• Nenhum resultado encontrado

Qual a consola de jogos ideal para si?

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2021

Share "Qual a consola de jogos ideal para si?"

Copied!
18
0
0

Texto

(1)

Qual a consola de jogos ideal para si?

Date : 13 de Abril de 2016

São muitos os leitores que nos perguntam sobre as várias consolas disponíveis no mercado, sobre as suas características, os próximos jogos a serem lançados ou sobre os periféricos que as acompanham, mas a pergunta mais difícil e que recebemos mais frequentemente é: Qual a consola que devo comprar?

Hoje trazemos algo que certamente vai ajudar na decisão.

Antes de mais começamos por dizer que não é a nossa intenção dizer qual a melhor consola pois todas elas têm os seus pontos fortes e pontos fracos.

Vamos conhecer em geral a actual geração de consolas, quatro “estacionárias” e três portáteis: PlayStation 4, Xbox One, Wii U, PC, Nintendo 3DS, PlayStation Vita, e Smartphones/Tablets.

Sem ordem pré-definida, começamos pelas consolas “estacionárias”, ou seja, aquelas que tradicionalmente ocupam uma das divisórias da nossa casa.

(2)

PlayStation 4

A plataforma da Sony, PlayStation 4, é sem dúvida a consola mais popular desta geração e a que está na linha da frente, pelo menos ao nível das vendas.

Dentro desta máquina podemos encontrar um robusto processador de um único chip com 8 cores, 1.60 GHz x86-64 AMD “Jaguar” e uma gráfica AMD Radeon de 1.84 Teraflops. Isto tudo suportado por 8GB de RAM GDDR5 e 500GB de disco de dados, ou 1TB nas novas versões. A ligação wireless é suportada pelas normas 802.11 b/g/n e o comando DualShock 4 é suportado por uma ligação Bluetooth 2.1. Em suma, a Sony afirma que a performance da PS4 é 10x superior à da antiga geração, a PS3.

A PlayStation 4 é realmente uma excelente consola. Rápida, com um bonito design e com a filosofia de entregar ao jogador a melhor qualidade possível numa consola estacionária. Devemos também referir que, o preço é e sempre foi extremamente competitivo, continuando assim ainda a ser uma grande compra pelo preço.

(3)

De notar também, que a Sony tem dado um bom suporte à sua consola, lançando vários updates com novidades significativas. Estes updates acrescentam conteúdo, melhoram a estabilidade e também a rapidez do sistema. No entanto, nem tudo são rosas e a PS4 podia ser ainda melhor, se por exemplo, apresentasse mais conteúdo exclusivo, que é uma das queixas que se ouve.

Prós:

Boa Performance

PS Plus vale cada cêntimo DualShock 4

Qualidade gráfica excelente

Contras:

Falta conteúdo exclusivo Pouca diversidade de Apps

(4)

Olhando para a PS4 e para o que ela oferece, é fácil afirmar que o público alvo, é quem gosta de jogar intensivamente e ver alguma TV. Enquanto outras consolas se focam em oferecer um sistema de entretenimento completo, a PS4 assume bem o seu principal propósito: satisfazer o verdadeiro e real jogador. A idade do público alvo estará entre os adolescentes e jovens

adultos, mas na verdade cada vez mais pessoas na casa dos 30’s e 40’s começam a adoptar esta consola.

Xbox One

A terceira consola da Microsoft teve um início de vida conturbado, com algumas polémicas como o “Always Online” e outras políticas que não eram bem vistas na comunidade gamer. Aos poucos a Microsoft encontrou o caminho certo para a sua máquina.

As capacidades multimédia são uma mais valia, com aplicações como o Plex e Netflix, que tornam a Xbox One indicada para verem filmes e séries no conforto do vosso sofá.

No lado que mais interessa, os jogos, a Microsoft tem revelado ao longo do tempo alguns exclusivos interessantes, como Scalebound ou Crackdown 3. Este último promete mesmo revelar o tal poder da cloud, que tanto foi ridicularizado no início de vida da consola. Outro factor a ter em conta é a constante actualização da biblioteca de jogos da Xbox 360 compatíveis com a Xbox One, contando já com mais de 100 títulos disponíveis. É só colocar o disco na consola e fazer o download, de forma gratuita.

