• Nenhum resultado encontrado

PARLAMENTO EUROPEU Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "PARLAMENTO EUROPEU Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos"

Copied!
11
0
0

Texto

(1)

DV\1016766PT.doc PE527.999v01-00

PT

PT

PARLAMENTO EUROPEU 2009 - 2014

Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos

RELATÓRIO DE MISSÃO

Visita da delegação da Comissão LIBE do PE ao Gabinete Europeu de Apoio em matéria de Asilo (GEAA) em La Valeta, Malta, de 29 a 30 de outubro de 2013 A visita da delegação da Comissão LIBE ao Gabinete Europeu de Apoio em matéria de Asilo em La Valeta, Malta, de 29 a 30 de outubro de 2013, foi liderada por Jan MULDER (ALDE, NL), chefe da delegação, e composta por:

Deputados

Jan MULDER, ALDE, NL Roberta METSOLA, PPE, MT Josef WEIDENHOLZER, S&D, AT Assessoria dos grupos políticos Andris PETERSONS, PPE Sofia ASTERIADI, S&D Valérie GLATIGNY, ALDE Assessoria da DG IPOL

Patricia VAN DE PEER, Administradora Michela LUCCHINI, Assistente

Esta delegação figurou no programa de deslocações das delegações das comissões parlamentares fora dos três locais de trabalho do Parlamento para o período de março-dezembro de 2013 e foi aprovada pela Mesa em 4 de fevereiro de 2013.

O objetivo da delegação foi concentrar-se em todos os assuntos relacionados com o funcionamento do Gabinete Europeu de Apoio em matéria de Asilo em La Valeta, Malta, com o seu programa de trabalho e com as suas atividades. Foi a primeira visita de uma delegação de deputados do Parlamento Europeu desde que a Agência foi criada por força do Regulamento (UE) n.º 439/2010 do Parlamento Europeu e do Conselho.

(2)

PE527.999v01-00 2/11 DV\1016766PT.doc

PT

Terça-feira, 29 de outubro de 2013

O diretor executivo do GEAA, o Dr. Robert Visser, deu as boas-vindas à delegação do PE e fez uma alocução introdutória sobre «O Sistema Europeu Comum de Asilo e o GEAA». Além disso, salientou que o GEAA é atualmente uma agência «adulta», que assumiu integralmente as suas funções. Destacou ainda que, ao falar-se sobre o Sistema Europeu Comum de Asilo (SECA), geralmente tende-se a associá-lo à segunda geração de legislação em matéria de asilo, mas que o quadro jurídico da UE em matéria de asilo deve ser considerado como muito mais alargado: inclui regras sobre reunião da família, a Diretiva «Residência de Longo Prazo», a Diretiva «Proteção Temporária», a Diretiva «Regresso», etc., todas elas integrando o acervo da UE que tem de ser respeitado.

Em seguida, as tendências recentes em matéria de asilo foram demonstradas através de dados estatísticos, recolhidos pelo GEAA nos Estados-Membros.

O diretor realçou várias vezes que a missão do GEAA é apoiar os Estados-Membros em termos práticos, visando uma abordagem ascendente e um contributo político baseado em evidências, sendo da competência da Comissão controlar a aplicação do quadro jurídico da UE pelos Estados-Membros.

O apoio concedido pelo GEAA tem três vertentes: apoio permanente (formação, informações sobre os países de origem), apoio especial (por exemplo, de transferência, assistência adaptada e específica a um Estado-Membro) e apoio de emergência (Grécia, Bulgária), com apoio imediato por parte de «equipas de apoio em matéria de asilo» provenientes de um contingente de intervenção em matéria de asilo, apoio de receção, etc., tendo no entanto em consideração soluções de longo prazo através de formação, reforço de capacidades, etc. Este apoio de emergência, que também integra o sistema de alerta precoce, deve ser enquadrado por uma dimensão externa. Até agora, não existe uma «dimensão» externa geral ao nível da UE ou dos Estados-Membros. O diretor executivo referiu que o Conselho Europeu deve fornecer orientações nesta matéria, por exemplo no contexto da tragédia de Lampedusa.

