• Nenhum resultado encontrado

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL É A BASE PARA UM MUNDO SUSTENTÁVEL. MSc. Francisco José Pereira de Oliveira MSc. Rodrigo Martins Campos de Oliveira

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "A EDUCAÇÃO AMBIENTAL É A BASE PARA UM MUNDO SUSTENTÁVEL. MSc. Francisco José Pereira de Oliveira MSc. Rodrigo Martins Campos de Oliveira"

Copied!
50
0
0

Texto

(1)

Novembro/2019

“ A EDUCAÇÃO AMBIENTAL É A BASE PARA UM

MUNDO SUSTENTÁVEL.”

MSc. Francisco José Pereira de Oliveira

MSc. Rodrigo Martins Campos de Oliveira

(2)

• PROBLEMAS E SOLUÇÕES NA GESTÃO DE RSU

• “PAY AS YOU THROW” – PAGUE PELO QUE DESCARTA:

 ESTUDO DE CASO

• CONSEQUÊNCIAS DA AUSÊNCIA OU DO DESCONHECIMENTO TÉCNICO DA

DISPOSIÇÃO DE RSU’s

INTRODUÇÃO

(3)

PROBLEMAS E SOLUÇÕES NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

(4)

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO

SUSTENTÁVEL DA ONU

(5)

12.2 Até 2030 - gestão sustentável e o uso eficiente dos recursos naturais

12.3 Até 2030 - reduzir pela metade o desperdício de alimentos per

capita mundial

12.4 Até 2020 - alcançar o manejo ambientalmente saudável dos

produtos químicos e minimizar seus impactos negativos sobre a

saúde humana e o meio ambiente

12.5 Até 2030 - reduzir substancialmente a geração de resíduos por

meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso

Fonte: ONU, 2015

ODS 12 – CONSUMO E PRODUÇÃO

RESPONSÁVEIS

(6)

3.9: Até 2030, reduzir substancialmente o número de mortes e doenças

por produtos químicos perigosos, contaminação e poluição do ar e água

do solo

Fonte: “World Health Statistics 2018” – OMS, 2018

11.6: Até 2030, reduzir o impacto ambiental negativo per capita das cidades, inclusive prestando especial atenção à qualidade do ar, gestão de resíduos municipais e outros

ODS 3: ASSEGURAR UMA VIDA

SAUDÁVEL E PROMOVER O

(7)

Ter saneamento básico é um fator

essencial para um país poder ser

chamado de país desenvolvido.

Cada real investido em saneamento economiza nove reais em saúde,

segundo Organização Mundial da Saúde (Nov, 2017)

Fonte: Trata Brasil, 2018

• Os serviços de água tratada, coleta, tratamento dos esgotos e destinação adequada

de resíduos sólidos levam à melhoria na Saúde.

• Segundo a Unicef, todo dia mais de 800 crianças morrem de doenças provocadas por contaminação em água sem qualidade, falta de higiene e de saneamento

(8)

No Brasil, 35% das cidades sofrem com doenças ligadas a falta de saneamento (IBGE, 2018)

Estima-se que 65% das internações de crianças com menos de 10 anos sejam provocadas

por males oriundos inexistência de esgoto e água limpa (BNDES,2017)

• Crianças em áreas sem saneamento básico apresentam 18% a menos no rendimento

escolar. (Trata Brasil 2013)

• Em 2017, 58,5% dos 5.570 municípios

brasileiros não possuem Plano Municipal de Saneamento básico e 46% não possuí Plano

municipal de resíduos sólidos.

(9)

• Brasil precisará investir R$ 149,5 bilhões em coleta e tratamento de esgoto nos próximos 18 anos para atender os brasileiros (ANA, 2017)

• Hoje cerca de 40,9% dos resíduos sólidos são levados a locais inadequados (ABRELPE, 2017)

40,9% - Inadequado

(ABRELPE, 2017)

• O custo ambiental e de saúde dos lixões é de

R$ 30 bilhões até 2021 para os municípios.

• Para acabar com os lixões, seriam necessários quase R$ 10,5 bilhões. (ABRELPE, 2017)

(10)

• Apesar da existência da coleta de lixo domiciliar (90%), ainda são depositados todos os tipos de resíduos em locais impróprios.

