população,! para! Silva! (2008,! p.53)! “a! amostragem! boa! é! aquela! que! possibilita! abranger! a! totalidade! do! problema! investigado! em! suas! múltiplas!dimensões”.!Dessa!forma,!a!pesquisa!foi!aplicada!com!um!gestor!principal!de!cada!empresa! incubada,!totalizando!uma!amostra!de!nove!gestores!participantes.!

! O!presente!estudo!corresponde!a!um!recorte!referente!a!um!projeto!de!iniciação!científica!PIBIC! desenvolvido! no! decorrer! do! ano! de! 2014,! financiado! pela! Universidade! da! Região! de! Joinville! –! UNIVILLE,!campus!São!Bento!do!Sul,!sendo!que!a!proposta!do!projeto!foi!submetida!e!aprovada!pelo! Comitê! de! Ética! em! pesquisas! da! universidade,! através! do! Certificado! de! Apresentação! para! Apreciação!Ética!(CAAE)!número!27849914.8.0000.5366.! ! RESULTADOS' ' ! A!partir!da!sistematização!e!posterior!análise!dos!dados!coletados!por!meio!da!aplicação!do! instrumento!de!pesquisa,!o!estudo!que!objetivou!analisar!a!gestão!da!informação!alinhada!à!inovação! como! ferramenta! estratégica! nos! processos! de! gestão! das! empresas! incubadas! nas! modalidades! residente!e!graduada!na!ITFETEP!–!Incubadora!Tecnológica!da!cidade!de!São!Bento!do!Sul,!tornou! possível!delinear!o!perfil!dos!gestores!participantes!da!amostra!da!pesquisa.!Com!relação!as!empresas! residentes!quanto!ao!gênero!50%!destes!correspondem!ao!gênero!masculino!e!50%!feminino.!Quanto! à! idade,! 100,0%! dos! gestores! possuem! de! 31! a! 40! anos! de! idade.! Os! pesquisados! também! foram! questionados!quanto!ao!número!de!funcionários!empregados!no!negócio,!sendo!que!a!média!geral!das! empresas!residentes!correspondeu!a!4,25!funcionários!por!empresa,!considerando!que!são!empresas! no!processo!de!incubação,!o!número!de!colaboradores!se!revelou!expressivo.!

! Já! em! relação! as! empresas! graduadas,! 80%! dos! gestores! pesquisados! correspondem! ao!

gênero!masculino!sendo!20%!feminino.!Sobre!a!idade,!50%!possui!de!25!a!30!anos!e!50%!de!41!a!50! anos!de!idade.!Quanto!ao!número!de!funcionários!empregados!no!negócio!a!média!geral!das!empresas! graduadas! foi! de! 2,5! colaboradores! por! empresa,! revelando! que! entre! a! amostra! pesquisada,! as! empresas!graduadas!oferecem!menos!empregos!do!que!as!empresas!residentes!que!estão!em!um! estágio!anterior!no!processo!de!incubação.!

! Davenport!(1998)!afirma!que!as!informações!são!dados!dotados!de!relevância!e!propósito!e!

(9)

afirma!que!a!informação!é!“um!componente!intrínseco!de!quase!tudo!que!uma!organização!faz”.!Ou! seja,!a!informação!está!presente!em!todas!atividades!realizadas!por!uma!organização.!Tomando!como! base!tais!percepções,!buscou^se!conhecer!os!mecanismos!utilizados!para!obter!e!gerar!as!informações! para!os!mais!diversos!processos!realizados,!a!Figura!1!demonstra!os!resultados!referente!as!empresas! residentes.! ! Figura!1:!Mecanismos!para!a!geração!e/ou!obtenção!de!informações!nas!empresas!residentes! ! ! Fonte:!Pesquisa!de!campo!(2014)! ! ! A!Figura!1!apresenta!os!resultados!obtidos!referente!as!empresas!residentes.!Observa^se!que! a!incubadora!tecnólogica!representa!o!principal!meio!de!obtenção!de!informações,!seguido!de!e^mail!e! planilhas!físicas!no!programa!da!Microsoft)Excel.!Visando!gerar!um!comparativo!entre!as!modalidades! de!empresa!pesquisadas!a!Figura!2!apresenta!os!resultados!obtidos!com!a!mesma!questão!referente! as!empresas!graduadas.! ! Figura!2:!Mecanismos!para!a!geração!e/ou!obtenção!de!informações!nas!empresas!graduadas! ! Fonte:!Pesquisa!de!campo!(2014)! !