Noutro contributo, o destaque foi para o apoio operacional do GEAA (nos casos da Grécia, Luxemburgo, Suécia, Itália e, recentemente, Bulgária): foram dadas a conhecer as atividades operacionais do GEAA no terreno, que visam apoiar Estados-Membros sujeitos a situações específicas ou de emergência. Exemplo citado: apoio a formação acelerada de novos funcionários sobre o acervo da UE em matéria de asilo em caso de um maior afluxo de cidadãos de países terceiros no Luxemburgo.

O diretor explicou igualmente em pormenor os preparativos que estão a ser feitos para assegurar o bom funcionamento do sistema de alerta precoce e de preparação (artigos 8.º a 10.º do Regulamento GEAA, artigo 33.º do Regulamento Dublim). Uma das principais preocupações é a recolha atempada de dados comparáveis, precisos e completos que abranjam todos os aspetos do SECA nos vários Estados-Membros. A

(3)

DV\1016766PT.doc 3/11 PE527.999v01-00

PT

fim de se obter uma abordagem uniforme, está a ser desenvolvido para esses dados um

(4)

PE527.999v01-00 4/11 DV\1016766PT.doc

PT

Foi oferecida à delegação uma breve visita guiada à sede do GEAA, seguida de um almoço volante informal, que contou com a presença de várias partes interessadas, com o intuito de discutir a sua cooperação com o GEAA (membros das missões diplomáticas em Malta, do ACNUR e de ONG).

Após o almoço, realizou-se uma primeira reunião com representantes do ACNUR e da OIM.

Wilfried Buchhorn, diretor do Gabinete de Ligação do ACNUR para o GEAA, e Jon Hoisaeter, representante do ACNUR em Malta, salientaram a boa cooperação existente entre a sua organização e o GEAA, bem como o papel deste na aplicação do SECA. No âmbito do GEAA, é cada vez maior a cooperação dos Estados-Membros relativamente às diferentes questões em causa e o GEAA, os tribunais e a Comissão orientarão em conjunto a continuação da aplicação do SECA. Salientaram a importância da formação, das informações sobre os países de origem, das normas de qualidade, das orientações de aplicação, dos sistemas normalizados para a recolha de dados nos Estados-Membros, relativamente aos quais o GEAA se encontra numa posição única para fornecer uma abordagem mais harmonizada por parte da UE. Foram igualmente abordados os recentes desenvolvimentos trágicos no Mediterrâneo e a situação de Malta enquanto Estado-Membro. O ACNUR referiu a «Iniciativa do Mar Mediterrâneo Central» (IMMC) da Agência, apelando à solidariedade da UE para o salvamento no mar e a proteção de requerentes de asilo e migrantes, bem como os resultados dos esforços do grupo de ação da UE. Foi sublinhada a importância de regras claras sobre o salvamento no mar e o desembarque. Essas disposições devem ter por base a compreensão de que o desembarque ocorre na UE e não implica, necessariamente, uma responsabilidade exclusiva de tratamento e de soluções para o Estado-Membro em cujo território ocorre o desembarque, pelo menos para os resgatados em águas internacionais.

Anna Giustiniani, chefe em exercício do Gabinete da OIM em Malta, explicou que os fluxos migratórios mistos são muito característicos de Malta. A OIM apoia o ACNUR na reinstalação e transferência. Além disso, intervém no âmbito do regresso voluntário e das necessidades de integração.

De seguida, os deputados trocaram ideias com o diretor executivo do GEAA sobre a cooperação atual e futura entre o Parlamento Europeu e o GEAA. O diretor executivo agradeceu aos deputados o constante apoio da Comissão LIBE ao GEAA e expressou a sua disponibilidade para participar na referida comissão em qualquer altura, se solicitado, dada a extrema importância da responsabilização. Os membros da delegação destacaram a importância dada pelo Parlamento ao papel da Agência, inter

alia no recentemente aprovado pacote relativo ao asilo, e as expectativas elevadas que

(5)

DV\1016766PT.doc 5/11 PE527.999v01-00

PT

A conferência de imprensa decorreu com declarações do chefe da delegação e do

diretor executivo do GEAA clarificando o objetivo e a agenda da delegação para o GEAA, seguida de uma sessão de perguntas e respostas com jornalistas malteses.

