REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

Texto

(1)

Centro Universitário de Brasília - UniCEUB Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais - FAJS

Curso de Bacharelado em Direito e Bacharelado em Relações Internacionais Núcleo de Pesquisa - NP

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

BRASÍLIA/DF 2018

(2)

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

CAPÍTULO I

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º Este Regulamento dispõe sobre a organização acadêmica e administrativa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Bacharelado em Direito e do Curso de Bacharelado em Relações Internacionais da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais (FAJS) do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).

Art. 2º O Manual de Elaboração de Trabalho de Conclusão de Curso (MTCC) disciplinará as regras a serem seguidas por Professores-Orientadores e Alunos-Orientandos para o processo de elaboração e apresentação do TCC.

Art. 3º O TCC constitui-se em pesquisa individual, realizada pelo Aluno-Orientando sob supervisão de Professor-Orientador, podendo ser desenvolvida por meio das seguintes modalidades:

I - monografia: trabalho de conclusão de curso monográfico dividido em introdução, ao menos três capítulos, conclusão e referências bibliográficas, com no mínimo 30 páginas excluídos elementos pré e pós textuais; composto por tema, problema de pesquisa, marco teórico e metodologia; observação de elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais conforme disciplinado no MTCC;

II - artigo científico: trabalho de conclusão de curso de divulgação científica integrado por texto dissertativo dividido em título, resumo, tópicos textuais e referências bibliográficas, com no mínimo 15 páginas; composto por tema, problema de pesquisa, marco teórico e metodologia; conforme disciplinado no MTCC;

III - proposta de projeto de lei, acordo internacional ou tratado: trabalho de conclusão de curso compreendido por proposta original ou de alteração de lei, acordo internacional ou

(3)

tratado existentes, com no mínimo 15 páginas; composto por justificativa, contexto histórico; marco teórico e parecer; conforme disciplinado no MTCC;

IV - relatório de jurisprudência: trabalho de conclusão de curso destinado à investigação de jurisprudências com abrangência territorial ou temática ligada à justificativa do relatório, com justificativa, objetivo e marco teórico, com no mínimo 15 páginas; conforme disciplinado no MTCC.

Parágrafo único. O TCC poderá ser elaborado em língua estrangeira, conforme disponibilidade do Professor-Orientador e do Professor- Avaliador.

Art. 4º O TCC incentiva a pesquisa científica e a reflexão crítica sobre assuntos pertinentes à realidade contemporânea ou histórica. O TCC tem o objetivo de desenvolver as seguintes competências e habilidades nos Alunos-Orientandos:

I - capacidade de redação clara e consistente: estruturar um texto acadêmico com rigor e precisão conceitual, utilizando as normas técnicas de redação científica e a norma culta do vernáculo;

II - capacidade de pensamento autônomo e crítico: examinar o conhecimento científico acumulado a partir de instrumentos teóricos que apresentam visões diferentes dos problemas com os quais o aluno se depara;

III - amadurecimento intelectual: aprimorar a compreensão que o aluno tem do conhecimento acadêmico e científico e a sua capacidade de, dentro destes limites, pensar o Direito e as Relações Internacionais em sua relação com os demais saberes;

IV - domínio da literatura especializada: apropriar-se do conhecimento dos autores de referência nos temas objeto da pesquisa, incluindo a capacidade de contextualizar os autores dentro dos diversos debates ontológicos, epistemológicos, teóricos e metodológicos, contribuindo para a formação e especialização profissional do aluno.

(4)

CAPÍTULO II

ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Art. 5º A elaboração do TCC é realizada em duas etapas executadas em semestres consecutivos vinculadas às disciplinas “TCC I” e “TCC II”.

§ 1º A disciplina “Direito e Pesquisa” é pré-requisito para a disciplina “TCC I” no caso do curso de Direito, enquanto a disciplina “Métodos quantitativos e qualitativos em Relações Internacionais” é pré-requisito para a disciplina “TCC I” no caso do curso de Relações Internacionais;

§ 2º A disciplina “TCC I” é pré-requisito para a disciplina “TCC II”.

Art. 6º As disciplinas “TCC I” e “TCC II” envolvem um período de orientação individual do aluno pelo Professor-Orientador, com a finalidade de elaboração parcial ou final, respectivamente, do TCC em uma das modalidades.

Parágrafo único. A orientação individual se desenvolve a partir de encontros entre o Aluno-Orientando e seu Professor-Orientador conforme calendário disponibilizado semestralmente.

Art. 7º Na disciplina “TCC I” o Aluno-Orientando deverá trabalhar em constante contato e sob a supervisão do seu Professor-Orientador. Deverá ser escolhida uma modalidade de TCC condizente com as expectativas e necessidades de pesquisa do Aluno-Orientando e do Professor-Orientador, assim como elaborado cronograma de pesquisa com o propósito de nortear a condução do trabalho, conforme orientação do MTCC.

§1º A frequência dos encontros entre o Aluno-Orientando e seu Professor-Orientador poderá variar de acordo com a periodicidade estabelecida por este em seu plano de orientação de TCC I. O número mínimo de sessões formais é de 04 (quatro) encontros por semestre.