Segundo! a! Figura! 2! a! ITFETEP! surge! novamente! como! o! principal! meio! de! geração! e/ou! obtenção! de! informações! nas! empresas! graduadas.! Assim,! os! gestores! pesquisados! tanto! das! empresas! residentes! como! graduadas! apontam! a! incubadora! tecnológica! como! o! principal! meio! de! obtenção!e/ou!geração!de!informações!para!a!realização!de!suas!atividades.!Dessa!maneira!como!o! objetivo!de!uma!incubadora!tecnológica,!segundo!a!Anprotec!(2015,!web)!é!“oferecer!infraestrutura!e! suporte!gerencial,!orientando!os!empreendedores!quanto!à!gestão!do!negócio!e!sua!competitividade,! entre!outras!questões!essenciais!ao!desenvolvimento!de!uma!empresa”,!e!a!mesma!constitui^se!na! 3,6% 3,6% 3,6% 3,6% 3,6% 7,1% 7,1% 7,1% 7,1% 7,1% 7,1% 7,1% 10,7% 10,7% 10,7% Sites&de&notícias&relacionadas&ao&ramo&de… Sistema&interno Relatórios&gerados&pelo&sistema Redes&sociais Reuniões Planilhas&físicas&(impressas) Consultoria&especializada Participando&de&cursos Conversas&informais Ligações Benchmarking Anotações&em&agenda Planilhas&no&Excel EFmail ITFETEP 0,0% 5,0% 10,0% 15,0% Empresas0Residentes 3,3% 3,3% 3,3% 3,3% 3,3% 6,7% 6,7% 6,7% 6,7% 6,7% 6,7% 6,7% 10,0% 13,3% 13,3% 0% 5% 10% 15% Planilhas(físicas((impressas) Redes(sociais Consultoria(especializada Ligações Anotações(em(agenda Sistema(interno Planilhas(no(Excel Relatórios(gerados(pelo(sistema Participando(de(cursos Reuniões Benchmarking EDmail Sites(de(notícias(relacionadas(ao(ramo(de… Conversas(informais ITFETEP Empresas Graduadas

(10)

principal! fonte! de! informação! para! as! empresas! incubadas,! verifica^se! a! importância! da! entidade! disponibilizar!informações!sobre!questões!apontadas!com!maior!relevância!ao!negócio,!a!fim!de!que! as! empresas! incubadas! possuam! maior! sustentação! na! realização! de! suas! atividades,! assim! como! maior! facilidade! para! implantar! as! informações! disponíveis! à! geração! de! inovação! visando! o! fortalecimento!da!gestão!estratégica.!

A!gestão!da!informação!está!muitas!vezes!relacionada!com!o!processo!de!tomada!de!decisões! nas! organizações.! Beuren! (2011,! p.43)! argumenta! que! “a! informação! é! fundamental! no! apoio! às! estratégias!e!processos!de!tomada!de!decisão,!bem!como!no!controle!das!operações!empresariais”.!A! partir!desse!contexto!questionou^se!os!pesquisados!como!é!realizado!o!processo!de!tomada!de!decisão! na! empresa! em! que! atuam! como! gestores,! a! Figura! 3! apresenta! os! resultados! obtidos! na! referida! questão.! ! Figura!3:!Processo!de!realização!da!tomada!de!decisão!nas!empresas!residentes!e!graduadas! ! Fonte:!Pesquisa!de!campo!(2015)! !