(6)

PE527.999v01-00 6/11 DV\1016766PT.doc

PT

Seguidamente, a delegação foi transportada para o Gabinete do PE em La Valeta, onde, na parte da tarde, decorreu uma reunião com Sua Excelência o Ministro dos Assuntos Internos, Emmanuel Mallia, e sua Excelência o representante do partido da oposição para os Assuntos Internos, Jason Azzopardi.

A situação de Malta no contexto migratório (elevado afluxo, reduzidas oportunidades de integração), as travessias perigosas com a colaboração de organizações que se dedicam ao tráfico e a necessidade de solidariedade por parte da União foram o objeto de trocas de ideias. Os deputados ao PE referiram a posição do Parlamento Europeu expressa na sua resolução de 23 de outubro de 2013 relativa aos fluxos migratórios no Mediterrâneo, com particular atenção para os acontecimentos trágicos de Lampedusa. A última reunião do dia decorreu no Centro de Interpretação dos Construtores do Forte e das Fortificações de La Valeta onde, a convite do Gabinete do Parlamento Europeu em Malta, a delegação participou no debate dessa noite intitulado «Imigração ilegal -votado ao abandono?», nomeadamente os pontos 1 e 2 da ordem de trabalhos:

1. A história de um «imigrante ilegal»

Testemunho de um migrante da Eritreia que, enquanto beneficiário de proteção internacional, após ter estado sete anos em Malta será reinstalado nos EUA.

2. Intervenções de deputados ao PE que integraram a delegação da Comissão LIBE

Os membros da Comissão LIBE relembraram a posição do PE expressa na sua resolução de 23 de outubro de 2013 relativa aos fluxos migratórios no Mediterrâneo, com particular atenção para os acontecimentos trágicos de Lampedusa, a partilha de encargos, bem como a necessidade de uma solução europeia para desincentivar as travessias perigosas do Mediterrâneo e combater o tráfico de seres humanos. Sublinharam ainda a importância da nova legislação Eurosur, na altura ainda por aprovar.

Quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Na quarta-feira, o diretor executivo teve outros compromissos importantes no estrangeiro e delegou a supervisão do restante programa no seu assessor, François Bienfait, diretor do Centro para a Formação, Qualidade e Conhecimento, e em Tim Cooper, diretor do Centro para a Informação, Documentação e Análise.

Instrumentos de formação e de qualidade do GEAA

O módulo EAC tem duas vertentes: cursos de aprendizagem em linha e organização de seminários presenciais.

Tendo em conta os participantes formados nos Estados-Membros pelos participantes que integraram as «sessões de formação de formadores», o total de pessoas formadas

(7)

DV\1016766PT.doc 7/11 PE527.999v01-00

PT

pelos módulos do GEAA ascende a 1521 entre janeiro e setembro de 2013, um

número consideravelmente superior comparado com 2012.

Dos oito módulos de formação disponíveis, os relativos à inclusão, à legislação internacional em matéria de refugiados e direitos humanos, a entrevistas a pessoas vulneráveis, a técnicas de entrevista e a informações sobre os países de origem foram os mais participados.

Para os materiais dos cursos, os Estados-Membros recorrem a peritos em conteúdos da Agência. Além disso, catorze grupos de peritos (compostos por juízes, representantes de ONG e do ACNUR, bem como académicos) são consultados com regularidade e a maioria dos seus contributos é integrada nos materiais de formação finais.

Foram recentemente lançados manuais sobre o SEPA e sobre Inclusão.

A formação que visa apoiar os Estados-Membros sob especial pressão é outros dos principais pontos de incidência do GEAA. Neste caso, as sessões de formação nacionais podem ser organizadas diretamente nesse Estado-Membro por formadores do contingente de intervenção do GEAA, possivelmente apoiados por serviços de interpretação.