(5)

https://www.youtube.com/watch?v=lbrmAsxJPv4

Prós:

Bons jogos exclusivos

Controladores bastante robustos Retro-compatibilidade

Capacidade multimédia

Contras:

A performance em alguns jogos deixa a desejar, comparativamente com a concorrência directa

Necessária subscrição paga para jogar online

(6)

As potencialidades da máquina da Microsoft, quer no que respeita à componente gaming, quer no que respeita à componente multimédia fazem com que esta consola ultrapasse o simples conceito de plataforma gaming.

No entanto e analisando numa vertente mais orientada para os videojogos, a Xbox One

apresenta uma biblioteca de jogos diversificada o suficiente para ser capaz de agradar tanto a um público mais casual, como aos jogadores mais intensivos.

O espectro de consumidores recomendados para a Xbox One é, sem dúvida, bastante amplo abrangendo de igual forma casual gamers, party gamers bem como os gamers mais intensivos e a todos os membros da família, desde os mais novos aos mais velhos.

Wii U

Lançada com pouco tempo de antecedência em relação à concorrência (Xbox One e Playstation 4) a apresentação da Wii U correspondeu a um forte ataque da Nintendo ao mercado das consolas de sala, apresentando uma plataforma robusta, com capacidade de processamento bastante superior à da Wii, com grande qualidade gráfica e também com uma forte componente de inovação (gamepad é o maior exemplo disso mesmo).

A Wii U é, sem sombra de dúvida, uma consola que pouco tem a ver com a sua antecessora e como tal, tem argumentos mais que suficientes para outros voos, no que respeita aos jogos. Assim sendo, a consola desde cedo piscou o olho aos jogos mais sérios (lembramos por

(7)

exemplo que FIFA 15, Call of Duty: Modern Warfare, Watch Dogs fazem parte do cardápio de jogos da consola) nunca esquecendo no entanto o código genético da Nintendo.

Desta forma, podemos encontrar na Wii U todas as propriedades Nintendo inalteradas e todos os títulos que qualquer amante das consolas Nintendo poderia esperar. Jogos como New Super Mario Bros, Donkey Kong, Legend of Zelda, entre muitos mais são o exemplo que a marca não esquece as suas origens enquanto avança no seu caminho rumo ao futuro. https://www.youtube.com/watch?v=mZvlpA7knsQ

E mais... existe uma contínua preocupação com o lançamento de jogos onde a diversão reine, como são os casos de Splatoon ou Mario Maker. Adicionalmente, a Wii U mantém também uma aposta séria e objectiva no lançamento de variados títulos com forte componente

multiplayer tanto online como local, proporcionando assim todas as condições para diversão

em grupo (família, amigos, etc).

É de lamentar, no entanto, o pouco investimento que algumas das principais editoras de jogos fazem na Wii U (a grande excepção será a Ubisoft com alguns bons títulos lançados).

Prós:

Magia Nintendo, com os personagens mais icónicos da marca presentes Diversão garantida para todos os elementos da família

MiiVerse e possibilidade de interagir com outros jogadores através dos próprios jogos Quantidade e diversidade de periféricos disponíveis

Retro-Compatibilidade com a Wii

Gamepad que permite novas formas de interacção com os jogos, bem como uma maior mobilidade dentro de casa

Ausência de serviço de subscrição obrigatório para jogar online

Contras:

Poucas editoras que apostem em desenvolvimento de títulos mais sérios para a Wii U Preço um pouco elevado

(8)

A quem se destina

Sendo uma consola Nintendo, a Wii U será de certeza absoluta, uma consola destinada a todos os amantes dos jogos e personagens Nintendo.

No entanto, não podemos descurar todas as potencialidades que a consola tem e assim sendo, é fácil perceber que o público-alvo desta consola evoluiu um pouco mais, comparativamente à sua irmã mais velha, a Wii.

Todos os elementos da família que apreciem jogos descomplexados, simples e divertidos vão certamente continuar a apreciar a Wii U mas, com esta consola, tanto o pai como o irmão mais velho já podem experimentar jogos mais exigentes.

Computador

O computador pessoal pode ser considerado a consola de jogos mais antiga desta lista, se tivermos em atenção que na realidade não tem tido gerações como as outras plataformas, mas sim uma constante evolução.