! Conforme! a! Figura! 2! tanto! a! empresa! residente! como! graduada! estrutura! seu! processo! de! tomada!de!decisão!explorando!as!alternativas!possíveis!de!serem!executadas,!com!28,6%!e!57,1%! respectivamente.!Na!sequência!a!segunda!alternativa!com!maior!percentual!assinalada!de!acordo!com! os! gestores! das! empresas! residentes! apresentou! que! as! decisões! são! tomadas! pelo! gerente! que! possui! o! conhecimento! necessário! também! com! 28,6%.! Já! os! gestores! das! empresas! graduadas! afirmam!que!a!decisão!ocorre!de!acordo!com!a!capacidade!financeira!com!28,6%.!Um!fato!interessante! é!que!nenhum!gestor!de!ambas!as!modalidades!de!incubação!assinalou!a!opção!de!realizar!o!processo! de!tomada!de!decisão!antes!das!situações!acontecerem,!ou!seja,!as!informações!que!as!empresas! possuem!são!analisadas!somente!no!momento!em!que!eventos!ou!demandas!ocorrem,!o!que!indica! que!não!são!utilizadas!de!maneira!a!integrar!a!gestão!estratégica!do!negócio.! ! Posteriormente!as!perguntas!direcionavam^se!a!compreender!como!é!realizado!o!processo!de! gerenciamento!das!informações nas!empresas!incubadas!na!ITFETEP,!visando!os!pilares!básicos!das! organizações!como!um!todo,!tais!como!clientes,!fornecedores,!colaboradores!e!produtos!e/ou!serviços.! A!Tabela!1!apresenta!os!resultados!obtidos!com!tais!questões!considerando!as!empresas!residentes!e! graduadas.!

(11)

! Tabela!1:!Informações!de!maior!relevância!ao!negócio!das!empresas!residentes!e!graduadas! ' EMPRESAS'RESIDENTES' EMPRESAS'GRADUADAS' ' INFORMAÇÕES'SOBRE' (%)' INFORMAÇÃO'SOBRE' (%)' CLIENTES! O!desenvolvimento!de!pesquisa!de! mercado!permitiria!explorar! características!e!adequar!produtos! e/ou!serviços! 42,9%! ! ! ! ! ! A!empresa!dispõe!de!informações! dos!clientes,!mas!há!necessidade!de! desenvolver!um!maior! relacionamento!com!os!mesmos! 50%! FORNECE. DORES' Consideramos!o!preço!como! requisito!essencial!para!a!compra! com!fornecedores! 33,3%! Analisamos!o!preço,!entrega!e!prazo! de!cada!fornecedor!a!fim!de!ajustar! com!os!nossos!processos! 33,3%! COLABO.' RADORES' Há!dificuldades!na!fixação!de! profissionais,!havendo!alta! rotatividade! 33,3%! Há!dificuldade!de!encontrar!pessoas! qualificadas! 25%! PRODUTO' E/OU' SERVIÇOS' É!preciso!reduzir!os!custos!dos! produtos!e/ou!prestação!de!serviço! para!atender!a!demanda!em! mercados!mais!atrativos! 50%! Há!necessidade!de!rever!o!portfólio! de!produtos!e/ou!serviços!ou!agregar! mais!valor!a!eles! 57,1%! Fonte:!Pesquisa!de!campo!(2014)! ! ! A!Tabela!1!é!uma!síntese!de!várias!questões!apresentando!a!alternativa!com!maior!percentual! de!indicação!pelos!gestores!das!empresas!residentes!e!graduadas.!Quanto!as!empresas!residentes,! com!relação!aos!clientes!é!possível!verificar!que!os!mesmos!necessitam!de!informações!referente!ao! mercado,!pois!mesmo!no!estágio!de!incubação!que!se!encontram!quando!já!definiram!seu!produtos!e! serviços!bem!como!o!mercado!alvo!essa!continua!sendo!a!principal!demanda!de!modo!a!sustentar!o! negócio.! Já! as! empresas! graduadas! afirmam! possuir! informações! sobre! os! clientes,! no! entanto! necessitam!utilizar!essas!informações!em!seus!processos!de!modo!a!integrar!a!gestão!estratégica!e! desenvolver! um! maior! relacionamento,! pois! conforme! Peppard! (2013,! web)! é! necessário! utilizar! e! colocar! as! informações! à! disposição! dos! gestores,! e! não! encará^las! apenas! como! um! recurso! que! reside!em!bancos!de!dados.!!