Produtos do GEAA em matéria de informações sobre os países de origem

O GEAA desenvolveu uma metodologia comum sobre como criar informações fiáveis sobre os países de origem. Até agora, o próprio GEAA elaborou dois relatórios sobre os países de origem relacionados com o Afeganistão e um com os Balcãs Ocidentais. Neste momento, está a promover uma abordagem em rede à cooperação prática em matéria de informações sobre os países de origem, a fim de evitar a duplicação do trabalho já realizado pelos Estados-Membros: após a recolha de todos os dados nacionais relacionados com esta matéria, são organizadas reuniões de peritos e as lacunas em termos de informação são preenchidas pelo GEAA. Além disso, o GEAA criou uma rede estratégica entre as unidades nacionais de informações sobre os países de origem.

É feita referência adicional ao portal anteriormente já existente sobre esta matéria e às novas iniciativas do GEAA relativas a informações sobre os países de origem relacionadas com assuntos específicos, como a situação das crianças em determinados países, bem como novos relatórios e formação sobre esta matéria. A atual situação caracteriza-se pelas diferentes abordagens de Estados-Membros aos mesmos países de origem. A harmonização pressupõe que as decisões sejam tomadas com base em informações semelhantes. É essencial que as informações sobre os países de origem sejam objetivas e, por conseguinte, transparentes.

Às duas sessões explicativas seguiu-se uma visita e a possibilidade de os membros da delegação colocarem questões aos grupos de peritos reunidos naquele momento nas instalações do GEAA: sobre uma abordagem horizontal relacionada com questões de género e sobre a gestão da problemática do asilo.

(8)

PE527.999v01-00 8/11 DV\1016766PT.doc

PT

ANEXO I - PROGRAMA FINAL DA DELEGAÇÃO

Segunda-feira, 28 de outubro de 2013 Voo direto sugerido de Bruxelas para La Valeta BRU-MLA (KM0421) 19:50-22:35

Transporte individual para o hotel1e check-in

Terça-feira, 29 de outubro de 2013 9h10 Encontro no átrio do hotel

9h15-9h30 Transporte do hotel para a sede do GEAA2

9h30-10h00 Sessão de abertura e alocução introdutória sobre o Sistema Comum Europeu de Asilo e o GEAA pelo diretor executivo do GEAA; troca de ideias com os deputados ao PE

10h00-11h30 Ponto de situação em matéria de asilo na UE e o sistema de alerta precoce e de preparação: apresentação a cargo do diretor executivo da GEAA e troca de ideias com os deputados ao PE

11h30-12h00 Apoio operacional do GEAA (com particular incidência na Bulgária, na Grécia e na Itália): informações sobre as atividades operacionais do GEAA no terreno, que visam apoiar Estados-Membros sujeitos a situações específicas ou de emergência 12h00-12h30 Visita à sede do GEAA

12h30-14h30 Almoço: debate informal sobre cooperação com as partes interessadas

Troca de ideias com membros das missões diplomáticas em Malta, do ACNUR e de ONG.

14h30-15h00 Cooperação com o ACNUR e a OIM

Troca de ideias com representantes do ACNUR e da OIM 15h00-15h30 Cooperação entre o Parlamento Europeu e o GEAA

1Victoria Hotel, Gorg Borg Olivier Street, SLM 1807 Sliema, MT.

2 MTC Block A, Winemakers Wharf (It-Telgha Ta’Spencer’), Grand Harbour Valletta, MRS 1917 Malta.

(9)

DV\1016766PT.doc 9/11 PE527.999v01-00

PT

Troca de ideias sobre a cooperação atual e futura entre o

Parlamento Europeu e o GEAA 15h30-16h00 Conferência de imprensa

Declarações à imprensa e sessão de perguntas e respostas com os deputados ao PE e com o diretor executivo do GEAA

16h00 Transporte para o Gabinete do PE

16h30-17h45 Reunião vespertina no Gabinete do PE em La Valeta com Sua Excelência o Ministro dos Assuntos Internos, Emmanuel Mallia, e sua Excelência o representante do partido da oposição para os Assuntos Internos, Jason Azzopardi

17h45-18h45 Transporte da delegação da Comissão LIBE para o Centro de Interpretação dos Construtores do Forte e das Fortificações de La Valeta

19h00-20h30 (a convite do Gabinete do Parlamento Europeu em Malta) Debate noturno «Imigração ilegal - votado ao abandono?»