Consequências:

Aumento da incidência de enchentes

Contaminação das águas

Mau cheiro

Aumento de vetores o que acarreta no aumento

das doenças na população principalmente as crianças:

 Dengue: acúmulo de água suja

 Leptospirose: contato com a urina do rato nas enchentes  Febre Tifóide: ingestão de alimentos ou água contaminada  Alergias

 Infecções Intestinais: ingestão de alimentos e água contaminada

DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS EM

(11)

• Os gastos com limpeza urbana: R$28,5 bi (ABRELPE, 2017; BRASIL, 2017):

– 0,43% do PIB

– 0,74% das despesas públicas (Federais+Estaduais+Municipais)

– 6,1% dos gastos municipais (chegam até 20% do orçamento municipal)

A dívida de prefeituras com empresas de limpeza urbana é superior a R$ 10 bilhões (ABLP, 2017).

Fonte: ABRELPE, 2009 a 2015

+8,73%

RECURSOS COM RESÍDUOS

(12)

MAS NÃO É APENAS UMA QUESTÃO

DE RECURSOS FINANCEIROS…

(13)

Quando jogamos algo fora....

...na realidade jogamos dentro

(14)

Fonte: www.apcergroup.com.br

(15)

Cerca de 30,4% dos municípios não tem nenhum tipo de programa de reciclagem e, do restante, a atividade não abrange a totalidade da área urbana (ABRELPE, 2016).

Cerca de 75% das pessoas declaram que não separam materiais recicláveis e 66% desconhecem

a coleta seletiva (IBOPE, 2018)

Apenas 4,7% dos resíduos domiciliares foram coletados de forma seletiva (SNIS, 2017)

– A recuperação de resíduos recicláveis secos (papel, metais, vidro e plástico) é de 1,8% do volume total, ou seja, 5,7% do material potencialmente reciclável (SNIS, 2017).

(16)

Lei 12.305/2010: Política Nacional de Resíduos Sólidos

– Art. 9º, “Na gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, deve ser observada a seguinte ordem de prioridade:

O Plano Nacional (2012): Apresenta Incentivos Econômicos para financiar os serviços de limpeza pública que podem servir como guia a realidade brasileira. “O principal sistema de cobrança que os países da Comunidade Européia buscam implementar é a taxaPAYT (Pay-as- you-throw)

Fonte: BRASIL 2012, p.47

Hierarquia na Gestão de resíduos

CONTEXTO BRASIL – POLÍTICA

NACIONAL DE RESÍDUOS

(17)

R$ 250,00 R$ 250,00 R$ 250,00

• PAYT é um programa de precificação unitária similar ao serviço de água e luz: Munícipe só paga por serviço utilizado (NEWILL, 2003)

– Este Instrumento econômico aplica o princípio do “poluidor pagador” (MORLOK, 2017)

– Faz com que as pessoas separem mais o material reciclável e reduzam a geração de resíduos (MIRANDA, 1996)

– Permite que o munícipe tenha controle sobre seu lixo e seus gastos • Vamos comparar três residências de mesmo tamanho, na mesma rua:

Uma família de 5 pessoas Uma família de 2 pessoas Uma casa vazia há dois anos.

O QUE É O INCENTIVO ECONÔMICO

“PAY AS YOU THROW”?

(18)

FONTE: Waste Zero

(19)

• Como Funciona?

Serviço pré-pago similar aos correios:

Formatos do sistema

Contentor ou assinatura Saco de lixo oficial Etiqueta ou adesivos oficiais

Sistema híbrido Sistema por peso

Lei n. 6.538/1978:

Art. 8º - São atividades correlatas ao serviço postal: I - venda de selos Art. 36– Falsificar selo => Pena: reclusão, até oito anos

Art. 47

SELO - estampilha postal destinadas a comprovar o pagamento da prestação de um serviço postal.

TARIFA - valor, fixado em base unitária, pelo qual se determina a importância a ser paga pelo usuário do serviço postal.

COMO FUNCIONA O PROGRAMA

PAYT?

(20)

• Programa implantado em municípios: Estados Unidos, Canada, Bélgica, Alemanha, França, Itália,

Portugal, Japão, Coréia do Sul, Grécia, Finlândia, Holanda, Dinamarca (GIACOMETTI, 2007; BRASIL,

2012; ABRELPE, 2017)

– Nos Estados sua disseminação foi na década de 1980 – Recente implantado nas Bahamas

– Estudado na Colômbia 1980 2.000 Municípios 2000 4.032 Municípios 2003 6.000 Municípios 2006 7.100 Municípios 2011 9.000 Municípios Fonte: Elaborado pelo autor

“Comunidades que buscam “Lixo Zero” devem reportar o progresso anual do Plano Zero Desperdício:

1. Implementar “pay as you throw” ou outros incentivos financeiros para os geradores para incentivá-los a gastar menos e reciclar mais.”