! Com!relação!aos!fornecedores,!as!empresas!residentes!afirmam!que!consideram!o!preço!como!

requisito!essencial!na!compra,!sendo!que!as!empresas!graduadas!analisam!ainda!o!preço,!entrega!e! o! prazo! a! fim! de! ajustar! com! os! seus! processos,! revelando! maior! maturidade! no! exercício! de! suas! atividades,!processo!adquirido!durante!o!período!de!incubação,!através!de!orientações!pela!incubadora! tecnológica.!

! Já!quanto!às!informações!referentes!aos!colaboradores,!os!gestores!das!empresas!residentes!

afirmam!que!há!dificuldade!em!fixar!profissionais!havendo!alta!rotatividade,!e!no!mesmo!sentido!os! gestores! das! empresas! graduadas! afirmam! que! há! dificuldade! em! encontrar! pessoas! qualificadas.! Identificando!um!quesito!importante!que!pode!muitas!vezes!interferir!no!crescimento!e!sustentabilidade! das! empresas! residentes,! bem! como! das! empresas! graduadas! até! mesmo! na! utilização! de! informações,!pois!de!acordo!com!Brynjolfsson!(2012,!web)!as!empresas!necessitam!profissionais!que! sejam! capazes! de! trabalhar! com! informações! e! que! possuam! capacidade! de! depurar! e! organizar! conjuntos! importantes! de! dados,! a! fim! de! auxiliar! os! gestores! na! formulação! de! estratégias! competitivas.!! ! No!que!se!refere!aos!produtos!e/ou!serviços!as!empresas!residentes!afirmam!que!necessitam! reduzir!custos!a!fim!de!atender!demandas!em!mercados!mais!atrativos.!Já!com!relação!as!empresas! graduadas,!verifica^se!a!necessidade!da!busca!de!informações!externas!ao!negócio,!ou!seja,!sobre!o! mercado,!a!fim!de!que!a!empresa!possua!informações!que!lhe!permita!identificar!oportunidades!de! negócios,!visando!potencializar!seu!sucesso.!

! Conforme! Miranda! (1999! apud! CALAZANS! 2006)! informações! sobre! os! clientes! e! seu!

comportamento! de! consumo! constituem^se! nas! informações! de! maior! necessidade! aos! negócios.! Tendo!por!referência!tal!percepção!foi!questionado!os!gestores!quanto!ao!nível!de!necessidade!das! informações!para!a!gerenciamento!do!negócio.!Para!tanto!os!pesquisados!classificaram!em!uma!escala! de!1!a!10!as!informações!de!acordo!com!sua!necessidade!para!a!gestão,!considerando!o!indicador!10! para!muito!necessário!e!1!para!pouco!necessário.!As!informações!com!maior!necessidade!apontadas! pelos!gestores!das!empresas!residentes!são:! a)!Demanda!do!mercado!quanto!ao!produto!e/ou!serviço!ofertado!pela!empresa!–!Com!nota!9,75_!