Programa:

Sessão de abertura presidida pelo chefe do Gabinete do Parlamento Europeu em Malta

1. A história de um «imigrante ilegal»

2. Intervenções de deputados do PE que integram a delegação da Comissão LIBE

- Intervenções da sala

3. Debate sobre a realidade local (integração, economia, xenofobia, etc.) com presidentes de Câmara e deputados malteses

Jantar livre

Quarta-feira, 30 de outubro de 2013 9h00 Encontro no átrio e transporte do hotel

9h30-10h45 Instrumentos de formação e de qualidade do GEAA:

informações sobre o desenvolvimento dos módulos de formação do GEAA no contexto da reformulação do pacote relativo ao asilo e sobre a plataforma de aprendizagem em linha. Destaque para as atividades do GEAA relacionadas com menores não acompanhados (avaliação da idade e localização da família)

10h45-12h00 Informações sobre os países de origem do GEAA:

esclarecimentos sobre o desenvolvimento dos produtos do GEAA em matéria de informações sobre os países de origem (EASO COI) e respetivo portal

(10)

PE527.999v01-00 10/11 DV\1016766PT.doc

PT

14h00 Transporte individual para o aeroporto Voos sugeridos de La Valeta para Bruxelas (LH6305) 30OCT MLA-FRA 15.20 18.10 (LH1024) 30OCT FRA-BRU 20.40 21.40

(11)

DV\1016766PT.doc 11/11 PE527.999v01-00

PT

ANEXO II – LISTA FINAL DOS PARTICIPANTES

DEPUTADOS AO PARLAMENTO EUROPEU

Nome Grupo1 Membro efetivo/

suplente País

1. Jan MULDER – Chefe da delegação ALDE Suplente NL

2. Roberta METSOLA PPE Membro

efetivo MT

3. Josef WEIDENHOLZER S&D Membro efetivo AT

ASSESSORIA DOS GRUPOS POLÍTICOS

Nome Grupo

4. Andris PETERSONS PPE

5. Sofia ASTERIADI S&D

6. Valérie GLATIGNY ALDE

ASSESSORIA DO SECRETARIADO DO PE

7. Patricia VAN DE PEER Administradora

8. Michela LUCCHINI Assistente

1 ALDE Grupo da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa

PPE Grupo do Partido Popular Europeu (Democratas-Cristãos)

Referências

Documentos relacionados

Crisóstomo (2001) apresenta elementos que devem ser considerados em relação a esta decisão. Ao adquirir soluções externas, usualmente, a equipe da empresa ainda tem um árduo

Os principais objectivos definidos foram a observação e realização dos procedimentos nas diferentes vertentes de atividade do cirurgião, aplicação correta da terminologia cirúrgica,

psicológicos, sociais e ambientais. Assim podemos observar que é de extrema importância a QV e a PS andarem juntas, pois não adianta ter uma meta de promoção de saúde se

• The definition of the concept of the project’s area of indirect influence should consider the area affected by changes in economic, social and environmental dynamics induced

de uma instituição de ensino público federal e sua principal contribuição, tanto na perspectiva prática quanto teórica, reside na análise de aspectos da

Construído a partir de vidro fotovoltaico, este abrigo para autocarros transparente na cidade de Londres é capaz de produzir energia solar, mais exactamente

A busca por maior projeção e poder de barganha e de decisão internacionais por parte dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) pode ser analisada em relação aos

  Caracteriza a forma como os objetos irão interagir para realizar um dado comportamento   Observer   Chain of responsibility   Command   State