Art. 8º Na disciplina “TCC II” o Aluno-Orientando deve, sob supervisão do Professor-Orientador, concluir as atividades de pesquisa iniciadas na disciplina “TCC I”, e apresentar o resultado de acordo com a modalidade de TCC escolhida.

(5)

Parágrafo único. A frequência dos encontros entre o Aluno-Orientando e seu Professor-Orientador poderá variar de acordo com a periodicidade estabelecida por este em seu plano de orientação de TCC II. O número mínimo de sessões formais é de 03 (três) encontros por semestre.

CAPÍTULO III AVALIAÇÃO DO TCC

Art. 9º A avaliação do Aluno-Orientando na disciplina “TCC I” será realizada pelo Professor-Orientador e levará em consideração, além da frequência do aluno aos encontros de orientação estabelecidos no plano de orientação, a qualidade da pesquisa, o desempenho do aluno nos encontros e o material produzido.

Parágrafo único. Compete ao Professor-Orientador atribuir menção, conforme o Regimento Geral do UniCeub, ao Aluno-Orientando conforme sua frequência aos encontros de orientação e o desempenho nas atividades.

Art. 10 A avaliação final do TCC será realizada na disciplina “TCC II”. O resultado da avaliação da disciplina “TCC II” será:

I - aprovado; ou

II - reprovado.

Art. 11 A apresentação de TCC II será realizada por meio de banca de defesa pública, presidida pelo Professor-Orientador, cabendo a avaliação a 01 (um) Professor-Avaliador.

Parágrafo único. A avaliação de TCC II será realizada por meio de banca de defesa pública com duração de 30 (trinta) minutos.

(6)

II - o Professor-Avaliador terá o tempo de até 05 (cinco) minutos para fazer suas arguições e questionamentos;

III - o aluno terá ao fim até 10 (dez) minutos para responder aos questionamentos e fazer esclarecimentos adicionais;

IV - a banca deliberará, em sigilo, sobre a aprovação ou reprovação do aluno;

V - a banca poderá indicar o trabalho para depósito no repositório institucional desde que o mesmo apresente excepcional qualidade científica de produção, contendo inovação na área de pesquisa, correta apresentação de conteúdo, embasamento teórico e possibilidade de novas perspectivas de pesquisa;

VI - em seguida, a banca anunciará o resultado ao aluno;

VII - caso o aluno não realize a apresentação pública para a banca avaliadora estará automaticamente reprovado na disciplina de “TCC II”.

CAPÍTULO IV

ESCOLHA DOS ORIENTADORES

Art. 12 Para a elaboração do TCC o aluno deverá ser acompanhado por um Professor-Orientador que integre o quadro de Professores-Professor-Orientadores do NP.

§ 1º Para acompanhar o TCC, o NP constituirá quadro de Professores-Orientadores nas distintas áreas disciplinares de Direito e Relações Internacionais.

§ 2º As áreas e os horários de orientação dos Professores-Orientadores serão informados pelo NP conforme calendário divulgado semestralmente.

§ 3º A escolha pelo aluno do Professor-Orientador será efetuada juntamente com a matrícula na disciplina de “TCC I”.

(7)

I - o aluno reprovado na disciplina “TCC I” não terá garantia de vinculação com o mesmo Professor-Orientador no semestre subsequente.

§ 4º O aluno aprovado na disciplina de “TCC I”, quando de sua matrícula na disciplina “TCC II”, será automaticamente vinculado ao mesmo Professor-Orientador que acompanhou sua pesquisa em “TCC I”.

I - o aluno somente terá garantia de vaga com o respectivo Professor-Orientador se efetivar matrícula na disciplina “TCC II” no semestre seguinte ao de “TCC I” e dentro do prazo regular de matrícula estabelecido pela instituição;

II - o aluno que se matricular na disciplina “TCC II” a partir do segundo semestre subsequente à sua aprovação na disciplina “TCC I” não terá garantia de vinculação junto ao mesmo Professor-Orientador da disciplina “TCC I”, devendo selecionar a Turma referente ao Professor-Orientador escolhido pelo sistema de matrícula, de acordo com o prazo institucionalmente estabelecido.

CAPÍTULO V

COMPETÊNCIAS E RESPONSABILIDADES DOS PROFESSORES ORIENTADOR E AVALIADOR

Art. 13 Cabe ao Professor-Orientador:

I - realizar encontros, de acordo com o plano de orientação, com os Alunos-Orientandos no decorrer das disciplinas de “TCC I” e “TCC II”;

II - acompanhar o cumprimento das etapas do trabalho, segundo o cronograma estabelecido;

III - informar ao Coordenador do NP, por escrito, qualquer problema relacionado ao Aluno-Orientando que venha a interferir, prejudicar ou inviabilizar o seu trabalho como Professor-Orientador;

(8)

V - na disciplina “TCC II”, via “Espaço Professor”, autorizar o depósito do texto final do trabalho de conclusão de curso, após recebimento de relatório gerado pelo sistema de controle de originalidade do NP, por meio de autorização expressa, no prazo de 05 (cinco) dias úteis a fim de que o trabalho seja submetido a avaliação perante banca de defesa pública;

VI - O Professor-Orientador poderá não autorizar o depósito do TCC caso o Aluno-Orientando não tenha tido frequência nos encontros de orientação, quando apresentar trabalho com problemas de ordem formal e/ou material e quando apresentar vício de originalidade;

VII - presidir a banca avaliadora do TCC sob a sua orientação e informar o resultado da banca ao Aluno-Orientando.