(12)

b)!Capacidade!de!produção!ou!oferta!de!serviço!e/ou!produto!que!a!estrutura!da!empresa!possui!–! Com!nota!7,75.! ! Já!as!empresas!graduadas!apontaram!as!seguintes!informações!com!maior!necessidade!para! a!gestão:! a)!Satisfação!dos!clientes!–!Com!nota!8,4_! b)!Preço!dos!concorrentes!–!Com!nota!8,2.! ! Dessa!maneira!as!empresas!graduadas!confirmam!a!percepção!de!Miranda!(apud)CALAZANS! 2006).!Assim,!se!torna!importante!o!auxílio!da!incubadora!tecnológica!–!ITFETEP!na!disponibilização! de!informações!às!empresas!incubadas,!principalmente!por!meio!de!métodos!de!pesquisa!genéricos! que! contemplem! a! análise! da! satisfação! de! clientes,! bem! como! de! informações! referente! ao! direcionamento!de!cada!negócio!incubado,!principalmente!no!início!do!processo,!segundo!a!demanda! do!mercado.!

! Burgelman! (2012)! afirma! que! é! fundamental! os! gestores! conhecer! as! barreiras! existentes,! principalmente!na!implantação!de!inovações!nos!processos!organizacionais,!a!fim!de!definir!estratégias! eficazes!para!sua!implantação!na!empresa,!gerando!a!potencialização!do!sucesso!da!organização.!E! no!cenário!organizacional!muitas!são!as!barreiras!que!por!vezes!restringem!o!sucesso!da!empresa! como! um! todo,! sejam! estas! provenientes! do! ambiente! interno! ou! do! cenário! externo! do! qual! as! organizações!fazem!parte.!Buscando!conhecer!a!percepção,!bem!como!o!conhecimento!dos!gestores! quanto!às!barreiras,!os!mesmos!foram!questionados!quanto!aquelas!que!restringem!a!potencialização! do!sucesso!da!empresa,!sendo!que!os!resultados!são!apresentados!na!Figura!4.! ! Figura!4:!Barreiras!que!restringem!o!sucesso!nas!empresas!residentes!e!graduadas! ! Fonte:!Pesquisa!de!campo!(2014)! !

(13)

! De!acordo!com!a!Figura!4!a!principal!barreira!que!restringe!o!sucesso!nas!empresas!residentes! é! a! dificuldade! em! encontrar! e! fixar! profissionais! qualificados.! Devido! a! relevância! desse! tema,! é! importante! a! incubadora! tecnológica,! na! condição! de! principal! fonte! de! informações! desenvolver! e! fornecer!ferramentas,!como!planos!de!aprendizagem!profissional!a!fim!de!melhorar!o!desempenho!dos! colaboradores!bem!como!desenvolver!técnicas!para!contratação!de!profissionais!qualificados,!a!fim!de! auxiliar! as! empresas! incubadas! a! minimizar! os! efeitos! de! tal! barreira.! Já! as! empresas! graduadas! apontam!a!falta!de!infraestrutura!e!a!dificuldade!em!encontrar!e!fixar!profissionais!qualificados!ambas! opções!com!20%!como!as!principais!barreiras!existentes!para!potencializar!a!gestão!do!negócio.! ! De!modo!geral,!as!empresas!incubadas!nas!modalidades!residentes!e!graduada!na!ITFETEP! utilizam!as!informações!na!realização!de!suas!atividades,!porém!de!maneira!restrita!não!integrando^as! ao!processo!de!geração!de!inovação!visando!a!gestão!estratégica!da!empresa.!! ! ! CONSIDERAÇÕES'FINAIS' ' '

! As! organizações! inseridas! na! dinâmica! da! sociedade! contemporânea,! situadas! na! era! da! informação!e!do!conhecimento,!tiveram!que!se!adaptar!às!rápidas!mudanças,!e!se!veem!pressionadas! a!acompanhar!a!celeridade!das!transformações!para!sua!sobrevivência!no!mercado.!Portanto!utilizar! os!dados!disponíveis,!os!transformando!em!indicadores,!realizando!uma!boa!gestão!dos!mesmos,!é! uma!maneira!de!transformar!e!manter!as!empresas!inovadoras!e!obter!informações!confiáveis!para!a! tomada!de!decisões.! ! Com!base!na!literatura!estudada,!bem!como!na!pesquisa!realizada,!as!informações!sobre!os!

