• Nenhum resultado encontrado

OUVIDORIA EM NÚMEROS - GÊNERO OUVIDORIA

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "OUVIDORIA EM NÚMEROS - GÊNERO OUVIDORIA"

Copied!
11
0
0

Texto

(1)
(2)

1

1

2

2

CONHEÇA A OUVIDORIA DPESP CONHEÇA A OUVIDORIA DPESP

A Ouvidoria-Geral da Defensoria Pública do Estado de São Paulo - DPESP atende os usuários e usuárias da instituição que possuem alguma recla-mação, sugestão ou elogio relacionados ao aprimoramento dos serviços prestados pela Defensoria. Além disso, a Ouvidoria é o elo entre a DPESP

e a sociedade civil organizada.

Nos últimos anos, a Ouvidoria vem realizando uma série de ino-vações para melhorar o seu próprio atendimento e assim contri-buir de forma mais qualificada com os desafios do atendimento. Para isso, a Ouvidoria vem reformulando suas etapas de coleta, tratamento e análise dos dados. Importante compartilhar que o órgão tem trabalhado com a coleta de dados a partir de

marca-dores sociais interseccionais. OUVIDORIA EM NÚMEROS - GÊNERO

OUVIDORIA EM NÚMEROS - GÊNERO

(3)

Afinal, conhecer o público que acessa a Ouvidoria e os problemas que apontam é extrema-mente importante. A partir de levantamentos e estudos analíticos - que considerem os mar-cadores étnicos-raciais e de gênero –, a Ouvidoria pode apontar os desafios na formulação de políticas públicas voltadas à qualificação do atendimento e do acesso à justiça para estes grupos, visando a redução da desigualdade social e do cenário de racismo estrutural que permeia a sociedade brasileira, avançando também para o alcance da igualdade de gênero.

No mês de março, simbolizado pela luta e conquista de todas as mulheres, a Ouvidoria reúne em um infográfico alguns dos

prin-cipais dados de gênero.

QUAL A ORIGEM DESTES DADOS?

Mensalmente, a Ouvidoria-Geral coleta e trata os dados de todos os atendimentos realizados a usuários e usuárias pelo órgão. Dessa forma, os atendimentos telefônicos, presen-ciais, por cartas e correio e formulários eletrônicos são estu-dados com frequência para o desenho de um diagnóstico, mas também para a emissão de recomendações visando a

superação dos desafios identificados.

(4)

No site da Ouvidoria, há todos os boletins mensais e relatórios anuais com alguns dos prin-cipais dados já publicados. Além disso, o programa Faces da Defensoria vem publicando

mensalmente, na sua seção Raio X, cifras relativas aos casos e temas que são relatados.

Com relação aos dados de gênero, a maioria dos dados evidenciados neste infográfico foram divulgados na 2ª e 5ª Edição do Faces da Defensoria, ambos trataram sobre os

desa-fios do atendimento para mulheres em situação de violência.

Clique aqui para conhecer as publicações

(5)

3

3

Os dados da Ouvidoria apontam que são as mulheres que, em sua maioria, estão em busca da efetivação do seu acesso à justiça.

A 2° Edição do Faces da Defensoria, publicada em setembro de 2020 evidenciou em suas análises que os dados da Ouvidoria-Geral e do pró-prio cotidiano da Defensoria vêm confirmando a existência de um im-portante componente de gênero no âmbito dos atendimentos e serviços

prestados pela instituição.

A OUVIDORIA E OS DADOS DE GÊNERO

A OUVIDORIA E OS DADOS DE GÊNERO

(6)

Veja abaixo os dados de atendimento da Ouvidoria-Geral:

DADOS DA OUVIDORIA - GERAL DE ATENDMENTO TELEFÔNICO E FORMULÁRIO ELETRÔNICO

DISTRIBUIÇÃO POR GÊNERO NOS ATENDIMENTOS REALIZADOS

ENTRE SETEMBRO DE 2019 A MARÇO DE 2020

(7)

O fato de serem as mulheres aquelas que mais acessam à Ouvidoria está intrinseca-mente relacionada a um fenômeno social muito mais amplo. Na realidade, o fato de se-rem as mulheres as grandes usuárias do órgão reflete uma lógica político-social que impele as mulheres para lugares e condições de vulnerabilidade, é o que se chama de “femi-nização da pobreza”. Ao analisar os índices de pobreza do continente latino-americano, per-cebe-se que as mulheres, historicamente, estão no topo das taxas de empobrecimento.