Art. 14 Cabe ao Professor-Avaliador:

I - cumprir com zelo e excelência acadêmica a função de avaliador dos TCC, participando de banca pública de defesa quando designado;

II - o Professor-Avaliador deverá indicar a aprovação ou reprovação do aluno na Ata de Avaliação; em caso de reprovação, o Professor-Avaliador deverá verbalmente justificar e fundamentar sua decisão.

CAPÍTULO VI

DISCENTES EM ELABORAÇÃO DE TCC

Art. 15 Considera-se discente em elaboração de TCC aquele regularmente matriculado nas disciplinas de “TCC I” e “TCC II”.

Parágrafo único. Em fase de realização do TCC o aluno tem os seguintes deveres:

(9)

II - escolher o Professor-Orientador, via processo de matrícula no “Espaço Aluno”, que irá acompanhar o processo de elaboração do TCC;

III - participar dos encontros de orientação nas disciplinas de “TCC I” e “TCC II”, conforme cronograma estabelecido pelo Professor-Orientador, seguindo o calendário semestral publicado pelo NP;

IV - elaborar o TCC de acordo com o presente Regulamento, o Manual de Elaboração de TCC e as instruções de seu Professor-Orientador, respeitando os padrões técnicos e éticos referentes à elaboração de trabalho original de cunho científico;

V - na disciplina “TCC II”, quando necessário, solicitar via “Espaço Aluno” o “Requerimento de Prorrogação de Prazo de Depósito de Trabalho de Conclusão de Curso”, instruindo com documentos comprobatórios o pedido de dilação de prazo, até o último dia definido pelo calendário semestral publicado pelo NP para depósito do TCC;

VI - na disciplina “TCC II”, quando finalizado o trabalho, solicitar via “Espaço Aluno” o “Requerimento de Depósito de Trabalho de Conclusão de Curso”, anexando arquivos em formato PDF da versão final do TCC e da “Declaração de Autoria e Originalidade” (ANEXO A), seguindo calendário semestral publicado pelo NP;

VII - acompanhar o “Requerimento de Depósito de Trabalho de Conclusão de Curso” pelo “Espaço Aluno” para acessar informações sobre o processo de avaliação do TCC final;

VIII - na disciplina “TCC II” comparecer em dia, hora e local determinados para apresentar formalmente a defesa oral do TCC em sessão pública de defesa;

IX- caso o TCC seja indicado ao Repositório Institucional, o aluno deverá manifestar sua concordância ou discordância quanto a disponibilização do trabalho;

X - zelar pelo cumprimento de todas as suas tarefas e compromissos junto ao seu Professor-Orientador, assim como respeitar as normas internas do UniCEUB sob pena de ser desligado da sua orientação.

(10)

CAPÍTULO VII

DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS

Art. 16 Este Regulamento aplica-se aos alunos do Curso de Bacharelado em Direito e do Curso de Bacharelado em Relações Internacionais atualmente matriculados ou que vierem a ingressar nas disciplinas abaixo listadas enquanto estas forem oferecidas pela FAJS:

I - Monografia II;

II - Monografia III; e

III - Monografia Final.

Parágrafo único. Para efeito da aplicação do Regulamento, será considerada a equivalência das disciplinas na forma:

I - “Monografia I” equivalente a “Direito e Pesquisa” e “Métodos quantitativos e qualitativos em Relações Internacionais”;

II - “Monografia II” equivalente a “Trabalho de Conclusão de Curso I” (TCC I); e

III - “Monografia III” e “Monografia Final” equivalentes a “Trabalho de Conclusão de Curso II” (TCC II).

Art. 17 Revogam-se as disposições em contrário.

Art. 18 Este Regulamento entra em vigor na data de sua publicação.

(11)

ANEXO A – Declaração de Autoria e Originalidade

Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais - FAJS

Curso de Bacharelado em Direito e Bacharelado em Relações Internacionais Núcleo de Pesquisa - NP

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

DECLARAÇÃO DE AUTORIA E ORIGINALIDADE

Eu, _______________________________________________________________, RA n° _________________, declaro ser o (a) autor (a) do Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Bacharelado em Direito / Relações Internacionais intitulado ___________________________________________________________.

Declaro, ainda, que o Trabalho se encontra em conformidade com critérios científicos e técnico-acadêmicos de originalidade, sob pena de serem tomadas as medidas punitivas cabíveis.

Brasília, ____ de _____ de _________.

___________________________________ Assinatura do(a) Aluno(a)

Imagem

Referências