clientes! são! os! principais! referenciais! para! o! bom! gerenciamento! das! empresas.! Sendo! que! dentro! dessa!questão,!os!gestores!das!empresas!residentes!afirmam!que!o!desenvolvimento!de!pesquisa!de! mercado!a!fim!de!obter!maiores!informações!sobre!os!mesmos!permitiria!explorar!características!dos! clientes! e! aprimorar! seus! produtos! e/ou! serviços! oferecidos.! Na! mesma! direção! as! empresas! graduadas! afirmam! dispor! de! informações! sobre! os! clientes,! no! entanto! necessitam! utilizar! as! informações!disponíveis!a!fim!de!estreitar!o!relacionamento!com!esse!público.!Desse!modo,!possuir! colaboradores! com! conhecimento! para! gerenciar! e! realmente! efetuar! o! uso! das! informações! disponíveis!é!imprescindível.!

! As! informações! são! dados! analisados! e! apropriados! pelas! pessoas,! a! performance! e!

competência! dos! profissionais! são! essenciais! para! o! gerenciamento! eficaz! e! eficiente! das! organizações,!os!quais!também!mais!do!que!capturar!e!gerenciar!as!utilizarão!na!tomada!de!decisões! em! suas! atividades! rotineiras! ou! complexas.! Assim! ambos! gestores! tanto! das! empresas! residentes! como!graduadas!enfatizam!a!dificuldade!em!encontrar!profissionais!qualificados!para!o!desempenho! de!atividades,!condicionados!especificamente!ao!segmento!de!atuação.!

! A!ITFETEP!apontada!como!fonte!de!obtenção!e!geração!de!informações!deve!proporcionar!

auxílio! as! empresas! incubadas! nos! quesitos! apontados! como! dificuldades,! principalmente! com! ferramentas!direcionadas!a!capacitação!de!colaboradores!e!contratação!efetiva!dos!mesmos,!sendo! que! deve! direcionar! caminhos! e! fornecer! parâmetros! balizadores! que! auxiliem! efetivamente! o! incremento!à!inovação!do!negócio,!subsidiando!com!ferramentas!a!gestão!estratégica!das!empresas! incubadas.!

! Nessa! direção,! as! empresas! graduadas! incubadas! necessitam! de! informações! relevantes! e! que!sustentem!suas!ações,!pois!apontam!a!necessidade!de!rever!seu!portfólio!de!produtos,!o!que!pode! ser! obtido! por! meio! da! análise! do! ambiente! externo,! relacionando! seus! métodos! com! aqueles! praticados! pelos! concorrentes,! buscando! maior! sustentabilidade! no! desenvolvimento! de! suas! atividades!principalmente!no!período!de!incubação!de!empresas!graduadas!na!qual!se!encontram.!

! As! empresas! incubadas! na! modalidade! residente! buscam! a! redução! de! custo! no!

desenvolvimento!de!seus!produtos!e/ou!na!prestação!de!serviços.!Sendo!que!no!mesmo!sentido!com! relação! aos! fornecedores! consideram! o! preço! como! requisito! essencial.! A! principal! necessidade! de! informações!é!referente!a!demanda!do!mercado!quanto!ao!produto!ou!serviço!que!a!empresa!oferece! bem! como! a! capacidade! de! produção! que! a! estrutura! da! empresa! possui.! As! informações! não! são! utilizadas!no!processo!de!tomada!de!decisões,!pois!afirmam!que!a!mesma!é!realizada!pelo!gerente! que! possui! o! conhecimento! necessário! para! tal.! Sendo! que! é! possível! afirmar! que! são! poucas! as! diferenças! existentes! no! gerenciamento! de! informações! das! empresas! alinhada! à! inovação! como! ferramenta! de! gestão! estratégica,! pois! muitas! necessidades! de! informação,! barreiras! quanto! a! potencialização!da!gestão!são!compartilhadas!pelas!empresas!residentes!e!graduadas!mesmo!depois! do!processo!de!incubação.!Assim!se!torna!importante!a!incubadora!tecnológica!apontadas!pelas!duas! modalidades!de!incubação!como!o!principal!mecanismo!de!obtenção!e!geração!de!informação!auxiliar!