(9)

Esta é certamente a plataforma mais flexível em termos de consumo e criação de media, a que tem a maior compatibilidade com jogos antigos e a que pode proporcionar os melhores gráficos e qualidade de imagem.

Mas os PCs não são perfeitos, visto ser de todos aquele que requer mais conhecimentos técnicos para a sua montagem, instalação de jogos e bom funcionamento em geral. Para dificultar mais as coisas, a experiência de cada jogo pode variar consoante o computador que se tem, daí também a sua maior desvantagem: o preço. Este pode facilmente ser duas ou mais vezes o de uma consola como a Xbox One ou a Playstation 4.

(10)

Prós:

Melhor qualidade gráfica

Possibilidade de upgrade de hardware

Compatível com muitos dos jogos de gerações antigas A sua utilização não é exclusiva aos jogos/entretenimento

Contras:

Preço poderá ser elevado

Requer alguns conhecimentos técnicos

(11)

Com referido anteriormente, normalmente o típico jogador em PC tende a ser alguém com relativamente bons conhecimentos de informática e que está disposto/habituado a fazer a típica manutenção que esta plataforma requer, mas que gosta de ter acesso ao melhor que o mundo dos jogos tem para oferecer. Aquele que tem como orgulho a alcunha "The Gamer".

Nintendo 3DS

No segmento das consolas móveis, a Nintendo mantém o seu fulgor com a Nintendo 3DS (também existe uma edição 2DS). A 3DS tem duas versões, a primeira a ser lançada e uma posteriormente comercializada mas de maior dimensão, a XL. É até 90% maior que a sua irmã mais velha, tendo 4,88 polegadas no ecrã superior 3D, sendo apenas de lamentar que o

(12)

Uma das características que mais a destaca das restantes e, que de certa forma impulsionou o sucesso desta consola é, sem dúvida a sua capacidade de simular uma realidade 3D no ecrã superior. Recorrendo à estereoscopia, a 3DS consegue enviar aos olhos humanos a falsa sensação de profundidade e como tal de 3D. Nesta utilização damos também alguma importância à presença da boa gestão de Controlo Parental que esta tem.

Com a 3DS a Nintendo incluiu ainda os sistemas StreetPass e SpotPass que revestem a

consola de uma capacidade extremamente simples e transparente de permitir jogos multiplayer praticamente em qualquer local do globo.

(13)

De qualquer forma temos de ser honestos e interpretar um fenómeno do qual a Nintendo não se separa… desde há muito tempo que a imagem da marca nipónica se mantém revestida de uma áurea infantil e muito familiar. Aliás, essa é a ideia mais comum que invariavelmente vem à conversa quando se fala da Nintendo. A consola continua ainda muito agarrada aos jogos e personagens mais icónicos da marca.

https://www.youtube.com/watch?v=izljcyvozig

Prós:

StreetPass e SpotPass tornam o jogo multiplayer bastante simples e descomplexado e aberto ao mundo

Mobilidade total

Todo o Universo e personagens Nintendo eShop, Mii Maker, Camera 3D

Realidade Aumentada

Contras:

Limitações físicos e de hardware da própria consola

A lista de jogos disponíveis com poucos títulos mainstream

O 3D pode causar momentos de irritação se não tivermos a consola no ângulo certo Ausência de um segundo analógico

(14)

A quem se destina

A Nintendo 3DS, das consolas móveis aqui mencionadas é a mais bem sucedida, acima de tudo graças a uma enorme comunidade intergeracional eternamente fiel ao Mundo Nintendo. O grande público-alvo da 3DS é, e continuará a ser, a grande fatia da população amante dos personagens e Universos Nintendo e, também os jogadores mais novos.

PlayStation Vita

Com a Playstation Vita a Sony reforçou o seu investimento no mercado móvel de videojogos, dando um passo de gigante em relação à consola anterior, a Playstation Portable. Aliás, 512 Mb RAM, um OLED touchscreen e um processador quad-core CPU e GPU entre muitas outras características, fazem da Playstation Vita uma autêntica mini Playstation 3.

Com potencialidades como ouvir música, ver filmes, Netflix e muitas outras a Playstation Vita é não só uma consola gaming mas acima de tudo uma consola multimédia.