ZERO WASTE INTERNATIONAL ALLIANCE

(http://zwia.org/community-recognition)

ONDE É UTILIZADO O PROGRAMA

PAYT?

(21)

Mount Vernon, Iowa A população conseguiu reduzir cerca de 40% da quantidade de resíduos levados ao aterro sanitário. (NEWILL, 1997).

Austin, Texas

Conseguiu reduzir 28,5% dos resíduos enviados a aterro sanitário (NEWILL, 2003).

Falmouth, Maine A quantidade de volume destinada a reciclagem cresceu 50% e o volume depositado em

aterros caiu 35% gerando economia de US $88 mil/ ano para o município (NEWILL, 2003).

San Jose, California

O município de San Jose com 1, 025 Milhão de habitantes em 2016. No primeiro ano a

reciclagem cresceu 146%. A redução de rejeitos atingiu 60%. (MIRANDA, 1996).

Charlottesville, Virginia

Com o sistema PAYT houve redução de 14% no peso do rejeito e 37% no volume. A separação de material reciclado cresceu 16% (FULLERTON, 1996).

• Na Coreia do Sul as taxas de resíduos depositados em aterros ou incinerados após o sistema PAYT caíram 48% (KINNAMAN, 2006)

• Em Dresden Na Alemanha, a geração de resíduos per capita reduziu em 50% desde 1994.

(22)

Pay as you throw proporciona benéficos sociais, ambientais e financeiros

BENEFÍCIOS DO PROGRAMA PAYT

(23)
(24)

Definição da unidade de pesquisa:

• Estados Unidos (EPA)

• Massachussets (351)

• Municípios com PAYT (147)

• Operação Porta a Porta (60)

• Sistema de coleta de sacos (37) • Ranking por população (5)

Estudos de casos (3)

Fonte: Elaborado pelo autor Fonte: MassDep, 2018

• Sacos de lixo • Porta a porta • Coleta Manual

(25)
(26)
(27)

WORCESTER -51% 32% BROCKTON -28% 22% Aumento na separação de materiais recicláveis -58% 26% MALDEN

REDUÇÃO DE REJEITO E

CRESCIMENTO NA RECICLAGEM

(28)

Fonte: Elaborado pelo autor 0,71 1,14 1,29 0,32 0,76 0,51

WORCESTER BROCKTON MALDEN

Geração de Resíduo Ordinário per capita/dia (kg)

Antes Depois

SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA

DO SLU

(29)

Fonte: Elaborado pelo autor

Redução de aporte do fundo municipal

SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA

DO SLU

(30)

RESPONSABILIDADE PROPORCIONAL AO DESCARTE (RPD)

– Dificuldades na arrecadação/custeio do SLU; – Equidade social;

– Redução de contaminantes no ambiente;

– Aumento na reciclagem e redução no uso de recursos naturais; – Aumento de remuneração ao catador

• Lei n. 11.445/2007: Política Nacional de Saneamento

– art. 29, item II, “serviços públicos de saneamento básico terão a sustentabilidade econômico financeira assegurada através da remuneração pela cobrança dos serviços de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos urbanos.”

– Art. 35, Item III, Taxas ou tarifas do serviço de limpeza urbana e manejo de resíduos podem ser cobradas por o peso ou volume

(31)

Fatores Críticos de Sucesso para Implantação:

1. Administração Pública: “Vontade” de realizar (Reduzir taxa de coleta atual).

2. Comunicação: Ponto fundamental para ensinar como funciona o novo programa e os benefícios (equidade e

redução do imposto atual)

3. Planejamento: Entre 6 a 12 meses, realizar bom diagnóstico, realizar contratações necessárias com

antecedência. Planejas ações paralelas (recicláveis, compostagem, volumosos).

4. Descarte ilegal: Fortalecimento da fiscalização (risco maior), mapeamento e monitoramento de pontos

viciados.