(14)

as! empresas! que! se! encontram! nesse! processo! a! fim! de! aprimorar! tal! processo! para! que! possa! realmente! alinhado! à! inserção! de! inovação,! conduzir! à! uma! gestão! estratégica! fundamentada! em! informações.!

! Por!fim,!aponta^se!a!necessidade!das!informações!tornarem^se!parte!da!geração!de!inovação!

tanto!nas!empresas!residentes!como!graduadas,!seja!pela!implantação!de!mecanismos!para!captar!e! gerenciar! as! informações! e! convertendo^as! em! contribuição! ao! desenvolvimento! estratégico! das! empresas!incubadas,!fomentando!maior!competitividade!no!desempenho!de!suas!atividades.! ' ' REFERÊNCIAS' ! ! ANGELONI,!Maria!Terezinha_!MUSSI,!Clarissa!Carneiro.!Estratégias:'formulação,!implementação!e! avaliação:!o!desafio!das!organizações!contemporâneas.!São!Paulo:!Saraiva,!2008.! ! !

ANPROTEC,! Associação! nacional! de! entidades! promotoras! de! empreendimentos! inovadores.!

Incubadoras' e' Parques.! Disponível! em:! <! http://anprotec.org.br/site/pt/incubadoras^e^parques/>.!

Acesso!em:!05!fev.!2015.! ! ! BEUREN,!Ilse!Maria.!Gerenciamento'da'Informação:'Um!recurso!estratégico!no!processo!de!gestão! empresarial.!2.!ed.!São!Paulo:!Atlas,!2011.! ! ! BRITO,!Aline!Grasiele!Cardoso!de.!Gestão'estratégica'da'informação'nas'pequenas'empresas:'Um! estudo!comparativo!com!as!médias!e!grandes!empresas!do!setor!de!serviços!(hotelaria).!2008.!193f.! Dissertação! (Mestrado! em! Engenharia! de! Produção)! –! Escola! de! Engenharia! de! São! Carlos,! Universidade!de!São!Paulo,!São!Carlos.!

! !

BRYNJOLFSSON,! Erik_! MCAFEE,! Andrew.! Big' data:' a' revolução' da' gestão.' São! Paulo:! Harvard! Business! Review! Brasil,! out.! 2012.! Disponível! em:! <http://www.hbrbr.com.br/materia/big^data^ revolucao^da^gestao>.!Acesso!em:!02!out.!2013.! ! ! BURGELMANN,!Robert!A.!et)al.!Gestão'Estratégica'da'Tecnologia'e'da'Inovação.'Tradução:!Luiz! Claudio!de!Queiroz!Faria.!5.!ed.!Porto!Alegre:!AMGH,!2012.! ! ! CALAZANS,!Angélica!Toffano!Seidel.!Conceitos'e'uso'da'informação'organizacional'e'informação' estratégica.'Campinas:!TransInformação,!jan^abr.,!2006.! ! !

CÂNDIDO,! Carlos! Aparecido_! et) al.! Gestão' estratégica' da' informação:! semiótica! aplicada! ao! processo!de!tomada!de!decisão.!Rio!de!Janeiro:!DataGramaZero,!v.!6,!n.!3,!p.!1^16,!2005.!Disponível! em:!<http://www.dgz.org.br/jun05/Art_03.htm>.!Acesso!em:!06!nov.!2014.!

! !

COLLINS,! Jill_! HUSSEY,! Roger.! Pesquisa' em' Administração:' Um! guia! prático! para! alunos! de! graduação!e!pós^graduação.!Tradução!de!Lucia!Simonini.!2.!ed.!Porto!Alegre:!Bookman,!2005.! ! ! CORAL,!Eliza!et)al.)Gestão'integrada'da'inovação:'Estratégia,!organização!e!desenvolvimento!de! produtos.!São!Paulo:!Altas,!2013.! ! ! DAVENPORT,!Thomas!H.!Ecologia'da'informação:'Por!que!só!a!tecnologia!não!basta!para!o!sucesso! na!era!da!informação.'Tradução:!Bernadette!Siqueira!Abrão.!São!Paulo:!Futura,!1998.! !