No entanto, com a evolução tecnológica dos smartphones, tablets e phablets e a sua crescente massificação como plataformas móveis de gaming, a Vita viu-se de repente cercada por uma concorrência feroz levando ao declínio da consola. Seja como for, muitas editoras continuam a

(15)

apostar no desenvolvimento de jogos para a Playstation Vita indicando que a morte ainda se encontra algo longe.

https://www.youtube.com/watch?v=RIaJHh60hQY

Prós:

Bom processamento para consola móvel

Capacidade gráfica quase ao nível da Playstation 3 Remote Play, cross play, cross buy, cross save Centro Multimédia

Muitas editoras continuam a apostar na consola

Consola móvel com ecrã de dimensões generosas, 5 polegadas Analógicos, gatilhos e botões frontais ergonómicos

Multi touch

Contras:

Ecrã táctil traseiro mal explorado

Desistência da Sony na produção de jogos para a consola Sistema operativo demasiado dependente do touch

Cartões de memória proprietários

(16)

A quem se destina

A Playstation Vita é claramente uma consola que se aproxima do típico jogador Playstation. Alguém que quer mobilidade aliada à capacidade de processamento e e bons gráficos, não descurando a vertente multimédia e de conectividade. Uma consola robusta com capacidade para satisfazer toda a família, desde os mais novos aos mais velhos e em qualquer lado.

Smartphones e Tablets

Muito provavelmente a maioria dos chamados “Gamers” não considera este tipo

de gadgets como consolas de jogos, mas se tivermos em consideração que grande parte da população tem pelo menos um ou mais destes aparelhos, e que os usa para um “joguinho” casual, é fácil perceber o porquê da expansão deste mercado.

Desde o tempo do Snake ou Space Impact nos Nokia, aos mais recentes Angry Birds e Fruit Ninja dos smartphones actuais, é inegável a conveniência de usar este dispositivo, cada vez mais essenciais ao dia-a-dia, para “gastar” algum tempo. O custo relativamente baixo e uma

(17)

biblioteca de títulos cada vez maior e com a possibilidade de ligar gamepads para uma maior precisão de controlos, acaba por atrair diversos utilizadores.

Prós:

Conveniência: temos a consola sempre connosco Abundância de oferta de jogos

O custo dos jogos tende a ser baixo ou mesmo gratuito

São excelentes para pequenas seções de jogo (ideal para “fazer tempo”…)

Contras:

Transacções dentro dos jogos nem sempre explicitas Controlos pouco precisos e/ou ergonómico

Consumo de bateria

Micro-transacções abundantes

A quem se destina

Todos os que apenas querem algum "brinquedo" simples para passar o tempo. Aos que os controlos, os gráficos e as narrativa tomam segundo lugar a uma diversão descomplicada e rápida.

(18)

Depois de todos os pormenores revelados, o que é certo é que existem consolas para todos os gostos e por isso devemos ter em conta o tipo de jogador e o que queremos ou não gastar. Acontece em muitos casos existir uma escolha de uma consola a que depois não damos o uso que ela merece.

Assim, qualquer que seja a escolha, esta deverá ser sempre feita de acordo com o nosso gosto, de forma a ser um investimento acertado.

Referências

Documentos relacionados

Determinar a classificação da modinha entre música popular, música folclórica, música clássica ou artística parece impossível agora, após ouvir as várias gravações das

O Efeito de Ilha de Calor Urbano (EICU) é um dos fenômenos mais representativos da relação entre cidade e clima, sendo caracterizado por temperaturas mais

entre o Sindicato do Comércio Varejista de Chapecó e do Sindicato dos Empregados no Comércio de Chapecó e/ou através da Convenção Coletiva de Trabalho, firmada em 30 de novembro

As empresas que optarem pela concessão do benefício refeição/alimentação ao trabalhador deverão estipular valor mínimo de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) pela totalidade de

Durante a vigência do presente instrumento normativo, as empresas, poderá estabelecer a duração diária de trabalho dos empregados superior ou inferior a normal, visando a

As empresas descontarão da folha de pagamento dos empregados associados ao sindicato profissional a mensalidade sindical estabelecida pela entidade, recolhendo as

Fica ajustado que empresas descontarão em folha de pagamento de seus empregados, sindicalizados ou não, a Contribuição Retributiva de Representação

Fica garantido o emprego por 12 (doze) meses ao empregado que tenha laborado de 5 (cinco) a 10 (dez) anos na mesma empresa e de 24 (vinte e quatro) meses