5. Adequação legal: Instituir as diretrizes legais para o funcionamento do novo programa

Fonte: Elaborado pelo autor

REFLEXÕES PARA O SISTEMA

BRASILEIRO - PAYT

(32)

CONSEGUÊNCIAS DA AUSÊNCIA OU DO DESCONHECIMENTO

TÉCNICO NA DISPOSIÇÃO DOS RSU

(33)

Nome Localização Área (m2) Altura (m) Metodologia Operacional e/ou Construtuiva Ocorrência da ruptura Porte da ruptura (m3) Aterro Sanitário Bandeirantes São Paulo/SP 820.000 120 Aterro em células 1991 65.000

Aterro Sanitário Itapecerica da Serra Itapecerica da

Serra/SP --- --- Aterro em células 1992 8.000

Aterro Sanitário Lara Mauá/SP 880.000 --- Aterro em células 1995 100.000

Aterro Sanitário Itaquaquecetuba Itaquaquecetuba/SP 885.000 80 Aterro em células 2000 250 a 300.000

Aterro

Controlado de Juiz de Fora Juiz de Fora/MG 400.000 70 Aterro em células 2004 70.000 Aterro Sanitário do Guarujá Guarujá/SP --- --- Aterro em células 2004 40.000

Aterro Sanitário Itapecerica da Serra Itapecerica da

Serra/SP --- --- Aterro em células 2006 150.000

Aterro Sanitário Sítio São João São Paulo/SP 825.000 150 Aterro em células 2007 220.000

Aterro Sanitário Itaquaquecetuba Itaquaquecetuba/SP 885.000 80 Aterro em células 2011 360.000

Aterro da Resicontrol (Anaconda)

Tremembé/SP 300.000 50 Aterro em células 2013 190.000

Aterro Sanitário Guarulhos Guarulhos/SP 26.700 50 Aterro em células 2018 90.000

RUPTURAS EM ATERROS

SANITÁRIOS

(34)

ANTES DA RUPTURA APÓS A RUPTURA

Aterro Sanitário de São João - 2007

Aterro Sanitário de Itaquaquecetuba - 2011 Aspectos Prováveis Causas associadas Incidencias (%)

Operação

- Não comprimento das diretrizes do projeto: - Sistema de Drenagem - Conformação Final 70% Monitoramento Geotécnico 10% Projeto

Inexistência de Investigação Geotécnica 10%

Ineficiência do Sistema de Drenagem 70%

Inexistência de Projeto de Exploração de

Biogás 20%

Supervisão Inexistência de supervisão operacional eficaz 10%

RUPTURAS EM ATERROS

(35)
(36)
(37)

P R OB LEMA SOL UÇÃ O

(38)
(39)
(40)
(41)
(42)
(43)
(44)

5 HUBs

SP- Vila Olímpia SP- Pinheiros SP – Moema SP – Vila Madalena DF- Brasília RJ- Lapa

260.000

kg

de Embalagens Coletadas

• 43 toneladas de CO2 evitadas

• 230 grandes geradores

• 20 condomínios residenciais

(45)
(46)

Iniciativa se destaca ganhando repercussão e reconhecimento da imprensa, órgãos públicos e empresas.

(47)

I

NOVOS CLIENTES:

I

CLIMATE

VENTURES

(48)
(49)

Eng. Civil Francisco de Oliveira 45 anos em resíduos sólidos

MSc em Sustentabilidade Rodrigo de Oliveira

(50)

OBRIGADO!

MSc. Francisco José Pereira de Oliveira

MSc. Rodrigo Martins Campos de Oliveira

www.ecosdanatureza.org.br

(11) 5093-3591

Referências

Documentos relacionados

Era de conhecimento de todos e as observações etnográficas dos viajantes, nas mais diversas regiões brasileiras, demonstraram largamente os cuidados e o apreço

Aplicando-se análise fatorial nas variáveis que foram distribuídas entre as três dimensões identificadas no estudo, foi possível encontrar cinco fatores: aspectos

(essencialmente toalhas adamascadas, damasquilho de linho e algodão, panos de linho e lenços de linho e algodão, desenvolvidos essencialmente em 17 freguesias do concelho

ensino superior como um todo e para o curso específico; desenho do projeto: a identidade da educação a distância; equipe profissional multidisciplinar;comunicação/interatividade

No entanto, maiores lucros com publicidade e um crescimento no uso da plataforma em smartphones e tablets não serão suficientes para o mercado se a maior rede social do mundo

O objetivo do curso foi oportunizar aos participantes, um contato direto com as plantas nativas do Cerrado para identificação de espécies com potencial

esta espécie foi encontrada em borda de mata ciliar, savana graminosa, savana parque e área de transição mata ciliar e savana.. Observações: Esta espécie ocorre

Os maiores coeficientes da razão área/perímetro são das edificações Kanimbambo (12,75) e Barão do Rio Branco (10,22) ou seja possuem uma maior área por unidade de