DADOS DA OUVIDORIA - GERAL DE ATENDMENTO TELEFÔNICO E FORMULÁRIO ELETRÔNICO

DISTRIBUIÇÃO DE ATENDIMENTO POR GÊNERO ENTRE OUTUBRO, NOVEMBRO

E DEZEMBRO DE 2020

MULHERES HOMENS

(8)

Estes fatos relacionam-se com um sistema de opressão multidimensional e complexo que aprofunda sistematicamente um amplo cenário de desigualdade social que, no Brasil, resulta, principalmente, de dois fatores que permeiam intrinsecamente a

socie-dade brasileira desde a sua génese:

O racismo estrutural e a questão de gênero. Ao analisar os perfis de atendimento da Ouvidoria, é possível constatar que estes dois elementos se relacionam.

DADOS DA OUVIDORIA - GERAL DE ATENDMENTO TELEFÔNICO E FORMULÁRIO ELETRÔNICO

RAÇA/COR DAS MULHERES ATENDIDAS PELA OUVIDORIA NO ÚLTIMO SEMESTRE DE 2020

PARDA PRETA

(9)

Quando analisadas variáveis relacionadas a situações de vulnerabilidade social interrela-cionadas aos desafios enfrentados pela população na tentativa de acessar à justiça, cha-mou a atenção o número elevado de mulheres que apresentam obstáculos no acesso à instituição para tratar de demandas associadas aos cuidados de crianças e adolescentes

e busca por alimentos.

4

4

Nestas situações, a obtenção de alimentos e o ingresso de ações de divórcios constituem medidas prioritárias e complexas quando observados os cenários de violência que permeiam estas mulheres.

DADOS DA OUVIDORIA DE OUTUBRO

O QUE BUSCAM AS MULHERES NA OUVIDORIA

O QUE BUSCAM AS MULHERES NA OUVIDORIA

OUTROS VIOLÊNCIA DOMÉSTICA SOFRIMENTO OU

TRANSTORNO EMENTAL DESEMPREGO OUENDIVIDAMENTO ENCARCERAMENTO

CRIANÇA OU ADOLESCENTE

(10)

5

5

Os dados constantes no infográfico e as análises da Ouvidoria indicam que

há desafios institucionais para a garantia de direito das mulheres:

DESAFIOS GERAIS DESAFIOS GERAIS Lacunas do atendimento integral às mulheres Agendamentos distantes para mulheres em situação de violência Encaminhamento às dele-gacias para solicitação de

medidas protetivas Complexidades nos

pro-cessos de avaliação finan-ceira em casos de mulheres

em situação de violência, mas que não solicitam

me-didas protetivas

Morosidade no atendi-mento de casos que tra-tam de solicitação de

me-didas protetivas

(11)

Atendimento integral para casos de violência doméstica

Consideração das múltiplas vulnerabilidades na análise socioeconômica Criação de fluxos e atendimentos especializados às mulheres

Agendamentos urgentes de casos inseridos no contexto de violência doméstica: inclusão nas agendas prioritárias de cada Unidade

Celeridade na avaliação financeira para o atendimento de demandas de família que envolvem mulheres em situação de violência doméstica

Formação contínua aos servidores que realizam a avaliação financeira

Facilitação da exigência de documentações em casos de violência doméstica

Levantamento e sistematização dos dados da Defensoria Pública contendo marcadores de gênero e étnico-raciais

Abstenção de encaminhamento às Delegacias

6

6

PRINCIPAIS RECOMENDAÇÕESPRINCIPAIS RECOMENDAÇÕES

Referências

Documentos relacionados

Tem por objetivo melhorar o aproveitamento económico, ambiental e social dos terrenos rústicos através de execução de obras de melhoramento fundiário. Os projetos

Sendo a sustentabilidade um desafio incontornável, tem sido abordada em numerosos estudos desde longa data, tanto no Núcleo de Arquitetura e Urbanismo como no Núcleo de

A metodologia proposta para a purificação do ácido acetilsalicílico com álcool etílico, acetato de etila e acetona são de fácil manipulação e resulta em um produto mais

no art. A irrelevância do regime de bens, nas hipóteses dos nºs II e III do art. 1.829, é reconhecida por vários civilistas: MARIA BERENICE DIAS, Manual das Sucessões, p. 171;

Como saber se o aluno aprendeu.. Querendo fazer a cegonha de boba, serviu sopa num prato raso. Claro que a raposa tomou toda a sua sopa sem o menor problema, mas a cegonha com seu

A partir de um levantamento realizado através do banco de dados online Phasmida Species File (B roCk et al.. Piza, Piracicaba, São Paulo), MZSP (Museu de Zoologia da

A cualificación poderase completar cos traballos voluntarios elaborados polo alumnado sobre aspec- tos relacionados directamente cos contidos da unidade.Valorarase o rigor científico,

Eivira da Silveira Pinto, Euthalia Elisa da Coneeiçao Azevedo, Posai- donia da Silveira Pinto, Ambrosina Kroger Pestêa, Maria Emeteria de Albuquerque, srs, José