(15)

!

DI! SERIO,! Luiz! Carlos_! VASCONCELLOS,! Marcos! Augusto.! Estratégia' e' Competitividade'

Empresarial:'Inovação!e!criação!de!valor.!São!Paulo:!Saraiva,!2010.!

! !

INOMATA,! Danielly! Oliveira.! O' fluxo' da' informação' tecnológica:' Uma! análise! no! processo! de! desenvolvimento! de! produtos! biotecnológicos.! 2012.! 283f.! Dissertação! (Mestrado! em! Ciência! da! Informação)!–!Universidade!Federal!de!Santa!Catarina,!Florianópolis.!

! !

ITFETEP,! Incubadora! Tecnológica! de! São! Bento! do! Sul.! O' que' é' a' incubadora?' Disponível:! <

!

http://www.itfetep.org.br/sobre/>.!Acesso!em:!01!jul.!2015.! !

!

MC! GEE,! James_! PRUSAK,! Laurence.! Gerenciamento' Estratégico' da' informação:' Aumente! a! competitividade! e! a! eficiência! de! sua! empresa! utilizando! a! informação! como! uma! ferramenta! estratégica.!Tradução:!Astrid!Beatriz!de!Figueiredo.!17.!ed.!Rio!de!Janeiro:!Elsevier,!1994.!

! !

MORAES,! Giseli! Diniz! de! Almeida.! Tecnologia' da' informação' na' pequena' empresa:' Uma! investigação! sobre! sua! contribuição! à! gestão! estratégica! da! informação! em! empreendimentos! industriais! dos! minidistritos! de! São! José! do! Rio! Preto! –! SP.! 2005.! 217f.! Dissertação! (Mestrado! em! Engenharia!de!Produção)!–!Escola!de!Engenharia!de!São!Carlos,!Universidade!de!São!Paulo,!São! Carlos.!

! !

PEPPARD,! Joe_! MARCHAND,! Donald! A.! Por' que' a' TI' se' atrapalha' com' a' analítica?' São! Paulo:! Harvard!Business!Review!Brasil,!fev.!2013.!Disponível!em:!<http://www.hbrbr.com.br/materia/por^que^ ti^se^atrapalha^com^analitica>.!Acesso!em!07!out.!2013.! ! ! REZENDE,!Denis!Alcides.!Sistemas'de'Informações'Organizacionais:'Guia!prático!para!projetos!em! cursos!de!Administração,!Contabilidade!e!Informática.!São!Paulo:!Atlas,!2005.! ! SILVA,!Antonio!Carlos!Ribeiro!da.!Metodologia'da'pesquisa'aplicada'à'contabilidade:'orientação!de! estudos,!projetos,!artigos,!relatórios,!monografias,!dissertações,!teses.!2.!ed.!São!Paulo:!Atlas,!2008.! ! ! STAIR!E!REYNOLDS,!Ralph!M._!REYNOLDS,!George!W.!Sistemas'de'Informação:'Uma!abordagem! gerencial.!Tradução:!Alexandre!Melo!de!Oliveira.!4.!ed.!Rio!de!Janeiro:!LTC,!2002.! ! ! VIDOTTI,!Julio!Augusto.!Rede'social'é'pra'fora'da'Empresa'e'rede'Empresarial'é'para'dentro!!São! Paulo:!Harvard!Business!Review!Brasil,!abr.!2013.!Disponível!em:!<http://www.hbrbr.com.br/post^de^ blog/rede^social^e^pra^fora^da^empresa^e^rede^empresarial^e^para^dentro>.!Acesso!em!23!ago.!2014.!

Imagem

Referências

temas relacionados :